Page 1

boardilla

Pintura 路 textos 路 fotos + Portugu锚s, castellano e italiano +

14


Esta é uma edição de comemoração, Boardilla festeja quatro anos de atividade. Uma revista de arte contemporânea construída por um coletivo de quatro artistas que crêem em uma nova política de divulgação pro trabalho de arte. Percebemos a tão discutida crise da arte contemporânea mas cremos verdadeiramente na nossa iniciativa e podemos dizer que estamos felizes com os nossos resultados. Em quatro anos publicamos mais de 120 artistas de todo o mundo, cada numero da nossa revista é visitado por mais de dois mil leitores. Em 2014 imprimimos mil e cem cópias de um catalogo que reúne 20 artistas que participaram das oito primeiras edições online e realizamos duas mostras, uma em Salvador, Bahia, Brasil e a outra em Barcelona, na Espanha. Por isso, estamos felizes com este aniversário e podemos dizer: parabéns a vocês que lêem a nossa história!

Questa è una edizione commemorativa, Boardilla festeggia quattro anni di attività. Una rivista di arte contemporanea costruita da un collettivo di quattro artisti che credono in una nuova politica di divulgazione per il lavoro dell’arte. Percepiamo la tanto discussa crisi del’arte contemporanea ma crediamo veramente nella nostra iniziativa e possiamo quindi ritenerci felici con i nostri resultati. In quattro anni abbiamo pubblicato più di 120 artisti di tutto mondo, ogni numero della nostra revista è visitato da più di due mila lettori. Nel 2014 abbiamo stampato mille e cento copie di un catalogo che riunisce 20 artisti che hanno partecipato della prime otto edizione online e realizzato due mostre una a Salvador, Bahia in Brasile e l’altra a Barcellona in Spagna. Per ciò, siamo felici con questo compleanno e possiamo dire: auguri a voi che leggete la nostra storia!


Esta es una edición conmemorativa, Boardilla cumple cuatro años de actividad. Una revista de arte contemporánea realizada por un colectivo formado por cuatro artistas que creen en una nueva política de promoción artística. Estamos conscientes de la tan discutida crisis del arte contemporáneo pero creemos verdaderamente en nuestra iniciativa y podemos decir que estamos felices con el resultado. En estos cuatro años publicamos más de 120 artistas desde todo el mundo, cada numero fue visitado por más de dos mil lectores. En 2014 imprimimos mil y cien copias de un catálogo que reúne 20 artistas que participaron en las ocho primeras ediciones online y realizamos dos exposiciones, una en Salvador, Bahía (Brasil) y otra en Barcelona, Cataluña (España). Por todo eso estamos muy contentos de nuestro aniversario y podemos decir: ¡enhorabuena a vosotros que habéis seguido nuestra historia!

boardilla

boardilla.wordpress.com


รndice nยบ14 Irving Herrera

Viki Kollerova

Fabio Duarte

Rodrigo Lobo

Luca Dalmazio

Luiz Gonzales Palma

Paulo Escobar-Erloza

Vincent Molina

Ivo Indiano

Josep Tornero


Tati Pedrosa

Gino Rubert

boardilla

boardilla.wordpress.com


Irving Herrera Mexico

A cor azul, esse azul de medo, invade as montanhas e come o céu, a inesperada chuva faz notar sua presença com gotas compactas e ensurdecedoras, os caminhos caudalosos, parecem rios que levam todos as recordações; as de hoje, as de ontem e de séculos. As vezes se pensa que uma verdadeira obra de arte deve justificar-se por si mesma e que não necessita de grandes prólogos que a definam e a expliquem, se na atualidade qualquer pessoa pode pintar ou produzir uma gravura genial, isso não significa que se transforme em um grande artista; sem dúvida um grande artista pode surgir de qualquer lado.


