Issuu on Google+

Presidente R.I.

William Boyd

Governador do Distrito

Artur Almeida e Silva

CARTA MENSAL doGOVERNADOR Distrito 1960

Mensagem

do Governador

4 outubro’06

A Responsabilidade Social do Profissional Rotário Caros Amigos, Somos rotários porque fomos reconhecidos como líderes profissionais nas nossas actividades, defendemos os mais elevados padrões de Ética, temos um sentido de solidariedade e de servir os outros, de “dar de si, antes de pensar em si” e lutamos pela Compreensão e Paz entre os povos. São estes os princípios do nosso Movimento, mas importa sublinhar que antes de tudo o Rotary é uma organização de profissionais, de líderes que exercem as mais diversas actividades, estando nesta qualidade e diversidade a sua grande riqueza humana e a sua capacidade de realização e intervenção na Comunidade. Só com bons profissionais, íntegros, defensores de princípios éticos e de respeito pelos outros e pela regras da Sociedade, imbuídos de um espírito de solidariedade social, pode o Rotary continuar a desempenhar o trabalho ímpar que vem desenvolvendo há mais de um século. Sendo o Rotary uma organização de líderes profissionais, este facto exige de nós que ponhamos ao serviço da Comunidade a nossa experiência e conhecimentos profissionais que poderão ser indispensáveis no desenvolvimento de projectos específicos, para além de participarmos noutras acções de acção colectiva. Estamos desta forma a cumprir um dos princípios dos Serviços Profissionais. Neste sentido, este ano rotário no nosso Distrito vamos colaborar na divulgação e sensibilização do conceito e das práticas da Responsabilidade Social das

www.rotary.pt

Organizações, empresas e instituições, que devem ter preocupações sociais e ambientais inseridas nas suas políticas, de modo a contribuírem para o Desenvolvimento Sustentável. O projecto distrital “Rotary e a Responsabilidade das Organizações” integra várias acções, começando por tratar o tema nas reuniões dos clubes, passando por seminários locais de sua iniciativa, abertos a toda a comunidade, e pela realização de três fora dedicados à Sustentabilidade e a cada um dos seus pilares, o económico, o social e o ambiental, organizados pela Comissão Distrital de Responsabilidade Social. Por último, a nossa Conferência Distrital, a realizar em Évora, de 25 a 27 Maio 2007, terá como tema “Ética, Responsabilidade Social e Desenvolvimento Sustentável”. Quando pensei neste tema para o nosso principal projecto distrital, foi com a ideia de que os líderes profissionais rotários podiam e deviam contribuir para um melhor conhecimento destes conceitos e práticas, porque sendo profissionais integrados de alguma forma na vida das organizações e sendo cidadãos socialmente responsáveis, estariam particularmente bem colocados para os divulgar e fazer adoptar. Depois de conhecer o lema rotário deste ano, senti que a ideia saía reforçada. Mostremos o Caminho.

Artur Almeida e Silva


Encontros Rotários | Rotaract

XXIX Instituto Rotário do Brasil e III Encontro dos Rotários de Países de Língua Oficial Portuguesa Realizou-se de 31 de Agosto a 2 de Setembro, na cidade de Atibaia – São Paulo, o Instituto Rotário do Brasil, que este ano teve um patrono, o ex-Director de R.I. decano dos Governadores brasileiros e nosso amigo Archimedes Teodoro, que foi alvo de merecida homenagem. Convocado pelo Director Carlos Enrique Speroni, o Instituto contou com a presença do Presidente Bill Boyd e de sua esposa Lorna, do Presidente da Rotary Foundation Luís Vicente Giay, assim como

A amizade rotária luso-brasileira: os Governadores Artur, Frederico Nascimento e Eduardo Caetano de Sousa com o Ex-Director Archimedes Teodoro, patrono do XXIX Instituto Rotário do Brasil.

