Page 1


Colaboradores Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil - MTPA Ministro de Estado dos Transportes Valter Casimiro Silveira Secretário de Política e Integração Carlos Antônio Rocha de Barros Diretor de Gestão Estratégica e Informação Érico Reis Guzen Coordenador-Geral de Gestão da Informação Rone Evaldo Barbosa Coordenador-Geral de Gestão da Informação - Substituta Mariana Campos Porto Gestor do Projeto Alexandre Euzébio de Morais Colaboradores equipe de análise Sirléa de Fátima Ferreira Leal Moura equipe de pesquisa Heloísa de Almeida Ramalho equipe de elaboração de mapas Iria Fabíola do Rêgo Luna Mário de Paula Guimarães Gordilho Filho Saulo Carvalho Barros Cavalcante Victor Hugo Muniz Fidelis da Silva equipe de diagramação de tabelas Victor Hugo Silva Lellis André Maurice Damasceno Huin Thiago Gonçalves da Silva Carlos Alberto Bougleux projeto gráfico e diagramação Fernando Machado Saliba Steele Fusaro Victor Hugo Silva Lellis Suporte técnico de entidades do governo Agência Nacional da Aviação Civil - ANAC Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT Departamento de Polícia Rodoviária Federal - PRF Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes - DNIT Departamento Nacional de Trânsito - Denatran Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - Ipea Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE Ministério da Saúde - MS


Sumário Apresentação

05

Introdução

06

Infraestrutura Existente

08

Situação da infraestrutura existente – rodovias federais Frota

09 10

Veículos Crescimento da frota geral e de caminhões

11 12

Crescimento da frota geral

13

Idade da frota caminhões – Regiões Norte e Nordeste

14

Idade da frota caminhões – Regiões Centro-Oeste e Sudeste Idade da frota caminhões – Região Sul e Brasil - 2017

15 16

Idade da frota automóveis – Regiões Norte e Nordeste

17

Idade da frota automóveis – Regiões Centro-Oeste e Sudeste

18

Idade da frota automóveis – Região Sul e Brasil - 2017

19

Idade da frota motocicletas – Regiões Norte e Nordeste

20

Idade da frota motocicletas – Regiões Centro-Oeste e Sudeste Idade da frota motocicletas – Região Sul e Brasil - 2017

21 22

Idade da frota ônibus e micro-ônibus – Regiões Norte e Nordeste

23

Idade da frota ônibus e micro-ônibus – Regiões Centro-Oeste e Sudeste Idade da frota ônibus e micro-ônibus – Região Sul e Brasil - 2017

24 25

Acidente em Rodovias Federais

Acidentes por classificação de vítimas e por tipo de veículo envolvido Acidentes com vítima envolvendo caminhão e por tipo de traçado - 2017 Acidentes em rodovias federais – Regiões Representatividade por Região Ranking de rodovias com maiores índices de acidentes e frequência horária Ranking de rodovias com mais acidentes por tipo de pista Acidentes por tipo de uso do solo e por tipo de serviços de transportes Acidentes em Rodovias Federais – Caminhões Acidentes em rodovias federais – Caminhões - Regiões Representatividade por Região Frequência horária de acidentes com caminhões e por tipo de uso do solo Ranking de rodovias com mais acidentes com caminhões

26

27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38


Sumário Acidentes em Rodovias Federais – Automóveis Acidentes em rodovias federais – Automóveis - Regiões Representatividade por Região Frequência horária de acidentes com automóveis e por tipo de uso do solo Ranking de rodovias com mais acidentes com automóveis Acidentes em Rodovias Federais – Motocicletas Acidentes em rodovias federais – Motocicletas - Regiões Representatividade por Região Frequência horária de acidentes com motocicletas e por tipo de uso do solo Ranking de rodovias com mais acidentes com motocicletas Acidentes em Rodovias Federais – Ônibus e Micro-ônibus Acidentes em rodovias federais – Ônibus e Micro-ônibus - Regiões Representatividade por Região Frequência horária de acidentes com ônibus e micro-ônibus e por tipo de uso do solo Ranking de rodovias com mais acidentes com ônibus e micro-ônibus Óbitos em Rodovias Federais Óbitos por Região Ranking de rodovias com mais óbitos e por tipo de uso do solo Óbitos em pistas duplas Óbitos em pistas simples Frequência horária de óbitos e total de óbitos por Região - 2017 Óbitos por tipo de veículos – do condutor e do passageiro Feridos Graves e Leves nas Rodovias Federais

39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 55 56 57 58 59 60 61

Histórico de feridos

62

Feridos graves e leves por tipo de traçado

63

Causas de Acidentes nas Rodovias Federais Principais causas de acidentes - 2017 Principais causas de óbitos - 2017 Causas de acidentes gerais e acidentes com óbitos Custo dos Acidentes em Rodovias Federais Custos dos acidentes em rodovias federais - 2017

64 65 66 67 68 69

Tabelas para download

70

Mapas

72

Glossário

73


Apresentação O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil apresenta o Anuário Estatístico de Segurança Rodoviária, elaborado com base nos dados de acidentes em rodovias federais no período de 2010 a 2017. A motivação para a elaboração do documento deve-se à necessidade de apresentar números que possam balizar políticas públicas no enfrentamento ao grande número de acidentes registrados todos os anos no Brasil, com grande impacto socioeconômico ao país. Segundo a Organização Mundial da Saúde, os acidentes de trânsito representam a nona causa de mortes no mundo, realidade que não difere no Brasil, onde são perdidas, em média, 22 vidas por ano a cada grupo de 100 mil habitantes. Some-se a esse dado, o elevado número de feridos e de incapacitados temporários e permanentes em decorrência das lesões. No Brasil, é alarmante o grande número de óbitos em rodovias federais no período analisado (2010 – 2017): 62.120, com uma média de 21 por dia, quase uma vítima por hora; além de 201.006 feridos graves e 578.954 feridos leves em consequência de 2.392.205 acidentes. Em maio de 2011 foi lançada, pela Organização das Nações Unidas, a Década de Ação pela Segurança no Trânsito 2011-2020, na qual governos de todo o mundo se comprometeram a adotar medidas para reduzir o número de vítimas de acidentes de trânsito em 50%. No mesmo sentido, a comunidade internacional aprovou, em setembro de 2015, a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, com 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas. O Objetivo Global nº 03, que visa “assegurar uma vida saudável e promover o bem-estar para todos, em todas as idades”, incorporou a meta: “Até 2020, reduzir pela metade as mortes e os ferimentos globais por acidentes em estradas”. Atento ao assunto, o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil tem, como primeiro princípio da Política Nacional de Transportes, o respeito à vida, e apresenta, neste documento, informações sobre a segurança nas rodovias federais brasileiras no período de 2010 a 2017. O Anuário foi elaborado com base em dados fornecidos principalmente pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), além da contribuição de outras entidades que atuam no tema. Nesse momento, não há pretensão de esgotar o assunto, mas de dar um primeiro passo para a melhoria nas condições de tráfego nas estradas federais. Reclamações, sugestões, críticas e elogios relacionados ao Anuário estatístico de Segurança Rodoviária podem ser registrados na Coordenação-Geral de Gestão da Informação do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, por intermédio do e-mail: bit.mt@transportes.gov.br

05


Introdução O setor de transportes desempenha um papel fundamental na busca do desenvolvimento. Mesmo que o avanço tecnológico permita a troca de informações em tempo real, o transporte sempre será fundamental para que se consiga atingir os objetivos logísticos do país, influenciando diretamente no seu custo. No Brasil, a movimentação de pessoas e cargas se dá majoritariamente pelo modo rodoviário. Como consequência, verifica-se um grande número de acidentes, com alto índice de mortos e feridos, causando grande impacto social e econômico. Ainda que sem vítimas, acidentes geram danos materiais e grandes transtornos ao fluxo.