Il colore azzurro, questo blu di paura, invade le montagne e si mangia il cielo, la pioggia improvvisa fa notare la sua presenza con gocce compatte e assordanti, le strade abbondanti, sembrano fiumi che si portano via tutti i ricordi; quelli di oggi, di ieri e di secoli fa. A volte si pensa che una vera opera d’arte deve giustificarsi da sola e che non ha bisogno di grandi prologhi che la difendono e la spiegano, so che oggi chiunque può dipingere o produrre un incisione geniale, ma questo non significa che diventi un grande artista; ma un grande artista può provenire da qualsiasi lato.


El canto1 - relieve en MDF - 120 x 120cm - 2014 Coversol - relieve en MDF - 56cm x 76cm - 2014

Dulce noviembre - xilografia -120cm x 120cm -2014


El color azul, ese azul de miedo, invade las montaĂąas y se come el cielo, la inesperada lluvia ase notar su presencia con gotas compactas y ensordecedoras, los caminos caudalosos, parecen rĂ­os que se llevan todos los recuerdos; los de hoy, los de ayer y de hace siglos. A veces se piensa que una verdadera obra de arte debe justificarse por si misma y que no necesita de grandes prĂłlogos que la defiendan y la expliquen, se que en la actualidad cualquier persona puede pintar o producir un gravado genial, pero eso no significa que se convierta en un gran artista; sin embargo un gran artista puede provenir de cualquier lado.


Se単ora matanza VIII - xilografia - 120cm x100cm - 2013

Vela - xilografia -112cm x 76cm - 2013 - Recovered

https://irvingherrera.wordpress.com


Muita coisa me interessa pela permanência ou impermanência, a percepção da ação do tempo sobre a cidade... Percebo uma Salvador suja e descuidada... Assim encontro uma cidade tecida pela vivência do entrelugar... Uma releitura de Salvador através do olho do aparelho móvel. O Artista faz uso da linguagem cinematográfica, do vídeo, da fotografia, e da performance para falar de questões existências e espirituais na contemporaneidade. Participa ativamente de Salões, Bienais e Mostras a partir do ano 2000. Recebeu Prêmio Aquisição na VIII Bienal do Recôncavo em 2006, e uma Menção Honrosa IX Bienal do Recôncavo em 2008.

Fabio Duarte Brasil, 26/06/1977


“Mi interessano molte cose per la permanenza o impermanenza, la percezione dell’azione del tempo sulla città... Percepisco una Salvador sporca e trascurata... Così trovo una città tessuta dall’esperienza del inter-luogo... Una rilettura di Salvador attraverso l’occhio del dispositivo mobile.” L’Artista fa uso del linguaggio cinematografico, del video, della fotografia e della performance per parlare di questioni esistenziali e spirituali nella contemporaneità. Partecipa attivamente a Saloni, Biennali e Mostre dal 2000. Ha ricevuto il Premio Acquisizione alla VIII Biennale Reconcavo nel 2006 e una Menzione d’Onore alla IX Biennale Reconcavo nel 2008. “Muchas cosas me interesan por la permanencia y la impermanencia, la percepción de la ación del tiempo sobre la ciudad... Veo una Salvador sucia y descuidada... Así que encuentro una ciudad tejida por la experiencia del “entre el lugar”... Una relectura de Salvador a través del ojo del dispositivo móvil.” El Artista hace uso del lenguaje cinematográfico, del vídeo, de la fotografía y de la performance para hablar de cuestiones existenciales y espirituales en la contemporaneidad. Participa activamente de Salones, Bienales y Exposiciones a partir del año 2000. Recibió el Premio de Adquisición en la VIII Bienal Reconcavo en 2006, y una Mención de Honor IX Bienal Reconcavo en 2008.

