Page 1

Colunista

MORRO DA BORÚSSIA TERÁ PROTEÇÃO AMBIENTAL

cLAUDIA pELISSOLI: ‘‘o vilão do verão’’

pág. 14

pág. 4

Ano IV Edição 2Osório Litoral Norte/RS

12

janeiro

2012

Distribuição gratuita na Rede Super Dalpiaz

Quem são eles?

Especial Eleições 2012 Pré-Candidatos

Abrahão (PDT)

Júlio Ramos (PMDB)

Martim Tressoldi (PSDB)

Prof. Denilson (PT)

Textos: Renan Sampaio Fotos: Fábio Trespach/Especial

Pela primeira vez, após o domínio da prefeitura por políticos que se sucedem, quatro novos nomes surgem como pré-candidatos a prefeito de Osório. Ainda sem coligações definidas, eles lançam candidatura própria e dão começo aos bastidores de acordos e disputas internas. Nas páginas centrais, conheça os perfis, ideias, opiniões, projetos e estratégias de cada um para 2012.


2

Osório, 12 de janeiro de 2012

Antão Sampaio antaosampaio@terra.com.br (51) 8405.2702

Na casa do Altivo

“Sabe como é política, um dia se define, no outro já não vale mais nada”, comentou um político importante do PP de Osório sobre a definição de um pré-candidato do partido para prefeitura, ou, nas entrelinhas, um vice para o PDT.

Café com Letras Comandado pelo empresário Charles Simon, o Café com Letras foi o local escolhido para as entrevistas do especial que circula nesta edição. Bom atendimento, produtos de bom gosto e qualidade agradaram os entrevistados. O Café abre em horário comercial e fica no edifício Hamurabi, Av. Jorge Dariva, 1153, ao lado do Fórum.

Ideologia

Tressoldi e os CCs (1) “Então porque ele não fez isso quando foi presidente da Câmara?”, indagou-se um pré-candidato ao saber que Tressoldi viria com a ideia de uma administração sem CCs na futura campanha.

Terceira via

Tressoldi recebeu uma vez o convite para se filiar ao PDT, em contrapartida, receberia qualquer cargo que escolhesse. Não quis. Garante seguir uma ideologia de não aceitar troca de favores. Fato raro no meio político. Se eleito, o plano dele em não ter CCs é visto com deboche por simpatizantes de outros partidos. Alegam que vai ser difícil ele ter cabos eleitorais, pois, geralmente, o cabo eleitoral é um futuro CC na prefeitura. É assim, desde sempre.

Abrahão

Nome para dar continuidade ao governo de Romildo, tem fortes argumentos para convencer que a cidade deve continuar com o PDT no poder. Embora, uma das dificuldades iniciais está dentro do partido, pois alguns integrantes ainda não são favoráveis a candidatura de Abrahão. Gil Davóglio deu entrevista a uma emissora da região e não imaginava que o veículo tinha audiência em Osório. Agora, o PDT tenta apagar o incêndio provocado por Davóglio.

Júlio Ramos

Tressoldi e os CCs (2) O ex-presidente da Câmara afirma que planeja 90 dias para a população aceitar seu projeto inovador na política, se não der certo, há um segundo plano, quem sabe, ser vice com Júlio Ramos do PMDB.

Ele já iniciou sua campanha no boca-a-boca com a comunidade. Partidos pequenos poderão se coligar, como é o caso do PL, cujo presidente, Paulinho Margarida, é amigo próximo de Júlio. Entretanto, o Margarida é amigo de todo mundo, portanto, tudo é possível. Na última eleição, ele apoiou o PDT e foi candidato a vereador.

Valério É nítida a afirmação do prof. Denilson em sua entrevista, se não for na majoritária com o PDT, irá com candidatura própria. Quem sabe o seu sonho de ver a cidade numa administração petista dê um passo importante na eleição deste ano.

Um pergunta para responder

com Renan Sampaio

Chico Moro

Francisco Moro é o novo presidente do Hospital São Vicente de Osório. O exdiretor, Pedro Farias, entrega a gestão com dinheiro em caixa. Chico promete fazer uma ótima administração, a exemplo do seu antecessor. O secretário da Saúde do Estado, Ciro Simoni, acredita muito na capacidade de Francisco Moro.

Editorial

fotos fábio Trespach

PP não se decide

Persona Divulgação HSVP

PP fez reunião na casa do Altivo Rosa dos Reis, sub-prefeito de Atlântida Sul. A ideia era sair do encontro com o candidato a prefeito definido, em último caso, o vice do PDT. Mas o vereador Doca, que é um dos nomes que está na lista, colocou areia na conversa. Ele quer que o PP seja o último a decidir seu candidato, lá pelo mês de abril. Embora alguns não tenham gostado, a decisão está tomada.

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Valério dos Anjos assumiu a presidência da Câmara de Vereadores e já começa a colocar suas ideias em ação. A comunicação digital com fácil acesso da comunidade a documentos da Câmara pela Internet é uma das propostas. Confesso que jamais esperaria que o Valério fosse tomar uma posição sobre este assunto. Parabéns presidente.

Quem são eles? É a manchete de capa nesta edição. O jornal Bons Ventos foge um pouco da sua tradicional linha editorial e entra 2012 com uma nova proposta. Na primeira edição do ano, quatro perfis de políticos mostram quem são os pré-candidatos à Prefeitura na eleição municipal que ocorre este ano. O objetivo, estampado nas cinco páginas centrais do impresso, é de proporcionar aos leitores, cidadãos osorienses, um lado diferente dos pretendentes ao poder Executivo e como eles encaminham os bastidores de campanhas que recém dão seus primeiros passos. No especial, reportado por Renan Sampaio em parceria com o jovem fotógrafo Fábio Trespach, há um espaço chamado “Um lugar guardado”, que tem a intenção de evidenciar algo tão simples num primeiro olhar, mas, subjetivamente, de grande lembrança e/ ou referência emocional aos candidatos. Foram entrevistas com média de duração de uma hora e meia e diversos assuntos relacionados a vida pessoal e política. Sem distinção de ideologia, julgamento ou posição, a reportagem buscou dar o mesmo espaço para cada um, na qualidade dos textos, fotografia e repercussão, quer dizer, cada fala ou expressão do candidato com potencial jornalístico. Porém, mais do que retratar e proporcionar um espaço para que o (e) leitor conheça um pouco da história de quem poderá governar a cidade em um próximo mandato, o jornal espera mais: que o veículo seja um espaço democrático para discussões e debates sobre questões do município, que cresce e desenvolve em ritmo constante. Como a maioria dos pré-candidatos, que iniciaram suas trajetórias durante a democratização do país, após a ditadura militar, o Bons Ventos espera continuar com uma imprensa livre, democrática e imparcial, deixando aos leitores uma referência de qualidade da informação para interesse público.­­

Expediente O jornal que faz a diferença www.jornalbonsventos.com.br jornalbonsventos@terra.com.br CNPJ 11.867.250/0001-40 Av. Jorge Dariva, 1153, sala 61 Centro - Osório/RS Fone: 3601.0009 - 3601.0005 3663.9511 - 3601.0123 Jornalista responsável: Antão Sampaio RMT 5514 Diagramação e arte: Romário Marques Projeto Gráfico: Renan Sampaio Auxiliar administrativo: Bruna Fangueiro Reportagem: Anelize Sampaio Assinaturas/Publicidade: Sandra Moraes Impressão: Zero Hora-Mídia Gráfica Assinatura Anual - R$ 50,00 Oficio de Registro Civil das Pessoas Jurídicas, Livro B-1, fls. 03 a 04, sob n° 9, em 25/4/2007


OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Formatura

Anuncie No jornal que faz a Diferença Fone: (51)36639511 End: Jorge Dariva Nº 1153 - Edificio Hamurabi - Sl. 61

Sí, empieza más un año. La vida pasa como un vuelo de pájaro ante nuestros ojos. Nuevos planes y añoranza de tanta cosa... y personas que convivieron compartiendo con nosotros momentos mágicos de nuestras vidas, en distintas etapas. Que este AÑO que empieza nos traiga mucha salud y PAZ. Cada uno de nosotros somos responsables por transformar nuestro entorno para el bien común, pero para eso debemos tener actitudes de coraje y fraternidad, dejando la hipocrecía lejos de nuestro cotidiano, eso ya es un nuevo empezar. ?Vamos? El sendero es largo y los días son cortos.

