Issuu on Google+

Estamos a investir em sustentabilidade. Perceba como nos tornámos

pioneiros em investimento comunitário.

Inovação social com apoio de:


Uma pequena nota introdutória É em períodos de profunda transformação social que as pequenas ideias proliferam e encontram nas pessoas, nas comunidades, solo fértil para uma mudança rumo ao equilíbrio, à harmonia, à sustentabilidade. É muitas vezes na insatisfação e inconformidade com o status quo que as pessoas encontram a força e a motivação para experimentar algo novo, diferente, algo único, inovador. No rescaldo da maior “crise financeira” de sempre é assim apenas natural ver aparecer um pouco por todo o lado soluções e alternativas à hegemonia financeira de uma moeda única que regule todas as interacções humanas; alternativas aos intermediários financeiros – Banca, Bolsa – vistos cada vez mais com desconfiança e até revolta; alternativas aos investimentos mais tradicionais – Depósitos a Prazo; Planos de Poupança e Reforma; Certificados de Aforro, etc. De facto, aquilo que constatamos, muitas vezes “debaixo do radar” dos economistas e financeiros é o ressurgimento de Moedas Alternativas (Moedas Locais e comunitárias); de sistemas “bancários” ou de autofinanciamento local e comunitário; de novos bancos – éticos, sem juros, cooperativos, transparentes –, e até o regresso a uma economia de dádiva e de troca. São dinâmicas a acontecer hoje, nas nossas cidades, nos nossos bairros. Uma resposta à asfixia monetária imposta pelos Bancos Privados após anos de loucura financeira; uma resposta da comunidade ao actual paradigma que reduz tudo e todos a meros € transaccionáveis; uma resposta das pessoas a um sistema desequilibrado, injusto e insustentável. Em Portugal, o novo levantamento de moedas alternativas de 2013 já conta com 32 moedas locais baseadas em papel-moeda e tantas outras com sistemas alternativos. Existem já mais de 8 Comunidades Autofinanciadas (CAF) e no último relatório de Crowdfunding em Portugal deu-se conta de um crescimento exponencial ao nível de projectos e de financiamento, o qual chegará a um volume anual de 1 milhão de euros ainda em 2014. Numa altura em que a confiança nas instituições bancárias e no próprio Euro batem no fundo – algo bem patente na desvalorização em Bolsa de todos os Bancos Privados portugueses que valem agora meros cêntimos por acção – torna-se vital compreender, promover e dinamizar soluções alternativas. Foi neste âmbito e galvanizados pela inovação social que se multiplica pela Europa e pelo Mundo, que a Biovilla decidiu inovar em Portugal e implementar de forma consciente e estruturada um modelo de financiamento comunitário. Este documento resume essa experiência para que possa servir de inspiração para outros.


O que contem este documento: I. Títulos de Investimento Comunitário ∞ Definições e conceitos ∞ Exemplos de Investimento Comunitário pelo Mundo da Inovação Social II. A nossa experiência ∞ O nosso feedback ∞ A biovilla III. Como fazemos ∞ diversificação como palavra chave ∞ Rembolsando o valor ∞ Inventindo por pilares na Biovilla ∞ Uma solução para o empreendedorismo Social e Sustentável?


i.

Títulos* de Investimento Comunitário

O que é um Título de Investimento Comunitário? ∞ Uma ferramenta económica de financiamento comunitário, que une investidores privados a organizações não lucrativas com vista ao desenvolvimento de projectos na comunidade de forma participada e integrada. ∞ Um empréstimo entre privados (pessoas e organizações) com vista à realização de investimentos sociais e que deve ser pago com juro a definir de forma transparente e justa pelas partes. O que não é um Título de Investimento Comunitário? ∞ A compra de acções ou quotas de capital social numa sociedade/organização ∞ Um empréstimo familiar ∞ Uma doação ∞ Crowdfunding** *No actual enquadramento legal português a solução encontrada por Vieira de Almeida & Associados – Sociedade de Advogados, R.L., foi a realização de um contrato de mútuo. **Crowdfunding é uma forma simples e recente de angariação de financiamento colaborativo para projectos através de uma comunidade que partilha os mesmos interesses.