Série Salvador / Descanso com galinhas - Fotografia de Aparelho Móvel 50x50cm - 2014 Série Salvador /Sem título - Fotografia de Aparelho Móvel 50x50cm - 2014


Série Salvador / Amarelo e Moça - Fotografia de Aparelho Móvel 50x50cm - 2014 Série Salvador / Capela - Fotografia de Aparelho Móvel 50x50cm - 2014 Série Salvador / Entrelugar- Fotografia de Aparelho Móvel 50x50cm - 2014

fduarte777@gmail.com


Luca Dalmazio Brasil, 27/02/1985

Quando crio uma obra, tenho já em mente, visualizada, a imagem final. Amo muito o desenho: me liga ao signo, o prazer de reproduzir o sujeito já investigado fotograficamente e é um obsessivo reproduzirse do mesmo sujeito. Utilizo um signo preciso porque creio as minhas imagens fortes se beneficiem dessa maneira de uma realização técnica muito realística e precisa. As obras publicadas fazem parte do ciclo das Anatomias, onde as minhas tradicionais paletas de cores da pintura desaparecem, substituídas das folhas cinzas sobrepostas. Nos planos parecidos com espelhos, o corpo se reflete nas imagens do seu duplo, gêmeos imperfeitos. Proponho um corpo que sofre, solitário, ambíguo, que evidencia uma identidade incerta e em crise. Corpos desenhados com diferentes técnicas e sobrepostos; no abismo da própria mente um moderno Narciso aparenta procurar o seu duplo, e reunir-se com ele. Duplo, gêmeo, identidade incerta. Não somos únicos mas somos tão diferentes, não somos precisos porque a nossa identidade é incerta, sempre em desequilíbrio entre o que somos, aquilo que gostaríamos de ser e aquilo que não sabemos ser.


Quando creo un’opera, ho già nella mente visualizzata l’immagine finale. Amo molto il disegno: mi lega al segno, il piacere di riprodurre il soggetto già indagato fotograficamente ed è un ossessivo riprodursi dello stesso soggetto. Utilizzo un segno preciso perché ritengo che le mie immagini forti traggano giovamento da una realizzazione tecnica molto realistica e precisa. Le opere qui pubblicate fanno parte del ciclo delle Anatomies, dove i miei tradizionali schermi colorati delle pitture sono scomparsi, sostituiti da fogli di grigio sovrapposti. Nei piani simili a specchi il corpo si riflette nelle immagini dei suoi doppi, gemelli imperfetti. Propongo un corpo sofferente, solitario, ambiguo, che evidenzia un’identità incerta ed in crisi. Corpi disegnati con differenti tecniche e sovrapposti; negli abissi della propria mente un moderno Narciso sembra ricercare il suo doppio, ricongiungersi ad esso. Doppio, gemello, identità incerta. Non siamo unici ma siamo tanti diversi, non siamo certi perché la nostra identità è incerta, sempre in bilico tra ciò che siamo, ciò che vorremmo essere o ciò che non sappiamo di essere.

Gió 3 - Matita e china su carta - 50x70cm - 2015 Moreno 3 - Matita e china su carta - 70x100cm - 2011 Moreno 4 - Matita e china su carta - 30x40cm - 2011


Cuando creo una obra, ya tengo en mi mente a la imagen final. Me encanta el diseño: me une al signo, el placer de reproducir el sujeto ya investigado fotográficamente y es un obsesivo reproducirse del mismo sujeto. Utilizo un signo preciso porque creo que mis fuertes imágenes obtienen beneficios de un logro técnico muy realista y preciso. Las obras que aquí se publican son parte del ciclo de las Anatomías, donde mis tradicionales pantallas de colores de las pinturas han desaparecido, reemplazados por hojas de color gris superpuestas. En los planes parecidos com espejos, el cuerpo se refleja en las imágenes de sus dobles, gemelos imperfectos. Propongo un cuerpo que sufre, solo, ambiguo, incierto y que pone de relieve una crisis de identidad. Cuerpos dibujadas con diferentes técnicas y la superposición; en las profundidades de su propia mente un moderno Narciso parece buscar su doble, e reunirse com el. Doble, gemelo, identidad incierta. No somos únicos sino que somos muchos diferentes, no somos precisos porque nuestra identidad es incierta, siempre en desequilibrio entre lo que somos, lo que queremos ser o lo que no sabemos que somos.

