Issuu on Google+

PLÁCIDO DA COSTA � A NOVA SOCIEDADE DE DEUS � FAST- FOOD � RUN, FORREST, RUN

EDIÇÃO #15 NOVEMBRO/DEZEMBRO'13

WWW.ADSOURE.COM


02

EDITORIAL

UMA RIQUEZA MAIOR Pr. Jorge Ferreira

«Sabedoria! Força! Poder! Riqueza! Se eu tão-somente tivesse estas coisas poderia viver verdadeiramente». Assim pensam os homens para quem só contam as coisas materiais. Essas coisas, porém, à parte de Deus não trazem nenhuma alegria nem felicidade duradouras. Conta-se a história de um marinheiro que estava a bordo de um navio prestes a naufragar, carregado de ouro, nos tempos das conquistas espanholas. O comandante ordenara que todos os homens abandonassem o navio. Ao fazer a derradeira ronda para certificar-se de que ninguém seria deixado a bordo, encontrou um homem assentado sobre um barril de barras de ouro, e com outro aberto diante dele. - Que está afinal a fazer aqui, homem? Não sabe que a embarcação se está a afundar? - Gritou o capitão. - Sim, senhor, respondeu o homem. Mas não me importo. Fui, um homem pobre, toda a minha vida, e pelo menos vou morrer rico. Mas o preço da concupiscência humana é alto, pois: “Que aproveitará ao homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mateus 16.26). Este foi o desabafo revelador da aflitiva compaixão de Jesus – o Filho de Deus, quando lidou com alguém que também pensou que os bens materiais eram tudo. Caro leitor, não se iluda e não se deixe enganar, pois tal como alertou o Salvador do mundo, há uma riqueza maior – a sua alma. O ser mais interessado em que o homem pense assim, é o diabo, que: “Veio para roubar, matar e destruir…”, Jesus porém, “…veio para dar vida e vida com abundância” (João 10.10a). A crise económica / financeira traz hoje, muita incerteza e preocupaHÁ UMA RIQUEZA MAIOR DO QUE OS BENS MATEção às pessoas, famílias, empresáRIAIS E ATÉ DO QUE O rios e governantes. Claro que esta CORPO FÍSICO – É A SUA é uma questão real e realmente ALMA. preocupante – não é porém a mais grave. Dizemos isto por tratar-se de um problema passageiro, que em outras ocasiões se ultrapassou. A questão (acima) abordada pelo Filho de Deus – a da alma – é que é deveras preocupante, por ser espiritual e eterna. Este é o motivo por que Deus lhe está a dizer agora mesmo: “Venham a mim todos os que estão cansados…e os aliviarei” (Mateus 11.28). Há uma riqueza maior do que os bens materiais e até do que o corpo físico – é a sua alma. Ela pode salvar-se ou simplesmente perecer no inferno. Volte-se para Jesus, pois: “Em nenhum outro há salvação…e como escaparemos nós se não atentarmos para uma tão grande salvação?” (Atos 4.12; Hebreus 2.3). Estamos ao seu dispor. Deus o abençoe.

FICHA TÉCNICA

Novembro / Dezembro’13 #14

Tiragem: 120 exemplares EQUIPA Superintendente Hugo Nascimento Coordenação David Miranda Tesoureira Joana Simões

Redactores André Simões, Bruno Nascimento David Miranda, Joana Simões Jorge Ferreira, Mauro Nascimento Design gráfico e Paginação André Simões e Joel Mateus Poema Rita Paiva Cartoon Teresa Mateus Revisão Geral Joana Simões e Hugo Nascimento Propriedade Assembleia de Deus de Soure // Montemor Contactos E-mail:bomfruto@gmail.com tabernaculo.bruno@gmail.com pr.jnferreira@gmail.com Telemóvel: 914 080 996 // 915 560 982 Site: www.adsoure.com Apoios Auto-Reparadora do Calhabe, Lda. Elisa • Pronto a Vestir / Kasca Dura Padaria Mateus / Rolo e Trincha Vicometal

Os textos bíblicos da presente edição encontram-se na tradução “A Bíblia para Todos”.


FRUTIFIC’AGEM

JOSÉ PL ÁCIDO DA COSTA

a homenagem

âmbito das comemorações do centenário da Assembleia de Deus em Portugal, foi realizada a muito merecida homenagem ao Pastor e pioneiro do nosso movimento, José Plácido da Costa.

