Page 1

A CRISE AMAZÔNICA E A BORRACHA: UMA OBRA QUE ALERTA AOS DIAS VIVIDOS HOJE NA AMAZÔNIA

Edlane Mendes¹

Trata-se de obra escrita por José Armando Mendes no ano de 1908 que traz contextos sobre a crise que resultou na queda da economia da borracha e, por conseguinte aprofundando-se a partir da segunda década do século passado, quando o látex asiático dominou o mercado internacional e os importadores viraram as costas para a Amazônia. A época ficou marcada pela venda irrefreável da goma amazônica pelos estrangeiros por um custo elevado. Dados são apontados quanto às perspectivas econômicas nos momentos em que os valores nas negociações eram colocados em discussão. É interessante observar que o contexto da obra chama a atenção para os tempos atuais, em que países estrangeiros cobiçam o território amazônico pelo interesse de explorar e exportar tanto produtos naturais como a prática da agropecuária, a extração da madeira, a exploração de minérios e de tantos outros recursos naturais tão abundantes na região amazônica. J. A. Mendes relata o interesse das autoridades da época em exigir medidas do poder central para contornar o momento de declínio devido à redução de preços da goma e assim frear o desfalecimento da economia regional. Todavia, mesmo com todas as medidas adotadas para salvar o momento crítico, o mercado externo não recuou e com a ajuda indireta dos grupos que controlavam os poderes centrais, pela falta de comprometimento e cuidado com a economia amazônica, o descaso foi inevitável e o ciclo da borracha chega ao fim.


A obra faz parte da Coleção Poranduba: Resgate dos naturalistas e pesquisadores do século passado, que dissertaram sobre a Amazônia. São títulos variados que compõem a coleção, uma das mais diversas edições do Governo do Amazonas, realizada por meio da Secretaria de Cultura (SEC). Significado da palavra Poranduba: Narrativas de fatos históricos, história, notícia, narrativa. Termo Tupi. Etimologia Tupi: Pora nduwa Link BV: http://bv.cultura.am.gov.br/?m=arquivo-livros-ebooks&id=635


Crise Amazônica e a borracha  

Autor: Edlane Mendes