Ou seja: ∞ Uma alternativa para o financiamento de projectos comunitários que envolva a comunidade e as pessoas que dela fazem parte com segurança e confiança e sem o envolvimento dos intermediários financeiros usuais, i.e., Bancos, Sociedades de Garantia Mútua, Capital de Risco e/ ou Estado.

Subsídios

Doações

Títulos de Investimento Comunitário

Fundos comunitários

Capital de Risco

Empréstimo Bancário


Porquê Títulos de Investimento Comunitário?

Eis o racional simplificado para os 3 principais intervenientes: Organização

Investidor

Comunidade Local

∞ Envolvimento da Comunidade nos seus projectos;

∞ Maior envolvimento e integração no objecto do seu investimento;

∞ Oportunidade de receber projectos relevantes para o desenvolvimento local

∞ Financiamento com condições mais adaptadas às suas necessidades e expectativas;

∞ Aumento da capacidade de explorar sinergias

∞ Maior envolvimento, integração e aprendizagem mútua com os seus investidores; ∞ Financiamento com condições mais adaptadas às suas necessidades e expectativas; ∞ Partilha do risco e do sucesso com a comunidade;

∞ Possibilidade de investir com segurança na ‘Economia Real’; ∞ Maior proximidade e acompanhamento dos seus investimentos

∞ Aumento dos níveis desenvolvimento com a população ∞ Transferência de saberes


Alguns casos de sucesso… Em que tipo de projectos podemos utilizar Títulos de Investimento Comunitário? ∞ Desenvolvimento de Empresas Sociais ou organizações comunitárias ∞ Investimentos locais em Energias Renováveis ou em Eficiência Energética ∞ Aquisição e melhoramentos de edifícios ou propriedades ∞ Etc..

Cooperativa de agricultores locais focados no tema da soberania alimentar e que implementaram um sistema de Títulos de Investimento Comunitário com o valor de $ 500 cada, com um juro de 2,5% com vista à renovação da sua loja em Toronto.

Empresa social dedicada a projectos de desenvolvimento do potencial produtivo a partir de fonte solar através do financiamento comunitário. Oferece títulos de investimento a 10 anos com garantias reais (Painéis).

Cooperativa Zoológica tem como objectivo a produção de energia a partir do biogás num projecto de $5 Milhões, financiado comunitariamente com Títulos a sete anos com 7% juro. Receitas virão da venda da electricidade à rede.


iI.

a nossa experiência na Biovilla

O que aconteceu na primeira fase de investimento:

∞ Inspirados e suportados legalmente pela Vieira de Almeida & Associados – Sociedade de Advogados, R.L., foi com grande expectativa que no início da Primavera lançámos os primeiros Títulos de Investimento Comunitário do país. Uma iniciativa arrojada, inovadora, desafiadora. Em menos de 2 meses já tínhamos garantido o capital que necessitavamos na altura perfazendo uns ambiciosos 75.000€ iniciais e ainda o verão não tinha acabado e já tínhamos concluído com sucesso total a nossa primeira operação no mercado português com um total de 115.000€ de investimento directo comunitário conseguido. São 13 investidores, alguns são cooperantes ou tornaram-se cooperantes com o tempo e o envolvimento, outros não. Uns investiram por amor e paixão ao projecto e à visão, outros investiram porque acreditam nas pessoas que estão por detrás da Biovilla, outros porque acreditam no potencial económico da Biovilla. O que se mostrou um facto é que as intenções e motivações sao diversas e nem sempre simples, que os riscos, como em qualquer investimento, existem, mas aqui são temperados com muita energia positiva e crença no projeto inovador que se focaliza nas pessoas, nos seus sonhos e no seu bem-estar.


Perfile / Feedback dos nossos Investidores em Sustentabilidade: 1. Anteriormente ao seu investimento na Biovilla, já tinha tido experiência(s) de investimento? Fundos de Investimento

SIM

NÃO

50%

50%

Inv. Tradicional (Certificados de Aforro, Dep. Prazo) 70% 30% Investimento Socialmente Responsável

10% 90%

Investimento Comunitário

20% 80%

Investimento em Bolsa

50% 50%

Investimento em Crowdfunding

30% 70%

2. Quais as suas principais razões/motivações para ter investido na Biovilla? (Por ordem de importância) I. Acreditar no Projecto Biovilla II. Possibilidade de fazer parte de um projecto cooperativo e sustentável III. Confiança na equipa da Biovilla IV. Possibilidade de Inovar em Portugal V. Possibilidade de investir com responsabilidade VI. Segurança do investimento VII. Falta de outras opções de investimento responsável em PT VIII. Rentabilidade económica (juro)