www.ldstudio.it


Paulo Escobar-Erloza Espa単a, 26/03/1973


FW-001 - 贸leo sobre tela - 50x50cm - 2014

FW-025 - 贸leo sobre tela - 50x50cm - 2014


FW-037 - 贸leo sobre tela - 46x55cm - 2014

FW-051 - 贸leo sobre tela - 50x50cm - 2014


http://tryunfo.com/escobar-elorza/


Ivo Indiano Brasil, 13/07/1960


O que faço é sempre uma busca obsessiva pela síntese. Eu vejo um romance inteiro em minhas gravuras: personagens, relacionamentos, lugares, memórias, tudo se enreda num momento congelado que pretende representar toda a estória. É preciso imaginar as lacunas, compreender os símbolos. Leio as “3 coisas”, povoadas de personagens e objetos inesperados: seria apenas um resumo das “coisas” do mundo (homem, objeto e natureza)? ou talvez os 3 reinos (mineral, vegetal e animal)? os 3 condimentos universais (Deus, espírito e matéria)? ou apenas um jogo onde deve-se escolher 3 coisas para levar na memória?

3 coisas 2 - Água forte, água tinta e nankin com açúcar 20x30cm - 2008 3 coisas 1 - Água forte, água tinta e nankin com açúcar 20x30cm - 2008


Ciò che faccio è sempre una ricerca ossessiva per la sintesi. Vedo un intero romanzo nelle mie stampe: personaggi, relazioni, luoghi, ricordi, tutto si intreccia in un momento congelato che cerca di rappresentare l’intera storia. Bisogna immaginare le lacune, comprendere i simboli. Leggo le “3 cose”, popolate da personaggi e oggetti inaspettati: sarebbero solo un riassunto delle “cose” del mondo (l’uomo, l’oggetto e l natura)? o forse i 3 regni (minerale, vegetale e animale)? i 3 condimenti universali (Dio, spirito e materia)? o solo un gioco in cui si devono scegliere 3 cose da portare con sé nella memoria?

https://sanatorivm.wordpress.com/


Lo que hago es siempre una búsqueda obsesiva de síntesis. Veo una novela entera en mis impresiones: personajes, relaciones, lugares, recuerdos, todos se enredan en un momento congelado que busca representar toda la historia. Es necesario imaginar las brechas, entender los símbolos. Leo las “3 cosas”, pobladas de personajes y objetos inesperados: sería sólo un resumen de las “cosas” del mundo (el hombre, el objeto y la naturaleza)? o tal vez los 3 reinos (mineral, vegetal y animal)? los 3 condimentos universales (Dios, el espíritu y la materia)? o simplemente un juego donde hay que elegir 3 cosas a tomar en la memoria?

3 coisas Costela de Eva- Água forte, água tinta e nankin com açúcar 20x30cm - 2009 3 coisas Coisa de comer - Água forte, água tinta e nankin com açúcar 20x30cm - 2009


Viki Kollerova Slovakia, 07/02/1984

Nascida em 1984, vive em Bratislava, EslovĂĄquia. Meu trabalho ĂŠ baseado em auto-retratos. As fotografias me ajudam a entender as coisas alĂŠm da mente consciente, a compreender a minha realidade interior.


How Similar We Are - full frame digital - 50x33,33 cm - 2014

In Plato´s Cave - full frame digital - 50x35,71 cm - 2014


Untitled - full frame digital - 50x33,33 cm - 2014


Nata nel 1984, vive a Bratislava, in Slovacchia. Il mio lavoro si basa su autoritratti. Le fotografie mi aiutano a capire le cose al di là della mente cosciente, a comprendere la mia realtà interiore.

Nacida en 1984, vive en Bratislava, Eslovaquia. Mi trabajo se basa en los autorretratos. Las fotografías me ayudan a entender las cosas más allá de la mente consciente, a comprender mi realidad interior.


