Issuu on Google+

ALEGRIAS E ESPERANÇAS NA JMJ 2013

Página 2

Página 3

Inscrições devem ser realizadas até o dia 12 de agosto de 2012.

MORRE AOS 91 ANOS

JORNAL

Cardeal Dom Eugênio de Araújo Salles. Pág. 5

JULHO DE 2012

CIRCULAÇÃO NACIONAL

ANO 16

Nº 175

S. J. DO RIO PRETO/SP

MISSA EM AÇÃO DE GRAÇAS

25 ANOS DE CONSAGRAÇÃO RELIGIOSA A celebração eucarística será presidida pelo Pe. Edvaldo Rosário Calazans. Pág.8

Irmã Rosângela Aparecida Fontoura

CASTORES ESPERA 50 MIL ROMEIROS

Pe. JARBAS RECEBE BISPO DE ANGOLA

Página 5

Nesta edição, a missa dos Jovens - 5 de agosto, à zero hora, no Santuário dos Castores, em Onda Verde. Celebrada pelo nosso Administrador Diocesesano Pe. Jarbas Brandini Dutra. Página 3

EM ROMA, DOM PAULO RECEBE O PÁLIO DAS MÃOS DO SANTO PADRE PAPA BENTO XVI Pág. 3

MISSIONÁRIOS NO RETIRO ESPIRITUAL

Dom Paulo Mendes Peixoto, Arcebispo de Uberaba (MG), foi um dos sete arcebispos brasileiros a receber o pálio das mãos do Papa Bento XVI, em cerimônia realizada no Vaticano. Pág. 5

Nossos missionários da Amazônia em férias participam do Retiro em Santo Antonio. Pág. 8

PE. CESARINO 50 ANOS

Padre Cesarino busca relatos para Beatificar Monsenhor Ângelo Angioni. Pág. 6

EM RIO PRETO - ORDENAÇÃO PRESBITERAL - O Arcebispo estará em nossa Diocese para ordenação dos 3 diáconos: Rafael Dalben Ferraz (Votuporanga), Rivaldo Celso Alves (Poloni) e Sérgio Antônio Venturelli (Potirendaba). Página 8

Beraká, mesmo com chuva, reúne 40 mil jovens BADY BASSITT - pág. 4

Bady Bassitt: duas noites de louvor.

VALENTIM GENTIL - pág. 6

Rio Preto Beraká completou 16 anos de caminhada.

Administrador Pe. Jarbas celebrou a 16ª edição.

Semana Nacional de Combate às Drogas em Valentim Gentil.

e-mail: setorjuventude.j.riopreto@hotmail.com

JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE 2013 - JOVENS SE INSCREVAM ATRAVÉS DO E-MAIL ABAIXO:

Corrida de Rua na represa de Rio Preto


2

DIOCESE 82 ANOS

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

JULHO/2012

Alegrias e esperanças na JMJ 2013 O pastoreio PALAVRA DO ADMINISTRADOR

O Concílio Vaticano II deu um passo significante nas relações entre Igreja e Sociedade. O mundo estava dividido entre dois poderes consagrados: o da Sociedade Civil e o da Igreja, cada um se respeitando, mas senhor e senhora das próprias responsabilidades sobre seus cidadãos e fiéis. A pacificação na convivência entre a Igreja e Sociedade viria nas teses pastorais conciliares da segunda metade do século passado. Convocada universalmente para a renovação das próprias atitudes, ela começou por afirmar que as alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias do povo eram as mesmas alegrias

e esperanças, tristezas e angústias do povo de Deus. Mais que parceira da Sociedade Moderna e Pós-Moderna, a Igreja conciliar se coloca como serva da unidade de todos os seres humanos entre si, com Deus, no mesmo Espírito de Jesus. Os cristãos estavam voltando às origens e fontes de sua fé e a Igreja não se entendia mais como uma sociedade fechada fora da qual não há salvação, mas como Luz dos Povos tidos, então, como Reino de Deus. As duas sociedades se fundiam numa só cabendo à Igreja, por seu testemunho, o serviço de pontuar e fermentar em valores éticos, fundados no Evangelho, que teriam a missão do sal e da luz na caminhada da humanidade rumo à casa do Pai. Com o anúncio do Concílio na América Latina e Caribe – Medellin, Puebla, Santo Domingo e

Aparecida – a insistência da ação evangelizadora dos discípulos missionários priorizou os pobres e os jovens como destinatários e agentes desta mesma evangelização. Após cinquenta anos de Vaticano II, a Jornada Mundial da Juventude vem retomar os rumos traçados pelo Concílio e convocar os jovens do mundo inteiro para dar continuidade à mesma missão de Jesus, junto à Sociedade, dentro da própria Igreja. Que o mesmo Espírito que animou os Apóstolos em Pentecostes e que reanimou os padres conciliares, no início da década de sessenta, esteja com os jovens do Brasil e de todo mundo a partir dos encontros e atividades missionárias no ano de 2013! Pe. Jarbas Brandini Dutra Administrador Diocesano