3. Enquanto ponderava a sua opção de investimento quais as principais barreiras, dúvidas e/ou inseguranças que surgiram? (Por ordem de importância) I. Dúvidas quanto à viabilidade económica do projecto II. Falta de literacia económica/financeira III. Falta de precedente a nível nacional IV. Dúvidas quanto à capacidade da equipa V. Falta de literacia jurídica/legal VI. Desconfiança com os cooperantes

4. Sabendo que a confiança e segurança é um determinante crucial na opção de investimento, quais os factores mais importantes para si neste processo com a Biovilla? (Por ordem de importância) I. Pessoas da equipa Biovilla e Princípios e Valores da Organização II. Abertura, Transparência e Possibilidade de integrar como cooperante III. Proximidade IV. Plano de negócios do projecto


Alguns testemunhos: “A nossa participação como investidores da Biovilla foi alavancada pela possibilidade de contribuir para a concretização de um projeto inovador e sustentável do ponto de vista económico e ambiental. Faz sentido para nós, poder colaborar para algo em que acreditamos, ao invés de investir numa poupança convencional, infrutífera e amorfa. Foi sem dúvida uma aprendizagem muito enriquecedora do ponto de vista humano e pessoal e está a transformar-se num dos nossos projetos de vida.” Aida Soares e Bruno Silva “Tenho acompanhado o desenvolvimento da biovilla desde que a ideia surgiu nos planos dos fundadores, em 2008. Estando fisicamente longe, fiquei contente de poder participar e apoiar este projecto da maneira possível - investindo num projecto em concreto, real, visível, numa fase inicial em que o apoio financeiro é fundamental para arrancar. Por trás estão pessoas de confiança em cuja visão acredito, e espero em breve poder conhecer pessoalmente a fantástica equipa que se tem criado!” Diana Sousa


“Sei que sou parcial no que toca à biovilla pois sou absolutamente apaixonada pelo que fazemos e é efectivamente o projecto de vida para mim. Mas uma coisa é certa: a biovilla ensina-me todos os dias que independentemente do que fazemos, é possível criar projectos que sejam reais, palpáveis e de valor acrescentado independentemente do panorama socio-economico que os países possam estar a enfrentar. Um caminho de comunidade apontou-me para a antítese de tudo o que tinha aprendido até à data e onde me tornei muito mais humana no processo. Acredito hoje muito mais nas infinitas possibilidades que projectos deste tipo podem trazer ao Mundo e no seu potencial intrínseco para gerar valor. Este é agora, mais do que um projecto, o meu estilo de vida. Obrigada biovilla por tudo.” Bárbara Leão

“O projecto Biovilla para mim é uma inspiração. Uma inspiração porque representa uma visão que eu acredito ser o caminho para o futuro: Sustentabilidade! A todos os níveis: ambiental, social e económico. A Biovilla é a prova de que é possível criar projectos economicamente viáveis em harmonia com o ambiente e com as pessoas, contribuindo para uma sociedade melhor. Revejo-me totalmente nesta visão e nas pessoas incansáveis que, a cada dia que passa, tornam o sonho Biovilla cada vez mais realidade. Poder participar ou apoiar de alguma forma este projecto pioneiro é um enorme prazer e motivo de orgulho. Pensar na Biovilla é pensar que o Mundo pode ser melhor e querer fazer parte dessa mudança.” Tiago Gavinhos


Mais testemunhos: “Acredito que nada acontece por acaso. Cruzei-me com o projeto Biovilla em 2012, quando iniciava um projeto de turismo holístico. Compreendi que estávamos sintonizados. Integrei-me empenhadamente neste projeto porque ele está congruente com a minha Visão de alcançar um sistema social baseado no amor (afeto) pelas pessoas e pela natureza; congruente com a minha Missão de ajudar as pessoas a encontrar o seu sentido e propósito de vida e a serem felizes e, deste modo, tornar a minha comunidade, o meu país e o mundo melhor do que aquele que encontrei. Os valores e crenças da equipa Biovilla são muito inovadores e podem até ser vistos como ingénuos pelo velho sistema vigente, mas eles estão escorados por pessoas com habilidades e competências diversificadas e complementares que, trabalhando em equipa, agirão com um comportamento que levará aos resultados do sucesso sustentável desejado”. José Lamelas “A existência de financiamento comunitário é condição sine qua non para a verdadeira democracia e descentralização económica das nossas comunidades.” Filipe Moreira Alves


