Page 1

Noticioso Bahá’í do Nordeste “Todo seguidor de Bahá'u'lláh sabe muito bem que o propósito de Sua Revelação é trazer à luz uma nova criação”.(Casa de Justiça)

Volume 1, edição 4

20 de janeiro de 2012

Resumo de realizações e aprendizados de maio de 2011 a janeiro de 2012

Nesta edição:

Avançando o Processo de Entrada em Tropas

1

Iniciando Progra- 2mas de Cresci3 mento Aumentando a Intensidade

45

Avançando as Fronteiras da Aprendizagem

6

Elevando a Capa- 7 cidade Administrativa O Sangue Vital

8

Histórias sobre Fundos

8

E

sta edição do Boletim Regional Bahá‟í do Nordeste apresenta apenas um vislumbre das realizações alcançadas pelos amigos servindo nos diversos agrupamentos e comunidades espalhados por esta vasta região e estamos certos de que muitas outras atividades e sucessos ocorreram durante o período contemplado. De qualquer forma, os exemplos aqui apresentados representam pérolas selecionadas desse oceano, na intenção de ilustrar as principais transformações pelas quais

nossa comunidade está conscientemente trabalhando. É nossa mais sincera esperança que, ao ler o seu conteúdo, os amigo parem para refletir sobre aquele poder transformador do qual a Fé de Bahá‟u‟lláh está dotado, tal como enfatizado pela Casa Universal de Justiça na mensagem de 28 de dezembro de 2010: “Todo seguidor de Bahá'u'lláh sabe muito bem que o propósito de Sua Revelação é trazer à luz uma nova criação. Mal o "Primeiro Chamado saiu dos Seus lábios e a criação inteira foi revo-

lucionada, e todos os que estão nos céus e todos os que estão na terra foram profundamente agitados. O indivíduo, as instituições e a comunidade – os três protagonistas do Plano Divino – estão sendo moldados sob a influência direta de Sua Revelação, e uma nova concepção de cada um deles, apropriada para uma humanidade que chegou à maturidade, está emergindo. As relações que os ligam, também, estão passando por uma profunda transformação, trazendo para o âmbito da existência forças de construção da civilização que só podem ser liberadas através da conformidade com o Seu decreto.”


Página 2

Noticioso Bahá’í do Nordeste

1. Iniciando Programas de Crescimento

Detalhe de ornamento dos jardins da Terra Santa.

“Com certeza toda essa ação é sim construção de comunidade, onde todos tm um papel e ninguém fica de fora neste grande empreendimen to espiritual.”

Na mensagem de 28 de dezembro de 2010, a Casa Universal de Justiça convocou aos bahá‟ís do mundo para “aumentar, ao longo dos próximos cinco anos, o número total de agrupamentos nos quais um programa de crescimento esteja em curso, em qualquer nível de intensidade, para 5.000, um terço de todos os atuais agrupamentos no mundo”. Com isso em mente, a Assembleia Nacional encorajou a realização de Conferências Regionais para que os amigos pudessem consultar a

O Conselho Regional do Nordeste tem acompanhado com grande alegria as diversas iniciativas dos amigos, que após participarem da Conferência Regional de Unidade, se levantaram para cumprir de forma resoluta com os com-

promissos assumidos durante o evento. Apenas para compartilhar alguns exemplos, podemos mencionar uma equipe de bahá‟ís da comunidade de Lauro de Freitas deu início às suas visitas regulares para apoiar o agrupamento Estrada do Côco, um dos agrupamentos meta da nossa região. Outra iniciativa que tem ganhado impulso é a de trabalhar em áreas indígenas da região, com a tribo dos Kiriri no interior da Bahia.

Amigos indígenas iniciando um caminho de serviço O resultado desta consulta foi: Livro 1 com 6 participantes (Alira,Flavia, Gilvania, Sheila, Augusta e Ricardo) alunos dos professores das escolas que eles davam aulas. Livro 3 iniciando com Maiara e Maria Eudes (professoras indigenas que já tinham feito o L 1 e já apoiavam as ABC de Pauferro e Marcação)

A

Detalhe do Santuário de Bahá’ulláh em Bahjí

respeito das implicações do desafio lançado pelo Corpo Supremo. Cerca de 142 participantes de diversas comunidades, dentre eles adultos, jovens, pré-jovens e crianças, estiveram reunidos em Salvador de 23 a 26 de junho.

