Page 1

www.farmaciahomeopaticalp.com.br TEMPO E TEMPERATURA

HOJE

AMANHÃ

Máxima:

Máxima:

Minina:

Minina:

31C° 22C°

30C° 21C°

Fonte: Climatempo

DE 28 DE DEZEMBRO DE 2013 A 4 DE JANEIRO DE 2014 - EDIÇÃO Nº 46

- ANO 2 - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Mané Frias entrega 94 casas e ganha mais 100 do governador

O presente de Natal chegou nesta sexta-feira, dia 27, para 94 famílias de Borebi, com a entrega das chaves dos imóveis populares construídos pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). Mas, outras 100 famílias da cidade irão ter o mesmo presente no ano que vem, com a construção de outras 100 casas

pedidas pelo prefeito Manoel Frias Filho (PR) e atendido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) durante a entrega das chaves. Prefeitos e autoridades de diversas cidades da região acompanharam a cerimônia de entrega das chaves, que contou com a presença do secretário adjunto de habitação Marcos Penido e o deputado

Billy Mao

Milton Monti (PR), que fez os pedidos ao governador, em nome do prefeito Mané Frias. “O Mané é um homem simples, que fala pouco, mas trabalha muito”, afirmou. No sorteio das casas, a Praça Rubens Pietraróia, ao lado da igreja Matriz, ficou lotada por famílias que há muitos anos sonham com a casa própria. Ao todo, 343

famílias foram habilitadas para o sorteio, que contou com a presença do Secretário Estadual de Habitação Silvio Torres, que foi recebido pelo prefeito Manoel Frias Filho. Por isso, durante o sorteio, o prefeito Manoel Frias Filhos (PR) pediu ao secretário Torres a construção de novas moradias. Página 6

Assessoria Agudos/Negreira

FACILPA -

Helicóptero fez pouso irregular, segundo Anac, em área pública. Normalmente ações como esta acontecem quando há pane na aeronave. Não foi o caso. Aeroporto fica a 1 Km do perímetro urbano de Lençóis Paulista Página 4

LENÇÓIS PAULISTA - BOREBI AGUDOS - MACATUBA

Billy Mao

MORADIA - Governador chega a Borebi acompanhado do prefeito Mané Frias para a entrega das 94 casas do CDHU; Borebi ganhou outros benefícios Foto so leitor: Marcos Rogério Fabris

EXEMPLO -

Morador que plantar árvore ou grama na calçada terá descontos no pagamento do IPTU. Ação da prefeitura visa aumentar a consciência ecológia e transformar Agudos em referência verde no Estado de São Paulo Página 5

FATAL - Novamente a Avenida Jácomo Augusto Paccola é palco de um acidente trágico. Um jovem de 23 anos faleceu ao chocar-se com um poste. A garota que estava na garupa da motocicleta também sofreu ferimentos e segue internada Página 4


2

ESPECIAL

LENÇÓIS PAULISTA, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2013 A 4 DE JANEIRO DE 2014

Entrevista “Eu daria uma nota 8”, diz prefeita sobre o ano de 2013 Resultados da administração foram mais positivos que os políticos, diz prefeita, que defendeu decisões polêmicas

Tânia Morbi Na segunda-feira, dia 23, a prefeita Izabel Lorenzetti (PSDB) recebeu o Jornal Sabadão do Povo em seu gabinete para fazer uma avaliação do ano que termina. Para a prefeita, sua equipe teve avaliação oito neste ano, considerando o desempenho da administração como um todo e as dificuldades do orçamento que a prefeitura enfrentou. A prefeita voltou a defender o posicionamento de sua administração em relação ao orçamento, que teve emendas feitas ao hospital pelo presidente Humberto José Pita (PR) derrubadas por sua bancada na Câmara, e o projeto que define como a prefeitura irá assumir a manutenção da rede de energia elétrica, que inclui reajuste da CIP e financiamento de R$ 2 milhões.

Foi um ano mais difícil de administrar a cidade do que o ano anterior? Cada ano tende a ficar mais difícil, porque a população tende a ficar mais exigente, o que é uma coisa positiva, porque significa que as coisas básicas estão resolvidas e as pessoas começam a aspirar mais. Ninguém vai pedir professor de educação física se o bairro não tem praça, um local para fazer exercício. Quando você chega nesse pedido, significa que todo resto tá feito. Na Saúde, ninguém pediria transporte individualizado, em uma cidade que não tivesse transporte básico. Tudo o que a gente vai olhando mostra que a população é cada vez mais exigente. Ao mesmo tempo em que aplaudo, me angustio, porque vai ficando cada vez mais difícil de atender o que as pessoas querem. Então, o ano foi mais difícil, primeiro porque o orçamento não nos permitia fazer nada extra, e segundo porque as pessoas estão cada vez mais exigentes. Como responsável por administrar a cidade, houve alguma coisa que a frustrou por não conseguir fazer? Uma coisa que eu gostaria que já estivesse funcionando é a UPA (Unidade Pronto Atendimento), mas ela depende de recursos para equipar, de repasse ainda do Governo Federal, que se nós tivéssemos em uma época de bonança, o município até poderia se adiantar e quando viesse o recurso comprar mais equipamentos, mas a gente não está neste período e a gente precisa deste recurso que vem do governo. A gente poderia mudar o atendimento para lá, mas hoje a população não está sem este serviço,

ele esta sendo prestado. Se vamos mudar, temos que mudar para melhor. Queremos ir para lá com tudo novo. O que é a mesma situação do teatro, eu poderia ter criado oportunidades de entregar o teatro e a gente ir usando conforme terminava. Mas, a gente quer entregar tudo pronto, e não estamos usando recursos próprios.

a partir do momento que a população usa a lei para exigir que seu filho tenha vaga na creche, a mesma lei diz que essa vaga é até três anos. Essas decisões judiciais que exigiam que colocássemos crianças nas creches foram aumentando a progressão, então tínhamos que tomar uma decisão, com dor no coração.

Houve alguma outra coisa que você lamentou? Tem a questão creche, uma coisa que pretendo cumprir até o final do mandato, que é crescer em uma proporção maior na oferta de vagas. A gente tinha no final do ano passado entregue o Lucio de Oliveira Lima, entregamos a do Santa Terezinha e fizemos melhorias onde foi possível o que aumentou o número de vagas. Com as duas novas que virão no ano que vem, daremos um grande salto no atendimento. Se pudesse ter feito isso já, estaria muito feliz. Mas, estamos em um ritmo bom.

No balanço do que foi bom e ruim neste ano, que nota a senhora daria para 2014? Por incrível que pareça, por conta de todas as coisas que a gente conseguiu, este ano a gente pode dar uma nota alta. Nosso ritmo não diminuiu, apenas tivemos uma gestão diferente. Eu daria uma nota oito para os resultados, se fizesse uma pesquisa junto à população acho que ficaríamos perto deste resultado.

Mas, a partir do ano que vem serão menos crianças nas creches, em função da adequação do município no atendimento de crianças até três anos... Não vamos gastar na construção, mas tem o custo de manutenção da creche que é altíssimo. Uma criança na creche custa o dobro de uma no ensino fundamental, e a equipe que você contrata e te que estar atendendo. São custos que não terminam. Desde que estava na diretoria de Educação venho na luta para manter as crianças de quatro e cinco anos (na creche), mas

No caso da decisão de assumir a manutenção da rede de distribuição de energia elétrica, você tomou uma decisão que ia contra o que a maioria das cidades fazia. Como foi essa decisão? Em todos os momentos – na Secretaria de Energia, nos contatos com a CPFL, nos encontros com a APM (Associação Paulista de Municípios), palestras – sempre a discussão terminava que isso ia acontecer. De 2010 para 2012, seria a segunda metade da minha administração, eu não tinha decisão tomada de que ia para reeleição, mas a hora que eu saísse, quem viria tinha que fazer as coisas acontecerem. Nós vinhamos nos

...Eu daria uma nota oito para os resultados, se fizesse uma pesquisa junto à população acho que ficaríamos perto deste resultado... IZABEL CRISTINA LORENZETTI PREFEITA DE LENÇÓIS PAULISTA

