Page 1

Projeto Eco-Escolas

A qualidade de implementação do Programa na Escola Secundária valeu distinção.

Ano letivo 2017 | 2018

Pág. 13

Nº 1

Outras Eco-notícias

Praticar a cidadania

Págs. 10 a 12

Págs. 15 a 17

Os frutos da Árvore dos Direitos …

Notícias dos animais

O Natal vestiu vestiu--se de vermelho!!

Pág. 6

Mais Mais uma uma vez vez aa arte arte de de reutilizar reutilizar … … Dentro Dentro ee fora fora da da Escola Escola oo Eco-Escolas Eco-Escolas deu deu cor cor ao ao Natal… Natal…

Algo se passou no dia das Bruxas Págs. 8 e 9

S. Martinho e o Dia da Alimentação Há projetos no J. I. da Afeiteira O vermelho é uma forma de relembrar as nossas florestas e acreditar que durante o ano conseguiremos ajudar na reflorestação do nosso concelho ….”pintando” de verde as nossas árvores. Obrigada a todos os que participam neste projeto….

Competição de Corta - Mato Demetem Cuquedos não medo

Pág. 3

Págs. 4 e 5

Pág. 14

Pág. 9

Na Biblioteca Escolar do Centro Educativo

Evocação do escritor José Saramago Prémio Nobel da Literatura Outras Notícias da Biblioteca

Págs. 18 a 20

Pág. 7


2 Editorial

Pela Professora Adélia Bentes

Presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Vendas Novas (2017-2020)

O Conselho Geral e o reforço da participação dos alunos, das famílias e da comunidade nos estabelecimentos de ensino O Decreto-Lei 75/2008, com a redação que lhe foi conferida pelo Decreto-Lei 137/2012, de 2 julho, que aprova o regime de autonomia, administração e gestão dos estabelecimentos públicos da educação pré-escolar e dos ensinos básico e secundário, instituiu o Conselho Geral como um dos órgãos de direção, administração e gestão dos agrupamentos de escolas e escolas não agrupadas. As competências do Conselho Geral são vastas, cabendo-lhe, entre outras, aprovar as regras fundamentais de funcionamento da escola (regulamento interno), as decisões estratégicas e de planeamento (projecto educativo, plano de actividades) e o acompanhamento da sua concretização (relatório anual de atividades). Competelhe ainda definir critérios para a participação do agrupamento em atividades pedagógicas, acompanhar a ação dos demais órgãos de administração e gestão e eleger o diretor. A composição deste órgão colegial (corpo docente e não docente, alunos do secundário, encarregados de educação, representan-

tes da autarquia e de instituições da comunidade local), sendo muito plural, é reveladora da preocupação em assegurar, não apenas os direitos de participação dos professores, mas também a efectiva intervenção de todos os agentes implícitos no processo educativo, que mantêm um interesse legítimo na actividade e sucesso de cada escola. Desta forma, podemos afirmar que a composição do Conselho Geral representa o princípio de uma verdadeira cultura de participação democrática, tão desejável para uma escola que se quer “de todos” e “para todos”. São muitas as evidências de que uma colaboração mais estreita entre a escola, a família e a comunidade se traduz em enormes benefícios, quer para a escola, quer para a comunidade. De facto, se a função da escola é preparar para a vida, então ela deve estar ligada à comunidade, contextualizada na vida real da comunidade onde está inserida. Acresce ainda que a escola, como local de sistematização de aprendizagens, terá de ter um papel cen-

tral na formação dos jovens para a cidadania, o que implicará que a escola se enraíze, troque experiências, vivências e valores dentro da sociedade em que está inserida. Ninguém deve ficar indiferente ao destino da educação, pois só com o envolvimento de todos será possível aspirar ao ideal de escola inclusiva, que todos desejamos. No entanto, apesar da legislação atual reforçar o envolvimento dos alunos, dos pais e da comunidade no governo das escolas, as dificuldades ainda existem, não sendo fácil passar do plano meramente teórico. Provavelmente, a falta de tradição participativa, a falta de experiência, de motivação social e de informação, para além da utilização de uma linguagem muito técnica da maioria dos documentos, podem considerar-se obstáculos a uma participação efetiva de todos os conselheiros. Acresce, ainda, a falta de conhecimento da comunidade em geral, e até da comunidade educativa, relativamente à génese e às competências do Conselho Geral, que é urgente suprir.

