Issuu on Google+

BIBLIOTECA IPAM | Marรงo, 2011

E N T R E V I S TA Flรกvio Gart

Sรณcio e responsรกvel pela รกrea criava da empresa Bazooka, especializada em Markeng de Guerrilha


BIBLIOTECA IPAM | Março de 2011

BIBLIOTECA IPAM (BIPAM): Como define o Markeng de Guerrilha? Flávio Gart (F. G.): Markeng de Guerrilha é uma práca que uliza métodos não convencionais para criar curiosidade, potenciar o buzz e posicionar a marca, produto ou serviço na mente do seu consumidor. Vem ganhando espaço nas grandes marcas, sendo ulizado no seu mix de markeng por se tratar de uma ferramenta extremamente úl para aumentar a afinidade da marca com os seus consumidores. O Markeng de Guerrilha baseia-se em ideias não convencionais com a atenção no rácio Invesmento X retorno que deverá ser sempre elevado.

BIPAM: De que forma as empresas que contratam os vossos serviços reagem às vossas ideias? F. G.: Não há um comportamento padrão, dependendo do po de cliente e da organização a que este pertence, os comportamentos são os mais variados. Nós procuramos perceber o cliente e ajustar as ideias de modo a que as mesmas sejam de facto interessantes para eles e principalmente para os seus consumidores finais. No entanto, há ainda algum medo de arriscar em métodos não tradicionais e em prácas que ainda não foram testadas.

2


BIBLIOTECA IPAM | Março de 2011

BIPAM: Qual é o perfil das empresas que contratam os vossos serviços? F. G.: O perfil de empresas é variado, ao longo de nossa existência trabalhamos com marcas como: •

Amnisa Internacional

Yamaha

Super Bock Stout

Hospital São João

TMN

Aeroporto do Porto

Futebol Clube do Porto

SIC

Fundación Mapfre

Metro do Porto

Worten

LasKasas

As marcas que nos procuram pretendem obter soluções com elevada criavidade e diferenciação que as ajude a angir os seus objecvos de comunicação.

Ursos/Minas An Pessoais Amnisa Internacional * Marca: Amnisa Internacional Portugal

Objecvo: Assinalar o Dia Internacional da Consciencialização para o Perigo das Minas e de Assistência à Desminagem. O objecvo da acção, foi sensibilizar as pessoas para o problema real que são as minas anpessoais e criar consciência para este facto. Ideia: No Jardim da Estrela em Lisboa, vários ursinhos de peluche foram espalhados pelo espaço, colocados ao acaso. Nos peluches estava adesivada a seguinte mensagem: E se em vez do ursos de peluche fosse uma mina an-pessoal...

3


BIBLIOTECA IPAM | Março de 2011

BIPAM: As acções de markeng de Guerrilha surgem de ideias criavas, ideias essas que representam um valor intangível. Assim sendo como a cobram? F. G.: As ideias são cobradas mediante um fee criavo da agência e o seu custo de produção.

BIPAM: Na generalidade verifica-se o retorno para a empresa que solicita este po de acções? F. G.: Sim, as pessoas tendem a lembrar-se mais facilmente de uma acção de guerrilha do que de uma acção “convencional”, além disso por serem diferentes tendem a ser mais comentadas expandindo o “passa palavra” fazendo com que uma acção local, ganhe força através dos grupos e redes sociais ou mesmo da imprensa.

BIPAM: Até onde pode ir a ousadia e o “atrevimento” numa acção de markeng guerrilha? F. G.: A criavidade, adequação e bom senso é o limite.

BIPAM: Como reagem os consumidores às acções de Markeng de Guerrilha? F. G.: Ao longo desses quase 3 anos de experiência as reacções têm sido bastante sasfatórias. As mensagens entram nos consumidores com facilidade gerando valor para a marca como para seu cliente final. Podemos observar isto nas acções locais, ou pelo ar de sasfação das pessoas que vemos nos vídeos das acções que realizamos.