Untitled - full frame digital - 50x34,47 cm - 2014

Slowly - full frame digital - 50x33,82cm - 2014

http://vikikollerova.tumblr.com/


Rodrigo Lobo Vive e trabalha em São Paulo, graduado em Artes Visuais pelo Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Em sua pesquisa artística trabalha com diversos meios, o gráfico e pictórico, a memória e o espaço físico como elemento e busca discutir, entre outras coisas, as formas de representação. Tentativas de representações virtuais, psíquicas, histórico-filosóficas, o imaginário... Representações por meio de maquinismos: processos gráficos, livros antigos, desenho, pintura, fotografia, fotocópia, etc. E ao mesmo tempo falar da própria existência; A presença que se coloca num vetor lógico por estar vivo e existir no mundo, o indivíduo e o coletivo, o corpo, a memória, as noções de realidade, o natural e o psicológico, o processo pelicular de formação, a não efetivação, a fragilidade e transitoriedade.

Rodrigo Lobo Brasil, 29/06/1979


Rodrigo Lobo vive e lavora a San Paolo, si è laureato in Arti Visive presso il Centro Universitario di Belle Arti di San Paolo. Nella sua ricerca artistica lavora con diversi medium, il grafico e il pittorico, la memoria e lo spazio fisico come elemento e cerca di discutere, tra le altre cose, le forme di rappresentazione. I tentativi di rappresentazioni virtuali, psicologiche, storico-filosofiche, l’immaginario... Rappresentazioni attraverso meccanismi: processi grafici, libri antichi, disegno, pittura, fotografia, fotocopie, ecc. E allo stesso tempo parlare della propria esistenza; la presenza che si pone in un vettore logico per essere vivo e esistere nel mondo, l’individuale e il collettivo, il corpo, la memoria, le nozioni di realtà, il naturale e lo psicologico, il processo peculiare di formazione, il non effettuarsi, la fragilità e la transitorietà.

Intermenbranacea - Detalhe -Sanguina sobre papel - 60 x 200 cm - 2011 A Century of Painting - Óleo sobre tela com spray - 210x170cm - 2014


Rodrigo Lobo vive y trabaja en São Paulo, se graduó en Artes Visuales en el Centro Universitario de Bellas Artes de São Paulo. En su investigación artística trabaja con muchos medios: el gráfico y pictórico, la memoria y el espacio físico como elemento y busca discutir, entre otras cosas, las formas de representación. Intentos de representaciones virtuales, psicológicas, histórico-filosóficas, lo imaginario... Representaciones a través de mecanismos: procesos gráficos, libros antiguos, dibujo, pintura, fotografía, fotocopias, etc. Y al mismo tiempo hablar de la misma existencia; la presencia que se coloca en un vector lógico por estar vivo y existir en el mundo, lo individual y lo colectivo, el cuerpo, la memoria, las nociones de la realidad, lo natural y lo psicológico, el peculiar proceso de formación, lo que no es efectivo, la fragilidad y la transitoriedad.


Green Dionysus - Óleo sobre tela com técnica mista, colagem e spay 200x230cm - 2014 Pretender - Óleo sobre tela com spray - 200x180cm - 2013

http://lobocriatione.wix.com/rodrigolobo


Luis Gonzales Palma Argentina, 03/08/1953


Estes projetos, os mais recentes, os os que concebi com o desejo de que a imagem contenha, e de alguma forma reforce e expresse, o invisível. Palavra e experiência fundamental que sustém toda essa aventura visual. Como o que não se vê quando se olha; como o que não se diz quando se fala, como todos esses silêncios contidos em uma sinfonia; este trabalho é um intento intimo e muito pessoal, de dar corpo aos fantasmas que governam as reações pessoais, as hierarquias religiosas, enfim, aqueles que governam a política e a vida.

Estrategia que nos une - Película ortocromática, láminas de oro y resina - 60x50cm 2005 “Variación 3” - impresión de inyección de tinta sobre papel de acuarela 50x50cm - 2007


Questi progetti, i più recente, li ho concepito con il desiderio di che l’immagine contenga, e di qualche modo sottolinei ed esprima, l’invisibile. Parola e esperienza fondamentale che sostiene tutta questa avventura visiva. Come ciò che non si vede quando si guarda; come il non detto quando si parla, come tutti quei silenzi contenuti in una sinfonia; questo lavoro è un tentativo intimo e molto personale di dare un corpo ai fantasmi che governano i rapporti personali, le gerarchie religiose; infine, a coloro che governano la politica e la vita.