É neste sentido que considero fulcral que todos interiorizemos as nossas responsabilidades, no sentido de assumirmos que o Conselho Geral, embora não implicado diretamente no processo executivo, pode e deve estar atento, adoptando uma posição ativa e construtiva, que permita desenvolver o espírito e a prática democráticos na escola, através de processos participativos eficazes. Enquanto presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas de Vendas Novas, faço votos de que possamos cumprir com elevado sentido de responsabilidade a missão que nos foi confiada, contribuindo para a concretização do direito à educação, numa perspetiva de promoção do desenvolvimento do espírito democrático e pluralista, aberto ao diálogo e à troca de opiniões, que permita formar cidadãos empenhados e interventivos, cientes do seu papel transformador na sociedade; como preconizam a Lei de Bases do Sistema Educativo e a Constituição da República Portuguesa.


3 EBVN2 (Extensão)

Magusto na Escola

Atividade durante o S. Martinho

Os alunos e professores da EBVN2 (Extensão) comemoraram o São Martinho no dia 10 de novembro, no recreio da escola. Foi uma manhã muito

divertida e saborosa pois houve castanhas assadas quentinhas acompanhadas com sumo, muita brincadeira, desporto e até dança.

Nesse dia, os trabalhos de projetos que desenvolfeitos na sala de aula tam- veram sobre o São Martibém foram acerca deste nho. tema e todos gostaram Alunos do grupo 4 de muito. Alguns grupos Português apresentaram trabalhos

Dia da alimentação Os alunos da EBVN2 (Extensão) comemoraram o Dia da Alimentação no dia 16 de outubro na sua escola. Nesse dia comeram uma salada de frutas variadas preparada por encarregadas de educação e assistentes operacionais e fizeram trabalhos sobre a

alimentação. O grupo do projeto sobre o tema apresentou o seu trabalho. Alunos do grupo C da turma 4CVN2

Roda dos alimentos realizado por Beatriz Rodrigues e António Ventura


4 Jardim de Infância da Afeiteira

Aprender… com… Um projeto Situação desencadeadora: O projeto surgiu no momento da manhã “mostrar ou contar”, quando uma criança mostrou uma folha desenhada em cartolina, que tinha encontrado na rua e onde estava escrita a palavra “esperança”.

“O que é esperança?” perguntou uma criança. Como ninguém sabia responder, decidimos passar a tema de trabalho para um projeto de investigação (que tem por base o querer saber a resposta, a uma pergunta surgida), anotando na lista de projetos.

Fizeram um pedido de colaboração para os familiares.

Voluntariaram-se duas crianças, que começaram por planificar as várias fases do projeto.


5 Em pequeno grupo, organizaram a informação recolhida e combinaram a melhor forma de a comunicarem ao grupo (em desenho e pintura).

No dia previsto para a apresentação do projeto, as duas crianças comunicaram ao grupo as suas descobertas.

O papel do educador neste percurso é de estar presente para apoiar e mediar, ajudando as crianças na antecipação e na representação mental do que querem aprender ou fazer, tornando-as agentes ativos das suas aprendizagens.

No final foi feita a avaliação deste projeto (auto e heteroavaliação).