3

Osório, 12 de janeiro de 2012

No dia 06 de janeiro, colou grau em Geografia na Faculdade Cenecista de Osório – Facos uma turma de nove alunos. Familiares e amigos foram prestigiar o evento, que ocorreu na Câmara Municipal de Osório.

kadu kraemer

graziele borba

Adiós. Hasta la semana que viene. Maria Basilisa Ibáñez Solaz da Silva Pedagoga y Profesora de: Español, Didáctica, Filosofia, Psicología. Inspetora de Ensino (concursada).

Eu gosto tanto da minha barriga tanquinho, que protejo ela com uma capa de gordura.

Funk é igual a Pombo: tem pra caramba, não serve pra nada, não canta, não é bonito e poluí a cidade toda.


4

Osório, 12 de janeiro de 2012

Psicologia

Viviane Heckler Especialista em Saúde Pública - ESP Mestranda em Psicologia Clínica - UNISINOS

viheckler@yahoo.com.br

Faxina emocional Nesta época, muitas pessoas aproveitam para organizar a casa, os armários, as contas... é um período em que nos permitimos olhar para trás e separar entre o que podemos nos desfazer, o que é preciso consertar e o que mais gostamos e por isso pretendemos manter. Devemos aproveitar este momento para dar início também a nossa faxina emocional. Através dela, podemos livrar-nos do que não desejamos mais, aproveitar o entusiasmo do início do ano para traçar metas de mudanças e valorizar o que temos de melhor. É momento de reavaliar nossos sentimentos, nossas atitudes, nossos pensamentos e decidir sobre o que de nós mesmos desejamos nos desfazer. Mas esta não é uma tarefa simples de ser decidida e muito menos de ser executada. Esta faxina pode levar algum tempo, o que exige esforço em olhar para dentro de si e um verdadeiro desejo de mudança. É muito mais fácil desejar mudanças ao nosso redor, enxergar os defeitos dos outros e até desfazer-se de coisas materiais do que olhar para dentro de si e avaliar o que realmente desejamos para nós mesmos. O difícil é saber no que devemos investir e o que realmente deixar para trás. Nem sempre temos certeza do que fazer, mas o fundamental é colocar na balança o que nos faz bem e o que nos faz repetir os mesmos erros. Toda mudança implica em alguma dor, perda e adaptação à nova realidade, no entanto, as mudanças são fundamentais para nos manter em movimento e em avaliação, não correndo o risco de ficar acomodados. Com tantos planos e expectativas é só decidir a hora de começar a mudar e mãos à obra!

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Pe. Albino Haas email: pealbinohaas@hotmail.com

Encontro com Jesus Chegando ao fim do tempo do Natal, fazendo avaliação do sentido de nossas celebrações, poderíamos perguntar-nos: afinal celebramos o que? quem? O anjo anuncia aos pastores: “hoje nasceu para vós um Salvador...” E os magos do oriente perguntam: “onde está o recém-nascido, rei dos judeus? Simeão louva a Deus dizendo: “meus olhos viram a salvação...” Jesus no templo responde à sua mãe: “não sabiam que eu devia estar na casa de meu Pai?” E João Batista apresenta Jesus aos seus discípulos: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.” São alguns pontos de referência, que podem servir para uma bela reflexão: Quem é afinal essa criança que nasceu e que procuramos celebrar? Os discípulos de João que escutaram sua palavra, foram em seguimento de Jesus, e perguntaram: “Senhor onde moras?” Queriam conhecer a Jesus melhor. Jesus responde: “vinde ver” Lucas no evangelho diz de Maria: “Maria escutava e meditava no seu coração”, procurando ela também entender o seu filho Jesus, Filho de Deus. Os discípulos ficaram com Jesus durante aquele dia. A atitude de Maria, como também dos discípulos, são sem dúvida um exemplo para nós, de como proceder, e assim conhecermos melhor esse Jesus, para então podermos acreditar nele, e seguirmos seu ensinamento, Ele que é “o Caminho, a Verdade, e a Vida”, e “quem me segue não andará nas trevas, mas terá a luz da vida”. Falta-nos aceitar o seu convite: “Vinde ver”.

Claudia Pelissoli claudiapelissoli@ibestvip.com.br

Vilão do verão Chegou o tão esperado verão. Particularmente prefiro o inverno, mas a maioria das pessoas prefere os dias quentes. Com ele vem o calor(ão) e a derradeira hora de colocar o temido biquíni. Que mulher não treme na base na hora de encará-lo? Talvez as “aleijadas” que não tem celulite e/ou estrias, mas aposto que até elas inventam um motivo para ter vergonha de se olhar no espelho de biquíni. Na academia que frequento, quando as alunas estão reclamando que a ginástica está forçada demais, o professor fala: vamos lá, mais uma série de exercícios, senão o verão de vocês será escondido na Lagoa dos Barros ou na Praia da Solidão! Pronto, todas se lembram do biquíni e se animam a malhar mais. Ahahaha Boa tática! Sem dúvida ele é o vilão do verão. Mostra tudo. É como estar de calcinha e sutiã em público, sem penumbra para disfarçar, é no claro mesmo ou pior, na luz do sol. Aquelas muito magras mostram até os ossos, que não têm nada de bonito. Bom mesmo é ser filé! As branquelas chegam a reluzir no início, depois é um vermelhão só; bronzeado que é bom demora ou não acontece. As flácidas desfilam um festival de pelancas, o ruim de emagrecer para o verão é isso: sobra pele onde tinham gordurinhas. As mais gordinhas até encaram um maiô para fugir do desgraçado do biquíni, o que não adianta muito, pois a insegurança é a mesma. Haja canga para esconder toda essa mulherada. A melhor alternativa é encarar a praia ou piscina com bom humor, inaceitável é não se aceitar ou deixar de curtir esta estação tão curta do ano. Tomar um banho de sol é bom, renova as energias, apenas devemos fugir do horário nocivo para a pele, preservando nossa saúde!


Karlo Caputi caputi@terra.com.br (51) 9974.9975

NA BALADA

Caputi

Julia & Juliano

Sexta 13 Rodeio de Capivari

O melhor das festas

Balada de formatura

5

Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Chalé - Tramandaí Quinta 19

Le Café - Tramandaí Sábado 14 Pura Cadência

Scooba - Imbé Sábado 14 Paiol

Maori - Capão Wari Club - Xangri-lá da Canoa Fotos caputi

Logo após a cerimônia de formatura dos Terceiros Anistas da Escola Rural, os alunos foram comemorar no Aloha com seleção musical dos Dj´S Jean Curt9 e Leandro Brum. Terça dia 27 de dezembro.

Sábado 14 Edo Krause & orquestra

Sábado 14 DJ Pitbull

Reveillon em Atlântida Sul divulgação

Mesmo com chuva grupo de amigos brindou com cores e alegria a entrada do novo ano

Formatura do Ensino Médio da Escola Rural

divulgação

Ocorreu no dia 27 de dezembro no Ginásio de Esportes da CNEC/Facos/Marquês. A turma 302, com seu paraninfo, o Prof. Dalpaz, celebrou com bastante alegria o final do Ensino Médio.

Niver da Jô

Jordana Peretto filha de Claudia e Giovane comemorou seus doze aninhos em balada para familiares e amigos na sua residência.

