__MAIN_TEXT__

Page 4

A vida após o óxido de zinco – 3 sugestões para enfrentar a diarreia pós-desmame A diarreia pós-desmame é um problema para os produtores de suínos em todo o mundo e tem um enorme impacto no desempenho futuro dos suínos. Com a eliminação dos antibióticos e agora do óxido de zinco das dietas dos leitões na UE, a suinocultura está voltando a sua atenção para novas estratégias, visando superar este problema nos leitões jovens. RESUMO • O "gap pós-desmame" é causado por uma diminuição da ingestão de ração quando a dieta é mudada de ração líquida para seca. Isto geralmente resulta em DPD. • Comumente, a diarreia pós-desmame era tratada com antibióticos ou óxido de zinco. • O uso de antibióticos nas rações está diminuindo, potenciado pelas exigências dos consumidores, e devido a preocupações ambientais, a UE baniu os níveis medicinais de óxido de zinco. • Não existe um produto único disponível como substituto dos antibióticos e do óxido de zinco. A combinação de vários aditivos para rações, incluindo desativadores de micotoxinas, acidificantes e fitogênicos auxilia o microbioma intestinal e a mantém os níveis de desempenho dos suínos. 4

SCIENCE & SOLUTIONS

Dr. Diego Padoan, Médico Veterinário Gerente Técnico para Suínos

Konstantinos Sarantis MSc Gerente de Produto para Micotoxinas

Durante o desmame, o leitão muda de uma dieta líquida para sólida. Além disso, o animal tem de se adaptar a uma nova instalação, frequentemente com nova companhia nas baias de creche. Este período de vários fatores estressantes resulta numa drástica diminuição do consumo de ração, levando a um déficit de nutrientes conhecido como "gap pós-desmame". A deficiência de nutrientes compromete a funcionalidade do trato gastrointestinal e a sua morfologia, permitindo o desenvolvimento de patógenos. Nas unidades de produção de suínos de todo o mundo, suprir o gap pósdesmame é um desafio constante. Uma das cepas patogênicas mais comuns é a Escherichia coli enterotoxigênica (ETEC), que provoca diarreia pós-desmame.

A crescente popularidade do zinco Anteriormente, a diarreia pós-desmame era geralmente prevenida com recurso a antibióticos nas rações como promotores de crescimento e agentes antimicrobianos. Contudo, a crescente ocorrência de bactérias resistentes a antibióticos e a importância de alguns antibióticos para a medicina humana obrigou a União Europeia a banir os antibióticos promotores de crescimento. A proibição entrou em vigor em 1º. de janeiro de 2006. Atualmente, outros países de todo o mundo também seguiram esta política. A primeira investigação acadêmica da eficácia do óxido de zinco (ZnO) para uso contra a diarreia pós-desmame foi apresentada em 1989 no 40º. encontro anual da Associação Europeia de Produção Animal, realizado em Dublim. Embora tenha sido a primeira publicação, o uso de níveis farmacêuticos de ZnO em fazendaspara evitar a diarreia pósdesmame já estava sendo praticado por toda a Europa. No início da década de 1990, o uso de ZnO para controlar BIOMIN

Profile for BIOMIN

Science & Solutions No. 56 - Suínos (Português)  

A vida após o óxido de zinco – 3 sugestões para enfrentar a diarreia pósdesmame; Aditivos naturais para rações como alternativa aos antibiót...

Science & Solutions No. 56 - Suínos (Português)  

A vida após o óxido de zinco – 3 sugestões para enfrentar a diarreia pósdesmame; Aditivos naturais para rações como alternativa aos antibiót...

Profile for biomin