6

“Animais como nós” Este projeto visa contribuir para a formação de cidadãos responsáveis e informados numa situação de adoção/relação com um animal de estimação. Nos dias 29 de novembro e 6 de dezembro realizaramse ações de sensibilização, na Biblioteca da EB1,com a Dra. Ana Sofia Fragata, dona do Hotel Canino de Vendas Novas. Estas duas sessões foram direcionadas para os alunos do 5º ano de escolaridade, turmas A,B,C,D,e E/ meninos da Unidade. Um grande número de docentes de diferentes áreas articulam e cooperam no projeto. A dinamizadora da ação expõe cães em concursos e fez-se acompanhar de dois exemplares juvenis, a Nô e o Jefferson de raça Husky da Sibéria ou Siberian Husky que causaram um enorme sucesso, entre os nossos alunos. Foram abordados os aspetos relativos à educação (socialização e

a aprendizagem de regras pelos animais), à higiene, à alimentação e cuidados de saúde a ter com os animais domésticos, servindo os seus próprios cães como modelo. Procurou que os alunos percebessem a pertinência de cada família avaliar, previamente, se possui condições em termos de habitação, tempo de convivência a disponibilizar e capacidade económica para assumir despesas médicas e outras responsabilidades. Reforçou que tal decisão teria que ser assumida para sempre, pois, assim como na família, ninguém se descarta de nenhum dos seus membros. Nas disciplinas de Cidadania e Ciências Naturais, em sala de aula, aprofundar-se-ão

aspetos relacionados com a Natureza em geral, a preservação de espécies, o respeito pelos seres vivos e suas caraterísticas (o revestimento, a locomoção, a alimentação, a re-

Dia Internacional do Animal No dia 4 de outubro comemorou-se o Dia Internacional do Animal na EBVN2 (Extensão). Os alunos e os professores promoveram várias atividades. Os alunos trouxeram animais de estimação para a escola. Apareceram vários animais acompanhados pelos seus donos. Quando os outros alunos os viram, ficaram

muito contentes. Já nos íamos esquecendo – um grupo realizou um trabalho de escrita que apresentou aos colegas. No final do dia, todos os alunos pediram para os animais voltarem. Foi um dia muito divertido! Alunos do grupo A da turma 4CVN2

produção... com ênfase nos animais de estimação, nomeadamente, cães e gatos, mas também aves, répteis, peixes e invertebrados. Rosália Mustra Adelina Fonseca


7 Novembro

Mês de Saramago

Na Biblioteca Escolar do Centro Educativo, o mês de novembro pertenceu ao nosso prémio Nobel da Literatura, o escritor José Saramago e ao seu único livro para a infância, “A Maior Flor do Mundo”. A BE recebeu as turmas do 4º ano, numa ótica de articulação curricular com a sala de aula, para o estudo desta belíssima obra, através da qual os alunos ficaram a conhecer a biobibliografia do autor e puderam assimilar o real sentido do altruísmo, da responsabilidade e do dever.

Estas sessões proporcionaram diversas perspetivas de aprendizagem e abriram portas para a motivação da leitura e da escrita, para o conhecimento e para a sensibilização, assim como para a diversão e fantasia que o imaginário de cada um permite… Porque: “Quando se entra numa biblioteca, nunca se sai igual. Lá dentro está o mundo todo. Quando se vê o mundo todo, fica-se sempre diferente." In Colecção de postais , RBE PB Dulce Garcia

Geronimo veio à Escola

No dia 24 de novembro, durante a manhã, Geronimo Stilton, o senhor roedor, distraído e sempre com a cabeça nas nuvens que mora na Ratázia (ilha em forma de queijo, situada no Oceano Rático Meridional, onde todos protegem a natureza e vivem felizes), veio até Vendas Novas, conhecer muitos dos amiguinhos que leem as suas aventuras. Foi uma manhã muito divertida que a Biblioteca Escolar promoveu em parceria com a Largebooks e a Editorial Presença. A ação teve lugar no Fórum Cultural “A Praça” e envolveu todas as turmas de 2º e 3º ano do Centro Educativo e EB1 de Campos da Misericórdia. Promoveu a leitura dos livros do Geronimo Stilton de forma criativa, pois as crianças puderam interagir com o herói das histórias. O Geronimo respondeu às perguntas dos seus leitores e entregou brindes a todos. Seguiu-se uma sessão de carimbautógrafos nos livros da coleção Geronimo que as crianças levaram ou que adquiriram no momento. O Geronimo deixou um conselho: “Continuem a ler as minhas histórias, mais delicadas que queijo fresco, mais apetitosas que o da Serra, muito suculentas… histórias mesmo ratonas, mas, acima de tudo, histórias para rir muuuito!” PB Dulce Garcia