O Anuário Estatístico de Segurança Rodoviária possibilita uma maior compreensão do impacto que os acidentes de trânsito causam na sociedade e na economia. Para contextualizar, os dados de acidentes são relacionados à extensão da infraestrutura rodoviária federal e à frota nacional, variáveis que indicam a exposição ao risco de acidentes. Os números da frota de veículos foram obtidos junto ao Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Não se pode afirmar que a quantidade de veículos que efetivamente circula no país equivale ao número de veículos registrados, tendo em vista a burocracia para o processo de baixa do veículo e o desinteresse dos proprietários. Desse modo, o quantitativo adotado como frota circulante coincide com a frota registrada, pois não é possível apurar a diferença entre essas variáveis. Neste documento, consideram-se três principais fatores relevantes na análise da segurança viária das rodovias federais: fator infraestrutura e ambiente (condições físicas das vias – geometria, conservação, sinalização e número de pistas; e condições meteorológicas e de horário); fator humano (condições dos condutores – aspectos físicos, emocionais e atendimento às normas de trânsito); e o fator veículo (condições de manutenção e existência de equipamentos de segurança). Esses fatores impactam diretamente na ocorrência do acidente em si, enquanto que o fator do veículo, em especial, pode interferir na severidade das lesões aos seus ocupantes. Os dados de acidentes globais são apresentados, em um primeiro momento, a partir dos dados de óbitos e feridos. São apresentados gráficos que mostram as ocorrências por tipo de traçado da rodovia e por tipo de uso do solo (rural e urbano). Os mapas e gráficos também mostram a distribuição dos acidentes por região do país. 06


Introdução Em seguida são apresentados os acidentes de acordo com os tipos de veículos agrupados a partir da classificação do Denatran, entre automóveis, motocicletas, ônibus e micro-ônibus, e caminhões. Destaca-se também a média horária de acidentes e óbitos distribuídos ao longo do dia. Há um capítulo específico sobre óbitos e outro sobre feridos graves e leves. De modo a permitir um estudo mais aprofundado sobre a dinâmica dos acidentes, é apresentado um capítulo sobre as causas dos acidentes. Ressalta-se que, em junho de 2015, foi oficialmente lançado o e-DAT, (Declaração Eletrônica de Acidente de Trânsito), uma ferramenta disponível na internet que permite o registro do acidente pelo próprio envolvido. A ferramenta aplica-se a acidentes nas rodovias federais sob a responsabilidade da PRF e pode ser utilizada somente em casos de acidentes que envolvam até cinco veículos, que não tenham nenhuma pessoa ferida ou morta e que não tenham provocado danos ao meio ambiente ou ao patrimônio público. Os registros realizados pelo e-DAT não são incluídos nas estatísticas da PRF, o que reduziu o número de acidentes com ilesos na base de dados, permanecendo na estatística somente os registros de ilesos feitos pelos policiais rodoviários, em situações específicas. No capítulo referente à estatística geral dos acidentes, é apresentado o gráfico que separa os acidentes sem vítimas (apenas com ilesos) no período de 2010 a 2017, para que se possa avaliar melhor a evolução dos números. Os demais dados gerais de acidentes apresentados no relatório não fazem essa separação. Outra observação que se faz necessária para orientar a leitura do Anuário se refere à causa dos acidentes. Até o ano de 2016, mais de 20% das causas eram classificadas como “outras”. Esses percentuais eram ainda maiores nas estatísticas de óbitos (40%) e feridos (30%). A partir de 2017, foram incluídos novos parâmetros de indicação de causas de acidentes, eliminando a opção “outras”. Por fim, são apresentados dados relativos aos custos de acidentes em rodovias federais.

Ao final do documento estão disponibilizadas as tabelas para download, mapas e um glossário. As tabelas, em especial, fornecem um rol muito maior de informações, possibilitando análises, detalhamentos e cruzamentos de dados, que não foram necessariamente explorados neste relatório.

07


Infraestrutura existente


Situação da Infraestrutura existente – Rodovias Federais RODOVIAS SOB GESTÃO FEDERAL (Tabela

5,3%

Milhares km

2017 (Tabela 1.1)

1.435.856 km

1.2)

13,8

13,0

12,8

12,5

12,8

11,5

11,7

10,7

62,1

64,0

64,7

64,9

66,3

64,9

64,8

65,5

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

Pavimentada

94,7%

Não-Pavimentada

Fonte: DNIT

Rodovias Estaduais e Municipais

Rodovias Federais

Redução nas extensões devido à reformulação da divisão em trechos do PNV (introdução do conceito de rodovias estaduais transitórias).

Fonte: DNIT/ANTT

EVOLUÇÃO DAS RODOVIAS CONCEDIDAS (km) (Tabela 1.3) 2010

4.607,7

2011

4.607,7

2012

4.607,7

2013

12% Concedidas (2017)

88% Não Concedidas

5.083,6

2014

9.956,4

2015

9.969,6

2016

9.969,6

2017

9.969,6 Atualmente são 21 trechos de Rodovias Federais Concedidos, totalizando quase 10 mil km em 2017.

Fonte: DNIT

CLASSIFICAÇÃO DA MALHA FEDERAL PAVIMENTADA

Pista Simples 84.214,4 km 90%

(Tabela 1.4)

Pista Dupla 9.433,6 km 10%

09


Frota


Frota VEÍCULOS (Tabela 2.1) O crescimento da frota de motocicletas e automóveis, desde 2010, foi impulsionado por políticas de incentivo à indústria automobilística, com a concessão de crédito e isenções tributárias. Observa-se uma desaceleração nesse crescimento a partir de 2014, quando esses incentivos foram extintos.

70 60

Milhões

50 40 30 20 10 2010

2011

Automóveis

2012

2013

Motocicletas

Caminhões

2014

2015

Ônibus e Micro-ônibus

2016

2017

Outros veículos

Fonte: Denatran

Há significativo crescimento da frota nacional de veículos com reduzida ampliação da infraestrutura rodoviária federal.

% POR GRUPO - 2017 (Tabela 2.2)

27,0%

65,0%

6,0%

1,5% 0,5%

Automóveis

Motocicletas

Caminhões

Ônibus e Micro-ônibus

Outros veículos

Fonte: Denatran

11


Frota

CRESCIMENTO DA FROTA GERAL Norte 52,9%

Aumento da frota 2010-2017

3.287.802

49,8%

5.028.603 9.031.092

Nordeste 84,5%

Centro-Oeste

(Tabela 2.3)

16.665.260 5.819.880

54,8%

9.008.814 33.296.148

Sudeste 41,9%

47.258.591 13.383.052

Sul 42,9%

19.130.688

2010

2017

Fonte: Denatran

Norte 58,8%

Nordeste

CRESCIMENTO DA FROTA DE CAMINHÕES

(Tabela 2.4)

183.076

Aumento da frota 2010-2017

290.815 491.216

62,4%

Centro-Oeste 64,6%

46,0% 797.555

436.871 719.296 1.770.399

Sudeste 38,5%

Sul

2.451.154 1.068.839

41,1%

1.508.369

2010

2017

Fonte: Denatran

12


Frota CRESCIMENTO DA FROTA DE AUTOMÓVEIS (Tabela 2.5) Norte

117,6%

Nordeste 101,1%

Centro-Oeste 88,7%

1.021.800 2.223.775 4.104.100 8.253.324 2.949.159 5.565.322

Aumento da frota 2010-2017

72,4% 21.092.487

Sudeste

34.417.873

63,2%

8.020.795

Sul

13.647.856

70,2%

2010

2017

Fonte: Denatran

CRESCIMENTO DA FROTA DE MOTOCICLETAS (Tabela 2.6) Norte 72,0%

Nordeste

1.428.435 2.457.355 3.679.197

Aumento da frota 2010-2017 7.404.569

101,3%

Centro-Oeste 54,6%

59,5%

1.710.088 2.643.812 6.729.772

Sudeste

9.865.542

46,6%

2.857.838 3.796.948

Sul

32,9%

2010

2017

Fonte: Denatran

CRESCIMENTO DA FROTA DE ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS (Tabela 2.7) Norte 57,4%

35.538 55.949 130.073

Nordeste 47,6%

38,8%

207.683

59,7%

Centro-Oeste

Aumento da frota 2010-2017

53.141 78.429 386.633

Sudeste

503.753

30,3%

Sul 33,8%

117.297 156.955

2010

2017

Fonte: Denatran

13


Frota

IDADE DA FROTA DE CAMINHÕES REGIÃO NORTE - 2017 (Tabela 2.8) menos de 5 anos

45.686

entre 5 e 9 anos

80.613

entre 10 e 14 anos

52.297

entre 15 e 24 anos

52.311

entre 25 e 34 anos

28.836 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

290.308

30.565

5,1% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE CAMINHÕES REGIÃO NORDESTE - 2017 (Tabela 2.9) menos de 5 anos

125.297

entre 5 e 9 anos

225.628

entre 10 e 14 anos

126.641

entre 15 e 24 anos

entre 25 e 34 anos

146.713

87.369 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

84.392

796.040 13,9% da frota

Fonte: Denatran

14


Frota

IDADE DA FROTA DE CAMINHÕES REGIÃO CENTRO-OESTE - 2017 (Tabela 2.10) menos de 5 anos