Editorial

Evangelização e crescimento da fé A porcentagem dos católicos em relação ao total da população está caindo, segundo dados do IBGE. Em 1980, 89% dos brasileiros se declararam católicos; no censo 2010, diminuiu para 64%.Como a Igreja Católica avalia essa informação? Em recente entrevista ao jornal “Folha de São Paulo”, o secretário geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner, reconheceu que “há uma perda de fiéis”, mas esclarece: “Nós sabemos também que muitos que têm deixado a Igreja Católica não são pessoas que participam ativamente das nossas comunidades, das nossas celebrações, dos serviços sociais da Igreja”. Outra observação muito importante de Dom Leonardo é quanto aos números divulgados pelo IBGE. “Não são todas as residências visitadas. Nós, da CNBB, não fomos visitados. Então, nós sabemos que se visita um determinado número de residências e depois se faz um determinado cálculo”. E a Igreja Católica, acrescenta o secretário geral da CNBB, tem sua pesquisa (do Anuário Católico), que mostra o crescimento do número de paróquias. “Você só aumenta paróquias se há um aumento de fiéis. Nós temos um aumento de dioceses. Eram 18 mil sacerdotes (há dez anos) e hoje temos em torno de 22 mil. Esses dados são muito significativos”,

ressalta Dom Leonardo. A CNBB, com suas diretrizes de evangelização, procura amenizar problemas como o do grande número de pessoas que se dizem sem religião e o da migração de uma igreja para outra. “Vamos ser uma igreja mais missionária; vamos ser uma igreja que não pode mais ficar só esperando os seus fiéis, mas uma igreja que vai ao encontro das pessoas, que visita famílias, visita doentes nos hospitais, vai às prisões. Hoje, temos no Brasil, graças a Deus, uma igreja em que os leigos são muito ativos; esses leigos se sentem protagonistas como missionários”, disse o secretário geral da CNBB. E a Diocese de São José do Rio Preto tem contribuído para tornar a Igreja mais missionária. Nos últimos dez anos, houve a ordenação de mais de 30 padres, estabeleceu mais de 15 paróquias; estão bem adiantados os estudos para a criação da diocese de Votuporanga. Nesse reforço à atividade evangelizadora, nossa diocese mantém três missionários em Rondônia. É o impulso pela evangelização e pelo crescimento da fé. É o cumprimento do mandamento de Jesus Cristo aos Apóstolos: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura (Mc. 16,15)”.

EXPEDIENTE

O Jornal Diocese Hoje é editado pela Fundação Mater Ecclesiae. Fundador: Donizeti Della Latta Endereço: Avenida Constituição, 1372 - São José do Rio Preto - SP Presidente e Diretor Responsável: Pe. Jarbas Brandini Dutra Colaboradores desta edição: Pe. José Irineu Vendrami e Pe. Jarbas Brandini Dutra Fone: (17) 2136.8699 E-mail: allansanti@gmail.com * Os artigos publicados são de inteira responsabilidade de seus autores

Queremos olhar para a figura do Bom Pastor, Jesus Cristo. Ele percorreu um caminho de alteridade, de encontro com as ovelhas, com as pessoas, para as quais deveria pastorear. Teve como perfil a autenticidade, atitude que deve ser perseguida por todas as autoridades verdadeiramente constituídas. Neste ano vamos, mais uma vez, escolher as novas autoridades dos municípios. Agora é a corrida para as candidaturas, os conchavos políticos e as campanhas eleitorais. Em grande parte dos casos, não passa de uma busca de poder, de estabilidade e até de conforto econômico. Ser autoridade, prefeito ou vereador, é ter poder com sufrágio dos eleitores. Isto deve acontecer de forma livre e responsável. Aqui cabe o adágio popular: “Voto não tem preço, tem consequências”. É hora de refletir sobre que tipo de autoridade queremos para conduzir os destinos dos nossos municípios. O trabalho de qualquer autoridade precisa ser como um pastoreio. É fundamental olhar para Jesus Cristo, que agiu com autoridade de Deus. E toda verdadeira e autêntica autoridade vem de Deus. E uma das exigências é que seja honesta e justa em sua gestão, olhado para as necessidades do povo, e não própria. A sociedade tem estado carente de boas autoridades. Em certos momentos podemos até dizer as palavras de Jesus, quando viu o povo sem esperanças: “eram como ovelhas sem pastora” (Mc 6, 34). O descuido e a omissão dos pastores, das autoridades, prejudicam a comunidade. Na visão do profeta Jeremias, Deus condena os maus líderes, aqueles que deixam o povo sem perspectiva de futuro, sem segurança, justiça e paz. Eles devem ser substituídos por quem age com dignidade e respeito, como Cristo que deu a vida por suas ovelhas. Nós, eleitores, vamos escolher quem vai nos conduzir. A responsabilidade recai sobre quem vota sem medir as consequências e o peso de sua escolha. De certa forma, torna-se cúmplice com quem for mal escolhido e terá que sofrer, durante quatro anos, pelo que fez, tendo que se sujeitar a ação de um poder inconsequente. Dom Paulo Mendes Peixoto Arcebispo de Uberaba.

Distribuição gratuita Distribuido nas cidades de Adolfo, Altair, Álvares Florense, Américo de Campos, Bady Bassitt, Bálsamo, Buritama, Cedral, Cosmorama, Floreal, Gastão Vidigal, Guapiaçu, Ida Iolanda, Jaci, José Bonifácio, Lourdes, Macaubal, Magda, Mendonça, Mirassol, Mirassolândia, Monções, Monte Aprazível, Nhandeara, Nipoã, Nova Aliança, Nova Granada, Nova Luzitânia, Onda Verde, Orindiúva, Palestina, Parisi, Paulo de Faria, Planalto, Poloni, Pontes Gestal, Potirendaba, Riolândia, São José do Rio Preto, Sebastianópolis do Sul, Tanabi, Turiúba, Ubarana, Uchôa, União Paulista, Valentim Gentil, Votuporanga e Zacarias.


