Page 1

TEMPO E TEMPERATURA

HOJE

Máxima: Máxima:

27C° 34C°

Minina: Minina:

20C° 22C°

AMANHÃ Máxima:

31C°

Minina:

21C° Fonte: Climatempo

HOJE

LENÇÓIS PAULISTA BOREBI - AGUDOS MACATUBA

SÁBADO, 26 DE JANEIRO DE 2013 - EDIÇÃO Nº 68 - ANO 2 - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA Fotos: Billy Mao

AVIAÇÃO | Conquest,

ENTREVISTA | Vere-

da Inpaer, pousa no ae-

ador Anderson Prado

roporto municipal onde

fala de sua busca pela

terá Centro de Treina-

implantação da Guar-

mento e assistência téc-

da Municipal, Legisla-

nica especializada

tivo e herança política Pág. 8

Pág. 9

Enquanto isso, explode

a violência DESENVOLVIMENTO | Em

fevereiro, a fiscalização mira os mototaxistas que deverão estar devidamente regulamentados com novo treinamento.

Pág. 5

SEGURANÇA PÚBLICA | Insegurança, é esta palavra que se ouve em todos os estabelecimentos comerciais de Lençóis Paulista, depois da onda de assaltos e até a explosão de um caixa eletrônico, no início da semana. Pág. 4

Prefeitura abre concurso Civil encontra drogas e público para 21 vagas roupas furtadas A Prefeitura de Lençóis Paulista abre na próxima segunda-feira, dia 28, inscrições para o concurso público para preencher 21 cargos. As inscrições devem ser feitas somente pela internet até o dia 10 de fevereiro, no site da Prefeitura Municipal. As taxas de inscrição são R$ 50,00 ou R$ 30,00, dependendo do cargo. As vagas são para agente administrativo, agente comunitário de saúde, agente de serviços gerais,

agente de vigilância eletrônica, agente escolar, assistente de saúde da família, desenhista projetista, monitor de creche, monitor cultural, motorista, padeiro e vigilante.

Em uma operação conjunta, na quarta-feira, dia 23, as polícias Civil e Militar apreenderam drogas e três homens foram detidos, sendo um deles menor de idade, suspeitos de envolvimento com tráfico de drogas e com furtos ao comércio. Em duas residências do bairro Maestro Júlio Ferrari foram localizados 100

gramas de cocaína, 200 gramas de maconha, peças de roupa e etiquetas de lojas da cidade, que foram furtadas no começo do mês, e cerca de R$ 100. Segundo o Tenente Roberto Trujillo Júnior, foram cumpridos mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça. Os três detidos já eram conhecidos dos meios policiais e tinham registros por tráfico, furto e roubo. Página 4

BOREBI | Máquina trabalha na vicinal de acesso à cidade onde a chuva causou a destruição da passagem tubular. Prefeitura fez a limpeza da via (ao fundo, na foto) e a Concessionária Rodovias Tietê faz a reconstrução da passagem, que deverá estar liberada para tráfego a partir de quarta-feira. Pág. 7

ABANDONO | A moradora que teve sua casa afetada por um muro da antiga Destilaria Central, aguarda processo na Justiça para ser indenizada pelo dano. Embora esteja há quatro anos longe do imóvel, que foi interditado, continua pagando pelo financiamento. A Destilaria permanece abandonada, servindo de abrigo para viciados e causando medo à população vizinha. Pág. 7

DENGUE |

Confirmado ontem o primeiro caso de dengue em Lençóis, em 2013. A paciente é uma mulher, de 44 anos, moradora do Júlio Ferrari, que contraiu a doença em Mato Grosso. Segundo a assessoria da Prefeitura, a diretoria de Saúde já fez o bloqueio na região e intensificou medidas de combate à proliferação do mosquito aedes aegipty.

MST |

Integrantes do Movimento Sem Terra estão acampados na entrada de Borebi e amanhã decidirão, em assembléia, se ocupam ou não alguma outra área da região.

Pág. 3


2

OPINIÃO

LENÇÓIS PAULISTA, 26 DE JANEIRO DE 2013

EDITORIAL

Reflexão “Uma sociedade só é democrática quando ninguém for tão rico que possa comprar alguém e ninguém seja tão pobre que tenha de se vender a alguém.”

Enquanto é tempo Setores da sociedade lençoense se manifestaram sobre o crescimento da violência em Lençóis Paulista, especialmente, depois que uma de suas autoridades, o delegado titular da Polícia Civil afirmou que apenas hoje a cidade vive a realidade do resto do país nesse quesito. Hora em alarde, hora em murmúrio, o reflexo do desabafo do delegado pode ser percebido, através das ações que começam a trazer luz ao problema. Segurança pública sempre deverá ser responsabilidade de autoridades estaduais e federais, que têm mais recursos e condições de combater quem infringe a lei. Mas cabe aos municípios, sim, debater e procurar formas de minimizar o problema, uma vez que ele acontecesse de forma micro, nas ruas e casas das cidades. Chegou a hora da sociedade lençoense, enquanto é tempo, debater abertamente possibilidades, sugestões e alternativas que tragam de volta a imagem de cidade pacata e tranquila, que Lençóis perdeu, tem algum tempo. A sociedade não pode ser hipócrita e se basear em aspectos positivos para fingir que tudo está bem. Não está! Desde o roubo, com estiletes e facas colocados nos pescoços de estudantes e mães de família, a bombas explodindo caixas eletrônicos, jovens violentadas e invasões que dão prejuízo a comerciantes e levam o comerciário a tratamentos psicológicos por pânico, não se pode aceitar e esperar que o Estado e a União resolvam. É preciso agir!

Coluna do Portes

A questão da coisa pública A denúncia feita por um vereador borebiense sobre uso de máquina da Prefeitura para causas próprias do prefeito Mané Frias, demonstra aquilo que já era esperado em Borebi. Nada de novo, apenas a forma desesperada de fazer oposição pelo simples fato de prejudicar essa administração que começa encarando tudo de frente. Mostra também que a oposição, esta sim, se pauta em benefício próprio, quando exclui o cidadão do serviço público. Ou seja: estão vivendo 20 anos no passado, fora da época de inclusão, inclusão que acontece em todos os setores da sociedade. Os argumentos pífios usados pelo vereador demonstram também que seu trabalho deve ser para poucos, ou, para os que o elegeram e não para a cidade. Como construtor, já vivi experiências desagradáveis quanto aos problemas das enchentes e rompimentos de represas e sei que nessa hora, a única ideia que passa pela nossa cabeça, é ajudar o cidadão comum, seja ele quem for. Se serve de parâmetro para a preocupação do vereador, aponte as responsabilidades de quem deixou a frota municipal sucateada no pátio da Prefeitura, levante os benefícios realizados para poucos no decorrer de 20 anos. Ai sim, estará legislando pelo povo borebiense e por uma causa nobre. Não é fazendo oposição, por simples oposição, que os eleitos em Borebi levarão o município ao desenvolvimento. A não ser, claro, que seja justamente esta estagnação social e que a base oposicionista esteja procurando. Se for isso, é lamentável para o povo. Norberto Portes é construtor

FALE CONOSCO CNPJ: 14.647.331./0001-22 IE: 416.050.229.111 Jornalista Responsável: Tânia Morbi - Mtb: 52.193 Redação e administração Lençóis Paulista Av. José Antonio Lorenzetti, 537– Telefone – (14) 3263-1740 jornalsabadao@gmail.com billymao@gmail.com Sugestão de Pautas: 9104.6460 Impresso no Jornal da Cidade de Bauru - SP CNPJ: 45.012.218/0001-02 Lençóis Paulista - Borebi - Agudos - Macatuba

Jean Jacques Rousseau

Sabadão online: issuu.com/billymao/docs/

OPINIÃO

A Copa e a desconstrução do cidadão BILLY MAO É estarrecedor o desamparo pelo qual a população brasileira tem passado quando o assunto é Saúde. Para constatar isso, basta ligar a TV em qualquer programa jornalístico. Até mesmo a magnânima TV Globo, que evitava mostrar essas verdades do Brasil, não esconde sua insatisfação com o descaso ao cidadão. Segundo matéria publicada no jornal Estado de São Paulo, apuração feita pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mostra que o Governo teria destinado em seu orçamento do ano 2000, cerca de 4,1% para a Saúde, investimento comparado ao aplicado em países como os da África. Dez anos depois, o Governo suplementou o percentual para 5,9%, enquanto a media mundial era de 14,3%. Do total gasto no país com a Saúde, 56% saíram dos bolsos dos cidadãos e não dos serviços do Estado. Sabendo desses percentuais fica fácil perceber a deplorável situação em que se encontra a Saúde Pública no Brasil. O sucateamento do sistema de Saúde brasileiro é intrínseco à forma com que governantes de todos os níveis percebem a saúde da população. Fosse diferente, não teríamos o sucateamento de frotas nos municípios e nem a espera desesperada por uma vaga em qualquer hospital de especialidades, como acontece diariamente. O que choca mais quando percebemos que

