Page 37

Fotos: Rick Ligthelm

*¹ Demóstenes (384-322 a.C.), orador e político de Atenas, praticava a oratória em frente do mar, declamando para as ondas com a boca cheia de pedrinhas.

Divulgação

Esse apego, explica ele, surgiu também para evitar repreensões: “Se falasse errado, minha mãe me corrigia, então escrevia ao invés de pedir. Conheci a literatura em Minas Gerais e vi que seria o meu destino, e estou nela até hoje”. Em 1939 operou o freio da língua e, inspirando-se no método do brilhante orador grego Demós­ tenes*¹ (gago até a adolescência), fez exercícios com bola de gude na boca, a fim de dar mais mobilidade à língua. Aos poucos corrigiu praticamente o problema. Depois, seguindo os passos do pai, o jornalista Ernesto Cony Filho, esse carioca de São Cristóvão começa a trabalhar, em 1952, como redator da rádio Jornal do Brasil. Seis anos mais tarde, o jovem jornalista lança O Ventre, o primeiro dos 16 outros romances de sua lavra, entre os quais Quase Memória, (1995) e A Casa do Poeta Trágico

“Juscelino tinha formação religiosa. (...) Ele chegou a fazer um cursilho para apaziguar um pouco, porque estava inquieto, sofrendo muito, mas não concretizava esse sofrimento numa conspiração, numa retaliação. Tomava como modelo no exílio duas figuras tutelares, que eram D. Pedro II e José Bonifácio.”

(1997), escolhido o Livro do Ano, e com o qual obteve o Prêmio Jabuti (categoria Ficção). Versátil em outros gêneros literários, é autor de diversos livros de crônicas e de adaptações da literatura universal. Com várias obras suas levadas para o cinema, lançou-se a escrever roteiros de filmes. Colaborou por mais de 30 anos na revista Manchete e, como diretor de Teledramaturgia da extinta Rede Manchete, foi responsável pelo projeto e sinopse das novelas A Marquesa de Santos, Dona Beija e Kananga do Japão. Em 2000, foi eleito membro da ABL, onde ocupa a cadeira nº 3. Atualmente, é colunista da Folha de S. Paulo e de vários jornais do país, além de comentarista da rádio CBN e da TV Band News. No dia 30 de junho, o escritor palestrou na sessão solene comemorativa do 45º aniversário de fundação do Instituto Histórico e Geográfico do Distrito Federal, que fora criado em 3 de junho de 1964, cinco dias antes de o preBOA VONTADE |

37

Revista Boa Vontade - Sérgio Britto  

Aos 86 anos, o consagrado ator, roteirista e diretor diz que teatro é para a vida toda e não esconde a satisfação de poder inovar no palco.

Revista Boa Vontade - Sérgio Britto  

Aos 86 anos, o consagrado ator, roteirista e diretor diz que teatro é para a vida toda e não esconde a satisfação de poder inovar no palco.

Advertisement