NO

No dia 14 de Setembro, Valezim, a sua terra-natal, situada no coração da Serra da Estrela, acolheu algumas dezenas de pessoas, que junto à casa onde nasceu se juntaram; entre elas estiveram o Pastor da AD de Seia Daniel Costa, o Pastor da AD de Oliveira do Hospital Francisco Araújo, o Pastor da AD de Ovar João Paulo, o Pastor e presidente da AD de Coimbra João Pedro Carvalho e o Sr. Presidente da Câmara Municipal de Seia, Filipe Camelo. Este último, fez ali uma evocação histórica; salientou que esta era uma homenagem feita a “um homem grande, que com a coragem e determinação, que naquele tempo não eram fáceis, mesmo no reino da espiritualidade, foi um exemplo e que estava muito à frente do que era o cidadão comum do seu tempo.” Depois deste momento, o Pastor Luís Reis, presidente da Convenção das Assembleias de Deus em Portugal, entregou ao Dr. Filipe Camelo um exemplar da Palavra de Deus. O Pastor Francisco Araújo, interveio de seguida, e no seu discurso salientou as “pes-

José Plácido da Costa (1869-1965) Pioneiro das Assembleias de Deus em Portugal. Natural de Valezim-Seia.

soas ilustres que existiram e existem em Valezim com projeção a nível nacional”, dizendo ainda que “esta freguesia do concelho de Seia é o berço da Igreja Pentecostal em Portugal”. Seguiu-se uma visita ao interior da casa centenária, onde aliás se juntavam os primeiros assembleianos em Portugal para louvar a Deus em cultos familiares por volta do ano 1913, e uma vista de olhos a fotografias e objectos de valor do pioneiro. O ringue de Valezim foi a próxima e última paragem, e foi ali mesmo que o Pastor Luís Reis pregou a Palavra de Deus às pessoas que se deslocaram e que contribuíram para um dia que ficará na memória de muitos e escrito na história do movimento pentecostal em Portugal, mais concretamente da Assembleia de Deus.

> Bruno Nascimento

03


04

FRUTIFIC’AGEM

cristianismo pauta-se por um relacionamento constante com Deus, no entanto, existem alturas em que um tempo especialmente dedicado e intensivo é uma ajuda preciosa. Assim mais uma vez decorreu o fim-de-semana de Ênfase Espiritual em Vila Nova de Anços de 11 a 13 de Outubro. O grande objectivo deste tempo é preparar e renovar os cooperadores e os crentes da igreja em geral para mais um ano de desafios.

OS SERVOS

para

Para tal existiram três cultos especiais; na sexta, com o Pastor Bruno Nascimento a entregar a Palavra de Deus, no sábado à noite, com um culto especialmente talhado para os cooperadores em que o Pastor Jorge Ferreira pregou e testemunhou sobre o seu próprio serviço ao Senhor ao longo dos anos e por fim no domingo de manhã, em que se contou com a presença do Pastor convidado José Galvão, de Pombal. > David Miranda

um ano


FRUTIFIC’AGEM

SEMINÁRIO DE CASAIS > Joana Simões

os tempos que correm a palavra mais pronunciada e a mais ouvida é “crise”. Todos sem excepção já em algum momento partilharam de que forma a crise económica e financeira terá afectado a sua vida e o seu orçamento, no entanto, há uma outra crise, mais subtil, mas não menos nociva à sociedade, de que nem todos se apercebem e por esse motivo não lutam contra ela nem se tentam prevenir dela, refiro-me à crise de valores e familiar.

dos para falar acerca dele foram o casal a Bertina Cóias e Abel Tomé. Focados na relação familiar e na partilha de afectos e sabores, tal como indicava o cartaz alusivo ao evento, foi então que, entre os dias 25 e 27 de Outubro, partilharam em várias cessões, sempre com base bíblica, acerca dos mais variados subtemas, dentre os quais podemos destacar “O homem que resistiu ao assédio”, “O valor de uma mulher”, “O sabor do casamento”, “O significado do amor”, “A relação sexual”, “O namoro” e “(Re)Construir a família”.

Foi precisamente a pensar nesta perspectiva que a Assembleia de Deus de Coimbra promoveu um retiro de casais.

Além dos inúmeros seminários, uns para o casal, outros divididos por géneros e faixas etárias, houve ainda tempo para louvar a Deus com cânticos de celebração e adoração e para O buscar, a fim de que Ele seja o pilar de cada família.