de outros Directores de R.I. e Curadores da R.F. Os trabalhos sobre os temas actuais do Rotary decorreram com forte participação dos presentes, cerca de um milhar, tendo havido um Seminário de Formação para Instrutores Distritais, uma inovação para ter continuidade, e um Seminário conjunto dedicado à Rotary Foundation e ao Desenvolvimento do Quadro Social. Em paralelo decorreu o III Encontro de Rotários de Países de Língua Oficial Portuguesa, organizado pela CIP Brasil-Portugal e demais Países de Língua Oficial Portuguesa, a que preside o nosso amigo PGD Eduardo Pimentel, no seguimento dos realizados nos anos anteriores em Florianópolis e

O Governador Artur foi o portador da bandeira portuguesa na sessão de abertura do Instituto.

em Tomar. A primeira sessão plenária do Instituto foi coincidente com a primeira sessão do Encontro, o que conferiu a este um privilégio e destaque especial, com a participação do Presidente Boyd e de todos os dirigentes de R.I. presentes. Nos trabalhos do Encontro participaram vários representantes diplomáticos dos países de língua portuguesa e da CPLP, cujas intervenções valorizaram a realização destes Encontros e os seus resultados a favor da língua comum e do apoio às populações mais carenciadas dos países africanos.

Frederico Nascimento, Presidente da CIP Portugal-Brasil, e Ana Bela, Henrique Gomes de Almeida e Márcia, José Carlos Estorninho e o GE Eduardo Caetano de Sousa e Lina. De salientar a habitual simpatia dos companheiros brasileiros para com os portugueses e o seu reiterado desejo de concretizarem programas de intercâmbio ou de subsídios equivalentes com os nossos Distritos e Clubes. Pela minha parte e de Lili tivemos a oportunidade de conviver de novo com os Governadores brasileiros que conhecemos na Assembleia Internacional de San Diego e de reforçar a nossa amizade.

O Presidente Bill Boyd com parte do grupo de rotários portugueses e familiares presentes no Instituto de Atibaia.

Casa da Criança de Tires Mesa do III Encontro presidido pelos Presidentes da CIP Eduardo Pimentel e Frederico Nascimento.

Como em anos anteriores, esteve presente uma representação portuguesa, embora desta vez menos numerosa e apenas composta por companheiros e familiares do nosso Distrito 1960, o Governador Artur e Lili, os PGD José Manuel Pereira, Ana Filomena e seus filhos,

O Rotaract levou a efeito, no dia 14 de Setembro, uma festa numa discoteca de Carcavelos, que marcou a sua rentrée e que marcou desde logo o seu trabalho comunitário apoiando a Casa da Criança de Tires com os resultados daquela Festa das Vindimas.

Ficha Técnica escritório da governadoria Rua Sofia de Carvalho, 2-A | 1495-121 Algés | Tel. 210 174 226 | Fax 210 174 230 | E-mail governadoria06-07.d1960@rotary.pt editor Artur Almeida e Silva [RC Algés] ∫ colaboração editorial José Monteiro Martins [RC Sintra] | António Ferreira dos Santos [RC Carnaxide] | Maria de Lurdes Paiva [RC Carnaxide] | Manuel Gerardo [RC Algés] | José Manuel Rodrigues [RC Sesimbra] ∫ projecto gráfico Jorge Ferreira [RC Palmela] ∫ execução Arm. de Papéis do Sado, Lda. | Praça do Quebedo, 14 | 2900-575 Setúbal ∫ distribuição gratuita

