Page 100

Finlandia Comissário:

M. MAURI FAVÉN

Exposição organizada pelo Suomen Taiteilijaseura, HELSINKI.

A Bienal de São Paulo comemora, êste ano, seu vigésimo aniversário. Nesta ocasião a Finlândia formula seus cumprimentos e votos para um sucesso sempre maior. Participamos de quasi tôdas as Bienais de São Paulo, o que contribuiu para uma significativa aproximação cultural cada vez mais estreita e profunda entre nosso país e o Brasil, importante nação e de alta civilização do Hemisfério Sul. Estamos certos de que êste contato, no futuro, continuará se desenvolvendo e se consolidando ainda mais. A coleção Filandesa para a X Bienal compreende 42 obras representando 8 artistas. O mais idoso dos pintores é Mauri Favén(1920), presidente da "Association des Artistes de Finlande". Como a maioria dos artistas de sua geração encontrou seu caminho passando de um naturalismo estilizado a um puro informalismo. E chegou, finalmente, a uma composição figurativa de amplas superfícies e linhas definidas. Obteve notáveis resultados com esta maneira de pintar. Os três outros pintores aproximam-se do néo-figurativismo geométrico, tendência que encontrou entre n6s, terreno relativamente fértil. Juhana Blomstedt (1937) executa composições lineares finas e delicadas. Nestes últimos anos trabalhou em Paris. Mikko Jalavista (1937), baseando-se no néofigurativismo, pinta motivos pr6ximos da natureza. O efeito de Perttu Nasanen (1940) baseia-se, antes de tudo, na repetição continuada de um determinado motivo mas de formato variável. A arte gráfica Filandesa, nestes últimos anos, foi muito notada nas exposições internacionais. Desta vez, dois gravadores participam da Bienal: Erkki Hervo (1924), um de nossos melhores especialistas em gravuras em côres, e Matti Petaja (1912), com obras em prêto e branco igualmente finas e delicadas. O mais môço dos gravadores Raimo Kanerva (1941) mostra em suas litografias um trabalho seguro e de excelentes resultados. Todos êstes artistas foram igualmente objeto de comentários elogiosos e obtiveram prêmios m exposições internacionais. O único representante da escultura é Ovro Siikamaki (1943), cujas obras têm a marca de um "parti-pris" social característico de nosso tempo. Sua especialidade: A Guerra e os sofrimentos que acarreta à Humanidade.

Kaarlo Koroma

La Biennale de Sao Paulo célebre cette année son dizieme anniversaire, à cette occasion la Finlande présente à la Direction de la Biennale ses meilleurs compliments et ses voeux pour un succes toujours croissant. Notre pays a eu l'occasion de prendre part à presque toutes les biennales de Sao Paulo, ce qui a contribué d'une façon tres significative à1!n rapprochement culturel de

80

10ª Bienal de São Paulo (1969) - Catálogo I  

Primeira parte do Catálogo da 10ª Bienal de São Paulo (1969).

10ª Bienal de São Paulo (1969) - Catálogo I  

Primeira parte do Catálogo da 10ª Bienal de São Paulo (1969).