4


BIBLIOTECA IPAM | Março de 2011

BIPAM: Como “alimentam” a vossa criavidade? F. G.: Curiosidade, invesgação e pensamento críco são as bases a ter em conta para o pensamento criavo. Alimentamos a nossa criavidade no dia a dia, através de sites e imprensa de tendências, em grupos de discussões, em palestras e eventos onde somos convidados a interagir. Alimentamos a nossa criavidade com um olhar atento, procurando eliminar os tabus e preconceitos pré-existentes.

Claque Silenciosa - Dragon Seat - Futebol Clube do Porto * De modo a comemorar a vitória do Futebol Clube do Porto na Super Taça de Portugal e ainda comunicar o Dragon Seat, lugar anual no Estádio do Dragão da época 2010/2011, foi acvada a acção Claque Silenciosa, onde 7 animadores, festejaram sem fazer qualquer som ou barulho pela orla de Matosinhos e Foz De seguida abriam uma faixa com a mensagem: "Quer ouvir-nos? Junte-se a nós no Dragão"

5


BIBLIOTECA IPAM | Março de 2011

BIPAM: A jovialidade dos criavos contribui para o sucesso das acções a implementar? F. G.: Pode ajudar, no entanto acreditamos sinceramente que a jovialidade não é uma questão tangível sobre o factor Lsico da idade de uma pessoa. É fácil perceber que há pessoas que temos em mente como “idosos” que são na realidade mais inovadores, interessados, dinâmicos, irreverentes e criavos que muitos adolescentes. A pouca experiência da juventude sugere uma menor sensação de “medo de errar” que é traduzida erradamente nos jovens serem mais criavos. Correcto será dizer que a medida em que envelhecemos tendemos a estabelecer padrões de comportamento que poderão condicionar nossa postura e pensamento mas isto não é uma necessidade e procuramos sempre as excepções a uma eventual regra estabelecida!

Mapfre - Condutor Tu Decides * Cliente: Fundación Mapfre

Objecvo: Acção de prevenção rodoviária. Comunicar aos jovens condutores as possíveis e graves consequências da condução sobre o efeito de álcool. Ideia: Criar uma instalação onde material hospitalar (4 cadeiras de rodas e maca) e dois carros sinistrados são expostos como obras de arte. Junto a cada item está uma placa que conta a história de vida de um jovem, que teve a sua vida gravemente alterada ou interrompida devido a condução sobre o efeito do álcool.

6


BIBLIOTECA IPAM | Março de 2011

Mondego Residence - Pronto para Apanhar este Barco? * De modo a gerar awareness em torno do Condomínio Mondego Residence em Coimbra, comunicando que o mesmo está pronto a habitar, foi criada uma acção de intervenção urbana em alguns locais da cidade. Milhares de barquinhos de papel com a mensagem "Pronto para apanhar este barco?" foram espalhados junto às faculdades e no centro da cidade. A acção teve lugar na madrugada do dia 28 de Setembro, tendo sido acvada na Escadaria Monumental junto à Praça D. Dinis, no Largo da Portagem e no Pólo II da Universidade de Coimbra. À medida que a cidade acordava e o movimento das ruas começava a aumentar, as pessoas foram sendo surpreendidas com a mancha laranja de barquinhos de papel.

7


BIBLIOTECA IPAM | Março de 2011

Montras com Claque TMN * Montras com Claque é o nome criado para a campanha realizada em parceria entre duas agências que conjuntamente trabalham a TMN, a Qria Ideias, especialista em criação de montras para a Marca e a Bazooka. A acção foi acvada nas montras de lojas em 3 cidades diferentes de Portugal Lisboa, Leiria e Porto. O desafio colocado foi de acvar as montras TMN de uma forma diferenciada e memorável que potencie o boca a boca e vise chamar atenção das pessoas que passam por diferentes lojas em diferentes cidades do país. Tudo isso, com um apelo emocional ao Campeonato do Mundo de Futebol que decorreu na África do Sul.

* Todas as acções de Markeng de Guerrilha apresentadas são da autoria da Bazooka

8


Entrevista exclusiva com Flávio Gart