fotos caputi


6

Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA


Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

7

Políbio Braga

Cláudio Leal Domingos ciannd@ibest.com.br

www.polibiobraga.com.br

Viver Diz-se que o humano não utiliza dez por cento do cérebro. Na verdade, também não usamos de modo pleno todos nossos sentidos. Evidente que o próprio organismo deixa uma reserva e não é lógica nem fisicamente possível um aproveitamento total do ser, mas também é evidente que existe um desperdício com a nossa capacidade de viver, de ser mais feliz. Talvez a culpa seja da nossa maior preocupação com a vida material. Isso nos obriga a uma rotina pela sobrevivência. Um repetitivo processo de ir e vir. Do trabalho para casa, de casa para o trabalho. Fazer quase tudo, comer, dormir, estudar, ler, ver televisão, de modo automático. Rotina inconscientemente programada. Enquanto isso, muitas coisas importantes não são vistas, ouvidas, nem sentidas. Mas existem milhares de sons, de imagens, de coisas, de fatos, de eventos, de situações, de necessárias reflexões que não fazemos. O que diferencia o homem comum do artista, por exemplo, é que este absorve com maior amplitude o mundo que o cerca. O trabalho é indispensável, é o castigo da condição humana, o mas o ócio também é um valor. De vez em quando, para liberar o estresse, devemos sentir o mundo, absorvê-lo um pouco mais: o canto do pássaro, o farfalhar das ramagens, o murmúrio das águas. As pessoas andando, sorrindo, falando. Atentar para a placidez das águas, a inquietude das árvores, as praças, o sol nascendo, o mar pulsando, as crianças a brincar, o dia indo embora, a tarde esmaecendo. Olhar com mais atenção o rosto de quem se ama. Dos filhos, do companheiro, do cônjuge, do irmão, do amigo, dos pais. Perceber o sorriso, a preocupação, a alegria, a ingenuidade, a pureza, as rugas nascendo. Na face, mais que a nossa imagem física, está a nossa vida, a nossa alma. Viver exige se dar conta disso. Infelizmente, a rua tornou-se um lugar inseguro, mas é necessário caminhar, aproveitar mais a luz do dia. Não te acanhe de absorver com mais profundidade o mundo que te cerca. Cante, mesmo que seja no banheiro, sente-se no gramado, ande descalço, deguste melhor os alimentos, ouça, veja, apure o olfato, saboreia a vida. Afague um animal, apalpe uma flor, aprecie uma árvore, contemple o mundo. Tente compor uma música, uma poesia, escrever um livro, pintar um quando ou apenas conversar mais com o vizinho, com o cônjuge, com os amigos. Se não, o que você está fazendo neste planeta? Apenas indo de um lugar para outro sem se dar conta de viver? Somente trabalhando, comendo, bebendo, dormindo? E o universo que te cerca? As cores, as luzes, os movimentos, os sons, as formas? Use bem os sentidos e a mente, no limite do necessário, ou estará apenas existindo rotineiramente. Um dia, quando se der conta do que deixou de fazer, talvez seja tarde demais. Não adiantará olhar para trás em busca do que deixou de ser. Não adiantará arrepender-se. Viva.

Classe média terá FGTS para construir O Conselho Curador do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) vai aprovar hoje, em reunião extraordinária, uma nova linha de crédito de material de construção para a classe média. O financiamento será de até R$20 mil por tomador, que pagará o total em até 120 meses a juros mais baixos que os do mercado. Não haverá limite de renda. Inicialmente, serão ofertados R$300 milhões, mas o valor pode chegar a R$1 bilhão, dependendo da demanda. A expectativa é que a medida entre em vigor em 30 dias. A nova modalidade prevê a compra de material para reforma ou ampliação de imóveis residenciais a uma taxa de juros máxima (custo efetivo máximo para o mutuário) de 12% ao ano. Esse percentual abrange juros, comissões e outros encargos.

Sob protesto, Lupi volta à presidência do PDT Cerca de um mês depois de deixar o governo, o exministro do Trabalho Carlos Lupi reassumiu ontem a presidência nacional do PDT, da qual estava licenciado, sob protestos do Movimento de Resistência Leonel Brizola. Lupi deixou o ministério depois de uma série de denúncias de fraudes em convênios com ONGs e da revelação de que foi funcionário fantasma da Câmara e da Câmara de Vereadores do Rio. “Dilma, eu te amo: Cadê minha boquinha?”, dizia um dos cartazes de protesto, em referência a uma declaração feita por Lupi quando ainda tentava se manter na pasta. Houve princípio de tumulto entre os manifestantes e aliados do ex-ministro.

Padilha quer renovação no PMDB, Ninguém entendeu o que quis dizer o Deputado Eliseu Padilha quando avisou que lideranças renovadas deverão dirigir o PMDB do RS. Até esta terça-feira, os dois nomes mais em evidência para a sucessão do ex-Deputado Ibsen Pinheiro são: Alceu Moreira, Deputado Federal, e Paulo Ziukolski, Presidente da Confederação Nacional dos Municípios. Líder do grupo que conquistou 40% do diretório nas últimas eleições, o Deputado Marco Alba apenas ouve e vê, mas não fala.

Seca já atinge mais de 620 mil gaúchos O número de pessoas afetadas pela estiagem que assola o Rio Grande do Sul chega a 627.172. Segundo balanço divulgado na manhã de hoje pela Defesa Civil, 142 cidades decretaram situação de emergência e 36 municípios enviaram Notificação Preliminar de Desastre (Nopred).

Espaço

CNEC - Osório

imprensa@facos.edu.br

Inscrições abertas Inscrições abertas Vestibular FACOS Técnico de Informática para Pós-Graduação 2° Edição O curso Técnico de Informática do colégio Marquês de Herval está com inscrições abertas. Os interessados devem entrar em contato com a secretaria do Marquês. O Curso Técnico em Informática visa habilitar profissionais técnicos para atuarem em pequenas e médias empresas. Este profissional formado deve ser criativo, comunicativo, inovador e com sólida base humanística.

A Faculdade Cenecista de Osório (FACOS) está com inscrições abertas para os cursos de PósGraduação, neste ano serão oferecidos 15 cursos em três grandes áreas. Os profissionais interessados podem fazer suas inscrições na Central de Atendimento do Aluno na Instituição. Para mais informações acesse o site www.facos.edu.br/pos.

De 12 de janeiro a 08 de fevereiro estarão abertas as inscrições para a 2° edição do Vestibular FACOS. A realização da prova única de Redação será no dia 09 de fevereiro às 19h30min. Os candidatos podem se inscrever pelo site www.facos.edu.br/vestibular e efetuar o pagamento da taxa de inscrição de R$50,00. Estão isentos da taxa os candidatos que efetuaram o pagamento na primeira edição, os mesmos devem se inscrever pelo site para gerar o boleto com o número da sala onde será realizada a prova.


8

Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Primeiro passo Especial Eleições 2012 Pré-Candidatos

ao poder L

ançar um pré-candidato é como demarcar terreno ou enfileirar trincheiras. Porém, neste momento, a batalha eleitoral não começou por um motivo: coligações e alianças virão pela frente. O jornal Bons Ventos, através da reportagem de Renan Sampaio em parceria com o jovem fotógrafo Fábio Trespach, resolveu saber quem são as figuras políticas que se lançam à prefeitura de Osório e dão início aos bastidores da eleição municipal que ocorre neste ano. Inteligentes e com trajetórias de vida distintas, eles buscam um objetivo comum e colocam seus nomes à disposição de seus partidos e, por consequência, da comunidade osoriense. Nas próximas páginas, confira a história e o perfil dos pré-candidatos. *Até o fechamento da edição, o PP de Osório ainda não havia definido seu pré-candidato. Os vereadores Doca e Rossano Teixeira e o atual secretário de Turismo, Eduardo Renda, são os principais nomes cotados.

Renan Sampaio


Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Pré-Candidato: Eduardo Abrahão (PDT)

9

Um lugar guardado

Eduardo Abrahão recorda com carinho histórias da infância e adolescência na pracinha João Carvalho, hoje reformada, próximo ao Mercado Mazangui

Saúde para continuar

A

brahão é um homem apaixonado pela família. Casado há 27 anos, ele faz questão de revelar que, qualquer que seja a decisão política a ser tomada, leva em conta a opinião da mulher, Soraia, e do filho, Moisés, 19 anos. Definido como pré-candidato após duas pesquisas internas realizadas pelo PDT, no ano passado, o atual Secretário da Saúde municipal pretende dar continuidade a administração do prefeito Romildo Bolzan Jr., o seu maior exemplo na política, por ser “extremamente correto e possuir uma sensibilidade política apurada”, como o define. Curtindo dez dias das merecidas férias de fim de ano, o secretário pede ao Charles, dono do Café com Letras, um cappuccino: “igual ao que fizeste pra mim daquela vez”. O café se põe na mesa em uma taça alta e com três dedos de chantilly, o que provoca sorrisos no rosto barbudo de Abrahão e de alguns fios brancos, que praticamente entrega seus 51 anos. “É deste jeito mesmo

Cada secretaria depende da outra, sendo assim, o poder público tem que funcionar de uma maneira integrada. Isto tem que ser permanente sempre.

que eu gosto”, brincou ao mergulhar a colher. Formado em Direito pela Unisinos em 1988, o pré-candidato vivenciou a política dentro de casa. O avô paterno, Sahydi Abrahão, foi vereador em Osório na década de 1960, e seu pai, sempre envolvido com os acontecimentos políticos na cidade, foi candidato a Câmara Municipal. A entrada para a vida pública se deu em um momento importante para a democratização do país, no início dos anos 1990. Com uma ideologia definida e contrária ao da família, que

Não há nada que eu faça sem antes pensar na minha família. Nada mesmo. A Soraia e o Moisés fazem a diferença nas minhas decisões”.