CAPACITAÇÃO DO INSTITUTO com os amigos indígenas, os Kiriri da Bahia, começou o ano de 2012 de forma alegre, arrebatadora e com o delicioso sabor das novas experiências. Em Ribeira do Pombal, precisamente na residência da família Machado (Noel e Dora) nos dias de 11 a 15 de janeiro realizamos nossa capacitação ao qual esteve presentes 9 índios kiriri, além de Dora e Táise uma amiga de outra cidade que foi convidada a participar desta capacitação.

Desde janeiro de 2010 o instituto vem capacitando professores indígenas de escolas públicas nos povoados de Pau-ferro, Marcação e Mirandela (área indígena dos Kiriri) para serem professores de Aulas Bahá‟ís para Criança, como também Monitores de Grupos de Pré-jovens. Esse ano infelizmente muitos dos professores não puderam estar nesta capacitação do instituto devido às atribuições escolares e culturales deles. Em consulta com esses professores estendemos os convites para os alunos deles, jovens de 15 a 20 anos.

Livro 3 série 1 com as 24 lições com Ivany (professora indigena que já tinham feito o L 1, 3 e 5, tem uma aula de criança em Marcação) Dora bahái de Ribeira do Pombal que já tinha a sequencia e Táise jovem de outro agrupamento. Esses dias foi só satisfação para todos, estudamos de forma intensiva, cantamos juntos, fizemos dinâmicas, fizemos as práticas, contamos histórias e recitamos Textos Sagrados dos livros todos os dias pela manhã e tarde, vimos filmes infantis e


Volume 1, edição 4

o filme Seguidores da Glória pela noite, houve apresentações em PowerPoint, mostrando um pouco do que é a ABC e no dia seguinte o que é o GPJ, sempre acompanhado de um bate papo. Uma vizinha de Dora (D. Hilda) que é professora emprestou cadeiras e mesas para o estudo, e sempre durante o dia ela passava na casa para ver a dedicação de todos aqueles que estavam estudando. Outra pessoa que ficou bastante motivada com tudo que presenciou foi uma jovem (Valdimeire) de 27 anos que ficou responsável de preparar

Página 3

o almoço esses dias. Essa jovem viu o filme Seguidores da Gloria e fez várias perguntas, falou que ficou impressionada com a dedicação do grupo em ser pontual nas atividades e até na hora dos intervalos eram obedientes, “no momento do estudo todos sumiam” comentou. Ela foi uma das duas jovens que fizeram o L.1 e realizaram a prática de estudar uma oração. No ultimo dia, no encerramento, todos que fizeram parte deste grande evento tiveram o momento de fazer sua avaliação, de abrirem seus corações e dizerem o que irão levar de aprendizado e com-

promisso. Os testemunhos foram lindos, com certeza fortalece ainda mais o espírito de qualquer baháí. Com certeza toda essa ação é sim construção de comunidade, onde todos tem um papel e ninguém fica de fora neste grande empreendimento espiritual. Agradeço a Deus por mais uma grande atividade bem sucedida, vamos em frente!!!!! (Relato compartilhado pelo coordenador regional de instituto, Sr. Alon Santiago Bispo)

Dependendo da época do ano em que se visite Bahji é possível contemplar belos arranjos de flores coloridas, como as dessa imagem.

Grande Fortaleza ganha impulso com grupo de pré-jovens "nunca poderia imaginar que meu filho se desprenderia dos brinquedos dele. Ele realmente está muito engajado neste grupo."

