Issuu on Google+

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA - UNESP FACULDADE DE ENGENHARIA DE ILHA SOLTEIRA – FEIS SERVIÇO TÉCNICO DE BIBLIOTECA E DOCUMENTAÇÃO ORIENTAÇÃO NA PREPARAÇÃO DOS TRABALHOS ACADÊMICOS DE ACORDO COM AS NORMAS VIGENTES DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT

JOÃO JOSUÉ BARBOSA

ILHA SOLTEIRA 2012


1 De acordo com a Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT, (2002) são trechos transcritos ou informações retiradas das publicações consultadas para a realização dos trabalhos acadêmicos. A fonte de onde foi extraída a informação deve ser citada obrigatoriamente, respeitando-se os direitos autorais (FRANÇA, 1999).


É a transcrição literal de textos de outros autores, reproduzida entre aspas ou destacada tipograficamente exatamente como consta do original, observando-se que:


Devem ser destacadas com um recuo de 4 cm ou vinte e oito toques da margem esquerda com um tipo de letra menor do que a utilizada no texto, sem as aspas e com espaรงamento simples. (NBR 10520, 2002, p. 2)


Margem 4cm

Toda a discussão precedente sobre informação e compreensão enfatiza a importância, na leitura, daquilo que ocorre por trás dos olhos, onde se localizam o conhecimento anterior, as finalidades, incerteza e questões a serem feitas (SMITH, 1989, p. 12).


Com atĂŠ 3 linhas sĂŁo inseridas no texto, encerradas entre aspas duplas.


A inconfidência é uma “[...] falta de fidelidade para com alguém, particularmente para com o soberano ou o Estado [...]” (FERREIRA; SANTOS; VIEIRA, 1956, p. 2). Ano e página

Autores

Autores

Ano e página

Lopes e Batista (2000, p. 32) confirmam os argumentos anteriores ao declararem que “a mudança de rumo das atividades realizadas é preocupante.”


Reproduz as idéias centrais do texto sem fazer cópia das palavras do autor. Ao contrário da citação direta, a citação indireta deve ser encorajada, pois é a maneira que o pesquisador tem de ler, compreender e gerar conhecimento a partir do conhecimento de outros autores.  


Ano

Autores

Como lembra Martins et al. (1984), o futuro desenvolvimento da informação.... O método do fator unitário é o mais aperfeiçoado para cálculos numéricos (RUSSEL, 1994, p. 44). Autor

Ano e página

Bastos e Melo (2008),.... Autores

Ano


a) a) Leia Leia ee releia releia oo texto texto original original até até que que seja seja capaz capaz de de reescrevê-lo reescrevê-lo com comsuas suas próprias próprias palavras; palavras; b) b) Não Não use use aspas aspas nas nas citações citações indiretas/paráfrases; indiretas/paráfrases; c) c) Anote Anote os os dados dados referentes referentes aa fonte: fonte: sobrenome sobrenome do do autor autor seguido seguido do do ano ano de depublicação publicação da da obra; obra; d) d) Faça Faça aa referência referência no no final final do do trabalho. trabalho.


Obras de responsabilidade de órgãos governamentais da administração direta: Ministérios, Secretarias e outros. Cita-se primeiramente a esfera geográfica, seguida da data.


[...] forma de reduzir os investimentos públicos no ensino superior, conforme descrito em Brasil (1995). [...] forma de reduzir os investimentos públicos no ensino superior (BRASIL, 1995). BRASIL. Ministério da Administração Federal e da Reforma do Estado. Plano diretor da reforma do aparelho do Estado. Brasília, 1995.


É a citação de um texto que tivemos acesso a partir de outro documento mas deve se esforçar para consultar o documento original, caso não seja possivel, faz-se a citação da seguinte forma. No texto citar o autor não consultado, seguidos das expressões: citado por, conforme, de acordo com, segundo ou apud..., e o sobrenome do autor consultado, ano e páginas.