na época era simpática ao regime militar, o advogado escolheu se filiar a um partido de esquerda. “Não tive problemas em relação a isso. Minha família agiu com maturidade e apoiou a minha definição partidária”, contou. Em 1992, foi o primeiro vereador eleito em Osório pelo partido que atualmente ocupa a Presidência da República. Em 1996, candidatou-se a prefeitura e, em 2000, a vice-prefeito de Romildo Bolzan Jr. Sendo o 6º vereador mais votado em 2004, com 884 votos, Abraão não pode exercer o cargo, por não alcançar - em razão

Meu objetivo é dar continuidade ao trabalho do atual governo. Sempre agindo na coletividade, nunca sozinho.

das coligações - o consciente eleitoral para ocupar a vaga. Após permanecer dois anos afastado da política, recebeu o convite para se filiar ao PDT e em 2008 ocupava a cadeira de secretário de administração do atual governo. De todas as funções exercidas no poder público, é como secretário da saúde que o pedetista coloca em prática todas as ideias de uma gestão voltada à qualidade de vida da comunidade. “Exercendo este atual cargo, tenho a certeza de que a saúde, pra mim, deve ser prioridade

Saúde e educação serão prioridades no governo. Primeiro a saúde, porque ninguém vai estudar se não tiver saúde, não é mesmo?

de um governo”, afirmou. Sobre o futuro da cidade, com a sucessão do poder no Executivo municipal, Abrahão defende o desenvolvimento de maneira positiva, com a integração das secretarias e a qualificação dos serviços públicos. “As pessoas de fora veem a cidade se desenvolvendo muito, e ela cresce de forma parelha, ou seja, em todas as áreas. Nosso objetivo é melhorar cada vez mais o nosso município. Em qualquer lugar que tu estejas, tem que ter a mão do poder público”, finalizou.


10

Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Pré-Candidato: Júlio Ramos (PMDB)

Um lugar guardado

Júlio Ramos ainda pretende morar na casa onde se criou no bairro Glória. Nos fundos, sonha fazer um salão para reunir amigos e familiares e lembrar o tempo da discoteca

Com um olhar paralelo

N

unca de cima pra baixo, nem de baixo para cima. Júlio Ramos, 49 anos, quer olhar as pessoas do mesmo jeito, como fazia uma das suas grandes referências políticas: Jorge Dariva, prefeito da cidade na década de 1970. O atual vereador do PMDB não recusa ser chamado de populista, porque, ao seu entender, um governo tem que ser governado para todos. De vendedor de picolé na infância a um dos legislativos mais votados do Litoral Norte, Júlio pretende ser um opositor com consistência: “mudar o que tem que ser mudado e dar continuação ao que já vem dando certo”. Frase que repetirá durante a campanha. Dias antes do Ano Novo, Júlio veste-se de maneira casual e deixa pendurado na gola da camisa seus óculos escuros. Pede um café com leite e ao lado do companheiro de partido e também vereador, Zé Luciano, o peemedebista se preocupa de maneira curiosa com as perguntas da entrevista. Nas

Nunca falei mal do PDT. Tenho uma enorme gratidão por ter iniciado minha trajetória política e ter pertencido ao partido.

primeiras falas, revela um jeito simples, sem vaidades, de quem conhece e tem histórias para contar sobre a vida vivida com humildade. Nascido no bairro Glória com mais sete irmãos, o legislativo mais votado da região em 2004, 1.614 votos, se orgulha da origem pobre da família e do lugar onde se criou. Filho de mãe doméstica e pai brizolista, desde pequeno já discutia política no clube Gari15 - nome informal formado pelas inicias da rua Garibaldi esquina com a 15 de novembro – durante a década de 1980. Ainda hoje, o grupo que formou outros

Não importa de que partido seja, farei um governo para todos. Terei muito orgulho se alguém um dia for comparar minha administração ao de Jorge Dariva.

políticos e ajudou a fundar o GEPOL reúne-se para colocar o papo em dia e relembrar os tempos da discoteca. “Todos eram e são formadores de opinião. Dali, também surgiu os grêmios estudantis das escolas Cônego Pedro e Polivalente”, contou. Júlio é casado há 25 anos com a Cinara, que o ajuda na administração da distribuidora de alimentos e bebidas. Tem duas filhas: Tuane, 21 anos e Júlia, 16. Frentista quando trabalhava para pagar os estudos no Ensino Médio, Júlio não esconde a gratidão por permanecer sete anos no PDT. Eleito pela

Não mudo de cidade de jeito nenhum. Às vezes saio por algumas horas e já sinto falta. Sei aonde quero chegar aqui: quero ser prefeito de Osório.

primeira vez vereador em 2000 e reeleito em 2004, foi líder de governo do prefeito Romildo Bolzan Jr. Sua ascensão política provocou divergências com o prefeito, o afastando do partido que atualmente governa a cidade. Após um ano e meio sem definição partidária, decidiu ingressar no PMDB. “Esperei o momento ideal. Graças a Deus pude conquistar um nome com credibilidade na comunidade. Convivo muito bem com esta escolha e me sinto preparado para governar ao lado do PMDB”, revelou. Júlio diz ter um enorme respeito por um dos líderes

Admiro a forma como o Eduardo Renda trata os funcionários públicos. Ele consegue ter uma relação amiga e, ao mesmo tempo, cobrar o profissional, valorizando o trabalho. do partido na região e deputado federal, Alceu Moreira, pelo trabalho que realiza e a justiça social que desenvolve. Sobre os projetos que pretende implantar em Osório, conta que seu primeiro passo é mapear o potencial turístico da cidade, além de provocar uma cultura de receptividade turística na população. “Temos que ter um turismo acolhedor. Já somos um centro turístico e precisamos qualificar a prestação de serviços públicos e privados, essenciais para que Osório cresça neste setor”, completou.


Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Pré-Candidato: Martim Tressoldi (PSDB)

11

Um lugar guardado

Tressoldi relembra na estrada da Goiabeira, na Borrússia, a infância humilde onde percorria o trajeto descalços e com barro na sola dos pés

Uma prefeitura sem CCs

P

lantador de melancia, paraquedista, admirador de Tancredo Neves, militar, mestre de Terno de Reis, vereador, e, por fim, uma definição que resume sua personalidade: idealista. Martim Tressoldi, 48 anos, é um homem que “já fez de tudo um pouco”, como contou ao Jornal Bons Ventos numa manhã calorenta de dezembro. O pré-candidato do PSDB à prefeitura de Osório tem uma proposta inovadora na política: administrar a máquina pública sem ajuda dos Cargos de Confiança, os conhecidos e disputados CCs. Filho de mãe doméstica e pai operário, que foi vereador na cidade durante a década de 1970 e subprefeito de Capão da Canoa, quando o balneário ainda pertencia ao município, o osoriense com 14 anos de vida pública, se orgulha quando se lembra do pai, seu Antônio Tressoldi, o primeiro legislador a levar luz elétrica ao distrito da Borrússia. De óculos escuros que encobrem um olhar vibrante e com um aparelho eletrônico ligado ao tórax, registrando os movimentos

No meu governo haverá só secretários, subprefeitos e procurador geral do município. Não preciso de 200 cargos de confiança para fazer uma boa administração.

cardíacos, Tressoldi discorre sobre os exames de rotina, impostos pelo Exército. “Desculpe pelo atraso, é que na madrugada desgrudaram todos estes fiozinhos. Tive que ir ao médico no início da manhã para recolocá-los. A cada fim de ano, tenho que ficar com isso por um dia inteiro”, explicou-se o exsoldado, hoje aposentado como militar da reserva. O guri criado na roça, entre as plantações de canade-açúcar, é casado com Cláucia Tressoldi, professora e pedagoga, mãe de suas filhas: Patrícia, 20 anos e a Thaís, 14. Prestes a concluir

O prefeito Romildo chegou um dia pra mim e disse: “Tressoldi, vem pro PDT que te ofereço qualquer secretaria”. Respondi: “Não. Não faço política em troca de cargos. Faço por ideologia”

Quero valorizar o funcionário concursado. Dar o espaço que ele merece. Hoje, a maioria das chefias é ocupada por CCs. Acabar com a corrupção é acabar com os CCs.

o curso de Turismo, na FACCAT, em Taquara, o militar que participou no auxílio aos combatentes argentinos durante a Guerra das Malvinas – conflito nos anos 1980 entre Argentina e Inglaterra pela posse das Ilhas Malvinas, costa da América do Sul - acredita que não há necessidade de CCs na prefeitura de Osório. “O partido que entende que estes cargos são bases para administrar o município está equivocado. Quem pensa que minha campanha não haverá cabos eleitorais, porque a política sem vergonha tem a cultura de preencher

cargos públicos com CCs, também está enganado. O povo será o meu grande cabo eleitoral”, afirmou. O morador do distrito de Santa Luzia, localidade que o elegeu vereador pela primeira vez em 1996, já possui um plano definido com o dinheiro que poupará da folha de pagamento dos CCs, estimado em R$ 1 milhão por mês. Segundo Tressoldi, 20% serão destinados à educação, com bolsas no ensino superior. “A família que apoia um candidato e depois quer ver seu filho com um ‘carguinho’ na prefeitura vai mudar de pensamento.