Jornal Sabadão do Povo – Qual a avaliação que a senhora faz de 2013. O que foi bom em sua opinião? Prefeita Izabel – Positivo foi, em primeiro lugar, a seriedade com que todas as frentes da prefeitura encararam o desafio de trabalhar tendo um orçamento apertado. Desde o início do ano a gente sabia que não era possível fazer muitas mudanças no que estava posto. Todas as despesas que eram investimentos, nós congelamos desde o início do ano. No segundo semestre, conforme a área o financeiro foi fazendo pequenas liberações. No final do ano, nas diretorias que preservaram recursos nós liberamos os investimentos. O maior ganho foi essa gestão responsável que casa um fez da sua área. Outra coisa foi a concretização de algumas obras, que nós realizamos com recursos que vieram através de emendas de deputados, além de coisas iniciadas e que serão realizadas no próximo ano, como a creche do Santa Terezinha e o posto de saúde do Jardim Caju. São coisas que a gente considera positivas, e teriam outras para a gente numerar.

preparando, eu sabia que ia cair para nós, então tínhamos que fazer a nossa parte. A diretoria de Tecnologia da Informação fez um mapa da cidade. Houve a possibilidade de um financiamento através do Governo do Estado, para atender a população. Quando foi para mandar para a Câmara, foi apresentado o projeto, o que tínhamos de gasto, o que a CIP (Contribuição de Iluminação Pública) cobre hoje, e que não íamos cobrir tudo. Pelas tabelas (do projeto) a grande maioria da população, que hoje paga R$ 2,20 de CIP continua, não mexe. A grande maioria da população ou não teve alteração nenhuma (na cobrança da CIP), ou tem R$ 0,70 a R$ 1 ou R$ 2. Mas, quando apresentamos, o projeto metade dos vereadores não estava aqui, então na Câmara se levantaram em defesa dos mais pobres. Isso é normal, é polêmico, mas era reajuste. Eu achei que ficou bom, porque deu tempo para todo mundo (o adiamento da Resolução da Aneel) de discutir. Na política é assim mesmo, existem lados, e se um lado quiser torcer as coisas para parecer outra, não posso fazer nada. Outro embate foi quanto ao orçamento, mas especificamente na discussão das emendas que repassavam recursos para o hospital. A senhora espera a polêmica? Esperava que não houvesse emendas, porque fizemos reuniões sobre o orçamento. O Júlio (Gonçalves, diretor de Finanças) foi na Câmara e apresentou tudo isso lá, nossas despesas, respondeu as perguntas e tudo foi esclarecido. Eu me surpreendi muito, fiquei assustada, porque era bastante. Eu poderia deixar a coisa andar e não explicar nada para ninguém e vetar. A senhora não conseguia administrar sem o valor das emendas? A necessidade do hospital é uma coisa. A nossa, de trabalhar o orçamento conforme decidimos é outra. Todo ano a gente não vai para imprensa, não solta rojão, mas a diretoria do hospital apresenta a dificuldade e dentro do nosso orçamento, tentamos resolver o problema de folha de pagamento, décimo terceiro. Todo ano isso acontece, há 40 anos, quando meu sogro era provedor do hospital e a prefeitura atuava muito menos. Eu não parei de tentar resolver. Já tinha mostrado o quanto a prefeitura iria repassar agora, que ia tentar transformar o recurso da UTI, até porque com a dificuldade de agora, é besteira pensa em ampliação – em custeio. Iriamos pedir para a sociedade. A gente estava resolvendo as coisas. As emendas tiravam dinheiro de telefone, Correios, e de coisas que teríamos que tirar dinheiro de outras para pagar. Seria um baque de saída do orçamento. Como você avaliou tudo isso? Não estou aqui para medir forças com a Câmara. Quero que a Câmara tenha o melhor mandato para a mesa diretora, o presidente e os vereadores. Eu fazer uma boa administração é bom para eles, e eles fazerem uma boa gestão é bom para mim. E a cidade só ganha. Estou aqui para fazer a coisa funcionar bem administrativamente, e neste sentido eu sou firme. Como você avalia o seu ano político? Foi bom, não foi ótimo. Não foi regular nem ruim, foi bom!


ESPECIAL

LENÇÓIS PAULISTA, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2013 A 4 DE JANEIRO DE 2014

EDITORIAL

Reflexão

2014 : Ano de ganhos ou de perdas Com o início do ano, deve esquentar a corrida pelas cadeiras do Legislativo Estadual e pelo Executivo nos Estados e no País. A eleição de 2014 promete esquentar a cabeça de muita gente, inclusive nos municípios, que têm na corrida por cadeiras do Legislativo Estadual e Federal sua maior proximidade com o pleito. Na maior parte das vezes, os deputados ‘ligam’ os municípios às esferas mais altas, entenda-se, aos recursos que elas podem destinar as cidades, principalmente para investimentos. As alianças e apoios entre vereadores e deputados é a ponte que faz essa ligação. Mais que definir novos ou mesmo nomes, a eleição de deputados, governadores e presidente é sempre um sinalizador do que deve ocorrer dois anos depois, nas eleições municipais. O partido que sai forte da primeira, tende a eleger mais prefeitos. Neste sentido, o maior desafio é do PSDB de São Paulo, acostumado a se eternizar no poder. Maior desafio até do que terá o PT, uma vez que seus caciques cumprem penas pelos crimes dos quais foram acusados, enquanto os tucanos tentam - ‘a duras penas’ - escapar de acusações tão graves quanto: superfaturamento, cartel, propina, fraudes em licitações, uma farra com dinheiro público dos transportes de São Paulo. Enquanto isso, em plena pré-campanha, Alckmin cumpriu sua promessa, esta semana, de estar presente a entrega das chaves das moradias populares construídas em Borebi, com recursos da Secretaria Estadual de Habitação. Com problemas demais para resolver – deixados por outro tucano de carteirinha – ao invés de medir forças com que está fora do poder, o prefeito Mané Frias demonstra que definitivamente conquistou o respeito do governo estadual, depois da ingerência de alguns, ligados ao próprio Alckmin, que tentaram passar por cima do poder do prefeito, durante a visita de Alckmin à região, em agosto. A estratégia era levar o governador a Borebi sem o conhecimento do prefeito, na tentativa de constrangê-lo. Frias foi firme e disse que receberia o governador com todas as honras a que direito, desde que tudo feito de forma organizada, como ocorreu ontem. O governador fez uma promessa a ele no esforço de desfazer a imagem ruim que havia ficado de gente muito próxima ao seu governo. Alckmin cumpriu a promessa. Ponto positivo, principalmente para Mané Frias, que demonstrou ter brio, e não soberba, na hora de defender sua imagem e a da cidade que administra. Para Alckmin, um passo a mais na corrida pela disputa do próximo mês de outubro. Se ações assim serão suficientes para reverter a tendência negativa que envolve seu governo, ai já é outra história. O certo é que 2014 é ano de eleição, e apesar de não ser municipal, isso implica um cenário de fortes transformações para muita gente, cenário que pode ter ganhos, mas também perdas importantes. Aguardemos.

FALE CONOSCO CNPJ: 14.647.331./0001-22 IE: 416.050.229.111 Jornalista Responsável: Tânia Morbi - Mtb: 52.193 Redação e administração Lençóis Paulista Av. José Antonio Lorenzetti, 537–Telefone – (14) 3263-1740 jornalsabadao@gmail.com CONTATO COMERCIAL: (14) 99658-9731 comercial.sabadao@gmail.com Sugestão de Pautas: (14) 3263-1740 Especial: de 28 de dezembro de 2013 a 4 de janeiro de 2014 Registrado no Cartório de Registros de Pessoas Jurídicas de Lençóis Paulista sob número 008 - Folha 15 - Livro B1 TODOS OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES

Tiragem: 3.000 exemplares Lençóis Paulista - Borebi - Agudos - Macatuba

3

Por causa de um prego perdeu a ferradura; por causa da ferradura perdeu o cavalo; por causa do cavalo perdeu a mensagem; por causa da mensagem perdeu a guerra (Imagine como um detalhe pode fazer uma diferença enorme!) PROVÉRBIO CHINÊS

www.sucatanovaquadrinhos.blogspot.com

Liberdade na cabeça Billy Mao Vivo por ai, no meu caminho. Ora me lembro e exalto o passado, não o esquecendo; ora percebo que o que existe é apenas o agora, o hoje, o já. Eles que fazem meu presente e farão meu futuro. Neste momento tão especial onde podemos rever nossos atos, conquistas, derrotas e muito mais, devemos também pensar nosso futuro. Criá-lo com pensamentos bons, positivos e atos, ainda melhores. Fazendo com que as mudanças que pretendemos comecem com a gente, comecem com a unidade e vá se tornando dezena, centena, milhares e milhões, até que o que seja realmente bom, que nos ajude a crescer, de todas as formas, se torne uma imensa multidão de seres. Não quero neste momento recorrer a pensadores, filósofos e tal para fomentar o que sinto. Não é necessário. Esse jogo rápido com que a vida se mostra serve para nos alertar de quê o que pode ser feito, precisa ser feito agora, sem rodeios. Esta data de virada de ano trás a todos a esperança de melhoras, de soluções de problemas, de riquezas e, principalmente, alegrias. Alegria por saber que podemos recomeçar, mesmo que isso seja apenas a continuação, a vantagem de quê estamos recomeçando, depois de 364 dias, nos dá aquele gás que faltava e o ânimo para que um novo ciclo recomeçe cheio de novidades. E novidade é o que devemos nos propor para o próximo ano. Ano que será cheio de polêmicas, devido as eleições que acontecerão em outubro. Não dava para deixar de comentar algo que diz respeito direto com nosso futuro. Em outubro, a