2 Carta Mensal do Governador

outubro’06


Serviços Profissionais

Serviços Profissionais No calendário rotário, Outubro é o mês dedicado aos Serviços Profissionais, mas as suas múltiplas actividades e programas não se restringem a este período temporal. Os Serviços Profissionais constituem a via pela qual os Clubes promovem e apoiam o ideal de servir em todas as profissões, fomentando elevados padrões éticos e deontológicos, reconhecendo valor em todas as ocupações úteis para a sociedade e contribuindo com os conhecimentos profissionais, a qualificação e a capacidade de liderança dos seus membros, para desenvolver ou apoiar tanto as actividades e os projectos locais como os programas de âmbito mais alargado. Um rotário deve ser, na sua área de actividade, um profissional proactivo que toma iniciativas planeadas, que age com rigor e segurança, que dinamiza os que o rodeiam e que gere eficazmente e com ética os múltiplos recursos de que dispõe. E, de todos os recursos geridos no âmbito das Organizações, as pessoas são, certamente, o mais complexo e importante. O rigor na gestão e a isenção nas opções, devem estar igualmente presentes na vida de todos os Clubes pertencentes a uma Organização de sucesso, como o Rotary, reconhecida mundialmente pela qualidade e dimensão dos seus projectos e acções, bem como pela humanidade colocada nos serviços que presta. A escolha de um profissional que reúna as características e condições para ser distinguido com o Reconhecimento Profissional, é uma actividade de primordial importância para qualquer Clube Rotário, pelo que todos os seus membros devem participar activa e consensualmente na respectiva indicação e selecção. Outubro, sendo o mês dos Serviços Profissionais, é naturalmente a altura mais adequada para os Clubes privilegiarem com o Reconhecimento Profissional, personalidades com as mais variadas habilitações académicas, actividades e percursos profissionais, que por mérito próprio sejam credoras desta distinção rotária. Entre as múltiplas características pessoais que geralmente são ponderadas com vista à atribuição daquela distinção, podem referir-se, a ética, a proactividade, o optimismo, a assertividade, a eficácia, a solidariedade, a tolerância, a liderança e a integridade. Em qualquer caso, devem ser valorizados os méritos profissionais e o carácter das personalidades a distinguir, independentemente de quaisquer outros atributos de ordem cultural, política ou religiosa, mesmo que estes aspectos tenham grande relevância.

Capacidade e experiência profissional dos Rotários ao serviço da comunidade O âmbito dos Serviços Profissionais é muito vasto, dado que engloba o indivíduo, o Clube, o local de trabalho e a comunidade. Neste contexto, um Rotary Club através dos seus Serviços Profissionais, deve fomentar as oportunidades de emprego na sua comunidade, em contextos de trabalho justo, bem como promover a conciencialização profissional através da implementação de projectos nos quais os rotários de todas as classificações contribuam com as respectivas capacidades, conhecimentos e experiências profissionais, para benefício da comunidade e da sociedade em geral, influenciando de uma forma positiva aqueles que ainda não conhecem o ideal de Rotary. A experiência demonstra que quanto maior for a interacção com a comunidade, maior será a probabilidade de sucesso dos projectos e acções implementadas. O Rotary pode ser um importantíssimo catalizador de melhorias significativas no mundo do trabalho, congregando vários segmentos da sociedade para tarefas conjuntas na área dos Serviços Profissionais. Para tal, torna-se imprescindível identificar as necessidades existentes, estabelecer objectivos viáveis e desenvolver um plano de acção para cada um dos objectivos, o qual envolva todas as partes interessadas na respectiva implementação. A divisão dos objectivos em etapas perfeitamente definidas e controladas, facilita a delegação de responsabilidades e permite identificar os recursos necessários e o tempo exigido para a respectiva concretização. O trabalho com os jovens, através do aconselhamento profissional, constitui igualmente um excelente meio dos rotários colocarem os seus conhecimentos e experiência ao serviço da comunidade, facilitando também a eliminação de certas barreiras que separam classes sociais ou níveis etários. Permite ainda que o conselheiro e os jovens colham benefícios da compreensão e aperfeiçoamento mútuos. São muito vastas as áreas em que os rotários podem cooperar com a comunidade, no âmbito dos Serviços Profissionais. Para além das já mencionadas e a título de exemplo, podem ainda referir-se os projectos com vista à criação de condições de empregabilidade, o apoio à formação profissional, o incentivo às microempresas, ou o trabalho com aposentados, etc. É preciso ter em conta que os altos níveis de desemprego e o subemprego, geram condições propícias ao desenvolvimento de “economias paralelas” e de exploração dos mais desprotegidos, com a correspondente degradação das relações sociais, o aumento da pobreza, da marginalidade e da criminalidade que podem conduzir à desintegração social. Estas situações têm géneses diferenciadas nos países em desenvolvimento e nos industrializados. Nestes últimos, os choques económicos decorrentes da instabilidade das relações internacionais, de fenómenos como o terrorismo ou da turbulência induzida pela globalização, têm condicionado os níveis de desemprego e as relações sociais. Por outro lado, as enormes mudanças tecnológicas, a imigração clandestina e outros fenómenos sociológicos, têm aumentado as dificuldades até para trabalhadores mais qualificados, pelo que a acção planeada dos rotários, os seus conhecimentos profissionais e os seus contactos poderão contribuir decisivamente para minimizar situações que, por vezes, são verdadeiramente dramáticas.