118.543

entre 5 e 9 anos

204.686

entre 10 e 14 anos

114.428

entre 15 e 24 anos

entre 25 e 34 anos

135.592

67.796 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

716.551

75.506

12,5% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE CAMINHÕES REGIÃO SUDESTE - 2017 (Tabela 2.11) menos de 5 anos

326.560

entre 5 e 9 anos

entre 10 e 14 anos

583.005

358.492

entre 15 e 24 anos

entre 25 e 34 anos

473.546

320.193 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

377.042

2.438.838 42,5% da frota

Fonte: Denatran

15


Frota

IDADE DA FROTA DE CAMINHÕES REGIÃO SUL - 2017 (Tabela 2.12) menos de 5 anos

220.400

entre 5 e 9 anos

entre 10 e 14 anos

373.405

209.697

entre 15 e 24 anos

entre 25 e 34 anos

286.283

195.281 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

217.510

1.502.576 26,2% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE CAMINHÕES BRASIL - 2017(Tabela 2.13)

mais de 34 anos menos de 5 anos 14% 15% entre 25 e 34 anos 12% entre 5 e 9 anos 25% entre 15 e 24 anos 19%

entre 10 e 14 anos 15%

Fonte: Denatran

16


Frota

IDADE DA FROTA DE AUTOMÓVEIS REGIÃO NORTE - 2017 (Tabela 2.14) menos de 5 anos

482.274

entre 5 e 9 anos

732.735

entre 10 e 14 anos

388.497

entre 15 e 24 anos

391.916

entre 25 e 34 anos

152.603 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

2.226.591

78.566

3,5% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE AUTOMÓVEIS REGIÃO NORDESTE - 2017 (Tabela 2.15) menos de 5 anos

1.613.036

entre 5 e 9 anos

2.594.409

entre 10 e 14 anos

1.354.832

entre 15 e 24 anos

1.559.941

entre 25 e 34 anos

723.697 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

404.582

8,250,497 13,0% da frota

Fonte: Denatran

17


Frota

IDADE DA FROTA DE AUTOMÓVEIS REGIÃO CENTRO-OESTE - 2017 (Tabela 2.16) menos de 5 anos

965.027

entre 5 e 9 anos

1.679.957

entre 10 e 14 anos

904.488

entre 15 e 24 anos

entre 25 e 34 anos

1.109.276

508.833 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

5.536.708

369.127

8,7% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE AUTOMÓVEIS REGIÃO SUDESTE - 2017 (Tabela 2.17) menos de 5 anos

4.912.891

entre 5 e 9 anos

8.592.774

entre 10 e 14 anos

5.383.249

entre 15 e 24 anos

entre 25 e 34 anos

8.146.607

3.921.715 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

3.134.248

34.091.484 53,6% da frota

Fonte: Denatran

18


Frota

IDADE DA FROTA DE AUTOMテ天EIS REGIテグ SUL - 2017 (Tabela 2.18) menos de 5 anos

1.868.940

entre 5 e 9 anos

3.501.113

entre 10 e 14 anos

2.057.449

entre 15 e 24 anos

3.249.771

entre 25 e 34 anos

1.485.889 FROTA DA REGIテグ

mais de 34 anos

13.526.287

1.363.125

21,3% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE AUTOMテ天EIS BRASIL - 2017 (Tabela 2.19) mais de 34 anos 8% entre 25 e 34 anos 11%

menos de 5 anos 15%

entre 5 e 9 anos 27%

entre 15 e 24 anos 23%

entre 10 e 14 anos 16%

Fonte: Denatran

19


Frota

IDADE DA FROTA DE MOTOCICLETAS REGIテグ NORTE - 2017 (Tabela 2.20) menos de 5 anos

547.564

entre 5 e 9 anos

935.437

entre 10 e 14 anos

565.819

entre 15 e 24 anos

entre 25 e 34 anos

401.981

22.941 FROTA DA REGIテグ

mais de 34 anos

2.476.427

2.685

9,5% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE MOTOCICLETAS REGIテグ NORDESTE - 2017 (Tabela 2.21) menos de 5 anos

1.495.618

entre 5 e 9 anos

3.033.454

entre 10 e 14 anos

1.647.428

entre 15 e 24 anos

entre 25 e 34 anos

1.139.329

114.068 FROTA DA REGIテグ

mais de 34 anos

17.509

7.447.406 28,5% da frota

Fonte: Denatran

20


Frota

IDADE DA FROTA DE MOTOCICLETAS REGIテグ CENTRO-OESTE - 2017 (Tabela 2.22) menos de 5 anos

413.032

entre 5 e 9 anos

819.811

entre 10 e 14 anos

773.653

entre 15 e 24 anos

entre 25 e 34 anos

535.125

83.752 FROTA DA REGIテグ

mais de 34 anos

2.648.791

23.418

10,1% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE MOTOCICLETAS REGIテグ SUDESTE - 2017 (Tabela 2.23) menos de 5 anos

1.361.675

entre 5 e 9 anos

2.709.039

entre 10 e 14 anos

3.047.669

entre 15 e 24 anos

1.950.860

entre 25 e 34 anos

583.271 FROTA DA REGIテグ

mais de 34 anos

193.631

9.846.145 37,6% da frota

Fonte: Denatran

21


Frota

IDADE DA FROTA DE MOTOCICLETAS REGIÃO SUL - 2017 (Tabela 2.24) menos de 5 anos

380.642

entre 5 e 9 anos

899.595

entre 10 e 14 anos

1.275.063

entre 15 e 24 anos

833.115

entre 25 e 34 anos

259.439 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

3.744.810

96.956

14,3% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE MOTOCICLETAS BRASIL - 2017 (Tabela 2.25) entre 25 e 34 anos 4%

entre 15 e 24 anos 19%

entre 10 e 14 anos 28%

mais de 34 anos 1% menos de 5 anos 16%

entre 5 e 9 anos 32%

Fonte: Denatran

22


Frota

IDADE DA FROTA DE ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS REGIÃO NORTE - 2017 (Tabela 2.26) menos de 5 anos

4.963

entre 5 e 9 anos

16.039

entre 10 e 14 anos

11.363

entre 15 e 24 anos

15.642

entre 25 e 34 anos

5.704 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

55.730

2.019

5,6% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS REGIÃO NORDESTE - 2017 (Tabela 2.27) menos de 5 anos

18.691

entre 5 e 9 anos

53.437

entre 10 e 14 anos

32.372

entre 15 e 24 anos

66.708

entre 25 e 34 anos

26.232 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

10.190

207.630 20,9% da frota

Fonte: Denatran

23


Frota

IDADE DA FROTA DE ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS REGIÃO CENTRO-OESTE - 2017 (Tabela 2.28) menos de 5 anos

6.151

entre 5 e 9 anos

18.901

entre 10 e 14 anos

13.168

entre 15 e 24 anos

21.988

entre 25 e 34 anos

11.748 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

77.300

5.344

7,8% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS REGIÃO SUDESTE - 2017 (Tabela 2.29) menos de 5 anos

54.674

entre 5 e 9 anos

139.409

entre 10 e 14 anos

88.109

entre 15 e 24 anos

138.790

entre 25 e 34 anos

48.477 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

28.728

498.187 50,1% da frota

Fonte: Denatran

24


Frota

IDADE DA FROTA DE ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS REGIÃO SUL - 2017 (Tabela 2.30) menos de 5 anos

13.808

entre 5 e 9 anos

35.160

entre 10 e 14 anos

25.755

entre 15 e 24 anos

45.573

entre 25 e 34 anos

20.692 FROTA DA REGIÃO

mais de 34 anos

154.688

13.700

15,6% da frota

Fonte: Denatran

IDADE DA FROTA DE ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS BRASIL - 2017 (Tabela 2.31) mais de 34 anos 6%

menos de 5 anos 10%

entre 25 e 34 anos 11%

entre 5 e 9 anos 27% entre 15 e 24 anos 29% entre 10 e 14 anos 17%

Fonte: Denatran

25


Acidentes em Rodovias Federais


Acidentes em Rodovias Federais ACIDENTES POR CLASSIFICAÇÃO DE VÍTIMAS (Tabela 3,1)

183.381

114.055

192.219

119.838

184.437

186.726

113.727

115.582

169.345 122.155 99.975 59.936

69.326

2010

72.381

2011

71.144

70.710

2012

69.370

2013

Total de Acidentes

2014

96.360

89.396

60.226

58.716

Acidentes com vítimas 2010-2017

15,3%

62.219

2015

Acidentes só com Ilesos

36.134

30.680

2016

2017

Acidentes com Vítimas

Fonte: PRF

A Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito (e-DAT), uma ferramenta disponível na internet a partir de 2015, permitiu a possibilidade de registro do acidente sem vítimas pelo próprio envolvido. A partir dessa data os números de ilesos contabilizados correspondem somente aos registros feitos pelos policiais rodoviários federais, em circunstâncias específicas, uma vez que os registros via e-DAT não são incluídos nas estatísticas.