O objectivo foi justamente contrariar a ideia de que a família é secundária, levando-nos a relembrar a sua importância à luz da Bíblia; o mote foi a “Relação familiar” e os oradores convida-

Não faltou também tempo para partilhar experiências e para conviver; no ar, e entre os comentários, ficou um sentimento ambíguo de alegria e nostalgia, de quem gostou, aprovou, foi abençoado e já fica à espera do próximo.

05


06

E N T R E V I S TA

Agostinho e Noémia SERVOS DO SENHOR

> David Miranda

AGOSTINHO MARTINS E NOÉMIA HELENO SÃO DOIS NOMES QUE PARA SEMPRE FICARÃO LIGADOS À HISTÓRIA DA IGREJA EM ANADIA. A BOM FRUTO FOI CONVERSAR COM O CASAL E CONHECER MAIS ACERCA DA SUA VIDA.

H

oje Agostinho é diácono na Assembleia de Deus ali, mas a sua história com Deus começou há quase 50 anos: “A forma como aceitei o Senhor foi um pouco dramática”, conta-nos Agostinho, “eu era dono de um café e aos domingos o meu pai costumava ajudar-me. Mas a partir de determinada altura apercebi-me que ele desaparecia por volta das duas e meia da tarde. Então fui falar com a minha mãe e descobri que ele estava a ir aos protestantes, onde aliás tinha proibido a minha mãe de ir”. Então Agostinho


E N T R E V I S TA

recorda-se de esperar uma semana para confrontar o pai, Mário da Costa, e “disparatar” com ele sobre o facto de ele abandonar a sua religião; foi então que o pai lhe pergunta: “Alguma vez os ouviste?! Se não, então vai ouvir para depois me poderes repreender”. Então na semana seguinte lá foi Agostinho até ao culto, na altura na Igreja dos Irmãos, e ao chegar viu que o pai tinha

um lugar guardado para ele: “Cheguei e sentei-me, pregou um homem de fora da terra, porque se fosse dali tinha-me levantando e ido embora porque parecia que aquele homem sabia a minha vida toda!”. No fim do culto Agostinho e o pai põem-se a caminho de casa, e a meio do percurso Mário pergunta ao filho: “Então não tens nada para me dizer?”, ao que Agostinho responde: “Tenho sim senhor. Daqui a oito dias volto!” E foi assim que o agora diácono se entregou ao Senhor, e diz-nos com regozijo que desde esse dia nunca mais faltou a um culto e a cada domingo passou a andar, pois ainda não tinha carro, quatro quilómetros, para lá e para cá, de manhã, com os filhos para a Escola Dominical, e à tarde, para o culto.

é uma coisa boa!” e assim foi, “quando cheguei à frente comecei a ouvir uma música que jamais posso esquecer, não era música dali mas era música do céu, entretanto comecei a falar línguas como uma metralhadora, a minha mulher levanta-se, vai ter comigo e pergunta-me o que é que se passa comigo, pois aquilo era desconhecido para nós, e assim fui a falar línguas até chegar a casa”. A partir daí Agostinho e Noémia começaram a assistir aos cultos na Assembleia de Deus na Moita.

Por esta altura Agostinho dá um exemplo a muitos crentes dos dias de hoje sobre prioridades: “Quando aceitei o Senhor tive de fechar o café. Parece que de noite, na minha cama, via o rosto de todos aqueles homens a saírem embriagados do café. Então fechei o negócio e dediquei-me a outros trabalhos”.

Agostinho e Noémia foram sempre servos na igreja do Senhor; passaram vários pastores, houve divisão mas este casal permaneceu sempre, culminando na consagração de Agostinho a diácono. Hoje fala do privilégio de ter todos os cinco filhos e oito netos na igreja, tendo sido sempre ele a levar as duas gerações à Escola Dominical.

Um dia Agostinho e Noémia foram assistir a uma Conferencia em Coimbra em que estava um pastor anglófono convidado. No final da mensagem é feito um apelo ao batismo do Espírito Santo, nessa altura Noémia vira-se para o marido e diz-lhe: “Agostinho vai lá, se eles fazem esse convite é porque

SEMPRE COOPERARAM NA IGREJA DO SENHOR

Ao terminarmos a conversa perguntámos a Agostinho qual o momento mais importante da sua caminhada com Senhor ele responde-nos que “será o momento em que morrer em comunhão com o Senhor, isto para além do dia que o aceitei”.