o recebimento de atenção que a população tem de seus governos é próximo do nulo é ver a quantidade de dinheiro investido em obras como dos estádios para a Copa que se aproxima, ou os milhares de reais investidos em obras intermináveis, além da corrupção que desfila nos meandros públicos. Esta semana recebi um pedido de ajuda de um leitor para que eu informasse um caminho para que um familiar seu tivesse o atendimento devido ou um encaminhamento de internação, aqui mesmo em Lençóis Paulista. Ia sugerir que procurasse pelo diretor de Saúde, já que ele tem o poder de interferir no processo de internações. Bom, optou-se por internar o familiar de meu leitor aqui mesmo em Lençóis. Acontece que ele aguardava uma vaga há dois dias e estava sendo “atendido” na ala do Pronto Socorro. Isso aconteceu aqui, do nosso lado. Em cidades da nossa região e, principalmente, em grandes cidades e capitais brasileiras, a situação é muito, mais muito pior. Pacientes são atendidos em macas espalhadas por corredores de hospitais. Isso quando há maca. Caso contrário, são deixados esparramados pelo chão, como animais. Enquanto isso, como dizia acima, os custos com a construção de estádios Brasil

afora, certamente últrapassará a casa dos R$50 bilhões. Incluíndo ai propina para empreiteiro, superfaturamento de materiais, entre muitas outras coisas. Ainda em tempo, leve em conta o preço para assistir os jogos da Copa nesses estádios. É a verdadeira comparação de comer chuchu e arrotar peru (para ser bem escatológico, assim como são nossos governantes). E assim, seguimos nesse início de século, Trabalhando pesado para pagar nossos caros impostos, entregues ao abuso do poderío político, implantado para usurpar nossos direitos em benefício de uma minoria. A mesma minoria que quando precisa de tratamento de Saúde, procura pelos melhores especialistas estrangeiros e não por uma rede pública sucateada. Por bem, algumas cidades, como a nossa Lençóis, ainda podem contar com o apoio da iniciativa privada que se dispõe a fazer seu papel social sem necessitar de mídia. Não fosse por essas e outras ações, como a dos próprios cidadão colaboradores, instituições como o Hospital Nossa Senhora da Piedade estariam tão ou pior do que aqueles que assistimos atônitos pela TV. Billy Mao é jornalista e repórter fotográfico do Jornal Sabadão

A nova Lei dos motoristas - Lei nº 12.619/12 ADVOGADOS Antes da nova legislação, os motoristas eram considerados trabalhadores externos, que não se submetiam ao controle da jornada de trabalho. A nova normativa trouxe uma série de regras e institutos para controlar a jornada desses trabalhadores. Mas como ficam os empresários que dependem dessa atividade para movimentar as suas mercadorias? Bom, atualmente, as empresas podem se utilizar de três modalidades de transporte: contratar transportadores autônomos de cargas, terceirizar o serviço de transporte ou contratar motoristas empregados nos termos da nova lei. Os transportadores autônomos de cargas são as pessoas físicas que transportam exclusivamente cargas, de forma profissional, para uma ou várias empresas, sem vínculo empregatício. Devem ter uma prévia inscrição no Registro Nacional de Transportadores Rodoviários de Cargas da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Esses transportadores podem ser Independentes, quando prestam serviços a um empresário em caráter eventual e sem exclusividade, com o frete ajustado a cada viagem, ou Agregados, quando disponibilizam veículo de sua propriedade ou posse para ser dirigido por ele próprio ou por preposto seu, a serviço exclusivamente de uma empresa, através de remuneração certa. Em nenhuma dessas hipóteses o transportador será empregado, sendo a contratação de natureza comercial, cabendo à Justiça Comum, e não à Trabalhista, dirimir os conflitos que surgirem. Por outro lado, os empresários podem optar por contratar uma empresa especializada no transporte de mercadorias. Contudo, algumas cautelas devem ser observadas. Primeiro, a atividade de transporte não pode estar incluída no objeto social da empresa contratante, para que não haja a terceirização de atividade-fim. Além disso, não pode haver pessoalidade nem subordinação direta com relação aos motoristas terceirizados, ou seja, o serviço pode ser prestado por quaisquer dos motoristas da empresa especializada e será esta quem comandará a prestação dos serviços. A inobservância das cautelas mencionadas acarretará o reconhecimento do vínculo empregatício direto com a empresa contratante. Já para os empresários que precisam manter motoristas empregados em seus quadros, a nova lei estabeleceu como direitos desses profissionais o acesso gratuito a programas de formação e aperfeiçoamento profissional, o atendimento específico pelo SUS, a proteção do Estado contra ações criminosas, a não

responsabilização por dano patrimonial decorrente da ação de terceiro, o seguro obrigatório custeado pelo empregador e o controle fidedigno da sua jornada de trabalho. Aliás, a jornada de trabalho é a temática mais controvertida da novel disciplina. Antes da Lei nº 12.619/12, os motoristas, em regra, exerciam trabalho externo sem o controle de seus horários, de forma que a Suprema Corte Trabalhista entendia que o tacógrafo, por si só, não era suficiente para administrar o tempo de trabalho desses profissionais (Orientação Jurisprudencial nº 332 da Subseção 1 Especializada de Dissídios Individuais do Tribunal Superior do Trabalho). Com a nova lei, os empregadores foram incumbidos da responsabilidade de controlar a jornada de trabalho e o tempo de direção dos motoristas, através de anotação em diário de bordo, papeleta ou ficha ou meios eletrônicos idôneos instalados nos veículos, admitindo, então, o controle mediante tacógrafo. Portanto, jornada de trabalho e tempo de direção foram diferenciados pela lei, conforme se verá a seguir. O tempo de direção consiste no período em que o motorista mantêm-se efetivamente conduzindo o veículo e não pode ultrapassar 4 (quatro) horas contínuas. Assim, a cada 4 (quatro) horas na direção, o empregado deve descansar 30 (trinta) minutos, podendo fracionar em, por exemplo, 2 descansos de 15 (minutos) a cada 2 (duas) horas na direção. O motorista só não pode fracionar se já estiver na condução por 4 (quatro) contínuas. A única exceção admitida pela lei é a prorrogação dessas 4 (quatro) horas contínuas por mais 1 (uma) hora para que o motorista chegue em a local seguro ou a seu destino. Já a jornada de trabalho é entendida como todo o tempo em que o empregado fica à disposição do empregador, podendo ser definida por acordo coletivo de trabalho ou convenção coletiva de trabalho, desde que observado o limite máximo de 8 (oito) horas diárias e 44 (quarenta e quatro) semanais, previsto na Constituição Federal. A jornada diária pode ser prorrogada por até 2 (duas) horas extraordinárias e, havendo acordo ou convenção coletivos, o excesso de horas em um dia pode ser compensado com a correspondente diminuição em outro. No que concerne aos intervalos, o motorista tem direito a uma pausa de, no mínimo, 1 (uma) hora para refeição, de repouso diário de 11 (onze) horas a cada 24 (vinte e quatro) horas e descanso semanal

de 35 (trinta e cinco) horas. Há, ainda, disciplina própria para os motoristas que realizam viagens de longa distância, em que o empregado permanece mais de 24 (vinte e quatro) horas fora da base da empresa, matriz ou filial e de sua residência. Nesse caso, o descanso semanal será de 36 (trinta e seis) horas por semana trabalhada ou fração semanal e será usufruído quando o motorista retornar à base ou domicílio, podendo ser fracionado em 30 (trinta) mais 6 (seis) horas se cumpridas na mesma semana e em continuidade a um período de repouso. Mas as grandes novidades da lei são o tempo de espera, o de reserva e a jornada 12x36. O tempo de espera consiste no período que extrapola a jornada normal do motorista e durante o qual ele aguarda a realização de operações de carga ou descarga ou as fiscalizações em barreiras fiscais ou aduaneiras de fronteira, sendo indenizada com base no salário-hora normal acrescido de 30% (trinta por cento) Ainda não há um posicionamento consolidado da Suprema Corte Trabalhista, mas, considerando a literalidade da lei, essa indenização não repercutirá no pagamento de outras verbas trabalhistas. Já o tempo de reserva representa o período que excede a jornada normal de trabalho e durante o qual o motorista que está trabalhando em dupla repousa no veículo em movimento. Esse tempo será remunerado na razão de 30% (trinta por cento) da hora normal, ou seja, a tendência é que esse valor repercuta nas demais verbas. Por fim, a lei possibilitou que as empresas ajustem com os Sindicatos obreiros a jornada de 12 (doze) horas de trabalho por 36 (trinta e seis) de descanso, mediante acordo coletivo ou convenção coletiva de trabalho. Assim sendo, se, por um lado, a nova lei foi rígida quanto ao controle da jornada dos motoristas, impondo novas regras e criando institutos inéditos; por outro lado, permitiu aos empresários que negociem com os Sindicatos obreiros as melhores condições para a cada atividade em particular. Portanto, é indispensável que as empresas busquem em sua assessoria jurídica a orientação pormenorizada sobre quais formas de contratação são mais indicadas para ambos os lados – capital e trabalho. Ageu Libonati e Alex Libonati são advogados do Escritório Libonati Advogados Associados e Assessores Jurídicos no Escritório Lençóis