ACIDENTES POR TIPO DE VEÍCULO ENVOLVIDO (Tabela 3,2) 56.557

59.800

60.569

58.991

60.078 53.375

51.497

27.111

27.051

26.969

16.056 2.258

16.090 2.081

2016

2017

28.686

31.019

30.775

30.339

29.441

20.928

21.665

20.971

21.582

20.771

3.144

3.257

3.105

3.259

2.907

17.221 2.458

2010

2011

2012

2013

2014

2015

Automóveis

Motocicletas

Caminhões

49.710

Ônibus e Micro-ônibus

Fonte: PRF

Foram excluídos, de todos os anos, os acidentes que não resultaram em nenhuma vítima, para permitir a análise do número de acidentes sem interferência da mudança de metodologia para o registro de acidentes com ilesos a partir de 2015 com o lançamento do e-DAT. 27


Acidentes em Rodovias Federais

ACIDENTES POR TIPO DE TRAÇADO - 2017 (Tabela 3,3) Reta

53.782

Curva

17.060

Interseção de vias

3.809

Desvio temporário Rotatória

2.507 1.861

Retorno regulamentado

998

Viaduto

653

Ponte

533

Túnel

83

Fonte: PRF

ACIDENTES COM VÍTIMA ENVOLVENDO CAMINHÃO (Tabela 3,4) 92.803

97.968

96.235

97.168

94.834 84.471

75.136 81,0%

79.685 81,3%

78.518 81,6%

79.117 81,4%

19,0% 2010

18.283 18,7% 2011

17.717 18,4% 2012

18.051 18,6% 2013

Acidentes envolvendo pelo menos um caminhão

80.011

68.075

66.684

77.331 81,5%

69.727 82,5%

17.667

81.791

17.503 18,5%

14.744

2014

2015

17,5%

83,2%

83,3%

13.716

13.327

2016

2017

16,8%

16,7%

Acidentes sem caminhões envolvidos

Fonte: PRF

28


Acidentes em Rodovias Federais (Tabela 3,5)

NORTE

5.873

6802

6298

6029

5755

5256

5105

5001

2015

2016

2017

19170

17886

17105

2015

2016

2017

Crescimento da frota: 52,9% (2010/2017)

NORDESTE

2010

2011

2012

2013

2014

21.388

22897

22785

23323

22308

Crescimento da frota: 84,5% (2010/2017)

2010

2011

9.797

9911

2012

CENTRO-OESTE

2013

10240 9743

2014

10015 9578 9260

Crescimento da frota: 54,8% (2010/2017)

SUDESTE

2010

2011

2012

2013

2014

28.056

29499

28914

29587

29247

2010

2011

2012

2013

2014

28859

28495

27989

27509

9096

2015

2016

2017

26393

25244

24433

2015

2016

2017

24074

24296

24376

2015

2016

2017

Crescimento da frota: 41,9% (2010/2017)

SUL

27.689

Crescimento da frota: 42,9% (2010/2017)

2010

2011

2012

2013

2014

Fonte: PRF

Os número de acidentes registrados a partir de 2015 não contemplam as estatísticas dos registros realizados pela Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito (e-DAT). 29


Acidentes em Rodovias Federais REPRESENTATIVIDADE POR REGIÃO (Tabela 3,6)

Total de Acidentes

89.396 2017

DISTRIBUIÇÃO REGIONAL

5,6%

4.991

20,3%

12,2%

30,9%

31,0%

18.138

10.905

27.663

27.699 30


Acidentes em Rodovias Federais RODOVIAS COM MAIORES ÍNDICES DE ACIDENTES - 2017 (ACIDENTES POR km) (Tabela 3,7) 4,89

BR-381

1.219,1 km

3,62

BR-101

4.397,2 km

1.211,1 km

BR-040

3,43

BR-277

3,42

784,8 km

3,08

BR-376

932,3 km

2,94

BR-116

4.611,4 km

1,31

BR-262

2.155,5 km

BR-153

3.472,6 km

BR-316

1.862,5 km

BR-364

4.019.2 km

1,12 1,01 0,78

Fonte: PRF

FREQUÊNCIA HORÁRIA DE ACIDENTES POR TIPO DE USO DO SOLO - 2017

Horas Rural

(Tabela 3,8)

Urbano

Fonte: PRF

31


Acidentes em Rodovias Federais RODOVIAS COM MAIS ACIDENTES POR TIPO DE PISTA - 2017 PISTA SIMPLES 5.149

(Tabela 3,9)

4.704

2.341

BR 116

3.552,5 km

BR 101

3.082,6 km

BR 153

3.116,2 km

2.151

2.059

BR 470 631,4 km

BR 163

2.707,7 km

2.037

BR 364

3.582,1 km

1.644

1.531

BR 262

BR 282

1.953,3 km

673,1 km

1.466

BR 040

823,3 km

1.225

BR 316

1.790,0 km

Fonte: PRF

PISTA DUPLA

9.235

(Tabela 3,10)

8.283

3.933 2.691

BR 101

1.314,6 km

BR 116

1.058,9 km

BR 381 618,2 km

2.092

BR 040 387,8 km

BR 376 296,6 km

1.568

1.417

1.376

BR 277

BR 060

BR 153

214,5 km

507,2 km

356,4 km

964

908

BR 364

BR 230

437,1 km

157,6 km

Fonte: PRF

0,60 Acidentes por km

46.251 52%

89.396 ACIDENTES EM 2017

Pista simples

43.145 48%

Pista dupla

4,70 Acidentes por km

32


Acidentes em Rodovias Federais ACIDENTES POR TIPO DE USO DO SOLO (Tabela 3,11) 104.589

100.806

97.206

99.960 89.954

86.175

87.627

86.768

83.629

79.239 61.667 60.486

52.778

51.275 45.085

36.618

2010

2011

2012

2013 Rural

2014

2015

2016

2017

Urbano

Fonte: PRF

ACIDENTES POR TIPO DE SERVIÇOS DE TRANSPORTES(Tabela 3,12) 63.114

66.426 62.990

64.521 56.439

Caminhões 2010-2017

37.987 27.156

11.009

11.583

10.614

10.701

2011

2012

2013

Caminhões

52,9% Ônibus e Micro-ônibus 2010-2017

9.257 5.658

2010

29.717

2014

2015

3.690

3.193

2016

2017

71,0%

Ônibus e Micro-ônibus

Fonte: PRF

33


Acidentes em Rodovias Federais CaminhĂľes


Acidentes em Rodovias Federais - Caminhões (Tabela 4,1)

NORTE

929

983

969

996

965

825

760

751

2015

2016

2017

2.698

2.757

2015

2016

2017

1.968

1.844

1.709

2015

2016

2017

4.882

4.637

4.365

2015

2016

2017

3.966

3.777

3.745

2015

2016

2017

Crescimento da frota: 58,8 % (2010/2017)

NORDESTE

2010

2011

2012

2013

2014

3.783

3.848

3.705

3.828

3.724

3.103

Crescimento da frota: 62,4 % (2010/2017) 2010

2011

2012

2.163

2.178

2.250

2010

2011

2012

2013

2014

6.257

6.458

6.186

6.214

5.928

CENTRO-OESTE

2013

2014

2.472

2.321

Crescimento da frota: 64,4% (2010/2017)

SUDESTE Crescimento da frota: 38,5 % (2010/2017)

SUL

2010

2011

2012

2013

2014

4.535

4.816

4.607

4.541

4.565

2010

2011

Crescimento da frota: 41,1% (2010/2017)

2012

2013

2014

Fonte: PRF

Os número de acidentes registrados a partir de 2015 não contemplam as estatísticas dos registros realizados pela Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito (e-DAT). 35


Acidentes em Rodovias Federais - Caminhões REPRESENTATIVIDADE POR REGIÃO (Tabela 4,2)

Total de Acidentes envolvendo pelo menos um caminhão

13.327 2017

DISTRIBUIÇÃO REGIONAL

5,6%

20,7%

12,8%

32,8%

28,1%

751

2.757

1.709

4.365

3.745 36


Acidentes em Rodovias Federais - Caminhões FREQUÊNCIA HORÁRIA DE ACIDENTES COM CAMINHÕES POR TIPO DE USO DO SOLO - 2017 (Tabela 4.3)

Horas Rural

Urbano

Fonte: PRF

Nos trechos de área urbana os picos e vales são mais acentuados que nos trechos considerados de área rural, ainda que o comportamento seja semelhante para ambos os trechos (urbano e rural), com ocorrência de picos em torno de 8:00 e 18:00h.