8

Curso Profissional Apoio Psicossocial

Festa de Halloween foi um sucesso Foi no dia 31 de outubro que se comemorou o Halloween na Escola Secundária. A festa decorreu no átrio e foi organizada pelo Curso Profissional Apoio Psicossocial, sendo o evento documentado, em fotografia e vídeo, pelos alunos do Curso Profissional de Técnico de Multimédia . No início do dia as alunas do curso profissional de apoio psicossocial foram ao átrio principal montar o cenário. Seguidamente foram vestir-se e maquilhar se para o início da festa, que decorreu no intervalo das 10h20. A coreografia mereceu muitos aplausos pela assistência. Curso Profissional de Técnico de Multimédia deixa ainda no site um registo vídeo e fotográfico.

Makeup para a dança

Curso Profissional de Técnico de Multimédia

Durante a performance


9

Dia das Bruxas Os alunos da EBVN2 (Extensão) comemoraram o Dia das Bruxas no dia 31 de outubro de 2017 na escola. Nesse dia vieram disfarçados de casa de várias maneiras, porque quiseram festejar o Dia das Bruxas. Também fizeram alguns disfarces na escola e alguns trabalhos sobre o tema. A mãe de um aluno ofereceu um bolo verde para todos comerem. Alunos do grupo 4 de português

Escola Básica nº2 de Vendas Novas

Cuquedo contagia alunos No dia 15 de dezembro, os alunos do primeiro ano, da Escola Básica nº2 de Vendas Novas, deliciaram deliciaram--se com uma apresentação sobre a obra: “ O Cuquedo e um amor que mete medo” O protagonista da apresentação foi o Francisco da turma 1BVN2, que juntamente com os seus pais, nos presenteou com uma belíssima interpretação desta belíssima obra. Não houve medos! Pelo contrário, houve sorrisos, entusiasmo e muita alegria estampada nos rostos de todos. O Francisco conseguiu contagiar os seus colegas pelo seu excelente desempenho e surpreender todos os presentes. Foi um bom momento, uma boa iniciativa e quem sabe o ponto de partida para muitos desafios futuros. A BE é um local de partilha de conhecimentos e aventura. Vamos todos seguir o exemplo do Francisco devorando histórias e apresentando-as aos colegas vencendo o MEDO. Professora Antónia Serafim turma 1ºA do Centro Educativo


10

Vida na Escola – Eco-escolas Mais um ECO-ANO… Reciclando pensamentos e atitudes… Rumo à sustentabilidade do nosso planeta A equipa do Programa Eco-Escolas do Agrupamento de Escolas de Vendas Novas (Escola Secundária) agradece a participação empenhada das eco-pessoas da comunidade educativa/ local , nos projetos de recolha de resíduos que desenvolvemos: Geração Depositrão - Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos (REEE) ; Ecopilhas – Pilhas e acumuladores; Green Cork Escolas rolhas de cortiça; Tam-

pinhas – tampas de plástico; Papel por Alimentos – papel; Roupas usadas não estão acabadas – recolha de roupas. Alguns destes Projetos, para além de contribuírem para a preservação ambiental, têm em vista fins solidários e humanitários. Assim, participámos: na campanha do IPO cujo site pode ser consultado em: http:// www.ecopilhas.pt/ portal/index.php? id=50724; na compra de cadeira de rodas; em

tratamentos de fisioterapia, site a consultar: https:// www.facebook.com/ Vamos-Ajudar-a-Matildea-andar357859304375616/; na troca de papel por cabazes de alimentos, site a consultar:http:// www.papelporalimentos. pt/index.php? option=com_content&view= article&id=3:morbi-idlacinia&catid=8&Itemid=101 Gostaríamos de conti-

nuar a AJUDAR e, por isso, pedimos a vossa AJUDA, pois estas iniciativas vão continuar ao longo deste ano letivo. Eco- Agradecimentos da equipa A coordenadora Maria José Rodrigues