outubro’06

Carta Mensal do Governador

3


IGE | Prémios Rota | Cônjuges

Intercâmbio do Grupo de Estudos (IGE)

O IGE constitui um dos programas mais importantes da Rotary Foundation. Trata-se de um intercâmbio entre jovens com idades entre os 25 e os 40 anos, com emprego estabilizado há pelo menos 2 anos. É uma ocasião única, de troca de experiências, nos âmbitos cultural, social e profissional. É um programa, posto anualmente à disposição de 800 a 1000 jovens profissionais de ambos os sexos, quadros qualificados, para uma estadia de 4 a 6 semanas num Distrito Rotário situado noutro país. Os jovens profissionais em início de carreira, podem desenvolver os seus saberes e conhecimentos profissionais e as suas qualidades de liderança por forma a estarem melhor preparados e qualificados, para atenderem as necessidades das suas comunidades, como ainda as exigências de um mercado de trabalho cada vez mais globalizado. O programa proporciona à equipa de 5 elementos, o pagamento integral das viagens, ficando o alojamento (que se pretende seja em famílias rotárias), alimentação e visitas culturais a cargo do Distrito hospedeiro. Procura-se que a estadia envolva: •  Por um lado, a possibilidade de observação do exercício e desempenho das respectivas

profissões noutro país e consequente troca de ideias nas suas àreas de actuação, bem como estabelecimento de relações interpessoais; •  Por outro, a aquisição de conhecimentos culturais, dada a oportunidade conferida para analisar e estudar o povo, a cultura e as instituições de um outro país. •  Ainda, o exercício do companheirismo ao promover o contacto entre os membros da equipe e os seus anfitriões rotários, incentivando a amizade, a convivência, a tolerância, a boa vontade, a compreenção e o estabelecimento de laços de amizade duradouros. O objectivo fundamental que o programa procura atingir, reporta-se à contribuição que os membros rotários oferecem a jovens profissionais, de poderem representar o seu país, darem a conhecer as suas características e realidades e conhecer novas realidades, serem futuros divulgadores dos ideais rotários, e ainda da necessidade de uma compreenção e cooperação maior e de laços de amizade mais estreitos entre os povos. Poderão – e deverão – surgir, assim, novos e bons rotários. Sugere-se aos clubes, que aproveitem a oportunidade que a Rotary Foundation proporciona seleccionando um candidato a apresentar ao próximo IGE, organizado pelo nosso Distrito em parceria com o Distrito 4540 (Estado de São Paulo – Brasil). Todos os Presidentes dos clubes serão solicitados em breve a apresentar candidatos qualificados.

Gala dos Prémios Rota A cerimónia de entrega dos Prémios Rota 2006, prevista para 14 Outubro, foi adiada devido a dificuldades surgidas na confirmação da presença de homenageados naquela data. Logo que esteja fixada a nova data, a Governadoria fará a sua divulgação