Com R$ 1 milão economizados da folha dos CCs, criarei o primeiro Centro de Radioterapia da região. É um absurdo ver as pessoas sofrendo, indo a Capital, para receber este serviço. Ao invés de oferecer um CC, vou dar a oportunidade deste adolescente entrar na faculdade”, disse. Outros projetos que poderão ser implantados com a economia, serão as criações do primeiro Centro de Radioterapia da região e da Guarda Municipal, para controlar o trânsito e o patrimônio público. A política de saúde voltada a terceira idade também estará incluída. “Não quero mais ver idosos passando trabalho para ir até um posto buscar medicamento. Cada cidadão receberá seu remédio em casa”, finalizou.


12

Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Pré-Candidato: Prof. Denilson (PT)

Um lugar guardado

Com capacete de obra e olhar atento, Denilson aguarda ansioso a conclusão das obras do Instituto Federal de Educação no bairro Albatroz

A bandeira da educação

D

enilson chega ao Café com Letras e cumprimenta todos, mesa em mesa. Atrasado por se estender numa entrevista da rádio local, a quatro dias do Natal, o ex-presidente da Câmara de Vereadores carrega uma pequena estrela dourada no peito esquerdo, símbolo de seu partido, o PT. Além das bandeiras vermelhas agitadas no início da trajetória política, num período de democratização do país, o vereador brande, agora, um forte estandarte: o da educação. Criado pelos avós, após a separação dos pais com um ano e meio de idade, o mais velho de quatro irmãos cresceu no bairro Glória e, em casa, já deparava-se com a política. O avô era de Direita e concordava com as idéias do regime militar. “Ele faleceu quando tinha 13 anos e eu ainda não tinha noção política. Mas a segunda geração, a dos meus pais, já não compactuava com aquelas ideologias” contou. Denilson tornou-se simpatizante do movimento

Nas eleições deste ano, o nosso desejo é de continuar com o PDT na majoritária. Se não for possível, construiremos uma terceira via.

político em 1989, quando trabalhava como estagiário no Banco do Brasil. Em um momento de livre escolha na política brasileira - com a primeira eleição direta após a ditadura - e influência dos colegas de trabalho, a aproximação de uma alternativa rebelde e de esquerda nasceu naquele momento e, alguns anos mais tarde, com a filiação no PT. Casado há 11 anos com a professora de matemática, Tatiana Girardelo, e pai da Laira, 16 anos, Isadora, 7, e Santiago, 3, a primeira fruto de outra relação, o professor de física licenciado pela

As pessoas da nossa comunidade querem mais opções de educação e cultura. Podemos contribuir com isso, numa candidatura própria.

Unisinos se orgulha de três coisas: família, profissão e partido. No último pleito, os parentes, que no início estranharam a entrada para a vida pública, ajudaram a fazer manualmente as placas de campanha, deixando-o ainda mais motivado, desta vez, como candidato a vereador. O professor também lecionou em uma missão do Ministério da Educação no Timor Leste, sudoeste da Ásia, de 2005 a 2006. Mesmo em um país distante e com sérios problemas sociais, ele não falava de política em sala de aula, de jeito nenhum. “Não acho um ambiente

Podemos descentralizar o poder com conselhos municipais que gerenciem o destino dos recursos, formado e representado pela comunidade.

correto para fazer uma defesa de ideias. É claro, é um lugar para se transmitir valores, mas há um limite”, afirmou. A grande referência política, além do ídolo Lula, é outro fundador do PT, Olívio Dutra. O ex-governador do Estado o convida às vezes para um almoço. Os assuntos do encontro? É claro, política. “É uma pessoa em que me inspiro por sua postura e retidão e por pensar sempre no bem da população”, comentou. Um projeto em destaque do pré-candidato é a formação de conselhos municipais formado pela

Nosso sonho, não sei se comigo ou com outro companheiro, é fazer com que um dia Osório viva e experimente uma administração petista.

comunidade, que poderão gerenciar recursos públicos e aproximar-se do Executivo. “Descentralizaremos o poder com a representatividade do povo”, argumentou. Segundo Denilson, existe também um plano para estar mais perto dos osorienses, em visitas aos distritos e bairros. “A cada sábado, por exemplo, podemos com os secretários entrar em contato com a população visitando diferentes localidades. Isso dá legitimidade e transparência ao governo. O povo tem que se sentir pertencente à administração”, concluiu.


Osório, 12 de janeiro de 2012

13

Fórum Social Mundial em POA OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

concentra a renda e destrói a natureza. O Fórum promove também, uma reflexão contra a mercantilização e a Justiça Social, a favor dos Bens Comuns, considerando as permanentes manifestações contrárias ao modelo econômico político pelo mundo a fora. Esta discussão do Fórum será fundamental para a elaboração da Agenda RIO + 20. Porto Alegre será, mais uma vez, um espaço importantíssimo, como Assembléia Mundial de todas as lutas por um outro mundo urgente e possível. Os temas levantados estão reunidos em nove grupos temáticos, entre eles, Bens Comuns, Cidades Sustentáveis, Água, Clima, Cultura, Educação.A educação terá destaque como FME, cujo enfoque é Justiça Social e Educação Pública, como um espaço para aprofundar a articulação e estratégias de luta, por uma Educação de qualidade. Mais informações HTTP://fmejsa. forummundialeducacao.org. Os nove grupos estão reunidos em quatro eixos temáticos: Fundamentos éticos

e filosóficos. Direitos Humanos, Povos e defesa da Mãe Terra. Bens Comuns. Sujeito políticos poder e democracia. É importantíssimo que participamos desta rede mundial de debate e reflexão, dos diferentes assuntos temáticos. Mesmo não participando em Porto Alegre, cada pessoa poderá se inscrever e estará incluída em um dos temas escolhidos, podendo participar em casa através de seu e-mail. Estes grupos temáticos estarão disponíveis nas quatro línguas do FSM, inglês, francês, espanhol e português. Como sabemos, este Fórum acontece no redemoinho de uma retomada dos movimentos de alterglobalização, como o da Primavera Árabe, e as mobilizações européias dos indignados. Estarão em Porto Alegre, todos os movimentos de luta por um outro mundo possível. Movimentos Sociais, Ambientalistas, Movimento Sindical Feminista, Sociedade Civil, os indígenas e quilombolas da América Latina, educadores, etc. Também, pessoas do mundo Árabe,

divulgação

Berço do nascimento, em 2001, e já tradicional na realização do FSM, Porto Alegre, mais uma vez, será sede do Fórum 2012, de 24 a 29 de janeiro, envolvendo também, cidades da Região Metropolitana. Esta edição de FSM será Temática e descentralizada, como vem acontecendo desde 2006. Cada ano ímpar acontece o Fórum único, como o do ano passado em Dakar. O Fórum Temático é sempre preparatório ao Fórum único. Este tem em vista preparar o grande evento da Cúpula dos Povos, promovido pela ONU, a Rio + 20, que se realizará em junho, no Rio de Janeiro sobre o Desenvolvimento sustentável. Este evento recorda os 20 anos da ECO - RIO 1992, sobre o Meio Ambiente, cujas decisões, sabemos, pouco ou quase nada foram cumpridas do Protocolo de Kioto e de igual forma as que se seguiram. O último evento mais recente sobre clima foi na África do Sul. Este Fórum Temático tem como discussão e reflexão as Crises Mundiais Sistêmicas geradas pelo sistema capitalista que

Fórum irá reunir movimentos de vários países Tunísia, Egito, Marrocos e Palestina. Estados Unidos, França, Itália, Espanha, Portugal e tantos outros, além de importantes pensadores e autoridades do mundo todo, como o jornalista Ignácio Ramonet do Jornal Francês Le Monde Diplomatique, todos

apoiando os organizadores e o Conselho Internacional do Fórum Social Mundial. Não perca tempo e participe por outro mundo urgente e possível. Acessar o site do Fórum Social Mundial : www. forumsocialmundial.org.br