ACIDENTES COM CAMINHÕES POR TIPO DE USO DO SOLO (Tabela 4,4) 34.297

35.110

33.155

34.434

Rural 2010-2017

30.506 31.465 28.903

29.875

30.117 26.074

37,6%

22.249

21.391 17.790

Urbano 2010-2017

15.270

2010

2011

2012

2013

2014 Rural

2015

9.369

8.326

2016

2017

71,2%

Urbana

Fonte: PRF

A redução do número de acidentes com caminhões nos trechos urbanos é mais expressiva (71,2%) do que nos trechos rurais (37,6%) sendo esta tendência mais forte a partir do ano de 2014. 37


Acidentes em Rodovias Federais - Caminhões

RODOVIAS COM MAIS ACIDENTES COM CAMINHÕES - 2017 (Tabela 4,5)

BR 116

4.966

4.611,4 km

BR 101

3.849

4.397,2 km

BR 381

1.874

1.219,1 km

BR 364

1.764

4.019,2 km

BR 153

1.383

3.472,6 km

BR 376

1.108

BR 040

1.064

BR 163

1.035

932,3 km

1.211,1 km

2.918,2 km

BR 277

784,3 km

BR 262

2.155,5 km

926

744

Fonte: PRF

38


Acidentes em Rodovias Federais

Automรณveis


Acidentes em Rodovias Federais - Automóveis (Tabela 5.1)

NORTE

2.485

2.885

2.610

2.496

2.440

2.183

2.112

2.049

2015

2016

2017

8.574

8.013

7.581

2015

2016

2017

4.596

4.567

2015

2016

2017

13.381

12.776

12.292

2015

2016

2017

12.909

12.975

12.801

2015

2016

2017

Crescimento da frota: 65,4% (2010/2017)

NORDESTE

2010

2011

2012

2013

2014

9.557

10.106

10.097

10.270

9.978

Crescimento da frota: 64,7 % (2010/2017)

CENTRO-OESTE

2010

2011

2012

4.945

4.958

4.955

2013

2014

5.109

5.038 4.790

Crescimento da frota: 54,2% (2010/2017)

SUDESTE

2010

2011

2012

2013

2014

13.955

14.625

14.302

14.997

14.903

2010

2011

2012

2013

2014

14.815

14.640

14.641

14.447

Crescimento da frota: 41,5 % (2010/2017)

SUL

14.236

Crescimento da frota: 46,6% (2010/2017)

2010

2011

2012

2013

2014

Fonte: PRF

Os número de acidentes registrados a partir de 2015 não contemplam as estatísticas dos registros realizados pela Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito (e-DAT). 40


Acidentes em Rodovias Federais - Automรณveis REPRESENTATIVIDADE POR REGIรƒO (Tabela 5.2)

Total de Acidentes envolvendo pelo menos um automรณvel

39.290 2017

5,2%

19,3%

11,6%

31,3%

32,6%

2.049

7.581

4.567

12.292

12.801 41


Acidentes em Rodovias Federais - Automóveis FREQUÊNCIA HORÁRIA DE ACIDENTES COM AUTOMÓVEIS POR TIPO DE USO DO SOLO - 2017 (Tabela 5,3)

Horas Rural

Urbano

Fonte: PRF

ACIDENTES COM AUTOMÓVEIS POR TIPO DE USO DO SOLO (Tabela 5,4) 32.265 29.626

26.931

31.537

31.293

31.096 27.692

27.535

27.456

29.276

26.648

23.018

Rural 2010-2017 -0,9%

28.970 25.681

24.849

26.693

Urbano 2010-2017 -22,3%

2010

2011

2012

2013

2014 Rural

2015

2016

2017

Urbano

Fonte: PRF

Os número de acidentes registrados a partir de 2015 não contemplam as estatísticas dos registros realizados pela Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito (e-DAT). 42


Acidentes em Rodovias Federais - Automรณveis

RODOVIAS COM MAIS ACIDENTES COM AUTOMร“VEIS - 2017 (Tabela 5,5)

BR 101

7.985

4.397,2 km

BR 116

7.056

4.611,4 km

BR 040

2.534

BR 381

2.496

1.211,1 km

1.219,1 km

BR 153

1.902

3.472,6 km

BR 470

1.622

BR 262

1.549

BR 376

1.529

BR 277

1.516

631,4 km

2.155,5 km

932,3 km

784,8 km

BR 163

2.918,2 km

1.224

Fonte: PRF

43


Acidentes em Rodovias Federais Motocicletas


Acidentes em Rodovias Federais - Motocicletas (Tabela 6.1)

NORTE

2.654

2.458

2.291

2.150

2.087

2.073

2.069

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

7.984

8.111

8.351

7.813

6.862

6.585

6.205

2015

2016

2017

2.599

2.631

2.655

2015

2016

2017

7.020

7.013

2015

2016

2017

6.753

7.113

7.435

2015

2016

2017

2.204

Crescimento da frota: 91,2% (2010/2017)

NORDESTE

2010

7.186

Crescimento da frota: 93,1% (2010/2017)

2010

CENTRO-OESTE 2.461

2011

2.321

2010

SUDESTE Crescimento da frota: 45,1% (2010/2017)

SUL

2013

2014

2.526

Crescimento da frota: 53,7% (2010/2017)

2012

2011

2012

7.349

7.381

2.400

2.404

2013

2014

7.254

7.433 7.228

6.759

2010

2011

2012

2013

2014

8.338

8.626

8.658

8.190

7.927

2013

2014

Crescimento da frota: 32,2% (2010/2017)

2010

2011

2012

Fonte: PRF

Os número de acidentes registrados a partir de 2015 não contemplam as estatísticas dos registros realizados pela Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito (e-DAT). 45


Acidentes em Rodovias Federais - Motocicletas REPRESENTATIVIDADE POR REGIÃO (Tabela 6,2)

Total de Acidentes envolvendo pelo menos uma motocicleta

25.377 2017

DISTRIBUIÇÃO REGIONAL

8,2%

24,5%

10,5%

27,6%

29,3%

2.069

6.205

2.655

7.013

7.435 46


Acidentes em Rodovias Federais - Motocicletas FREQUÊNCIA HORÁRIA DE ACIDENTES COM MOTOCICLETAS POR TIPO DE USO DO SOLO - 2017 (Tabela 6.3)

Horas Rural

Urbano

Fonte: PRF

ACIDENTES COM MOTOCICLETAS POR TIPO DE USO DO SOLO (Tabela 6,4)

24.449

24.210

22.367

23.648

Urbano 2010-2017 22.351

-21,5% 19.452

8.858

9.365

9.269

9.357

9.136

18.445

17.560 10.361

8.336

8.175

Rural 2010-2017 17,0%

2010

2011

2012

2013

2014 Rural

2015

2016

2017

Urbano

Fonte: PRF

Os número de acidentes registrados a partir de 2015 não contemplam as estatísticas dos registros realizados pela Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito (e-DAT). 47


Acidentes em Rodovias Federais - Motocicletas

RODOVIAS COM MAIS ACIDENTES COM MOTOCICLETAS - 2017 (Tabela 6,5)

BR 101

4.978

4.397,2 km

BR 116

3.879

4.611,4 km

BR 040

1.138

1.211,1 km

BR 364

1.102

4.019,2 km

BR 316 1.862,5 km

910

BR 381

898

BR 153

896

1.219,1 km

3.472,6 km

BR 163

821

BR 230

802

2.918,2 km

2.423,3 km

BR 376

932,3 km

769

Fonte: PRF

48


Acidentes em Rodovias Federais

Ônibus e Micro-ônibus


Acidentes em Rodovias Federais – Ônibus e Micro-ônibus (Tabela 7.1)

NORTE

255

280

261

246 200

161

160

2015

2016

2017

631

590

562

2015

2016

2017

Crescimento da frota: 57,4% (2010/2017)

NORDESTE

2010

862

2011

959

2012

2013

2014

872

874

793

132

Crescimento da frota: 59,7% (2010/2017)

CENTRO-OESTE

2010

2011

228

249

2012

217

2013

2014

259

252

221

189

165

Crescimento da frota: 47,6% (2010/2017)