Olson (1977) citado por Smith (1991), afirma que nossa capacidade para produzir e compreender tal linguagem falada ĂŠ, na verdade, um subproduto do fato de sermos alfabetizados.

Ou Nossa capacidade para produzir e compreender tal linguagem falada ĂŠ, na verdade, um subproduto do fato de sermos alfabetizados (OLSON,1977 citado por SMITH,1991).


Na lista de referência, incluir os dados completos do documento efetivamente consultado.

SMITH, F. Compreendendo a leitura: uma análise psicolingüística da leitura e do aprender a ler. 2. ed. rev. São Paulo: Artes Médicas, 1991. p. 86.


 

O sistema de chamada adotado, numĂŠrico ou alfabĂŠtico, deve ser seguido ao longo de todo o trabalho, jamais misture os mĂŠtodos no mesmo.


 As citações devem ter numeração única e consecutiva, para todo o trabalho;  A numeração, em algarismos arábicos, deve estar localizada ao lado da citação e pode estar entre parênteses alinhada ao texto ou acima da linha do texto, após a pontuação;  Ao final da parte ou capítulo, as referências devem estar organizadas em sequência numérica correspondente ao texto.


“O manual tem por objetivo principal levar professores e alunos ao entendimento de normas.”(12).   Diz Rui Barbosa: “Tudo é viver, previvendo.”

15


Nas citações, indica-se a fonte, pelo sobrenome do autor, autor/ entidade responsável ou pelo título, seguida da data de publicação do documento, separadas por vírgula e entre parênteses. Nas citações diretas, deve-se incluir a indicação de página.


As indicações de autoria incluídas no texto devem ser feitas em letras maiúsculas e minúsculas, indicando-se a data e páginas entre parênteses. Um autor: Segundo Moraes (1993) Dois autores: Segundo Moraes e Souza (1997) Três autores: Dudziak, Gabriel e Villela (2000) Mais de três autores: Belkin et al. (1982, p. 76) Entrada pelo título: O desenvolvimento... (1998) Entidade: Comissão das Comunidades Europeias (2002)


As indicações de autoria (entre parênteses) devem vir em letras maiúsculas seguidas da data e páginas (quando for o caso). Um autor: (MORAES, 1993) Dois autores: (MORAES; SOUZA, 1997) Três autores: (DUDZIAK; GABRIEL; VILLELA, 2000) Mais de três autores: (BELKIN et al. 1982, p. 76) Entrada pelo título: (O DESENVOLVIMENTO... 1998) Entidade: (COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPÉIAS, 2002)


Nesse método as referências são arranjadas por ordem alfabética de sobre nome de autor.


Deve ser usada para alguns tipos de citaçþes: Durante o Congresso Brasileiro de Cirurgia (1984) [...] A dosagem prescrita no Merck Index (2005) [...]


Indicação do sobrenome do autor e a data, separando com vírgula (,) se a citação estiver entre parênteses. Se houver trabalhos do mesmo autor com datas diferentes, separar as datas com vírgula (,). Ex.: Verificou que as [...] (ORLANDO, 2002).

Nardelli, em 2001, avaliou as lesões [...] Cunha (1996, 2004) estudou [...]


Indicação dos sobrenomes dos autores separados por “e” quando citados no texto e, ponto e vírgula (;) quando citados entre parênteses. Ex.: Parra e Saad, em 2000 [...] Zugaib e Bittar (1996) [...] [...] para a teologia (JOSSUA; METZ, 1976).


Indicação dos sobrenomes dos autores, separados por vírgula “,” e “e” quando citados no texto e, ponto e vírgula “;” quando citados entre parênteses. Ex.: Santos, Fagundes e Silva, em 2000 [...] [...] na literatura (MENDES; PRADO; SOUZA, 1976)


Indicação do sobrenome do primeiro autor, seguido da expressão latina “et al.”, que significa “e outros”. Ex.: Camargo et al. (1990) descreveram [...] [...] (CAMPANA et al., 2001).


