Page 1

Boletim

Bairro a bairro Carro Biblioteca da Escola de Ciência da Informação

Universidade Federal de Minas Gerais – Ano 20 – Nº 6 – Novembro/ 2016

O Boletim Bairro a Bairro do mês de novembro traz dois escritores inovadores da literatura brasileira: o poema é de Carlos Drummond de Andrade, considerado o poeta brasileiro mais influente do século XX e na coluna Você sabia? apresentamos a fundadora da primeira biblioteca infantil do Brasil: Cecília Meireles! A receita do mês é clássica, deliciosa e tem gostinho de quero mais: bolo de cenoura com calda de chocolate! A data comemorativa é bem diferente, mas muito interessante e necessária, afinal, você já ouviu falar do dia mundial da gentileza? No mês de novembro é comemorado o dia do biomédico e o Boletim não poderia deixar de comentar sobre essa profissão pouco conhecida, mas tão importante para a sociedade! Finalizando essa edição, falaremos a respeito do Museu de Ciências Morfológicas, um museu diferente e cheio de curiosidades localizado dentro da própria UFMG! Boa leitura!

O Boletim Bairro a Bairro é o boletim informativo do Carro-Biblioteca do Centro de Extensão da Escola de Ciência da Informação da UFMG na sua comunidade! Visite o nosso site: carrobib.eci.ufmg.br


Expediente Projeto Boletim Bairro a Bairro Edição Olívia Araújo Alberto Projeto gráfico e diagramação Gustavo Luís Veloso Horta Coordenação e Revisão Profª Marina Cajaíba da Silva Horta

Carro-Biblioteca Coordenação do Carro-Biblioteca Prof. Fabrício José do Nascimento Co-coordenação e Bibliotecária Responsável Gracielle Mendonça Rodrigues Gomes Subcoordenadora e secretária do Cenex Gilma Pereira Funcionário administrativo Edson Lucide do Nascimento (motorista) Bolsistas Ana Flávia Massêo (Letras), Bianca Ribeiro (Museologia), Claudiana Gomes (Letras), Guímel Fonseca (Letras), Larissa Sabino (Letras), Maria Alice da Silva (Letras), Matheus Aguiar (Biblioteconomia), Olívia Araújo Alberto (Biblioteconomia)

Projetos associados - coordenadores Projeto Boletim Bairro a Bairro Profª Marina Cajaíba da Silva Horta Projeto A cidadania da infância em hipermídia Profª Maria Guiomar da Cunha Frota Projeto Conto e Reconto Profª Adriana Bogliolo Sirihal Duarte e Bibliotecária Raquel Miranda Vilela Projeto Inclusão Digital Profª Renata Maria Abranches Baracho Porto e Profª Cátia Rodrigues Barbosa

Agenda de visitas às comunidades 2016 Comunidades Dias Horários São Marcos Segunda 14h – 16h Bonsucesso Terça 9h – 11h Goiânia Quarta 14h – 16h Lagoa Quinta 14h – 16h Morada do Rio Sexta 9h – 11h Tiragem: 120 exemplares

Ilustrações: Freepik.com

Estamos também no Facebook! Perfil: Carro Bibloteca cenex ECI Página: Programa Carro-Biblioteca

boletimbairroabairro@gmail.com Av. Antônio Carlos, 6627. Pampulha CEP: 31.270-901 Tel.: 3409-5202 Impressão: Imprensa Universitária da UFMG


Hora da leitura!

Disponível em: <http://revistagalileu.globo.com/Cultura/Livros/noticia/2016/01/20-tirinhas-sobre-paixao-por-livros.html>. Acesso em: 16 out. 2016.

Áporo

Carlos Drummond de Andrade Um inseto cava cava sem alarme perfurando a terra sem achar escape. Que fazer, exausto, em país bloqueado, enlace de noite raiz e minério?