Rumo à “era dos pós-gêneros”? MARILIA MOSCHKOVICH

imposição da escolha de novos governantes através da eleição nos lança em mares de dúvidas. De todos os lados que olharmos veremos personalidades agindo, se disfarçando, enganando e até mesmo dizendo a verdade para chegar ao poder ou para mantê-lo. Nesse meio todo entra nosso trabalho de levar a informação daquilo que acontece e nos influi diretamente. Não é fácil. Principalmente quando os pactos que vão se formando desde já excluem quem poderia ser beneficiado, do debate, da opinião. As ideias e ideais vão chegando formatados, prontos. Oferecidos como a única e melhor opção para quem realmente tem o poder da mudança, da novidade: o povo. Quero aproveitar e desejar a cada cidadão, a cada leitor do Sabadão do Povo, que este novo ano que se aproxima seja realmente repleto de realizações para si e para nossa comunidade. Que a luz do novo ano nos guie por bons caminhos. Feliz 2014!

Corrupção é agenda falsa MAURÍCIO DIAS Livre da disputa interna com José Serra, o senador Aécio Neves divulgou o documento que deverá nortear os rumos da candidatura dele à Presidência da República, pelo PSDB, em 2014. Entre o discurso e o texto atacou o PT, o adversário a ser superado. Sem perder o tom mineiro, garantiu que não vai partir para o vale-tudo. Foi cuidadoso, antes de tudo. Sabe que, em jogo sem regras, a disputa entre petistas e tucanos terminaria empatada. De forma muito árdua para ele principalmente. PT e PSDB, não necessariamente nessa ordem, já dedicaram quase duas décadas de discursos acusatórios em torno do tema corrupção. Um problema sistêmico no Brasil que deve levar o cidadão a desconfiar de candidato empunhando o estandarte com a promessa de dar um fim a esse problema sem fim. Ninguém é a favor da corrupção, todo mundo é contra, afirmaria o vetusto Conselheiro Acácio, essa velha encarnação ficcional da obviedade, criada por Eça de Queirós. Combate à corrupção é agenda falsa. Dispensa comprometimento por ser dever de ofício de qualquer administrador por mais que a sociedade, como parece ser a brasileira, seja permissiva com ela. Também por isso, a teatralização política do julgamento no STF da Ação 470, popularizada como “mensalão”, em 2013, terá influência mínima, ou nenhuma, nas

Sabadão online: issuu.com/billymao/docs/

eleições de 2014. O eleitor não cai nessa armadilha. Vota por interesse concreto. Pode errar no voto, mas acerta na identificação dos problemas que o afligem e assim constrói a agenda verdadeira, desprezada pela demagogia política. Não há debate sério e constante em torno dos problemas reais. Falta consistência e argumento à oposição para enfrentá-los. Um conforto para o governo. Essa agenda é visível em todas as pesquisas. Ao longo de mais de 20 anos, trimestralmente, a Confederação Nacional da Indústria e o Ibope identificam isso. A mais recente, com pequenas variações porcentuais, repete as “áreas com pior desempenho” do governo Dilma (tabela). A saúde é a pior. Quem discordaria? A corrupção, protagonista do noticiário da imprensa conservadora e, como tal, antigovernista, aparece em quinto lugar no ranking da pesquisa. No entanto, diante da pergunta se o mal é ligado diretamente ao governo federal, o porcentual das respostas surpreende: é de zero por cento. Segurança pública, violência e educação formam o trio de pior desempenho do governo. Em empate numérico com a educação aparece o combate às drogas Mauricio Dias é Jornalista, editor especial e colunista de CartaCapital (publicado em Carta Capital)

Michelle Bachelet voltou à presidência do Chile e comemoramos que, em 2014, a América Latina vai ter quatro mulheres na presidência. É indiscutível a necessidade de comemorarmos sim, relembrarmos e reforçamos o tamanho dessa conquista. Não é pouca coisa ter mulheres na presidência, e nem é insignificante para a luta feminista. Antes de mais nada, então, um grande “VIVA!” a esse feito histórico de nossas populações! Embora quatro não seja um grande número – e nem de longe a metade, muito menos a maioria dos países da América Latina -, certamente escutaremos por aí que isso significa que vivemos numa sociedade igualitária, que mulheres já conseguem chegar à presidência então não precisamos mais do feminismo, que chegamos a uma “era do pós-gênero” ou quaisquer bobagens do tipo. Pois reparem bem: quem em geral pronuncia essas besteiras não tem a menor ideia do tamanho das violências de gênero que ainda sofremos em todos os países latinoamericanos. Estão entre os maiores índices do mundo. A OMS estima que, no Brasil, quase 29% das mulheres em áreas urbanas tenham sofrido alguma violência física ou sexual de seus parceiros íntimos, ao longo de sua vida. Nas zonas rurais, o número de vítimas salta para quase 37%. Quando somados os casos de violência sofrida também por agressores que não eram parceiros íntimos, os índices praticamente se igualam, sendo mais de 38% de mulheres agredidas tanto na zona urbana quanto na zona rural. Na Bolívia e na Costa Rica esse total passa de 60%. No Peru, enquanto nas cidades cerca de 56% das mulheres relatam ter sofrido violência, sexual ou física, de parceiro ou não-parceiro, nas zonas rurais a proporção chega a 70% – entre os maiores do mundo, e comparável ao da Uganda. Na Índia, país para onde muitas brasileiras dizem ter medo de viajar sozinhas, o índice é de 35%. Outros países com índice maior do que 50% são os Estados Unidos, Tanzânia, Samoa, Moçambique, Etiópia, Dinamarca, República Tcheca, Austrália e Bangladesh. Os dados estão disponíveis aqui. Além das violências físicas e sexuais, as mulheres continuam sofrendo a violência simbólica de serem excluídas da política em quase todos os lugares do mundo. Apenas 1/5 dos representantes parlamentares no mundo são mulheres. No continente americano, contando a América do Norte, somos menos de 25% dos parlamentares. Com exceção de Cuba, que tem quase a metade dos cargos representativos ocupados por mulheres, e da Nicarágua que tem pouco mais de 40%, os demais países da América Latina não chegam a esses números. A grande maioria fica abaixo dos 30%, sendo que o Chile – da presidente Bachelet – tem menos de 15% de mulheres na câmara “baixa” do parlamento (sem contar o Senado, onde os números são ainda menores). O Brasil não chega a ridículos 9%. A fonte desses dados também pode ser consultada, aqui, e há um mapa explicativo extremamente interessante aqui. No campo da saúde sexual e reprodutiva, num total de mais de trinta países, apenas cinco legalizaram ou descriminalizaram o aborto na América Latina – Uruguai, Cuba, Guiana, Guiana Francesa e Porto Rico. Nos demais, o aborto é totalmente proibido ou proibido na maioria dos casos. Em relação ao mercado de trabalho e aos salários, os homens ganham em média 17% a mais do que as mulheres que trabalham no mesmo cargo, em todo o continente. Isso acontece mesmo com as mulheres tendo melhores diplomas e mais anos de escolarização. Também é mais difícil para as mulheres acessarem áreas de trabalho como engenharia e ciências exatas. Esses e outros dados nos mostram com bastante segurança que as quatro presidentas mulheres não fazem verão – e nem indicam que estamos próximas de uma situação realmente igualitária. Ainda somos discriminadas e sofremos violência e exclusão simplesmente por sermos mulheres. Foi a luta feminista que permitiu que chegássemos até aqui. É dela que precisamos para continuar nos movendo. Marilia Moschkovich é socióloga, militante feminista, jornalista iniciante e escritora; às segundas-feiras contribui com o Outras Palavras na coluna Mulher Alternativa