DIOCESE 82 ANOS

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

JULHO/2012

50 mil romeiros são esperados na 103ª Festa dos Castores De 28 de julho a 6 de agosto, acontecerá, em Onda Verde, a 103ª Festa dos Castores, que em anos anteriores atraiu mais de 40 mil romeiros ao Santuário do Senhor Bom Jesus dos Castores. O tema deste ano é “Eucaristia: fonte de vida, saúde e missão”. Estão programados cavalgada, carreatas, missas diárias, batizados. No encerramento, 6 de agosto, serão celebradas oito missas e a última delas com uma procissão em louvor ao padroeiro Senhor Bom Jesus dos Castores. Para o padre Alexandre Pereira dos Santos, reitor do Santuário do Senhor Bom Jesus, o número de romeiros, este ano, vai superar o das últimas festas. A previsão é de 50 mil devotos. “O Santuário está preparado para receber os romeiros. Na organização da festa, temos ajuda de sacerdotes, colaboradores e voluntários”, afirmou. Pela programação, dia 28 de julho, haverá carreata de Onda

Verde ao bairro dos Castores, e bênção dos carros; dia 29 de julho, cavalgada de Onda Verde ao bairro dos Castores, com queima do alho; dia 30 de julho, batizados; dias 4 e 5 de agosto, quermesse; dia 6 de agosto, missa à zero hora, dedicada aos jovens, celebrada pelo administrador diocesano, padre Jarbas Brandini Dutra; e a oitava e última missa do dia, às 17 horas, pelo padre Alexandre Ferreira dos Santos. Está previsto um leilão de gado dia 12 de agosto, às 11 horas, no barracão de festas do Santuário. As missas, de 28 de julho a 6 de agosto, serão celebradas pelos padres José Vinci, Luis Antônio, Rafael Henrique, Marcos Cavalini, Zezinho, Juliano, Júlio César, José Carlos, Andrés Gonzáles, Gonzaga, Jarbas Brandini Dutra, Carlos Eduardo, Luis Caputo, Sebastião França, Mauro Ramos, Nilson Resende e Alexandre Pereira dos Santos.

3

Encontros, Celebrações, Semana Missionária

BOTA FÉ

Juventude Diocesana na JMJ 2013 A Juventude Diocesana está promovendo vários eventos em preparação à Semana Missionária, que ocorrerá, entre 17 e 20 de julho de 2013, na nossa diocese. Ao término dessa Semana, seus participantes rumarão para o Rio de Janeiro, onde acontecerá a 13ª Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que deverá reunir mais de um milhão de jovens. “Todos os esforços, durante o período de preparação à JMJ (estudos de subsídios, simpósios, bote fé e outros eventos, como a procissão com a Cruz e o Ícone de Nossa Senhora e a Semana Missionária) serão oportunidades para fortalecer a juventude”, diz a assessoria diocesana do Setor Juventude. Já houve encontros, celebrações, seminários na Paróquia Menino Jesus de Praga; celebrou-se missa para juventude na Catedral; reunião em Jaci e seminário em Brasília. Neste 22 de julho, o evento “Bote Fé na Vida-Corrida de Rua”; dia 6 de agosto, à zero hora, missa para Juventude Diocesana no Santuário dos Castores, em Onda Verde. Em setembro, dias 28,29 e 30 na sede da CNBB (Brasília), seminário “Juventude e Missionariedade”; em outubro, dia 21, no Ginásio Júpiter Olímpico/ São José do Rio Preto, seminário “Juventude e Qualidade de Vida – Qual vida vale a pena ser vivida”; em novembro, dia 15, das 8 às 18 horas, em Aparecida, Romaria Nacional da Juventude, com palestras de Augusto Cury

e shows “Anjos de Resgate” e Eugênio Jorge. No ano que vem, dia 21 de abril, haverá “Bote Fé Hallel Internacional”, em Aparecida; dia 16 de julho, chegada dos jovens peregrinos à nossa diocese; de 17 a 20 de julho, Semana Missionária; dia 20 de julho, envio dos jovens peregrinos e jovens diocesanos para o Rio de Janeiro; e de 23 a 28 de julho, realização da Jornada Mundial da Juventude, com a participação de jovens de todas as dioceses brasileiras e peregrinos de outros países. CULTURA DA JMJ Em 2011, padre Sílvio Roberto, assessor do Setor Juventude da diocese, solicitou ao então bispo diocesano, Dom Paulo Mendes Peixoto, que enviasse representantes do Setor Juventude Diocesano (SJD) a Madri (Espanha), onde aconteceria a JMJ-2011. Dom Paulo aprovou a solicitação e a diocese custeou a participação do padre Sílvio e mais dois representantes (Marco Antônio e Renan). E por conta

própria, participaram do JMJ 2011 os jovens Vitor (Paróquia N.Sra. Aparecida/Votuporanga), representantes da RCC jovem diocesana e do movimento Caminho do NeoCatumenato da Paróquia Santuário das Almas/ São José do Rio Preto. Foram para Madri 37 jovens da nossa diocese. “Nascia, assim, uma cultura (consciência) diocesana da Jornada Mundial da Juventude. Neste ano, antes de deixar nossa diocese para assumir a Arquidiocese de Uberaba, Dom Paulo reuniu-se com o grupo de coordenação do Setor Juventude e deixou firmado o compromisso de liberar a Banda Dom para o DNJ 2012 e de acolher, em nossa diocese, 250 jovens na pré-jornada, ou seja, a Semana Missionária, entre 16 e 20 de julho de 2013”, informa a assessoria diocesana Setor Juventude. “É a hora, é a chance de fortalecermos, no nosso clero e nos jovens, essa cultura (a do JMJ) e de promovermos uma participação maciça na JMJ 2013, no Rio de Janeiro”, acentua.