HOJE

LENÇÓIS PAULISTA, 26 DE JANEIRO DE 2013

Ação impediu que represa rompesse, diz Mané Frias Billy Mao Uma denúncia infundada, segundo o prefeito de Borebi, Manoel Frias Filho (PR), feita pelo vereador Amarildo Bueno (PSDB), sobre uso irregular de equipamento da Prefeitura Municipal levou o prefeito a se pronunciar sobre o que aconteceu no sábado passado, durante as chuvas que atingiram a cidade. Mané Frias disse à reportagem do Sabadão que devido à chuva e ao rompimento das represas, por sua posição como prefeito não poderia ter agido de forma diferente: atender um problema de cunho emergencial. “Eu não podia simplesmente deixar de lado um problema que afligia aquela família. É para isso que fui eleito, para atender a necessidade estrutural do município, não posso fazer distinção de quem será ajudado”, contou. Mané informou que para evitar que uma represa se rompesse, moradores e funcionários da Prefeitura obstruíram a passagem da água para que a represa fosse baixando e não piorasse ainda mais a situação. “Inclusive, segui recomendação da equipe da Defesa Civil de Lençóis Paulista, que esteve em Borebi. Quando viram que a represa poderia romper, apontaram que

abrindo uma passagem a água baixaria calmamente. E foi o que aconteceu”. Depois de ter facilitado a passagem da água, o buraco formado dificultava a passagem de moradores de um dos lotes da propriedade, em direção à cidade, atrapalhando inclusive que os moradores chegassem até o centro. “Assim como foi aberto o buraco na barragem para facilitar a saída da água, era necessário fechá-lo. Como é um benefício para o cidadão borebiense, mandei a máquina fazer o serviço. Aquela área não é minha para fazer melhorias em benefício próprio. Até mesmo uma moradora postou em um site de relacionamentos da internet que ficou sem dar vacina em sua filha porque estava ilhada e não podia sair. Fiz o que qualquer prefeito faria em meu lugar. Essa denúncia é infundada”, justificou o prefeito. Mané Frias afirmou que qualquer benefício para o município será realizado sem medir esforços. “Não podemos pensar no Executivo como sendo para beneficiar apenas uma parcela da população. Um vereador não legisla apenas para quem o elegeu. Fosse assim, nenhum município se desenvolveria. Posso citar o exemplo de Lençóis Paulista,

Fotos: Billy Mao

FIRME - O responsável técnico pelo serviço, João Luiz de Camargo contou à Coluna que é praxe a Concessionária socorrer os municípios onde existam vicinais sob sua responsabilidade. “Claro que o prefeito indo em busca desse serviço e diante da urgência, a gente agiliza os trâmites”, disse.

OBRA| Frias durante recuperação da avenida onde a chuva causou estragos em vários pontos, destruindo pontes, passagens tubulares. Então, a Prefeitura não pode mandar as máquinas porque a área atingida é particular? E a parcela da comunidade rural que se utiliza das passagens, ficará esquecida? Não. É obrigação da Prefeitura oferecer condições para quem quer que seja”, disse. Na tarde de quarta-feira o prefeito de Borebi esteve com o promotor Daniel Passanezi Pegoraro para conversar sobre seus 20 dias de mandato e os problemas que já enfrenta na cidade. Segundo Mané, o promo-

tor disse que está acompanhando os acontecimentos em Borebi e os processos que envolvem a cidade. “Ele, promotor, foi muito receptivo com nossa visita e se demostrou acessível para possíveis dúvidas que venhamos a ter no decorrer do mandato”, disse o prefeito Mané Frias. Durante a semana, o Jornal Sabadão tentou contato com o vereador Amarildo Bueno, que fe a denúncia contra o prefeito, mas o número de um celular conseguido em Borebi estava desligado ou com problemas técnicos e não foi possível contato para que falasse sobre a denúncia.

MST se organiza para reivindicar áreas para famílias da região Agudos/Borebi As 15 famílias do Movimento Sem-Terra, que se alojaram em uma propriedade rural, localizada na Rodovia da Amizade, que liga Borebi a Agudos, no último domingo, dia 20, devem decidir amanhã se permanecerão no local, em uma reunião com os coordenadores do assentamento Noiva da Colina, que fica em Borebi. Segundo o coordenador do grupo Willian Miranda Cabeçoni, a ocupação do último domingo pretende chamar a atenção para a necessidade de assentar famílias da região. Durante a semana, o prefeito de Borebi Manoel Frias Filho intermediou o diálogo entre o coordenador e representantes da empresa proprietária da área ocupada, que se dispôs a ajudar no que for possível. “Esse local é de passagem, não estamos reivindicando essa área. Nossa intenção é usar o local para começar a organizar o acampamento e a partir dai, fazer o cadastro para o INCRA (Instituto de Reforma Agrária, do Governo Federal). O acampamento é um meio de dizer para o Governo que queremos a terra. A reivindicação do acampamento é pelas áreas que o INCRA deu laudo de improdutivas, na região entre Borebi, Agudos e Lençóis Paulista, e também as terras publicas, processo que se arrasta há mais de 10 anos. Nas terras públicas são cerca de 500 famílias assentadas e em terras particulares 700 famílias já tem seu lote homologado. Dessas, apenas 100 são da região”, explicou Cabeçoni. De acordo com o coordenador, cerca de 60 famílias da região já fizeram o cadastro de interesse em receber áreas nas proximidade de Borebi e Agudos, para desenvolver atividades agrícolas. É preciso que todos se organizem em um acampamento para dar início à reivindicação e ao processo de assentamento,

FORTE - A semana começou com a disposição da Concessionária Rodovias Tietê em atender um pedido do prefeito de Borebi, Mané Frias, para que fosse dada atenção para a vicinal de acesso à cidade.

CÓLICA - A oposição borebiense parece não estar preocupada com o bem comum do cidadão. Esta semana, o vereador Amarildo Bueno acusou o prefeito Mané Frias de usar indevidamente a única máquina da Prefeitura, que ainda funciona - a patrol está danificada e encostada no pátio municipal há alguns meses - para causas particulares. A denúncia foi feita ao jornal da Cidade de Bauru. BUSCOPAN - Para Mané Frias, o que está acontecendo é que querem prejudicar o trabalho feito para o povo. “Não vou perder meu tempo acusando a administração anterior. O que eu sei é que sobrou uma máquina em condições de uso e vou usar em benefício de quem precisa”, afirmou. ERVA DOCE - Esta semana o prefeito de Borebi esteve no gabinete do Promotor de Justiça Daniel Passanezi Pegoraro, para informá-lo dos problemas enfrentados nesses 20 dias de mandato. Pelo que a Coluna pode apurar, a conversa foi positiva para o município. CORDIAL - Além da conversa com o Promotor, Mané Frias ainda teve um encontro com o vice-prefeito de Lençóis Paulista, José Antonio Marise, no Saae, para falar sobre assuntos hídricos. ÁGUA - A Prefeitura de Borebi deve dar início, em breve, a um levantamento da bacia do Rio das Antas. No projeto, poderão ser previstas ações preventivas contra estragos, causados inclusibe pelas enchentes, além de outras ações que sejam positivas ao rio.

RUMO| Reunião neste domingo definirá destino das famílias acampadas conforme explicou Cabeçoni. “O único grupo que poderia ser assentado na região é o grupo que está na fazenda Agrocentro, que foi parcelada e só não está homologada. São cerca de 80 famílias que estão na terra. Das outras fazendas que podem ser reivindicadas, na prática, não tinha nenhum grupo articulado para fazer a reivindicação. Agora tem o grupo que cadastramos e cada vez chega mais gente para fazer o cadastro, o que quer dizer que na região existe muita gente que quer ter a terra de fato”, comenta. Sem assistência Se existem problemas para a formação de acampamentos, para as famílias que conquistaram sua terra em assentamento, a situação não é muito melhor, segundo o coordenador do MST, em Borebi. Falta apoio e assistência técnica para os agricultores, que na maioria das vezes, não conseguem empregar bem os recursos iniciais que recebem do Governo Federal

e acabam desestimulados de trabalha na terra. “Uma terra como do assentamento Zumbi dos Palmares, que precisa de destoca e é degrada, necessita ser corrigida, mas o agricultor que já não tem formação, também não recebe assistência técnica, por isso não consegue se desenvolver. O Governo também não faz a parte de infraestrutura (água, estradas e destoca), o que acaba levando o agricultor a não se desenvolver”, relata Willian.

Ocupações das sedes do INCRA em São Paulo e Iaras pretendem chamara a atenção para a situação dos assentados. “A relação do INCRA com os assentamentos hoje é muito triste de se ver. Tem assentamentos com mais de 10 anos que ainda não tem água, como o nosso que tem cinco anos, Noiva da Colina, que até hoje não tem estrada, a rede de água é muito precária. Então tem para se avançar na produção dos assentamentos”, concluiu.