Eis que o labirinto (oh razão, mistério) presto se desata: em verde, sozinha, antieuclidiana, uma orquídea forma-se

Carlos Drummond de Andrade nasceu em outubro de 1902 em Itabira (MG). Ele escreveu poesias, contos e crônicas e era um grande observador da realidade humana porque investigava e criticava o que achava errado na sociedade, normalmente com humor e ironia. A época em que viveu também influenciou a sua obra: entre 1922 e 1945 acontecia, no Brasil, um movimento artístico chamado Modernismo, que buscava novas formas de expressão na arte e valorizava a produção nacional. Drummond foi um dos principais poetas da segunda geração do Modernismo brasileiro. Ele morreu no Rio de Janeiro em agosto de 1987 e deixou mais de quarenta livros publicados. Gostou do poema1 deste mês? Este e muitos outros poemas de Drummond podem ser encontrados no acervo do Carro-Biblioteca! ANDRADE, Carlos Drummond de. A rosa do povo. 38. ed. Rio de Janeiro: Record, 2007. 238 p.

1


Você sabia? Quem foi Cecília Meireles? Certamente, você já ouviu falar em Cecília Meireles. Mas você sabe realmente quem foi essa figura tão famosa e importante na literatura brasileira? Além de grande escritora, Cecília Meireles foi jornalista, poetisa, pintora e professora. Nascida no Rio de Janeiro em 1901, Cecília é considerada “a principal voz feminina da poesia moderna”. Desde o ensino fundamental era apaixonada por livros, escrevendo seus primeiros versos nessa época. Cecília formou-se no curso de magistério e tornou-se professora primária, profissão à qual se dedicou durante muito tempo. Com 18 anos, publicou seu primeiro livro, Espectro. Em seguida publica Nunca mais... e Poema dos Poemas, em 1923, e Baladas para El-Rei, em 1925. Essas obras possuem caráter simbolista dada a presença constante de elementos como o vento, a água, o mar, o ar, o tempo, o espaço, a solidão e a música. Mas, sua aclamação como escritora acontece com a obra Viagem, inspirada em uma viagem a Portugal em 1934 e publicada em 1938, sendo vencedora do prêmio Olavo Bilac da Academia Brasileira de Letras no ano seguinte. Fundou em 1934 a primeira biblioteca infantil do Brasil assim que foi nomeada pela Secretaria de Educação da Prefeitura do Rio de Janeiro como diretora do Centro Infantil. A biblioteca, considerada inovadora para a época, continha em seu acervo não só livros infantis, mas também materiais voltados para a música, cinema, cartografia e jogos. Além disso, contava com espaços especiais como uma discoteca! Mas, apesar do sucesso, a biblioteca foi fechada em 1937 sob alegação de possuir em seu acervo obras contrárias ao governo da época, período em que vigorou no Brasil o Estado Novo de Getúlio Vargas. Sua formação como professora e interesse pela educação levou-a a viajar por vários países fazendo conferências sobre literatura, educação e folclore. Escreveu para crianças poemas como O cavalinho branco, A pombinha da mata, O mosquito escreve, Colar de Carolina, Sonhos de menina e O menino azul, todos marcados pela musica-


Receita do mês A receita desse mês é de bolo de cenoura com cobertura de chocolate! Com a ajuda de um adulto para o uso do liquidificador você terá um lanchinho pra lá de bom!

lidade, uma das principais características de sua poesia. Ela possui, ainda, várias obras infantis que são, inclusive, apreciadas por adultos! Cecília faleceu em novembro de 1964, mas sua obra se destaca até hoje através de seus inúmeros leitores! No acervo do Carro-Biblioteca você encontrará excelentes livros de Cecília Meireles, corra para conferir! • Cânticos • Cecilia e Mario • Criança meu amor • Escolha o seu sonho: crônicas • A festa das letras • Olhinhos de gato • Poesias completas • Problemas da literatura infantil • Romanceiro da inconfidência

INGREDIENTES Massa • 3 ovos • 2 xícaras (chá) de açúcar • 2 xícaras (chá) de farinha de trigo • 1 colher (sopa) rasa de fermento • 100ml de óleo • 3 cenouras médias cruas, descascadas e picadas • 1 colher de café de sal Cobertura • 1 lata de leite condensado • 4 colheres de sopa de chocolate em pó • 2 colheres de sopa de manteiga ou margarina MODO DE PREPARO Massa Bata no liquidificador os ovos, as cenouras, o óleo e o sal. Numa tigela, misture o açúcar, o fermento e a farinha. Despeje a mistura do liquidificador na tigela e misture bem. Leve para assar em forma untada e polvilhada em forno pré-aquecido a 200º e asse a 170º por 25 minutos (o tempo pode variar de acordo com o forno). A dica é fincar um palito. Se sair limpinho é porque o bolo já está pronto! Cobertura Misture o chocolate em pó, leite condensado e manteiga até o ponto de brigadeiro mole. Jogue por cima do bolo ainda quente.