4

ESPECIAL

LENÇÓIS PAULISTA, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2013 A 4 DE JANEIRO DE 2014

Ano fecha com 4 vítimas fatais na Avenida Jácomo Augusto Um jovem de 23 anos morreu em Lençóis Paulista, na quarta-feira, dia 25, após colidir sua motocicleta contra um poste, por volta das 16h, no bairro Jardim Caju, na Avenida Jácomo Augusto Paccola. O motociclista é a quarta vítima fatal do trânsito na mesma avenida, somente em 2013. Segundo a Polícia Militar, Luiz Tiago Picoli trafegava pela Avenida Jácomo Augusto Paccola, quando, na altura da rua Benedito dos Santos, perdeu o controle da moto e colidiu contra um poste de iluminação pública. O motociclista e a garupa, Andreza Carolina Fialho da Costa, de 21 anos, foram socorridos e encaminhados ao Pronto-Socorro Municipal em estado grave. Porém, Luiz

não resistiu aos ferimentos e morreu no hospital. Ainda de acordo com a polícia, Andreza permanecia internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em estado grave, mas estável. As causas do acidente serão investigadas pela polícia. Medo Moradores ouvidos pelo Sabadão do Povo disseram que já cobraram do poder público que seja instaladas passagens em nível, na avenida para inibir o excesso de velocidade de alguns motoristas. Porém, a informação que teriam recebido é a de que serão instalados radares no local, por isso a implantação das passagens ficariam inviabilizadas. Outro mora-

dor apontou para o risco de atropelamento na via, como já ocorreu com idoso e ciclista. “Vou colocar aqueles ferros

A Casa Caiu Foto: Rocam/PM

aqui na minha calçada, porque a lixeira já foi arrancada. Tenho medo que derrubem minha parede”, disse. Foto do leitor: Marcos Rogério Frabis

Rocam apreende moto furtada com menores

NA AV. | Resgate Integrado socorre jovem que não resistiu ao acidente; 4ª vítima

Uma equipe da Rocam (Ronda ostensiva com Apoio de Motocicleta) prendeu, no sábado, dia 21, uma motocicleta que havia sido furtada em Lençóis Paulista, sendo conduzida por um adolescente. Segundo informações dos policiais, a moto não tinha placas e o condutor tentou fugir ao perceber a aproximação da equipe. Alcançados,

os policiais confirmaram que tanto o condutor quanto o garupa eram menores de idade. A motocicleta foi apreendida e os rapazes liberados depois de ouvidos. Juntos, os dois menores somam, segundo dados da polícia, cerca de 10 registros policiais por serem surpreendidos com outras motos furtadas, por furto e tráfico.

Helicóptero faz pouso irregular na Facilpa

O helicópetero Esquilo Bell 206 da empresa paulistana de taxi aéreo, Helimarte, fez um pouso irregular na manhã de terça-feira no Recinto de Exposições “José Oliveira Prado”. Não houve pane na aeronave para que o pouso ocorresse no local. Segundo informação do piloto do aparelho, o local foi escolhido pelo passageiro que adquiriu um pacote de transporte na empresa. Informações do próprio piloto apontam que o local não é o apropriado para o pouso. “Sei que o aeroporto fica a poucos quilometros do centro urbano, porém, o passageiro informou que o local seria de seu avô e teria a permissão para o pouso”. O piloto não divulgou o nome do passageita, mas disse que ele teria afirmado para o comandante da aeronave que o local é seguro, particular e que contaria com seguranças, em uma área fechada. “Não é isso que percebi aqui, pois se trata de local público”, contou. Para o pitolo, que não será identificado na matéria, essas atitudes, de passageiros que querem mais comodidade, pousando perto de suas residências, colocam em risco a integridade do próprio piloto e da aeronave. “A responsabilidade de pousar em local seguro é minha, mas sigo o que o passageiro me repassa.

Esse passageiro terá que me mostrar a autorização para o pouso aqui, caso contrário, terei que colocar no meu relatório”, contou. O Regulamento Brasileiro de Homologação Aeronáutica (RBHA-91) aponta que eventualmente aeronaves devidadamente homologadas podem pousar em locais não apropriados desde que tenha características físicas compatíveis com a aeronave em questão (como excessão, as aeronaves oficiais) e a responsabilidade é

exclusiva do piloto, desde que não haja proibição de operação no local escolhido; o proprietário ou o responsável pelo local tenha autorizado a operação; o operador do helicóptero tenha tomado as devidas precauções para garantir a segurança dos envolvidos. Outros pontos são apontados pela RBHA-91 para que as operações sejam cobertas de segurança. Uma delas é a de quê a operação não se torne rotineira. É a segunda vez que

a aeronave pousa no Recinto. José Oliveira Prado, coordenador da Associação rural, que explora o recinto, disse por telefone que não sabia da operação no local. “Não percebi que pousaram no Recinto. Não autorizei nenhum pouso e também não conheço quem utilizou a área”. O Recinto da Facilpa é local público, com livre acesso. Porém, para operações como a que ocorreu é necessário autorização prévia e delimitação física atecipada da área. Foto: Billy Mao

Bauruenses voltando do litoral tiveram um susto no início da noite de quinta-feira na Rodovia Marechal Rondon, no km 300. A família voltava de Ubatuba, em direção a Bauru quando, sobre o pontilhão do Rio Lençóis, na altura do Jardim Primavera, o veículo em que estavam, um C3, foi bruscamente fechado por outro veículo o

que levou o C3 a tombar na pista. Os ocupantes não sofreram nenhum ferimento grave, apenas uma mulher foi atendida no PS devido ao estado de nervosismo. Segundo informação colhida no local, o veículo que fechou a família não parou. Uma faixa da via foi interditada pela Concessionária Tietê e o trânsito seguiu lento. Foto: Billy Mao

PISTA DE POUSO | Aeronave pousa na Facilpa: irregular, pela Anac

Sucuri avistada no Lago da Prata pode ser filhote

Uma cobra Sucuri teria sido avistada durante esta semana nas margens do lago da Prata, por um pescador que observava o melhor local no lago, para seu lazer. A informação chegou até a redação que prontamente se locomoveu para o lago na tentativa de também avistar e registrar a imagem do animal. Nada foi encontrado. Segundo informação de um pescador que estava no Parque do Povo, a cobra já foi avistada inúmeras vezes e deve se tratar de um filhote. “Penso que onde tem o filhote, deverá ter a mãe dele”, disse o pescador que pediu para não ser identificado. Para ilustrar uma postagem na rede de relacionamentos Facebook, o jornalista Billy Mao utilizou uma foto onde o vaqueiro de Serrinha, Ceara,

C3 é fechado e tomba na Marechal Rondon

Foto: Adriano Oliveira

PERIGO | Foto acima permitiu vários comentários em rede social e trouxe assunto à tona Adriano Oliveira, fotografou uma cobra Sucuri tentando engolir uma de suas bezerras. A mensagem no Face fazia alusão ao perigo de se encontrar um animal desses em um lago como o da Prata, no Parque do Povo - Guarujá. O vaqueiro não matou a cobra, apenas soltou a bezerra e en-

xotou a Sucuri. A falta de opção de lazer em Lençóis Paulista, já foi mostrada diversas vezes pelo Sabadão do Povo e como o Lago da Prata é um dos pontos onde há maior concentração de “banhistas”, a ideia era alertar para o perigo. Até o fechamento desta matéria, ha-

viam 213 compartilhamentos no Facebook e vários comentários sobre o avistamento e a possibilidade dos animais da foto, estarem as márgens do Lago da Prata. Para o jornalista, o número de compartilhamento e comentários demonstra que é preciso ficar atento com a informação passada pela rede. O jornalista aponta para a atenção e o que diz as postagens. “As pessoas fazem a ligação direta daquilo que está escrito, com aquilo que é imagem e em muitos casos, não chegam a ler na íntegra o que diz o texto, deixando assim, margem para a especulação. Penso que essa ligação se deve também ao fato de que eu sou fotojornalista e minhas postagens diárias sempre estão interligadas a algum fato ocorrido na cidade. Mas atenção nunca é de mais”, completa.