LAZER - Outro projeto que está ligado diretamente ao Rio das Antas é o Ecoparque, que a administração quer construír para oferecer lazer para Borebi e para futuros visitantes da cidade, incentivando o Turismo, uma das possibilidades de aumentar a arrecadação do pequeno município e tornar sua economia mais forte e independente dos governos Estadual e Federal. CADERNETA - A gestora de Assistência Social de Borebi, Cássia Barbosa de Moraes, está fazendo um levantamento socioeconômico da população do município para, com as informações, organizar ações assistenciais. Este levantamento servirá para favorecer o cidadão que realmente necessita. TRABALHO - Os benefícios eventuais, como a entrega de cestas básicas, continuarão sendo aplicados, mas para a gestora, com o levantamento ficará fácil de

3

pontuar esses problemas e conseguir sanar essas eventualidades. “Não podemos colocar as famílias em um estado vexatório, precisamos atendê-las naquele momento em que elas estão realmente necessitadas”, contou. NA FRENTE - Um projeto que poderá ser implantado em Borebi, brevemente, através da Assistência Social, é o “Atleta do Futuro”, programa sócioeducativo de cunho esportivo para atendimento de crianças e jovens de 7 a 15 anos, em parceria com o SESI. CAMÊRA - Em Lençóis Paulista o bicho está pegando no que diz respeito a segurança. Vários comerciantes já demonstraram insatisfação com a onda de roubos e furtos que vem ocorrendo nas lojas do centro da cidade. Principalmente, pelo fato de ocorrerem à luz do dia. ATENTO - O vereador Anderson Prado de Lima (PV) contou à Coluna que sua bandeira de implantar a Guarda Municipal está levantada. “Se em outras cidades ela existe e funciona, em Lençóis deverá funcionar também”. BUSCA - Para dar embasamento para sua empreitada, Prado já se organizou e vai partir para o estudo na prática. Irá nas próximas semanas conhecer de perto o trabalho da Guarda Municipal nas cidades de Rancharia e Botucatu. Em outra ocasião, deverá conhecer o trabalho em outras cidades. TEMPO CERTO - Outros vereadores, também atentos, estão esperando o ano legislativo começar para levantar suas bandeiras. Pelo que a Coluna tem percebido, a primeira sessão da Câmara de 2013 deverá ser recheada de discursos. FALA - Um desses discursos poderá ser supreendente, tanto para vereadores, quanto para a platéia, se houver. Certamente os jornalistas estarão lá para acompanhar. PRESS - A assessoria da prefeita Izabel Lorenzetti informou que ela esteve em São Paulo ontem participando do lançamento do projeto do Centro Nacional de Treinamento Paraolímpico, no Palácio dos Bandeirantes. O evento contou com a presença do Governador Geraldo Alckmin, do Ministro do Esporte Aldo Rebelo e da Presidenta da República Dilma Roussef. PRESS 2 -A prefeita participa do Encontro Nacional com Novos Prefeitos e Prefeitas em Brasília, de 28 a 30 de janeiro, que terá com tema “Municípios fortes, Brasil sustentável” . Acompanham a prefeita, os diretores de Recursos Humanos marcos Norabelle, Assistência e Promoção Social, Elilsabeth Athanásio, e Educação, Lucinara Barbosa. O evento é coordenado pela Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República e reúne os gestores municipais de todo o pais para buscar o compromisso de uma gestão municipal focada no crescimento econômico, com inclusão social, equilíbrio ambiental e participação cidadã.

AGRADECIMENTO Nossos agradecimentos ao Grupo de Resgate Integrado (GRI) de Lençóis Paulista, ao Hospital Nossa Senhora da Piedade de Lençóis Paulista, ao Dr. Bruno de Faria Batista (Ortopedista), ao Dr. Djalma Rodrigues Lima Junior (Anestesiologista) e à equipe de enfermagem do Hospital Nossa Senhora da Piedade pela maneira extremamente profissional e humana que atendeu a senhora Maria Teodora de Deus Aguiar em um momento muito difícil que lhe proporcionou uma boa e rápida recuperação de sua saúde.

LIDER| Idéia é mobilizar famílias da região

Família Aguiar


4

POLÍCIA

LENÇÓIS PAULISTA, 26 DE JANEIRO DE 2013

Dados da SSP mostram crescimento A Casa Caiu Motoqueiros colidem da violência em Lençóis Paulista Dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado explicam, em parte, a sensação de insegurança vivida em Lençóis Paulista há algum tempo. O comércio, um dos alvos escolhidos por marginais, se mobiliza para reivindicar providências que

diminuam a onda de criminalidade. Segundo a SSP, entre 2011 e 2012, algumas ocorrências criminais se multiplicaram, como o furto de veículos, que passou de 24 para 63. Entre o mesmo período, o número de roubos praticamente dobrou,

indo de 58 para 108, e o tráfico de drogas saltou de 51 para 92 registros. O furto passou de 677 para 710. Na semana passada, o delegado titular da Polícia Civil falou sobre o trabalho que Policia Civil e Militar desempenham e comentou sobre a crise na se-

gurança pública. “Infelizmente, chegamos às estatísticas normais para uma cidade do porte de Lençóis, que é o dobro de Agudos e Pederneiras, enquanto nosso quadro de funcionários é do tamanho ou menor que dessas cidades”, lamentou.

na Avenida Jácomo

Foto: Billy Mao

Ladrões explodem caixa eletrônico Na madrugada de segunda-feira, dia 21, assaltantes explodiram o caixa eletrônico instalado num posto de combustível na Rua Argentina, às margens da Rodovia Marechal Rondon (SP-300), e fugiram levando mais de R$ 80 mil em dinheiro. Na fuga, eles deixaram para trás mais de R$ 30 mil. O veículo usado pelo grupo foi encontrado abandonado no trevo de acesso ao distrito de Alfredo Guedes no mesmo dia. Já os ladrões não foram localizados. Segundo informações da Polícia Civil, os criminosos chegaram ao posto de combustível num Renault Clio Sedan cinza, com placas de São Vicente, por volta das 3h40. Um dos assaltantes rendeu o vigia do local e o trancou no interior de uma perua Kombi enquanto os demais integrantes da quadrilha colocavam as

bananas de dinamite no caixa eletrônico. Com a explosão, o equipamento ficou completamente destruído. Ao fugir com cerca de R$ 80 mil, os assaltantes deixaram para trás R$ 32.650,00 em cédulas intactas e R$ 350,00 em notas danificadas. O dinheiro foi recolhido e entregue ao banco. Durante a manhã, o carro utilizado pelos criminosos foi encontrado abandonado pela Polícia Militar Rodoviária no trevo de acesso ao distrito de Alfredo Guedes. Dentro dele, foram apreendidos uma touca, um maçarico pequeno e óculos usado para soldagem. A Polícia Civil instaurou inquérito para tentar identificar os assaltantes. O posto de combustível onde ficava o caixa eletrônico é o mesmo que foi assaltado no último dia 3, por quatro ho-

Henrique Mucci

PARE | Motocicletas se chocaram por desatenção Dois motoqueiros colidiram na Avenida Jácomo Nicolau Paccola, no bairro Rondon. Um motoqueiro seguia pela avenida e na altura do posto Perimetral, ao deparar-se com o trânsito bloqueado por obras

Força Tática prende rapaz com droga KABUM!| Caixa foi destruído por explosão mens em duas motos. Durante a ação dos policias militares que estavam nas redondezas e evitaram o roubo, um rapaz de

23 anos foi baleado na perna e no abdômen. Além dele, outros dois ladrões foram presos e um conseguiu fugir.

Pelo menos a metade dos mototaxistas lençoenses está irregular Em fevereiro de 2013 começa a fiscalização sobre a atividade de mototaxistas e motofretes. A partir do mês que vem, as pessoas que trabalham na área deverão possuir a carteira do curso da categoria, conforme determina a Resolução 356/2010 do CONTRAN, que estabelece requisitos mínimos de segurança para o transporte remunerado de passageiros e de cargas em motocicleta e motoneta. Mas, segundo dados da diretoria de Desenvolvimento, Geração de Emprego e Renda, até agora apenas 75 dos 150 trabalhadores cadastrados do setor possuem a qualificação necessária para continuar na atividade profissional.

CURSO| Exigência a partir do mês que vem O curso de capacitação é oferecido apenas pelo SEST/ Senat, de Bauru. Por isso, a diretoria abriu inscrições essa semana para oferecer trans-

porte gratuito aos profissionais interessados. Serão apenas 25 vagas. O curso é gratuito e será realizado de 1 a 8 de fevereiro, das 18h30 às 23h.

“Na primeira turma, 75 trabalhadores completaram o programa que dá direito a uma carteirinha, atestando que seu portador concluiu o curso. Isso nos mostra que a metade destes mototaxistas não possui esta certificação, às vésperas da fiscalização que começa em fevereiro”, explica o diretor Altair Toniolo. Para fazer o curso no SEST/ Senat é preciso: ser maior de 21 anos, ser habilitado na categoria “A”, no mínimo por dois anos, apresentar original da Certidão do Prontuário da Habilitação, certidão negativa de Distribuição Criminal, dos últimos cinco anos, cópia da CHN válida, um foto 2x2 recente e fotocópia de um comprovante de residência.

AGUDOS

Prefeitura vai oferecer curso pré-vestibular gratuito em 2013 A Câmara de Vereadores de Agudos aprovou essa semana projeto do prefeito Everton Octaviani que visa oferecer cursinho pré-vestibular gratuito a estudantes de baixa renda do município. O programa, denominado “Curso Pré-Vestibular – uma iniciativa democrática de alcance social”, tem parceria com a Unesp/Bauru, que disponibiliza alunos de graduação para lecionar, e Prefeitura, que cobrirá os custos com a bolsa-estudo e o vale-transporte dos universitários, além de viabilizar um local para as aulas. O investimento anual será de apenas R$ 32.632,00. O programa vai oferecer 80 vagas e todas serão preenchidas mediante processo seletivo, baseado no perfil socioeconômico de cada candidato. Poderão participar alunos do 3º ano do ensino médio de escolas públicas, ex-

-estudantes de escolas públicas com ensino médio concluído e ex-bolsistas de escolas particulares, também com ensino médio concluído. As inscrições devem ser abertas em fevereiro e as aulas começar em março. Também foi aprovado na Câmara o programa de Recuperação de Créditos Tributários, o Refis. Os inadimplentes com a Prefeitura terão isenção de 100% nas multas e juros referentes ao IPTU, ISSQN, ITBI e taxas. O benefício é válido para os vencimentos previstos até 31 de dezembro de 2012. O contribuinte poderá regularizar seus débitos com a Prefeitura de 2 de fevereiro a 30 de abril. Outros oito projetos de lei, de autoria do Executivo, foram aprovados: repasse de R$ 144 mil, destinado ao projeto de equoterapia e convênio com a Apae, no valor de cerca de R$ 27 mil; repasse de R$ 9 mil a casa do

do município, “cortou” a avenida sem perceber que outro motoqueiro seguia em sentido centro-bairro. Um dos motoqueiros teve ferimentos leves e foi atendido pela equipe do Resgate.