Quando uma entidade assume a responsabilidade pelo trabalho, é tratada como autor. Podem ser citadas no texto pelas respectivas siglas, desde que, na primeira vez em que forem mencionadas, apareçam por extenso. Ex.:

A Organização Panamericana de Saúde (OPAS), em 2002 [...] [...] pela Organização das Nações Unidas (ONU, 2000).


Quando for citada pela primeira vez, cita-se por extenso em caixa alta e baixa , seguida pela sigla separados por hífen (-) ou entre parênteses. A Tabela 2 confirma os dados apresentados anteriormente (INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA - IBGE, 1975)) O Instituto Adolfo Lutz - IAL (1975) [...]

.


Quando citados em bloco, entre parênteses no final do texto, ordenar alfabeticamente e separar com ponto e vírgula (;) e, no corpo do texto, utilizar vírgula (,) e, no final, (e). Ex.: Myers e Rigley (1979), Turner et al. (1954) e Katz (1984) [...] [...] (KATZ, 1984; MYERS; RIGLEY, 1979; TURNER et al., 1954)


Acrescentar letras minúsculas, a partir da letra (a), e após o ano de publicação, intercalado por vírgula. Ex.: Saad (1997a, 1997b, 1997c) afirma que [...] [...] (SAAD, 1997a, 1997b, 1997c).


A entrada deve ser pelo sobrenome; se o nome contiver mais de um sobrenome, fazer a entrada pelo último, mesmo que contenha a partícula de ligação (de, da, dos, etc.). Ex.: Carlos da Silva Lacaz

LACAZ

Frank Joseph Clark

CLARK


Para a citação de dados obtidos por informação verbal (palestras, debates, conferências e outros), usa-se entre parênteses a expressão “informação verbal”, com a menção dos dados disponíveis em nota de rodapé. Esses dados não precisam constar na lista de referências.


No texto: O novo medicamento estará disponível até o final deste semestre (informação verbal)¹. No texto: O novo medicamento estará disponível até o final deste semestre (informação verbal)¹. No rodapé ____________________ ¹ Noticia fornecida por John A. Smith no Congresso Internacional de Engenharia Genética, em Londres, em outubro de 2001.

No rodapé ____________________ ¹ Noticia fornecida por John A. Smith no Congresso Internacional de Engenharia Genética, em Londres, em outubro de 2001.


CITAÇÃO DE AUTORES COM MESMO SOBRENOME

Quando houver coincidência de sobrenomes de autores, acrescentam-se as iniciais de seus prenomes: se mesmo assim existir coincidência, colocam-se os prenomes por extenso. (BARBOSA, C., 1958) (BARBOSA, Cássio, 1965) (BARBOSA, O., 1959) (BARBOSA, Celso, 1965)


Conjunto padronizado de elementos descritivos, retirados de um documento, que permite sua identificação em partes ou num todo. As referências são os documentos citados ao longo do seu trabalho. Para as obras levantadas sobre o assunto, durante a pesquisa bibliográfica, pode-se elaborar uma lista de obras consultadas ou bibliografia consultada que poderá constar ao final do trabalho.


As referências são elaboradas para garantir:

Honestidade intelectual; Facilidade em localizar a fonte consultada; Segurança da informação.


As referências dos documentos citados em um trabalho devem ser ordenadas de acordo com o sistema adotado no texto.  Numérico (ordem numérica citada no texto)  Alfabético (autor, data, páginas)


São as informações indispensáveis á identificação de uma obra: autor título edição local editora data de publicação.