Datas comemorativas

Dia Mundial da Gentileza

Dia 13 de novembro é o Dia Mundial da Gentileza! A ideia de se criar um dia dedicado à gentileza surgiu em 1996 em Tóquio: o grupo Movimento das Pequenas Gentilezas do Japão reuniu diversos grupos de diferentes países que propagavam a gentileza em suas nações e apresentou a proposta para que o mundo todo se unisse em uma data única para lembrar-se da importância de atos gentis e amáveis de uns para com os outros! Existem constatações científicas de que a gentileza faz bem também a quem é gentil: essas pessoas são mais saudáveis e vivem mais, além de terem relacionamentos melhores e mais duradouros. No trabalho, são mais produtivas e alcançam melhores cargos em suas funções, sucesso e felicidade! Mas...você sabe como ser mais gentil? Aqui vão algumas dicas para você não ter mais desculpas: Sorria! Um sorriso não custa nada e faz super bem! Esse gesto pode transformar o seu dia e o de outros também! Quando você sorri, você transmite serenidade, alegria e amor.

Ajude as pessoas! Seja abrindo a porta do elevador, ceder lugar para o idoso, dar a preferência para alguém no trânsito ou dividindo o guarda-chuva... ajudar as pessoas faz parte da gentileza. O importante é sempre ajudarmos dentro de nossas possibilidades! Ouça! Ouvir o que os outros têm a nos dizer é uma atitude de educação. Quando ouvimos as pessoas, mostramos que nos importamos com elas e as damos atenção. Respeite as opiniões diferentes! Respeitar as opiniões é sempre uma boa atitude! As pessoas são diferentes e suas opiniões também! Seja educado e aprenda a conviver bem com todos! Lembre-se: gentileza não precisa de data certa para ocorrer. Agradeça, elogie, ensine, parabenize, diga bom dia, boa tarde, boa noite, bem vindo, até breve! No Carro-Biblioteca você vai encontrar alguns livros que falam sobre as pequenas gentilezas da vida, veja só: • O pequeno príncipe • O poder da gentileza • O amigo fiel • A arara cantora.


Quando eu crescer, eu vou ser... Biomédico Você já ouviu falar em Biomedicina? “A Biomedicina é uma área do conhecimento voltada para a condução de estudos e pesquisas no campo de interface com Medicina, Biologia e Farmácia-Bioquímica, relacionado com as pesquisas das doenças humanas, seus fatores ambientais e ecoepidemiológicos, na busca das suas causas, prevenção, diagnóstico e tratamento.” O profissional biomédico atua, principalmente, nas análises clínicas, mas existem mais de 30 áreas possíveis para sua atuação! Sua ampla formação permite trabalhar com análise ambiental, análise de alimentos, em bancos de sangue, em exames de cromossomos e genética, no auxílio da reprodução humana assistida; no diagnóstico por imagem; e no desenvolvimento de soros, vacinas e kits de diagnóstico.

Na UFMG, o curso de Biomedicina tem duração prevista de cinco anos e meio. Nos cinco primeiros períodos, as disciplinas de formação básica são cursadas, principalmente, no Instituto de Ciências Exatas (ICEx) e no Instituto de Ciências Biológicas (ICB). A partir do quinto período, os estudantes passam a cursar matérias específicas na área de análises clínicas e toxicológicas, como hematologia, microbiologia, parasitologia e toxicologia ambiental ofertadas na Faculdade de Farmácia. Gostou de conhecer essa profissão? Você pode encontrar mais informações a respeito do curso de graduação em biomedicina no site: www.farmacia.ufmg.br/biomedicina.