4 Carta Mensal do Governador

outubro’06

Mensagem da Lili Caros Cônjuges, Terminadas as férias, que desejo tenham corrido de acordo com as expectativas por todos desejadas para esse período de descanso, é chegado o momento do nosso reencontro e dar continuidade ao que nos propusemos realizar neste ano rotário, tal como ficou definido nas reuniões realizadas no PETS e na Assembleia Distrital. E neste contexto é importante que os cônjuges dos nossos companheiros, tal como referi na Carta nº 1 de Julho, possam apresentar, no âmbito dos respectivos clubes e até 31 de Outubro, o planeamento das acções a desenvolver durante o ano. Tal definição irá permitir-nos conhecer como poderão as nossas metas serem alcançadas, sendo relevante destacar que os nossos interesses são convergentes e visam a obtenção de meios que contribuam para apoiar os projectos educacionais e humanitários desenvolvidos pelos rotários e financiados pela Rotary Foundation, através do seu Fundo Anual de Programas. Desta forma, estamos também seguindo as ênfases presidenciais deste ano, do Presidente Bill Boyd, a Alfabetização, os Recursos Hídricos, a Saúde e Nutrição / Combate à Fome e a Família Rotária, Família a que pertencemos. A boa vontade, a disponibilidade e a partilha são qualidades a que apelo para que todos possamos corresponder ao que de nós se espera. Com um abraço amigo da Lili


Visitas Oficiais

Visitas aos Clubes Terminado o período habitual de férias, retomámos em 18 de Setembro as visitas oficiais aos clubes, tendo visitado até ao dia 20 os Rotary Clubes de Beja, Vila Franca de Xira e Moita. Para além da cordial recepção que todos os clubes dispensaram a mim e à Lili, e os completos programas que prepararam, pretendo referir os seguintes destaques:

RC Beja - Os cumprimentos apresentados ao Sr. Governador Civil de Beja. - A visita à Fundação Manuel Gerardo Sousa e Castro, onde vivem familiarmente mais de 30 meninas e raparigas, instituição apoiada pelo clube. - A quebra acentuada do quadro social do clube desde a sua formação há três anos (actualmente com 11 membros, dos quais 3 senhoras, mas apenas 4 ou 5 activos), que se reflecte na sua capacidade de acção e na sua imagem na comunidade. Necessita de recrutar novos membros e de apoio para o processo de recuperação.

Apresentação de cumprimentos à Presidente da Câmara de Vila Franca de Xira, Drª Maria da Luz Rosinha.

- A recuperação que o clube está a desenvolver, com o empenhamento do seu jovem Presidente Nuno Violante e do Conselho Director, com os objectivos de aumentar significativamente o seu quadro social e de dinamizarem as suas acções de serviço com “um projecto novo e diferenciador” e a participação no programa distrital de Responsabilidade Social.

RC Moita - A visita à Câmara Municipal, onde fomos recebidos pelo seu Presidente Engº João Lobo. - As interessantes visitas a instituições de solidariedade social, apoiadas pelo clube, NÓS – Associação de Pais e Técnicos para a Integração do Deficiente, CERCIMB – Cooperativa de Educação e Reabilitação de Crianças Inadaptadas da Moita e Barreiro e o Lar de idosos da Misericórdia de Alhos Vedros.

Visita à Fundação Manuel Gerardo Sousa e Castro, que acolhe jovens raparigas, apoiada pelo RC de Beja.

- A intenção de desenvolver projectos integrados naquele processo, acções já antes realizadas e outras que estão planeadas, como os programas de sensibilização sobre a Obesidade Infantil, em parceria com o Centro de Saúde de Beja, e de educação ambiental/tratamento de resíduos sólidos, que a sua Presidente Maria de Fátima Lampreia deseja realizar.

RC Vila Franca de Xira - A interessante troca de impressões com a Presidente da Câmara Drª Maria da Luz Rosinha, sócia honorária do clube, que acompanhada do vereador Vale Antunes nos recebeu nos Paços do Concelho. - A visita à Fundação CEBI, uma das maiores instituições educacionais e de apoio social do País, com magníficas instalações em Alverca, onde fomos recebidos pelo seu Presidente Engº José António Carmo e pelos seus Directores.

Visita ao marco rotário de iniciativa do RC da Moita, comemorativo do Centenário de R.I., na companhia do PGD António Conde.