O formato de entrada* para autor pessoal é: sobrenome, nome (s), abreviado (s) ou não. Quando houver mais de um autor, eles devem ser listados na ordem em que aparecem na obra, não em ordem alfabética. UM AUTOR - SCHÜTZ, Edgar. DOIS AUTORES - SÓDERSTEN, Bo; GEOFREY, Reed. TRÊS AUTORES - NORTON, Peter; AITKEN, Peter; WILTON, Richard. MAIS DE TRÊS AUTORES - BRITO, Edson Vianna et al. ** Entrada Entrada éé oo nome, nome, palavra palavra ou ou expressão expressão que que encabeça encabeça aa referência referência


Organizadores, compiladores, editores, adaptadores, etc. (1978) ou (BOSI, 1978)

BOSI, Alfredo (Org.). No texto: De acordo com Bosi...


Obras de responsabilidade de empresas, associações, congressos, seminários, órgãos governamentais, etc. UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA. Faculdade de Jornalismo. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. CONGRESSO BRASILEIRO DE BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO.


Obras de responsabilidade de órgãos governamentais da administração direta: Ministérios, Secretarias e outros. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Cultura. SANTA CATARINA. Secretaria do Trabalho.


Quando a autoria da obra não puder ser identificada, a entrada deve ser feita pelo título, destacando a primeira palavra em letras maiúsculas, incluindo artigos definidos, indefinidos ou palavras monossílabas. A ÉTICA nas universidades brasileiras DIAGNÓSTICO na educação UM LAGO dourado


a) Deve ser reproduzido como consta no documento; b) Diferenciado tipograficamente (negrito, itálico, sublinhado); c) O subtítulo (se houver) não tem destaque e é precedido por dois pontos. d) O destaque será aplicado ao título da obra consultada e não ao capítulo, parte e etc.


LEITÃO, D. M. A informação como insumo estratégico. Ciência da Informação, Brasília, v. 22, n. 2, p. 118-123, maio/ago., 1989. Títulos Títulos de de Periódicos Periódicos podem podem ser ser abreviados abreviados (NBR (NBR 6032). 6032). LARCHER, L. et al. Morfologia das domácias foliares de Miconia sellowiana Naudin. Biotemas, Florianópolis, SC,v. 25, n. 1, p. 1-9, mar., 2012. Títulos Títulos com com apenas apenas uma uma palavra palavra não não podem podem ser ser abreviados. abreviados.


Indica-se a edição, em algarismo(s) arábico(s) seguido(s) de ponto e abreviatura da palavra edição, no idioma da publicação. 2. ed. 2. Aufl.


O nome do local deve ser indicado tal como aparece na publicação referenciada. Nos locais homônimos, acrescenta-se a unidade federativa de forma abreviada. Local

Viçosa, MG Viçosa, RN


Os nomes das editoras devem ser abreviados desde que dispensáveis à sua identificação. As palavras editoras, S.A., Ltda etc., podem ser supridas. Exemplo: Atlas e não Editora Atlas ou Ed. Atlas

Nobel e não Nobel Editora ou Livraria Nobel Ed. Nacional e não Nacional


Quando houver mais de uma editora, indica-se a que aparecer com maior destaque na folha de rosto, as demais podem ser também registradas com os respectivos lugares. Exemplo: Rio de Janeiro: MAST; São Paulo: UNESP: Nova Estela São Paulo: UNESP: Paz e Terra


Indica o ano em algarismos arábicos sem ponto ou espaço entre eles. Quando a data não for identificada, registra-se uma data aproximada entre colchetes: [1971?] [198-] [18--?] [ca. 1950] [18-]

ano provável; para década; século provável; data aproximada; século certo.


Quando não for possível a localização do local na publicação, usa-se a expressão latina entre colchetes [S.l.]; que significa sine loco E para a editora desconhecida, usa-se [s.n]; que significa sine nomine Ex.: [S.l.: s.n.], 2003.


Quando a publicação não for em volumes, indica-se o número de páginas. Exemplo: 120 p. Se a publicação apresentar paginação irregular ou não for paginada, registra-se da seguinte forma: não pag. ou pag. irreg.