4

DIOCESE 82 ANOS

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

Mesmo com chuva, Beraká atraiu quase 40 mil jovens Mesmo com chuva, aproximadamente 40 mil pessoas participaram da 17ª edição do Beraká, realizada dias 7 e 8 de julho no Recinto de Exposição de São José do Rio Preto. O tema deste ano foi “Eucaristia: Luz e Força Para a Vida”. Este Beraká reuniu caravanas de cerca de 50 cidades da região, do interior paulista e de estados vizinhos. Foi, mais uma vez, grandiosa manifestação de fé, de devoção, e com muita música, shows e uma comovente confraternização. Uma missa abriu o evento; depois, houve palestras, exibição de bandas. No dia seguinte, às 7 horas, terço mariano e celebração

de missa; em seguida, shows; e, à noite, Adoração ao Santíssimo Sacramento e queima de fogos. O

Padre Jarbas Brandini Dutra, celebrante na Missa de Domingo no Beraká.

17 anos

administrador diocesano, padre Jarbas Brandini Dutra, celebrou missa e participou de outras cerimônias. Profissionais de saúde orientaram e cadastraram interessados em doar sangue ao Hemocentro de São José do Rio Preto. O Beraká-Renovação Carismática Católica nasceu há 17 anos de uma Gincana da Unidade, em São José do Rio Preto, da qual participaram 200 jovens. Eles passaram o dia rezando, cantando e refletindo o tema “Deus nos Amou Primeiro”. A cada ano, mais entusiasmo, atração e mais adesões, principalmente de jovens.

Diocese Hoje inicia nova fase O lançamento de uma edição especial, em maio, marcou o 17º aniversário de circulação do Diocese Hoje. Foi uma edição maiúscula, de 36 páginas, com textos sobre os seis anos de trabalho de Dom Paulo Mendes Peixoto em nossa diocese e de sua posse na Arquidiocese de Uberaba(MG), a eleição do padre Jarbas Brandini Dutra como Administrador Diocesano( permanecerá no cargo até a nomeação do novo bispo), além de inúmeras outras notícias, com farta ilustração e, todas páginas, em cores. “Recebemos cumprimentos de leitores da nossa região diocesana e da de Uberaba. Foi um reconhecimento ao trabalho da equipe de colaboradores, que produz este jornal”, disse o fundador do DH, Donizeti Della Latta. Apenas duas edições do Diocese Hoje, desde a sua fundação, atingiram 36 páginas: a dos 80 anos da Diocese de São José do Rio Preto, de janeiro de 2009; e a de maio deste ano. REESTRUTURAÇÃO – O DH circula, este mês, com 8 páginas, novo formato e o papel usado na sua impressão não é o mesmo. Por quê? – estudamos um novo projeto gráfico e editorial, com o objetivo de oferecer aos nossos leitores um jornal ainda mais dinâmico, atraente e noticioso, mas sempre contribuindo para a divulgação do Evangelho. Aguardem!

JULHO/2012

BADY BASSITT

Mais de 2 mil pessoas nas “Noites de Louvor”

Roberto Tannus, palestrante em Bady Bassitt.

Nos dias 2 e 3 de julho de 2012, realizou-se na cidade de Bady Bassitt, pertencente à diocese de São José do Rio Preto, duas noites de louvor com o pregador nacional da RCC Roberto Tannus. As duas noites foram regadas de muita música, louvor, adoração e muitas curas realizadas por nosso Senhor Jesus Cristo. Roberto Tannus levou os fiéis da cidade de Bady Bassitt e muitos outros, vindos da região, a mergulhar com profundidade no amor de Deus. Na segunda-feira, dia 2, com aproximadamente 1.200 pessoas, a noite foi conduzida pelo pregador que levou os fiéis a compreenderam a importância de entregar a vida, as dificuldades e, principalmente, a sua necessidade à vontade de Deus, adorando a Santa Cruz que é o símbolo da vitória de Nosso

Senhor Jesus Cristo. Na terça-feira, dia 3, o número dos fiéis presentes subiu para, aproximadamente, 2.000 pessoas. Com a exposição do Santíssimo Sacramento, Roberto Tannus pode proclamar inúmeras curas realizadas por Jesus. O encontro teve seu desfecho com a bênção do Santíssimo Sacramento aos fiéis que não contiveram uma explosão de louvores e agradecimentos pelas curas e milagres, realizados nesses dois dias. Bady Bassitt, a partir dessa data, fica marcada como uma cidade abençoada pelas mãos de Deus. Todos essas experiências foram possíveis, graças à permissão e colaboração do pároco da cidade de Bady Bassitt, Pe. Alexandre, que enxergou a necessidade da cura de seus paroquianos pelas mãos de Jesus.


SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

JULHO/2012

Aos 91 anos, morre Dom Eugênio Salles Aos 91 anos de idade, após sofrer infarto, morreu no dia 9 de julho o cardeal Dom Eugênio de Araújo Salles, arcebispo emérito do Rio de Janeiro. O velório ocorreu no dia seguinte e o enterro do seu corpo, dia 11. Ele criou, junto com Dom Helder Câmara, a Campanha da Fraternidade e a CEB’s. Também abrigou centenas de pessoas perseguidas por regimes militares do Cone Sul, entre 1976 e 1982. Em 1953, aos 33 anos,

Angola. Só temos 20 sacerdotes e 12 paróquias para atender uma população de 1,2 milhão de habitantes”, revelou Dom Antônio. Sua diocese abrange uma das regiões mais pobres do interior angolano. Por essa razão, o seu grande desafio é a instalação de novas paróquias e conseguir mais sacerdotes. Dom Antônio Francisco é o

5

Dom Paulo recebeu pálio das mãos do Papa

foi ordenado bispo, em Natal (RN); em 1968, foi eleito arcebispo de Salvador; em 1971, arcebispo do Rio de Janeiro, ocupando esse cargo até julho de 2001. “Dom Eugênio Salles foi um homem que seguiu Jesus Cristo; deixa marcada sua vida pela sua presença significativa na Igreja e no Brasil; pela atuação na Favela do Vidigal, ajudando os mais necessitados”, disse o atual arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta.

Bispo angolano visita Diocese Dom Antônio Francisco Jaca, bispo de Angola, aproveitou sua passagem por São José do Rio Preto para conversar com sacerdotes e religiosos para uma troca de experiência. Depois, seguiu para Brasília, onde participou de congresso, realizado de 21 a 26 de julho. “A minha diocese está situada ao norte de Luanda, capital de

DIOCESE 82 ANOS

primeiro bispo da nossa região. Esta diocese foi criada há cinco anos. “Estamos incentivando as vocações sacerdotais. Temos, hoje, 83 seminaristas e esperamos que, a partir de agora, possamos ordenar padres, a cada ano”. Há trabalho vocacional com as famílias e, principalmente com jovens. Um dos resultados dessa ação é o interesse de mais de 100 jovens em participar da Jornada Mundial da Juventude, que acontecerá no Rio de Janeiro, em 2013. Sobre sua visita a São José do Rio Preto, disse: “Tive boa impressão desta diocese, do trabalho dos sacerdotes, religiosos, religiosas e leigos. Espero que o novo bispo seja nomeado em breve”. Dom Antônio Francisco, ordenado sacerdote em 1991, foi eleito bispo e nomeado para a Diocese em janeiro de 2007. E nesses cinco anos, já criou algumas paróquias, despertou vocações e vem fortalecendo a assistência pastoral em sua diocese.

Dom Paulo Mendes Peixoto, Arcebispo de Uberaba (MG), foi um dos sete arcebispos brasileiros a receber o pálio das mãos do Papa Bento XVI, em cerimônia realizada no Vaticano. No total (incluindo os de outros países), receberam o pálio 44 arcebispos. Essa solenidade ocorre, anualmente, sempre em 29 de junho, dia de São Pedro e Paulo. No dia 7 de março deste ano, Dom Paulo foi eleito arcebispo, após dirigir a diocese de São José do Rio Preto por 6 anos.

A 1º de maio foi empossado Arcebispo de Uberaba e foi chamado ao Vaticano, em junho, para receber o pálio. Outros arcebispos brasileiros, que participaram dessa celebração, foram Dom Wilson Tadeu Jonck (Florianópolis), Dom José Francisco Rezende Dias (Niterói), Dom Esmeral Barreto de Farias (Porto Velho), Dom Airton José dos Santos (Campinas), Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho (Teresina) e Dom Jaime Vieira Rocha (Natal).


6

DIOCESE 82 ANOS VALENTIM GENTIL

Carlinhos Marques faz palestra de abertura na Semana Nacional de Combate às Drogas

Aconteceu, entre os dias 24 e 27 de Junho, no Salão Paroquial da Paróquia Nossa Senhora do Brasil, no bairro São Deocleciano, a Semana Nacional de Combate às drogas, com o objetivo de informar e capacitar pessoas de toda a diocese no que se refere ao assunto do enfrentamento das drogas. A programação contou com um público que, de uma maneira ou outra, está ligado ao assunto. Foram abordados três temas básicos, um para cada dia do encontro, iniciando-se no dia 24 com a Santa Missa. A primeira foi feita por um dos fundadores da Comunidade Terapêutica Novo Sinai de Valentim Gentil, Carlinhos Marques. Comunidade essa que, há aproximadamente oito anos, atende pessoas em regime de internato para o tratamento da dependência. O tema da palestra foi: Droga: Consequência de uma Droga de Vida. Conforme o próprio nome sugere, a droga como consequência visto que ela atua no sistema compensatório do organismo como se estivesse suprindo as carências desenvolvidas durante a fase da formação da pessoa. Ainda, nesse primeiro momento, abordou-se a ausência da família e de espiritualidade e toda a ânsia do homem moderno aos prazeres imediatos que o mundo de hoje sugere e oferece, bem como a falta de informação dos pais e formadores sobre a gravidade do aumento do