Nota da Direcção: “Acreditamos que um verdadeiro projecto cooperativo, tem o papel de montar estratégias que sirvam propósitos socias, ambientais e económicos de forma consciente, coerente e sustentável. Mas mais do que um bom plano de gestão, acreditamos que é igualmente importante manter a intenção e propósito de base vivo na cooperativa para que os valores possam ganhar forma e continuar intocáveis a pressões financeiras ou sociais. Com responsabilidade, vamos percebendo que mantendo os valores firmes, os recursos aparecem para dar forma ao conteúdo. As pessoas certas aproximam-se e vamos avançando da forma mais sólida que conseguimos. A estrutura é fundamental para o sucesso de qualquer projecto, mas a intenção que se coloca no que se quer oferecer ao mundo, é peremptória para a vitalidade do trabalho que se desenvolve. Bárbara Leão de Carvalho


Relembrando que a biovilla é... A Biovilla é um projecto de empreendedorismo ímpar em Portugal quer pela sua localização, quer pela sua Visão e Missão institucionais, quer ainda pela forma como pretende percorrer o desafiante caminho do empreendedorismo jovem em Sustentabilidade. Enquanto projecto cooperativo demarca-se da triologia Empresas, ONG’s e Estado e procura activamente dinamizar e rejuvenescer um sector - Sector Cooperativo/ Economia Social e de transição - em forte crescimento contracíclico e com um inquestionável potencial de criação de valor sustentado. Por outro lado, na sua Missão declarada de “Levar a Sustentabilidade ao dia-a-dia das pessoas”, o projecto Biovilla está estruturado em quatro pilares de actuação, interligados simbióticamente entre si e em harmonia com o contexto especial onde se insere: I. Alimentação Produção, distribuição e comercialização de produtos biológicos; de comércio justo ou de produção local;

PRODER:

II. Aprendizagem Criação de sessões de formação na área da sustentabilidade com intuito de se constituir numa referência de formação na área da sustentabilidade; III. Alojamento Turismo de natureza aliado à informação dos visitantes na área da bio construção / eficiência de recursos energéticos que visa também integração das comunidades locais e criação de postos de trabalho qualificado e social; IV. Acompanhamento Consultoria e acompanhamento de projectos privados, comunitários ou públicos através da capacitação de outras pessoas ou organizações com base na nossa formação e experiência de terreno.

PRODEscoop:

BVLL - Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº 2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

www.biovilla.org


...É sustentabilidade

à Mão de Semear… Sustentabilidade… Capacidade de alcançarmos um equilíbrio no uso dos recursos (humanos, naturais e económicos) que possibilite a realização da plenitude humana/ organizacional

...à Mão... Tão perto e para cada um de nós. Aqui mesmo… ...nas nossas mãos: o futuro, a força para mudar, as pessoas... aqui tão perto ...o preço justo e a confiança devida... uma marca humana aqui para si...

...de semear criar vida, esperança, alimento... semear é o príncipio de tudo, sem semente não existe árvore, nem flor, nem fruto... Semear é lançar à Terra os nossos sonhos e paixões, os nossos desejos... marcar o início de um ciclo novo


iIi.

Como fazemos

de forma comunitária e resiliente: ∞ Todos os dias damos passos pequenos ou grandes para construir a visão em que realmente acreditamos. Confiamos que os recursos sempre chegam aos projectos que mantém a intenção genuina de contribuição social e ambiental. damos sempre o nosso melhor procurando soluções inovadoras que visem gerar o impacto que desejamos ver no mundo independentemente do nivel de disrupção que acrescentem. Acreditamos que só em comunidade fará sentido investir, pois é para a comunidade que a biovilla se dirige. Não faria sentido de nenhuma outra forma. num misto de responsabilidade e paixão: ∞ Somos verdadeiramente apaixonados pelo que queremos criar e estamos mais focados em fazer acontecer passando do papel à acção. Sempre que algo não funciona, re-inventamos 1000x se for necessário. Evoluimos em nós mesmos e nunca baixamos os braços mantendo os pés (e as mãos) bem assentes na terra. de forma sustentável: ∞ Damos a mesma importância ao nivel de impacto ambiental, que damos à forma de gestão social que permite alavancar as nossas pessoas, que damos à viabilidade financeira e acréscimo de valor. Tudo, numa perspectiva de conforto e consciência que traz à biovilla uma dinâmica de integralidade e felicidade.