Rádio Fama 87.9 FM A RÁDIO COMUNITÁRIA DE BOREBI

FOGO | Fumaça pôde ser vista de Lençóis

Incêndio destroi fábrica de tecidos em Areiópolis Um incêndio no final da última terça-feira, dia 24, destruiu uma malharia de três mil metros quadrados, no km 283 da Rodovia Marechal Rondon, próximo ao pedágio, em Areiópolis. Viaturas do Corpo de Bombeiros de Botucatu, São Manuel e Lençóis Paulista; além de três caminhões pipa de usinas da região prestaram apoio, na tentativa de conter as chamas que se espalharam rapidamente. O proprietário, morador de Mineiros do Tietê, ainda não se sabe o que teria causado o incêndio, a fábrica possui aproximadamente 200 funcionários e não estava em funcionamento.O fogo começou por volta das 19h, e o trabalho para conter as chamas foi até às1h da manhã. De Lençóis Paulista era possível ver a fumaça preta que saia do local e pairou

sobre a cidade Na quarta-feira, dia 25, por volta das 6h da manhã, os trabalhos foram reiniciados para conter novos princípios de incêndio, por conta da enorme quantidade de linhas altamente inflamáveis. Segundo as primeiras informações do Corpo de Bombeiros trata-se de um incêndio de grandes proporções, mas sem vítimas. O 193 recebeu o chamado, por volta, das 19h20, através de uma viatura da Concessionária Rodovias do Tietê que passava pela pista na tarde de terça-feira e avistou a fumaça preta pela Rondon. O trabalho de rescaldo foi encerrado no final da quarta-feira e a perícia esteve no local para apurar o que teria causado o incêndio, já que não havia ninguém no predio no momento do incêndio.


ESPECIAL

LENÇÓIS PAULISTA, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2013 A 4 DE JANEIRO DE 2014

5

LEGISLATIVO

Projeto amplia direito e acesso de estudantes ao auxílio transporte

Proposta dá direito a alunos já graduados, que frequentem fora cursos existentes em Lençóis e muda proporcionalidade no percentual de pagamento

Tânia Morbi Foi aprovado em regime de urgência, na sessão extraordinária na segunda-feira, dia 23, o chamado “pacotão do auxílio transporte”, projeto que altera regras para a concessão do benefício a estudantes carentes de Lençóis Paulista. O projeto tem autoria dos vereadores Anderson Prado de Lima e Ailton Tipó Laurindo (PV). O projeto faz diversas alterações à lei que já beneficia os estudantes, mas alguns pontos se destacam como o pagamento do auxílio para estudante já graduados, possibilidade de frequentar um curso fora de Lençóis, mesmo quando este existe na faculdade local (independente da oferta de vagas), requerer o auxílio no meio do ano e a proporcionalidade no percentual do reembolso. Pela lei 2.262 de 1992, e que vigorava com diversas alterações, principalmente ocorridas em 2001 (Lei 2950), tinha direito ao reembolso do auxílio apenas alunos que cursavam a primeira faculdade, ficando sem o benefício estudantes que buscassem uma segunda formação ou frequentassem cursos de pós-graduação, especialização, mestrado e doutorado. No caso de alunos que estudam em cursos oferecidos em Lençóis Paulista, a nova lei aprovada prevê que podem ser beneficiados alunos que frequentem aulas por três ou mais dias por semana, sendo que receberão o benefício através do vale transporte específico para estudantes, se utilizarem do serviço de transporte público urbano,

Foto: Billy Mao

MANDOU BEM | Nardeli da Silva presidiu a sessão extraordinária no dia 23 de dezembro. Tranquilo, deixou a sessão transcorrer demonstrando intimidade com a posição ou se enquadrarão as novas normas da lei, desde que seja comprovado que o transporte público urbano não atende ao estudante, neste caso, o universitário terá direito ao reembolso mesmo que utilize serviços particulares de vans e ônibus. Outra mudança é a proporcionalidade no reembolso do pagamento do transporte aos estudantes, até então feito igualmente a todos com renda de até 10 salários mínimos. Com a alteração aprovada esta semana, deverão ser reembolsados em 100% do pagamento estudantes com renda de até cinco salários, cabendo aos demais (até 10 salários) reembolso de 60%. É considerada para este cálculo renda familiar obtida

pela soma dos rendimentos do requerente e de seus pais ou responsáveis legais; no caso de estudante casado, os rendimentos do casal, e, em caso de estudante que resida sozinho será considerado apenas seu rendimento. A nova lei também diminuiu de 100 para 50 horas a contrapartida que deverá ser prestada pelo estudante ao município, através de serviços de utilidade pública, em caso de decreto pelo Executivo, e criou o cadastro fixo do requerente, no qual serão arquivadas as informações relativas à documentação do estudante e seus familiares, cabendo ao estudante apenas comprovar anualmente, sempre no início do ano, a renda familiar e apresentar seu

histórico escolar do ano anterior, bem como declaração de matrícula em seu curso. Para o vereador Tipo, a lei corrige distorções feitas à lei com o passar do tempo. Tipó também lembrou que a prefeita Izabel Lorenzetti (PSDB) já havia enviado, em 2010, projeto que atualizava a concessão do auxílio, mas que foi arquivado. Prado agradeceu o apoio à aprovação do projeto. “Fomos eleitos para fazer o que fizemos agora. O projeto tem apoio unânime da Casa, porque beneficia os estudantes, categoria que dispensa comentários para o futuro de Lençóis Paulista”, afirmou. O projeto também é assinado por Jonadabe de Souza (Solidariedade).

quando recebeu R$ 651 mil. As demais entidades terão reajuste de, no máximo, 5%. As leis com autorização para os convênios com as entidades foram aprovadas na sessão extraordinária realiza-

da pela Câmara, na segunda-feira, dia 23. No pacote de convênios, ficou de fora o apoio que a prefeitura dá a Associação Rural de Lençóis Paulista para a realização da Facilpa. No ano passado, o

repasse foi de R$ 500 mil. Em 2013, a prefeitura municipal repassou R$ 3.118 milhões para as entidades, o que representa aumento para 2014 de R$ 295.200,00, aproximadamente 10% de correção.

Entidades

2013 (mil)

2014(mil)

Ação da Cidadania ADEFILP Assoc. Mulher UNIMED APAE Asilo Ass. Prot. Animais Ass. Rural (equoterapia) Ass. Shorin Ryu Hos. N.S Piedade Lar D. Angelina Zillo Legião Feminina Legião Mirim Liga Lençoense Casa Abrigo Amorada Rede de Combate Câncer

R$ 64 R$ 70 R$ 22 R$ 651 R$ 229 R$ 30 R$ 80 R$ 10 R$ 996 R$ 88 R$ 138 R$ 138 R$ 144 mil R$ 312 R$ 72

R$ 67.2 R$ 73.5 R$ 23.1 R$ 697 (7%) R$ 240 R$ 82 R$ 84 R$ 10.5 R$ 1.142 (14,7%) R$ 92.4 R$ 144.9 R$ 144.9 R$ 207.7 (44,3%) R$ 328 R$ 76

Sabadão do Povo não circulará dia 4 de Janeiro Aproveitando o feriado de 1º de janeiro, a equipe do Sabadão do Povo dará uma pausa na edição e deixará de circular no dia 4 de Janeiro de 2014. Neste período a equipe refaz as estratégias de atuação do veículo e também revê o visual do jornal. Algumas mudanças

Segura - Campinas é a cidade com maior arrecadação do tributo, em sua região, dentro de SP. Tem o maior índice, com R$ 484 milhões, um crescimento real de 4,82% em relação a 2012. Paulínia, a segunda com mais arrecadação tem R$ 421,2 milhões. Conta - A legislação federal define que da arrecadação do ICMS, 75% cabem aos estados e 25% aos municípios. A parcela pertencente aos municípios é creditada obedecendo os seguintes critérios: três quartos, no mínimo, na proporção do valor adicionado nas operações relativas à circulação de mercadorias e prestação de serviços e até um quarto, de acordo com o que dispuser lei estadual. Cadê, né? - A legislação paulista coloca seis outros critérios para a repartição da parcela remanescente do ICMS: população (13%), receita tributária própria (5%), área cultivada (3%), reservatórios (0,5%), áreas de proteção (0,5%) e ainda 2% a serem divididos pelo número de municípios. Esse conjunto define o Índice de Participação dos Municípios. Assim, quanto mais um município produz riqueza, melhor é sua fatia na partilha do ICMS. A informação é do Correio Popular, de Campinas.