N

O AGRUPAMENTO GRANDE FORTALEZA teve início um grupo de pré-jovens, que tem dado um novo impulso ao agrupamento. Os amigos têm relatado como os pré -jovens são interessados em participar e esta atividade, aparentemente simples, tem proporcionado uma maior interação com os moradores do condomínio onde residem o casal de pioneiros que optou por focar energia na sua própria vizinhança. Assim eles

relatam a sua primeira experiência em realizar atos de serviço com seu grupo de préjovens.Fomos com os meninos a uma casa de apoio a crianças do interior e de outros estados que vem para Fortaleza fazer tratamento médico, chamada Lar Amigos de Jesus. Os meninos se empenharam em procurar qual lugar poderíamos visitar e separam vários brinquedos e roupas para doar à Instituição.Sentimos muito entusiasmo e alegria em apoiar o gru-

po por parte dos pais de um dos PJ, que até nos acompanharam nesta visita. A mãe de um dos meninos relatou o seguinte: "nunca poderia imaginar que meu filho se desprenderia dos brinquedos dele. Ele realmente está muito engajado neste grupo." Ela solicitou que fôssemos até a casa dela um dia para explicarmos melhor nosso trabalho para que ela possa dar mais apoio. (Relato de Marissa Alvarenga, monitora do grupo).

Avenida dos Jardins Baháis em Haifa, Israel . Mansão de Bahji


Página 4

Noticioso Bahá’í do Nordeste

2. Aumentando a intensidade Na mensagem de 28 de dezembro de 2010, a Casa de Justiça menciona que:

Detalhe do Santuário de Bahá’ulláh em Bahjí

“...foi um momento

“Se, em um agrupamento, aqueles ombreando a responsabilidade de expansão e consolidação contam-se em dezenas, com poucas centenas de participantes nas atividades da vida comunitária, ambos os números devem crescer significativamente, para que até o final do Plano uma ou duas centenas estejam facilitando a participação de um ou dois milhares.”

Na região do Conselho Regional Bahá'í do Nordeste, os agrupamentos Cidade da Bahia e Heróis de Deus (Natal) contam com o potencial para estar na vanguarda deste avanço e foram desafiados a acelerarem o ritmo de suas atividades para alcançar tais cifras destacadas pelo Corpo Supremo. Os demais agrupamentos da região com programa intensivo de crescimento têm o mesmo desafio, mas esperamos que recebam apoio desses dois agrupamentos na nossa região.

O Desafio do Crescimento... de forma orgânica e saudável em direção a essa meta.

maravilhoso que estreitou os laços de amizade e de parceria para servir a Causa...”

A

S REUNIÕES TIVERAM início com orações e uma introdução pelos representantes da Assembleia Nacional foi feita sobre o objetivo da reunião, que seria o de ter uma visão concreta em direção a um crescimento acelerado e sustentado, tal como mencionado da mensagem da Casa Universal de Justiça de 28 de dezemDetalhe de ornamento dos jardins da Terra Santa

Desta forma, a Assembleia Nacional tem estimulado esses agrupamentos a se desenvolverem nessa direção e solicitou ao Conselho Nordeste promover encontros estratégicos para que analisem as realizações do agrupamento, o potencial de recursos humanos existentes e então tracem as estratégias de como tal desenvolvimento mencionado no texto da Casa de Justiça pode ser alcançado.

bro de 2010. Os amigos foram encorajados a pensar nesse desenvolvimento de forma gradativa, e ficou claro para todos que não

se espera que isso aconteça de uma hora para outra. Os participantes tiveram a oportunidade de tecer comentários a respeito da importância e o propósito do crescimento da comunidade bahá‟í, focando nas perguntas POR QUE CRESCER? E PARA QUE CRESCER? Após essas reflexões a reunião foi conduzida de tal forma que permitiu aos amigos consultar a respeito das fortalezas do seu agrupamento, seus principais desafios e possíveis estratégias para estruturar o crescimento

A reunião foi um oportunidade maravilhosa para conhecer ainda mais a respeito da maneira como os amigos estão trabalhando em seu agrupamento, conhecer seus desafios e suas necessidades, e desta forma, o Conselho e a Assembleia Nacional, poderão estar mais aptos a lhes oferecer apoio prático que leve em consideração sua própria realidade. A secretária do Conselho destacou: “foi um momento maravilhoso que estreitou os laços de amizade e de parceria para servir a Causa, uma oportunidade para todos os membros de instituições e agências presentes, do nível local ao nacional, para se darem as mãos na busca do progresso e para acompanhar um ao outro em seus esforços para servir a Causa”.