14

Projeto Sala Verde vai à praia de Atlântida Sul Osório, 12 de janeiro de 2012

O projeto Sala Verde vai à praia, iniciativa entre as secretarias municipais de Educação, através da Biblioteca Pública Fernandes Bastos, e de Meio Ambiente e Gestão Urbana, teve sua abertura oficial no dia 4 de janeiro, no Núcleo de Atividades Complementares da Escola José Paulo da Silva, em Atlântida Sul. No encontro também ocorreu o lançamento da cartilha de guarda responsável de animais domésticos. A campanha, realizada pela Secretaria de Meio Ambiente, visa conscientizar a população sobre a adoção de cães e gatos, seus comportamentos, os cuidados que devem ser tomados e métodos de controle reprodutivo. De acordo com a bióloga da secretaria, Denise Araujo, o material informativo ainda alerta sobre os direitos dos animais. “Essa cartilha aborda os cuidados que a pessoa tem que ter ao adotar

um animal doméstico, da saúde e da questão legal, o que são os direitos dos animais, o que está previsto também de punição para quem faz algum tipo de maus tratos”, falou Denise. A cartilha, que é gratuita, está disponível na própria secretaria, em clínicas veterinárias conveniadas que realizam procedimento de castração e será distribuída nas escolas, por meio de ações educativas como palestras. Ainda na ocasião, em que estiveram presentes autoridades municipais, responsáveis pelo projeto e funcionários das secretarias, foi dado início às atividades, já contando com um acervo de livros para empréstimo e com a exposição Ambiente Costeiro e Marinho, do Ceclimar, que foi visitada por crianças do balneário. Mais informações a respeito do Projeto Sala Verde ou sobre a cartilha podem ser adquiridas pelos telefones 3663 7440 ou 3663 1947.

anelise durlo

Anelise Durlo

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Projeto conscientizará as crianças sobre os cuidados com animais

Morro da Borússia terá proteção ambiental anelize sampaio

Anelise Durlo Mapear margens de rios, lagoas e córregos na extensão de espaços de preservação do Morro da Borússia é a finalidade do Projeto Desenvolvimento Sustentável da Área de Proteção Ambiental do Morro de Osório, desempenhado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana. Até a próxima sexta-feira, dia 13, uma equipe identificada de biólogos e técnicos da empresa Ecossis Soluções Ambientais, de Porto Alegre, irá averiguar e mapear as áreas de proteção pertencentes a Osório, a fim de constatar a atual situação desses campos e corpos hídricos, quais estão mais devastados, para que após seja realizado um plano de recuperação. A bióloga da Secretaria de Meio Ambiente, Daiana Bernardes Correa, destacou que a partir dessa pesquisa, cursos de sustentabilidade poderão

Campus Osório oferece 15 vagas para curso superior através do SISU

Técnicos irão mapear a área de preservação ambiental ser desenvolvidos com os munícipes. “Esse projeto é dividido em várias etapas, uma de demarcação das áreas, de ir até os locais e verificar o estado delas. A princípio são áreas de preservação, como margens de riacho, córregos, rios, que vão ser verificados para ver como está a situação de conservação. Posteriormente, vão ser feitos

cursos para a população e uma série de atividades que englobam toda essa questão da sustentabilidade no Morro de Osório”, completou Daiana. Mais informações sobre

o projeto na Secretaria de Meio Ambiente, localizada na Avenida Marechal Floriano, 1448, ou pelo telefone 3663. 1947.

Ainda dá tempo de concorrer às 15 vagas disponibilizadas através do Sistema de Seleção Unificada (SISU), do Ministério da Educação, para o Curso Superior de Tecnologia em Processos Gerenciais do IFRS – Campus Osório. As inscrições vão até 12 janeiro, através do site www.sisu.mec.gov.br. A seleção é feita por meio da nota no Exame

Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2011. O número de inscrições até as 18h de ontem (09/01), segundo informações do portal do MEC, já superava os 2 milhões. Após efetuar sua inscrição, confira atentamente o cronograma disponibilizado no site do Campus Osório (www. osorio.ifrs.edu.br) para não perder os prazos, caso seja selecionado.

Defensoria Pública do Estado inaugura nova sede em Osório A Defensoria Pública do Estado inaugurou na última sexta-feira, dia 6, a nova sede no município. As novas instalações estão localizadas na Rua Bento Gonçalves, nº 1036,

conj. 203. Anteriormente, os atendimentos eram realizados no prédio do Fórum de Osório, na Av. Jorge Dariva, n° 1191, Centro.


OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Osório, 12 de janeiro de 2012

15


16

Osório, 12 de janeiro de 2012

INFORME:

Posto de Saúde de Atlântida Sul A Secretaria Municipal de Saúde, visando suprir o aumento de pacientes que procuram atendimento no Posto de Saúde de Atlântida Sul durante o veraneio, já iniciou a Operação Verão. Neste período, que irá até 1º de abril, o posto do balneário estenderá seu horário com plantão de 12 horas, funcionando das 8h às 20h diariamente, incluindo fins de semana.

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA


Espaço Empresarial

Rafael Lopes

contato@centroempresarialosorio.com.br

belopes.rafael@gmail.com

As batalhas judiciais após a perda do familiar Ainda sob o efeito da dor de perder um parente, muitas famílias precisam enfrentar uma batalha judicial para dispor dos bens deixados pela pessoa falecida. Ao longo de 2011, a disputa por herança foi tema recorrente no Superior Tribunal de Justiça, principalmente na Terceira e Quarta Turma, especializadas em direito privado. De acordo com as regras do direito das sucessões, expressas no Livro V do Código Civil (CC) de 2002, quando uma pessoa morre sem deixar testamento, a herança é transmitida aos herdeiros legítimos. Os artigos 1.845 e 1.846 estabelecem que são herdeiros necessários os descendentes, os ascendentes e o cônjuge. Pertence a essas pessoas, de forma obrigatória, metade dos bens da herança. Ou seja, havendo herdeiros necessários, a pessoa só pode doar a outros herdeiros metade do seu patrimônio. Outro dispositivo que merece destaque é o artigo 1.790, que trata da companheira ou companheiro em união estável. Essa pessoa participa da sucessão do outro. Se houver filhos em comum do casal, o que sobrevive terá direito a uma cota equivalente à que for atribuída ao filho por lei. Se os filhos forem apenas do autor da herança, o companheiro terá metade do que couber a cada descendente. Caso a concorrência seja com outros parentes sucessíveis, o direito será a um terço da herança; e na ausência desses parentes, o companheiro ficará com a totalidade dos bens. Herdeiros colaterais Em outubro de 2011, a Terceira Turma julgou a destinação de herança cuja autora não tinha descendente, ascendente nem cônjuge. O artigo 1.839 determina que nessas hipóteses, os herdeiros serão os colaterais até quarto grau. No caso, os irmãos da falecida também já estavam mortos. A herança ficou, então, para os sobrinhos, colaterais de terceiro grau, que apresentaram um plano de partilha amigável e incluíram uma sobrinha-neta, filha de um sobrinho já falecido. Com base no artigo 1.613 do CC de 1916, segundo o qual os colaterais mais próximos excluem os mais remotos, o juiz de primeiro grau excluiu a sobrinha-neta da partilha. No CC de 2002, a regra foi reproduzida no artigo 1.840. A decisão foi mantida em segundo grau, o que motivou recurso da excluída ao STJ. Alegou que era herdeira por representação de seu pai, que, se fosse vivo, participaria da herança. Ela invocou a ressalva do artigo 1.613, que concede direito de representação aos filhos de irmão do autor da herança. O recurso foi negado. A relatora, ministra Nancy Andrighi, destacou que, por expressa disposição legal, o direito de representação na sucessão colateral está limitado aos filhos dos irmãos, não se estendendo aos sobrinhos-netos (REsp 1.064.363). De acordo com o artigo 1.844, na falta de parente sucessível ou renúncia à herança, ela ficará nos cofres do município onde estiver. Caso esteja em território federal, ficará com a União.