Prefeitura reajusta em 44,3% repasse para LLFA Ao todo, 15 entidades assistenciais de Lençóis Paulista irão receber pouco mais de R$ 3.4 milhões em repasses feitos pela prefeitura municipal no ano de 2014. O maior reajuste, se considerado calculo proporcional, vai para a Liga Lençoense de Futebol. Em 2013, a prefeitura repassou R$ 144 mil para entidade para desenvolver as escolinhas de futebol e os campeonatos amadores, mesmas atividades de 2014, para as quais terá um repasse de R$ 207,7 mil, aumento de 44,3%. No mesmo pacote, foi aprovado convênio para repasse de recursos ao hospital Nossa Senhora da Piedade de R$ 1.142 milhão, pouco mais de 14,7% a mais que os R$ 996 destinados em 2013. Para todas as demais entidades, o reajuste não chega a 10%, como é o caso da Apae, que terá R$ 697 mil, cerca de 7% a mais que em 2013,

Faltou - A falta de novas empresas do setor industrial e de serviços tem cooperado com a situação de maus lençóis em que vários municípios paulista se encontram. Lençóis Paulista está entre estas cidades, já que em 14 anos, não foi agregada nenhuma grande empresa no município que pudesse cooperar com o aumento na arrecadação do ICMS.

deverão ocorrer, porém, a linha editorial voltada para os interesses da comunidade será mantida. O informativo De Casa em Casa, que circula com distribuição de 20 mil exemplares, se diferenciando de toda mídia impressa da cidade, deverá voltar a circulação

mensal a partir de Fevereiro, já com uma inovadora proposta. Os pontos de distribuição também continuarão os mesmos de 2013 podendo ser ampliados no decorrer do ano de 2014. O Sabadão do Povo se orgulha de ter nascido e contribuido com assuntos relevantes à so-

ciedade lençoense e borebiense pautando-se sempre pela verdade e pelo interesse de toda a comunidade. Acreditamos na nossa contribuição para o crescimento de uma sociedade mais justa e aproveitamos para desejar um feliz Ano Novo para todos os nossos leitores!

Perguntar ofende? - Um interlocutor da Coluna questionou o repasse de verba municipal para a uma entidade assistencial que leva o nome de uma empresa no ramo da Saúde. A pergunta do cidadão é: Porque a empresa não custeia o repasse já que faz propaganda de seu nome quando é evidenciado a entidade? Boneco de ventríloco - Corre nos bastidores que um político da cidade de Lençóis está as voltas com o MP e Delegacia Seccional da Polícia Civil de Bauru. Depois de supostamente mudar por várias vezes seu depoimento, em um também suposto processo, poderá ter um últimato brevemente. A partir daí, a coisa poderá mudar drasticamente de figura. Atenção, lombada! - Moradores reclamaram esta semana com o Sabadão do Povo que estão se sentindo em risco devido a falta de “redutores de velocidade” na avenida Jácomo A. Paccola. Para eles, a falta de planejamento da via coloca em risco constante os moradores. Guarda chuva - O cenário da eleição que se aproxima começa a ser moldado. Muitos candidatos acenam com a possibilidade de serem parceiros da cidade e Lençóis Paulista fica parecendo Boituva, com tantos paraquedistas que aparecem. Verde é isso - Agudos dá exemplo, novamente, de preocupação com o cidadão. Agora pretende reduzir o pagamento dos impostos se o morador cooperar com o Meio Ambiente. Diferente de apenas falar, dar o exemplo é fundamental. Veja matéria abaixo.

Agudos fica mais ecológica com ‘IPTU Verde’

Com o objetivo de tornar a cidade mais arborizada e ecológica, a prefeitura de Agudos lançou o projeto “IPTU Verde”, no segundo semestre de 2013. Através dele, o morador que plantar ou já tiver uma árvore em frente de casa, assim como uma calçada gramada, pode conseguir 5% de desconto no IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano). Para isso, basta fazer um cadastro no Setor de Fiscalização e Lançamento, no prédio da Prefeitura. Os dados são comprovados pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, com visita ao endereço da residência. O cadastramento para conseguir o benefício no IPTU 2014 terminou em 30 de outubro, porém, em janeiro, os moradores poderão se cadastrar para obter os 5% de desconto no imposto de 2015. O cadastro precisa ser atualizado todos os anos para o contribuinte não perder o benefício. “Trata-se de uma iniciativa que visa deixar Agudos ainda mais arborizada, além de ecológica com as calçadas verdes. Por consequência, a cidade ganhará uma impermeabilização natural,

que será muito útil na época de chuvas para evitar qualquer tipo de transtorno causado pelas águas. Fora isso, a população desfrutará do bem-estar que as árvores proporcionam”, destaca o prefeito Everton Octaviani. De acordo com o Setor Tributário Municipal, 45 moradores se cadastraram no programa IPTU Verde e todos conseguiram o desconto de 5% no imposto 2014. As pessoas que quiserem aderir ao projeto e plantar uma árvore em frente de casa podem adquirir, gratuitamente, uma muda na Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente de Agudos, no Distrito Industrial. A aposentada Adair Guering, moradora da Rua Francisco Peixoto Gomide, na Vila Honorina, plantou uma muda de árvore em frente de casa. Ela ganhou a planta em uma campanha da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente. “É importante que Agudos tenha mais árvores e que as pessoas participem desse projeto. O ar fica mais puro e o desconto de 5% acaba sendo um incentivo a mais”, destaca a moradora. (Assessoria de imprensa)


6

ESPECIAL

LENÇÓIS PAULISTA, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2013 A 4 DE JANEIRO DE 2014

HABITAÇÁO

Na entrega de 94 chaves, Mané Frias consegue mais 100 casas para Borebi Anúncio foi feito pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB), durante cerimônia de entrega do Núcleo Habitacional Euclides Pires Duarte, em Borebi; benefícios para o Distrito Industrial e asfalto também foram anunciados Tânia Morbi O presente de Natal chegou nesta sexta-feira, dia 27, para 94 famílias de Borebi, com a entrega das chaves dos imóveis populares construídos pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano). Mas, outras 100 famílias da cidade irão ter o mesmo presente no ano que vem, com a construção de outras 100 casas pedidas pelo prefeito Manoel Frias Filho (PR) e atendido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) durante a entrega das chaves. Prefeitos e autoridades de diversas cidades da região acompanharam a cerimônia de entrega das chaves, que contou com a presença do secretário adjunto de habitação Marcos Penido e o deputado Milton Monti (PR), que fez os pedidos ao governador, em nome do prefeito Mané Frias. “O Mané é um homem simples, que fala pouco, mas trabalha muito”, afirmou. No sorteio das casas, a Praça Rubens Pietraróia, ao lado da igreja Matriz, ficou lotada por famílias que há muitos anos sonham com a casa própria. Ao todo, 343 famílias foram habilitadas para o sorteio, que contou com a presença do Secretário Estadual de Habitação Silvio Torres, que foi recebido pelo prefeito Manoel Frias Filho. Por isso, durante o sorteio, o prefeito Manoel Frias Filhos (PR) pediu ao secretário Torres a construção de novas moradias. O pedido foi reforçado e atendido pelo governador, que anunciou ainda investimento na infraestrutura da primeira fase do Distrito Industrial, R$ 200 mil para pavimentação de ruas da ci-

Fotos: Billy Mao

Impostos e tarifas terão reajuste de 5,77% A prefeitura municipal de Lençóis Paulista irá reajustar em 5,77% o valor dos impostos e tributos municipais em 2014. A informação foi divulgada pelo diretor Júlio Gonçalves. Segundo ele, o índice é baseado no IPCA no período de dezembro/2012 a novembro/2013. O índice será aplicado ao IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano), ISS (Imposto Sobre Serviços) e taxas municipais. Com o reajuste, a expectativa é de que a arrecadação do IPTU pela prefeitura chegue a R$ 4,97 milhões e do ISS em R$ 450 mil. Com relação a 2013, o diretor informou que ainda faltam R$

CARIMBO| Alguns momentos da visita do governador; Alckmin elogiou a qualidade de casas do Núcleo Habitacional dade e um kit cinema para o anfiteatro. O Núcleo Habitacional Euclides Pires Duarte foi financiado pelo Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Habitação e CDHU, que organizou o evento. Há 13 anos não havia entrega de casas populares em Borebi. As casas entregues têm dois dormitórios (56 m2 construídos) e três dormitórios (66 m2 construídos). Possuem

piso cerâmico em todos os cômodos, azulejo na cozinha e banheiro, além de muro divisório e aquecedor solar. Para o prefeito Mané Frias, a entrega das chaves das casas conclui um ano muito difícil de sua administração, mas também de grandes conquistas para o povo de Borebi. Para o prefeito, o ano de 2014 deve ser de ainda mais trabalho, já que a prefeitura poderá desenvolver as ações e estra-

tégias de governo dentro de um orçamento que ela mesmo definiu. Com os investimentos anunciados em mais moradias e no Distrito Industrial, o prefeito avalia que a cidade dará um grande salto no próximo ano. “Estamos trabalhando para isso”, disse. “O conjunto habitacional ficou muito bonito e a cidade está muito bonita”, disse Alckmin, ao cumprimentar o prefeito Mané Frias.