Volume 1, edição 4

Página 5

Uma das belas árvores dos jardins Bahá’ís de Haifa, no Monte Carmelo

Atualização do SRP: Uma oportunidade para ensinar

A

O VISITAR A CASA de Jocélio, a jovem senhora à porta, nos informou que ele agora mora lá nas casinhas (conjunto habitacional que fica próximo). Perguntou do que se tratava e ao ser informada de que somos bahá‟ís e que estávamos fazendo visita aos lares, ela disse que quando mais jovem participou algumas vezes das atividades, inclusive tendo ido na Sede que fica próximo ao aeroporto (Sede Regional Bahá‟í). Dissemos: “Que bom! Então, você já conhece algo da Fé!”. Ela sorriu e disse “sim, mas muito pouco”. Perguntamos se ela não gostaria de escutar e saber um pouco

mais, ao que ela nos convidou para entrar em sua casa. Pediu, entretanto, alguns minutinhos para arrumar algo. Entrou rapidamente, ao que esperamos uns dois ou três minutos, antes que ela voltasse já de roupa trocada e nos convidou a entrar em sua casa. Ao entrarmos em sua casa, logo nos deparamos com uma senhora de idade avançada sentada numa cadeira. Saudamos a senhora, estendendo-lhe a mão, ao que ela respondeu com muita dificuldade. Notamos que tinha as mãos tremulas e que apenas balbuciava as palavras. Jucimara, conhecida como „Dinha‟, nos convidou a sentar

e pediu mais dois ou três minutos, afim de que pudesse dar o almoço a sua avó, que agora completava 88 anos! Ao finalizar, sentou-se conosco e estava com rosto radiante aguardando alguma explicação adicional sobre a Fé. Apresentamos-lhes o álbum, isto é, o discurso de Ana. Durante todo o tempo ela balançava a cabeça concordando com as idéias. Ela, na verdade, parecia já ser uma bahá‟í de longo tempo, apenas aguardando a visita para a reconfirmação. Assinou alegremente seu cartão de declaração. Disse que tem uma filha de onze anos e, assim, encorajamos a ela para que leve a filha para conhecer um dos grupos de pré-jovens que está se iniciando no bairro, assim como que participe das atividades que ocorrem no Casarão, como é conhecida a Sede Bahá‟í do bairro.

“... o dar e o ser generoso são atributos Meus; bemaventurado quem se adorna com Minhas Virtudes” Bahá'u'lláh

Foi realmente uma visita maravilhosa e ainda aproveitamos para atualizar os dados do irmão, Jocélio, ao qual faremos visita nos próximos dias! (Relato compartilhado por Marcos Maciel)

Uma rosa branca dos jardins das terraças do Santuário do Báb no Monte Carmelo,


Página 6

Noticioso Bahá’í do Nordeste

3. Avançando as fronteiras da aprendizagem

Uma das belas árvores dos jardins Bahá’ís de Haifa, no Monte Carmelo

“...nos jovens do mundo repousa um reservatório com capacidade de transformar a sociedade esperando ser aberto” - Casa de Justiça

Para todos aqueles trabalhando com grupos de préjovens, grupos coesos que, nas palavras da Casa de Justiça “canalizam as energias que brotam dos pré-jovens”, têm ficado cada vez mais claro o enorme potencial dessa atividade em impulsionar os agrupamentos para entrarem em novas fronteiras da aprendizagem. Essas energias, quando bem canalizadas, podem causar um grande impacto social,

Numa mensagem recente da Casa Universal de Justiça, dirigida a todas as Assembleias Espirituais Nacionais, o Corpo Supremo destaca a importância do papel da juventude, em palavras muito poderosas:

“...nos jovens do mundo repousa um reservatório com capacidade de transformar a sociedade esperando ser aberto”. E como que dirigindo-se para as agências do instituto de capacitação existentes no mundo todo declara enfaticamente nas palavras finais de Sua mensagem: “E a liberação dessa capacidade deve ser considerada por todo instituto como uma sagrada incumbência.”

