Issuu on Google+

www.farmaciahomeopaticalp.com.br

DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2014 - EDIÇÃO Nº 52 Fotos: Billy Mao

- ANO 2 - LENÇÓIS PAULISTA

APERTO

Prefeitura não dá reajuste para servidores e poupa cargos de altos salários Contrariando o que determina a legislação municipal, a prefeitura de Lençóis Paulista não pagará o dissídio de março e nem tem previsão para conceder o reajuste dos salários dos servidores, além de cortar outros benefícios conquistados pela categoria como premiação por

mérito e ganhos referentes à progressão salarial que aconteceriam em março. A medida foi confirmada nesta sexta-feira, dia 14, e foi tomada porque a folha de pagamento da administração pública ultrapassou, em dezembro de 2013, o limite prudencial de 51,3% do orçamento, determinado

pela Lei de Responsabilidade Fiscal, chegando a 52,49%. Com a decisão, a prefeitura evita que a folha chegue a 54%, o que levaria a administração a ter que demitir 20% dos ocupantes dos cargos em comissão e de confiança. “Se a gente concedesse a inflação do período, este

índice saltaria e se aproximaria perigosamente dos 54%”, disse o diretor Luís Eduardo Conti (Planejamento). A decisão de não pagar o reajuste deverá ser discutida na Câmara. O Sindicato dos Servidores deverá marcar uma audiência com a prefeita Izabel Lorenzetti para discutir a decisão. Página 5

Prefeitura paga R$5 mil Câmara Municipal aprova mensais por prédio vazio Lei dos Mototaxistas

LÁ VAI -

À 0h deste domingo, dia 16, acaba o horário de verão e os relógios devem ser atrasados em uma hora pelos moradores das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País. O horário de verão começou no dia 20 de outubro de 2013 e tem como objetivo reduzir a demanda de energia elétrica nas regiões atingidas, principalmente entre as 18h e 20h.

A prefeitura municipal de Lençóis Paulista paga, há seis meses, aluguel de R$ 5.300,00 em um prédio que permanece fechado, deverá receber investimentos em reformas e adequações, mas não tem previsão de quando será usado. No imóvel, onde funcionava a Casa Mãe Piedade, e que pertence

Inscrição para auxílio transporte inicia dia 24 A diretoria de Assistência e Promoção Social, recebe entre os dias 24 e 28 de fevereiro, as inscrições para concessão de auxílio transporte aos estudantes de Lençóis Paulista e que vão frequentar em 2014 os cursos nos níveis profissio-

nalizante, técnico, graduação, pós-graduação, especialização, mestrado e doutorado. Os interessados poderão fazer a inscrição das 8h30 às 16h30, na diretoria de Assistência, com acesso pela Rua Sete de Setembro, ao lado da

Casa da Cultura. Para os estudantes com renda familiar de até cinco salários mínimos, o reembolso será de 100% do valor pago. Para os estudantes com renda entre cinco e 10 salários, o reembolso será de 60%.

A dona de casa Débora Cristina Pedroso Raimundo reclamou esta semana pelo atendimento que sua filha,

de 11 anos, teve após ser submetida a uma cirurgia de apendicite, no hospital Nossa Senhora da Piedade. A meni-

na, que é diabética, teria ficado sem o acompanhamento de um médico, durante dois dias, até ter alta. Página 5

Mãe reclama de atendimento no HN Senhora da Piedade

à Associação Nossa Senhora da Piedade, a prefeitura pretende instalar o segundo CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) do município, que não tem previsão de funcionamento, já que o convênio ainda não foi aprovado pelo Ministério da Saúde e não tem previsão para aprovação. Página 3

Foi aprovado em definitivo, na segunda-feira, dia 10, projeto de lei que regulamenta a profissão de mototaxistas e motofretistas em Lençóis Paulista. Apesar da aprovação, a lei deve entrar em vigor após seis meses, tempo para os profissionais se adequarem às exigências da nova legislação.

Pela nova lei, podem trabalhar pessoas acima de 21 anos, que tenha habilitação na categoria há mais de dois anos, que tenham sido aprovadas no curso do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) e desde que use vestimenta com os dispositivos também previstos pelo Conselho de Trânsito. Câmara, na página 3

Com Everton, Skaf inaugura escola Sesi em Agudos

O presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), e do SESI/SP Paulo Skaf inaugurou, na quinta-feira, dia 13, o prédio da escola do Sesi, que já funcionava em Agudos. O prefeito Everton Octaviani e o presidente da Câmara Auro Octaviani (ambos do PMDB) recepcionaram os convidados, inclusive autoridades civis e militares de diversas cidades da região. Após a cerimônia, em entrevista è imprensa, Skaf fez críticas ao governo estadual, ao comentar a gestão do PSDB. Página 4

Borebi transporta mais de 700 pessoas na Saúde

PÁGINA 6

TEMPO E TEMPERATURA

HOJE

AMANHÃ

Máxima:

Máxima:

Minina:

Minina:

29C° 19C°

30C° 17C°

Fonte: Climatempo

AGUDOS - Neste sábado, o pagode do Grupo Sereno vai contagiar Agudos, com uma apresentação gratuita às 21h, na Praça Tiradentes, em frente à Prefeitura. A banda bauruense lançou seu primeiro DVD em 2010. Grátis, confira!

CORRE - Uma estante na sala da casa de Bruna Rafaela Leme, de 22 anos, já mostra qual sua principal atividade, além de dona de casa, esposa e mãe do pequeno João Pedro, de seis anos. Há cinco anos ela participa de corridas de longa distância Página 5

SEIS - O calendário para as seis primeiras etapas do Campeonato Municipal de Truco está definido. Em cada etapa, recebem medalhas as três melhores duplas. A 2ª etapa, será no dia 23 de fevereiro, Bar Pantanal (Cecap)


2

OPINIÃO

EDITORIAL

O lado da força A decisão anunciada pela equipe da prefeita Izabel Lorenzetti (PSDB), de que a prefeitura não vai pagar em março os direitos dos servidores que compõem a maior parte da administração pública municipal de Lençóis Paulista, ferindo o que determina a Constituição Brasileira, mostra mudança drástica no posicionamento e no rumo que a administração pública lençoense vem tomando, ao mesmo tempo em que protege um grupo importante para a manutenção da ordem na esfera pública administrativa. Existe uma clara mudança de postura em relação às decisões mais polêmicas que mostra, algumas vezes, o desmerecimento da questão política, como se isso já não importasse mais, o que pode apontar para uma falta de preocupação da atual gestão com a opinião pública, principalmente da maior parte da população lençoense os mais humildes - e que representam a maioria dos votos a cada eleição. Estaria o grupo político que comanda Lençóis há 20 anos rachado e sem boas perspectivas para outubro de 2016?

LENÇÓIS PAULISTA, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2014

E a ‘bolha imobiliária’, como vai? BILLY MAO Uma observação durante estes dias me deixou com uma sensação de que as pessoas, e até o próprio sistema em que vivemos estão entrando em uma nova realidade. Assim como ocorreu com o tombo dado pelo esquema Estrela, que deixou muita gente fora do chão depois de vender carros, caminhões e casas e “colocar o dinheiro no Estrela”, agora as pessoas - algumas, é claro - estão se ligando que os valores absurdos praticados nas vendas de imóveis, são fora da realidade lençoense. A constatação é simples e qualquer cidadão pode checar: a enorme quantidade de casas à venda na cidade sem que haja comprador. Muitas dessas casas são velhas, de muitos anos, mesmo assim os preços estão nas alturas. Em conversa com um empresário e empreendedor lençoense esta semana, minhas observações ganharam outro peso. Segundo meu interlocutor, não é possível que esta “bolha” se sustente por muito mais tempo. Isso pelo fato dos preços praticados serem os maiores de nossa região - isso não quer dizer que outras cidades também não estejam com

o preço alto nos imóveis. Em dezembro de 2013, o Prêmio Nobel de Economia e professor da Yale University, Robert Shiller, durante sua estada no Brasil, falou sobre o país e sobre a Bolha Imobiliária que muitos acreditam ser o desenvolvimento e a emergência das classes sociais medianas. O Nobel é claro quando aponta sua opinião e diz que os preços praticados pelo mercado são apenas mais uma forma de aquecer as vendas. Ouvindo atentamente meu interlocutor e analisando o que ocorre em Lençóis Paulista, pode-se chegar a conclusão de que estamos dentro da bolha, mas ela pode estourar. Mesmo a classe média/alta da cidade e a classe alta tendo condições para comprar todo tipo de imóvel, quem sabe para, posteriormente, vende-los por um preço ainda maior, a visão de que tudo pode tomar outro rumo, vai ficando aparente. Para o assalariado a realidade é ainda mais dura e pesada. De acordo com o IBGE, o rendimento médio real do brasileiro em um mês completo de trabalho ficou em R$ 1.966,90

Reflexão “O certo é certo, na guerra ou na paz, felizes os que cobram o certo também em tempos de paz, para que jamais precisem questionar o certo em tempos de guerra”

Sobre a decisão desta semana, a prefeitura indicou dois diretores para fazerem o anúncio, após a pressão de parte da imprensa por esclarecimentos sobre o assunto, sendo que em outros tempos, a própria prefeita sentaria à cabeceira da mesa para explicar porque tomou uma decisão tão impopular. Hoje a prefeita parece não querer se envolver a questões polêmicas, como fazia com bravura em seu primeiro mandato. O que mudou no andamento da administração municipal de Lençóis? Em muitos casos, o fato de não poder concorrer à nova eleição, faz com que políticos deixem de se empenhar da mesma forma na condução das administrações. A prefeitura evitou o corte de cargos de altos salários, ocupados por pessoas que defendem o grupo político do PSDB há muito tempo. Entre os ocupantes de alto e médio escalão estão agentes técnicos e profissionais muito competentes, mas também pessoas que conhecem muito bem os meandros da política lençoense, no que ela tem de melhor e, principalmente, no que tem de pior. Manter próximos aqueles que mais podem oferecer ameaças é uma conduta política que remonta o século e que é seguida ao pé da letra pelo PSDB lençoense. Quando a prefeitura defende que a manutenção de cargos e salários garante motivação para que seus lideres comandem a massa de servidores, monta uma cena que talvez não tenha imaginado que seria a vista pelos comandados: quanto menor a peça, mais fácil a troca. Acusações oficiais são poucas, mas são muitas as não oficiais de perseguição dentro dos quadros do funcionalismo municipal lençoense. Agora, a garantia é de que os descontentes não serão punidos. Apenas o tempo pode assegurar. Por ora, o que está garantido é que a folha de pagamento da prefeitura, em março, não vai chegar a 54%, porque parte dos servidores que ganham menos vai pagar a conta, garantindo que a prefeitura não tenha que demitir 20% de quem ganha mais, caso chegasse aos 54%, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. O município mantém seu funcionamento, já que há dinheiro em caixa, e os descontentes que peçam para sair. Simples assim.

FALE CONOSCO CNPJ: 14.647.331./0001-22 IE: 416.050.229.111 Jornalista Responsável: Tânia Morbi - Mtb: 52.193 Redação e administração Lençóis Paulista Av. José Antonio Lorenzetti, 537–Telefone – (14) 3263-1740 jornalsabadao@gmail.com CONTATO COMERCIAL: (14) 99658-9731 comercial.sabadao@gmail.com Sugestão de Pautas: (14) 3263-1740 Registrado no Cartório de Registros de Pessoas Jurídicas de Lençóis Paulista sob número 008 - Folha 15 - Livro B1 TODOS OS ARTIGOS SÃO DE RESPONSABILIDADE DE SEUS AUTORES

Tiragem: 3.000 exemplares Caderno DeCasaEmCasa: 20.000 exemplares Lençóis Paulista - Borebi - Agudos - Macatuba

em dezembro de 2013. Portanto, uma família composta por um casal de assalariados médios no Brasil possui uma renda real de cerca de quatro mil reais. Esse valor para pagar a comida, o carro, os carnês e, em alguns casos, a escola ou faculdade. Talvez seja este o ponto de ter tanta casa à venda na cidade. A busca para manter o preço nas alturas chega ao ponto de que o metro quadrado de uma área construída custa em média R$2.000,00 no centro afastado de Lençóis Paulista e dependendo do bairro, o valor poderá ser ainda maior. Se não há programas que beneficiem quem tem uma renda ainda menor, como esse povo terá casa própria para morar? Se levarmos em conta que a renda média do 1% mais rico do país é de R$ 18 mil, veremos que mesmo esses mais endinheirados não estão tão dispostos a continuar mantendo essa imobiliária Salvador Dali, como diria Alexandre Versignassi. E essa percepção vai se estendendo, gradativamente, por todo o país.

RAILSON RODRIGUES

www.sucatanovaquadrinhos.blogspot.com

Sabadão online: issuu.com/billymao/docs/

A toga do 1% PAULO NOGUEIRA Eu não seria cínico o suficiente para dizer que não gostei do braço erguido do deputado petista André Vargas diante de Joaquim Barbosa no Congresso. Foi infantilidade? Foi. Foi desabafo? Foi. Foi desrespeito? Não. Por que não? Porque JB mereceu. Não é desrespeitado quem merece ser desrespeitado. Mesmo para um não petista como eu, ele simboliza o que existe de mais atrasado e retrógrado no Brasil. É a toga do 1%. Se eu me sinto assim, imagine o que sentem militantes e simpatizantes do PT, como Vargas. O gesto de Vargas não feriu ninguém. Mas as ações de JB ferem. Agora mesmo: faz sentido ele revogar uma decisão de Lewandowski apenas para punir Dirceu e impedi-lo de trabalhar quanto antes? Ah, mas Lewandowski desautorizou Barbosa antes. Mas entre as duas desautorizações vai uma distância formidável. JB colocou Dirceu na geladeira por causa de uma nota – isto, uma nota – da Folha de S. Paulo. Conhecemos todos a precisão da Folha. No obituário do jornalista Renato Pompeu, na segunda feira, a homenagem foi para Renato Pompeu de Toledo. A nota falava de um telefonema que Dirceu trocara com um secretário do governo da Bahia.

Dirceu negou, o secretário negou, o presídio – depois de uma investigação – negou. Mas JB permaneceu acreditando na veracidade da nota, como uma velhinha de Taubaté ao contrário. Isto – a fé cega numa mídia cujos interesses são conhecidos — mostra muita coisa. Grande parte das alegadas evidências do Mensalão derivou de “denúncias” da mídia. Num voto louvado por colunistas no Mensalão, um juiz se declarou indignado porque todo dia, ao abrir os jornais, via um escândalo. Não passava pela cabeça do ministro, aparentemente, que as denúncias pudessem ser, simplesmente, infundadas. Ele tomava as coisas que lia como verdade inquestionáveis, como um muçulmano diante do Alcorão. Ora, a Veja – confiante na impunidade que calúnias têm perante a justiça brasileira – chegou a publicar uma capa com uma suposta conta de Lula no exterior em que dizia, numa das coisas mais patéticas que já cometidas no jornalismo nacional, que não conseguira provar nem desmentir a acusação. Não conseguiu provar, e ainda assim publicou um fato de extrema gravidade em relação à honra do acusado, o “presidente-retirante”, como o definiu um aristocrático blogueiro de Taquaritinga. A sociedade, nos últimos anos, foi aprendendo a entender melhor a lógica da imprensa. Daí a

perda de influência. Mar de lama só aparece em governos populares. Mas os ministros do STF não aprenderam o que a voz rouca das ruas, em sua humildade insuperável, aprendeu. E dão um valor desmedido ao festival de escândalos com o qual se tenta minar qualquer presidente que não governe para o 1%. Foi assim que uma nota da Folha – a Folha do Renato Pompeu de Toledo – virou uma coisa capaz de afetar (piorar é um verbo mais preciso) a vida de um presidiário quando lida por Joaquim Barbosa. A presidência de JB caminha para seus últimos meses. Eleito em outubro de 2012, ficará no cargo dois anos – a não ser que saia antes para concorrer a algum cargo. Pelo conjunto da obra, pela mistura deletéria de rancor com pequenez de espírito, JB se credencia a concorrer ao título de pior presidente da história do STF. Basta ver quem o apoia: apenas o que há de mais reacionário na sociedade brasileira. Se JB fosse um produto da Amazon, apareceria o seguinte. Quem gosta dele gosta também de Feliciano, Bolsonaro, Olavo de Carvalho, Reinaldo Azevedo, Lobão, Veja, Globo, Sheherazade, Gentili, Tas et caterva. O jornalista Paulo Nogueira é fundador e diretor editorial do site de notícias e análises Diário do Centro do Mundo.

Notas rápidas WELLINGTON ANSELMO MARTINS #NãoVaiTerCopa Um forte movimento de crítica está sendo mobilizado, na internet e nas ruas, sob essa bandeira: “Não vai ter Copa!”. Parece haver uma mescla de manifestantes que são contrários aos gastos com a Copa do Mundo de Futebol. Nesse movimento têm manifestantes partidários e têm manifestantes sem partido; têm os que se dizem comunistas e têm também os Black Blocs... Enfim, muitos protestos populares já estão ocorrendo no Brasil. Há quem queira diretamente criticar a Copa; há quem queira exigir melhores serviços públicos (saúde, educação...); há quem queira uma revolução violenta da esquerda (comunista ou anarquista). Mas, quer na internet ou nas ruas, em um quesito todos esses militantes são unidos: estão descontentes com a política brasileira! Enjoados de tanta corrupção! Cansados de serviços públicos ruins! Indignados com os altos impostos e com a forma com que o dinheiro público tem sido usado! Talvez todo

esse movimento que estamos vendo agora seja apenas o início de um movimento popular que vai transformar o Brasil (para melhor ou pior); ou talvez tudo isso seja apenas um momento conturbado da sociedade brasileira. Entretanto, quer seja uma coisa ou outra, uma certeza sócio-política nós temos: um povo indignado não deve ser desconsiderado! Jornalista Rachel Sheherazade “Adote um bandido!”, foi com essa frase-clichê que a polêmica jornalista, do SBT, terminou o seu comentário. Um comentário muito divergente, que mobilizou boa parte da opinião pública nos últimos dias: alguns apoiando a jornalista e, outros, claro, opondo-se a ela. O fato específico que foi objeto do comentário foi o caso do sujeito (pobre e negro) que, suspeito de um crime, foi amarrado a um poste e agredido por populares. No vídeo, a jornalista Rachel fez questão de salientar que o sujeito tem ficha

criminal “mais suja que pau de galinheiro”. Decorrente disso, a polêmica maior girou em torno do fato de que ela sugeriu que a ação popular contra o suspeito é “até compreensível”, uma vez que temos no Brasil um Estado omisso e um judiciário e polícia muitos fracos. Enfim, de um lado da opinião pública ficaram os defensores dos Direitos Humanos, acusando a jornalista de incitar “justiça com as próprias mãos” ou “justiceiros populares”, enquanto de outro lado há os que concordam com a crítica feita pela jornalista, pois, de fato, o Estado brasileiro tem uma segurança pública lamentável e, por isso, esperar uma justiça realmente eficiente (ampla!) das polícias ou do judiciário, por enquanto, ainda é utopia no Brasil. Wellington Anselmo Martins, mestrando em Filosofia, graduado em Filosofia, professor universitário e colunista político / www.cafe-com-politica.blogspot.com


POLÍTICA

LENÇÓIS PAULISTA, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2014

3

LEGISLATIVO

Aprovada “lei dos mototaxistas” na Câmara de Lençóis Paulista Lei que regulamenta atividade foi aprovada, mas entra em vigor em seis meses, tempo para que profissionais se adequem

Tânia Morbi Foi aprovado em definitivo, na segunda-feira, dia 10, projeto de lei que regulamenta a profissão de mototaxistas e motofretistas em Lençóis Paulista. Apesar da aprovação, a lei deve entrar em vigor após seis meses, tempo para os profissionais se adequarem às exigências da nova legislação. Pela nova lei, podem trabalhar pessoas acima de 21 anos, que tenham habilitação na categoria há mais de dois anos, que tenham sido aprovadas no curso do Contran (Conselho Nacional de Trânsito) e desde que usem vestimentas com os dispositivos também previstos pelo Conselho de Trânsito. No texto encaminhado pelo Executivo, consta que serão disponibilizadas 196 vagas para empresas e trabalhadores autônomos. Caberá a Comissão Municipal de Táxi a definição dos pontos onde poderão funcionar empresas e autônomos. Mas, o projeto havia recebido seis emendas, de autoria de vários vereadores, mas a quinta emenda, que proibia a propaganda de partidos políticos nos coletes e motos dos

Fotos: Billy Mao

COLETE | Lei vai exigir que mototaxista se adeque para trabalhar em Lençóis Paulista profissionais, foi retirada pelo autor, Nardeli da Silva. Todas as demais foram aprovadas Com isso, não poderão atuar ou renovar suas autorizações mototaxistas que tiverem sido condenados por infrações das leis de trânsito ou que regulamentam a atividade, desde que o processo conste como trânsito em julgado, e desde que suas motocicletas sejam licenciadas dentro da categoria de veículo de aluguel. Os dois casos foram acrescentados à lei em duas emendas do vereador Ailton Tipó (PV). De autoria do presidente da Mesa Humberto José Pita

(PV), a terceira emenda define que não poderão ser instaladas empresas de mototaxis nos trechos compreendidos entre as avenidas 25 de Janeiro, 9 de Julho e ruas Cel. Joaquim Gabriel, 15 de Novembro, Pedro Natálio Lorenzetti e Dr. Antônio Tedesco, em diversas delimitações. Os vereadores também aprovaram emenda em que determina uma série de obrigações em caso de desligamento da atividade ou troca de empresa por parte dos profissionais e, finalmente, a última que define o prazo de seis meses para entrada em

vigor da lei. O projeto tramitava na Câmara há 10 meses e com as emendas feitas ao texto original, na avaliação dos vereadores, foi possível adequar às exigências da legislação às necessidades dos profissionais locais. “Desde o começo, estivemos em todas as reuniões com os mototaxistas e no frigir dos ovos todos participaram, porque era uma necessidade que nós tínhamos de regulamentar (a lei). Estamos saindo na frente de muitas cidades”, afirmou Tipó. Sobre o período de seis meses para entrada em vigor da lei, Tipó afirmou que é o tempo necessário para que os mototaxistas comprem equipamentos, regularizem seus veículos e documentação e resolvam pendências na Justiça. “Essa emenda é para dar um tempo definitivo para que todos se encaixem e se amoldem na nova lei”, explicou. A nova lei abriu a possibilidade de que Empreendedores Individuais prestem o serviço, por isso, com o aumento das vagas, a prefeitura reduziu de R$ 459,56 o valor da taxa de licença para R$ 289,78.

Durante audiência, diretor diz que UPA deve ser entregue em 90 dias Na última segunda-feira, dia 10, durante quase uma hora e meia o diretor de Saúde Márcio Santarém expôs os números referentes à arrecadação e destinação dos recursos de sua pasta, durante o terceiro quadrimestre do ano passado e os totais administrados em despesas e receitas ao longo do ano de 2013, mas também respondeu a perguntas dos vereadores. A audiência pública é uma exigência legal de prestação de contas. Um das novidades apresentadas pelo diretor foi a previsão de que a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) deve ser inaugurada em até 90 dias. Márcio afirmou que na segunda-feira, dia 10, técnicos do Ministério da Saúde estiveram no prédio da UPA para uma vistoria, o que deve garantir a liberação em 30 dias dos R$ 510 mil necessários para a aquisição de equipamentos e mobiliários. Com isso, depois de dois anos de atraso, a expectativa agora é que o novo serviço seja inaugurado

ainda no primeiro semestre deste ano, de acordo com o diretor. Dados apresentados pelo diretor mostraram que no ano passado, o município investiu pouco mais de R$ 32.2 milhões em Saúde, em uma média anual de 21,03% do orçamento do município, quando o mínimo exigido é de 15%. De acordo com o diretor, os percentuais de investimento de recursos próprios do município, comparados com os recursos provenientes das esferas estadual e federal têm crescido a cada ano. Segundo dados apresentados por ele, em 2006 o município era responsável por 66% do total investido na Saúde, já em 2013, esse percentual passou para 71%, em uma escala contínua crescente. A pedido do presidente da Mesa, Humberto José Pita (PR), o diretor explicou que dos R$ 9 milhões repassados pelo Governo Federal durante o ano, mensalmente são destinados R$ 445 mil para o hospital Nossa Senhora

construção de um prédio onde pretende instalar o segundo Caps. Assim, a previsão é de que a prefeitura continue pagando o aluguel enquanto o prédio estiver fechado, até o convênio ser aprovado, faça as adequações no imóvel alugado e continue pagando o aluguel até construir o novo prédio. Além de antecipar a locação de um prédio, ainda sem previsão de uso, a prefeitura tem

FECHADO | Valor de R$ 31.800,00 em seis meses de não uso

É ele - Durante audiência de prestação de contas da diretoria de Saúde, por Márcio Santarém, na Câmara, Nardeli da Silva cobrou o diretor sobre uma possível reforma no Posto de Saúde da Cecap que enfrenta sérios problemas estruturais. A região da Cecap tem pelo menos três vereadores, nenhum questionou o diretor sobre as péssimas instalações do posto no bairro. Futuro - Márcio se sobressaiu dizendo que o bairro poderá receber um novo posto de saúde e que o atual poderá ser desativado. Não foi dado data para que uma nova obra atenda aquela população. Enquanto isso, as goteiras e bolor nas paredes vão aumentando. Torneira - Outro vereador cobrou do diretor da Saúde informações sobre o aluguel do prédio onde funcionava a Casa Mãe Piedade. O prédio foi alugado em setembro, segundo o diretor, para a instalação do CAPs, só que até agora, seis meses depois, o prédio ainda está vazio e o aluguel de R$5.300,00 sendo pago para nada. Sentinela - O vereador Anderson Prado de Lima está muito preocupado com a possibilidade de aumento de roubos e assaltos pela cidade. Protocolou pedido na Câmara para obter informações sobre o número do efetivo da Polícia Militar atuante em Lençóis Paulista e o número de viaturas disponíveis. Cadê? - Prado foi quem propôs a criação da Função Delegada em Lençóis Paulista. Aprovada a criação, falta a assinatura entre o município e o Estado. Por enquanto está na gaveta! Passe...- O assunto Facilpa deverá render muita conversa ainda. Ao que se percebe, correrão em torno dos preços praticados para a entrada da Feira que este ano deverão ser revistos pela comissão que coordena o evento. A maior festa da cidade acontece em maio. ...Livre - A prefeitura pagará R$ 32 mil pelo show da dupla André e Matheus e Bruna da Viola. Shows gratuitos da Facilpa. Coleira - A enorme quantidade de cães abandonados pela rua e principalmente nas chácaras ao redor da cidade e em Alfredo Guedes tem preocupado os vereadores Ailton Tipó e Anderson Prado. Tipó discursou na Câmara que está últrapassando o bom senso as pessoas abandonarem estes animais. A falta de consciência e também a falta de uma campanha de castração acarretam esse volume por toda a cidade. Transparente - As sinalizações verticais e faixas de pedestres, quando existem ou quando não desapareceram do chão, parecem que não estão servindo muito para orientar motoristas em Lençóis Paulista. Esta semana, um cidadão fez um Boletim de Ocorrência, pelo número da placa do veículo, por tentativa de atropelamento. Pneu - O cidadão contou que ao atravessar a Rua José do Patrocínio, sobre a faixa de pedestre, um motorista dirigindo uma caminhonete não diminuiu a velocidade para que o pedestre atravessasse, acelerou o veículo, colocando em risco a integridade física do cidadão e de seu filho, que o acompanhava. Foi e registrou o fato. Ai não! - Moradores da Rua Jalisco estão preocupados com a alta velocidade praticada naquela via, principalmente por motociclistas. Segundo uma moradora, são vários pequenos acidentes que ocorrem no local. A falta de atenção é constante. Bomba - Esta semana servidores públicos foram pegos de surpresa ao serem avisados de que não teriam data para receber o dissídio, a premiação por assiduidade ao trabalho e outros benefícios. Muitos servidores não entenderam o que estava acontecendo já que a administração teria comprado pelo menos três novos veículos com ar condicionado para os encarregados. Segundo diretor: “Dinheiro Têm!”

ELE | Márcio Santarén, na Câmara da Piedade e R$ 440 mil para o Pronto Socorro. O hospital recebe ainda R$ 230 mil de recursos oriundos do programa Pró-Santa Casa, formado por repasses de R$ 134 mil da prefeitura de Lençóis, R$ 87,5 mil do Governo do Estado e R$ 7 mil destinados pelas prefeituras de Macatuba e Borebi. Os vereadores Emerson Carrit

Coneglian (PSDB), Nardeli da Silva (Prós), Jonadabe José de Souza (Solidariedade) e Anderson Prado de Lima (PV) também fizeram questionamentos ao diretor, sobre a reforma da unidade de saúde do Jardim Ubirama, o posto de saúde da Cecap, exames seletivos e sobre os dados da leishmaniose.

Prédio alugado sem necessidade não tem previsão de uso pela prefeitura

A prefeitura municipal de Lençóis Paulista paga, há seis meses, aluguel de um prédio que permanece fechado, deverá receber investimentos em reformas e adequações, mas não tem previsão de quando será usado. No imóvel, onde funcionava a Casa Mãe Piedade, e que pertence à Associação Nossa Senhora da Piedade, a prefeitura pretende instalar o segundo CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) do município, que não tem previsão de funcionamento, já que o convênio ainda não foi aprovado pelo Ministério da Saúde e não tem previsão para aprovação. Além de antecipar a locação do imóvel, ao valor de R$ 5.300,00 mensais, caso o convênio seja aprovado, a prefeitura terá que investir em adequações do prédio, apontadas pelo serviço de Vigilância Sanitária, como necessárias para que possa oferecer o tratamento adequado. O município pleiteia junto ao Ministério da Saúde uma verba de R$ 800 mil, que devem ser destinados para a

Mérito - O processo número 0007949.11.2011.-8.26.0319 que pedia que o MP julgasse por improbidade administrativa o vereador reeleito Gumercindo Ticianelli Jr., o ex-vereador Ailton Rodrigues de Oliveira e o ex-assessor da Câmara, Anderson Burato, foi arquivado. O Tribunal entendeu que o processo era ilegítimo e não deu condenação, absolvendo os três.

encontrado dificuldade para implantar o primeiro Caps, já aprovado pelo Ministério em 2012, que já recebeu R$ 120 mil para sua instalação, através da ampliação de salas do Ambulatório de Saúde Mental, no Jardim Ubirama. Ocorre que embora as obras no Ambulatório estejam prontas desde novembro do ano passado, segundo a diretoria de Saúde, o município tem encontrado dificuldade na contratação de um médico clínico geral com especialização em saúde mental, exigido para que o serviço seja oferecido. A prefeitura deve abrir concurso para identificar interessados capacitados para atuar no município. Até lá, o Caps já autorizado também não irá funcionar. A dificuldade na contratação de profissionais da área da saúde mental tem longa data em Lençóis Paulista. No ano passado, o próprio diretor de Saúde, Márcio Santarém, contou que dois psiquiatras, uma especialidade

mais comum, chegaram a ser contratados, mas os dois deixaram Lençóis por propostas mais interessantes em outras cidades. A Casa Mãe Piedade era o único serviço que atendia a 11 anos moradores de rua e andarilhos que passavam pela cidade, a maior parte, dependentes de álcool. A falta de voluntários para prestarem o serviço seria uma das razões do fechamento, no ano passado. Na época do fechamento, a prefeitura argumentou que a locação do prédio da Casa Mãe Piedade anteciparia o atendimento do CAPS, referindo-se ao serviço que será oferecido no Hospital Dia, cujas obras estão finalizadas. De acordo com a diretoria de Saúde, o serviço prestado pelo Hospital Dia, que já funciona há vários anos no município, é muito similar ao serviço do CAPS e CAPS AD, que consiste em atendimento multiprofissional e atividades durante o dia e retorno do paciente para casa ao final da tarde.

Acesso - Um interlocutor do Executivo que teria participado da reunião com o alto escalão de comissionados e diretores teria contado em uma rodinha de servidores que nas altas esferas nada será mexido, apenas o “chão de fábrica” arcará com o aperto. Constituído - A fonte antecipou a informação de que o percentual estaria na casa dos 52,5% e já teria extrapolado o limite prudencial. A Lei de Responsabilidade Fiscal em seu parágrafo 3º do Artigo 169 diz o seguinte: “§ 3º Para o cumprimento dos limites estabelecidos com base neste artigo, durante o prazo fixado na lei complementar referida no caput, a União, os Estados, o Distrito Federal e os Municípios adotarão as seguintes providências: (Incluído pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998) - Quando últrapassa os 54% que a Lei exige - risco I - redução em pelo menos vinte por cento das despesas com cargos em comissão e funções de confiança; (Incluído pela Emenda Constitucional nº 19, de 1998) II - exoneração dos servidores não estáveis. Eeeeppppaaaaa, aqui não!!! - Segundo o interlocutor presente na esplanação no Lions Clube, feita pela equipe administrativa da prefeitura, na terça-feira, dia 11, o apontamento era unânime de que não se mexa nesta faixa de funcionários, por isso a atitude neste momento, para não ultrapassar o permitido e a administração ser obrigada a cortar 20% dos cargos de confiança e comissionados. Muito simples. Rádio peão - A administração do PSDB em Lençóis Paulista sempre procurou mostrar que faz tudo direitinho, é estranho que tenha chegado neste ponto: de sacrificar o servidor menor (menor no salário). Corre pelas rodinhas cidade a fora que a preocupação da administração agora é blindar-se de possíveis ataques daquilo que chamam de “oposição”. Nessas conversas são apontados alguns nomes capazes de mostrar o que estaria ocorrendo no Executivo. Seriam os vereadores Ailton Tipó e o presidente do Legislativo, Dr. Pita. É o que rola. Fiscais - Tipó aponta da Câmara desde o início de 2013 que mais tempo, menos tempo, a folha inchada acarretaria medidas drásticas, inclusive colocando o servidor em risco. Isso pelo alto número de cargos em comissão e de confiança. Já Dr. Pita tem demonstrado competência e cuidado com o dinheiro público administrando de forma transparente a Câmara Municipal. Quem? - Ao que parece, os dois estariam apenas cumprindo com seus papeis de fiscalizadores do Executivo, que cabe a qualquer vereador. Mas, rasgar da própria carne não é para todos. Se é que entendem! Vamos esperar e ver quem sairá em defesa do servidor!!! No colo - Com base no Art. 37 do incisoX da Constituição Federal e lincado com a Lei Municipal 3.604, de 2006, o Executivo deverá cobrar de sua base na Câmara que seja mantida a decisão do “calote” no funcionário, sem que os cargos em comissão e de confiança sejam tocados. Vingando a estratégia, a responsabilidade do não pagamento cairá direto no colo dos vereadores e o Executivo conseguirá cumprir com a Lei de Responsabilidade Fiscal, mesmo com a máquina inchada.


4

POLÍCIA

LENÇÓIS PAULISTA, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2014

Cai índice de crimes violentos e sobe número de estupros Apesar de Lençóis Paulista não ter homicídios em 2013, duas mortes de 2011 e 2012 seguem sem solução; estupro teve crescimento de 60% em 2013 Tânia Morbi Embora os registros de homicídios tenham caído em 100% entre 2012 e 2013, ao menos dois casos continuam sem esclarecimento por parte da Polícia Civil, em Lençóis Paulista. O caso de Luís Carlos Galli, de 51 anos, encontrado no quintal de sua casa com dois tiros, em 2011, e de Evandro Luís de Oliveira, de 26 anos, assassinado em julho de 2012, cujo corpo foi encontrado carbonizado. Dados da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo revelam que das 20 ocorrências consideradas para o cálculo dos índices de criminalidade, em Lençóis Paulista, entre as 13 que tiveram alterações entre 2012 e 2013, sete registraram aumento de índices, o mais expressivo foi o estupro, que aumentou 60% em um ano. Entre as ocorrências que apresentaram queda nos números estão duas das consideradas mais violentas pela segurança pública, homicídios e roubos. Tiros O primeiro homicídio que segue sem identificação dos autores ocorreu há cerca de dois anos e meio, quando o corpo de Luís Carlos Galli, de 51 anos, foi encontrado no quintal de sua casa, na Rua Narciso Pregnaca, no bairro São João. Depois de denúncia à Polícia Militar, por volta das 3h, os policiais e uma equipe do Serviço de Resgate encontraram a vítima já sem vida. Segundo informações da Polícia Científica, foram disparados três tiros e ao menos dois atingiram Galli, na nuca e nas costas. Na rua em frente à residência, havia marcas de pneu, que indicavam que um veículo havia deixado o local em alta velocidade. Embora o local próximo contasse com sistema de vigilância por câmeras e a polícia não tenha descartado na época

a possibilidade de que o crime tivesse ligação com o tráfico de drogas, já que Galli era usuário de entorpecentes, o caso prossegue sem elucidação. Fogo No outro homicídio, ainda sem identificação da autoria, o corpo do jovem foi localizado por um vigia de uma empresa de reflorestamento, depois de perceber fogo em uma área de plantação de eucalipto, próxima às chácaras do bairro Corvo Branco. O corpo de Evandro foi encontrado carbonizado e a identificação ocorreu três dias depois, no IML, de Bauru. Segundo informações, Evandro residia com dois amigos em um imóvel na Vila Cruzeiro e um mês antes do crime, teria se envolvido em uma briga com um dos colegas com quem dividia o imóvel. Mas a polícia não confirmou se o desentendimento teve relação com o crime. Depoimentos de familiares na época confirmaram que o rapaz era usuário de drogas e tinha envolvimento com tráfico. Esclarecido Também de 2012, a morte de Gilmar Batista Pereira, de 28 anos, assassinado em março, na Cecap, foi esclarecida um dia depois e culminou na prisão de Wildney Sena Matos, de 24 anos, acusado de ser o autor do crime. Depois de apresentado na delegacia, ele foi transferido para a Cadeia Pública de Duartina. Antes, teria confessado ser o autor das facadas que atingiram a vítima. Embora ambos tivessem envolvimento com tráfico de drogas, o motivo do crime teria sido ciúmes. Índices Em 2012, segundo a Secretaria de Segurança Pública, foram registrados 370 casos de lesão corporal com intenção (dolosa), enquanto no ano passado este número subiu para 404, o que representa

SOLUCIONADO | Calçada onde homem morreu depois de receber facadas. Homicida foi preso; caso de Luiz Galli e Evandro Luiz seguem sem pistas ou solução aumento de quase 10%. Já os registros de lesão corporal no trânsito, de forma não intencional, passaram de 229 para 316, no mesmo período. Mas, os casos que tiveram maior aumento foram os estupros, que passaram de 13 em 2012, para 21 casos no ano passado, aumento de pouco mais de 60%. As quedas se deram entre as ocorrências consideradas de maior gravidade pelos órgãos de segurança pública. Em 2012, foram três homicídios, sendo que em 2013 nenhum crime desta natureza foi registrado. Já nos casos de roubos, a queda foi de 131 casos para 113 no mesmo período. Os furtos também tiveram queda e passaram 775 para 600, também entre 2012 e 2013. Latrocínio tem baixo esclarecimento Recentemente, a Secretaria da Segurança Pública anunciou que foram registrados 385 latrocínios em todo o ano passado. Segundo dados divulgados pelo jornal Estadão, o Departamento de Inves-

PONTO|Skaf sobre PSDS/SP: péssima gestão projetos que havia ficaram no papel”, disse. Skaf defendeu que a alegação de falta de dinheiro por municípios e Estados não pode servir como desculpa para a má gestão. “Eu não tenho duvida de que os problemas de prefeituras e do governo é tudo gestão. Por exemplo, o Estado de São Paulo tem orçamento de aproximadamente R$ 200 bilhões por ano. Não pode faltar dinheiro para nada, mas se nas escolas públicas o ensino não é de boa qualidade, se a segurança pública não é boa, se o serviço de saúde pública não é de boa qualidade, pode estar certo que para tudo isso a palavra chave é gestão. A gestão pública é que é péssima e acaba não dando retorno para a população”, afirmou. No mês passado, o diretório

Dois estabelecimentos de Lençóis Paulista foram roubados, dentro do prazo de três horas, na segunda-feira, dia 10. Nos dois casos, os assaltantes estavam armados com revólveres. O primeiro assalto ocorreu por volta das 16h30, quando dois homens, um deles armado de revólver, entraram no escritório de uma construtora na Rua Pedro Natálio Lorenzetti, no Centro, e anunciaram o assalto a uma funcionária.

A dupla fugiu a pé depois de roubar cerca de R$ 540,00. Três horas depois, por volta das 19h30, novamente dois homens encapuzados e portando duas armas de fogo roubaram cerca de R$ 100,00 em dinheiro e um aparelho celular de uma locadora de vídeo localizada na Avenida Ubirama, também na região central da cidade. Os ladrões fugiram sem ser identificados e os crimes serão investigados pela Polícia Civil.

Veículos com som alto são apreendidos pela Polícia

tigações Criminais (DEIC) esclareceu apenas 12% dos latrocínios (roubos seguidos de morte), que lhe foram encaminhados no Estado de São Paulo de janeiro a novembro do ano passado. Em Lençóis, o último caso foi em 2012 e foi esclarecido com a apreensão de um menor. Segundo dados obtidos com exclusividade pelo jornal, a taxa média de esclarecimento desse crime por todos os departamentos da Polícia Civil foi de 40%. O número é puxado para cima pelo melhor desempenho no interior. A região de Bauru, da qual Lençóis Paulista faz parte, é uma das que registrou menor número de crimes deste tipo e teve melhores resultados no Estado. Foram 12 casos do Deinter 4, com a solução de 86%. Durante a semana, a reportagem do jornal Sabadão do Povo procurou o delegado titular de Lençóis Luis Cláudio Massa para comentar os índices e os homicídios não esclarecidos. Deixou recados com a atendente da delegacia para marcar uma entrevista, mas o delegado não respondeu aos contatos.

Skaf inaugura Sesi em Agudos O presidente da Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo), e do SESI/SP Paulo Skaf inaugurou, na quinta-feira, dia 13, o prédio da escola do Sesi, que já funcionava em Agudos. O prefeito Everton Octaviani e o presidente da Câmara Auro Octaviani (ambos do PMDB) recepcionaram os convidados, inclusive autoridades civis e militares de diversas cidades da região. Após a cerimônia, em entrevista à imprensa, Skaf fez críticas ao governo estadual, ao comentar a gestão do PSDB. Sobre a energia, pauta recorrente para Skaf, desde que a Fiesp esteve à frente da campanha que culminou na redução das contas de luz dos consumidores de todo país, disse que hoje o Brasil vive um momento diferente, e que tem nos projetos das novas hidrelétricas um problema ainda maior. “O momento é outro. Pela escassez de chuva, o país está com aperto nos seus reservatórios e uma das razões é que as novas hidrelétricas, que estão sendo construídas, são de fio d’água, não têm reservatório, que daria capacidade dobrada de reserva de água”, disse. A escassez da água também foi motivo de críticas ao governo do PSDB no Estado. “A nossa preocupação hoje em São Paulo pela falta de água é maior do que o problema de energia. A Sabesp não resolveu o problema, desde 2004, não aumentou a capacidade de reservatório, porque os

A Casa Caiu Roubos no centro voltam a acontecer à luz do dia

municipal do PSDB de São Paulo entrou com uma representação junto ao Ministério Público Estadual acusando Skaf de fazer campanha antecipada, usando o espaço publicitário da Fiesp. “Deixa falar, isso mostra a fraqueza de quem está falando. A beleza da eleição na democracia é a possibilidade das pessoas avaliarem os governos e manifestarem a sua vontade no voto. Não estou antecipando coisa nenhuma, estou fazendo o meu trabalho. A luta por menos impostos, mais competitividade, educação de qualidade e campanhas que baixaram IPTU, preço de conta de luz, impostos da cesta básica é o nosso estilo e sempre foi. Em 2007 lideramos campanha nacional contra a CPMF e eu nunca tinha tido uma filiação partidária. Não sou

político de carreira”, disse. Recente pesquisa apontou que Paulo Skaf é o segundo colocado na intenção de votos para a eleição a governador. “Só tenho que agradecer às pessoas que mencionaram meu nome e ao PMDB que quer ser uma nova opção”. A escola do Sesi de Agudos recebeu investimento de R$ 12 milhões da Fiesp para ser construída e o município doou o terreno, avaliado em cerca de R$ 2,5 milhões Tem capacidade para atender inicialmente 600 alunos, mas pode chegar a atender mil alunos, sendo que as séries do ensino fundamental terão período integral de aulas, com atividades complementares como esporte, arte, cultura e tecnologia. Possui 12 salas de aula, duas áreas de convivência, biblioteca, laboratórios de informática, ciência e tecnologia, além de laboratórios de química, biologia e física, e quadra poliesportiva coberta com vestiários. Para o prefeito Everton, a entrega da escola representa um ganho na qualidade de vida da população. “Todos nós sabemos da importância dos investimentos em educação para o desenvolvimento de uma localidade. Estamos muito otimistas com a transformação que a educação provocará em nosso município, já que acreditamos muito no ensino de tempo integral como forma de melhorar o cidadão”, comentou.

Em uma operação desencadeada após constantes reclamações de moradores, a Polícia Militar de Lençóis Paulista apreendeu três veículos com som alto no cruzamento da Rua Nove de Julho com a Praça da Juventude, no Parque Antártica. As apreensões ocorreram por volta das 0h57 do domingo, dia 9. Os carros foram apreendidos e recolhidos ao pátio da Delegacia de Polícia Civil, já que veículos apreendidos por questões criminais não podem ser recolhidos no pátio oficial instalado no Distrito Empresarial, como noticiou o jornal Sabadão do Povo, em novembro do ano passado. De acordo com informações da polícia, aos finais de semana um grande número de jovens se reunia na Praça

da Juventude ouvindo música e bebendo. O problema era a altura do som vindo dos carros estacionados ao redor da praça, que tirava o sossego dos moradores próximos. Por isso, representantes desses moradores fizeram contato com a polícia e solicitaram uma providência. Neste fim de semana, três viaturas foram até o local e apreenderam uma Saveiro com placas AMT 9473, de Macatuba, e dois Volkswagen/Gol com placas CDK 3637 e DSO 9745, ambos de Lençóis Paulista. Os condutores dos carros foram encaminhados à delegacia, onde prestaram esclarecimentos e foram liberados. Os veículos foram recolhidos à área ao lado da delegacia.

Dois casos de dengue neste início de 2014

A diretoria de Saúde confirmou esta semana dois casos de dengue. Trata-se de um casal que reside na Cecap, ambos de 45 anos, que esteve em Boa Esperança do Sul. Até janeiro, Lençóis Paulista mantinha o resultado deixado em 2013, com quatro notificações da doença, todas com resultado negativo. Após a confirmação dos dois primeiros casos, a Vigilância Epidemiológica realizou bloqueio com busca ativa nas quadras próximas à residência. Em 2013, foram 163 notificações de dengue e 34 casos positivos, sendo 20 importados e 14 autóctones. Os casos positivos representam mais que o dobro dos casos de 2011, mas a metade dos 70 casos de 2010.

A última medição do índice de Breteau, que mede a infestação de larvas do mosquito aedes aegipty foi em dezembro e manteve o 0,3, que já havia sido registrado em setembro, na medição anterior. A busca ativa é realizada a cada três meses, de acordo com a Sucen (Superintendência de Controle Endemias). A manutenção do índice pode servir de alerta para a possibilidade de que os casos aumentem na época da chuva. Porém, a diretoria de Saúde informa que o combate aos criadouros do mosquito tem sido realizado de forma regular, como acontece durante todo o ano, com as visitas dos agentes comunitários de saúde.

PREFEITURA MUNICIPAL DE BOREBI AVISO DE LICITAÇÃO – PREGÃO Nº 007/2014 – OBJETO: Contratação de empresa para implantação, parametrização, treinamento de funcionários, manutenção, suporte técnico presencial uma vez por semana e locação de softwares para o Setor de Tributos. Entrega dos envelopes de documentos, propostas e do credenciamento: Dia 06 de março de 2014, às 8:30 horas, no Departamento Jurídico da Prefeitura. AVISO DE LICITAÇÃO – PREGÃO Nº 008/2014 – OBJETO: Aquisição de uniformes escolares. Entrega dos envelopes de documentos, propostas e do credenciamento: Dia 06 de março de 2014, às 9:30 horas, no Departamento Jurídico da Prefeitura. Os editais na íntegra encontram-se à disposição dos interessados no Departamento Jurídico da Prefeitura, localizado na rua 12 de Outubro, nº 429, Centro, Borebi/SP, no horário das 8:00 às 11:30 e das 13:00 às 16:00 horas. Borebi, 13 de fevereiro de 2014. Manoel Frias Filho - Prefeito Municipal.


GERAL

LENÇÓIS PAULISTA, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2014

5

Contra lei, prefeitura nega reajuste de servidores e poupa cargos de confiança Fotos: Billy Mao

Medida afeta diretamente 1.384 servidores, que ficam sem reposição da inflação por tempo indeterminado; prefeitura descarta corte de maiores salários Tânia Morbi Contrariando o que determina a legislação municipal, a prefeitura de Lençóis Paulista não pagará o dissídio de março e nem tem previsão para conceder o reajuste dos salários dos servidores, além de cortar outros benefícios conquistados pela categoria como premiação por mérito e ganhos referentes à progressão salarial que aconteceriam em março. A medida foi confirmada nesta sexta-feira, dia 14, e foi tomada porque a folha de pagamento da administração pública ultrapassou, em dezembro de 2013, o limite prudencial de 51,3% do orçamento, determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal, chegando a 52,49%. Neste caso, a mesma LRF não proíbe o reajuste que vem sendo negado, enquanto determina corte de cargos de confiança e em comissão, quando a folha ultrapassa 54% do orçamento. “Se a gente concedesse a inflação do período, este índice saltaria e se aproximaria perigosamente dos 54%”, disse o diretor Luís

Eduardo Conti (Planejamento). Atualmente, a prefeitura conta com 2050 funcionários, dos quais 1384, em março, mês do dissídio da categoria, têm direito ao reajuste salarial. Os outros 666 ganham até um salário mínimo e meio, atuais R$ 1.089,00, por isso tiveram reajuste em janeiro, seguindo o que determina a Lei Orgânica do Município que obriga o pagamento deste piso, atualizado pelo Governo Federal, para a categoria com menor salário na prefeitura. Nos últimos anos, os servidores têm incorporado apenas as perdas referentes à inflação, o que neste ano tem a previsão de ficar em 6,5%. Mas, segundo os diretores Conti e Júlio Gonçalves (Finanças), nenhum reajuste será feito, até que a administração consiga equilibrar a folha com sua receita. A decisão também inclui o corte de horas extras e suspensão de contratações por parte da prefeitura. A queda no repasse do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços), e da transferência

do FPM (Fundo de Participação dos Municípios), além da inclusão da parcela do PASEP (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) pago à Receita Federal, como despesas de pessoal, a partir de 2013, foram os motivos que levaram, segundo os diretores, a uma queda significativa da arrecadação e motivaram as ações que evitam o inchaço ainda maior da folha de pagamento. A decisão foi divulgada aos poucos entre os servidores de cada setor, durante a semana, depois de uma reunião entre os diretores, chefes e lideres de setores, na segunda-feira, dia 10, no Lions Clube, mas causou indignação entre os servidores. A escolha pelas medidas tomadas, segundo Conti, foi técnica, por isso, a administração não cogitou o corte de cargos em confiança ou redução de salários de cargos comissionados ou revisão das funções gratificadas, como fizeram outras cidades, de portes variados, conforme aponta pesquisa feita pelo jornal Sabadão do Povo, entre elas, Ribeirão Preto,

FALA | Conti e Júlio Gonçalves: cortes são necessários, mas sem mexer nos cargos de confiança. “Temos que manter os líderes estimulados”

EM AGUDOS

RÁDIO | Servidores públicos foram pegos de surpresa com notícia do corte de premiação por mérito e progressão salarial Timóteo, Presidente Prudente, Araucária (PR) e Nova Odessa. Conti defendeu que o valor com cortes e exonerações de cargos de confiança não seria suficiente para segurar a diferença na folha de pagamento. “Se eu reduzir os 20% que determina a lei (no caso de chegar a 54%), não vai resolver o problema. Eu continuaria com índice acima”, disse. Do quadro do funcionalismo municipal, 131 servidores ocupam cargos em comissão, confiança ou função gratificada. No último caso, são atualmente 91 servidores, que tiveram valores acrescidos aos salários iniciais devido à mudança de função. Em alguns casos, esse aumento chega a mais de cinco vezes o salário inicial, conforme informação obtida pela reportagem, que aponta um servidor que ganharia a menor remuneração da folha, R$ 1.086,00, em sua função original, mas que atu-

almente receberia cerca de R$ 6 mil devido às gratificações. A prefeitura não confirma a informação. A situação atual da folha do município não ocorria nos últimos 10 anos, desde que a prefeitura concedeu 1,25% de reajuste mais gratificação de R$ 100 para os servidores. A Lei Orgânica determina que anualmente a prefeitura faça, no mínimo, as adquações salariais referente à inflação, sempre no mês de março. Com a decisão divulgada agora, a prefeitura descumpre a lei, já que segundo Conti, o pagamento de um percentual menor que o da inflação seria inviável, porque “criaria um mal estar no funcionalismo”. Mesmo assim os diretores afirmaram que a “qualidade dos serviços prestados para a população não pode ser afetada pelas medidas”, por isso a opção em não pagar os

benefícios da maioria dos servidores, mas manter salários de diretores, chefes e lideres, para que possam estar motivados. “Uma equipe de 2050 profissionais, como funcionar sem liderança? Como a gente pode pensar em oferecer serviço de qualidade, sem que tenha gente coordenando este trabalho? Eu só consigo manter a qualidade do serviço se tiver uma equipe entrosada”, disse Conti. Os diretores asseguraram que não haverá perseguições em caso de desmotivação por parte dos servidores. Por ser contrária a lei, decisão deve ser defendida judicialmente e diante do Legislativo lençoense. O presidente do sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Lençóis Paulista, Marcos Antonio Gabriel, disse que deve pedir uma audiência com a prefeita Izabel Lorenzetti para tratar sobre a decisão.

EM LENÇÓIS PAULISTA

Famílias desocupam casas Mãe reclama de atendimento no Santa Cândida e nova no hospital NS Piedade construtora deve assumir Na sexta-feira, dia 7, o prefeito Everton Octaviani participou de reunião com representante do Bicbanco, gestor do convênio do programa “Minha Casa, Minha Vida”, para tratar da conclusão das casas do Parque Santa Cândida. As casas foram ocupadas por famílias que esperam a conclusão da obras desde 2010, e retomadas por determinação da Justiça, na segunda-feira, dia 10. Do encontro entre o gestor e o prefeito, participou também o representante de uma construtora de Bauru, que demonstrou interesse em assumir as obras. Esta semana, o banco deveria enviar a documentação necessária, assim como a planta do projeto, para finalizar a parceria. A construtora também deve visitar as casas, em breve, para definir um cronograma de trabalho. “Em breve as obras serão retomadas, mas vamos continuar a trabalhar para dar toda a assistência para as famílias que desocuparam as casas invadidas. A frente de trabalho, que a prefeitura pretende criar para oferecer uma bolsa para quem deseja fazer um curso e realizar serviços de limpeza

e conservação de prédios públicos, será uma alternativa para devolver a autonomia para essas famílias”, afirmou Everton. Segundo ele, levantamento feito pela Secretaria de Assistência Social de Agudos, apontou que 11 das cerca de 60 famílias que invadiram as casas do Parque Santa Cândida devem ser encaminhadas para o Centro Comunitário Mansur Ayub, na Vila Vienense, até que elas tenham condições de pagarem aluguel. A previsão da prefeitura é que as obras sejam concluídas e entregues no primeiro semestre de 2014. “De qualquer forma, vamos intensificar nossa atuação para adiantar os trâmites burocráticos que envolvem a construção de mais de 300 casas que já foram conquistadas pela política habitacional da prefeitura de Agudos”, explicou prefeito. Saída No início da semana, policiais militares de Bauru, Lençóis Paulista e Agudos acompanharam, cumprimento da ordem judicial de reintegração de posse das casas do Minha Casa Minha Vida que estão

sendo construídas desde 2010. Os 60 imóveis foram ocupados em 29 de janeiro e o prazo acordado com as famílias para reintegração venceu no dia 4. Segundo a Polícia Militar, foram desempenhadas equipes da Cavalaria e Tropa de Choque, além do helicóptero Águia, no total de 60 policiais. A reintegração transcorreu pacificamente e terminou por volta das 15h. A maior parte das casas já havia sido desocupada nos últimos dias, mas 11 famílias ainda permaneciam no local. As famílias aguardam a conclusão da obra, que teve início em 2010, foi paralisada três vezes e passou pelas mãos de duas construtoras. Na última paralisação, em 2013, o município recorreu à Justiça para que os trabalhos fossem retomados. Segundo o prefeito, até o Natal, a obra era executada normalmente. Desde o início do ano, porém, a construtora estaria prestando serviços no local com apenas um pedreiro e um ajudante. A demora na entrega das casas é investigada pelo Ministério Público de Agudos por meio de inquérito civil. (Da assessoria e JCNet)

A dona de casa Débora Cristina Pedroso Raimundo reclamou esta semana pelo atendimento que sua filha, de 11 anos, teve após ser submetida a uma cirurgia de apendicite, no hospital Nossa Senhora da Piedade. A menina, que é diabética, teria ficado sem o acompanhamento de um médico, durante dois dias, até ter alta no sábado, dia 8. A mãe contou que a filha foi internada, através do Pronto Socorro na quarta-feira, dia 5, e que foi operada por volta das 15h do dia seguinte. A partir daí, a mãe assegura que nenhum médico esteve no quarto para acompanhar a paciente. “Eu fiquei revoltada. Pode ser porque ela estava internada pelo SUS, mas foi mais o descaso mesmo. No Pronto Socorro fui muito bem atendida, mas o problema foi depois da cirurgia”, contou.

Devido as fortes dores que a criança sentia, na madrugada de sexta-feira, a mãe contou que exigiu que um médico prescrevesse medicamentos para que a filha deixasse de sentir dor, mas teria ouvidos das enfermeiras que o médico que realizou a cirurgia repassou a responsabilidade para o pediatra de plantão, que por sua vez, ainda segundo a mãe, citando as enfermeiras, disse que a responsabilidade era do cirurgião. “Só foram medicar a minha filha porque eu pedi. Eu passei com ela na quinta-feira gemendo de dor”, lamentou. O gestor técnico do HNSP Carlos Eduardo Bueno do Amaral confirmou que os médicos não estiveram com a paciente, mas que o procedimento é habitual, porque ela vinha sendo acompanhada por uma equipe multidisciplinar, de acordo com a prescrição

deixada por ele. “O médico não fica aqui o tempo todo, mas se tem uma intercorrência, a gente liga. Com todos os pacientes é assim, o médico não fica aqui”, afirmou. Fabiana Aparecida Pitoli Viotto, responsável técnica da enfermagem, disse que toda a medicação prescrita pelo médico foi dada à jovem. Quanto a alimentação, os profissionais confirmaram que ela recebeu apenas chá, porque era a adequada devido à cirurgia. O gestor disse ainda que geralmente apenas o cirurgião acompanha os pacientes, quando são crianças e adolescentes, a não ser que julgue necessária a consulta com o pediatra. Sobre o controle glicêmico, os profissionais disseram que o remédio tomado pela jovem é específico, não disponível no hospital.

ATENÇÃO ESTUDANTES HÁ VAGAS PARA TRANSPORTE

MICRO-ÔNIBUS EXECUTIVO PARA FIB - ITE INTERESSADOS:

9964447782 - C/ ROMILDO


8

BOREBI

LENÇÓIS PAULISTA, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2014

SAÚDE

Borebi transporta cerca de 700 pessoas por mês para consultas Serviço é para atender cidadão que busca por atendimento especializado na rede pública de saúde Billy Mao Pode parecer normal em algumas cidades, mas em Borebi a mudança dá conotação positiva para a atual administração. O transporte de pacientes para consultas e exames médicos em cidades com maior aparato de atendimento como Bauru e Botucatu é comum nas cidades do centro-oeste paulista. A falta de especialistas para atender a população das cidades com menor números de moradores faz com que ao cidadão busque atendimento nestes centros. Bauru tem o Hospital de Base e o Hospital Estadual, além de outros, que cooperam no atendimento. Em Botucatu, a procura é pelo atendimento em Rubião Júnior, na Unesp. Em Jaú, a busca é pelo Amaral Carvalho. Para que essas pessoas consigam esses atendimentos, é necessário que o poder público municipal coopere, desde o

atendimento na rede de Saúde, com os encaminhamentos, até o transporte dessas pessoas. Em Borebi, a atual administração está cumprindo com as promessas feitas na campanha e honrando com aquilo que é de direito do cidadão. Sempre que há demanda, um veículo da Saúde, transporta as pessoas que vão para outras cidades. O Sabadão do Povo esteve em Borebi na madrugada de terça-feira, dia 11, e acompanhou o embarque de pessoas que iam para Bauru. Para um usúário que pediu para não ser identificado, é clara a mudança de outros tempos. “Hoje não precisamos implorar nada, se tem consulta ou exames marcados a prefeitura disponibiliza o transporte e pronto”, contou. A diretoria de Saúde informou através do coordenador de transportes, Paulo Roberto Severiano, que são aproxima-

Fotos: Billy Mao

NA ESTRADA | Usuários entram em veículo da prefeitura com destino a hospitais de Bauru, no início da manhã damente 700 pessoas atendidas pelo transporte por mês. Isso sem contar o serviço de

emergência, que é coordenado, mas não entra na conta do transporte de pacientes para

consulta. “Depois de passar pelo médico daqui do posto, se há encaminhamento, é feito um

agendamento na central de vagas e acertado o atendimento, o paciente é avisado e marcado o transporte”, contou por telefone o coordenador Paulo Roberto. Paulo contou também que cerca de 35 pessoas são transportadas por dia. “Levamos gente para todas as cidades da região: Bauru, Jaú, Ribeirão Preto e até para São Paulo. Depende do tipo de consulta do paciente”. Segundo Severiano, tudo é controlado minuciosamente e esse transporte é restrito ao setor de Saúde. O coordenador disse ainda que o serviço é elogiado constantemente. “Em um ano as pessoas já perceberam que estamos fazendo o que é nossa obrigação e é direito deles, mesmo assim recebemos elogios constantemente. Procuramos fazer nosso trabalho com carinho e respeito pelo cidadão”, finaliza o coordenador.

Lei Social ajuda trabalhador que vai para a região O programa de transporte social criado pelo Projeto de Lei 472/2013 através do Setor de Assistência Social da prefeitura de Borebi vem cooperando com trabalhadores que encontraram vaga em Agudos para acrescentar sua renda familiar. Por enquanto as ofertas de trabalho em Borebi são limitadas devido ao pequeno número de empresas na cidade. A ideia do prefeito Manoel Frias Filho (PR) é que com a implantação do Distrito Industrial, que já está em trâmite para ser instalado, inclusive com o apoio do governo estadual, as vagas de emprego passem a existir na cidade. Segundo uma moradorora, que trabalha na cidade de Agudos, as pessoas passaram a buscar por vagas na cidade vizinha depois que foi criado o Transporte Social do Trabalhador. “Antes ninguém tinha opção e só trabalhava fora quem tinha condição. Hoje, com esse apoio, quem quiser pode trabalhar que,

pelo menos, o transporte está garantido”, contou. A empresa de transporte Prata, que faz a linha de Borebi até Agudos circulava com apenas um ônibus até o início de 2013, depois de aprovado a lei que autoriza o Transporte Social, foi necessário aumentar para dois ônibus para a linha. Um deles é, praticamente, para o transporte de trabalhadores. Para garantir a participação no programa o trabalhador borebiense precisa comprovar o vínculo empregatício em outro município através de carteira de trabalho devidamente assinada pelo empregador e com anotações atualizadas; estar com o exercício efetivo de atividade laboral, em caso de trabalhador doméstico, autônomo ou sem vínculo formal; Auferir renda pessoal mensal de até 02 (dois) salários mínimo; possuir residência no município de Borebi, comprovado mediante a apresentação ao órgão responsável, de conta de energia elétrica, de água ou

telefone em nome do trabalhador ou de membro de sua família, ou através de qualquer outro documento hábil. A lei que criou o transporte teve a aprovação unânime da Câmara de vereadores de Borebi. De forma clara e direta a administração mostrou aos vereadores que o projeto beneficiaria a população, dando-lhe condição de melhoria de vida e foi este ponto que sensibilizou os vereadores, levando-os a ser favoráveis ao projeto. Por telefone o prefeito Manoel Frias disse que sua vontade é que o borebiense permaneça na cidade e tenha seu emprego no município, mas que o projeto é um benefício imediato. “Se o cidadão conseguiu uma vaga para o emprego que vai ajudar em seu orçamento ele não pode ficar pagando para trabalhar. Isso é o que o município pode fazer neste momento, fornecer o passe, mas no futuro, vamos dar condição para que as empresas daqui ofereçam essas vagas”, disse.

TRABALHANDO FORA | Transporte social coopera com renda familiar. “Minha filha economiza R$90,00 com transporte para ir até Agudos”, contou uma moradora de Borebi

OPINIÃO

Serão derrotados mais uma vez... WAGNER FERNANDES Caminhando e cantando e seguindo a canção.... Quando alguém raciocina, nada mais faz que buscar entender uma soma total de algo que se dá a partir da adição de várias parcelas daquilo que se quer dominar. No entanto, quando alguém se aventura em falar aquilo que desconhece, sempre falta com a verdade com os outros que o escutam. Isso porque é impossível alguém possuir sabedoria daquilo que foge da sua compreensão. Também há os delirantes que, por sua natureza infortuna, não são incapazes de ver as circunstâncias infelizes que se colocam. Há ainda aqueles que, inconformados com suas derrotas, com suas escolhas, talvez com seu passado ou com seu próprio tamanho, nada

mais fazem que descontar sua raiva com gritos de criança rebelde, reclamando ora do sol, ora da chuva, do frio da noite e do calor do dia. Em toda sociedade existem esses personagens únicos, que tudo fazem, e tudo falam, para chamar a atenção. Aliás, esses jamais devem ser extintos, pois servem de divertimento para muitos e exemplo de como não ser para os mais jovens. Assim é, e assim será. Mas nada teria sentido se não existissem fatos. Existem circunstâncias que, mesmo com grande imaginação e fantasia, trazem dúvidas sobre a sanidade, talvez, de quem as diz. Quando se fala em “fraude” pensa-se imediatamente em algo “desonesto”. Já “escândalo” remete a ideia de “descoberta de coisa imoral”. Porém, para

alguns, diante da notícia de um simples freezer desligado por algumas horas, correm as ruas e aos bares para gritar “escândalo” e “fraude”. Realmente, na mente dos delirantes, deve existir algo, num plano metafísico superior, que remeta desonestidade e imoralidade em algo tão banal quanto um freezer que se desliga. De certo, não há porque classificar certas coisas como tendenciosas ou sensacionalista, talvez apenas a frustração de um grupo desesperado pelo sucesso de outros. Há de se pensar o que diriam esses quando uma lâmpada se queima, quando a chave se quebra ou quando a caneta perde a tinta, “tragédia assola a cidade”... Provavelmente isso. Certa vez, talvez por desapego em entender as coisas, ou por ânsia de criar

más notícias, gênios do teatro postaram em mídia a palavra “estragou” a fim de repassar conto de quem, por certo, pouco entende das coisas que fala. Sem saber o que se passava ou mesmo sobre o que reclamava, este discursava, convicto e seguro de suas frases, apontando sobre um tal leite com gosto forte que estaria sendo servido a população. No entanto, o tal leite, sugestivamente dito como “estragado”, nada mais era que um produto de alto custo comprado pelo Governo do Estado, intencionalmente enriquecido com vitaminas e ferro, muito mais completo e nutritivo que o leite normal. Realmente, lhes falta altura até mesmo para maquiar a incapacidade que tem. Todavia, nem tudo está perdido. Havia quem disses-

se que, aquele que hoje tem o poder de gerir, não seria capaz sequer de pagar salários. No entanto, eles foram pagos sem falha! Ele suportou dívidas que não eram suas, controlando a situação apesar das dificuldades. Enfrentou inúmeros problemas gerados pelo descaso de quem deveria ter o dever do cuidado e não teve. Determinou que todos fossem atendidos sem olhar bandeiras. Recuperou serviços e projetos abandonados. Pôs fim num coronelismo que imperou por décadas. Até mesmo afastou aliados por conta de atitudes que julgou incorretas. Deu autonomia e liberdade para que muitos trabalhos fossem finalmente realizados. Reduziu custos e aumentou os atendimentos. Trouxe eventos que nunca existiram, e os que já existiam, fez de-

les um sucesso nunca antes imaginado. Sem contar que ainda enfrenta aqueles que não defendem a bandeira da sociedade em que vivem, apenas o bigode de quem os comanda. Trabalha calado, mas decidido. Por tudo isso, não há dúvidas que a fumaça do despreparo e da fraqueza, está muito longe de onde alguns dizem que está. Em verdade, ela já sufoca aqueles que gritam nas ruas e nos bares maquiando suas preocupações com mentiras e dissimulando um futuro que não existe. Por isso tudo, os delirantes e “insabidos” buscam incansavelmente outra forma de derrubar aquele que os venceu...Por tudo isso é o título desse artigo! Wagner Fernandes escreve sabre política é articulista


GERAL

LENÇÓIS PAULISTA, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2014

9

Jovem dona de casa é premiada em Pirajuí e Botucatu, no atletismo Tania Morbi Uma estante na sala da casa de Bruna Rafaela Leme, de 22 anos, já mostra qual sua principal atividade, além de dona de casa, esposa e mãe do pequeno João Pedro, de seis anos. Há cinco anos ela participa de corridas de longa distância e em muitas foi vencedora ou ficou entre as primeiras colocadas. O número de troféus e medalhas, por pura superstição, ela faz questão de não contar. “Para não dar azar”, diz. O gosto pelo esporte surgiu de forma inesperada, depois que a jovem soube de uma corrida que seria realizada em Lençóis. Começou a treinar com o marido e, mesmo sem grandes pretensões, passou a vencer as competições, o que lhe deu ânimo para continuar. “Hoje eu sou viciada em corrida, a hora que paro, quero mais”, afirmou. Bruna compete nas distâncias de cinco e 10 quilômetros, nas modalidades por idade e geral. Além de Lençóis, já participou de corridas em diversas cidades da região, mas principalmente nos circuitos de Pirajuí e Botucatu, cidades onde foi homenageada nos dois últimos finais de semana

Caratecas da Samuray participam de festival do SESC em Bauru

ESTANTE | Bruna segura o mais recente trofeu que conseguiu vencendo em Botucatu por seu desempenho e pontuação nas competições de 2013. Ela afirma que só não corre em cidades mais distantes, porque teria que arcar, além das inscrições, com o transporte, já que a prefeitura de Lençóis Paulista fornece van apenas para as competições realizadas em cidades próximas. Às tarefas diárias, a corredora soma as aulas de karatê e a partir da semana que vem começa a frequentar as aulas da Faculdade de Educação

Física, nada que irá atrapalhar o treinamento, que faz três vezes por semana, na Pista de Atletismo, sob a orientação do preparador Jurassi Cassita. Seu sonho, diz, é participar de uma edição da São Silvestre, além de uma maratona (40 quilômetros) e uma meia maratona. “Há três anos tento ir para a São Silvestre, mas ainda não deu certo. Queria participar, ao menos, para ganhar a medalha e a camiseta”, disse a corredora.

Leonina promove evento para a comunidade O grupo de gestores da escola estadual Leonina Alves Coneglian, no Jardim Cruzeiro, promove no próximo dia 22, sábado, o evento “Dia na escola do meu filho” . Segundo a coordenação da escola, o objetivo é oferecer um dia de descontração, entretenimento e

serviços à comunidade, e ao mesmo tempo aproximar as famílias do ambiente escolar de seus filhos. Para isso, algumas das atrações são: testes de glicemia e pressão arterial, que serão realizados por equipes da diretoria de Saúde, e apresentação de capoeira e

dança. Também devem ser oferecidos cortes de cabelo gratuitos para os participantes, entre outras atrações. O “Dia na escola do meu filho” será promovido na escola Leonina Alves Coneglian, que fica na Rua: Pernambuco, 183. O telefone para outras informações é (14) 3263-1010.

Os atletas da academia Samuray participaram, no domingo, dia 9, do festival de artes marciais do SESC de Bauru. Participaram os atletas Mayron Aroca, Fernando Garcia Toledo, Rafaela Marçal de Souza, Bruno Braga, Renal

relação ao local de treinamento. Vamos mudar de local ate abril, mais o projeto Karate Social continuara ainda melhor, ainda faremos uma grande mudança na diretoria da Associação Samuray para melhor atender o publico”, disse Aroca.

Bolsistas do programa Aprender Sempre participam de encontro na empresa Zilor A Zilor promoveu sábado, dia 8, um encontro com bolsistas do Aprender Sempre e seus pais, que são colaboradores da Zilor. O programa socioeducacional concede bolsa de estudos integral e auxílio parcial para despesas com moradia, transporte, alimentação e material didático, sendo exclusivo para filhos de colaboradores. Na oportunidade, a Zilor recepcionou os novos bolsistas e comemorou a formatura de seis jovens na faculdade. Desde 2007, a iniciativa já beneficiou 50 jovens, sendo

TIRINHAS

Estranha Noite

Weldell, Wallison, e Bruno Landin. A equipe foi orientada pelo sensei Edilson Aroca. A competição é o primeiro evento de 2014, mas o diretor da academia adiantou novidades. “Este ano teremos grandes mudanças na academia com

que 30 já se formaram. Fábio da Silva Barbosa, que mora em Quatá e cursa o quarto ano de Agronomia, afirma que é um privilégio fazer parte desse programa. “Vou terminar este ano minha faculdade e sei que muitos queriam estar no meu lugar. Com ajuda da Zilor, estou conseguindo concluir um sonho.” “O Aprender Sempre contribuiu para que eu me tornasse um profissional qualificado. Já estou no mercado de trabalho colocando em prática tudo o que aprendi,” destaca Anderson

Henrique Bortolini, que mora em Lençóis Paulista e é formado em Ciências Biológicas. De acordo com Maria Elvira Sogayar Scapol, diretora de Gestão de Pessoas e Socioempresarial da Zilor, o programa reforça o compromisso da empresa com a educação de jovens nas comunidades onde atua. “Nosso objetivo é investir na educação desses jovens, preparando-os para a vida profissional e para serem agentes de transformação na comunidade.” finaliza.

Receitas para você!

Michel Ramalho - estranhanoite.blogspot.com

Por Paulo Campanholi

chef_x@ig.com.br

COXINHA DA ASA AO MOLHO GORGONZOLA 1,5 Kg coxinha asa de frango

Os espantalóides

Marinada 1 Col Chá Pimenta caiena 1 Col Chá Alho em pó ou bem picado 1 Col Chá Pimenta-do-reino em pó 1 Col Chá Pimenta-branca em pó 25 ml azeite de oliva. 50 a 100 ml Molho de pimenta 100 gramas Manteiga Suco de 01 Limão Sal Quanto baste (cuidado pois o queijo usado no molho é salgado)

Cristiano Taioque - facebook.com/sucatanovaquadrinhos

Molho Gorgonzola 01 Cebola grande picada 2 Unid. Alho picado 4 Col. Sopa Salsa picada 20 ml Molho inglês 300 gr Maionese 10 ml Suco de limão 200 gramas Queijo gorgonzola

Modo de preparo: 1. junte todos os ingredientes para a marinada em uma travessa, misture bem e deixe as coxinhas de frango por 2 horas no mínimo. 2. Leve para assar a 170° C, até ficarem bem crocantes. (se preferir pode fritar em óleo bem quente) 3. Prepare o molho de gorgonzola, batendo os ingredientes no liquidificador. 4.Sirva o frango regado com o molho. Vai bem com uma cerveja bem gelada!!Bom apetite!

Confiança, diálogo e participação serão os ingredientes que deverá oferecer ao seu relacionamento para que se fortaleça. Se está só, invista na sua sensualidade. Trabalhos não terminados precisam ser completados com urgência. Adie negociações com sócios, parceiros e clientes. Equilibre compromissos fora de casa com o convívio familiar.

VIRGEM

Se já tem um amor, alimente a relação com gestos de cooperação e amizade. Se já tem afinidade com uma pessoa amiga, invista e o romance poderá ser um sucesso. Trabalhar em grupo será a melhor opção. Não abuse nos gastos. A Lua Cheia reduz o seu estoque de paciência. O equilíbrio estará em ceder um pouco para estar em harmonia com a família.

Caso seu romance seja recente, é hora de assumi-lo de vez. Se não tem nada em vista, vai se surpreender com pedido de namoro. Nem tudo o que deve ser feito é motivo de prazer ou satisfação, mas você deve se voltar para concretizar as coisas no trabalho. Evite emprestar dinheiro. Bons momentos com familiares e amigos.

PEIXES

LEÃO

CANCÊR

Conte com a proteção de Vênus para fazer da relação amorosa fonte de alegrias. Tenha atitudes positivas, seja atenciosa e desprendida. Momento de ativar suas capacidades ao máximo para sobressair profissionalmente. Dinheiro em expansão. Se quiser uma relação mais gratificante com seu pessoal, aprenda a minimizar os defeitos de quem convive com você.

A dois, trate de ser menos orgulhosa e dividir suas inseguranças. Isso mostrará confiança e atenção à relação de vocês. Tarefas que exijam silêncio vão fluir com facilidade. Com relação a dinheiro, tudo pode melhorar com um bom acordo. Você que está sempre disposta a oferecer um ato de generosidade aos outros, agora precisa aprender a receber o mesmo.

AQUÁRIO

Entender o que cada um busca no relacionamento será o primeiro passo para restabelecer o que há de melhor em sua união. Período ótimo para você se desafiar. Seu potencial para dar a volta por cima está maior. Para ganhar dinheiro, siga a sua intuição, que será certeira. Vai bater forte a necessidade de abrir a alma e falar de suas emoções mais íntimas.

Mostre seu lado mais atencioso e compreensivo para conquistar quem você gosta. Se tem companhia, utilize essa mesma vibração para manter a pessoa amada interessada e feliz. Pense nas diferenças individuais como algo a acrescentar nas relações de trabalho. Administre direito suas finanças. Em família, evite se magoar por bobagens.

CAPRICÓRNIO

GEMEOS

TOURO

Faça uma viagem com seu par. Sair da rotina facilitará a retomada do romantismo e do diálogo entre vocês. Bom faro ajuda numa decisão de viagem, negócios ou em relação a pessoas que exercem poder onde trabalha. Cuidado apenas com gastos impensados. O astral familiar estará protegido nessa fase. Você terá muitas chances de expressar seu carinho.

Para manter um bom diálogo com seu par, não faça julgamentos precipitados sobre ele. Saiba ouvir o que seu amor tem a dizer. No trabalho, autoconfiança é decisiva para se posicionar bem. Bote seus talentos para funcionar. Boa cabeça para lidar com dinheiro: se não abusar dos gastos, não terá problemas. Em família, aceite o jeito de ser de cada um.

SARGITÁRIO

LIBRA

Procure estar mais presente na vida do seu amor. Se está só, envolver-se com colega de trabalho será uma forte probabilidade nessa fase. Mostre comando, administre com mão firme os problemas do trabalho. Tudo que fizer bem feito pode ter um bom retorno, inclusive material. Dê mais atenção ao pessoal de casa.

Se estiver sozinha, pode encontrar um novo amor fazendo uma viagem ou frequentando cursos. Você pode se dar bem em tudo o que envolva o universo feminino terá boa receptividade: aproveite as oportunidades! Só não empreste grana aos amigos, pois pode não receber de volta. Boa fase para tratar de assuntos familiares e íntimos.

ESCORPIÃO

ARIES

H O R Ó S C O P O

Momentos de gostosa intimidade estão previstos para este período. Reforce o vínculo com o par valorizando o dia a dia em casa. Tudo bem no serviço, mas quem trabalha por conta própria terá ajuda especial das estrelas. Não exagere nos gastos ou poderá arrumar dívidas futuras. Os astros pedem que tenha bom-senso no seu lar.


10

SUA IMAGEM

LENÇÓIS PAULISTA, DE 15 A 21 DE FEVEREIRO DE 2014

PERTO - As inaugurações de escolas do SESI seguem um padrão que proporciona que comunidade e os responsáveis pela obra estejam o tempo todo próximos, como aconteceu em Lençóis Paulista e Agudos, com Paulo Skaf, presidente da FIESP, e o prefeito Everton Octaviani

JUNTOS - Vanessa Santos,Fernando e Liana cooperaram e acompanharam a inauguração oficial do SESI-Agudos. O trio trabalha na administração da unidade; ao lado, Mario Silvio Baptistella atento aos discusos no palco montado para o evento.

LÁ - Dr. Pita estava na comitiva que acompanhou Skaf. No evento conversou com Altair Toniolo, diretor de Emprego e Renda de Lençóis Paulista.

FESTA - Everton recebeu os prefeitos de Pederneiras, Daniel Camargo, e de Bauru, Rodrigo Agostinho, entre seus convidados

ESCREVEU - Para a imprensa regional, que esteve no evento, o presidente do SESI, Paulo Skaf, falou sobre a gestão dos governos Federal e do Estado e adiou para depois das convenções o comentário sobre sua possível candidatura ao governo estadual de São Paulo, onde pesquisa aponta que tem 20% das intenções de voto

SOCIAL - Ivana Camarinha, ex prefeita de Pederneiras, foi prestigiada pelo convite de Paulo Skaf para se unir aos convidados no palco, e aproveitou a inauguração do prédio da escola de Agudos para rever amigos de municípios da região.

FONES: 14. 3263.7300 / 9.9643.4517 - e-mail: avilapan@hotmail.com


Edicao 52