11 Global Action Day

Do galardão ao hastear da 9ª Bandeira Verde Eco Eco--Escolas

No dia 27 de setembro do presente ano, a Escola Secundária de Vendas Novas esteve presente no Dia das Bandeiras Verdes, em Mafra, para receber o seu nono galardão e mais dois prémios : 1º prémio – “A minha Terra em Tecido” https:// roupasusadas.abae.pt/ trabalho/2017/? challenge=2&echelon=3&school=1 711&work=1; 3º prémio - Eco-Código pode https://ecocodigo.abae.pt/

eco-atividades , deixando a mensagem humana “SAFE WORLD” – “MUNDO SEGURO”. Depende de cada um de nós contribuir para este objetivo - a segurança ambiental deste nosso index.php?p=premiados MUNDO. " Por vezes sentimos Eco-atividades que aquilo que fazemos não é senão uma gota de No dia 9 de novembro a água no mar. Mas o mar escola aderiu à atividade seria menor se lhe faltasse Internacional “Global Acti- uma gota" on Days” , hasteou a sua Bandeira Verde e desenMadre Teresa de Calcutá volveu um conjunto de

Alunos posicionam-se para “escrever” Safe world


12

Projeto Brigadas Ambientais

Vida na Escola – Eco-escolas Vamos limpar a nossa Escola

No âmbito da disciplina de Cidadania e Desenvolvimento e fazendo parte dos domínios a desenvolver, tem vindo a ser dinamizado o Projeto Brigadas Ambientais, que vai decorrer ao longo do ano letivo como forma de promover a

consciência ambiental para uma mudança de atitudes e comportamentos, face às problemáticas ambientais atuais. Em contexto de sala de aula são realizados trabalhos de pesquisa, reflexões, debates e visi-

onamento de filmes. Com os resultados destes trabalhos será feita uma exposição que se designou por "Árvore amiga do Ambiente". No exterior as aulas têm como temática prática a limpeza do espaço

escolar. Procuramos com este Projeto que haja um reconhecimento do meio ambiente como património coletivo de valor universal, que a todos compete preservar.


ABAE distingue Escola Secundária A ABAE (Associação Bandeira Azul da Europa) distinguiu a Escola Secundária de Vendas Novas, pela QUALIDADE de implementação do Programa EcoEscolas Esta avaliação, baseia-se nos requisitos de implementação internacional da metodologia Eco-Escolas e dos seus resultados, tendo subjacente um conjunto de indicadores que se sintetizam num “índice de qualidade Eco-Escolas” aferido em %. Pela qualidade do trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos, evidenciado através da visita realizada por elementos

da Comissão Nacional EcoEscolas à nossa escola (Escola Secundária de Vendas Novas), o índice apresentou o valor de 83,04% - elevada qualidade. A cerimónia de entrega dos diplomas teve lugar na manhã de dia 26 de janeiro, durante o Seminário Nacional Eco-Escolas em Guimarães, no Centro Cultural Vila Flor, no qual a Escola não teve possibilidades de participar.

LITERACIA 3Di

13

Aluno do agrupamento vai participar na segunda fase

Logótipo do concurso

A LITERACIA 3Di é uma iniciativa da responsabilidade da Porto Editora que consiste num desafio nacional dirigido aos alunos dos 2.º e 3.º ciclos do Ensino Básico de todo o país, envolvendo os respetivos professores e estabelecimentos de ensino, com o propósito de avaliarem as suas competências em quatro dimensões do saber: Matemática, Ciência, Leitura e Inglês. O agrupamento mais uma vez está a participar, neste concur-

so, com as turmas do 6ºE e 6ºD pois como estão familiarizados com os tablets a sua operacionalização é mais fácil. A dimensão a trabalhada no sexto ano é a Ciência e a sua aplicação decorreu na semana de 13 a 17 de novembro. Tiago Narciso Claro, do 6º Ano de Escolaridade, foi o aluno vencedor da primeira fase e irá representar o Agrupamento na segunda fase que decorrerá em Évora, no dia 27 de fevereiro.