Jardim do Ridván e seu belo trabalho com pré-jovens

O

Uma das avenidas dos Jardins Bahá’ís, em Haifa, Israel

que coloca à comunidade do Máximo Nome mais perto de sua anelada meta de “desfraldar alto o estandarte da Ordem Mundial de Bahá'u'lláh para todos verem”

ENCONTRO DOS Grupos de PréJovens do Agrupamento Jardim do Rídván realizado em março deste ano, contou com a participação de mais de 110 préjovens, vindo de vários grupos e de várias comunidades. Foi uma oportunidade para eles mostrarem o quanto aprenderam, desde que se engajaram nessa atividade. O tema do encontro “Construindo um Mundo Melhor” foi amplamente aclamado pelos próprios protagonistas. Segundo a Coordenadora do Instituto, res-

ponsável pela realização do evento, “foi um evento de grande êxito, pois alcançamos os objetivos esperados”. O Grupo de Pré-jovem da escola Santa Terezinha realizou o primeiro ato de serviço do livro Brisas de confirmação. Vale lembrar que a cada livro é realizado um ato de serviço e um lazer saudável no mínimo. O ato de serviço deles foi a limpeza da escola, pois não só eles seriam beneficiados mas todos que utilizam o espaço. Foi realizado com muito amor e cooperação de

todos em um verdadeiro espírito de equipe. A equipe pedagógica e a diretoria ficaram surpreendidas com tanta animação e surpresas, pois não acreditavam que eles poderiam se articular de tal forma a realizar um empreendimento tão grandioso e parabenizou a comunidade pelo empenho como também ficaram satisfeitos com o resultado obtido. (Noticias compartilhadas no Informativo da comunidade de Aracajú).


Volume 1, edição 4

Página 7

4. Elevando a capacidade administrativa Desde o segundo semestre de 2010, o Conselho Bahá‟í do Nordeste vem trabalhando de forma consciente no processo de fortalecer a capacidade administrativa, especialmente em nível regional. O progresso desse processo tem dependido desde o início de uma maior aproximação das raízes da comunidade, especialmente daqueles servindo no nível do agrupamento, pois como a Casa de Justiça destacou numa mensagem dirigida a nossa amada Assembleia Espiritual Nacional naquela época, esse trabalho

“necessitará fazer uso do conhecimento dos crentes participando ativamente no trabalho em nível do agrupamento”. Desde então a instituição do Conselho tem aumentado sua consciência de que é sua tarefa principal “facilitar o fluxo de informações e recursos para o campo de ação, e dele provindos”, como fora destacado já em dezembro de 2005 pelo Corpo Supremos, mas que talvez somente agora tenha sido fruto de consultas mais aprofundadas no nível regional e se tornado objeto de inten-

so e sistemático aprendizado, com o auxílio de uma pessoa recurso designada pela própria Casa de Justiça para atuar no Brasil junto aos Conselhos Bahá‟ís do Sul e do Nordeste. Em um dos seus relatórios o Dr. Todd Smith escreveu: “Reconhecemos também que qualquer coisa que o Conselho estiver fazendo está invariavelmente relacionado à satisfação das necessidades de seus agrupamentos e à criação de ambientes em que indivíduos e coletividades se sintam capacitados a levantar e servir o Plano Divino”.

Principais aprendizados:

T

“Os esforços do

ENDO CONVOCADO numerosas reuniões, o Conselho iniciou um processo inclusivo no qual está simultaneamente aprendendo a respeito de várias coisa: os sistemas e instrumentos necessários para melhorar o fluxo de informação; como funcionar mais efetivamente como uma entidade unida; como se engajar num modo de aprendizagem que promova um espírito de parceria; e como ser mais sistemático. 1. Abrir Espaços e Acompanhar os Amigos: Esta tem sido uma área chave de aprendizagem. O senso de parceria que o Conselho está promovendo entre os

crentes vem contribuindo para um ambiente em que eles se sentem cada vez mais capacitados a contribuir. Os esforços do Conselho de trabalhar juntamente com os amigos “apoiá-los em seus esforços e participar de suas alegrias” e abrir espaços para reflexão, tem ajudado a instilar nos crentes a confiança de estão todos trilhando um mesmo caminho de serviço. 2. Modo de Aprendizagem como Uma Entidade Unida: O Conselho está aprendendo muito a respeito de ser metódico, criativo, decidido e cuidadoso, embora sempre haja muito mais a aprender. está apreciando mais e mais que os planos que desenvolve são trampolins para o progres-

so. Além disso, tal percepção é melhor adquirida quando as ações consequentes e os resultados daí gerados são documentados e então analisados – sempre com base nas guias – fortaleza sobre a qual possa construir, erros com os quais possa aprender, brechas para preencher, e oportunidades para explorar. Esta abordagem de ser sistemático está sendo adotado também em alguns agrupamentos. 3. Processo e Resultados: O Conselho sentiu uma tremenda responsabilidade de responder à mensagem de 24 de junho de 2010 da Casa Universal de Justiça desde a primeira vez que se reu-

niu para se aprofundar nela. Houve um desejo natural de avançar rapidamente para produzir resultados concretos em forma de sistemas e instrumentos, mas entendemos cada vez mais que se trata de um processo e que devemos ser pacientes e “manter o nível de dedicação necessário para ação de longo prazo...”

processo e suas implicações para o avanço do Plano.

ção que estão compartilhando com suas respectivas agências, sejam consistentes e que se reforcem mutuamente. Sem tal colaboração, é compreensível que possa haver confusão no âmbito do agrupamento, impedindo, assim, que o esquema de coordenação facilite o fluxo de orientação, fundos e informação. Deficiência de tal fluxo, a orientação e o encorajamento dos corpos regionais pode ser inconsistente, tornando lento o crescimento uma vez que as agências do agrupamento acabam trabalhando inadvertidamente em objetivos cruzados.

4. A Coerência do Trabalho: Impedir que “novas falsas dicotomias” penetrem nosso pensamento tem sido outro aprendizado. O Conselho tem aprendido mais recentemente de que devemos evitar fragmentar o trabalho para ver a íntima relação entre esse

5. Colaboração a Nível Regional: Tal colaboração é facilitada pelos membros de cada corpo que serve juntamente com outro nas atividades de um agrupamento. É também facilitada através de reuniões regulares de corpos regionais e o Conselheiro, digamos uma vez a cada três meses, cujo maior objetivo seria desenvolver unidade de visão em relação ao modo de interação de seus vários esforços, confiar e apoiar uns aos outros Outro objetivo seria assegurar que as medidas que estão tomando, e a orienta-

Ave pousando no templo bahá’í dos Estados Unidos

Conselho de trabalhar juntamente com os amigos “apoiá-los em seus esforços e participar de suas alegrias” e abrir espaços para reflexão, tem ajudado a instilar nos crentes a confiança de estão todos trilhando um mesmo caminho de serviço.”

Detalhe do balaustrado nas terraças do Monte Carmelo


Noticioso Bahá’í do Nordeste

O Sangue Vital

Rua Raimundo Bastos da Silva 3660 ap405—Candelária 59064-610 Natal –RN

Queridos amigos, enviem suas sugestões ao Conselho Bahá‟í para que possamos melhorar este boletim regional. Contamos com o apoio de todos e cada um de vocês e não deixem de compartilhar as notícias do seu agrupamento!

Reflexão!

