Issuu on Google+

BOLETIM HMI

Ano 1 |Edição nº 6

Boletim

HMI

Vacina contra VÍRUS HPV Início de um Novo Capítulo na História da Guerra contra o Câncer de Colo Uterino

Março/2014

Ambulatório HMI: Na VANGUARDA da Prevenção e Diagnóstico do Câncer de Colo do Útero por [Dra. Mônica

Christina Rial]

O Ambulatório do HMI (AHMI) vem se destacando pelo empenho conjunto da equipe Médica e de Enfermagem oferecendo exames para o diagnóstico e tratamento das lesões provocadas pelo Papiloma Vírus Humano(HPV). O AHMI é reconhecido com um serviço de Excelência tanto pela quantidade, quanto pela qualidade de procedimentos em Exame de Papanicolaou (EP), Colposcopia e Cirurgia de Alta Frequência (CAF). Mas por que dá-se tanta importância ao HPV? Porque nas mulheres, ele é responsável por 99% dos casos de câncer de colo do útero, o segundo câncer mais frequente na população feminina. Nos homens está relacionado com o câncer de pênis, mas em menor proporção. O HPV é uma doença sexualmente transmissível que atinge homens e mulheres, infectando diversas partes do corpo como pele, mucosa da boca, laringe, vulva, vagina, útero e pênis. Há mais de 100 tipos diferentes de HPV e alguns deles tem preferência pelos genitais, causando lesões de baixo grau, alto grau e o câncer. O grau das lesões varia de acordo com o tipo de vírus adquirido e com a imunidade. São classificados em Alto Risco e Baixo Risco, de acordo com a possibilidade de causar câncer. Os principais tipos de baixo risco são os HPV 6 e 11 e alto risco 16 e 18. Há aproximadamente 30 tipos oncogênicos. Os HPVs de baixo risco são

responsáveis pelas lesões de baixo grau que são chamadas de verrugas genitais, crista de galo ou condiloma acuminado. Estas lesões tem a classificação NIC I. Os HPV de alto risco são responsáveis pelas lesões de alto grau classificadas com NIC II e NIC III, responsáveis por câncer de vulva, vagina, colo do útero, pênis, ânus e até garganta. A pergunta que habitualmente as mulheres fazem é: como sei se tenho o vírus? Aproximadamente 80% das mulheres sexualmente ativas já tiveram contato com o vírus. Algumas pessoas entram em contato com o vírus e não desenvolvem a doença ou conseguem eliminá-lo em uma primeira fase, até dois anos, podendo vir a adquirir novamente em um contato futuro ou adquirir outros tipos de HPV. Em outras pessoas o vírus permanece no organismo na forma latente e futuramente aparecerão as lesões que, geralmente, são detectadas no EP e a Colposcopia. Daí a necessidade da realização periódica do EP ser a principal maneira de acompanhar a manifestação do vírus. Uma vez

detectado é realizado o tratamento e acompanhamento adequado. Nos próximos dois anos o AHMI estará participando junto ao Oncocentro da pesquisa de Coleta de EP em meio líquido. Esta metodologia é o que há de mais moderno em Coleta de EP. Será o futuro de todos os serviços. O tratamento do HPV pode eliminar as verrugas e controlar a doença, mas muitas vezes não elimina o vírus. O sistema imunológico de cada pessoa é responsável por manter o vírus sob controle. Quando o HPV está na forma latente, o EP é a melhor forma de acompanhar a doença. A prevenção do HPV consiste no uso de preservativo nas relações sexuais, mas em 20% dos casos pode haver contaminação pelo contato de pele com pele, mesmo com o uso da camisinha. Sem dúvida o futuro nos reserva melhores perspectivas, tendo em vista a disponibilidade


BOLETIM HMI - | ANO 1 | Edição Nº 6 – MARÇO 2014

da Vacina contra o HPV. Esta protege contra os tipos mais frequentes (vírus 6, 11, 16 e 18) e pode ser aplicada em mulheres de qualquer idade e em mulheres já tenham apresentado lesões por um tipo de HPV, podendo ser vacinada e ficar protegida contra os outros tipos. A vacina é está disponível na rede SUS para meninas de 11, 12 e 13 anos. Até o momento 229 meninas foram vacinas no Ambulatório. A Vacina HPV é o início de um novo capítulo na história da guerra contra o câncer de colo uterino. Dra. Mônica Christina Rial (Ginecologista, Colposcopista e Cirurgiã CAF) E mail: colposcopiahmi@gmail.com

2

Dia Internacional da Mulher no HMI

Disponibilizou-se às funcionárias exames preventivos de Papanicolaou e Mamografia. A enfermeira Rosane Oberderfer propiciou momento de descontração e relaxamento com

por[Francisca Arruda]

No último dia 08/03 comemorou-se o Dia Internacional da Mulher. A Pesquisa de Clima Organizacional realizada no HMi em 2013, revela que 77% de seu quadro funcional é composto por mulheres. Então, nada mais justo que nesta data nos debrucemos em olhares e cuidados às nossa maravilhosas Mulheres “HMIenses” que com brilho e força fazem a diferença em nosso hospital.

apresentação de Dança Circular. O Centro Integrado de Humanização do HMI – CIH – também apresentou um vídeo em homenagem às funcionárias. Para encerramento do evento, no dia 10/03/14, houve sorteio de brindes doados por colaboradores e parceiros. Parabéns às sorteadas e a todas às Mulheres Poderosas do Hospital Maternidade Interlagos!

Nos dias 07 e 08/03 expressamos nosso carinho

Francisca Arruda é psicóloga, Coordenadora do Centro Integrado de Humanização (CIH/HMI). E mail: cih.hmi@gmail.com

ETC ... Congratulamos a Nova Equipe de Anestesia que passa reforçar nosso serviço, incrementado a analgesia de parto e tornando o atendimento mais humanizado. Sejam bem-vindos!

e respeito a estas valiosas mulheres, através da atenção a sua qualidade de vida, saúde e estética.

E a reforma continua...O próximo setor a ser reformado será a Central de Esterilização

As atividades foram desenvolvidas no Espaço Conviver, localizado no prédio administrativo, criado para convivência e descanso de todos as trabalhadores do HMI. Contamos com as parcerias de Diretório Acadêmico do Curso de Estética da Unisa, Isomeria Cosméticos, Mary Key Cosméticos e Grupo de Dança Afromix.

Expediente

Agenda 05/04 | Dia Mundial da Atividade Física 07/04 | Dia Mundial da Saúde 14/04 | Dia do Técnico em Serviço de Saúde 16/04 | Dia Nacional da Voz 26/04 | Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial 28.04 | Dia Internacional das Vítimas de Acidentes de Trabalho e de Doenças Profissionais

Colaboradores nesta Edição

Dra. Rita de Cássia Silva Calabresi – Diretora Técnica de Departamento -HMI

Editoração e Coordenação Lucilene Coelho Souza Terrengui Hospital Maternidade Interlagos -Rua Leonor Alvim, 211 –Jd. Leblon – 04802-190-SP-SP

Solange Lamon | Dra Mônica Christina Rial | Francisca Arruda | Rosemary Ap. Cunha

Contato: boletimhmi@gmail.com


Boletim hmi ano 1 edição 6