Page 1

ROTARY INTERNATIONAL

THE ROTARY FOUNDATION

Visão de Futuro: um programa piloto bem-sucedido e cheio de oportunidades

“Para fazer um bem maior é preciso resistir à tentação de abandonar a jornada e ter a disciplina de abandonar tudo aquilo que não serve mais.“ — Jim Collins, Empresas Feitas para Vencer

Conseguindo maior

Alcance

Impacto

Eficácia

Colaboração

Apoio

“A fase experimental do Plano Visão de Futuro tem sido um sucesso na execução de projetos de maior escopo. Mais benfeitorias estão sendo feitas nos locais dos projetos, com formação de novas amizades e promoção da boa vontade.” — Brian Bishop, Distrito 7980 (Connecticut, EUA)

Projeto: Subsídio Global aplicado na área de recursos hídricos e saneamento em Serra Leoa Parceiros: Rotary Club de Freetown, Serra Leoa; e de Fishers, EUA Organização colaboradora: World Hope International Orçamento: US$303.517 Resultados: Foram abertos 71 poços d’água que servirão a 71.000 pessoas, e criadas comissões comunitárias para dar manutenção aos poços. “Graças aos poços abertos pelo Rotary International, Serra Leoa conseguirá fornecer água potável e garantir a saúde de parte de sua população.” — Ernest Bai Koroma, presidente de Serra Leoa

Projeto: Bolsa de estudos na área de desenvolvimento econômico e comunitário Parceiros: Distritos 9600 (parte de Queensland, Austrália; Papua Nova Guiné; e Ilhas Salomão) e 1600 (Holanda) Orçamento: US$30.000 Resultados: O australiano Alex Dalley está fazendo MBA na Erasmus University, Holanda. Depois de formado, ele almeja intermediar relações de trabalho e cooperação entre grandes varejistas de alcance global e agricultores de países em desenvolvimento. “Se você cria uma conexão moderna e sustentável entre os pequenos produtores e os mercados, encontrando um bom equilíbrio entre oferta e demanda de produtos agrícolas, os governos ficarão mais inclinados a construir rodovias e fornecer energia e infraestrutura.” — Alex Dalley

Todos os valores estão em US$. Os percentuais refletem as respostas dos distritos pilotos.

72%

dos distritos pilotos disseram que o parceiro anfitrião tem maior controle sobre o projeto.

“Nós estamos vendo um aumento de doações à Fundação Rotária por causa das oportunidades que os rotarianos têm de usar Subsídios Distritais em suas próprias comunidades. Este tipo de subsídio é ótimo!” — Pam Russell, Distrito 5340 (Califórnia, EUA)

“Logo nos primeiros dois anos, tivemos 16 clubes participando de Subsídios Distritais. Quando estávamos com os Subsídios Equivalentes e Subsídios Distritais Simplificados, tínhamos no máximo quatro clubes participando por ano. Outra coisa boa foi que agora há mais rotarianos doando às iniciativas rotárias, como EREY, Sociedade Paul Harris e Clubes Contribuintes Especiais.” — Joanne Schilling, Distrito 9550 (Northern Territory e parte de Queensland, Austrália; e Timor-Leste)

90%

dos distritos pilotos disseram que o novo modelo de outorga de subsídios é excelente ou bom.

“Foi outorgado um grande número de Subsídios Distritais nos últimos dois anos. Antigamente, muitos ficavam sem usar FDUC por acharem o processo muito difícil e demorado.” — Howard Tong, Distrito 9940 (Nova Zelândia)


Projeto: Equipe de formação profissional na área de prevenção e tratamento de doenças em Uganda Parceiros: Distritos 6560 (Indiana, EUA) e 9200 (Eritreia, Etiópia, Quênia, Tanzânia e Uganda) Orçamento: US$77.284 Resultados: Cirurgiões americanos e outros profissionais da área médica operaram 11 jovens ugandenses e treinaram profissionais do país em cirurgias cardíacas em crianças e cuidados pós-operatórios. Curiosidade: A visita da equipe foi coordenada por Grace Agwaru, do Rotary Club de Soroti Central, Uganda, que foi a primeira pessoa a ser operada do coração por meio do programa Gift of Life, patrocinado pelo Rotary.

“Clubes pequenos começaram a fazer o processo e a procurar maneiras de fazer projetos maiores e sustentáveis com outros clubes, de dentro e de fora do distrito.” — Cecelia Babkirk, Distrito 5170 (Califórnia, EUA)

20%

dos distritos pilotos relataram desafios em novembro de 2011 com os requisitos das áreas de enfoque, comparado a 40% nove meses antes.

“Depois que os clubes aprenderam mais sobre o assunto eles passaram a dar mais suporte ao Plano Visão de Futuro e a participar mais ativamente. Tivemos muitos projetos relevantes em várias áreas.” — Distrito 2650 (Fukui, Quioto, Nara e Shiga, Japão)

91%

dos distritos pilotos concordaram que ter um modelo de financiamento de subsídios em comum simplifica o processo.

Projeto: Subsídio Global aplicado na área de prevenção e tratamento de doenças em Mali Parceiros: Bamako-Amitíe, Mali; e Capitol Hill (Washington, D.C.), EUA Orçamento: US$60.000 Resultados: Foram fornecidos mosquiteiros impregnados com inseticida, serviços médicos e remédios para tratar e prevenir malária, uma das maiores causas de sofrimento e mortes em Mali. Tática vencedora: Foi feito um levantamento no país africano para saber a quantidade de mosquiteiros necessária. Rotarianos dos Estados Unidos usaram a rede social Crowdrise para arrecadar fundos ao projeto.

Projeto: Subsídio Global para equipe de formação profissional na área de educação básica e alfabetização na África do Sul e Estados Unidos Patrocinadores: Distritos 7980 (Connecticut, EUA) e 9400 (Botsuana, parte de Moçambique, partes da África do Sul e Suazilândia) Orçamento: US$75.000 Resultados: Equipes de formação profissional de educadores do ensino fundamental da África do Sul e Estados Unidos compartilharam melhores práticas, participaram de treinamento on-line, visitaram escolas e trocaram ideias sobre como preparar essas crianças para a educação formal. Planos futuros: As equipes planejam continuar colaborando entre si, e os parceiros querem abrir centros educacionais pilotos na África do Sul.

Projeto: Subsídio Distrital Parceiros: Clubes do Distrito 5020 (partes da British Columbia, Canadá; e Washington, EUA) Orçamento: US$187.889 Resultados: O subsídio financiou mais de 10 projetos internacionais, como instalação de painéis solares no telhado de escolas do Peru e Filipinas, fornecimento de livros e treinamento de professores no Quênia; e projetos locais, como fornecimento de desfibriladores para escolas e duas bolsas de estudos. Por que funcionou: Os clubes escolheram patrocinar projetos diferentes e variados, uma vantagem dada pelo Plano Visão de Futuro, e concretizar planos com base nos interesses e capacidade dos clubes.

PT—(412)

Plano Visão de Futuro  

Visão de Futuro um programa piloto bem sucedido e cheio de opurtunidades

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you