07


08

HOJE


antigo comandante das SS Erich Priebke, um dos últimos criminosos de guerra nazis, festejara os cem anos em julho. Morreu hoje em Roma, anunciaram os media italianos. Erich Priebke, condenado em 1998 em Itália a prisão perpétua pela sua participação no massacre das fossas Ardeantinas em Roma em março de 1944, encontrava-se há vários anos em prisão preventiva no apartamento do seu advogado. Segundo os media, o advogado afirmou que o ex-militar, que nunca mostrou remorsos pelos seus crimes, terá deixado “uma entrevista escrita e um vídeo como testamento humano e político”. Durante o massacre das fossas Ardeatinas, 335 reféns civis, entre eles 75 judeus, foram executados com uma bala na nuca, em represálias por um ataque da resistência contra uma unidade das SS. O seu centésimo aniversário, em finais de julho em Roma, ficou marcado por tensões, com a polícia a deter sete ativistas neonazis que queriam manifestar o seu apoio a Priebke. Ao mesmo tempo, uma contramanifestação decorria frente ao domicílio do ex-capitão das SS com a participação de dezenas de pessoas, muitas membros da organização judaica Projeto Dreyfus. O ex-oficial nazi em fuga fora encontrado e detido em 1994 na Argentina onde passara 40 anos, antes de ser extraditado para Itália no ano seguinte. Em 1999, devido à sua idade avançada e aos problemas de saúde Priebke foi autorizado a cumprir pena em prisão domiciliária, como permite a lei italiana.” (Retirado do Público Online 11 de Outubro 2013)

O que pode levar uma pessoa a viver 100 anos com ódio no coração, a acabar sozinha, sem família… Uma notícia dois dias mais tarde dava conta de que o Vaticano recusa-se a fazer o funeral do senhor Priebke, a Argentina não aceita receber o

seu corpo. Os filhos desejam que ele tenha um funeral católico uma vez que sempre foi “cristão”. Perdoem-me ter colocado cristão entre parêntesis mas não posso deixar de manifestar o meu desagrado em relação a alguém fazer uso desta palavra sem ter a mínima consciência daquilo que fala. Jesus Cristo era judeu, descendente directo do rei Davi. Ele pregou durante toda a sua vida igualdade entre as pessoas, amor, compaixão, ajuda ao próximo. Nenhum movimento que apregoa o ódio seja contra quem for poderá fazer uso da ideologia cristã para justificar os seus actos de desumanidade uma vez que Cristo sempre defendeu que devíamos amar até os nossos inimigos. Durante muitos anos a própria igreja católica procurou forçar as pessoas a converterem-se ao cristianismo incorrendo em guerras que mataram milhares de pessoas e autênticos massacres como foi o caso da inquisição, que tanta gente destruiu inocentemente. Nós protestantes, também tivemos a nossa quota-parte de violência e de pressão sobre as pessoas como foi o caso da República da Irlanda entre outros. Deus é Amor! Ele não força ninguém. Ele deseja que todas as pessoas se salvem e venham ao conhecimento da verdade. Cristãos são aqueles que vivem como Cristo. Quando o seguimos e fazemos a sua vontade (que nos amemos uns aos outros), então somos cristãos e atraímos as pessoas pela nossa maneira de viver e pelo nosso carácter.

É COMPLETAMENTE ERRADO E INACEITÁVEL QUE ESTEJAMOS LIGADOS PELO MESMO NOME “CRISTÃOS” A PESSOAS QUE DEFENDEM A VIOLÊNCIA, A PRESSÃO, A DITADURA COMO FORMAS DE IMPOR AS SUAS IDEIAS.


10

BOOM


ivemos num mundo onde tudo o que fazemos é para nosso próprio bem. Sempre que ligo a televisão, observo os inúmeros empurrões que o nosso país dá à imoralidade juvenil. Não se trata só de uma escapatória a uma vida entediada ou um desenjoo de um dia stressante; mas sim uma oferta à satisfação pessoal, ao egoísmo cego, ao pensamento centralista. Os jovens são ensinados a viver a vida como se não houvesse amanhã; os filmes, as séries, as novelas demonstram e colocam diante de cada jovem um cenário de altruísmo e satisfação pessoal como nunca antes houve na nossa sociedade. Já para não falar da internet, que pode ser o modo mais acessível, barato e prático de adquirir conhecimento tanto para o que é bom como para o mal, mas ambos de uma forma extrema. A Bíblia mostra-nos, em várias passagens que o amor de Deus que chegou a nós através do seu filho, nos constrange a pensar mais nos outros do que em nós. Vemos isso na parábola do bom samaritano, onde um homem que, tal como o nome indica, era de Samaria, e, indo na sua viagem viu no caminho alguém que havia sido espancado. Já antes um sacerdote, e um fariseu haviam ali passado e tal como nós hoje reagimos em relação à grande parte das coisas que nos rodeiam, pensaram: porque tenho de me preocupar com alguém que não conheço? Porque haveria de abdicar da minha vida, dos meus afazeres por um homem que se calhar até mereceu estar nesta situação? Tu que estás a ler este artigo podes perguntar também: porque não posso viver como me apetece? Porque é que me devo preocupar com os outros antes de tomar as minhas próprias decisões? Será errado trabalhar pela minha satisfação?