Fazemos design para a felicidade “Never settle for less than you deserve.” Autor Desconhecido ntabilidade suste 1

ut idad o od Pr felic balh e tra no

ed a

Cuidar da sp es s

Soci

2 c co ons . ns um ci en o te

Po 2. co rte ns fol ci en io te

1.

1.

imento desenvolv ional c a organiz rio á it n u m o c

desenvolvimento pessoal

BVLL - Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº 2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

ab t n te s u s

e

mia no ade o c e icid fel estar e d em eb

ia m ão o iç n o ns ec ra t de

sus

ade d i il

rução

5.

4.

modelos de negócio sociais

4.

1.

ten t a bi li d ad

ca çã o

empreendedorismo social

3.

bioconst

un i

economia

co 2. mér jus cio to

e 3. smo eti ica mim m Bio dinâ bio

4.

si 1. d s al e m tem te o a rn ed s at a iv a

reciclagem e criações caseiras

co m par a tilha just

n co

.

ar

felicidade™

ça

n fia

3 ão nex Co m a co eza ur nat

Am

Cu id

s oa

te en a bi da terr

de

Pr 1. ag átic res ríco as pei las to sa s

2. da ca ga gi Pe ló o ec

e úd ão sa enç s a v nç re e p doe de

. h e p ort co rod as mu uç nit ão ár ias s 2. ica o t lí stã al Po ge nt e bie am

3.

cooperação

3. idade e iv

www.biovilla.org


Diversificação... a raiz da resiliência Face à sua escala social, ambiental e económica a Biovilla é um projecto que se tem vindo a desenvolver e a crescer gradualmente, etapa a etapa, dando pequenos mas firmes e sólidos passos num caminho que se quer longo e sustentável sendo que muito da sua estratégia de financiamento, quer por necessidade, quer por vontade, passou pela diversificação de fontes de financiamento, mantendo princípios e éticas de coerência entre eles. Deste modo, foi já possível alavancar mais de 500.000 € de investimento social na Biovilla, acumulando uma larga experiência

e sucesso quer em fundos comunitários (PRODER E PRODESCOOP), quer em novas linhas de crédito social bancário (Social Investe), quer em investimento comunitário, capital próprio e meios libertos. Acima de tudo temos sabido percorrer um caminho pouco convencional mas muito rico, envolvendo diferentes stakeholders e sabendo adaptar-nos não apenas às circunstâncias mas acima de tudo às oportunidades que sempre surjem via inovação real.

Valor de Investimento:

50.000€ Última fatia disponível

15.000€ empréstimo bancário comum

para investimento social

100.000€ Social Investe

550.000€

100.000€ PRODESCOOP

BVLL - Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº 2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

170.000€ Prémio sem devolução de valor PRODER

115.000€ 13 investidores sociais na primeira fase

www.biovilla.org


Como retribuimos e devolvemos o INVESTIMENTO RETORNO BONÚS:

Tipos de Quotas Disponíveis:

Investimento

EURIBOR 6 meses + Spread

5.000€

2%

10.000€

2,5%

25.000€

2,75%

50.000€

3%

Prazo de Reembolso

Carência de Capital

5 anos 1 anos 8 anos

Nota: Valores indicativos até formalização com os parceiros investidores.

5.000€ Cinco noites de alojamento + acesso gratuito a 5 dias de formação por ano (para usufruto próprio ou oferta a terceiros) + plantação de uma árvore com o nome pessoal como resultado de nutrir as raízes do projecto. 10.000€ 10 noites de alojamento + acesso a 10 dias de formação por ano (para usufruto próprio ou oferta a terceiros) + plantação de uma árvore com o nome pessoal como resultado de nutrir as raízes do projecto. 25.000€ 10 noites de alojamento + acesso a 10 dias de formação por ano (para usufruto próprio ou oferta a terceiros) + plantação de uma árvore com o nome pessoal como resultado de nutrir as raízes do projecto + possibilidade de dar o nome pessoal a um dos sub-projectos biovilla onde decida investir. 50.000€ 20 noites de alojamento + acesso a 20 dias de formação por ano (para usufruto próprio ou oferta a terceiros) + plantação de uma árvore com o nome pessoal como resultado de nutrir as raízes do projeto + possibilidade de dar o nome pessoal aos subprojectos biovilla onde decida investir + presente surpresa de honra biovilla.