Serviços mudam na próxima semana Em função dos festejos pelo ano novo, alguns serviços serão alterados na próxima semana. O serviço de coleta de lixo e as creches municipais não funcionam no dia 31 de dezembro. A coleta de lixo será no dia 30 e volta nos dias 2 e 3 de janeiro em todos os bairros. A diretoria de Saúde informa que o caminhão que realiza a coleta de entulhos e móveis velhos vai circular

novamente em 2 de janeiro. Nos demais dias da semana, o serviço será suspenso em virtude dos feriados do final de ano. O agendamento para a retirada dos materiais deve ser feito pelo telefone 3263-0020. Nos dia 31 de dezembro, não haverá expediente no Paço Municipal e demais setores. O SAAE também vai manter equipes de plantão neste final de ano.

No dia 30, os bancos funcionam das 9h à 11h, e não terão atendimento ao público na terça-feira, dia 31, último dia útil do ano. Segundo a Febraban, a população pode utilizar os canais alternativos de atendimento para realizar operações bancárias, como caixas eletrônicos, Internet Banking, Mobile Banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos

Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados). As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e os carnês que vencerem nestas datas poderão ser pagas no próximo dia útil (02/01), sem a incidência de multa. Os tributos, normalmente, já estão com a data ajustada pelo calendário de feriados (federais, estaduais e municipais).

Febraban alerta para uso de cheques na mudança do ano A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) emitiu um comunicado para alertar os correntistas sobre o preenchimento de cheques no próximo ano. A Federação informa que durante o mês de janeiro, “para os cheques datados com o ano de 2013, os bancos vão adotar procedimentos de verificação para checar se os mesmos não foram emitidos além do prazo permitido em norma para sua compensação, que é de seis meses. Se for comprovado que, de fato, houve um equívoco do cliente no preenchimento do cheque, o mesmo será compensado normalmente”. A Febraban, que compensa aproximadamente um bilhão de cheques por ano, garante que a medida vai beneficiar os clientes, tanto o depositante

100 mil para cumprir a meta de arrecadação dos tributos municipais deste ano. Em 2013 foi cobrado IPTU de 24.600 imóveis e 5.350 carnês do ISS. É esperado um crescimento para 2014, mas a prefeitura não divulgou de quanto.

quanto o emitente, e minimizará impactos e transtornos nos serviços de compensação dos bancos. Outro alerta é sobre a segurança na hora de utilizar o cheque. As dicas são para emitir sempre cheques nominais e cruzados, eliminar os espaços vazios, evitar rasuras, controlar os depósitos e retiradas no canhoto – inclusive as realizadas com cartão, evitar circular com talões de cheques e levar apenas a quantidade de folhas que pretende utilizar no dia. O correntista deve, ao receber um novo talão, conferir os dados referentes ao nome, número da conta corrente e CPF e a quantidade de cheques do talonário, além de ter cautela ao guardar os talões. A Febraban recomenda ainda destacar a folha de requisição do talão

e guardar em separado e nunca deixar as requisições ou cheques assinados no talão. A entidade aconselha que o correntista destrua os talões de contas inativas, separe os cheques de qualquer documento pessoal, não utilize caneta hidrográfica ou com tinta que

possa ser facilmente apagada, evite canetas oferecidas por estranhos, não forneça dados pessoais por telefone e nunca utilize máquina de escrever com fita à base de polietileno, pois os valores preenchidos poderão ser facilmente apagados e modificados.

Profissionais têm capacitação em Suporte Básico de Vida Profissionais da Ocas (Organização Cristã de Ação Social) e do Hospital Nossa Senhora da Piedade participaram de capacitação em BLS, sigla em inglês para Suporte Básico de Vida. foram oito horas de curso voltado a enfermeiros, técnicos e fisioterapeutas. O BLS compreende o atendi-

mento prestado a uma vítima de mal súbito ou trauma, visando à manutenção de seus sinais vitais e à preservação da vida, além de evitar o agravamento das lesões existentes, até que uma equipe especializada possa transportá-la ao hospital e oferecer um tratamento definitivo.


ESPECIAL

LENÇÓIS PAULISTA, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2013 A 4 DE JANEIRO DE 2014

7

Mundo Sustentável

Após quatro anos em queda, desmatamento na Amazônia cresceu 28% em 2013 Após quatro anos consecutivos de queda, o desmatamento na Amazônia voltou a crescer e subiu 28%, segundo números do Projeto de Monitoramento da Floresta Amazônica por Satélites (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisa Espaciais (Inpe). Os dados apresentados em novembro pela ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, referem-se ao período de agosto de 2012 a julho de 2013 e mostram que a área desmatada chegou a 5.843 quilômetros quadrados (km²). Apesar do aumento, a ministra assegurou que essa é a “segunda menor taxa de desmatamento já registrada em toda a história” desde que o monitoramento começou a ser feito em 1988. Entre os estados que mais desmataram estão Mato Grosso (52%) e Roraima (49%). Quando o cálculo é feito em quilômetros, os estados que lideram o ranking de desmatamento são o Pará, com 2.379 km², e Mato Grosso,

com 1.149 km². A ministra atribuiu esse aumento ao crime organizado. “Quem desmata 1.000 hectares sem medo de ser pego, [é porque] tem alguém dando cobertura. É inaceitável que se tenha aumento na taxa de desmatamento com base na ilegalidade. O governo federal não tolerará”, disse. Além do crescimento do desflorestamento, a ministra informou que a outra notícia era o aumento das áreas desmatadas, tendência em queda nos últimos anos. “A má notícia que se confirma é o aumento dos polígonos de desmatamento. É impactante o que aconteceu no Pará, com áreas desmatadas acima de 1.000 hectares”, disse Izabella. Essa situação ocorre ao longo do eixo da BR-163 (Cuiabá-Santarém) e indica a grilagem para especulação fundiária em terras públicas. A existência de mais de 3 mil garimpos ilegais e de grandes obras de infraestrutura também pressiona a devastação

Foto: Antonio Cruz/ABr

das florestas no estado. Em Mato Grosso, o desmatamento é feito em terras privadas para a expansão de área agrícola destinada à soja. Segundo a ministra, o desflorestamento não aumentou por falta de recursos. “Nego que haja falta de investimentos na área ambiental. Não há corte de recursos para fiscalização na Amazônia”. Ela pediu que os estados se engajem no combate ao desmatamento. “É lamentável que em alguns estados esteja ocorrendo aumento de desmatamento, mas é um compromisso nosso reverter essa tendência”, disse. Izabella informou que a pasta vai intensificar as ações de combate ao desmatamento ilegal, com radares com visor que permitem o monitoramento em período chuvoso, imagens de satélites que vão enxergar desmatamentos de até 3 hectares e com o aumento de processos criminais. As imagens de satélites usadas pelo Inpe, responsável pelo

GLOBO | Degradação na Amazônia atinge todo o planeta indiscriminadamente

Ouça a Nova RM 87,9 Programa Brasil Raiz De segunda à sexta-feira Horário: das 18h às 19h Clássicos da nossa terra, como Zilo e Zalo, Adoniram Barbosa, Cacique e Pajé, Chico Rey e Paraná, Gilberto e Gilmar, Liu e Léo, Belmonte e Amaraí e outros. Programa Brasil Mental Aos domingos: Horário: das 13h às 15h Música popular brasileira da melhor qualidade. Chico Buarque, Cássia Eller, Gilberto Gil, os Mutantes, Cauby Peixoto, João Bosco, Itamar Assumpção, Marisa Monte e grandes intérpretes. .

Reportagem de Ana Cristina Campos, da Agência Brasil, publicada pelo EcoDebate, 27/12/2013

SERTANEJO EVANGÉLICO E 100% SERTANEJO DAS 4 ÀS 6 HORAS DA MANHÃ

SEGUNDA A SÁBADO COM MAURINHO JUSTINO

NA RÁDIO DIFUSORA 1010 AM

Rádio Fama 87.9 FM A RÁDIO COMUNITÁRIA DE BOREBI

Receitas para você!