- O completo programa anual do clube, atempadamente apresentado pelo seu Presidente António Pinto Ângelo. - A intenção de o clube admitir as primeiras senhoras neste ano rotário. - A angariação das primeiras bolsas patrocinadas para a FRP, incluindo eventualmente um protocolo com a Câmara e Juntas de Freguesia. - A realização de um seminário sobre a Água e a participação no projecto distrital de Responsabilidade Social. - A boa imagem do clube junto da comunidade local.

outubro’06

Carta Mensal do Governador

5


Ênfases Presidenciais

Projectos dos Clubes e as Ênfases Presidenciais O Presidente do Rotary International, Bill Boyd, definiu lapidar e exaustivamente na sua mensagem as ênfases escolhidas para o ano rotário 2006-2007 e que se relembram: Alfabetização; Gestão dos Recursos Hidrícos; Saúde e Nutrição (Combate à Fome) e Família Rotária. As ênfases representam a visão que o Presidente tem dos principais problemas e carências existentes a nível global, apontando a necessidade do compromisso dos rotários em fazer-lhes face, através do seu envolvimento e participação em actividades e acções visando a minimização ou atenuação das suas consequências.

A nível distrital, as ênfases presidênciais foram tidas em conta e ocupam uma parte substancial do Programa de Acção distribuído a todos os Clubes, com o propósito de lhes proporcionar um instrumento indicador e orientador das prioridades que o movimento rotário aconselha a seguir. As ênfases representam, pois, um veículo dirigido a satisfazer necessidades das comunidades locais ou da comunidade mundial, através da execução de projectos que tenham em mente contribuir para a criação de uma sociedade mais justa, mais solidária, com menos exclusão social. É nesta conformidade que o Governador solicita aos Clubes, que agendem no seu planeamento um espaço e seleccionem,

desenvolvam e executem pelo menos um projecto diferenciador – um projecto novo e diferente – integrado numa das ênfases presidenciais e que responda a necessidades da comunidade e promova a imagem pública do Rotary. Para além deste projecto, o Governador pede aos clubes que desenvolvam acções no âmbito do Projecto Distrital “Rotary e a Responsabilidade Social das Organizações” (ver Carta nº 3 – Setembro, pág. 5). Temos a convicção de que os Clubes estão já a trabalhar neste sentido, e ao fazê-lo, estão a engrandecer Rotary e a dar resposta às prioridades enunciadas.

PARA NASCER, UMA EMPRESA PRECISA DE UMA IDEIA. PARA CRESCER EM SEGURANÇA PRECISA DE ALGO MAIS. FAÇA PARCERIA CONNOSCO. PORQUE HÁ MAIS DE 30 ANOS QUE O FACTORING EM PORTUGAL TEM UM NOME.

HELLER FACTORING GRUPO BANCO POPULAR

A IMPORTÂNCIA DE SABER DIAGNOSTICAR O PROBLEMA, A GARANTIA DE CONSEGUIR ENCONTRAR A MELHOR SOLUÇÃO.

6 Carta Mensal do Governador

outubro’06


Ambiente

Desenvolvimento Sustentável Uma missão Rotária

É provavelmente um dos conceitos mais fáceis de entender mas que mais dificuldade encerra na sua concretização prática. O Relatório Brundtland (1987) defini-o como “... aquele que satisfaz as necessidades presentes sem comprometer a capacidade das gerações futuras satisfazerem as suas próprias necessidades”, mas o vulgar cidadão traduzi-lo-á por ”temos de deixar aos nossos netos o planeta na forma como o herdamos dos nossos avós”. Eu acrescentaria: pelo menos! No entanto, apesar do bom senso que o apelo encerra a realidade é que a Terra se encontra num movimento uniformemente acelerado em sentido oposto. Delapida diariamente os recursos que estão à sua disposição a uma taxa que inviabiliza qualquer tipo de reposição

Integrado de Gestão de Recursos à escala planetária que seja eficaz e que reconduza a Terra ao equilíbrio dinâmico que já teve e do qual se encontra tão afastado. Esse desafio é também, ou especialmente, feito a cada um de nós, que deve reflectir sobre este assunto, assumindo uma postura de responsabilidade para com o presente sem nunca esquecer as consequências dos seus actos no futuro. O Movimento Rotário tem também um papel muito importante neste campo. Esse protagonismo tem vindo a desenvolver-se desde 1990 (data em que o Presidente do RI Paulo Viriato Costa lançou o programa “Preserve o Planeta Terra”) até este ano rotário em que uma das Ênfases Presidenciais é precisamente a “Gestão dos Recursos Hídricos” e um dos vectores de acção do Governador Artur Almeida e Silva é o Desenvolvimento Sustentável. Aos Rotários do Distrito, e não só, caberá aproveitar esta matriz propícia para iniciar ou aprofundar um papel activo nestas temáticas.