O Conselho Bahá‟í junto à Tesouraria Nacional vem se esforçando no estabelecimento de um sólido sistema de contabilidade que possa servir para facilitar o fluxo de fundos indo e vindo dos agrupamentos. Esse sistema caracteriza-se também por tentar dar uma maior transparência ao uso dos recursos financeiros da Causa, realizando uma prestação de contas detalhada e padronizada, a qual é compartilhada com a Tesouraria Nacional a cada mês gregoriano. A Coordenação Regional de Instituto, Comitês de Ensino de Área e outros amigos que têm realizado atividades nos agrupamentos da região com apoio do fundo regional, têm cooperado enormemente para a implementação desse sistema e o seu amadurecimento. Certamente estamos numa fase de aprendizado junto aos amigos para podermos refinar esses mecanismos já

criados e trazer á existência novos quando identificada a necessidade. Em relação ao fluxo de contribuições, têm sido gratificando notar que neste ano houve um aumento no número de comunidades que passam a contribuir mais regularmente ao Fundo Regional, embora ainda tenhamos necessidade de

um aumento no volume de contribuições para poder superar o desafio de termos autosuficiência em relação ao Fundo regional. De qualquer forma, estamos confiantes de que com um firme trabalho de educação aos fundos nos diversos agrupamentos, essa meta possa ser alcançada no ano de 2012.

História sobre Fundos

“N

ão pode haver limitações às contribuições da pessoa ao Fundo Nacional. Quanto mais alguém puder contribuir, melhor, especialmente quando tais ofertas exigem o sacrifício de outras necessidades e desejos da parte do doador. Quanto maior o sacrifício, mais meritório será, com certeza, aos olhos de Deus. Pois, a final de contas, não é tanto a quantia dos oferecimentos que importa, mas, sim a medida de privação que tais ofertas acarretam. É o espírito, não o mero fato de contribuir, que devemos sempre levar em consideração quando enfatizamos o fato de contribuir, e buscamos alcançar o apoio sincero e universal aos fundos da Causa.” Shoghi Effendi

“A

Sra. C foi uma das primeiras crentes que estiveram em Akká. Ela pertencia a um grupo de pessoas ricas e elegantes de Nova Iorque. Sua vida tinha sido convencional e um tanto insatisfatória. Havia sido uma cristã sincera, no entanto não havia adquirido muito conforto da religião. Ela havia se tornado uma pessoa um tanto triste. Em uma de suas viagens ao exterior, ouviu falar sobre „Abdú‟l-Bahá. Ela apreendeu avidamente Sua mensagem e dirigiu-se à cidadeprisão de Ákká. Chegando lá ficou fascinada por tudo, e mais especialmente pelo Mestre. Ela observou que „Abdú'lBahá sempre a cumprimentava com um “Seja feliz”. Os outros membros do grupo não recebiam o mesmo cumprimento dEle. Isso a perturbou. Finalmente, ela pediu a alguém para perguntar ao Mestre porque Ele se dirigia a ela desta maneira. Com o Seu peculiar sorriso iluminado, Ele respondeu: “Eu digo para você

ser feliz, porque nós não podemos conhecer a vida espiritual até que sejamos felizes!”. “Mas, diga-me, o que é a vida espiritual?” rogou ela. “Eu tenho escutado desde que nasci sobre a vida espiritual, mas ninguém jamais pode me explicar o que isso significa”? „Abdú'l-Bahá olhou para a sua inquiridora novamente com aquele Seu maravilhoso sorriso e disse gentilmente: “Caracteriza-te com as características de Deus e você conhecerá a vida espiritual!” – poucas palavras, mas elas foram suficientes. A Sra. C começou a imaginar o que „Abdú'l-Bahá queria dizer. As características de Deus? Devem ser tais atributos como amor e beleza, justiça e generosidade. Durante o dia inteiro a sua mente esteve ocupada com aqueles pensamentos e ela não conseguiu pensar em outra coisa e esqueceu-se de

todos os seus outros afazeres naquele dia, mas estava se sentindo imensamente feliz.

Finalmente ela começou a entender. Se ela estivesse absorvida em ideais Celestiais, estes seriam transformados em ações necessariamente, e os seus dias e noites seriam plenos de luz. A partir daquele momento ela nunca se esqueceria do conselho divino que lhe havia sido concedido: “Caracteriza a tua vida com

Conta do Conselho Bahá’í do Nordeste: Agência: 7421 Conta: 06052-1 A conta está em nome da AEN Contato: tesouraria.nordeste

Boletim Regional NE 4a Edição  

Boletim do Agrupamento Agrupação

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you