SUDESTE

2010

2011

2012

2013

1.085

1.067

1.045

1.122

2014

2015

2016

2017

983

902

811

763

2015

2016

2017

446

431

395

2015

2016

2017

Crescimento da frota: 30,3% (2010/2017)

SUL

2010

2011

2012

2013

2014

580

602

590

617

570

Crescimento da frota: 33,8% (2010/2017)

2010

2011

2012

2013

2014

Fonte: PRF

Os número de acidentes registrados a partir de 2015 não contemplam as estatísticas dos registros realizados pela Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito (e-DAT). 50


Acidentes em Rodovias Federais – Ônibus e Micro-ônibus REPRESENTATIVIDADE POR REGIÃO (Tabela 7.2)

Total de Acidentes envolvendo pelo menos um ônibus ou micro-ônibus

2.017 2017

DISTRIBUIÇÃO REGIONAL

6,5%

27,9%

8,2%

37,8%

19,6%

132

562

165

763

395 51


Acidentes em Rodovias Federais – Ônibus e Micro-ônibus FREQUÊNCIA HORÁRIA DE ACIDENTES COM ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS POR TIPO DE USO DO SOLO - 2017 (Tabela 7.3)

Horas Rural

Urbano

Fonte: PRF

ACIDENTES COM ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS POR TIPO DE USO DO SOLO (Tabela 7.4)

1.813

1.826

1.812

1.858 1.624

Urbano 2010-2017

1.416 1.277 1.331

1.431 1.293

1.401

1.283 1.042

981

1.056

-41,8%

1.025

Rural 2010-2017 -23,0%

2010

2011

2012

2013

2014 Rural

2015

2016

2017

Urbana

Fonte: PRF

Os número de acidentes registrados a partir de 2015 não contemplam as estatísticas dos registros realizados pela Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito (e-DAT). 52


Acidentes em Rodovias Federais – Ônibus e Micro-ônibus

RODOVIAS COM MAIS ACIDENTES COM ÔNIBUS E MICRO-ÔNIBUS - 2017 (Tabela 7.5)

BR 080

384

277,5 km

BR 110

314

929,0 km

BR 030

145

474,9 km

BR 367

111

693,0 km

BR 308

89

365,9 km

BR 146

55

483,7 km

BR 259

52

BR 210

51

681,1 km

332,3 km

BR 272

48

BR365

45

493,2 km

869,9 km

Fonte: PRF

53


Ă“bitos em Rodovias Federais


Óbitos em Rodovias Federais ÓBITOS POR REGIÃO (Tabela 8.1) 2.731

2.598

2.823 2.640

2.567

2.578

2.512

2.394

1.790

1.863

1.823

2.600

2.286

1.745

517

1.059

1.036

573

543

1.073

528

2.051

2.010

26,4%

1.642

1.667

Sudeste 2010-2017

1.801

35,8%

1.821 1.442

987

Nordeste 2010-2017

2.262

1.021

505

889 472

1.450

1.385

Sul 2010-2017

22,6% Centro Oeste 2010-2017

775

741

480

440

24,9% Norte 2010-2017

14,9% 2010

2011

2012 Norte

2013 Nordeste

2014

2015

Centro-Ôeste

2016 Sudeste

2017 Sul

Fonte: PRF

Sul 23%

Norte 8%

6.243 Sudeste 24%

ÓBITOS EM 2017

Nordeste 33%

Centro Oeste 12%

Fonte: PRF

55


Óbitos em Rodovias Federais

RODOVIAS COM MAIS ÓBITOS - 2017 (Tabela 8,2) 819

788

286

265

230

227

198

BR - 116

BR - 101

BR - 153

BR - 381

BR - 040

BR - 316

BR - 364

4.611,4 km

4.397,2 km

3.472,6 km

1.219,1 km

1.211,1 km

1.862,5 km

4.019,2 km

170

161

161

BR - 277

BR - 163

BR - 262

2.918,2 km

2.155,5 km

784,8 km

Fonte: PRF

ÓBITOS POR TIPO DE USO DO SOLO (Tabela 8,3) 5.736

5.868

5.832

5.874

5.772 4.781

4.456

4.591

Rural 2010-2017

20,0% 2.887

2.805

2.827

2.551

2.461

2.085

1.942

1.652

Urbano 2010-2017

42,8% 2010

2011

2012

2013 Rural

2014

2015

2016

2017

Urbano

Fonte: PRF

Entre os anos 2010 à 2017, houve uma redução de 28% do número de óbitos no país. 56


Óbitos em Rodovias Federais

PISTA DUPLA (RODOVIAS COM MAIS ÓBITOS - 2017)

361

BR-101 1.314,6 km

350

BR-116 1.058,9 km

90

Óbitos por km

0,26

0,30

Óbitos por km

78

0,36

214,5 km

BR-060

53

Óbitos por km

47

Óbitos por km

43

Óbitos por km

41

Óbitos por km

0,10

507,2 km

BR-316

0,65

72,5 km

BR-153

0,12

356,4 km

BR-230

0,33

Óbitos por km

296,6 km

BR-277

Óbitos por km

102

387,8 km

BR-376

0,27

0,27

618,2 km

BR-040

Óbitos por km

Óbitos por km

167

BR-381

(Tabela 8,4)

0,26

157,6 km

Total de óbitos Fonte: PRF

57


Óbitos em Rodovias Federais

PISTA SIMPLES (RODOVIAS COM MAIS ÓBITOS - 2017)

469

BR-116 3.552,5 km

427

BR-101 3.082,6 km

3.116,2 km

1.790,0 km

BR-364

Óbitos por km

163

0,05

Óbitos por km

144

0,05

Óbitos por km

137

0,06

2.220,1 km

BR-262

Óbitos por km

130

0,07

1.953,3 km

BR-040 823,3 km

BR-020 1.472,1 km

0,14

0,10

2.707,7 km

BR-135

Óbitos por km

Óbitos por km

3.582,1 km

BR-163

0,13

0,08

180

BR-316

Óbitos por km

Óbitos por km

243

BR-153

(Tabela 8,5)

Óbitos por km

128

0,16

Óbitos por km

124

0,08 Total de óbitos

Fonte: PRF

58


Óbitos em Rodovias Federais FREQUÊNCIA HORÁRIA DE ÓBITOS POR TIPO DE USO DO SOLO - 2017 (Tabela 8.6)

Horas Rural

Urbano

Fonte: PRF

TOTAL DE ÓBITOS POR REGIÃO - 2017 (Tabela 8.7) 2.010 1.667 1.385

741 440

Norte 10.628,2 km

Nordeste 26.496,5 km

Centro-Oeste

Sudeste

Sul

14.554,4 km

18.453,0 km

15.982,1 km

extensão da malha por região Fonte: PRF

59


Óbitos em Rodovias Federais ÓBITO POR TIPO DE VEÍCULO - CONDUTOR (Tabela 8.8)

1.855

1.925

2.026

1.985

1.764

1.798

1.870

1.642 1.745

1.794

1.616

685

1.495 1.568

720

708

644

594

1.521

1.455 1.412

491

478

498

46

41

48

43

34

32

26

13

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

Caminhões

Automóveis

Motocicletas

Ônibus e micro-ônibus

Fonte: PRF

ÓBITO POR TIPO DE VEÍCULO - PASSAGEIRO (Tabela 8.9) 1.689

1.734

1.715

1.611

1.642 1.327

323 194

319 238

340 225

1.194

246

266

222 115 112

300

314

182

202

116

96

105 2015

86 2016

168

172

178

124

155

2010

2011

2012

2013

2014

Caminhões

1.176

Automóveis

Motocicletas

2017

Ônibus e micro-ônibus

Fonte: PRF

60


Feridos Graves e Leves em Rodovias Federais


Feridos Graves e Leves em Rodovias Federais HISTÓRICO DE FERIDOS (Tabela 9.1) 75.213