BVLL - Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº 2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

www.biovilla.org


Continuando a INVESTIr NO PILAR ALOJAMENTO EM 2014 A nossa parte de alojamento turístico servirá de apoio a toda a nossa missão, mas é importante relembrar que o sector de turísmo em Portugal é, e será sempre, um sector estratégico para a economia. O seu contributo é inegável e o seu desenvolvimento futuro também. Por seu lado, o Turismo Rural é um nicho que tem testemunhado um crescimento a uma taxa acima da média nacional entre 2003-10 de 7% contra 1% em AA (fonte: Turismo de Portugal) e cujos potenciais factores de sucesso estão bem identificados na biovilla como sendo: localização, qualidade e coerência.

Localização: A 40 minutos de Lisboa e inserido no maravilhoso Parque Natural da Arrábida

Qualidade: a) Design de charme e conforto; b) Construção dos edifícios são assegurados por fornecedores locais usando madeiras certificadas; c) Equipa formada com alinhamento de valores e princípios de sustentabilidade. Coerência: Design holístico / integrado de todas as componentes de negócios numa avaliação custo/benefício que internaliza as componentes económica, ambiental e social e que olha para todo o ciclo de vida dos produtos/ serviços da biovilla enquadrados numa perspectica de projecto de transição para a sustentabilidade.

BVLL - Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº 2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

www.biovilla.org


O PLANO DE CONSTRUÇÃO

Primeiro Bloco de Alojamento e infraestruturas. Objectivo: a) Concluir primeira fase de obra para colocar de pé as infra-estruturas necessárias ao funcionamento da actividade biovilla e todo o seu portfolio. Ou seja, finalização do Bloco A onde se concentram os serviços centrais da biovilla, bem como da infra-estrutura de electricidade; esgotos; água e ITED. b) Dar início à actividade turística em formato de Turismo de Natureza através da construção do Bloco B de alojamento com 4 quartos e capacidade para 16 pessoas.

c) Montar a infraestrutura que servirá de apoio às atividades e ações de formação apresentados no plano de ação anual da Biovilla aumentando a taxa de ocupação do mesmo e reduzindo os efeitos da sazonalidade atraves de formações em forma de internato. Detalhe de construção: Perspectiva Ambiental Construções ligeiras com o mínimo de impacto de solo, madeiras certificadas, sistemas de recuperação de águas brancas e cinzentas, telhados verdes, materiais reciclados, auto-suficiência energética e classe energética A.

Planta Implantação e área de intervenção

.10

.15 2.45

3.40 .21

3.19

3.19 .20

1.00 2.50

2.40

3.40 .10

.21

1.94 .20

2.25

2.25

4.75

2.50

4.75

2.40

.21

.21

1.00

1.94 .21

.10 .69 .31

2.50

2.50

.21

1.00

.70

4.08

.10

4.50

4.63

3.50

4.50

.90

2.25 .21

2.00

3.50

.21

.10

3.19

1.00

.20

1.00

3.19 .21

2.40

3.50

1.00

2.00 .21

2.00

2.40

.20

1.90

2.50

4.50

.72

Detalhe Planta Bloco B

Área de intervenção

BVLL - Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº 2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

www.biovilla.org


INVESTINDO NO PILAR Alimentação de 2014 em diante Simbolicamente poucos actos são mais poderosos do que plantar uma árvore, contribuir para o seu desenvolvimento e um dia poder colher dos seus frutos. Agora imagine plantar uma Floresta. Esse é o nosso sonho. Desde 2010 que plantamos centenas de árvores, algumas apenas para os nossos filhos ou netos verem dar fruto, outras já os dão, outras para recuperar todo o ecosistema da nossa serra, dizimada por um fogo recente mas muito existe ainda por fazer quer em árvores de fruto quer em floresta, para recriar um jardim permanente, que será decorado e alimentado com charcas de biodiversidade que suportam todo esse ecossistema. Não é uma doação, é um investimento seguro no futuro e parte desses frutos serão também de quem os planta. Estamos determinados a contribuir com biodiversidade para a Serra da Arrábida, candidata a património Natural da Humanidade.