Estos proyectos, los más recientes, los he concebido con el deseo de que la imagen contenga, y de alguna forma recalque y exprese, lo invisible. Palabra y experiencia fundamental que sostiene toda esta aventura visual. Como lo que no se ve cuando se mira; como lo que no se dice cuando se habla, como todos esos silencios contenidos en una sinfonía; éste trabajo es un intento íntimo y muy personal, de darle cuerpo a los fantasmas que gobiernan las relaciones personales, las jerarquías religiosas; en fin, a aquellos que gobiernan la política y la vida.


“Sin título” - impresión de inyección de tinta sobre papel de acuarela 60x40cm - 2010 “Sin título” - impresión de inyección de tinta sobre papel de acuarela 50x50cm - 2014

http://www.gonzalezpalma.com/


Vicente Molina Espa単a, 30/06/1965

www.vicentmolina.com


….procurando a beleza na expressão

….cercando la bellezza nell’espressione

....buscando la belleza en la expresión

Apunte del natural 1 - Tinta china - 21x29,7cm - 2014 Apunte del natural - Aquarela - 221x29,7cm - 2014


Josep Tornero España, 14/03/1973

As imagens que realizo combino certo rigor intelectual e fascinação pela representação, aproximando-me de uma maneira lenta e reflexiva ao monólogo interior de referência: aquilo que me inquieta na imagem, lugar de onde pode confluir o corpo como pintura, ou dito de outra maneira, buscando a representação de uma pintura-corpo; as vezes reflexiva, as vezes inquietante por sua continuidade. Tomar um corpo, um rosto ou um objeto em meu trabalho se transforma em aproximar-se ao que a arte nos invoca; voltar a olhar, voltar a ver, neste ofício de fazer visível a inquietante estranheza que nos empurra a construir uma nova imagem, uma nova obra, uma nova experiência com a qual nos relacionarmos.


Le immagini che realizzo uniscono un certo rigore intellettuale e fascino per la rappresentazione, avvicinandomi in un modo lento e riflessivo al monologo interiore del riferimento: ciò che mi inquieta dell’immagine, luogo dove può convergere il corpo come pittura, o in altre parole, cercando la rappresentazione di una pittura-corpo; a volte riflessiva, a volte inquietante per la sua quotidianità. Prendere un corpo, un volto o un oggetto nel mio lavoro diventa un approccio a ciò che l’arte ci chiama; tornare a guardare, a vedere, in questo lavoro di rendere visibile la perturbante stranezza che ci spinge a costruire una nuova immagine, una nuova opera, una nuova esperienza con cui ci relazioniamo.


Opus n.VIII - Óleo sobre lino 80x80 cm - 2015 Diptych - Ólio sobre lino 130x200 cm - 2014 Go back - Óleo sobre lino 100x162 cm - 2013


Las imágenes que realizo combinan cierto rigor intelectual y fascinación hacia la representación, acercándome de una manera lenta y reflexiva al monólogo interior del referente: aquello que me inquieta de la imagen, lugar donde puede confluir el cuerpo como pintura, o dicho de otro modo, buscando la representación de una pintura-cuerpo; a veces reflexiva, a veces inquietante por su cotidianidad. Tomar un cuerpo, un rostro o un objeto en mi trabajo deviene en aproximación a lo que el arte nos invoca; volver a mirar, volver a ver, en ese oficio de hacer visible la inquietante extrañeza que nos empuja a construir una nueva imagen, una nueva obra, una nueva experiencia con la que relacionarnos.