Menor Renascer, para cobrir custos operacionais da entidade; convênio com a Associação do Hospital de Agudos para exames gratuitos, como endoscopia digestiva, eletroencefalograma, mamografia, entre diversos outros; repasses de R$ 191 mil e R$ 189 mil aos serviços de atendimento de emergência e assistência ambulatorial e hospitalar prestados no município; doação de veículos ao Abrigo Vicentino de Agudos, à Associação Agudense da Terceira Idade, ao Centro de Educação Infantil Lar da Criança Agudense e à Associação do Coração Misericordioso de Jesus, e aprovação do nome de André de Castro Teixeira Leão para a Praça na Vila Honorina. Transporte gratuito A Secretaria Municipal de Transporte de Agudos atende-

rá cerca de 1.300 estudantes, diariamente, durante 2013, entre estudantes da zona urbana e rural, das cinco escolas municipais e 16 estaduais. Todos os dias, os ônibus do transporte escolar gratuito percorrem 340 quilômetros. De acordo com Carlos Alves, encarregado do transporte, toda a frota fica à disposição dos estudantes, mas quatros ônibus atendem à demanda diária. Não é preciso se cadastrar para utilizar o serviço do transporte escolar gratuito. Basta o aluno embarcar no ponto mais próximo de sua casa. As aulas na rede municipal de ensino começam dia 6 de fevereiro. Todos os dias, 25 peruas e três ônibus percorrem 4.519 quilômetros para transportar mais de 360 alunos que vivem em sítios, chácaras, assentamentos e fazendas às escolas do município.

Um rapaz de 18 anos foi preso em flagrante, acusado de tráfico de drogas, em Agudos, na terça-feira, dia 22. A equipe da Força Tática da Polícia Militar surpreendeu durante patrulhamento pela Vila Professor Simões, A.W.M.D., com 36 pedras de crack embaladas e prontas para a venda dentro de um maço de cigarros, que estava em sua cintura, e R$ 10,00 em dinheiro no bolso de sua bermuda. De acordo com os po-

liciais, a prisão aconteceu após várias denúncias de que o acusado vinha praticando tráfico no local. Ele foi abordado na Rua Ophelis de Almeida Françoso, esquina com a Carlos Travain. O rapaz estaria em companhia de outras quatro pessoas no momento da abordagem, mas assumiu a propriedade das drogas. Levado à delegacia, foi preso em flagrante por tráfico de drogas e encaminhado a Cadeia Pública de Avaí.

Dupla assalta joalheria no centro de Macatuba Dois homens armados roubaram na tarde de terça-feira, dia 22, uma joalheira no centro de Macatuba. Os ladrões entraram na joalheria, que fica na Avenida Coronel Virgílio Rocha, trancaram os funcionários nos fundos do estabelecimento e fugiram levando grande quantidade de joias. Segun-

do informações da Polícia Militar, o roubo ocorreu por volta das 17h10. Enquanto um dos ladrões recolhia as joias, o segundo vigiava as vítimas. Após o crime, os dois homens embarcaram em um carro não identificado. O valor dos prejuízos não foi calculado pelo gerente da joalheria.

Trio é detido após roubar padaria Dois adolescentes de 15 anos e um jovem de 20 anos foram detidos, na noite do sábado, dia 19, pela Polícia Militar, após assaltar uma padaria na Rua Ângelo Leopoldo Paccola, no Residencial Santa Terezinha. De acordo com a PM, no estabelecimento, os três ameaçaram os funcionários com um revólver calibre 32, e roubaram do local R$ 129,00 que estava no caixa e um aparelho celular. O trio

fugiu a pé. Durante patrulhamento, a PM localizou os três envolvidos e a arma usada no roubo, além do dinheiro e do celular levados da padaria. Os dois adolescentes e G.S.C. foram conduzidos à delegacia. De acordo com a Polícia Civil, os adolescentes foram apreendidos e ficaram à disposição da Justiça. O jovem de 20 anos foi autuado em flagrante por roubo e recolhido à cadeia de Avaí.

MERCADO mini LENÇÓIS Av. José Antonio Lorenzetti, 494 - Jd. Nelly - fone: 3264.7200

PÃES - DOCES - BEBIDAS

Disk Entrega: 3264.7200 *R$2,00 por entrega


LENÇÓIS PAULISTA, 26 DE JANEIRO DE 2013

EDITAIS

5


6

EDITAIS

LENÇÓIS PAULISTA, 26 DE JANEIRO DE 2013


GERAL

LENÇÓIS PAULISTA, 26 DE JANEIRO DE 2013

7

TEMPESTADE DE VERÃO

Família atingida por muro de destilaria ainda não foi ressarcida Chuva com fortes ventos, como do último fim de semana, trazem mais medo para quem mora ao lado de prédio antigo; tempestade causou danos e contratempos, mas sem feridos Da redação

As chuvas de verão, que facilmente se transformam em tempestades, devidos às características do clima, têm assustado a população de Lençóis Paulista. Depois da cheia do Rio Lençóis, na semana passada, que levou ao temor de novas enchentes e inundações, no último final de semana o ‘castigo’ do clima veio através dos ventos, que provocaram estragos, mas felizmente, não causaram vítimas (veja nessa página). Porém, para famílias que residem próximas a prédios antigos, como a Destilaria Central, o medo sempre é maior, já que além dos problemas que a tempestade pode causar, há sempre o temor de que estruturas comprometidas pelo tempo possam desabar. A última ocorrência envolvendo um morador próximo ao prédio histórico da destilaria foi a quatro anos, quando o muro que cerca a propriedade caiu sobre a casa do casal Rosângela e Luciano dos Santos, que fica na Rua Rodrigues Alves, no número 41. Desde então,o imóvel continua vazio. Segundo Rosângela, de 43 anos, além do esposo, os três filhos e dois sobrinhos estavam na casa na noite em que ocorreu o acidente. Ela estava na cozinha e até hoje tem pavor de lembrar-se do susto e do medo causados pelo barulho da queda do muro. “Era umas dez horas da noite e chovia muito. Meu marido tinha acabado de guardar sua moto. Quando abri a porta para ver, o muro já tinha caído”, relembrou. O imóvel que já era antigo, depois da queda do muro de cerca de quatro metros, teve que ser esvaziado, já que teve

a estrutura danificada. Desde então, a família mora com a mãe de Luciano. “Eu perdi muita coisa. Além da moto, que tivemos que reformar, perdi sofá, armário, roupas, fotos e documentos. Foi uma cena terrível e um susto muito grande”, lamentou. Embora a família não tenha expectativa de quando poderá voltar a residir na casa, já que a reforma seria inviável pelo custo, Rosângela diz que até hoje continua pagando pelo financiamento feito para a compra do imóvel. “O caso está na Justiça, mas o advogado fala que não dá para fazer muita coisa. Até agora não tivemos resposta nenhuma. Para morar lá de novo, só se a gente reconstruir a casa nós mesmos, mas é muito difícil”, avaliou a moradora. Vazio, o imóvel vinha sendo ocupado por usuários de drogas, por isso Rosângela disse que o marido teve que retirar o telhado para inibir que continuassem invadindo o local. Minimizar danos O chefe da Defesa Civil de Lençóis Paulista, vice-prefeito José Antonio Marise informou que não compete à Defesa fiscalizar prédios, sejam particulares ou públicos, e que a intervenção do grupo só pode ocorrer quando há risco iminente de perigo, baseado em denúncias, ou depois do acontecido, para minimizar os danos ou mesmo preservar a integridade de pessoas em risco. O prédio da antiga Destilaria Central pertence ao Governo Federal, que é a responsável por sua preservação. Segundo Marise, uma equipe da Secretaria do Patrimônio da União, órgão ligado ao Mi-

PERDA| “Fui uma noite terrível”, diz moradora

Fotos: Billy Mao

nistério do Planejamento, Orçamento e Gestão, esteve em Lençóis Paulista em setembro do ano passado vistoriando o prédio histórico na Vila Contente. A constatação, não oficial, é de que o imóvel está com boa conservação. O pedido da Prefeitura pelo comodato do espaço permanece sem novidades, tramitando na Secretaria de Patrimônio. 12 horas sem luz Uma tempestade, acompanhada de fortes ventos, causou estragos e assustou moradores de Lençóis Paulista, que em alguns bairros ficaram por cerca de 12 horas sem energia elétrica, na tarde do último sábado, dia 19. Ao menos 50 árvores foram arrancadas, três postes caíram e imóveis foram destelhados. O temporal teve início por volta das 14h30 e embora tenha durado apenas cerca de 15 minutos, o vento que ultrapassou 60 quilômetros por hora, segundo a Prefeitura, causou danos em mais de 20 bairros da cidade, além da área rural. Árvores, postes de energia e rede elétrica foram os mais danificados. De acordo com a CPFL Energia, em finais de semana normais, a empresa mantém duas equipes de plantão em sistema de revezamento, das 7h às 23h e das 23h ás 7h. No sábado, para sanar os problemas causados pelo temporal foram utilizadas nove equipes, com apoio das unidades de Botucatu e Jaú, além do uso de um veículo pesado. De acordo com a distribuidora de energia, os bairros mais atingidos pela tempestade, que tiveram redes elétricas derrubadas por árvores, postes caídos e registros de raios foram Jardim Cruzeiro, Jardim Itapuã, Núcleo Luiz Zillo, Vila Mamedina, João Paccola, Jardim Ubirama, Alfredo Guedes, Parque Residencial São José, Jardim Maria Luiza IV, Vila Maria Cristina, Jardim Alvorada, Jardim Morumbi, Chácara Santo Antonio, Jardim Monte Azul, Jardim Cruzeiro, Jardim Village, Jardim das Nações, Núcleo João Zillo, Vila Éden, Centro e área rural. Como exemplo dos problemas, para voltar a ter energia, os moradores do Jardim São João tiveram que esperar cerca de 12 horas, até que o fornecimento fosse restaurado, por volta das 3h de domingo. De acordo com o Gerente de Operações da CPFL Energia, Rodrigo de Vasconcelos Bianchi, o temporal foi considerado de grande impacto. “Para se ter uma ideia da intensidade do temporal, no mês de janeiro para a cidade de Lençóis, trabalhamos em média com 10 ocorrências por dia e somente no dia 19,