Área de intervenção: 55 hectares Número de árvores a plantar: 5.000 Camas elevadas: 1 km Charcas de Biodiversidade: 3

PRINCIPAIS IMPACTOS: a) Retenção de Carbono Atmosférico b) Bioreserva para espécies em Perigo c) Recuperação do ecosistema autóctone d) Tratamento orgânico da água e) Prevenção e Protecção contra incêndios f) Produção Alimentar sem químicos nem monoculturas

BVLL - Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

www.biovilla.org


INVESTINDO NO PILAR Aprendizagem EM 2014 A aprendizagem contínua é, na nossa perspectiva, a verdadeira base, o pilar crucial, do desenvolvimento de qualquer indíviduo, sociedade, ou mesmo da humanidade como um todo. Neste sentido a Biovilla pretende ser um Pólo de conhecimento holístico que integre Economia com Biologia, Física, Filosofia, Arquitectura, etc, contribuindo para o desenvolvimento de pessoas completas, integrais. Através do uso de metodologias tradicionais bem como de metodologias alternativas - ex: Waldorf, Educação Não-formal, investigaçãoacção - a Biovilla pretende abraçar todo o espectro do conhecimento, do Yoga ao Marketing Sustentável, desafiando e desconstruindo paradigmas, cultivando mentes e corações saudáveis. Acreditamos que, no futuro, a educação e valorização das pessoas tenderá a ser livre, partilhada e gratuita. Nós estamos a trabalhar para tal.

FUNDO “EDUCAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE: a) Bolsas de formação para a Comunidade Local b) Apoio para teses de Mestrado/Doutoramento c) Criação de projectos educativos para a Sustentabilidade.

Investigação e desenvolvimento: a) Intercâmbios de jovens e investigadores b) Centro para a Educação Alternativa c) Apoio para publicações, e produção de ciência

BVLL - Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

www.biovilla.org


Uma solução para o financiamento comunitário e em sustentabilidade para Portugal? Provavelmente nunca existiu tanto dinheiro em circulação como nos dias de hoje. Mas paradoxalmente, este enorme volume de massa monetária nem sempre encontra o seu rumo até à economia real, até às empresas e até às organizações do terceiro sector. Ironicamente, são muitas vezes os projectos de Sustentabilidade, de Inovação Social, os projectos de comércio justo, de agricultura biológica, de reciclagem criativa, entre outros, que mais dificuldades e entraves encontram para se financiarem dentro das estruturas actuais de financiamento da Economia. Face a esta asfixia monetária, muitas tem sido as respostas dadas pela criatividade humana, desde bancos do tempo até moedas locais e plataformas de crowdfunding. Dentro desta diversidade de soluções, cada uma ocupando o seu espaço e função num sistema em rápida mutuação e transição, o investimento comunitário surge como uma alternativa real, concreta e de confiança, colmatando uma clara falha de mercado e intermediando pessoas com valores, princípios e éticas comuns e uma visão de investimento ético, socialmente responsável e equitativo que transcende a mera procura pelo rendimento de curto-prazo mas que acima de tudo procura a criação cooperativa de riqueza de longo-prazo. Esta alternativa tem crescido de forma regular e sustentável na Europa e no mundo e faz agora o seu caminho até Portugal onde não apenas a necessidade, mas acima de tudo a oportunidade e o potencial de replicação e crescimento existe, e se encontra em rápido desenvolvimento. Assim, que a biovilla continue a contribuir para mostrar que é possível levar a sustentabilidade ao dia-a-dia das pessoas de forma inovadora, relevante e resiliente.

BVLL - Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº 2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

www.biovilla.org


familia@biovilla.org 966741249 212351224

biovilla

Cooperativa para o Desenvolvimento Sustentável, C.R.L. Calçadinha de Santo Estevão nº 2, 4º Esq. 1100-503 Lisboa

www.

biovilla.org

“If you have come here to help me, you are wasting our time. But if you have come because your liberation is bound up with mine, then let us work together.” Lilla Watson


Investe biovilla 2014