14 DESPORTO ESCOLAR 2017/18 - Corta-Mato, fase concelhia

Empenho e dedicação no Corta Mato A competição de Corta - Mato, fase concelhia de Vendas Novas decorreu no dia 16 de Outubro, contando com várias corridas englobando os Infantis A e B, Iniciados A e B, Juniores e Juvenis, femininos e masculinos. Este projecto foi organizado pelo Agrupamento de escolas de Vendas Novas, Colégio Laura Vicunha e pela Camara municipal de Vendas Novas no âmbito do Desporto Escolar. O percurso foi adaptado junto ao estádio e piscinas municipais perfazendo entre 1Km a 3Km (1000m a 3000m), consoante os escalões. O número de concorrentes deste ano foi de 296 corredores. Os vencedores dos diversos escalões foram: Infantis A (Femininos) – 1º Maria Romão (5ºC) (EB VN1); Infantis A (Masculinos) – 1º Pedro Lopes (5ºB) (EB VN1); Infantis B (Femininos) – 1º Maria Beatriz Lopes (7ºA) (COL LV); Infantis B (Masculinos) – 1º Martim Guarda (7ºA) (COL LV); Iniciados (Femininos) – 1º Beatriz Marmeleira (8ºA) (EB VN1); Iniciados (Masculinos) – 1º José Repolho (7ºA) (EB VN1); Juniores (Femininos) – 1º Catarina Pinhão (11ºE) (EB VN1);

Juniores (Masculinos) – 1º Miguel Martins (11ºE) (EB VN1); Juvenis (Femininos) – 1º Maria Saramagaio (10ºD) (ESC SEC); Juvenis (Masculinos) – 1º Alexandre Barradas (10ºD) (ESC SEC). Destaque ainda para a presença dos Professores De Educação Física, do Agrupamento de escolas de Vendas Novas e Colégio Laura Vicunha, que promoveram o corta – mato motivando assim os alunos a participarem. O corta – mato 2017/2018 teve muitos concorrentes. Isto é mais uma Prova de que a cidade de Vendas Novas, tem grandes talentos para o atletismo e que o desporto ainda é, e continuará a ser, uma forma de vida “saudável”.

Autores da Reportagem – Curso de Multimédia 10ºE

Alunos premiados subiram ao pódio para a entrega de medalhas


15 Cidadania e Desenvolvimento

Projeto " Ser cidadão no século XXI" Este projeto envolve duas turmas do 7º ano (C e D). Iniciou-se em novembro e prolonga-se até ao 3º período.

Durante a atividade Surge no âmbito do referencial "Aprender com a Biblioteca Escolar" e do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular (DAC) constando de 15 sessões para cada turma. Começa com a leitura em voz alta do livro “O Ponto” de Peter H. Reynolds, na biblioteca, e sua discussão: identificação da mensagem / reflexão que se relaciona com a autoestima, encorajamento, reconhecimento, autoconfiança, respeito… Neste contexto, surge a proposta de

criação de uma poesia a partir de uma única palavra escrita por linha (o ponto), com base na reflexão anterior ou de imagens projetadas. Com as poesias elaboradas pelos alunos, segue-se todo um processo de produção de uma publicação online, que culminará com o seu lançamento publico e divulgação. São muitos os docentes envolvidos e em articulação. Adelina Fonseca Adelina Fialho