77.734

76.844

76.109

74.593 67.742

65.247

65.472

Feridos leves 2010-2017

13,0% 27.963

29.044

28.276

26.956

26.234

22.507

21.423

18.603

Feridos graves 2010-2017

33,5% 2010

2011

2012

2013

2014

Feridos leves

2015

2016

2017

Feridos graves

Fonte: PRF

FERIDOS NAS PRINCIPAIS RODOVIAS - 2017 (Tabela 9,2) BR 101

10.054

4.397,2 km

BR 116

9.290

4.611,4 km

BR 381

3.778

1.219,1 km

BR 040

1.211,1 km

BR 153 3.472,6 km

BR 262 2.155,5 km

BR 364

823

2.750 2.165

705 596 513

BR 163

1.959

483

BR 376

1.865

508

2.918,2 km 932,3 km

BR 470 631,4 km

2.101

12.895 Feridos

11.391 Feridos

695 4.473 Feridos

3.432

1.984

4.019,2 km

2.841

4.255 Feridos

3.455 Feridos

2.761 Feridos

2.497 Feridos 2.442 Feridos 2.373 Feridos

1.810

518

2.328 Feridos Feridos leves

Feridos graves

Fonte: PRF

62


Feridos Graves e Leves em Rodovias Federais

FERIDOS GRAVES POR TIPO DE TRAÇADO - 2017 (Tabela 9.3) Retorno regulamentado

11.518

Curva

3.234

Ponte

1.708

Interseção de vias

863

Desvio temporário

538

Túnel

250

Rotatória

210

Reta

152

Viaduto

15

Fonte: PRF

FERIDOS LEVES POR TIPO DE TRAÇADO - 2017 (Tabela 9.4)

Retorno regulamentado

39.616

Curva

12.076

Ponte

5.886

Interseção de vias

3.068

Desvio temporário Túnel

1.842 1.308

Rotatória

746

Reta

386

Viaduto

52

Fonte: PRF

63


Causas de acidentes nas Rodovias Federais


Causas de acidentes em Rodovias Federais

PRINCIPAIS CAUSAS DE ACIDENTES - 2017 (Tabela 10.1) (Número de ocorrências)

Falta de atenção à condução 38,5%

34.439

Velocidade incompatível 11,7%

10.426

Ingestão de álcool 7,2%

6.445

Não guardar distância de segurança 6,5%

5.822

Desobediência à sinalização 5,2%

Defeito mecânico no veículo 5,1%

Pista escorregadia 4,7%

Adormecimento ao volante 4,2%

Animais na pista

5.204

4.641

4.241

3.797

2.612

2,9%

Falta de atenção do pedestre

2.383

2,7%

Ultrapassagem indevida

2.053

2,3% Fonte: PRF

65


Causas de acidentes em Rodovias Federais

PRINCIPAIS CAUSAS DE ÓBITOS- 2017 (Tabela 10,2) (Número de vítimas)

Falta de atenção à condução 29,5%

1.842

Velocidade incompatível 16,1%

1.007

Falta de atenção do pedestre 11,4%

712

Ingestão de álcool 7,3%

455

Ultrapassagem indevida 6,4%

425

Desobediência à sinalização 6,3%

399

Adormecimento ao volante 5,9%

371

Mal súbito 2,7%

170

Pista escorregadia 2,5%

153

Não guardar distância de segurança 1,7%

107

Animais na pista 1,6%

103

Fonte: PRF

66


Causas de acidentes em Rodovias Federais

CAUSA DE ACIDENTES COM ÓBITOS (Tabela 10,3) 4.662

4.881

4.866

4.851

4.310

4.655 4.052

3.389

3.987

3.190

3.639

3.837

3.006 2.438

2.261 1.588

326 2010

372 2011

369

389 2012

2013

Causado pelo condutor

376

2014

376

2015

300 2016

Não causado pelo condutor

2017 Outros

Fonte: PRF

A partir de 2017 foram incluídos novos parâmetros de indicação de causas de acidentes, eliminando a opção “outros”. O aprimoramento e o refinamento das informações gerou um aumento no número de acidentes identificados, os quais, anteriormente, eram classificados como “outros”.

CAUSA DE ACIDENTES 169.222

177.442

170.441

(Tabela 10,4)

172.062 155.973

111.352 87.073 68.498 56.851

56.483

49.550

44.052

38.988

29.061

14.159

14.777

13.996

14.666

13.220

10.803

24.666 9.287

20.898

2010

2011

2012

2013

2014

2015

2016

2017

Causado pelo condutor

Não causado pelo condutor

Outros

Fonte: PRF

67


Custos dos acidentes em Rodovias Federais


Custos dos acidentes em rodovias federais CUSTOS DOS ACIDENTES EM RODOVIAS FEDERAIS - 2017(Tabela 11.1)

COM FERIDOS R$ 6,52

56%

bilhões

CUSTO TOTAL R$ 11,56 bilhões

8%

SEM VÍTIMAS R$ 873 milhões

COM FATALIDADE R$ 4,17

36%

bilhões

Fonte: PRF

RODOVIAS COM MAIORES CUSTOS DE ACIDENTES - 2017(Tabela 11.2) Milhões

BR - 101

1.702,2

BR - 116

1.625,2

BR - 381

559,3

BR - 040

512,4

BR - 153 BR - 364

478,3 367,0

BR - 262

331,8

BR - 163

325,3

BR - 376

323,8

BR - 316

323,5

Fonte: PRF

*Os custos dos acidentes nas rodovias federais foram extraídos do relatório de pesquisa intitulado Estimativa dos Custos dos Acidentes de Trânsito no Brasil com base na Atualização Simplificada das Pesquisas Anteriores do Ipea, de 2015; uma atualização da pesquisa realizada por Ipea, ANTP e Denatran em 2006, intitulada Impactos sociais e econômicos dos acidentes de trânsito nas rodovias brasileiras, utilizando os procedimentos de atualização monetária dos custos unitários empregados nas pesquisas originais (IPCA).

69


Tabelas 1. Situação Da Infraestrutura Existente 1.1 Rodovias estaduais, municipais e federais 1.2 Rodovias federais 1.3 Evolução das rodovias concedidas 1.4 Classificação da malha federal pavimentada 2. Frota 2.1 Veículos 2.2 % por grupos - 2017 2.3 Crescimento da frota geral 2.4 Crescimento da frota caminhões, automóveis, motocicletas, ônibus e micro-ônibus 2.5 Crescimento da frota automóveis 2.6 Crescimento da frota motocicletas 2.7 Crescimento da frota ônibus e micro-ônibus 2.8 Idade da frota caminhões – Região Norte 2.9 Idade da frota caminhões – Região Nordeste 2.10 Idade da frota caminhões – Região Centro-Oeste 2.11 Idade da frota caminhões – Região Sudeste 2.12 Idade da frota caminhões – Região Sul 2.13 Idade da frota caminhões – Brasil 2017 2.14 Idade da frota automóveis – Região Norte 2.15 Idade da frota automóveis – Região Nordeste 2.16 Idade da frota automóveis – Região Centro-Oeste 2.17 Idade da frota automóveis – Região Sudeste 2.18 Idade da frota automóveis – Região Sul 2.19 Idade da frota automóveis – Brasil 2017 2.20 Idade da frota motocicletas – Região Norte 2.21 Idade da frota motocicletas – Região Nordeste 2.22 Idade da frota motocicletas – Região Centro-Oeste 2.23 Idade da frota motocicletas – Região Sudeste 2.24 Idade da frota motocicletas – Região Sul 2.25 Idade da frota motocicletas – Brasil 2017 2.26 Idade da frota ônibus e micro-ônibus – Região Norte 2.27 Idade da frota ônibus e micro-ônibus – Região Nordeste 2.28 Idade da frota ônibus e micro-ônibus – Região Centro-Oeste 2.29 Idade da frota ônibus e micro-ônibus – Região Sudeste 2.30 Idade da frota ônibus e micro-ônibus – Região Sul 2.31 Idade da frota ônibus e micro-ônibus – Brasil 2017 3. Acidentes em Rodovias Federais 3.1 Acidentes por classificação de vítimas 3.2 Acidentes por tipo de veículo envolvido 3.3 Acidentes por tipo de traçado 3.4 Acidentes com vítimas envolvendo caminhão 3.5 Acidentes em rodovias federais – Regiões 3.6 Representatividade por Região 3.7 Rodovias com maiores índices de acidentes 3.8 Frequência horária de acidentes por tipo de uso do solo 3.9 Rodovias com mais acidentes por tipo de pista – Pistas simples 3.10 Rodovias com mais acidentes por tipo de pista – Pistas duplas 3.11 Acidentes por tipo de uso do solo 3.12 Acidentes envolvendo serviços de transportes 70