José Manuel Rodrigues

que garanta a constância do bem. O processo passa-se ao nível da Litosfera (minerais, energias fósseis,...); da Hidrosfera (recursos hídricos) e da Biosfera (florestas, ar, biodiversidade,...). A somar a esta isenção de gestão de recursos está a Poluição que o seu uso e fim-devida acarreta. Entre os impactos causados podemos destacar: poluição do ar, dos mares e dos solos; degradação de habitats; diminuição da biodiversidade; mudanças climáticas e escassez de água potável. Não podemos esquecer, ainda, que o consumo massivo de um recurso que não é substituído por outro enquanto as suas “fontes” estão bastante acessíveis leva a incrementos fortíssimos na energia que consome assim como no que diz respeito à poluição que gera (vidé o exemplo muito estudado do cobre cuja energia de extracção foi sextuplicada, face ao empobrecimento da qualidade do minério que explorámos durante o último século). É evidente que o aumento populacional, também ele exponencial, é um dos factores determinantes para que o problema se adense. Este impacto é incrementado pelo facto de que cada pessoa hoje consome cinco vezes mais recursos que os seus congéneres da década de 40 do século passado. É de elementar inteligência que se pense rapidamente num Sistema

Sub-Comissão do Ambiente e Gestão dos Recursos Hídricos

Projectos para 2006-2007 da Sub-Comissão do Ambiente e Gestão dos Recursos Hídricos 1. Envio de documentação aos clubes para desenvolvimento de exposição sobre Poupança de Água.

2. Envio de informação aos Clubes sobre reciclagem, em parceria com uma entidade do sector.

3. Divulgação de informação aos Clubes sobre Recursos Hídricos, em parceria com um organismo público.

4. Consciencialização ambiental, através de textos a publicar na Carta do Governador

5. Apoio à organização do Fórum “Consciência Ambiental e Recursos Naturais” em Sesimbra.

outubro’06

Carta Mensal do Governador

7


não esqueça | notícias | Agenda

Istambul – Turquia

Agenda

1 a 3 de Dezembro

VISITAS OFICIAIS

Instituto Rotário Europeu

  Ainda está a tempo de se habilitar a pagar apenas 50% do valor da inscrição na 61ª. CONFERÊNCIA DISTRITRAL, que se realizará de 25 a 27 de Maio de 2007, em Évora. Para isso bastará que se inscreva até ao próximo 31 de Outubro, enviando para o Escritório da Governadoria a respectiva Ficha de Inscrição, que foi novamente publicada em encarte da Carta Mensal anterior. Mas se necessitar de mais fichas, poderá fotocopiar a que tem, ou pedir mais exemplares à Governadoria (210 174 226).   Companheiro(a)s Secretário(a)s: não esqueçam de enviar até ao dia 10 de cada mês os dados relativos à frequência. Saibam que, na próxima Carta Mensal sairá o Mapa da Frequência dos clubes do nosso Distrito. Não queiram que o vosso clube apareça como um dos que não informa a frequência. Até 10 de Outubro a Secretaria da Governadoria deverá ter elementos referentes aos meses de Julho/ Agosto/Setembro.   Novembro será o mês dedicado à Rotary Foundation. Sendo todos os meses bons para comparticipar para a R.F., aquele será o mês ainda mais apropriado para que nos nossos clubes se faça um esforço maior para incrementar as contribuições voluntárias, a título de exemplo, para o Fundo Anual de Programas, reconhecendo Companheiros PAUL HARRIS. Não esqueça que o seu clube poderá apresentar projectos de serviço para serem cofinanciados pela R.F., por exemplo, ao abrigo do Programa de Subsídios Equivalentes.   Dedicado à Família Rotária, será o mês de Dezembro. Os clubes deverão desde já programar acções que envolvam toda a Família, promovendo deste modo uma ainda maior coesão entre os integrantes de cada clube, ou grupo de clubes, de tal forma que esse espírito perdure e frutifique durante todo o ano.