MEDO| Árvores em toda cidade foram arrancadas pelo vento, que passou de 60 quilômetros por hora

FAXINA| O trabalho foi grande para restaurar rede elétrica e liberar ruas tivemos o atendimento de 35 eventos”, afirmou por email. 70 quilômetros por hora Na segunda-feira, dia 21, a Defesa Civil contabilizou a queda de 50 árvores na cidade. Bombeiros e equipes da Prefeitura também trabalharam na reparação de danos. A Concessionária Rodovias Tietê e Polícia Rodoviária também tiveram trabalho, depois que árvores caíram no entroncamento da Marechal Rondon (SP 300), com a Osny Matheus (SP 261). A queda interditou a via e por pouco não atingiu um ônibus que passava pelo local. O motorista manobrou e acabou atolando o veículo, que foi rebocado para a liberação da via. Não houve feridos. As rajadas de vento danificaram o telhado da Escola Estadual Vera Braga e causaram destelhamento de parte da estrutura da Unidade de Saúde Leão Tocci, ambos no Núcleo Habitacional João Zillo (Cecap). Foi registrado ainda destelhamento na área administrativa da Estação de Tratamento de Esgoto, as margem da Rodovia Marechal Rondon.

Na área rural houve queda de árvores, em alguns casos, danificando propriedades. A DC auxiliou na remoção das árvores. De acordo com os radares do Instituto de Pesquisas Meteorológicas (Ipmet), às 14h15, a velocidade radial

chegou aos 70 quilômetros por hora na região, o que é considerado como severa, pelos técnicos do Instituto. Não foi registrado nenhum caso de vítima por conta dos transtornos ocasionados no fim de semana.

Ocupação da antiga destilaria Central causa medo a vizinhos O prédio da antiga Destilaria Central, há muito tempo abandonado, vem sendo utilizado por andarilhos e usuários de crack. Em outro momento serviu de moradia para várias famílias, mas com o desabamento de parte da estrutura que compunha os barracões de armazenamento, onde ficavam tonéis, as famílias foram retiradas e alojadas em imóveis viabilizados pela Prefeitura, na Cecap. Para vizinhos da construção, o incômodo é ainda maior. Um morador que pediu para não ser identificado, informou que a constância de pessoas desconhecidas no imóvel causa medo. “Não estou acusando ninguém, mas

o entra e sai constante da Destilaria deixa os moradores inseguros, pois não sabemos quem são essas pessoas, se estão morando ai, ou o quê”, disse o morador. No prédio existem vários sofás velhos que servem de cama para quem fica ou passa por ali diariamente.

Obras de recuperação em Borebi devem ser concluídas até dia 30 Devem ser concluídas até quarta-feira, dia 30, as obras de recuperação da vicinal Antonio Carlos Vaca (Borebi 005) de acesso à cidade, após os danos causados pela forte chuva, causando rompimento de represas, ocorridos na semana passada. As obras foram realizadas em parceria entre a Prefeitura de Borebi e a Concessionária Rodovias Tietê. De acordo com o prefeito Manoel Frias Filho (PR), a decisão de reali-

zar a recuperação através da parceria acelerou a realização das obras, que dependeriam de muito mais tempo para serem conseguidas, caso o município tivesse que buscar recursos na Defesa Civil do Estado, como havia sido pensado inicialmente. Pela parceria, uma máquina retroescavadeira da Prefeitura de Borebi fez a limpeza da avenida, enquanto a Concessionária trabalhava na instalação de nova

JUNTO| João Luiz de Camargo, da Rodovias

tubulação de águas pluviais, uma vez que a existente não suportou a carga de água proveniente das represas que romperam, e na implantação de novo piso, levado pela água, na avenida de acesso ao município. A concessionária construiu um novo sistema de drenagem com duas fileiras, de 25 metros cada uma, de tubos de concreto com diâmetro de 1,5m. A nova drenagem tem grande capacidade para captação de águas

pluviais. A empresa realizará ainda a terraplenagem do terreno e fará a implantação do pavimento e nova sinalização horizontal. A vicinal tem pista dupla e as obras devem terminar neste final de semana, se não houver fortes chuvas. “Nossa preocupação é com o bem estar da população. Se fôssemos atrás de recursos no Estado, ia demorar muito e os transtornos perdurarem por mais tempo”, disse Manoel Frias.


8

GERAL

LENÇÓIS PAULISTA, 26 DE JANEIRO DE 2013

ENTREVISTA

“Preciso de apoio. Acredito que a gente só resolva problemas juntos”, diz Prado Fotos: Billy Mao

Tânia Morbi O empresário e vereador Anderson Prado de Lima não tem medo de expressar o que pensa e defender suas opiniões. Em entrevista ao Jornal Sabadão afirma que vai manter a mesma conduta na Câmara, “doa a que doer”, inclusive na busca pela implantação da Guarda Civil Municipal, estratégia que pode amenizar a onda de roubos e furtos no comércio. Como têm sido as primeiras semanas de trabalho? Estou trabalhando desde a campanha, escrevendo pré-projetos, pensando em soluções, em melhorias para a comunidade e na solução de problemas. Comecei a trabalhar como pré-candidato, fui candidato trabalhando e desde eleito até a posse não fiquei parado. É lógico que até assumir o mandato, a gente tem uma visão diferente dos procedimentos. Hoje, por exemplo, tenho dimensão do poder da presidência da Câmara, antes não tinha. Hoje entendo porque existe uma batalha, uma guerra de interesses pela presidência. Você citou a eleição da Câmara como uma batalha. Foi eleito para a mesa sem ter demonstrado interesse. Como foi isso? Não esperava de fato que eu fosse estar na mesa. Minha vantagem é que não tenho medo de falar e expor minha opinião, seja no jornal ou nas redes sociais. E isso talvez tenha contribuído para que eu fosse para a mesa, do que tenho muito orgulho hoje.

PRADO| Segurança se tornou bandeira, diz Foi justamente em uma rede social, essa semana, que você divulgou o desejo de implantar um projeto de campanha, que é a criação da Guarda Municipal? O que tenho é um estudo de viabilidade. Sei que isso não vai ocorrer de uma hora para outra. Estou procurando lideranças que desfrutem da opinião de que vivemos um problema de segurança pública. Eu tenho um contato direto com os comerciantes. De quinta a segunda-feira, da semana passada, recebi sete ligações de sete comerciantes diferentes. Não posso fingir que isso não está acontecendo. Mas, tenho consciência que não posso criar uma lei para o serviço, que onera os cofres públicos. Por isso fui atrás da prefeita (Izabel Lorenzetti), que se mostrou

solidária, atenta e disposta. Porém, segurança pública é um problema do Estado. Mas, não posso ficar esperando que o Estado faça as coisas, porque antes de ser brasileiro e paulista, sou lençoense e vivo nas ruas da Lençóis Paulista. Você acredita que será possível implantar a Guarda Municipal, uma vez que existem críticas contra o serviço? A gente vai ter que contar com apoio do comércio, indústrias, prestação de serviços num primeiro momento. Se fosse inconstitucional, não teríamos uma em São Paulo, e uma em Piracicaba, cidade de cerca de 500 mil habitantes, como uma das melhores guardas do Brasil. Temos Guarda Municipal em

cidades pequenas e com milhões de habitantes, então em Lençóis cabe uma. Tenho agendado visitas a Botucatu e Rancharia na semana que vem e estou disposto a fazer a ligação, criar possibilidade, inclusive criando um mantenedor, que pode ser a Acilpa, porque não? Dispositivos existem, não tinha gente interessada em fazer, agora tem. O que ouve dos comerciantes em relação ao aumento dos furtos e roubos? O problema afeta a população como um todo, mas por ser mais perto dos comerciantes, sei da sua tristeza, como eles choram e o quanto roubam das suas lojas. Em minha opinião, nós nunca vivemos uma situação pior em Lençóis. Talvez eu tenha vivido a última época em que as casas não tinham grades e quando as pessoas se sentiam seguras com as janelas e portas abertas. Mas, existem fatores que levam a isso, como o crack, que é o problema daqui. Quem rouba banco e joalheira, é profissional. Quem rouba loja de roupas, que quebra vitrine e ameaça as pessoas com facão é viciado em crack que se torna bandido... O que leva o problema para a questão social... Isso tem a ver com Educação, tempo na escola, com idade mínima para o adolescente poder trabalhar. A solução não é imediata, mas temos que atuar em várias áreas. Eu escolhi a segurança pública, um problema que eu vivo. Para outros problemas, outros vereadores têm mais conhecimento.

As pessoas estão apavoradas. Quais outros projetos pretende viabilizar? Eu sonho com uma Academia Lençoense de Letras e com uma Sala Verde, projeto do PV Nacional, que agrega dados hidrográficos e biológicos da nossa região em um único lugar para que possam ser acessados pela comunidade. Tenho 10 pré-projetos, mas a prioridade é a segurança pública. Talvez seja o projeto mais difícil, mas acredito que Lençóis é uma cidade de indústrias valorosas, que contribuem, e todos nós vamos ter que olhar pela segurança. Qual sua expectativa para o início do ano legislativo? Sempre vou manifestar minha opinião. O que aconteceu na sessão da Câmara, na primeira, foi uma vaidade pessoal, porque historicamente, os vereadores Jonadabe José de Souza e Gumercindo Ticianelli Júnior têm rixas pessoais. Não existia ilegalidade na Liga Lençoense de Futebol Amador, tudo o que for ideológico terá meu respeito, mesmo que eu não concorde, mas não tolero vaidade, doa a quem doer. Você acredita que o vereador Ailton Aparecido Tipó, presidente do seu partido PV, possa se firmar como uma liderança? O Tipó tem alguns poderes: como presidente do PV, advogado, palestrante, articulador e de aglutinar. Ele é consegue conquistar e convencer. Ele me deixa muito a vontade no PV. Mesmo quando a gente não vota junto,

me deixa tranquilo nas minhas decisões, mas é meu orientador. Inclusive, ele está tão preocupado quanto eu com a questão da segurança pública e me apoia na busca pela criação da Guarda Municipal. O quanto você acha que se assemelha a seu tio José Prado de Lima e no que mais se diferencia? Meu tio fui mirim, eu também; foi o menino pobre da vila, eu também; galgou degraus na sociedade que também estou conquistando. Sempre foi contestador e eu também sou. Ele foi massacrado pelo poder econômico e pela mídia da época, mas teve contas aprovadas pelo Tribunal de Contas. Mas, também sei onde ele errou, e talvez eu não cometa os mesmos erros. O último ato político dele foi pedir voto para mim, para as pessoas que o conheciam da vida inteira. Nunca vou esquecer isso, tenho orgulho disso e vou honrar o nome Prado de Lima. Qual sua mensagem final? Tenho um pedido: preciso de apoio. Só acredito que a gente resolva problemas juntos. Não acredito que o Legislativo, Acilpa, Polícia Militar, Polícia Civil ou Executivo vão resolver o problema sozinhos. Só vamos conseguir quando sociedade e poderes constituídos se mobilizarem. A segurança pública não é exclusividade da Prefeitura, mas ela tem que se preocupar e construir uma rede para que possamos resolver ou, ao menos, amenizar o problema.

Rádio Nova RM revigora programação, estreia jornalismo e prepara cobertura esportiva A partir da próxima semana, a rádio Nova RM contará com uma série de novidades. O responsável pela reorganização da

ACONTECE

rádio FM, única com perfil comunitário da cidade, é o locutor Éder Pires de Almeida, de 29 anos., que falou sobre as mu-

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES PÚBLICOS

Tânia Morbi

atendimento@asplp.com.br

3264.8998

danças. “A rádio Nova RM é um veículo de comunicação comunitário. E seu principal objetivo é auxiliar no desenvolvimento da sociedade. Atuando com seriedade e comprometimento com o ouvinte. Levando a ele interatividade, entretenimento e informação”, afirmou. Segundo o locutor, a rádio conquistou ao longo dos anos um público ouvinte eclético e as mudanças pretendem justamente adequar a programação a essa diversidade, com a criação de programas esportivos e a implantação da cobertura jornalística, que deve priorizar a prestação de serviço e abrir espaço para as reivindicações da comunidade. “A Nova RM é muita ouvida por pais e mães de família. Claro que também temos nossos ouvinte jovens, que representam boa parte da nossa audiência. Agora, a equipe trabalha para que a população tenha prazer em nos ouvir. Estamos alterando praticamente toda a nossa programação. A partir do dia 28 de janeiro serão novos programas, nova plástica; mas a principal novidade é, sem dúvida, o programa jornalístico, que vai ao ar de segunda a sexta-feira, a partir das 11h. Será um noticiário que vai informar e auxiliar a população por meio de denúncias e esclarecimentos. Como por exemplo: se a dona de casa tem um buraco na rua em frente de sua casa, já procurou ajuda e ninguém solucionou o problema, aqui ela terá espaço para fazer sua reivindicação. Nosso objetivo não é polemizar, mas ajudar a população. E também informar com dinamismo, rapidez e responsabilidade”, adianta Éder. O programa 87 Notícias estreia no dia 4 de fevereiro. Além da nova grade, a equipe da Nova RM também irá incrementar outros meios de interação com o ouvinte, modernizando sua cobertura. “A interatividade será um ponto forte da rádio Nova RM. Vamos trabalhar com praticamente todos os meios de comunicação. Queremos saber a opinião da comunidade para

nossas ações. Não somente para pedir músicas, mas sim, sugerindo promoções e dicas para

a programação”. Os contatos poderão ser feitos pelo telefone 3264.9787, através do site www.

novarm87.com.br no e-mail ouvinte@novarm87.com.br, ou no Facebook (facebook.com/ radionovarm). Sobre a cobertura esportiva que a rádio pretende implantar, Éder não fez segredo e adiantou que em breve a novidade estará no ar. “Temos um projeto para transmissão de jogos e também um programa que comente resultados e competições esportivas. Esta é um ideia que ainda tem que ser desenvolvida, mas já estamos conversando com apoiadores e eles estão bastante empolgados com o formato. Em breve teremos mais novidades, começando com a próxima segunda-feira, dia 28, a partir das 13h, com a nova programação. Convido aos ouvintes de Lençóis que participem da nova programação Nova RM 87”, concluiu.


GERAL

LENÇÓIS PAULISTA, 26 DE JANEIRO DE 2013

9

Inpaer e M. Flyer montarão Centro de Treinamento Aeronáutico em Lençóis Centro de treinamento, assistência e manutenção das aeronaves da Inpaer deverão estar em funcionamento em 90 dias Billy Mao Apaixonados pela aviação experimental esportiva já podem comemorar. No último fim de semana a M. Flyer fechou uma parceria com a empresa de aviação Inpaer, que produz os aviões Conquest 180 e o Explorer 400, ambos enquadrados na categoria de aviões experimentais. O diretor da Inpaer, Diego Jordão, de 26 anos, que esteve no aeroporto municipal “José Boso” conversou com a reportagem do Sabadão e apontou o que levou sua empresa, segunda no hanking de fabricação de aviões no Brasil, optar pela instalação de uma representação de sua marca e uma escola de aviação e treinamento em Lençóis Paulista. “Primeiro posso dizer que a escolha por

Lençóis Paulista é pelo fato de termos amigos aqui, como é o caso do empresário Marcos Pacola, da M. Flyer, e também pela disposição e localização do aeroporto de Lençóis. Isso fez com que a empresa olhasse com mais carinho para esta região e optássemos em implantar aqui um Centro de Treinamento Aeronáutico”, disse o diretor. Diego apontou também que, apesar de faltar ainda algumas melhorias no aeroporto, está apostando nesse projeto. Disse que para atender interessados em aprender sobre a aviação, disponibilizará uma aeronave exclusiva para Lençóis. “É provável que traremos um Conquest 180, novinho, para ficar aqui no hangar da M. Flyer, o Marcos é um empresário

NO CHÃO | Marcos Paccola, Ricardo P. Barros e Diego Jordão, no hangar M. Flyer

sério, comprometido com a aviação experimetal, então estamos tranquilos em montar aqui a escola”. Hoje, para fazer aulas de aviação civil, o pretendente em tirar um brevê, um tipo de licença para poder pilotar, tem que se deslocar para outras cidades. Com a escola estando pronta, homologada e com toda a infraestrutura necessária, qualquer cidadão poderá aprender a voar em Lençóis Paulista e ainda, adquirir seu avião também em Lençóis. Diego explica que a Inpaer pretende atuar em um raio de 150 quilômetros e atender todos os apaixonados pela aviação. “O sonho de voar acompanha o homem desde sempre. A Inpaer poderá realizar este sonho. Mas para que isso aconteça, precisamos oferecer uma base aos interessados. Aqui teremos desde o serviço de assistência, para àqueles que adquirirem uma aeronave nossa, até a escolinha, onde será possível conhecer as aeronaves, voando”, contou entusiamado. Para o empresário Marcos Pacola, que reviveu a aviação civil experimental em Lençóis Paulista, o projeto que envolve escolinha, revenda, assistência e manutenção das aeronaves vai muito além, se considerado que o entorno do aeroporto migra para a formação de um polo aeronáutico, como vem apontando matérias do Jornal Sabadão. “Estamos próximos de receber parte da empresa Volato que trabalha com aviação. A Inpaer é empresa constituída, com capacidade de construção de até oito aeronaves por mês, que está trazendo para nossa

Fotos: Billy Mao

NO AR| Construtor de avião, Paulo Molan conheceu novo Conquest cidade sua revenda. Isso soma ao trabalho com nosso hangar aqui no aeroporto. Agora, com a chegada da escolinha de aviação, que deve ter início em 90 dias, a atenção para o aeroporto certamente aumentará muito”, apontou Marcos. O aeroporto muncipal tem hoje uma das melhores pistas do Estado de São Paulo, segundo pilotos que atuam em Lençóis Paulista. Porém, a falta de um pátio para estacionamento e a estrutura para taxiamento, dificulta a construção de novos hangares e automaticamente, o despertar do interesse de novos empresários dispostos a apostar nesse possível polo. “Penso que uma estrutura bem montada e organizada, uma lanchonete bacana para o cliente que traz sua aero-

nave para revisão e até uma sala onde esses “visitantes” possam ficar, seria o ponto fundamental para despertar em outros empreendedores o mesmo desejo de se instalar aqui, que eu tive através dessa parceria com a M. Flyer”, disse Diego. “Eu não a conheço, mas se a prefeita da cidade apostar em uma reestruturação do aeroporto, como ela já demonstrou, certamente quem vai ganhar é o município”, continuou. Os aviões Conquest foram as primeiras aeronaves LSA, ou ALE (Aeronave Leve Esportiva) fabricadas no Brasil, homologadas pela ANAC. A Inpaer inaugurou no dia 29 de setembro de 2012 sua nova fábrica em São João da Boa Vista (SP), onde produzirá quatro modelos

de aeronaves experimentais, sendo elas, o Explorer 04 lugares, Excel 03 lugares, Excel cargo e o primeiro e o já consagrado por pilotos esportivos, o Conquest 180 Light Sport. A Inpaer já alcançou a marca de 250 unidades produzidas. 35 aeronaves estão em fase de produção e a lista de pedidos alcança 50 aeronaves, entre todos os modelos. Extraoficialmente, o Sabadão teve a informação de que outra empresa no ramo de peças para a aviação teria demonstrado interesse em se instalar em Lençóis Paulista, diante de melhorias no aeroporto. Esse interesse teria sido despertado pela localização do aeroporto e a quantidade de aeronaves existente em nossa região.

Receitas para você!

Por Paulo Campanholi

chef_x@ig.com.br

LOMBO A pedidos, mais uma receita de carne de porco, além de muito saudável, essa carne tem um bom preço nos supermercados, é uma ótima opção para fujir dos preços salgados da carne vermelha e ao mesmo tempo fazer um prato muito saboroso que vai agradar a todos. INGREDIENTES 1 ½ Kg de lombo de porco 02 pimentões vermelhos 02 dentes de alho amassados 01 xícara (chá ) de creme de leite fresco 06 colheres (sopa) de manteiga 02 colheres (sopa) de extrato de tomate Orégano Quanto baste Sal QB Pimenta do reino QB Queijo parmesão ralado QB MODO DE PREPARO Limpe o lombo, retirando o excesso de gordura. Faça alguns furos com uma faca para que o tempero penetre. Queime os pimentões diretamente sobre a chama do fogo até que a casca fique preta. Embrulhe em papel absorvente e coloque em saco plástico. Deixe esfriar. Retire a pele esfregando toda a superfície com o papel absorvente. Retire as sementes e a parte branca e pique. Coloque o pimentão e o alho no liquidificador e junte o creme de leite lentamente até obter um creme. Derreta a margarina sobre o fogo lento, Junte o extrato de tomate e o purê de pimentão, orégano e sal. Aqueça sem deixar ferver. Pincele o lombo com o creme e deixe descansar na geladeira de um dia para o outro. Leve o lombo com o molho ao forno moderado, preaquecido, e asse molhando de vez em quando com o molho. Acrescente um pouco de água quente à mediada que for necessário para não ressecar o molho. Dica: Quando estiver quase assado salpique um pouco de queijo parmesão para gratinar.

setor profissional recebe proteção e esta pode ser a sua oportunidade de conquistar um lugar melhor. Mostre o seu lado mais competitivo. Não brinque com sua saúde, qualquer sintoma estranho vá ver o que é. Alegrias em viagens. Boa semana para promover transformações na vida cotidiana e familiar

Boa semana para apostar sorte, fazendo uma fezinha. A vida social fica mais movimentada, aproveite para se divertir junto aos amigos. No trabalho, nada vai cair do céu, então, arregace as mangas, dê o melhor de si e faça inovações no campo profissional. É um ótimo momento para pensar em novos projetos. na

VIRGEM

Semana produtiva, não lhe faltará condições de mostrar seu lado prático e nem sua perseverança para alcançar o que deseja no trabalho. Há possibilidade de receber ajuda de alguém de prestígio. Muito cuidado com seus julgamentos, pois pode magoar as pessoas do seu convívio.

No serviço, quanto mais liberdade você tiver para agir, mais motivada(o) estará. Fique de olho nas oportunidades que poderão surgir . Será capaz de se adaptar às mais diversas situações do cotidiano. Boa semana para dedicar mais tempo à família e ao ambiente doméstico. Fase de melhoria nas finanças.

PEIXES

O

LEÃO

Trabalho que exija concentração, sigilo e responsabilidade pode fluir bem. Você estará sensível e saberá captar o desejo dos outros, daí seu sucesso em atuar em equipe e chegar a um ponto consensual com seus colegas. Viagem, passeio e os programas de lazer contam com ótimas vibrações.

Procure trabalhar em equipe, pois assim, as atividades irão se desenvolver com mais rapidez. A sua intuição está aguçada, fazendo com que tenha a percepção dos fatos antes dos outros. Use isso a seu favor. Ouvir o parecer de pessoas com outros pontos de vista só irá lhe trazer benefício e progresso.

AQUÁRIO

Quanto mais se envolver se dedicar à sua profissão, maior será o seu sucesso. Boa semana para investir na concretização de suas ideias. Uma atividade extra poderá se mostrar vantajosa, com o ganho de um dinheiro a mais. Na vida pessoal, o seu desejo será se isolar e conservar a sua privacidade. e

CAPRICÓRNIO

sua intuição vai estar aguçada e irá facilitar a resolução de questões cotidianas. Favorecidos os contatos de trabalho e as oportunidades de crescimento. Mostre seu interesse pela profissão e só terá a ganhar. A família pode cobrar um pouco mais de sua atenção, mas cuidado para não se sobrecarregar com problemas alheios.

GEMEOS

TOURO A

Não faltarão garra nem poder de iniciativa para ir atrás do que deseja e acredita. Estudos, cursos de aperfeiçoamento e concursos estão favorecidos. Boa semana para ganhar um dinheiro extra. Viagem a passeio pode ser muito estimulante. Movimente sua vida social se aproximando de gente que estava distante.

SARGITÁRIO

LIBRA

O momento favorece a integração com pessoas que tenham objetivos em comum e as parcerias recebem a proteção dos astros. Algumas mudanças podem acontecer em sua vida e você vai precisar de jogo de cintura. Para relaxar e se livrar do estresse, procure se dedicar a alguma atividade que goste.

Ótimo momento para conquistar o reconhecimento que merece no trabalho. Os astros darão proteção para investir em projetos mais ambiciosos. Poderá ter que resolver questões ligadas a seguro, pensão, herança ou que envolvam o ambiente doméstico. Procure se cuidar mais e faça atividades de que gosta.

ESCORPIÃO

ARIES

As relações pessoais e o convívio social estão favorecidos. No trabalho, não vai faltar argumento para convencer os outros de suas ideias. Atividades que envolvam o público, vendas ou divulgação contam com a proteção das estrelas. Não perca as oportunidades de relaxar e se divertir.

CANCÊR

H O R Ó S C O P O


8

Sua Imagem

LENÇÓIS PAULISTA, 26 DE JANEIRO DE 2013

Avilapan Studio 13

FERMENTO FRESCO LEVASAF

Elson Avila

FOTOGRAFIA

(14) 9643.4517

BOOK DIGITAL - CASAMENTO - ANIVERSÁRIO - FESTAS

96627432 - 91046460

Rua Otaviano Brizola, 168 - Vila Mamedina _ Lençóis Paulista - SP Fone: 14-3263.7300 - e-mail: avilapan@hotmail.com

Fotos: Billy Mao

Arquivo Pessoal

Os aviadores Paulo Molan e Diego Jordão, no aeroporto municipal. Conversa sobre o Conquest

Comemoração em dose dupla este mês, para os fiéis do Santuário N.S. Aparecida, de Aparecidinha. Padre Rogério Zenateli completou ontem 5 anos de ordenação e no próximo dia 30 faz aniversário. Abraços e felicidades são so votos dos amigos de hoje e de sempre!

PRODUTOS DE PADARIAS E CONFEITARIAS

Henrique Mucci, do Sabadão, voou pela primeira vez no Conquest, da Inpaer. Arquivo Pessoal

No dia 21 de Janeiro, Elson e Margarida completaram 29 anos de casamento, amizade e principalmente, companheirismo. O Sabadão deseja muita felicidade e alegria ao casal

Mulher forte, Ivonete comemorou aniversário com a filha Franciele, esposo Val e família. Saúde sempre!!

Sebastião Mourão e Dona Eurydes comemoraram 55 anos de amor e cumplicidade, no dia 25, e no próximo dia 11, ela completa 80 anos de vida. Amigos e familiares desejam muita saúde e alegria ao casal.

TIRINHAS Estranha Noite

Michel Ramalho - michelramalho.blogspot.com

Estranha Noite

Michel Ramalho - michelramalho.blogspot.com

SEXTANEJA Dia 8 de

Fevereiro INGRESSOS

R$15,00

Vendas no local

Erick &

Eder

Patrícia &

Hélder

Dj’s Convidados agitando a festa

Os espantalóides

Cristiano Taioque

Sabadão_68  

Jornal semanal com circulação em Lençóis Paulista, Macatuba, Borebi e Agudos

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you