Tabelas 4. Acidentes em Rodovias Federais – Caminhões 4.1 Acidentes em rodovias federais – Caminhões 4.2 Representatividade por Região 4.3 Frequência horária de acidentes com caminhões 4.4 Acidentes com caminhões por tipo de uso do solo 4.5 Rodovias com mais acidentes com caminhões 5. Acidentes em Rodovias Federais – Automóveis 5.1 Acidentes em rodovias federais – Automóveis 5.2 Representatividade por Região 5.3 Frequência horaria de acidentes com automóveis 5.4 Acidentes com automóveis por tipo de uso do solo 5.5 Rodovias com mais acidentes com automóveis 6. Acidentes em Rodovias Federais – Motocicletas 6.1 Acidentes em rodovias federais – Motocicletas 6.2 Representatividade por Região 6.3 Frequência horaria de acidentes com motocicletas 6.4 Acidentes com motocicletas por tipo de uso do solo 6.5 Rodovias com mais acidentes com motocicletas 7. Acidentes em Rodovias Federais – Ônibus e Micro-ônibus 7.1 Acidentes em rodovias federais – Ônibus e Micro-ônibus 7.2 Representatividade por Região 7.3 Frequência horaria de acidentes com ônibus e micro-ônibus 7.4 Acidentes com ônibus e micro-ônibus por tipo de uso do solo 7.5 Rodovias com mais acidentes com ônibus e micro-ônibus 8. Óbitos em Rodovias Federais 8.1 Óbitos por Região 8.2 Rodovias com mais óbitos - 2017 8.3 Óbitos por tipo de uso do solo 8.4 Óbitos em pistas duplas 8.5 Óbitos em pistas simples 8.6 Frequência horária de óbitos por tipo de uso do solo 8.7 Total de óbitos por Região 8.8 Óbitos do condutor por tipo de veículo 8.9 Óbitos de passageiros por tipo de veículo 9. Feridos Graves e Leves em Rodovias Federais 9.1 Histórico de feridos 9.2 Feridos nas principais rodovias 2017 9.3 Feridos graves por tipo de traçado 9.4 Feridos leves por tipo de traçado 10. Causas de Acidentes nas Rodovias Federais 10.1 Principais causas de acidentes - 2017 10.2 Principais causas de óbitos- 2017 10.3 Causas de acidentes com óbito 10.4 Causas de acidentes gerais 11. Custos dos Acidentes em Rodovias Federais 11.1 Custos dos acidentes em rodovias federais 11.2 Rodovias com maiores custos de acidentes 71


Tabelas e Mapas 12. Índice de Mapas 12.1 Acidentes por município - 2017 12.2 Acidentes veículos pesados por município - 2017 12.3 Óbitos por município - 2017 12.4 Óbitos por BR/UF - 2017 12.5 Óbitos por BR/UF e por município - 2017

72


Glossário Acidente: Ocorrência que, com a participação direta de um ou mais veículos, provoca danos a este, a instalação fixa, a pessoa, animal e/ou outro veículo. Acidente causado pelo condutor (falha humana): Acidente provocado por atitude do motorista: desrespeito às normas, imperícia, imprudência, falta de atenção. Neste anuário engloba as seguintes categorias: condutor dormindo, deficiência ou não acionamento do sistema de iluminação do veículo, desobediência à sinalização, falta de atenção à condução, ingestão de álcool, ingestão de substâncias psicoativas, não guardar distância de segurança, ultrapassagem indevida e velocidade incompatível. Acidente não causado pelo condutor(condição insegura): Acidente causado por situação que não se refere à condição física ou ação do condutor, mas sim devido à condição perigosa do ambiente ou do veículo. Neste anuário engloba as seguintes categorias: animais na pista, avaria no pneu, carga mal acondicionada, defeito mecânico do veículo, defeito na via, falta de atenção do pedestre, fenômenos da natureza, mal súbito, obstáculo estático sobre a via, pista escorregadia, restrição de visibilidade e sinalização insuficiente ou inadequada. ANTT: Agência Nacional de Transportes Terrestres. Automóvel: Veículo destinado ao transporte de passageiros, com capacidade para até oito pessoas, mais o condutor. Neste anuário engloba as seguintes categorias do RENAVAM: Automóvel, Caminhonete, Camioneta e Utilitário. ANTP : Associação Nacional de Transportes Públicos. Caminhão: Veículo destinado ao transporte de carga, podendo transportar dois passageiros, mais o condutor. Neste anuário engloba as seguintes categorias do RENAVAM: Caminhão, Caminhão Trator, Chassi Plataforma, Reboque e Semi-Reboque. Caminhão Trator: Veículo automotor destinado a tracionar ou arrastar outro. Caminhonete: Veículo destinado ao transporte de carga com peso bruto total de até três mil e quinhentos quilogramas. Camioneta: Veículo misto destinado ao transporte de passageiros e carga no mesmo compartimento. Chassi Plataforma: Caminhão composto de chassi e plataforma destinado ao transporte de outro veículo.

Ciclomotor: Veículo de duas ou três rodas, provido de um motor de combustão interna, cuja cilindrada não exceda a cinquenta centímetros cúbicos (3,05 polegadas cúbicas) e cuja velocidade máxima de fabricação não exceda a cinquenta quilômetros por hora. Curva: Alinhamento não retilíneo do traçado de uma via de comunicação; traçado sinuoso de uma estrada. Denatran: Departamento Nacional de Trânsito. Desvio temporário: Mudança de direção ou de posição (obras). Volta, sinuosidade de um caminho. DNIT: Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes. e-DAT: Declaração Eletrônica de Acidentes de Trânsito. Falta de atenção à condução: Dirigir sem atenção ou cuidados indispensáveis à segurança. Feridos graves: Vítima de acidente cujos danos corporais (lesões) obriguem a um período de hospitalização superior a 24 horas. Feridos leves: Toda a pessoa que, em consequência do acidente, tenha sofrido lesões superficiais sem a necessidade de hospitalização. Infraestrutura: Conjunto de elementos estruturais componentes de uma rodovia. Interseção de vias: Área em que duas ou mais vias se cruzam ou se unificam. IPCA: Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. Índice calculado pelo IBGE a partir de uma cesta de consumo geral da economia, sendo o índice oficial de inflação. 73


Glossário

Ipea : Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Motocicleta: Veículo automotor de duas rodas, dirigido por condutor em posição montada. Neste anuário engloba as seguintes categorias do RENAVAM: Motocicleta, Ciclomotor, Motoneta, Triciclo e Quadriciclo. Motoneta: Veículo automotor de duas rodas, dirigido por condutor em posição sentada. MTPA: Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. Óbito: Vítima cujo óbito ocorra no local do acidente ou durante o percurso até a unidade de saúde. ODS: Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Ônibus e Micro-ônibus: Veículo grande/médio porte, para o transporte coletivo (urbano, interurbano, intermunicipal, interestadual etc.). Outros: Neste anuário engloba as seguintes categorias do RENAVAM: Bonde, Trator de Esteira, Trator de Rodas e veículos não classificados em nenhuma outra categoria. Pista dupla: Rodovia que possui duas faixas de rolamento em cada direção (ou sentido) com barreira física central ou canteiro dividindo os fluxos. Pista Simples: Rodovia que possui somente um pavimento, que é compartilhado pelos veículos nos dois sentidos de circulação (mão dupla), sendo os fluxos divididos por faixa. Ponte: Obra construída para estabelecer comunicação entre dois pontos separados por um curso de água ou qualquer depressão do terreno. Quadriciclo: Pequeno veículo motorizado de quatro rodas, aberto. Reboque: Veículo destinado a ser engatado atrás de um veículo automotor. RENAVAM: Registro Nacional de Veículos Automotores. Reta: Estrada que segue uma única direção, sem curvas ou ângulos. Retorno regulamentado: Nas estradas de rodagem, via própria para regressar sem cortar a mão de direção. Rodovia concedida: Rodovia cuja gestão é concedida para a iniciativa privada e por prazo determinado (a propriedade continua sendo da União). Rodovia federal: Interligam normalmente, dois ou mais Estados da Federação e são construídas e conservadas pelo Governo Federal. Rotatória: Projeto rodoviário especial, de forma circular, que tem a missão de permitir o cruzamento de vários caminhos.

Rural: Trecho de rodovia comprendido em área não edificada. Semi-Reboque: Veículo de um ou mais eixos que se apoia na sua unidade tratora ou é a ela ligado por meio de articulação. Triciclo: Veículo motorizado de três rodas, com ou sem cabine. Túnel: Galeria subterrânea de seção ampla que se comunica com algum lugar ou liga duas seções de uma estrada, via férrea etc. Urbano: Trecho de rodovia comprendido em área edificada. Utilitário: Veículo misto caracterizado pela versatilidade do seu uso, inclusive fora de estrada. Veículo: Meio de transporte motorizado. Viaduto: Passagem construída sobre uma via de comunicação, que visa não interromper o fluxo rodoviário ou ferroviário, mantendo a continuidade da via de comunicação. Vítima: Pessoa que se feriu ou veio a óbito em uma ocorrência de acidente.

74


Anuário Estatístico de Segurança Rodoviária  
Anuário Estatístico de Segurança Rodoviária  
Advertisement