Fonte: STJ

17

Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Solano Reis email: solreis@terra.com.br blog: www.ssreis.blogspot.com

Sucesso

Os otimistas e os pessimistas

Ser bem-sucedido é a aspiração de todos os seres humanos. Lutamos por valor e relevância. Queremos que a nossa vida faça alguma diferença. Temos a própria ideia do que significa ser relevante, e nos esforçamos para alcançar nossos objetivos. Também, queremos ter filhos, cônjuges e amigos de sucesso. Porém, o que é sucesso? O marketing e a mídia repetem todos os dias que sucesso é comprar um jeans novo, um apartamento em um condomínio chique, um carrão em suaves prestações, até com o dinheiro que não temos. Os publicitários descobriram e usam para vender produtos e serviços a verdade que ‘de tanto repetir, até uma mentira passa ser aceita como verdade’. Vivemos numa sociedade materialista onde somos induzidos a acreditar que sucesso é consumir. Em que o ‘ser’, foi colocado no final da fila das virtudes. Esta inversão de valores tem gerado um grande vazio de alma, que anseia por ser preenchido, levando milhões a afundar-se no consumismo, no álcool, na depressão, nas drogas, nos jogos e na prostituição. Quem você considera ser ou ter sido um sucesso: Hitler, Madonna, Michael Jackson, Mahatma Gandhi, Madre Tereza de Calcutá, Jesus Cristo? Somos uma benção ou uma maldição para a sociedade em que vivemos dependendo dos modelos que admiramos e seguimos. Há quem defina sucesso como ‘alcançar o que você quer’ e felicidade como ‘querer o que você conseguiu’. Tal definição seria perfeita se não deixasse de fora os conceitos de certo e de errado, de legal e de ilegal, de moral e de imoral e os reflexos para o indivíduo e para sociedade a médio e a longo prazo. A palavra sucesso deriva do latim sucessus. É o resultado de qualquer atividade ou negócio. Quando um resultado é bom ou feliz, denominamos de êxito; ou, quando mau ou desastroso, tornase conhecido como fracasso. Entretanto o que se entende por sucesso ou êxito varia de indivíduo para indivíduo. Riquezas, glória, honra, tranquilidade e beleza são algumas das metas visadas. Ao alcançálas, porém, o homem descobre que só os valores perenes tornam uma vida digna de ser vivida. Um dos mais graves defeitos de formação é a busca de sucesso fácil ou a qualquer preço como ideal de vida, e não de um valor sólido, ainda que obscuro.

Há diferenças marcantes entre pessimistas e otimistas. O sedento otimista encontra um copo com um restolho de água e bendiz a sorte. Os olhos do sedento pessimista, por sua vez, captam muito mais a imensidão vazia do objeto desprezando o valor que tem o pouco líquido que jaz no fundo. Enquanto o otimista vê no pouco uma boa razão para vibrar, o pessimista vê no muito que falta uma razão a mais para lamentar. Nós, os humanos, somos por natureza bipolares. Convivemos diariamente entre o pessimismo e o otimismo. Na grande maioria esta bipolaridade não chega a causar danos. Não é uma disfunção. É um estado normal. Não é exagero considerar mesmo um estado ideal de quem vive alerta. Com os pés no chão. Somos aqueles que não enxergam tudo com cores vivas. Há, isto sim, aqueles dias mais cinzentos, mais escuros, em que a cor teima em sonegar a sua presença. Assim, nem todas as sextas-feiras são só festa, cervejão, alegria, nem as segundas são o fim do mundo. Há sextas murrinhas, murchas. Há segundas quentes, vibrantes. Para alguns, no entanto, segunda é o fim do fim. Uma antiga colega chegava no trabalho na segunda com um ar cansado, verdadeiramente sendo arrastada pela sua imensa bolsa. Havia no seu passo um quê de desânimo que se espraiava por toda a repartição. Mesmo o bom-dia era algo sofrido, lento, amarrado. O arrastar de seu espírito dorminhoco impregnava o ambiente. Como num passe de magia, a pressão de todos na ampla sala caia vertiginosamente. Nem o cafezinho, este santo remédio, moderador natural, mostrava ânimo diante da falta de vivacidade da pessoa em questão. Doses cavalares de cafeína não produziam efeito qualquer. Era uma pessimista incorrigível. Não sou uma Poliana. No entanto, considero que mesmo naquilo que se vê só mal, o negativo, ainda ali reside algo de bom, de construtivo. Tudo na existência se manifesta em muito mais do que duas faces. Às vezes o otimismo é suplantado pela realidade crua. Durante a semana, especialmente na imprensa esportiva, o destaque foi a lesão de um atleta, Sorondo, que vive um drama pessoal. Recuperado de uma série de lesões que o vinha privando de uma carreira mais sólida, parecia, enfim, plenamente recuperado. No segundo treino com bola, nova incidência. A realidade pura e simples detonou com o otimismo de muitos e consagrou o pessimismo de outros tantos. Que sina, que história comovente. Mesmo aqueles que não acompanham o esporte, que pouco caso fazem para a crônica do futebol se sentem chocados com os infortúnios do zagueiro. Uma história que tinha tudo para se tornar mais um exemplo de superação toma o rumo de conto com o fim anunciado. Pena. Muita determinação, uma força imensa, hercúlea, terá que reunir o indivíduo para superar tamanha dor. Os dramas, como se sabe, fazem parte da vida. Indistintamente atingem otimistas e pessimistas. As reações é que são diferentes. Se os pessimistas naturalmente já esperam pelo pior, os otimistas enxergam nos acontecimentos o início de algo bom. Porém, mesmo os mais otimistas dos otimistas, podem ser acometidos de momentos de fraqueza. Aquela dúvida natural resulta numa pergunta que não quer calar: como vou sair desta? A busca pela resposta pode ser o começo ou o fim. Depende, especialmente, do viés otimista ou pessimista do indivíduo.

Por Soeli de Oliveira Consultora e Palestrante


18

Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Rede de Supermercados Dalpiaz

Heineken

Mal. Floriano Costa Gama Júlio de Castilhos João Samento

Café Mellita

Texto e fotos: Anelize Sampaio

Rogério da Cruz Oliveira foi ganhador de um Cooler da Heineken (conservador de bebidas). A entrega foi realizada dia 31, no Supermercado Dalpiaz da João Sarmento.

Promoção especial: Venha conferir as promoções especiais do Arroz Tio Aníbal e da Cerveja Skol, no supermercado Daslpiaz da Marechal Floriano.

Na compra de qualquer produto Mellita concorra um kit praia. O sorteio será dia 31/01.

Horário de verão: Durante o período de alta temporada os Supermenrcados Dalpiaz ficará aberto até 20:30h para melhor atender os seus clientes.

Sempre presente nos acontecimentos que envolvem a comunidade. Loja 1: Rua Marechal Floriano, nº1139 - (51) 3663.6691 - Loja 2: Rua Costa Gama, nº770 - (51) 3663.1961 Loja 3: Rua Júlio de Castilhos, nº 804 - (51) 3663.1552 - Loja 4: Rua João Sarmento, nº1037 - (51) 3601.0304


Osório, 12 de janeiro de 2012

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Gilmar Luz

gilmarluz@hotmail.com

19

Gesb vence o Campeonato Municipal Veteranos

Esportes

anelise durlo

Verãozão é aberto em Atlântida Sul anelise durlo

Placar ficou de 4x1 contra a equipe KQDU

Projeto integra várias secretarias municipais No último sábado, dia 7, marcado pelo calor e sol intenso, foi realizada a solenidade de abertura do Verãozão, projeto da Prefeitura de Osório, que integra os serviços de várias secretarias municipais, em atividades de lazer e entretenimento para os veranistas e visitantes que chegam aos balneários de Atlântida Sul e Mariápolis. A abertura ocorreu no Barbante, localizado na Avenida Beira-Mar e contou com a participação da Banda Municipal e de autoridades municipais como a Facos, ONG Nordestão e Bolonhesi Engenharia. O prefeito de Osório, Romildo Bolzan Júnior participou da abertura da temporada de verão. “É um projeto municipal, tem mais de trinta pessoas envolvidas na prestação de serviços em atividades recreacionais, ambientais e esportivas”, disse o prefeito que ainda anunciou a instalação de uma academia ao ar livre na Praça da Integração de Atlântida Sul.