Aniversários de Clubes    OUTUBRO

10 RC Torres Vedras 20 RC Almada 27 RC Praia da Vitória

8 Carta Mensal do Governador

setembro’06

O Instituto Rotário Europeu, que este ano se realiza na Turquia, conta com a presença de Governadores, Past-Governadores, Governadores Eleitos e Indicados. Este ano, o Director de RI 2006-08 da nossa Zona, o nosso Amigo e Companheiro Orsçelik Balkan, Convocador do Instituto, decidiu também abrir o Instituto aos lideres do distrito, como Presidentes de Comissões, Governadores Assistentes e outros membros das equipas distritais, como observadores, para assim poderem partilhar de uma experiência internacional formativa, contribuindo e melhorando para o seu crescimento em Rotary. Para uma informação mais detalhada, solicitamos aos companheiros interessados em participar que contactem a Governadoria.

Candidatura de Lisboa à Convenção Internacional de 2013 Na sequência da selecção das candidaturas apresentadas para levar a efeito a Convenção Internacional de 2013, enunciadas na carta mensal nº1 (Lisboa, Londres e Birmingham), seguir-se-á a decisão final que deverá ser tomada na próxima reunião do Conselho Director de R.I. prevista para Novembro. Entretanto, para informar a decisão, uma equipa de inspecção visitou as três cidades, tendo estado em Lisboa em 8 e 9 de Setembro. Constituída por um ex-Director e por dois elementos do staff do RI, a equipa teve reuniões de trabalho com a Comissão Interdistrital de Candidaturas e com a Comissão Executiva, bem como com instituições e entidades envolvidas na própria candidatura, tendo visitado os locais e equipamentos onde podem vir a decorrer os diversos eventos da Convenção. Teve igualmente contactos com personalidades oficiais, responsáveis por instituições interessadas em trazer para Portugal e para Lisboa tão importante realização. Nada de concreto podemos induzir desta visita, apenas referir que Lisboa continua com fundadas esperanças e expectativas de vir a ser escolhida como palco da Convenção Internacional 2013.

  

Outubro 2006 Mês dos Serviços Profissionais 2 2ª Portimão 3 3ª Faro 9 2ª Lisboa-Lumiar 12 5ª Peniche 16 2ª Lisboa-Sul 17 3ª Odivelas 19 5ª Parede-Carcavelos 23 2ª Oeiras 24 3ª Lisboa-Centennarium 25 4ª Amadora 30 2ª Funchal 31 3ª Porto Santo

  

Novembro 2006 Mês da Rotary Foundation 2 5ª Machico-Santa Cruz 7 3ª Praia da Rocha 8 4ª Tavira 9 5ª Albufeira 13 2ª Alcobaça 14 3ª Santarém 16 5ª Costa da Caparica 20 2ª Lisboa-Estrela 21 3ª Mafra 22 4ª Lisboa-Belém 23 5ª Estremoz 27 2ª Barreiro 28 3ª Torres Vedras

ALTERAÇÕES ÀS VISITAS DO GOVERNADOR RC Setúbal-Sado (de 10/Outrubro para 26/Janeiro)

EVENTOS ROTÁRIOS 21 / Outubro Assembleia de Representantes da Fundação Rotária Portuguesa Coimbra – Hotel D. Inês

3 a 5 / Novembro Conferência do Rotaract e Interact do D1960 Mafra Rotaract Club de Mafra

18 / Novembro Seminário Inter-Distrital da Rotary Foundadion Seminário Multi-Distrital de Zona do Quadro Social Leiria Rotary Club de Leiria

29 e 30 / Novembro Seminário de Governadores Eleitos 2007-08 – GETS Istambul – Turquia

1 a 3 / Dezembro Instituto Rotário Europeu Istambul – Turquia


CARTA Distrito 1960 - OUTUBRO de 2006 - nº4.