Page 113

Em todas

as culturas e tempos

organização do Universo, os ciclos da vida, portanto, conhecê-los é primordial para beneficiar-se de suas vibrações favoráveis. Além de mostrar como a numerologia pode ajudar no autoconhecimento e no enfrentamento dos desafios do dia-a-dia, Aparecida Liberato afirmou que poucas vezes sentiu-se tão à vontade para contar fatos ligados à família como na entrevista à BOA VONTADE, em razão de uma afinidade de ideais: “Estou feliz de falar para todo esse público da Legião da Boa Vontade e, claro, abro as portas da minha casa, da minha vida para vocês. A mensagem que a LBV traz é sempre de união, de entendimento. Trabalho também nessa seara da compreensão, levando um pouco de Amor para as pessoas”. BOA VONTADE — O interesse pela numerologia teve origem na família? Aparecida Liberato — Na realidade são dois trabalhos e igual intenção, que é o conhecimento humano, para trazer um alento para as pessoas em suas angústias. Sou formada em fonoaudiologia, durante

25 anos fui terapeuta de linguagem, trabalhava com essas dificuldades; depois como numeróloga, em um processo de mais de 15 anos, também a mesma coisa. Isso é uma necessidade, tenho de fazer esse serviço, assim como outros têm de se desenvolver em áreas diferentes. Mas há também muito dessa união familiar, de todos os preceitos que meus pais passaram. BOA VONTADE — Como é a convivência com seus pais e irmãos? Aparecida — Todos muito unidos. Uma família pequena, porque veio de Portugal para cá, poucos irmãos, tenho pouquíssimos tios, os avós por parte da minha mãe — os

Portugal e família — “Uma vez fomos todos nós, inclusive os netos. Estivemos no local da infância da minha mãe, na casa que era dela (...). Foi lindo! Imagine ver o lugar do qual você ouviu seus pais falar a vida inteira.”

do meu pai já haviam falecido — todos no Brasil. Sempre juntos, passando as mesmas dificuldades, alegrias, (...) tudo isso fez com que nós, os irmãos, tivéssemos essa relação bastante próxima. Somos três irmãos, o mais velho, o Amândio, possui três filhos; o mais novo do que eu, o Gugu, três filhos também, e eu tenho dois. A família vai aumentando com os filhos e os sobrinhos, mas existe um núcleo: minha mãe e meu pai. É um núcleo forte, e nós todos nos reportamos aos dois. BV — E este núcleo fortalece toda a família... Aparecida — Sim. Tudo acontece sempre na casa dos dois, o almoço de sábado (não pode ser no domingo por causa do programa do Gugu), a comemoração do meu aniversário. É fundamental esse sentido de união, de que as coisas podem ser resolvidas em família. BV — A influência portuguesa deve ter sido forte em sua formação... Aparecida — Imagine que na minha infância, e até hoje, é BOA VONTADE |

113

Revista Boa Vontade - Sérgio Britto  

Aos 86 anos, o consagrado ator, roteirista e diretor diz que teatro é para a vida toda e não esconde a satisfação de poder inovar no palco.

Revista Boa Vontade - Sérgio Britto  

Aos 86 anos, o consagrado ator, roteirista e diretor diz que teatro é para a vida toda e não esconde a satisfação de poder inovar no palco.

Advertisement