consumo do álcool, uma droga lícita, socialmente aceita, e muitas vezes encontrada dentro de casa. No dia 26 de junho, a Drª. Helen Cristina do S. Santana, psicóloga do CAPS, falou sobre as consequências causadas pelo uso da droga, a abrangência familiar com a co dependência, as consequências físicas e psicológica No terceiro dia, o casal de médicos da cidade de Limeira SP, o Dr. Ignácio (pneumologista) e a Dra. Nayara ( neurologista) também trouxeram sua experiência em conviver com dependentes químicos em tratamento, pois trabalham diretamente em uma Clínica de Recuperação na cidade de Limeira e abordaram o acolhimento e o amor cristão como instrumento de cura, com o tema: “Droga Mata, o Amor Cura”. A realização desse evento teve a iniciativa do Pe. Ernesto da paróquia Nossa Senhora do Brasil, que atualmente ocupa o cargo de Assessor do Regional Sul 1 para a Pastoral da Sobriedade. Os encontros aconteceram das 20h às 22h. No final de cada palestra, o público teve um tempo para perguntas e os palestrantes partilharam suas experiências sobre o assunto, encerrando-se com as bênçãos dadas pelo Pe. Ernesto e um café servido a todos. Colaborou: Carlinhos Marques

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

JULHO/2012

Padre Cesarino busca relatos para Beatificar Monsenhor Ângelo Angioni foto: D.H.

Nelson Gonçalves jornal Folha do Povo

Buscar relatos de milagres do Mons. Ângelo Angioni para posteriormente instaurar o processo diocesano para torná-lo santo. Esse é um dos objetivos do Padre Cesarino Pietra, que aos 75 anos de idade e 50 de vida sacerdotal, reúne documentos, relatos e relíquias, além de provas de milagres, feitas pela intercessão do seu patrício, para que se possa abrir a primeira fase do processo diocesano de investigação, pedido pelas normas da Santa Sé. O Padre apresenta já 31 pastas com relatos, fotografias, documentação de milagres. Nascido em Corteolona, pequena, mas antiga cidade de 1.800 habitantes no norte da Itália, padre Cesarino chegou ao Brasil em 1970, no dia 24 de fevereiro. Veio numa leva de 38 padres enviados pela Conferência episcopal ( CEIAL) italiana para os países da América Latina carentes de sacerdotes. Por indicação do bispo de Pavia, Dom Antonio Angioni, Cesarino veio direto para José Bonifácio. Foi designado como padre auxiliar, para ajudar o padre Ângelo Angioni, irmão do bispo de Pavia. Junto com Angioni, Padre Cesarino foi o responsável pela direção do primeiro seminário em José Bonifácio. Fundou as Capelas urbanas de S. Valentim, Santa Terezinha, São José, e a Capela rural dos Cardosos . Ajudou na formação de dezenas de sacerdotes que atuam hoje em diversas paróquias da Diocese. Atuou também no Seminário Nossa Senhora da Paz, no Seminário Maior Sagrado Coração de Jesus e, tranferido para a cidade de São José do

Padre Cesarino completou 75 anos de idade e 50 de vida sacerdotal.

Rio, 1984, providenciou para a construção do Santuário de Nossa Senhora de Fátima, das Capelas de Nossa Senhora das Lágrimas, Nossa Senhora dos Pobres, Nossa Senhora de Censtocowa, de Nossa Senhora do Brasil, de Nossa Senhora do Rosário de Pompeia, tudo em São José do Rio Preto, cidade onde permaneceu por 27 anos. Nomeado como procurador diocesano das causas dos santos, por sugestão do bispo emérito Dom José Pereira de Aquino ao bispo Dom Paulo Mendes Peixoto, padre Cesarino conta que já ouviu o relato de 27 pessoas sobre milagres conseguidos pela intercessão do padre Ângelo Angioni. “Para que o processo possa ser aberto, vamos ter que ouvir 70 testemunhas”,informa. O Mons. Ângelo será Servo de Deus se houver provas de ele ter agido com fé, esperança e caridade, de “maneira heróica”. De ter exercido as virtudes morais e os dons do Espírito Santo

da mesma forma. Apesar de seus 42 anos de vivência no Brasil, não perdeu o sotaque e nem os costumes italianos. Revela que desperta todos os dias, automaticamente, às 2 horas da madrugada. “É que a mente pensa de um jeito, e o corpo age de outra maneira”, explica. “Quando são duas horas da madrugada aqui no Brasil, nesse horário, são seis horas da manhã lá na Itália”, a hora certa para se levantar. Anda com a tradicional batina preta por todos os lugares, seja para ir ao banco, à prefeitura, ao supermercado, à padaria da esquina. “Só tiro a batina para dormir e tomar banho”,brinca. Disse que vê com tristeza e pesar as informações de que o número de católicos vem diminuindo no Brasil e no mundo. “Nós católicos não demos a atenção que os fiéis merecem e não temos padres suficientes para atender a todos”, lamenta.


DIOCESE 82 ANOS

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

JULHO/2012

Diocese de São José do Rio Preto

Padre Luiz Eduardo Pinheiro Baronto ministrou uma Formação Litúrgica Nos dias 11, 12 e 13, das 19 às 22 horas, na Paróquia N. Sra. do Santíssimo Sacramento em São José do Rio Preto, se deu mais uma formação litúrgica, organizada pela Comissão Diocesana de Liturgia. Essa formação discorreu sobre o seguinte tema: Sacrosanctum Concilium “marcas do que se foi sonhos que podemos ter” e teve como assessor o Pe Luiz Eduardo Pinheiro Baronto. Padre Baronto é membro da Equipe Nacional de Reflexão da Dimensão Litúrgica da CNBB e da Associação dos Litúrgicos do Brasil, assessor no Centro de Liturgia Dom Clemente Isnard da Faculdade de Teologia Pio XI, professor da pós-Graduação da PUC e vigário na Catedral da Sé, em São Paulo. Essa formação foi destinada às equipes de Liturgia e de Celebração, Catequese, Pastoral do Batismo, Ministros Extraordinários da Comunhão Eucarística, Acólitos, Ministros da Palavra, Equipes de Música, Membros das Rede de comunidades e aos coordenadores de CPP. No dia 12, das 8h30 às 12 horas, o Pe Baronto também assessorou um encontro(“um resumo do que foi falado para os leigos) com os presbíteros da nossa diocese, na Casa do Clero. Dentro do que diz a Carta