Terra Latte Luce II (retable aperto con predella) Olio su tavola laccata - Installazione 145x185cm 2012

www.joseptornero.com


Tati Pedrosa Brasil, 1970

Artista Visual


Liberando o Espírito - “A realidade” - Fotografia - 70x70cm - Tarragona, ES 2014 Liberando o Espírito - “A realidade” - Fotografia - 70x57cm - Tarragona, ES. 2014 Liberando o Espírito - “A realidade” - Fotografia - 70x64cm - Tarragona, ES. 2014


www.tatipedrosa.com


Gino Rubert Mexico, 1969


Minhas ultimas pinturas, desenhos e objetos respondem a duas inquietudes. Por um lado está a necessidade de representar o mundo sentimental e social que me rodeia, em uma sorte de esforço por compreende-lo e assim mantelo a uma distância saudável; daí a ironia, o humor, ou também o ar mágico dessas representações. Por outro lado, a vontade de dessacralizar tanto o processo de criação como a obra de arte mesma dotando-as de funções tão prosaicas e profanas como agradecer e pedir. Os retratos fotográficos em branco e preto, antigos e novos, inexpressivos, tem sido um fio condutor de meu trabalho. Penso que isto se deve a uma certa obsessão pela morte e por como ela nos olha desde o fundo dos olhos os demais. Neste sentido meu processo de trabalho ao transformar e recolocar esses personagens em papéis e cenários novos aspira ou brinca de alguma maneira com a ideia de “reviver o morto”.


Gigi I - Mixed media and golden thread/canvas - 65x61cm - 2014

El esclavo y la modelo - Mixed media/canvas - 97x184cm - 2011 Haiku - Mixed media/canvas - 55x46cm - 2013 La Cenicienta - Mixed media/canvas - 114x146cm - 2015


I miei ultimi dipinti, disegni e oggetti rispondono a due preoccupazioni. Da un lato c’è la necessità di rappresentare il mondo emotivo e sociale intorno a me, in una sorta di sforzo per capirlo e così tenerlo a una sana distanza; da qui l’ironia, l’umorismo, e anche l’aria magica di queste rappresentazioni. Dall’altro, la volontà di de-sacralizzare sia il processo di creazione come l’opera d’arte in sé, dotandola di funzioni tanto prosaico e profano come il ringraziare o il chiedere. I ritratti fotografici in bianco e nero, antichi e nuovi, senza espressione, sono stati un filo conduttore del mio lavoro. Penso che ciò si deva a una certa ossessione per la morte e per come essa ci guarda dal fondo degli occhi degli altri. In questo senso il mio processo di lavoro al trasformare e ricollocare questi personaggi in ruoli e in nuovi scenari aspira o si diverte in qualche modo con l’idea di “resuscitare i morti”.


Mis ultimas pinturas, dibujos y objetos responden a dos inquietudes. Por un lado está la necesidad de representar el mundo sentimental y social que me rodea, en una suerte de esfuerzo por comprenderlo y así mantenerlo a una distancia saludable; de ahí la ironía, el humor, o incluso el aire mágico de estas representaciones. Por otro, la voluntad de des-sacralizar tanto el proceso de creación como la obra de arte misma dotándolas de funciones tan prosaicas y profanas como agradecer o pedir. Los retratos fotográficos en blanco y negro, antiguos y nuevos, inexpresivos, han sido un hilo conductor de mi trabajo. Pienso que esto se debe a una cierta obsesión por la muerte y por como esta nos mira desde el fondo de los ojos de los demás. En este sentido mi proceso de trabajo al transformar y reubicar a estos personajes en roles y en escenografías nuevas aspira o juega de alguna manera con la idea de “revivir lo muerto”.


Vanitas IV (Bubbles) - Mixed media/canvas - 81x73cm - 2015

http://www.ginorubert.com/


Boardilla nº14 Boardilla - Revista online de arte / Rivista d’arte online Salvador-Bahia-Brasil / Barcelona-Catalunya-España / Milano-Italia Edição, Curadoria e Desenho / Edicción, Curadoria y Diseño / Edizione, a Cura e Disegno: Anderson Santos - Daniel Freire - Cecilia Tamplenizza - Elena Panzetta Capa / Portada / Copertina: Gino Rubert

gracias / obrigado / grazie

boardilla.wordpress.com

Boardilla14  

Boardilla - Revista online de arte / Rivista online d’arte Salvador-Bahia-Brasil / Barcelona-Catalunya-España / Milano-Italia Edição, Curado...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you