16 Cidadania e Desenvolvimento/Educação para a Cidadania

Dia Internacional da solidariedade Humana

O Dia Internacional da solidariedade Humana é celebrado anualmente a 20 de dezembro. A data foi instituída pela ONU no ano de 2005, no âmbito da primeira década das Nacões Unidas para a Erradicação da Pobreza (1997-2006). A comemoração deste dia visa destacar a importância da ação coletiva para superar os problemas globais e alcançar os objetivos mundiais de desenvolvimento, de forma a construir um mundo melhor, mais justo e mais seguro para todos. Para assinalar a data, realizou-se neste mesmo dia pelas 16h no Mosteiro dos Jerónimos, uma cerimónia religiosa em memória das 111 pessoas que perderam a vida nos incêndios ocorridos no mesmo ano, bem como em homenagem aos Bombeiros de Portugal e a todas as restantes forças direcionadas para a causa. A mesma foi presidida pelo Senhor Cardeal Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, e contou com a presença do Senhor Presidente da República bem como de

altas patentes do nosso país e do estrangeiro. Em representação do Agrupamento de Escolas de Vendas Novas, no contexto da problemática dos Direitos Humanos e a convite do Observatório Internacional (OIDH) dos Direitos Humanos, estiveram presentes os estudantes de 12,º ano que frequentam a disciplina de Direito, acompanhados pela docente Margarida Agostinho, que leciona a mesma. Durante esta tarde passada em Belém, com um objetivo tão nobre, proporcionou-se um momento agradável de convívio. Esta presença, bem como outras atividades direcionadas para a mesma temática, que têm vindo a ser promovidas e desenvolvidas na nossa escola, colocaram o Agrupamento no Quadro de Mérito do Observatório Internacional dos Direitos Humanos. Margarida Laranjo, em representação da turma de Direito.

Maratona de Cartas O Agrupamento de Escolas de Vendas Novas, participou no maior evento de Direitos Humanos da Amnistia Internacional, designado “Maratona de Cartas”. Os alunos analisaram os 5 casos propostos, sobre pessoas que se encontravam sujeitas a penas e a violações dos direitos humanos. Neste sentido, os alunos assinaram cartas/petições, para apelarem ao fim das violações de direitos humanos para os casos que acharam de maior injustiça. Participaram as turmas do 7º ano em Cidadania e Desenvolvimento, o PIEF e o 12º de Direito em articulação com a Biblioteca Escolar. Antónia Ferreira Adelina Fonseca


17 Cidadania e Desenvolvimento/Educação para a Cidadania

“A Árvore dos Direitos … deu frutos!!!”

As disciplinas de Educação para a Cidadania e Cidadania e Desenvolvimento, relembraram, que a 20 de novembro de 1959 se proclamou mundialmente, a Declaração dos Direitos das Crianças e a 20 de Novembro de 1989, se adotou a Convenção sobre os Direitos da Criança, cujo objetivo é divulgar os Direitos das Crianças de todo o mundo. Por isso, no dia 20 de novembro, o Dia Internacional dos Direitos das Crianças foi comemorado no Agrupamento. A Declaração dos Direitos da Criança, foi adaptada da Declaração Universal dos Direitos Humanos, também por nós comemorada no dia 10 de dezembro. O objetivo é que cada aluno, através do ensino e da educação, promova o respeito pelos direitos e liberdades humanas. Para comemorar estes dias foram realizados trabalhos de pesquisa pelos alunos, foi feita uma exposição final no átrio da EB1 e construída a Árvore dos Direitos, com mensagens sob o lema “Vamos colorir a vida…das Crianças e do Ser Humano”. Foram convidados os alunos da Unidade e da sala

CEI para participarem nestas atividades com os seus trabalhos. Também se realizaram sessões sobre o “Direito à Educação com Sucesso”, em colaboração com CPCJ. Porque… as Crianças são o melhor do Mundo, houve também uma atividade solidária de recolha de brinquedos para entrega posterior à Associação local “SolSal” (Solidariedade Salesiana), que apoia crianças, jovens e famílias em situação de risco, perigo ou vulnerabilidade social. Procuraram os professores destas disciplinas, reafirmar valores de cidadania, de modo a que os alunos se tornem cidadãos solidários e sensíveis. Antónia Ferreira Maria José Rodrigues


18 Mês Internacional da Biblioteca Escolar

Ligando Comunidades e Culturas

O mês de outubro é o Mês Internacional da Biblioteca Escolar (MIBE) e, com ele, mais “uma oportunidade para as bibliotecas demonstrarem amplamente a importância que têm na vida das crianças e jovens, pelo trabalho que desenvolvem nas áreas da leitura e das literacias, no acesso à cultura e no desenvolvimento da cidadania. O lema definido pela International Association of School Librarianship (IASL) para 2018 é: “Ligando Comunidades e Culturas”, (tradução adotada pela Rede de Bibliotecas Escolares).