Vou dar-te três respostas que espero que te façam pensar; primeiro, imagina se Jesus tivesse pensado que tu não merecias que Ele morresse por ti; em segundo, se o teu egoísmo é assim tão grande porque precisas dos outros na tua vida?!; e em terceiro, se não sabes dar como podes saber receber?! Jesus demonstrou em sua forma de viver que ninguém merecia, pois Ele foi o único perfeito que tinha direito a tudo e todos o ignoraram. Foi o único que se prontificou a morrer, porque amou, mesmo não precisando de nós. E por ultimo, foi o único que ressuscitou e a quem foi dado todo o poder para que a todos quantos o recebam se tornem filhos de Deus, porque melhor é dar do que receber. Talvez a partir de hoje penses melhor nas tuas decisões, pois tudo o que fazemos, (sobretudo como igreja e membros de um corpo), deve ser por causa dos outros.

Portanto, se há algum conforto em Cristo, se alguma consolação de amor, se alguma comunhão no Espírito, se alguns entranháveis afectos e compaixões, completai o meu gozo, para que sintais o mesmo, tendo o mesmo amor, o mesmo ânimo, sentindo uma mesma coisa. Nada façais por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo. Não atente cada um para o que é propriamente seu, mas cada qual também para o que é dos outros. De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus. Que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens; e, achado na forma de homem, humilhou-se a si mesmo, sendo obediente até à morte, e morte de cruz. Pelo que também Deus o exaltou soberanamente, e lhe deu um nome que é sobre todo o nome; para que ao nome de Jesus se dobre todo o joelho dos que estão nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda a língua confesse que Jesus Cristo é o SENHOR, para glória de Deus Pai. De sorte que, meus amados, assim como sempre obedecestes, não só na minha presença, mas muito mais agora na minha ausência, assim também operai a vossa salvação com temor e tremor; porque Deus é o que opera em vós tanto o querer como o efectuar, segundo a sua boa vontade. Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus, inculpáveis no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo.” Filipenses 2.1-15


12

FRUTOcomSUMO

ME SENTI COM TA N TA C OI S A PARA FAZER. PARECE QUE PASSO OS DIAS NUMA CORRERIA FRENÉTICA. NEM ME APERCEBO DAS HORAS A PASSAR. QUANDO PARO PARA PENSAR UM POUCO NAQUILO QUE ANDO A FAZER COM O MEU TEMPO, CHEGO À CONCLUSÃO QUE TUDO PASSA TÃO RÁPIDO. AINDA ONTEM ESTAVA A VIVER O NATAL DE 2012 E DAQUI A UNS DIAS JÁ ESTOU A CELEBRAR MAIS UM ANO QUE PASSOU.


FRUTOcomSUMO

Tudo tem o seu tempo determinado, e ha' tempo para todo o ' proposito debaixo do ceu. Eclesiastes 3.1 Como jovens temos a sensação que os dias passam a correr. Às vezes até gostaríamos de ter o comando do tempo, tipo comando da MEO, para pôr a vida andar em slow-motion, ou até mesmo recuar e avançar no tempo. Ao pensar nisto, concluo que nunca vamos conseguir ser senhores do tempo, e poder manipula-lo como nos apetece. Mas podemos e devemos saber geri-lo da melhor forma. O que andas a fazer com o teu tempo? De acordo com um estudo1 realizado em 2009 pela consultora SurveyShack, Portugal é o país com maior número de utilizadores permanentemente ligados à Internet e um em cada cinco portugueses passa mais de cinco horas por dia a navegar. Este estudo revela ainda que 22% dos inquiridos, passa uma a duas horas durante uma sessão normal na Internet. Este estudo foi realizado em 2009, hoje os números devem serem ainda mais significativos. Eu provavelmente estou inserido nestes 22%. E tu? Nós jovens somos cada vez mais bombardeados por entretenimentos para ocupar o nosso tempo. Vemos os dias a correr porque passamos horas no facebook sem nos darmos conta disso. Perdemos horas a fio a ver séries de televisão, até temos horas marcadas para sentar em frente ao computador ou a televisão. E aquele jogo que acabou de sair e temos de experimentar?