magna da Liturgia, primeiro documento a ser aprovado pelo Concílio Vaticano II, foi abordado alguns pontos, tais como: um pouco da história do Concílio, a fonte da espiritualidade cristã, a centralidade do Mistério Pascal, a participação da assembleia na liturgia, a música ritual, a

adaptação dos ritos às culturas, entre outros. Participaram do curso 125 pessoas entre leigos, religiosos e presbíteros; entre eles, dois membros da diocese de Catanduva, Pe Anderson( assessor da Pastoral Litúrgica) e o seminarista Jessé.

Pascom Diocesana no congresso em Aparecida A Pascom Diocesana, através da Coordenadora Lourdinha Barbosa, estará sendo representrada no 3º Encontro Nacional de Comunicação, que será realizado a partir de julho de 2012 em Aparecida do Norte. Estarão participando do 3º Encontro, além da coordenadora Lourdinha, Márcia D’Arc Lima, coordenadora do sub-regional RPII, e a agente de Pascom da Diocese, Ariuce Schiavom. O Brasil tem uma riqueza em ações realizadas pela Pastoral da Comunicação e, durante o 3º Encontro Nacional, a Diocese de São José do Rio Preto estará representando essas ações através deste Banner que foi idealizado pela agente da Pascom, a publicitária Fabiola Acácia, que retrata todo o trabalho da Pascom e do Sistema Diocesano de Comunicação, no decorrer do ano de 2011 e 2012, na Diocese de São José do Rio Preto. Com o tema “Identidade e Missão”, a Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB promove, entre os dias 19 e 22 de julho, o 3º Encontro Nacional da Pastoral da Comunicação (Pascom). O evento será realizado nas dependências do Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida, em Apare-

cida (SP). "Irmã Élide Fogolari, assessora da Comissão e uma das organizadoras do evento, recorda o beato João Paulo II. Élide lembra a necessidade de levar a mensagem do Evangelho nesta nova cultura, gerada pelos Meios de Comunicação Social. “Eles constituem parte central do grande ‘areópago’ no qual se partilham ideias e se formam os valores e comportamentos”. A programação do encontro nacional de comunicação será na seguinte conformidade: Dia 19 de julho - Quinta-feira 16h - Credenciamento 19h - Cerimônia de abertura Lançamento do Hino e da Logo da Pascom 20h - Conferência de abertura Comunicação e informação: Igreja e sociedade Carlos Alberto DI Franco – Prof. Jornalista e diretor Internacional de Ciências Sociais da Universidade de Navarra Dia 20 de julho - Sexta-feira 07h30 - Celebração Eucarística Dom Dimas Lara Barbosa, Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Comunicação da CNBB

8h45 - Mesa Redonda – PASCOM: Identidade e Missão 10h30 - Intervalo 11h - Plenária 12h - Almoço Das 14h às 18h - Seminário por interesse 20h - Programação Cultural (TV Aparecida) Dia 21 de julho - Sábado 07h30 - Leitura Orante da Bíblia na ótica da comunicação 08h30 - Mesa Redonda PASCOM e a pessoa digital: Possibilidades e contradições 10h30 - Plenária 12h - Almoço Das 14h às 18h - Seminário por interesse 20h - Noite Julhina Dia 22 de julho - Domingo 08h - Celebração Eucarística no Santuário de Aparecida Preside – Cardeal Dom Raymundo Damasceno Assis, Presidente da CNBB 09h30 - 5 grupos por Regiões. 10h30 Plenário 11h30 - Solenidade de encerramento com envio dos discípulos missionários da comunicação Lourdinha Barbosa

Coordenadora da PASCOM/Diocese de SJRPRETO

E-mail: lhursomary@yahoo.com.br

Fone (17) 9154-4509

7

Dízimo Mirim em Nova Granada

DÍZIMO MIRIM: RESPOSTA DE AMOR, ATO DE CUIDAR Hoje, assistimos assombrados à realidade de violência existente em nossa cidade. São assaltos, roubos, agressões, crimes, drogas, tráfico e tudo mais, muitas vezes com a participação de menores, adolescentes e até crianças. Tudo parece mesmo um caos, parece que não tem mais jeito. Paramos e nos perguntamos: Qual poderia ser a solução para tudo isso? Lembramos do Amor de Cristo, do Amor de Deus, das Promessas, enfim, lembramos que temos a esperança de que, um dia, tudo será melhor, mas quando Senhor… Quando? O grande problema, no entanto, é que muitas vezes nos acomodamos e ficamos esperando cair uma solução mágica do céu. Somos injustos quando não aprendemos e não vivemos a fraternidade, quando não vivemos o amor, quando não vivemos a esperança. A Injustiça, portanto, é fruto também do egoísmo, do sentimento que quer tudo para si e não sabe partilhar. Talvez uma solução para isso seja ensinar nossas crianças a partilhar, a dividir, a fazer da sua vida uma vida de doação, para que aprendam, desde a infância, o valor da partilha. O Filósofo Pitágoras já dizia: “Eduquem as crianças de hoje, e não será preciso punir os adultos de amanhã”. Por isso estamos iniciando, em nossa Paróquia, a implantação do DÍZIMO MIRIM. O ob-

