Page 224

222 CULTURA RACIONAL – 5º O

irracional, ligados aos fluidos do bicho, tinha que pensar como bicho, e viver como bichos, os bichos vivem iludidos com a lama, com a matéria, são ambiciosos, são invejosos, são ciumentos, tem inveja Uns dos outros, são geniosos, são brigões, são desconfiados, são falsos, são traiçoeiros, são fingidos, são velhacos, são mentirosos, gananciosos, os bichos é que são assim, viviam igualmente a bichos por estarem ligados a mesma base por estarem ligados a base do bicho irracional, tinha que ser igual ao irracional, guerreiros, pretensiosos, orgulhosos. Enfim, igualmente ao irracional por estarem ligados a mesma base o elétrico e magnético. Então ficava a pessoa, muitas vezes a perguntar a si mesmo, ou perguntar uns para os outros, o porquê que nós somos assim, como é que nos fizeram assim, ninguém sabia responder. E assim, sendo, conservado tudo isso em segredos, milenares, os mistérios e mais mistérios, todos fazendo mistérios de tudo, isso é um mistério, aquilo é um mistério, aquilo se encontra ainda misterioso, tudo em mistério, esse mundo envolvido em mistério, ninguém conhecia coisa alguma do seu ser, os enigmas, tudo enigmático dentro deste enigma, e os bichos sempre com a mania de quererem saber uns mais do que outros, os bichos sempre foram vaidosos, mais a sabedoria dos bichos, era tanta, que não sabiam o porquê do mundo, e o porquê da sua existência aí dentro desse mundo. Que bonita sabedoria, não sabiam o porquê de sua existência, e se considerando todos sábios, sábios de quê? Iludidos, e um iludido não sabe o que diz, a ilusão era tanta, a vaidade, a fantasia, que ficavam tão iludidos que julgavam ser o que não podiam ser, sábios, puros e santos, era a mania do bicho, uns quererem ser melhor do que os outros, quererem saber mais que outros, quererem ser uns mais puros do que outros, e outros puríssimos, intocáveis, verdadeiros santos, a ponto de existirem os santos, é puro, é um santo, santo de

Cultura Racional - 5º volume da Obra  

Cultura Racional - Conhecimento de retorno da humanidade ao seu verdadeiro mundo de origem, o Mundo Racional.

Advertisement