Para o desenvolvimento de boas práticas, sustentabilidade e modelos de colaboração assentes na interdisciplinaridade entre bibliotecários e professores, foi apresentada a toda a comunidade educativa um conjunto de iniciativas que a Biblioteca Escolar se propõe dinamizar - “A Biblioteca Escolar (BE) e a articula-

ção com os docentes: Aprender com a biblioteca escolar”, com o intuito da sua formalização no Plano Anual de Atividades(PAA). Nas Bibliotecas do Agrupamento de Escolas de Vendas Novas, celebrouse esse mês com a receção dos alunos do 1º ano, através de sessões de formação de utilizadores que

os sensibilizou e motivou para o bom uso da Biblioteca Escolar e respetivo fundo documental. Com o objetivo de estabelecer uma articulação entre as bibliotecas e as famílias, foi enviada uma carta aos pais/encarregados de educação destes alunos, apelando à sua colaboração para esta grande missão

que é a de formar leitores. Nas bibliotecas afetas aos 2º/3º ciclos e Secundário, os alunos e professores deram largas à sua criatividade construindo um painel, onde puderam expor o significado pessoal da importância das Bibliotecas Escolares. Foram ainda divulgadas as “Novidades” do fundo documental.


19 Projeto

Meditar Meditar para para Acalmar Acalmar O Projeto " Meditar para Acalmar" nasce da necessidade de aprender a meditar, de acalmar a mente, tendo em vista, a construção de uma melhor concentração, de facilitar o pensamento criativo e de promover a estabilidade emocional.

Nº 2

Ficha técnica: Equipa: Adelina Fonseca Manuel Casa Branca Santos Dulce Garcia Colaboradores: Adélia Bentes Adelina Fialho Adélia Pinto e alunos Antónia Ferreira Antónia Serafim e alunos Conceição Martins João Alturas e alunos Margarida Agostinho Maria José Rodrigues Rosália Mustra CP Apoio Psicossocial CP Multimédia Margarida Laranjo/Turma de Direito Design gráfico e paginação:

As sessões serão desenvolvidos ao longo do ano letivo, na Biblioteca Escolar da EB1, de acordo, com um horário fixo e divulgado aos intervenientes. Têm por base técnicas de relaxamento; técnicas de respiração, técnicas de gestão emocional; jogos e dinâmicas de grupo (com sons, cheiros, paladares, movimentos, arte, leituras...) e de Meditação (guiada, em silêncio, com música e ao ar livre). Deu-se inicio ao projeto em 7/11/2017 com um grupo de alunos convidados e recetivos à experiência. As sessões seguintes ocorreram no

contexto turma. Posteriormente, os alunos que demonstraram interesse, integraram sessões, num horário fixo que a professora mentora do projeto (São Martins), proporcionou e divulgou na biblioteca. Regista-se, neste momento, a inscrição de quase 30 alunos que foram distribuídos pelos horários existentes: 2º feiras das 15:30h às 16:00h e ou das 16:30h às 17:00h e às 6º feiras das 14:30h às 15:00h, na Biblioteca da EBVN 1. Conceição Martins Adelina Fonseca

Manuel Casa Branca Santos Edição: Biblioteca Escolar http://bibliotecasaevn.blogspot.pt/


e ra ç ã o

Ú lt im a

Jornal 1 de 2017 2018  

Jornal Escolar

Jornal 1 de 2017 2018  

Jornal Escolar

Advertisement