O QUE ANDAS A FAZER COM O TEU TEMPO

Não estou a dizer que estas coisas são pecado, não o são em si, mas a partir do momento em que tu e eu lhes damos mais destaque do que a Deus, elas tornam-se pedra de tropeço para a nossa vida espiritual. Por perdermos tanto tempo com estas distrações, acabamos por viver um cristianismo light. Não queremos tomar alimento sólido e consistente que só se consegue ao investir no tempo a sós com Deus de qualidade. Preferimos a comida rápida, tipo Fast-Food. Quando ouvimos o pastor a pregar, se é que de facto ouvimos, preciso mais do que ouvir, nós precisamos de meditar naquilo que ouvimos o nosso pastor pregar e aplicar no nosso viver diário. Precisamos de abandonar certos hábitos que fomos adquirindo e que até nem vemos que tenham mal. Deus deseja que nos alimentemos mais Dele. Procura em cada dia investir no teu tempo devocional. Como jovens nós precisamos muito deste tempo para nos alimentarmos do verdadeiro pão da vida - Jesus Cristo. Para sermos a luz do mundo, que é o propósito de Deus para nós, não podemos viver um Cristianismo Light. Deixemos de ser meninos, e cresçamos no conhecimento de Deus.

Estudo realizado online, junto de 6.053 adultos em sete países (Bélgica, Dinamarca, Finlândia, Itália, Noruega, Suíça e Portugal, com 997 inquiridos) entre 8 e 16 de Abril de 2009. 1

13


14

CLARIM


CLARIM

FORREST GUMP. ESTE É CONSIDERADO COMO UM DOS GRANDES CLÁSSICOS DA HISTÓRIA DO CINEMA. NOS ÓSCARES DE 1995 ARRECADOU 6 ESTATUETAS DOURADAS, INCLUINDO MELHOR FILME, REALIZADOR E ACTOR PRINCIPAL.

uito basicamente, a película conta-nos a história de vida de um homem com um atraso mental, que de forma extremamente simples, e sem qualquer intenção, transforma tudo o que faz num tremendo sucesso. Forrest torna-se campeão de futebol americano, de ping-pong, é aclamado como herói da Guerra do Vietnam e ainda se torna milionário, isto entre outras inúmeras façanhas. Bom e o que podemos nós aprender com esta personagem da ficção? Vivemos numa sociedade que não para e que só tem tendência a acelerar ainda mais, e, em consequência, acelerar-nos a nós, de dia para dia, isto de tal JESUS É AQUELE QUE forma que já não NOS PERMITE VIVER A podemos penCADA DIA UMA VIDA sar o que estaCOM CONFIANÇA” mos a fazer hoje mas temos de pensar o que vamos fazer daqui a dois dias. Paradoxalmente, à nossa tendência de sobre-programar a vida, tudo muda num segundo, um simples sms pode mudar todos os nossos planos. Se a isto ainda juntarmos a instabilidade económica e social que experimentamos temos um cocktail.

Devíamos aprender com o Forrest. Claro que ele é ficção e que é impossível viver a nossa vida sem pensar, logicamente somos seres racionais que não depositam o rumo da nossa vida no vazio. Mas há outra solução. Jesus é aquele que nos permite viver a cada dia uma vida com confiança. Não estou a falar numa vida perfeita sem problemas, nada disso, mas sim numa vida em que aconteça o que acontecer Deus está no controle, e sabemos que venha o que vier é para nosso benefício, ainda que nós não consigamos vê-lo. Nesta vida imprevisível saber que não estamos sós é uma sensação inexplicável, saber que o acaso não é o acaso mas sim algo delineado e que tem um objectivo, por mais distante e rabiscado nos possa parecer. Esta segurança está ao teu alcance. Alguém te amou ao ponto de dar o que melhor tinha por ti, deu o seu Filho, deu-Se a Si próprio. Hoje Ele ainda te ama e para além do “ESTA SEGURANÇA ESTÁ presente tremendo AO TEU ALCANCE” que já te estendeu, de graça, ainda te dá a firmeza de estar nas mãos Dele. É só agarrar a oferta.

“PÕE A TUA VIDA NAS MÃOS DO SENHOR, CONFIA NELE E ELE TE AJUDARÁ” Salmo 37.5 PENSA NISSO.

15


> Teresa Mateus



Bom Fruto #15