No Verãozão de Atlântida Sul e Mariápolis são oferecidas diversas atividades recreativas como caminhadas orientadas, ginástica para a 3ª idade, yoga, playground para a criançada, escolinha de surf, internet gratuita weireless, vôlei, futebol de praia, cama elástica, ginástica, medição da pressão arterial, todas realizadas pela Secretaria da Juventude, Esporte e Lazer, através do verão legal. “É o 9º ano do Verão Legal e estamos felizes de oferecer todas essas atividades ao veranistas, nos próximos dias teremos o chimarrão também”, disse Gilmar Luz da secretaria de Esportes. Já a Secretaria de Meio Ambiente une educação ambiental com atividades de lazer como beach rafting, escalada, city tour, canoagem, water ball e oficinas educativas. “O veransita que fica aqui três meses tem que ter a consciência do meio em que ele vive e esse é o nosso objetivo, orientá-lo através da diversão. Este ano temos uma novidade que é o

water ball, uma bola gigante em que as pessoas entram dentro e rolam na água e temos ainda a Sala Verde, juntamente com a secretaria de Educação, promovendo oficinas”, disse a secretária Leda Famer que ainda destacou a realização da 1ª Feira de Sustentabilidade Ambiental no balneário, no próximo dia 21. O Verãozão ainda conta com os shows gratuitos, todas às sextas-feiras e sábados, no Centrinho de Atlântida Sul, realizados pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Turismo. A secretaria de Cultura vai realizar mais uma edição da Feira do Livro de Atlântida Sul, de 7 a 12 de fevereiro que, neste verão, vai ocorrer na praça da integração. A secretaria de Saúde ampliou o horário de atendimento no posto der saúde de Atlântida Sul até às 20h, uma ambulância fica no local e a equipe foi reforçada. As atividades de lazer se concentram no Barbante e centrinho a programação completa está no site www. osorio.rs.gov.br ou abaixo:

Programação do Verão Legal Ginástica para melhor idade: terça e quinta-feira – 8h Ginástica na praia: terça-feira, quinta-feira, sábado e domingo – 9h

Aulas de ritmos: sexta-feira, sábado e domingo – 18h Yoga: sexta-feira – 19h; sábados e domingos – 8h e 19h Verificação de pressão arterial, cama elástica,

piscina de bolinha, internet gratuita: diariamente Escolinha de surfe: terça-feira, quinta-feira, sábado e domingo

Neste último sábado, dia 7, no campo do Grêmio Esportivo Sulbrasileiro Gesb, ocorreu a final do Campeonato Municipal de Futebol de Campo Veteranos realizado pela Liga Osoriense de Futebol com o apoio da Prefeitura de Osório. A final foi entre o time da casa e a equipe KQDU. O placar final ficou 4 x 1 para o time do Gesb. O goleador do torneio foi Sandro Nunes do Gesb e defesa menos vazada foi do Alexandre do Gesb. A premiação ocorreu logo após o jogo, com a participação dos secretários municipais de Turismo, Eduardo Renda e de Obras, Carlos Moeler.

Ainda no futebol, iniciou neste último domingo, dia 8, na Lagoa do Peixoto, em Osório, o Campeonato Lagoano de Futebol. Doze equipes participam do torneio. Na primeira fase classificatória, cada chave tem três equipes onde duas se classificam. Ao todo são quatro chaves no torneio realizado pela Secretaria Municipal da Juventude, Esporte e Lazer. Outro torneio de verão é o Campeonato Praiano que será realizado no próximo dia 21, em Atlântida Sul, reunindo também, 12 equipes. Confira, abaixo, os resultados do Lagoano:

Campeonato municipal lagoano de futebol sete Um dia ensolarado e muita gente marcaram o início do Campeonato Municipal Lagoano de Futebol Sete, com uma excelente participação do público que lotou a prainha

da Lagoa do Caconde. Doze jogos marcaram o domingo, com grandes espetáculos e jogos em alto nível. Esta etapa foi a classificatória e tiveram os seguintes resultados:

Resultados: 1 – Titans Jr 4 X 3 Primavera 2 – Juv/Uruguais 1 X 0 F. C. Patrola’s (B) 3 – Interlagos 2 X 3 F. C. Patrola’s (A) 4 – Meninos da Vila 1 X 1 CCBM 5 – Móveis e Esq Quadros 1 X 1 Titans Jr. 6 – Juventude/Uruguai 1 X 0 Sttefen Mat. Const. 6 – Tróia F.C. 0 X 0 Interlagos 7 – Meninos da Vila X União F.C. 8 – Móveis e Esq. Quadros 1 X 1 Primavera 9 – F. C. Patrola’s (B) 0 X 2 Steffen Mat. Const. 10 – Tróia F.C. 1 X 0 F.C. Patrola’s 11 – CCBM 3 X 1 União F.C. Fase Final dia 15/01/12 1 – Titans Jr X X Patrola’s (A) 2 – Juv/Uruguai X Meninos da Vila 3 – Tróia F.C. X Móveis Esq. Quadros 4 – CCBM X Steffen M.C.


20

Osório, 12 de janeiro de 2012

Sindilojas oferece serviço de certificação digital

Crônica do Cotidiano Ademir Brum

ademirbrum@bol.com.br anelize sampaio

Anelize Sampaio O Sindilojas de Osório está disponibilizando uma nova tecnologia que oferece sigilo, agilidade e validade jurídica em transações eletrônicas. É o Certificado Digital, credencial que identifica uma entidade, seja ela empresa, pessoa física, máquina, aplicação ou site na web. É um documento seguro, com a mesma validade jurídica do documento assinado em papel, que permite comprovar para assegurar as transações online e a troca eletrônica de documentos, mensagens e dados. A adoção de certificação traz como benefícios a desoneração de atividades burocráticas, o aumento de produtividade e a diminuição de custos operacionais, como a burocracia dos papéis. Com funcionamento de segunda à sexta das 8:00h às 12:00h e das 13:00h às 17:30h, desde julho de 2011 foram atendidas cerca de 600 empresas. Segundo o presidente do Sindilojas, Joel Dadda, este serviço conta com o colaborador Rafael Fraga, profissional especialmente destinado para os cadastros e esclarece dúvidas e valores. Atualmente, a identificação dos usuários na web vai está ficando cada vez mais necessária na

OJORNALQUEFAZADIFERENÇA

Serviço já atendeu cerca de 600 empresas medida em que as aplicações e os sistemas passam a exigir documentos eletrônicos. O endereço é João Sarmento, 249. Fone: (51) 3663.3400. Uso do certificado digital: Pessoa jurídica: Emitir notas fiscais eletrônicas Assinar contratos digitais Acompanhar processos legais Consultar e regularizar a situação cadastral e fiscal Emitir certidões Fazer Redarf Verificar a autenticidade de informações divulgadas na versão online do

Diário Oficial da União Pessoa física Declarar imposto de renda via internet Consultar e atualizar cadastro de contribuinte de pessoa física. Recuperar informações sobre histórico de declarações Assinar contratos digitais Assinatura digital para documentos Acompanhar processos legais Acesso a diversos serviços públicos Verificar a autenticidade de informações divulgadas na versão online

Malandragem bancária Por determinação do Banco Central, todos os bancos são obrigados a oferecer aos seus clientes uma CONTA de SERVIÇOS ESSENCIAIS, sem custo nenhum. Evidentemente, nenhum dos bancos faz publicidade sobre o assunto, pelo contrário, se você acessar o site de seu banco, vai ter dificuldades em achar o tal SERVIÇOS ESSENCIAIS. Provavelmente estará em letras diminutas, bem escondidinho. Como você já deve imaginar, a lista de serviços oferecidos gratuitamente não é muito extensa, mas garanto que é mais do que suficiente para a grande maioria dos correntistas. Alguns ítens oferecidos são estes: - Cartão de débito, - Dois extratos mensais no caixa eletrônico, - Quatro saques por mês, -Dez folhas de cheque, -Duas transferências de dinheiro no mesmo banco por mês, - Compensação de cheque e consultas pela Internet. Para mudar o pacote de serviços ofertados, entre em contato com o seu banco, seja através do telefone 0800 ou diretamente na sua agência. Pode ter certeza de uma coisa: vão dificultar o máximo, afinal ninguém gosta de perder dinheiro, muito menos os bancos. Mais um conselho: antes de mudar, dê uma olhada no pacote de serviços oferecidos pelo seu banco. Veja qual o seu atual plano e compare-o com a Conta de Serviços Essenciais. Veja se algum dos serviços oferecidos pelo seu plano, e que não é oferecido pelo gratuito, é usado por você. Se não for, melhor, pode mudar sem medo. Caso tenha algum ítem oferecido, que seja de uso habitual e que tenha custo elevado, faça as contas e veja se não é mais válido permanecer no plano pago.

Jornal Bons Ventos Edição 230  

Especial revela perfis dos pré-candidatos à prefeitura de Osório.

Advertisement