UniverCidade As Ciências Morfológicas integram áreas do conhecimento fundamentais ao entendimento da estrutura e funcionamento dos organismos, como a Embriologia, a Anatomia, a Citologia e Histologia... O estudo das Ciências Morfológicas é básico para os cursos das áreas biológicas e da saúde e é fundamental para todo cidadão que busca conhecer o seu próprio organismo. Agora, imagina poder conhecer um museu que mostra toda essa estrutura e funcionamento do organismo humano como forma de entender a vida para preservá-la com qualidade... E o melhor: esse museu está bem pertinho de você no campus da UFMG! Visite o Museu de Ciências Morfológicas! Local: Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG, Av. Antônio Carlos 6.627 - Campus/Pampulha. Contato para visitas monitoradas: Sandra e Goretti, de segunda a quinta-feira, de 8 às 12h e de 14 às 17h. Sexta-feira de 8 às 12h. Grupos menores não precisam agendar. Maiores informações: 3409-2776


Ajude-nos a construir essa coluna do Boletim! Este espaço é reservado para as suas opiniões de leitura. Gostou de um livro? Indique-o aqui para que outro usuário possa ter a mesma experiência literária! Não gostou? Pode dizer os motivos aqui também! Para participar basta depositar a sua opinião sobre o livro que leu na caixinha do CarroBiblioteca. Contamos com a sua participação! As indicações desse mês são de leitores do bairro Lagoa que recebem o Carro-Biblioteca às quintas-feiras

Garota infernal

Momento interativo

Foto: Olívia Alberto

Eu indico

No último dia 25 houve distribuição do Boletim Bairro a Bairro durante visita do Carro-Biblioteca na comunidade Bonsucesso. A bolsista Olívia Alberto, aluna do curso de Biblioteconomia, entreteve os jovens leitores!

Referências

Vitória, 14 anos

Informações sobre Carlos Drummond de Andrade: <http:// chc.org.br/o-centenario-de-carlos-drummond-de-andrade/>. Acesso em: 16 out. 2016.

Heróis, deuses e monstros da mitologia grega João Pedro, 14 anos

Fingindo ter 19 anos Lorena Vitória, 14 anos

Informações sobre a receita do bolo de cenoura: <http:// gshow.globo.com/receitas-gshow/receita/bolo-de-cenoura-macio-e-fofissimo-515b74034d3885680a000075.html?>. Acesso em: 13 out. 2016. Informações sobre Cecília Meireles: <http://nastrilhasdaliteratura.blogspot.com.br/2010/03/presenca-de-ceciliameireles-na.html> e em: <http://br.blastingnews.com/ cultura/2015/01/a-poetisa-que-criou-a-primeira-biblioteca -infantil-no-brasil-00245595.html>. Acesso em: 14 out. 2016. Informações sobre o Dia Mundial da Gentileza: <https:// www.mensagenscomamor.com/mensagem/181547>. Acesso em: 15 out. 2016. Informações sobre o curso de Biomedicina: <https://www2. ufmg.br/mostradasprofissoes/Mostra/Cursos/Ciencias-daSaude/Biomedicina>. Acesso em: 15 out. 2016. Informações sobre o Museu de Ciências Morfológicas: <https://www.ufmg.br/servicos/visitas.shtml> e <https:// www.ufmg.br/rededemuseus/mcm/>. Acesso em: 15 de out. 2016. MENDES, Marcelo. Heróis, deuses e monstros da mitologia grega. 6. ed. São Paulo: Arxjovem, 2008. 251 p.

Você também pode enviar a sua sugestão pelo email: boletimbairroabairro@gmail.com

NIXON, Audrey. Garota infernal. Rio de Janeiro: Record, 2009. 188 p. NOEL, Alyson. Fingindo ter 19 anos. Osasco, SP: Novo Século, 2011. 269 p.

Profile for Boletim Bairro a Bairro

Boletim Bairro a Bairro - ano 20 nº 6 novembro 2016  

O Boletim Bairro a Bairro do mês de novembro traz dois escritores: Carlos Drummond de Andrade e Cecília Meireles! A data comemorativa é bem...

Boletim Bairro a Bairro - ano 20 nº 6 novembro 2016  

O Boletim Bairro a Bairro do mês de novembro traz dois escritores: Carlos Drummond de Andrade e Cecília Meireles! A data comemorativa é bem...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded