Page 1

Um ano de hist贸rias

Alunos do 2潞 ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Sandoval de Azevedo

2010


1

Letramento Um ano de histórias

Alunos do 2º ano do Ensino Fundamental da Escola Estadual Sandoval de Azevedo Organização: Joyce Morais Pianchão – 2010 –


Letramento © 2010 Alunos do 2° ano do Ensino Fundamental Escola Estadual Sandoval de Azevedo

Organização Profª. Joyce Morais Pianchão

Projeto gráfico, diagramação e capa Danilo de Resende Boquet

Ilustrações Alunos do 2° ano do Ens. Fund. – Escola Estadual Sandoval de Azevedo/2010

Revisão Joyce Morais Pianchão Danilo de R. Boquet

2


LETRAMENTO

3

Letrar é mais que alfabetizar é ensinar a ler e escrever dentro de um contexto onde a escrita e a leitura tenham sentido e façam parte da vida do aluno. 55 Magda Becker Soares

É preciso que as crianças encontrem seu lugar no mundo da escrita não mais somente como leitoras e receptoras, mas como produtoras. 55 Cleide Vitor Mussini Batista

Com carinho, ______________________________


Dedico... A essa turma de pequenos grandes autores, que me fizeram crer que é possível transformar...

Agradeço... À todos, amigos e colaboradores, que participaram de maneira significativa no processo da construção de um ano de histórias.

Joyce Morais Pianchão

4


PREFÁCIO I

5

Anualmente, somos presenteados com este trabalho fantástico da Professora Joyce Morais Pianchão, fruto de suas criativas atividades de letramento, desenvolvidas com crianças em fase de alfabetização. Durante o processo ensino aprendizagem, em que as ações são dinâmicas, sequenciais e espontâneas, não se tem a dimensão exata dos resultados alcançados. Só depois, compilando e avaliando o retorno, é que se constata o real efeito das intervenções pedagógicas efetuadas. Sendo assim, tão importante quanto fazer é registrar e socializar. É justamente esse trabalho que encontramos nestas páginas tão bem elaboradas por Joyce Morais Pianchão, professora exemplar e educadora fantástica. Além das atividades propostas - pormenorizadas em etapas – a autora apresenta os trabalhos originais dos alunos, que dão um cunho de veracidade incontestável a quem se dispõe a apreciar e aprender com os relatos das experiências. Como Pedagoga, quero ressaltar valor afetivo desta obra que exala amor e respeito à Educação. Como Diretora da E. E. Sandoval de Azevedo, expresso meu imenso orgulho de contar com uma profissional de tão alto gabarito e potencial em nosso quadro de professores. Quero acreditar que o presente trabalho alcance ampla visibilidade – reforçada pelo Blog relacionado – e o reconhecimento público a que faz jus. Maria Gertrudes Mendes


PREFÁCIO II O trabalho da professora Joyce com seus alunos sempre foi de extrema competência, responsabilidade e comprometimento com a educação. Trabalhamos juntas há alguns anos atrás e vejo que continua a sua missão de educadora com o mesmo interesse e entusiasmo de antes. Sorte dessas crianças, que tiveram durante esse ano a oportunidade de descobrir o prazer de ler, interpretar e produzir textos.  Hoje, são capazes de formar opiniões sobre obras de arte, pintores famosos, peças teatrais, enfim, temas que as levaram a refletir, concluir, sonhar... Sorte também a de seus pais e familiares, que puderam acompanhar passo a passo o crescimento intelectual de seus filhos, tendo a professora Joyce como  mediadora e interventora nesse processo ensino-aprendizagem. Com certeza, crianças, vocês que hoje são merecedoras de parabéns por suas lindas produções textuais, também ensinaram à professora de vocês, lições que a encorajaram a prosseguir nesse caminho de troca, que é o de ensinar e aprender. O meu desejo é que após a semente lançada, cada um de vocês sinta-se desafiado a continuar essa viajem pelo mundo da leitura, para conhecer e escrever outras lindas histórias e poemas,  dando asas à imaginação, sem medo de arriscar. Parabéns a você Joyce, pelo seu brilhante trabalho com mais essa turminha de autores que tão bem soube assimilar os seus ensinamentos.

Com muito carinho,

                                Graça Boquet Autora do livro Letramento Divertido - Belo Horizonte: FAPI, 2007.

6


APRESENTAÇÃO A transformação não está no futuro, não pode estar no futuro. Ela só pode realizar-se agora, momento por momento. 55 Krishnamurti.

Na Escola Estadual Sandoval de Azevedo, a turma do 2º ano do Ensino Fundamental, com sete e oito anos de idade, teve acesso a diversos gêneros textuais, lendo, escrevendo, produzindo, enriquecendo seu vocabulário, expressando sua opinião e sentimentos nas diversas oportunidades que lhes foram propiciadas.

É importante que cada criança compreenda a utilidade da escrita e o seu poder, e que, por meio dela é possível se expressar de forma a resolver conflitos, convocar e convidar pessoas para diversos eventos, inventar histórias, fazer rir e chorar (Programa de Intervenção Pedagógica. SEE. MG. 2008).

Essa turma do 2º ano teve a oportunidade de se expressar, de apresentar ideias e sentimentos, questionar, opinar e refletir sobre seus sonhos e suas vontades, através de textos narrativos, dissertativos, bilhetes, comentários, depoimentos, registros espontâneos, etc. Tudo isso sendo abordado na interdisciplinaridade dos conteúdos curriculares.

Ensinar a escrever requer conhecimento, sistematização e afeto. Ensinar uma criança a escrever é ensiná-la a produzir textos em uma situação contextualizada de comunicação [...] (Programa de Intervenção Pedagógica. SEE. MG. 2008).

7


E é esse o nosso objetivo, possibilitar à criança oportunidades diversas para a produção textual.

Os alfabetizadores devem propiciar um encontro adequado entre as crianças e os textos. Se alguns alunos chegarem a serem escritores graças à intervenção escolar, a missão do professor está cumprida. Caso isso não aconteça, é dever da escola que todos que egressem de suas aulas sejam pessoas que escrevem, isto é, sejam pessoas que, quando necessário, possam valer-se da escrita com adequação, tranquilidade e autonomia (KAUFMAN; RODRÌGUES apud Programa de Intervenção Pedagógica. SEE. MG. 2008).

Sendo assim, é na escola que esse exercício de cidadania se inicia, quando a criança tem contato com diferentes textos. Compreendendo que a Língua Portuguesa deva ser trabalhada em situações de uso real, numa aprendizagem significativa e prazerosa, partindo de textos que estão presentes em seu cotidiano, cumprindo funções de divertir, informar, anunciar, conversar, comunicar, persuadir, entre outros. Na simplicidade e ingenuidade de escrever, essas crianças, deixam aqui registrada uma pequena e importante amostra para a família, para a escola e para a sociedade, de todo um trabalho realizado no dia a dia da sala de aula.

Joyce Morais Pianchão

8


SUMÁRIO Uma história ouvida............................................................................. 10 Uma história lida.................................................................................. 12 Onde moro......................................................................................... 14 Na minha casa tem............................................................................... 15 Meu animal de estimação...................................................................... 16 Eu criei a história................................................................................. 17 Eu cuido............................................................................................. 20 O mais importante para mim................................................................. 21 Se eu fosse viajar................................................................................. 22 Um passeio com a turma da escola........................................................ 23 Na escola já aprendi............................................................................. 25 Eu li................................................................................................... 26 Comemorações na escola...................................................................... 28 Registros espontâneos.......................................................................... 31 Projetos na sala de aula........................................................................ 33 Os autores.......................................................................................... 45 Um convite especial............................................................................. 59

9


UMA HISTÓRIA OUVIDA A lenda do Quero-Quero (Positivo. 1998)

Se eu quiser ser amada tenho que amar os outros. 55 Maria Isadora Amaro Machado

Eu aprendi que a gente deve querer as coisas para nós e para os outros. 55 Luís Fernando Rodrigues Gonçalves

Eu aprendi que tem que respeitar os outros para ser respeitado e para ser feliz tem que ajudar os outros a serem felizes. 55 Vitor Augusto Brasileiro dos Santos

Eu aprendi que a gente não pode maltratar os outros. Tenho que ser legal com os outros para eles sejam comigo. 55 Syang Queiroz de Freitas

A ratinha presunçosa (Clássico infantil)

Eu aprendi que não podemos ser vaidosos e temos que respeitar. Temos que gostar das pessoas do jeito que eles são. 55 Luiza Andrade Puger

Eu aprendi que a gente deve gostar e respeitar as pessoas do jeito que elas são. 55 Luís Fernando Rodrigues Gonçalves

10


Fábula - A lebre e a tartaruga

Eu aprendi que a velocidade não é tudo na vida. 55 Gabriel Leonardo Pinto Carneiro

Eu aprendi que nós devemos insistir. E também aprendi que não devemos desistir. 55 Lucas Silva Pinheiro

55 Ágatha Alexia Almeida Cecílio

11


UMA HISTÓRIA LIDA Chiquita, a ratinha vaidosa. (Gerusa Rodrigues Pinto. FAPI) Eu adorei essa história porque ela ensina a ser um pouco vaidosa com a beleza e com a natureza. A história é boa para a pessoa que só é vaidosa com a própria beleza. Para ser vaidosa tem que ser com tudo um pouco, com a própria beleza, com a natureza e com as outras coisas. 55 Larissa Almeida de Castro

O Bonequinho Doce (Alaíde Lisboa de Oliveira) Eu aprendi com a história que crianças não devem sair para a rua sem os pais deixarem. Eu também aprendi que temos que respeitar os mais velhos. 55 Giovanna Antoneli Tavares

Eu aprendi com a história que nós crianças não devemos sair para a rua sozinhos. Já os adultos fecham a porta e falam com a gente que é para não acontecer nada de mau. 55 Larissa Almeida de Castro

12


No texto explica que é perigoso criança na rua. Como na história, que o bonequinho pulou na água sem pensar. 55 Rodrigo Perdigão Guimarães Coelho

O que eu aprendi com a história é não sair de casa sozinha, sem autorização dos pais. 55 Maria Isadora Amaro Machado

Um novo amigo (Sérgio Merli. Coleção Janelinha. FTD. São Paulo. 2006.) Eu fui à biblioteca com a professora Marilene e li a história “Um novo amigo”. Adorei a página que ele, o Duda, desenhou um amigo e imaginou que ele fosse real. Eles brincaram de futebol, pega-pega e cabra-cega. Quando Duda percebeu que já era tarde demais, foi arrumando a casa e o amigo tentou ajudar, mas não deu certo! 55 Luiza Andrade Puger

O fazendeiro, seu filho e o burro. (Alba Capelli e Dora Dias - Adaptação. FTD)

A gente não pode criticar as pessoas sem saber o que está acontecendo. 55 Thiago Henrique Francisco de Jesus

Eu não gostei porque os homens criticaram o burro, o pai e o filho. 55 Rodrigo Perdigão Guimarães Coelho

13


ONDE MORO

Eu gosto muito da minha casa. Ela é um amor para mim e para a minha família também. 55 Letícia Fernanda Leite Dias

O meu jardim é bonito! Eu brinco nele. No meu jardim tem uma piscina enorme! Na árvore do meu jardim tem muita jabuticaba. 55 Larissa Almeida de Castro

Gosto muito da sala! Será que tem alguém na sala? Pai, eu vou ver desenho na sala. Nossa, que sala bonita! 55 Luís Fernando Soares dos Santos

Ágatha, a minha casa tem portas e janelas cinzas. Tem uma cozinha junto com a copa. Um corredor, três quartos e um banheiro. Na varanda dá pra fazer um churrascão, agora que vai aumentar lá. 55 Maria Isadora Amaro Machado

14


NA MINHA CASA TEM...

A mesa onde eu almoço e tomo café. É onde eu faço minha tarefa de casa. 55 Ana Carolina Giudice Barbosa

O fogão esquenta os alimentos. O fogão fica na cozinha. O fogão cinza e preto é muito bonito. O fogão é quadrado? 55 Thiago Henrique Francisco de Jesus

A minha televisão é grande. A minha televisão fica na sala. 55 Giulia Ferreira de Castro

Oi, você gosta de suco? Eu adoro suco! 55 Victor Lincoln Machado

55 Ana Carolina Giudice Barbosa

15


MEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO

Os meus cachorros são muito legais! Os nomes deles são Pithi e Ranne e eu gosto de brincar com eles. A brincadeira que eu mais gosto de fazer com eles é de jogar bola. Os dois gostam de comer muito. Eles me protegem quando eu estou dormindo. Eles me obedecem. 55 Ágatha Alexia Almeida Cecílio

Olá! Essa é a Bilinha, a minha cachorra. Ela mora na casa da minha vó. A minha vó coloca a ração. Ela gosta de brincar com a bolinha e tem uma coleira lilás. Todos os dias que eu vou para a casa da minha vó brinco com ela. 55 Victor Lincoln Machado

O meu papagaio gosta de comer alpiste e beber água. Ele gosta de sair e entrar na gaiola. Ele gosta de falar com a minha vó e também gosta de comer cenoura. Meu papagaio se chama Polly. Eu cuido lavando a gaiola de Polly e brincando de falar com ele. 55 Luís Fernando Soares dos Santos

Eu gosto do meu coelho. Ele é bonito. 55 Lanna Olívia de Oliveira Carvalho.

16


EU CRIEI A HISTÓRIA A história de Carlos Carlos é um menino inteligente. Ele é muito feliz com a sua família. O menino gosta de sua mãe, do seu pai e do seu irmão. A mãe de Carlos se chama Silvia. O pai de Carlos se chama Ronaldo. Carlos gosta de brincar de esconde-esconde. O menino vai muito bem na escola e só tira dez nas provas que ele faz. O menino só falta quando está doente ou gripado. A professora de Carlos gosta muito dele e dos colegas dele. A escola de Carlos é muito legal. Carlos gosta da casa dele. Ele ama o pai, a mãe e o irmão. O menino faz muitas coisas para o irmãozinho que é um bebezinho. E assim é a história de Carlos. 55 Vitor Augusto Brasileiro dos Santos

55 Gabriel Leonardo Pinto Carneiro

17


Os irmãos Era uma vez... Uma menina que se chamava Rita. Rita tinha cabelos longos. Tinha um caderno, um lápis de escrever e tudo mais. Tinha um irmão que se chamava Pedro. Ele gostava de brincar com os seus brinquedos. Os dois gostavam de brincar juntos. Quando chegava a noite os dois iam dormir, para que no outro dia eles estivessem bem descansados para ir à aula e saber escrever. 55 Syang Queiroz de Freitas

A bola

A bola fica no campo. A bola fica na rede. A bola acerta na trave. A quadra tem trave. 55 Kayran Felipe Dias Rocha

A borboleta Era uma vez uma borboleta que adorava ver as estrelas no céu. Ela falava que as estrelas eram suas melhores amigas. Um dia, foi de manhã, elas desapareceram. A borboleta achou que as estrelas não eram mais suas amigas. E quando chegou a noite, elas voltaram. A borboleta descobriu que as estrelas só estavam no céu à noite. Depois daquele dia em diante, a borboleta soube que elas só vinham à noite. 55 Larissa Almeida de Castro

18


Meu sonho

Meu sonho é ter uma fazenda. Mas eu vou ter quando eu crescer. Eu vou ter vaca, vou ter cavalo, vou ter boi. Um abraço, 55 Henrique Pereira Silva

A natureza A natureza é muito importante porque nós precisamos dela para viver. E porque nós não conseguimos tomar água poluída, nem as plantas também, é que temos que cuidar da água, da terra, das plantas e dos animais, se não a vida acaba. 55 Luiza Andrade Puger

55 Giulia Ferreira de Castro

19


EU CUIDO A praia

A praia é muito gostosa de brincar. Mas só que as pessoas jogam lixo na praia. Poucas pessoas jogam lixo no lixo. 55 Ágatha Alexia Almeida Cecílio

O mar

Podemos pescar! Mas não podemos jogar lixo no mar. Porque senão os peixes irão morrer. 55 Giovanna Antoneli Tavares

Minha saúde

Eu gosto de ter saúde comendo verduras e frutas para ter uma vida saudável. Eu gosto de comer cenoura, beterraba, banana, morango e goiaba. Banana é uma fruta saudável que faz a gente ficar forte. Tomo água e muito suco de goiaba. Depois vou para a escola. 55 Lanna Olívia de Oliveira Carvalho

20


O MAIS IMPORTANTE PARA MIM Estudar é uma tarefa muito importante para nós aprendermos a escrever e para arranjarmos um trabalho. 55 Guilherme Eduardo Araújo Beiral

Estudar. Eu acho que estudar é bom. Porque a gente cresce e tem que saber ler, escrever e falar certo as palavras que nós aprendemos na escola. 55 Vitor Augusto Brasileiro dos Santos

É o estudo. Porque quando eu crescer quero saber escolher um emprego bom. 55 Luís Fernando Rodrigues Gonçalves

55 Giovanna Antoneli Tavares

21


SE EU FOSSE VIAJAR... Mamãe e papai, Cuidem do meu quarto. Se chegar uma criança no meu quarto não a deixe mexer nos meus brinquedos. Beijo, Joyce 55 Joyce Lorrane Euzébio da Silva

Papai, Eu vou viajar por duas semanas. Cuide bem do meu material escolar e do meu quarto. Com amor, Kayran 55 Kayran Felipe Dias Rocha

Mamãe, Eu vou viajar para ver a minha vó. Eu gosto da minha vó. Cuide do meu quarto. Henrique 55 Henrique Pereira Silva

55 Guilherme Edvardo Araújo Beiral

22


UM PASSEIO COM A TURMA DA ESCOLA Projeto Cineminha. Palácio das Artes. Fundação Clóvis Salgado Brincando com o recreador Léo Ladeira

Eu adorei esse momento porque eu estava brincando com outras crianças. 55 Giulia Ferreira de Castro

Eu gostei porque Léo Ladeira brincou com as crianças. Eu adorei! 55 Joyce Lorrane Euzébio da Silva

Assistindo ao filme “Os robôs”

Eu gostei muito do filme. Eu aprendi que o que queremos temos que correr atrás. 55 Giovanna Antoneli Tavares

Eu adorei o filme! Achei muito legal quando o bem derrotou o mau. 55 Lucas Silva Pinheiro

23


Eu assisti ao filme “Os robôs”. Eu adorei o filme! A mensagem é muito boa. O robô correu atrás do seu sonho. Ele queria conhecer o grande soldador e acabou conhecendo. No final ele também conseguiu ajudar a sua família, essa foi a parte mais bonita! Foi lindo o filme e um pouco engraçado. 55 Larissa Almeida de Castro

BIENAL DO LIVRO DE MINAS. EXPOMINAS

Belo Horizonte, 24 de maio de 2010.

Professora Marilene, Boa tarde! A professora Joyce falou que foi você quem organizou o passeio à Bienal e eu agradeço. Eu achei muito legal a Bienal do livro. Lá eu vi muitos livros. Desde quando eu tinha três anos, me interessava pelos livros e até hoje eu gosto de ler. E como eu gosto de ler, esse foi o passeio mais legal, mais emocionante! Como eu vi muitos livros, foi o sonho da minha vida. Beijos, Lucas 55 Lucas Silva Pinheiro

24


NA ESCOLA JÁ APRENDI...

(Baseado no poema “Crescendo e aprendendo”. Berenice Gehlen Adams)

Eu aprendi na escola a ler, a escrever e fazer muitas coisas. Quando entrei no primeiro ano não sabia ler. Quando entrei no segundo ano fui devagarzinho aprendendo a ler. Gosto muito da escola. Aprendi a ler e a escrever. 55 Henrique Pereira Silva

Eu aprendi a ler, a escrever, a contar, a ter educação, respeito e a cantar. 55 Giulia Ferreira de Castro

Eu aprendi a escrever e a ler. Eu aprendi a fazer as atividades da sala de aula. Eu aprendi a recortar e colar. Eu aprendi a desenhar e colorir. Eu aprendi a usar os livros. Eu aprendi a fazer muitas coisas! 55 Thiago Henrique Francisco de Jesus

No primeiro ano eu aprendi a fazer contas. E agora que eu estou no segundo ano devo aprender a fazer outras coisas. Eu já sei ler os livrinhos. 55 Gabriel Leonardo Pinto Carneiro

25


EU LI... No jornal (Gurilândia - Jornal Estado de Minas/ Tempinho – Jornal O tempo)

Eu li no jornal Tempinho e achei interessantes as formigas que são capazes de carregar coisas até cinquenta vezes o seu peso. 55 Kauan da Silva Oliveira

Eu li no jornal Gurilândia e achei interessante porque mostra o “dia do trabalho”, com as crianças que dão duro, no lugar de estudar. 55 Luiza Andrade Puger

Eu li no jornal Gurilândia e achei interessante porque os meninos falam sobre a natureza. 55 Guilherme Eduardo Araújo Beiral

Eu li no jornal Gurilândia e achei interessante uma peça de teatro da tv Alterosa. 55 Luís Fernando Soares dos Santos

26


Na revista em quadrinhos (Corre atrás – Turma da Mônica. Mauricio de Sousa). Magali, Boa tarde! Você agiu sem pensar. Você não sabia que não pode atravessar a rua sem um adulto? 55 Letícia Fernanda Leite Dias

55 Lanna Olívia de Oliveira Carvalho

27


COMEMORAÇÕES NA ESCOLA Aniversário da escola A escola onde estudo A escola onde estudo é muito legal porque tem um pátio enorme. E eu tenho muitos amigos legais e uma professora que eu amo que se chama Joyce. Eu gosto da janela da minha sala porque tem uma linda árvore. Com muito carinho, 55 Ana Carolina Giudice Barbosa

Dia do supervisor pedagógico

Belo Horizonte, 22 de agosto de 2010.

Querida Imaculada, Parabéns pelo dia da supervisora. Um beijo da aluna da professora Joyce, 55 Maria Eduarda Gonçalves Gomes

Dia do professor Professora Joyce, Nós gostamos de você, professora Joyce. Nós adoramos ficar em sua sala. Gostamos de suas atividades também. Beijos, 55 Kauan da Silva Oliveira

28


FESTA NA ESCOLA Festa junina

A quadrilha é muito legal! Porque ela tem danças e brincadeiras. Eu adoro participar da festa junina. Você sabe porque eu adoro participar? Eu adoro porque tem muitas danças legais. 55 Luiza Andrade Puger

Gertrudes, Boa tarde! Eu gostei muito das coisas que você organizou para a nossa escola e eu estou muito agradecida. Eu gostei de tudo que teve na festa junina. Você fez muitas coisas legais para a festa junina. As quadrilhas foram muito legais! Você, Gertrudes, é muito legal! Por isso eu estou agradecendo pela festa junina. Muito obrigado! Você cuida muito bem da escola. Um abraço e um beijo, Syang 55 Syang Queiroz de Freitas

29


Festa da Família

Eu fui à festa da família na escola, no sábado, dia 11 de setembro de 2010. Eu fui com a minha mãe e ela gostou muito! Eu e minha mãe fomos na feira de alimentação. Eu gostei da apresentação do coral da nossa turma. Eu vi teatro de outras salas. Tiveram muitas crianças. Tiveram famílias. Gostei das danças das outras salas. E para encerrar eu votei na urna eletrônica. 55 Luís Fernando Soares dos Santos

55 Rodrigo Perdigão Guimarães Coelho

30


REGISTROS ESPONTÂNEOS (Sugestão do blog: alfabetizacaoemfoco. blogspot. com).

A sala de aula A minha sala de aula é grande e é cheia de coisas. Nós estamos treinando o Hino Nacional e têm duas salas que também vão se apresentar, a sala doze e a dez. Também estamos conhecendo as obras dos pintores. Estamos trabalhando com o livro “Meu museu”. 55 Ágatha Alexia Almeida Cecílio.

O museu Um dia eu vi na novela “ti-ti-ti”, o museu de arte de São Paulo. Nós estamos trabalhando com ele. 55 Maria Isadora Amaro Machado

O meu fim de semana

No sábado acordei cedo para esperar o meu tio chegar de Itabira. E fomos passear. No domingo fui ao teatro e acabei encontrando o meu colega Lucas. Foi muito legal! 55 Rodrigo Perdigão Guimarães Coelho

31


Minha escola

Eu gosto da minha escola. A minha sala é grande e tem vinte e seis alunos A professora dá boas aulas. 55 Raynara Rodrigues Prates

Na semana do dia das crianças Eu fui ao segundo teatro com a minha mãe na segunda feira: “A brincadeira continua”. E também fui ao parque Mangabeira. Andei na roda gigante e na roda mexicana, na terça-feira. Já na quarta-feira eu dei um passeio a cavalo na fazenda do meu tio lá em Belo vale. Na quinta-feira eu fui ao mercado central e comprei um Xuaua, que é um cachorrinho. Na sexta-feira eu fui no “Castelo do terror”, no shopping Cidade. 55 Ana Carolina Giudice Barbosa

Um dia com outra professora na sala de aula Bem vinda à nossa sala, professora Fátima! Você é muito bonita e bem educada. Você nos está ensinando muito bem a aprender. Eu te agradeço muito por estar me ensinando viu? Não vou te desobedecer. Um beijo e um grande abraço, Larissa 55 Larissa Almeida de Castro.

32


PROJETOS NA SALA DE AULA Projeto “Meu museu” Comentário do livro Meu museu (Maísa Zakzuk; ilustrações Daniel kondo. São Paulo: Panda, 2004.)

Eu gostei da história porque a menina estava no museu que se chama MASP. Ela falou das obras que tem lá no MASP. É muito legal o museu! Tem muitas obras interessantes para as pessoas verem. 55 Vitor Augusto Brasileiro dos Santos

Comentário das obras (Apresentadas no livro Meu museu e em pôster do Museu de Arte de São Paulo - MASP. Material cedido por Graça Boquet). • Rosa e azul – As meninas – Cahen d’ Anvers – Pierre Auguste Renoir Eu gostei de todos os detalhes. Mas eu gostei mais do laço na cintura delas. E também das meias rosas e azuis. Os vestidos estão lindos! E até das cores delicadas da tinta do Renoir eu gostei. 55 Kauan da Silva Oliveira

33


• O escolar – Van Gogh Eu gostei de tudo que Van Gogh fez no quadro, principalmente do amarelo que ele colocou para misturar com outras cores. 55 Lucas Silva Pinheiro

• A canoa sobre o Epte – Claude Monet

Eu gostei porque as cores do Claude Monet são escuras. E também eu prestei muita atenção no rio do Claude Monet. A canoa ficou muito bonita. 55 Thiago Henrique Francisco de Jesus

• A compoteira de pêras – Fernand Léger Eu gostei muito dessa pintura porque as frutas me trazem fome. O que mais gostei foi da bela cozinha. 55 Ágatha Alexia Almeida Cecílio

Eu gostei porque as pêras são redondas. Eu gostei do título também. A obra é bem legal! E eu vou visitar o museu algum dia! 55 Victor Lincoln Machado

55 Joyce Lorrane Eusébio da Silva

34


• O pescador – Tarsila do Amaral

Eu gostei do pescador e também das árvores lá atrás, que se chamam coqueiros. Eu gostei do morro. E principalmente da calma que tem. É um lugar muito bonito! Não é igual aqui. É um lugar muito pequeno. Tem muitas pedras. 55 Gabriel Leonardo Pinto Carneiro

• O mamoeiro – Tarsila do Amaral

Eu senti que estava respirando ar fresco. 55 Ana Carolina Giudice Barbosa

Essa obra me fez lembrar eu com a minha vó na roça. 55 Lucas Silva Pinheiro

Eu queria morar na área rural porque tem um rio para eu e meu pai pescar. 55 Guilherme Eduardo Araújo Beiral

Eu gostei porque tem uma família bem feliz passeando na ponte. 55 Rodrigo Perdigão Guimarães Coelho

35


Comentário de matéria de jornal (Ana Papera pinta quadros como gente grande – Jornal O tempo – 19/06/10) Eu achei essa matéria ótima. A Ana Papera é nova para pintar quadros e está quase ficando como os artistas famosos. 55 Vitor Augusto Brasileiro dos Santos

Comentário sobre o artista Pablo Picasso (Meu museu. Maísa Zakzuk. 2004). Eu gostei do Pablo Picasso porque ele usa as formas geométricas e as pinturas dele ficam muito bonitas. 55 Yan Carlos

Visita ao museu Inimá de Paula

Eu gostei muito da visita ao museu Inimá de Paula. Eu vi muitas obras do artista Inimá de Paula. Também ouvi duas coisas muito interessantes. Primeiro foi saber que o Inimá gosta de cores fortes. Segundo foi saber que natureza morta na arte é obra somente com objetos. Valeu muito à pena! 55 Luís Fernando Rodrigues Gonçalves

Eu gostei muito porque as obras de Inimá de Paula são feitas com muitas cores e na obra “Meninos e cavalo azul”, parece ser de contos de fadas. Tem obras de natureza morta e desmatamento. 55 Luís Fernando Soares dos Santos

36


Eu gostei muito de ir a esse museu! As obras são grandes, bonitas e coloridas. Cada uma das obras recebe um título. Eu aprendi que o Inimá não usava uma cor só para fazer suas obras, ele usava várias cores. O Inimá era muito sério! Eu gostei muito, muito mesmo desse museu! As obras foram criadas há muitos anos. O Inimá criou mais de mil obras. Esse foi o primeiro museu que eu já fui. Adorei esse museu! 55 Giovanna Antoneli Tavares

A família também participa Na época em que eu estudava eram apenas trabalhos coloridos. Hoje vejo que além do aluno fazer, ele ainda escreve sobre o que está fazendo e entende o trabalho. Estou satisfeita com os resultados. 55 Ana Paula, mãe da aluna Letícia Fernanda Leite Dias.

É muito bom estudar com as crianças desde cedo a vida e obra de artistas tão famosos! Assim elas aprendem a valorizar a arte. Fiquei feliz em ver a criatividade de Lucas em seus desenhos e comentários. Faço das palavras da minha esposa, as minhas palavras. Parabéns, Joyce. 55 Dorinha e Luís, pais do aluno Lucas Silva Pinheiro.

37


Um ótimo trabalho. Muito criativo e importante. Parabéns! 55 Marcela, mãe da aluna Larissa Almeida de Castro.

O projeto é bastante interessante e bem explorado. Seu trabalho ficou lindo e o seu interesse em fazer bem feito é o que mais vale. Parabéns! 55 Mariana, mãe do aluno Kauan da Silva Oliveira.

Parabéns pelas atividades artísticas, muito criativas e variadas. Gostei muito da representação das formas geométricas e dos comentários bastante criativos. Parabéns pela dedicação de todos. 55 Marcos Arlindo, pai do aluno Luís Fernando Rodrigues Gonçalves.

Achei maravilhosos os registros de arte! Os desenhos mostram detalhes daquilo que a sua imaginação liberou. O cuidado em reproduzir as obras e o prazer de querer fazer bem feito. Também fico muito feliz em ver que você se interessa pelo aprendizado sobre pintores e escritores e está desenvolvendo isso na escola. A arte e a cultura enriquecem o nosso conhecimento. 55 Valkíria, mãe do aluno Yan Carlos Félix Valadares. 55 Larissa Almeida de Castro

38


PROJETO “EU NO TEATRO” A espera Tio Cláudio, Eu vou ao teatro. Eu estou muito ansioso para que chegue rápido. Vou assistir a uma história muito bonita que se chama “Manga, mangueira, meu pé de brincadeira”. Um abraço, Kayran 55 Kayran Felipe dias Rocha

55 Kauan da Silva Oliveira

Nessa ida ao teatro eu espero que não chova e que a turma não atrapalhe quando estiver vendo a peça. Que os artistas não cancelem a apresentação, que o caminho não seja longo e os artistas não esqueçam as cenas e falas. Porque eu também faço teatro na “Fundação Caminho Verdade e Vida”, e eu sei como é. 55 Lucas Silva Pinheiro

39


A preparação Belo Horizonte, 30 de setembro de 2010. Família, Boa tarde! A professora e nós, alunos, estamos preparando para ir ao teatro. Estamos nos preparando sabendo qual vai ser a peça, à que horas vamos ao teatro, quem vai ao teatro, como vai ser o teatro. Eu e a turma quando voltarmos do teatro continuaremos o trabalho “Eu no teatro”. Beijos, Vitor Augusto 55 Vitor Augusto Brasileiro dos Santos

Tina, Boa tarde! Nós, alunos, junto com a professora, estamos aguardando com muita vontade o dia de irmos ao teatro. Estamos todos torcendo que não chova no dia. Que na ida possamos ver muitas plantas já que iremos a pé. O nome da peça que iremos assistir é: “Manga, mangueira, meu pé de brincadeira”. Não posso esquecer de falar que estamos preparando um álbum a respeito da peça. Enfim, te contarei tudo quando eu voltar do teatro. Beijos, Ágatha. 55 Ágatha Alexia Almeida Cecílio

40


Após o espetáculo

41

Eu gostei porque a mensagem é que nós não devemos destruir o meio ambiente, porque tem gente que pensa só no dinheiro e não na natureza. 55 Larissa Almeida de Castro

A mensagem que trouxe para mim foi que a gente não deve cortar árvores porque são elas que dão as frutas que a gente come. E a outra mensagem que me trouxe foi de não ficar poluindo a natureza. 55 Luís Fernando Rodrigues Gonçalves

A mensagem foi não cortar as árvores e não transformar uma floresta em lixão. 55 Victor Lincoln Machado

A melhor mensagem para mim é de reciclar o lixo e não jogar lixo no chão. 55 Lucas Silva Pinheiro

A mensagem é que não devemos matar o meio ambiente. A mensagem está certa, porque a árvore ajuda a respirar, as flores enfeitam os jardins. E não devemos jogar lixo no chão porque polui a natureza. 55 Giovanna Antoneli Tavares 55 Kayran Felipe Dias Rocha


Despertando sentimentos e sentidos O sentimento que eu tive foi que a minha outra vó que morreu, estava perto de mim quando vi os personagens mais velhos. 55 Luiza Andrade Puger

O que eu achei melhor foi a peça que trouxe muita alegria para meus colegas e diversão. 55 Maria Eduarda Gonçalves Gomes

E me maravilhei com a linda mangueira porque era cheia de mangas madurinhas. Que pena que eram de plástico! Eu queria comer algumas. A mensagem é que devemos cuidar do meio ambiente e não confiar nos outros que maltratam a natureza. 55 Ágatha Alexia Almeida Cecílio

Eu gosto de manga, fico louquinho que a minha mãe compre para mim. 55 Kauan da Silva Oliveira

Agradecimento

Adorei o teatro! E as músicas do começo e do final estavam ótimas! Muito obrigado pela apresentação. Com carinho, 55 Luiza Andrade Puger

42


Avaliando Eu achei bom ir ao teatro com a turma da escola porque nós estudamos fora da escola e a peça foi ótima! 55 Larissa Almeida de Castro

Eu nunca tinha ido ao teatro e quando eu fui com a escola foi um grande prazer. 55 Guilherme Eduardo Araújo Beiral

O que você diria a alguém que nunca foi ao teatro? Eu diria: você quer ir ao teatro com a minha família para assistir Manga, mangueira, meu pé de brincadeira? 55 Vitor Augusto Brasileiro dos Santos

Vamos ao teatro. 55 Luís Fernando Soares dos Santos

Vou dizer para ela que o teatro é bom. 55 Joyce Lorrane Eusébio da Silva

Eu diria para ir ao teatro porque vai gostar muito. 55 Maria Eduarda Gonçalves Gomes

Eu diria que está perdendo o teatro porque ele é muito bom. 55 Yan Carlos Félix Valadares

43


Eu gostaria de levar a minha mãe e o meu pai ao teatro. 55 Raynara Rodrigues Prates

Eu diria que o teatro tem coisas engraçadas que fazem a gente rir. 55 Letícia Fernanda Leite Dias

Você quer ir ao teatro comigo? 55 Lanna Olívia de Oliveira Carvalho

Eu diria que os teatros são muito legais! 55 Victor Lincoln Machado

Eu diria para ela experimentar ir ao teatro.

55 Luís Fernando Rodrigues Gonçalves

Eu diria que é muito legal! 55 Ana Carolina Giudice Barbosa

55 Lucas Silva Pinheiro

44


OS AUTORES

55 Luís Fernando Rodrigues Gonçalves

Meu pai montava a cavalo, ia para o campo. Minha mãe ficava sentada cosendo. Meu irmão pequeno dormia. Eu sozinho menino entre mangueiras Lia a história de Robson Crusoé. Comprida história que não acaba mais. ...E eu não sabia que minha história Era mais bonita que a de Robson Crusoé. Carlos Drumond de Andrade – Infância

45


“Eu sou assim” (Baseado no poema “A menina que sou”. Lilian Sourient; Rosenii Rudek; Rosiane de Camargo)

Sou uma menina brincalhona e divertida. Às vezes sou teimosa. Gosto que as pessoas joguem o lixo na lixeira. Sou também bagunceira e tímida. A brincadeira que eu mais gosto é pular corda. Tenho cabelos lisos e castanhos. Tenho dois irmãozinhos que se chamam Phlipe e Thiago. 55 Ágatha Alexia Almeida Cecílio, 8 anos.

“Eu sou assim”

Sou uma menina bem bagunceira. Tenho os cabelos castanhos. Eu tenho a letra muito linda e redonda. Eu sou fã número um de mim.

Sou também fã número um de Justin Bieber. Ele é um gato.

Eu fui até a Las Vegas. Aproveitei que estava nos Estados Unidos Que é onde eu nasci E fui na Disney. 55 Ana Carolina Giudice Barbosa, 8 anos.

46


“Eu sou assim”

Sou um menino. Gosto de jogar bola. Sou bastante bonzinho. Quando peço as coisas Fico envergonhado.

Gosto de estudar e brincar. Sou um menino saudável. 55 Gabriel Leonardo Pinto Carneiro, 8 anos.

“Eu sou assim”

Sou uma menina Um pouco bagunceira. Gosto de mexer no computador E de muita brincadeira.

Sou ciumenta Às vezes fico envergonhada. Gosto de um cantor Que se chama Justin Bieber.

Gosto muito de falar E de desenhar também. Gosto de estudar. Quanto mais estudo Mais aprendo a ler e a escrever.

Minhas cores preferidas são Roxo, preto e rosa. E as suas? 55 Giovanna Antoneli Tavares, 8 anos.

47


“Eu sou assim” Eu sou muito feliz e às vezes, sou triste. Quando me elogiam, eu gosto, só que fico envergonhada. Sou muito bagunceira e também bem desobediente! A minha tia não me deixa brincar com meu cachorro porque ela acha que eu fico gripada, só que eu não fico gripada. Beijo, Giulia 55 Giulia Ferreira de Castro, 8 anos.

“Eu sou assim” Eu gosto de andar de cavalo. Eu gosto de mexer no computador. Eu gosto de jogar bola. Eu gosto de ver futebol. Eu gosto de ver televisão. Eu gosto de andar de bicicleta. Eu sou um menino que gosta de cavalos. Eu gosto de pescar. 55 Guilherme Eduardo Araújo Beiral, 7 anos.

55 Luís Fernando Soares dos Santos

48


“Eu sou assim” Eu brinco de futebol. Eu sou um menino. Eu durmo. Eu sou um menino legal. Eu sou assim, igual às outras pessoas. Eu sonho com meu pai. Henrique. 55 Henrique Pereira Silva, 7 anos.

“Eu sou assim”

Eu sou uma menina muito levada. Eu gosto de correr e de brincar de amarelinha. Eu gosto de fazer bagunça na minha casa. Eu chego em casa e vou para rua brincar. Eu já fiz muito gracinha na rua. Às vezes eu vou para a pracinha. 55 Joyce Lorrane Euzébio da Silva, 7 anos.

“Eu sou assim” Eu sou um menino muito bagunceiro. Quando eu faço bagunça a minha mãe me xinga e aí eu fico envergonhado. Eu sou um menino brincalhão. Gosto de brincar de pular corda, jogar bola, brincar de esconde-esconde, pega-pega e de queimada. Só para finalizar, sou um menino que gosta de escrever e fazer as coisas com capricho. Um beijo, Kauan. 55 Kauan da Silva Oliveira, 7 anos.

49


“Eu sou assim”

Sou um menino que gosta de jogar bola. Eu jogo no computador. Eu jogo muita bola! Eu sou muito bagunceiro. Sou muito feliz. Eu sou bonito. Eu assisto desenho. Assim é a minha vida. 55 Kayran Felipe Dias Rocha, 8 anos.

“Eu sou assim” Eu brinco todos os dias. Eu sou muito feliz. Você é feliz? Eu sou bem boa, não bato em ninguém. Eu sou um pouco chata, não faço gracinha porque é feio. 55 Lanna Olívia de Oliveira Carvalho, 8 anos.

55 Luiza Andrade Puger

50


“Eu sou assim”

Sou uma menina muito cuidadosa. Gosto de brincar E tenho uma boa escola.

Quando ganho um presente Fico muito emocionada. Quando chega meu aniversário Fico bem agitada!

Tem vez que fico teimosa, Mas sou bem carinhosa. Gosto de estudar, Faço tudo com capricho. Então é isso!

Vivo assim. Vou continuar vivendo. Agora você já esta sabendo.

Gosto muito de comer verduras. Gosto um pouco de chocolate, Como uma vez por dia. Não tem nada de errado. Gosto muito de dançar, Cantar e pular. Vou deitar e descansar. 55 Larissa Almeida de Castro, 7 anos.

51


“Eu sou assim”

Eu gosto de brincar de boneca e de outras brincadeiras. Desde quando eu nasci o que eu gosto é de estudar. Eu também gosto de mexer no computador. Jogar é muito legal! Eu tenho sete anos e me chamo Letícia. 55 Letícia Fernanda Leite Dias, 7 anos.

“Eu sou assim”

Eu sou um menino Bem esperto e brincalhão. Gosto de brincar de espião E de carrinho.

Sou um menino Às vezes bem brincalhão Quando pedem para eu falar Eu solto a voz.

Sou um menino bem obediente. Quando pedem para eu cantar Eu só canto numa noite de luar.

Sou um menino feliz, Sempre agitado. Quando durmo Em um minuto acordo. 55 Lucas Silva Pinheiro, 7 anos.

52


“Eu sou assim”

Sou um menino um pouco tímido. Gosto de jogar futebol. E sou inteligente. A minha vida é bem boa! Sou bem feliz! Um beijo, Luís Fernando Rodrigues 55 Luís Fernando Rodrigues Gonçalves, 7 anos.

“Eu sou assim” Minha vó cuida de mim. Gosto muito de brincar com alguém. Eu brinco de bola, vídeo game, computador e de trem. Eu durmo cedo e acordo cedo. Eu sou feliz! Eu brinco muito com os meus colegas. Beijos, Luís Soares 55 Luís Fernando Soares dos Santos, 7 anos.

“Eu sou assim”

Eu sou uma menina. Gosto de muita brincadeira. Brinco com minha vizinha Gisela Toda terça e quinta-feira.

Sou uma menina

53


Que gosta de visitar A prima em Piracema.

Sou uma menina Que gosta de brincar Com os primos.

Gosta de conversar no telefone Com a tia. Gosta de passear No parque. Gosta de trocar adesivo Com a colega Mariá.

A minha vida é assim. Pois agora é a hora De você contar a sua vida Para mim. 55 Luiza Andrade Puger, 7 anos.

55 Maria Eduarda Gonçalves Gomes

“Eu sou assim” Eu sou uma menina muito alegre e um pouco teimosa. Eu gosto de brincar. Quando uma pessoa me chama de linda, eu gosto um pouco, mas eu fico envergonhada. Eu gosto quando as pessoas me dão alguma coisa. Com carinho, Maria Eduarda 55 Maria Eduarda Gonçalves Gomes, 7 anos.

54


“Eu sou assim”

Sou uma menina que gosta de brincar de escola. Quando faço bagunça meu pai me corrige. Eu amo minha família! Sou feliz, mas às vezes, triste. 55 Maria Isadora Amaro Machado, 7 anos.

“Eu sou assim”

Sou uma menina. Sou um pouco feliz. Quando quero comer Até fico bem manhosa.

Eu sou uma menina legal E sou bonita. 55 Raynara Rodrigues Prates, 7 anos.

“Eu sou assim” Eu sou um menino muito estudioso. Eu acordo de manhã às oito horas e de tarde eu vou para a escola. Tomo banho, me arrumo e vou para a escola. Eu estudo muito. Um beijo, Rodrigo 55 Rodrigo Perdigão Guimarães Coelho, 7 anos.

55


“Eu sou assim”

Sou uma menina Um pouco bagunceira. Gosto de brincar muito.

Sou muito divertida E sou muito bonita!

Sou uma menina. Gosto muito de estudar Através das letras.

Assim sou eu. Assim é minha vida.

E você? A sua vida também é assim Igual a minha? 55 Syang Queiroz de Freitas, 8 anos.

55 Raynara Rodrigues Prates

56


“Eu sou assim” Sou um menino inteligente e curioso. Sou muito envergonhado! Sou um menino que tem muitos amigos. Sou também um menino, às vezes, teimoso. Às vezes, sou um menino caprichoso. Eu gosto de andar de bicicleta. Eu gosto também de jogar muita bola. Sou muito feliz! Um abraço, Thiago. 55 Thiago Henrique Francisco de Jesus, 7 anos.

“Eu sou assim”

Eu gosto de jogar no computador, mas eu estudo. Eu gosto da minha vida, ela é boa. E a minha coisa preferida é jogar futebol. Eu gosto de ser goleiro. Um abraço, Victor Lincoln 55 Victor Lincoln Machado, 7 anos.

57


“Eu sou assim”

Sou um menino bastante inteligente. Sou feliz com a minha vida. Gosto de jogar futebol e tenho oito anos de vida. Eu sou um aluno estudioso. Eu tenho a felicidade de ter saúde e segurança. Sou o filho caçula da casa. Eu sou bem fofinho e legal. Eu nunca briguei com ninguém e nem vou brigar. Essa é a minha vida. 55 Vitor Augusto Brasileiro dos Santos, 8 anos.

“Eu sou assim” Meu nome é Yan. Eu sou um menino. Gosto muito de brincar, gosto de estudar e de fazer várias outras coisas. Gosto muito da minha família, do meu pai, da minha mãe e do meu irmão, que ainda é um bebê. Às vezes, sou bem teimoso. Gosto quando o meu pai chega do trabalho, porque eu e o Kauã brincamos com ele. Quando eu chego da escola, faço o meu para casa e depois tomo banho. Quando acabo visto a minha roupa e começo a brincar. Um abraço, Yan Carlos. 55 Yan Carlos Félix Valadares, 8 anos.

58


Um convite especial... Aqui estão as produções que foram realizadas até o final de outubro, para que tivéssemos tempo suficiente para ver o livro editado no início de dezembro. Mas as histórias continuam...

Quer saber mais sobre os autores? Quer saber mais sobre os projetos, os passeios, ver fotos, ler mais histórias?

Entre no blog da turma: joycepianchao.blogspot.com Conheça também a escola da turma: sandovaldeazevedo.blogspot.com

Nossas dúvidas são traiçoeiras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar. 55

William Shakespeare

Nós tentamos...

Joyce Morais Pianchão

55 Victor Lincoln Machado

59


Bibliografia de apoio BATISTA, Cleide Vitor Mussini. Fundamentos e Metodologias de língua Portuguesa. In: DIAS, Fátima Regina Gouvêa et.al. A pesquisa e a formação da ação docente. Londrina: Unopar. 2008. p. 39-74. BOQUET, Graça; BATITUCI, Graça. Letramento divertido. Belo Horizonte: FAPI, 2007. CAVALCANTE, Maria Eugênia Bellusci; TAVARES, Rosemeire Aparecida Alves. História. 2º ano, 1ª série: ensino fundamental. 2. ed. São Paulo: Scipione. 2008. (Coleção A escola é nossa). CIPRIANO, Lúcia Helena Ribeiro; WANDRESEN, Maria Otília Leite. Letramento e alfabetização linguística. 2º ano. 3. ed. Curitiba: positivo, 2008 (Coleção Linhas e Entrelinhas). MARTINEZ, Rogério; VIDAL, Wanessa Pires Garcia. Geografia, 2º ano. 1ª série: ensino fundamental. São Paulo: Scipione. 3. ed. 2008 (Coleção A escola é nossa). MINAS GERAIS. Secretaria de Estado de Educação. Guia do alfabetizador. 2º ano. Ciclo de alfabetização. Belo Horizonte. 2008. PESSÔA, Karina; FAVALLI, Leonel; ANDRADE, Elisangela. Ciências. 2º ano: ensino fundamental. São Paulo: Scipione, 2010. SANTOS, Reginaldo (Coord.). Projeto Sócio-Cultural Conexão Galpão. Belo Horizonte. 2010. SOURIENT, Lilian; RUDEK, Roseni; CAMARGO, Rosiane de. Interagindo com a Geografia. 1ª série. São Paulo: Brasil. 2. ed. 2005 (Coleção Interagindo).

60


Letramento 2010  

Organização: Profa. Joyce Pianchão

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you