TIRINHAS Estranha Noite

Sistema de Detecção de Desmatamentos em Tempo Real (Deter), mostraram que, entre agosto e outubro de 2013, houve queda de 24% dos alertas de desmatamento e degradação em comparação com o mesmo período do ano passado. Nesses três meses, 886 km² foram devastados no bioma amazônico. No mesmo período de 2012, foram desflorestados 1.082 km². Para o pesquisador do Instituto do Homem e do Meio Ambiente da Amazônia (Imazon), Beto Veríssimo, essa tendência de queda pode ser atribuída à maior fiscalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). “O governo vem apertando o cerco contra o desmatamento e o resultado está começando a aparecer”, avaliou.

Michel Ramalho - estranhanoite.blogspot.com

Por Paulo Campanholi

chef_x@ig.com.br

PAELLA AMERICANA Paelha típica de Nova Orleans, talvez exemplo da contribuição que a cultura espanhola acrescentou à cultura negra de Lousiana. Modo de preparo 1. Coloque o peito de frango com a carcaça para ferver em 1 litro de água. 2. Após cozido o frango, retire da panela o peito, deixe esfriar, desosse e corte em cubos de 5 cm e reserve o caldo. 3. Em uma panela grande, frite a linguiça, o bacon e o presunto, até ficarem bem corados. 4. Retire as carnes e reserve. 5. Na mesma panela frite muito bem a cebola e o salsão. 6. Continue acrescentando a cebolinha, o alho, o pimentão vermelho, fritando-os bem. 7. Adicione a pimenta caiena, o louro, o tomilho e a sálvia. 8. Adicione ½ litro de caldo, deixando ferver. 9. Adicione o arroz. 10. Abaixe o fogo, tampe e deixe cozinhar um pouco. 11. Destampe a panela, adicione as carnes, veja o ponto do arroz; se necessário, adicione mais caldo. 12. Misture um pouco na panela. 13. Espere o ponto do arroz para servir. Bom apetite!!

INGREDIENTES

Os espantalóides

Cristiano Taioque - facebook.com/sucatanovaquadrinhos

1 Litro Fundo de galinha (caldo) 500 gr Frango (peito) Quanto baste Azeite 250 gr Linguiça calabresa (cubos) 250 gr Presunto cozido (cubos) 250 gr Bacon (cubos) 160 gr Cebola picada 80 gr Salsão picado ½ Maço Cebolinha verde picada 3 Unid. Alho picado 80 gr Pimentão vermelho (cubinhos) 1 Col chá Pimenta Caiena 1 Col chá Tomilho 1 Unid. Folha de louro ½ Col chá Sálvia 300 gr Arroz QB (quanto baste) Sal QB Pimenta-do-reino

Está só? Prepare-se para encontrar alguém que vai mexer com sua cabeça. Se já tem um amor, invista na sua sensualidade. No trabalho, o seu sexto sentido vai ajudarvocê a enxergar além das aparências e identificar colegas invejosos. Encontrará facilidade para obter empréstimo ou passar num concurso.Os astros prometem aquecer o carinho com alguns familiares.

Na vida a dois, é bom evitar assuntos sérios nesta semana. Mas na cama, o erotismo estará à flor da pele. No trabalho, pode esperar resultados animadores em suas iniciativas. Mas precisará conter o impulso de cobrar demais das pessoas à sua volta.Visitar parentes lhe renderá emoções positivas. Experimente.

VIRGEM

Se já encontrou sua carametade, fale sobre seus desejos e fantasias. A semana será ideal para fincar os pés no chão e se concentrar nas coisas práticas. Atenha-se a gastos inadiáveis. O ambiente de carinho entre você e seus parentes próximos será fácil de manter. Basta não supervalorizar os pequenos erros de cada um.

Se já divide o travesseiro com alguém, aposte na sua sensualidade para aumentar a intimidade entre vocês. Trabalhando em equipe, conseguirá mostrar suas qualidades. O bom entrosamento com os colegas contará pontos a seu favor.Procure se dedicar mais aos familiares e não irá se arrepender.

PEIXES

LEÃO

CANCÊR

Há boas chances de se apaixonar perdidamente, talvez com alguém que more em outra cidade. No trabalho, os astros aconselham manter os pés no chão e avaliar todos os prós e os contras de querer virar a mesa. Na hora de gastar dinheiro, tente ficar em seu ritmo habitual. Parentes de outras cidades poderão ajudar a visualizar novos caminhos para sua vida.

AQUÁRIO

Poderá dar as cartas no amor. Mas, não vá usar isso apenas para dominar o par. Sua alegria e generosidade conquistaram o coração da pessoa amada. Lembre-se disso! Os papéis se acumulam na sua mesa? Reserve um tempinho para organizar tudo. Tanto a família quanto os amigos irão requisitar você para festas. E você vai curtir bastante.

No amor, os astros prometem encontros quentes. No trabalho, terá ideias bem eficientes e aproveitáveis e saberá agir no momento exato. Não descarte a assinatura de um contrato vantajoso para suas finanças. O entendimento com os entes queridos será mais fácil. Momento favorável para relacionarse com seus irmãos.

CAPRICÓRNIO

GEMEOS

TOURO

Está confusa em relação a um paquera? Saia para dar uma caminhada enquanto coloca as ideias no lugar. Se tem par, o clima é de entrega. Você vai tirar de letra o trabalho em equipe. Com relação a dinheiro, antes de realizar um sonho, analise as condições para não se arrepender depois. Festas, reuniões e outros eventos vão trazer momentos agradáveis.

Se o seu coração já tem dono, é hora de usar a facilidade de comunicação para descobrir um aspecto surpreendente da pessoa amada. Não deixe que a vida pessoal interfira na profissional. Procure economizar mais. Dê um jeito de ficar mais tempo junto dos parentes queridos, que isso alimentará seu coração.

SARGITÁRIO

LIBRA

Se tem um amor, não perca tanto tempo pesando prós e contras. A dica é aproveitar o momento que é bastante favorável ao romance. Marte traz bastante pique neste período. Use-o no trabalho, pois será recompensada, inclusive financeiramente.Retome sua típica diplomacia para manter a paz nas festas natalinas.

Na vida a dois, estará mais feliz do que nunca. Se busca um amor, sua simpatia atrairá uma pessoa sexy e inteligente. No trabalho, aposte na sua confiança e não abra mão de suas ideias. Tire vantagem disso. Planeje seus gastos. Fase excelente para lidar com crianças de um modo geral, principalmente com os filhos, se os tiver. Esses encontros despertarão sua jovialidade.

ESCORPIÃO

ARIES

H O R Ó S C O P O

Namorando? Abuse do fato de ser quente por natureza. Se quer conquistar, olhe firme nos olhos de quem deseja. Sua eficiência é seu melhor trunfo para chegar mais longe no trabalho e progredir financeiramente. Procure estar mais tempo com quem pode confiar, principalmente algum parente ou amigo que lhe dá proteção emocional.


8

ESPECIAL

LENÇÓIS PAULISTA, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2013 A 4 DE JANEIRO DE 2014

Avilapan

FERMENTO FRESCO LEVASAF

PRODUTOS DE PADARIAS E CONFEITARIAS Rua Otaviano Brizola, 168 - Vila Mamedina _ Lençóis Paulista - SP Fone: 14-3263.7300 - e-mail: avilapan@hotmail.com

ACEITA-SE CARTÕES DE CRÉDITO Elson Avila

(14) 99643.4517 PRIMEIRO - Beatriz Lima Prenhaca comemorou com os pais Ricardo Prenhaca e Adriana Lima, junto com amigos e familiares seu primeiro aniversário. Parabéns ao casal pela linda filha. A festinha foi animada no estilo “Turma da Mônica”, no Recanto BAP.

“Uma história curta, porém, repleta de intensidade, repleta de gestos dignos e de amor. Nosso, amigo, nosso irmão, se foi neste momento para nos encontrarmos, todos no futuro...” Luiz Tiago Picoli

Amigos e Familiares

FESTA - O vereador Ailton Tipó distribuiu dois caminhões de brinquedos pelos bairros da cidade, ato que acontece já há mais de uma década. A cidade foi tomada pela caravana organizada pelo vereador e a criançada mais que aprovou a festa.

COMEMORA - Emerson Adriano, a frente do Grupo “Bote a Boca no Trombone”, do Facebook, saiu da rede para ganhar a rua. No evento organizado na Cecap, o Boca no Trombone comemorou 2 anos na internet com música, pipoca e bastante atitude. E vem novidades por ai, aguardem!!!

Sabadaodo povo 46  

Jornal semanal de Lençóis Paulista, Borebi, Agudos e Macatuba. Circulação gratuita!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you