jetivo dessa ação é catequético, ou seja, precisamos ensinar às nossas crianças o valor de dividir os nossos Dons. Com o Dízimo Mirim, a criança e o adolescente aprendem o sentido da partilha, como todos são importantes para a manutenção da vida paroquial e a ajuda aos mais necessitados. Qual é o valor que a criança ou adolescente deve devolver como dízimo? O valor de um chocolate, de um ingresso de cinema, de um lanche, ou seja, uma parte daquilo que ela ganha dos pais, avós, parentes, como mesada ou doação. Para os adolescentes que já trabalham, a devolução deve ser sobre o seu ganho mensal, assim como os adultos. O importante é que tenham consciência de que devemos separar um pouco do que temos para levar ao Pai, e assim fazemos parte dos que, unidos, são responsáveis pela sua igreja, pelos projetos dela e por aqueles que passam dificuldades. Despertando nas crianças e adolescentes o real significado do Dízimo Consciente, não precisaremos conscientizar os adultos de amanhã. Mas e nós? Será que temos consciência, somos fiéis a Deus? Se estamos em falta… vamos nos acertar… o que passou, passou… vamos firmar o propósito de não nos esquecermos do nosso compromisso com o Dízimo. Precisamos dar o exemplo, e todos nós incentivarmos o Dízimo Mirim! PASTORAL DO DÍZIMO – JUNHO DE 2012


8

DIOCESE 82 ANOS

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

Dom Paulo ordena mais 3 presbíteros A nossa Diocese terá mais três presbíteros que já estão trabalhando desde fevereiro de 2012, em movimentos pastorais, participando de celebrações do batismo, do matrimônio, das exéquias e de inúmeras outras ações. Eles estão a serviço da Igreja. A ordenação de novos diáconos ocorreu dia 25 de fevereiro, às 20 horas, na Catedral de Rio Preto, em cerimônia presidida por Dom Paulo Mendes Peixoto. O nosso bispo já ordenou, em cinco anos de episcopado, 20 diáconos. Hoje Dom Paulo é Arcebispo em Uberaba, onde também já ordenou um sacerdote. Rafael Dalben Ferraz (Votuporanga) “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham

em ambudância (Jo 10,100)”Rivaldo Celson Alves ( Poloni ) “ Eu vim para servir e não para ser servido” Sérgio Antônio Venturelli (Potirendaba) “O Espírito do Senhor está sobre mim, porque

ele me consagrou com a unção, para anunciar a Boa Notícia aos pobres (L c 4,18 )”. Os três Diáconos formaram-se no Centro de Estudos Sagrado Coração de Jesus, A Diocese de São José do Rio Preto já tem data marcada da cerimônia do gesto sacramental e imposição das mãos de sua Exma. Revma. Dom Paulo Mendes Peixoto, Arcebispo Metropolitano de Uberaba MG, que será para o dia 24 de agosto na Catedral de São José e vai contar com a presença de familiares, amigos e as respectivas comunidades, em que os diáconos estão prestando seus serviços, colaborando com os diversos sacerdotes e religiosos da região.

JULHO/2012

Clero da Diocese de Rio Preto participa do Retiro Espiritual 2012

Missionários que atuam em Guarajá-Mirim/AM, em reunião com o Administrador Diocesano Pe. Jarbas, participam do retiro do clero em Santo Antonio.

De 23 a 26 de julho de 2012, assessorado pelo Bispo Emérito da Diocese de Catanduva Dom Antônio Celso de Queiroz, acontecerá o retiro do Clero da Diocese de São José do Rio Preto, no Alto da Serra – São Paulo (SP). O retiro é um momento muito importante na vida do Cristão, especialmente na vida do padre, uma vez que é um tempo propício de oração,

reflexão de vida íntima com Deus que nos chama sempre ao discipulado e à missionariedade. Este ano também acontece antecipadamente a confraternização do clero em comemoração ao dia do Padre (04/08), no local do retiro e fazendo, assim, o encerramento do mesmo. Colaborou – Pastoral Presbiteral Padre Júlio César Lázaro

Diocese realiza em agosto a Semana Nacional da Família Por Harley Pacola - Rádio Interativa FM

O projeto "Família" da Diocese de São José do Rio Preto vai realizar de 12 a 19 de agosto, a Semana Nacional da Família. Uma exposição de faixas relacionadas ao tema família será aberta no sábado, dia 11, a partir das 9h, na praça Dom José Marcondes,

no centro de Rio Preto. A idéia é mobilizar todas as paróquias e capelas da Diocese. No dia 12, acontecerá, às 8h, a missa de abertura transmitida pela Rede Vida de Televisão e presidida por dom Otacílio Luziano da Silva, bispo da Diocese de Catanduva. Durante a semana, as paróquias da Diocese de Rio Preto

irão planejar palestras, celebrações e eventos culturais para discutir o tema da semana: família, trabalho e festa. A Semana Nacional da Família será encerrada no domingo, dia 19, com um momento de espiritualidade, às 15h e, às 18h, será celebrada a missa de encerramento, na igreja Sé Catedral de São José.


Jornal Diocese Hoje Julho 2012