Issuu on Google+

28 de março de 2014

Velhinho é a Mãe!! Com esse nome a agência de viagens Venturas batizou os roteiros montados para clientes de 60 a 85 anos. Os destinos inusitados são explorados pelos grupos com o conforto e a segurança que a idade exige.

Turismo para a terceira idade muita agência oferece. Mas poucas são as que levam clientes com mais de 60 anos para andar sobre o glaciar do Perito Moreno, na Patagônia argentina; voar de balão na Capadócia, na Turquia; caminhar por 4 horas em trilhas no Machu Picchu, no Peru; passear em cima do trem, no trecho "Nariz do Diabo", no Equador; ou para mergulhar de snorkel seja em Galápagos, Fernando de Noronha ou na península de Maraú, na Bahia. Esse é o perfil das viagens batizadas de "Velhinho é a Mãe!", que a agência Venturas montou em 2002 para atender melhor esse público específico. De lá para cá são cerca de 8 viagens por ano para grupos de 8 a 20 pessoas, com idades entre 60 a 85 anos. "O roteiro é pensado de modo a reduzir o número de atividades. É uma programação adaptada, mas dentro da proposta da Venturas de trabalhar destinos inusitados", explica o sócio-fundador da agência, Jota Marincek. Ele conta que um dos destinos mais radicias do grupo foi o 1


28 de março de 2014

Jalapão, em Tocantins. Apesar de não terem incluído o rafting no programa, fizeram caminhada, dunas, passeios, cachoeira e ainda visitaram a comunidade Mumbucas - formada por descendentes de escravos que deixaram a Bahia no início do século XX. Quase sempre os roteiros são propostos pela Venturas em reuniões que acontecem no início de cada ano, mas já aconteceu de trabalharem a partir de uma demanda do grupo. "A Ilha de Páscoa foi uma solicitação deles", lembra Jota. Uma das clientes mais assíduas dessas viagens é a própria mãe de Jota, Maria Glória Marincek, de 83 anos: "Cheguei a viajar, duas a três vezes por ano". Glória já foi para quase todos os estados brasileiros - falta apenas o Pará -, além de cerca de 30 viagens internacionais. "Gostei muito da Turquia, a Capadócia é a coisa mais linda que eu já vi!", lembra a entusiasmada turista que ainda andou por 60 quilômetros durante 10 dias no caminho de Santiago de Compostela e também gostou muito do Matchu Pitchu. "É um conforto tremendo para a gente", avalia Glória sobre o esquema de viagens "Velhinho é a Mãe" que atende a um grupo de aproximadamente 120 clientes por ano. A Capadócia, na Turquia, está entre as viagens preferidas de Maria Glória Marincek, de 83 anos. O vôo de balão é uma das atividades mais marcantes da viagem.

São turistas como a professora da Faculdade de Saúde Pública da USP, Maria Cecília Focesi Pelicioni, de 69 anos. Para ela, o grande diferencial dessas viagens está na segurança e na qualidade: "Os hotéis são excelentes e eles têm muito cuidado. Isso é muito importante na terceira idade." Ainda mais para Cecília, cujo marido é cardíaco. O casal viaja de férias desde que se casou - há 47 anos -, mas quase nunca em grupo. Há oito anos começaram a viajar com o "Velhinho é a Mãe!". Nessa época o marido de Cecília - o Dr. Américo - completou 70 anos e teve de se aposentar pelo Estado, passando a trabalhar apenas em seu consultório de oftalmologia. Américo não se sentia bem com a interrupção forçada em função da idade e os dois embarcaram em um roteiro para o litoral do nordeste brasileiro. "Na primeira semana ele estava ainda aborrecido, mas depois ele já melhorou, 2


28 de março de 2014

mudou completamente e no final da viajem, já tinha passado todo aquele aborrecimento", lembra Cecília.

A viagem para o Equador está entre as mais especiais que Maria Cecília Focesi Pelicioni fez com a Venturas. Andar em cima de um trem "faz parte do pacote".

As viagens com o "Velhinho é a Mãe!" entraram na rotina do casal e hoje Cecília tem dificuldade em dizer qual a que mais gostou. "Todas são as melhores viagens, mas o Equador foi uma surpresa! Gostei muito de Quito. Tudo é muito limpo e florido. É diferente. Nós atravessamos o país naquele trem, e até andamos lá em cima dele. Também gostei muito da Patagônia, é toda florida, tem um céu azul maravilhoso. O Atacama é muito bonito, mas eu tive muita dor de cabeça por causa da altitude." Diversidade Os grupos que participam dos roteiros do "Velhinho é a Mãe!" nunca são os mesmos. Por mais que alguns clientes sejam constantes, há uma renovação dos integrantes, atraindo inclusive turistas com menos idade. "Tem alguns jovens que acabam viajando conosco. Eles reclamam que, quando viajam com jovens da mesma idade, muitos querem dormir e os mais velhos são mais animados para os passeios", conta Cecília, sem conseguir disfarçar um discreto orgulho em relação à disposição dos seus companheiros. Apesar de a Venturas trabalhar com roteiros mais inusitados, os preços variam, sendo alguns bastante acessíveis, como destaca Cecília: "Nós fizemos um roteiro de vinho em Mendoza, na Argentina, e foi uma viagem gourmet muito interessante. Eu gostei demais, foi diferente das outras viagens. Uma coisa muito simples, que não é muito cara e que foi completamente nova para a gente."

3


Velhinho é a Mãe!