Quando a publicação tem mais de um volume, indica-se o número de volumes. Exemplo: 4 v. Quando foi utilizado apenas um volume indica-se a letra v. e o número do volume referenciado. Exemplo: v. 2.


Indica-se o fascículo, mês ou estação do ano apenas quando for imprescindível para identificação da obra. Exemplo: v. 12, n. 15, p. 20-33, 1985. v. 10, supl. 1, p. 2-18, 1988.


MACEDO, N. D.; MODESTO, F. Equivalências: do serviço de referência convencional a novos ambientes de redes digitais em bibliotecas. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 55-72, 1999.


SOBRENOME, Nome. Título. Local: Editora, ano. página. FOSKETT, D. J. Serviço de informação em bibliotecas. São Paulo: Polígono,1969. 160 p.

Cita-se de um e acrescenta a expressão latina et al. (e outros) SILVA, L. et al. As cidades brasileiras e o clima. São Paulo: Ática, 1978. 169 p.


AUTOR Titulo do capitulo. AUTOR DO LIVRO.Título do Livro. .Local: Editora, ano. página.

FONSECA, E. N. O iluminismo e as bibliotecas.In: ______. A biblioteconomia brasileira no contexto mundial. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1979. p. 18-20.


AUTOR Titulo do capitulo. In: AUTOR DO LIVRO.Título do Livro. .Local: Editora, ano. pagina. BUENO, M. A Imprensa alternativa.In: MELLO, M. A. (Org.). Vinte anos de resistência: alternativas da cultura no regime militar. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo, 1986. p. 47-60.


Elementos essenciais: autor(es), título do trabalho, expressão In:, nome do evento, numeração do evento (se houver), ano cidade de realização. Título do documento (anais, resumos, etc), local editora ano (de publicação) páginas.


AUTOR.Título de trabalho. In: NOME DO EVENTO, n. (número do evento em algarismo arábico e ponto), ano,Cidade onde se realizou o evento. Anais/ Proceedings/ Resumos... Cidade de publicação:Editora,ano de publicação. Página.

COELHO, M. H.; RIOS, M. F. Taxa de desemprego no Brasil: evolução, estrutura e tendências. In: SIMPÓSIO CIENTÍFICO DO CAMPUS DE MARÍLIA,2., 1997, Marília. Resumos... Marília: UNESP,1997. p. 164


SOBRENOME, Nome do autor do artigo. Título do artigo. Título do Periódico. Local de publicação, número do volume e/ou ano, fascículo, paginação, data de publicação. MACEDO, N. D.; MODESTO, F. Equivalências: do serviço de referência convencional a novos ambientes de redes digitais em bibliotecas. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 55-72, 1999.


SOBRENOME, Nome do autor do artigo. Título do artigo. Título do periódico, Local de publicação. número do volume e/ou ano,fascículo, data de publicação. URL. Data de acesso.

RIBEIRO, P. S. G. Adoção brasileira: uma análise sociojuridica. Datavenia, São Paulo, v. 3, n. 18, 1998. Disponível em: <http://www.datavenia.inf.br/>.Acesso em: 10. set. 1998.


SOBRENOME, Nome do autor do artigo. Título do artigo. Local de publicação, data de publicação. URL.Data de acesso.

SANTOS, P. A. As letras no primeiro ano de vida. Rio de Janeiro, 2000. Disponível em: <http://www.igce.gov.br>. Acesso em: 15. abr. 2001.


AUTOR. Título: subtítulo. Ano de depósito. Número folhas. Categoria (Grau e área de concentração) - Nome da Instituição, Universidade, Local da instituição, ano.

BARCELOS, M. F. P. Ensaio tecnológico, bioquímico e sensorial de soja e guandu enlatados no estádio verde e maturação de colheita. 1998. 160 f. Tese (Doutorado em Nutrição) - Tese (Doutorado em Nutrição) - Universidade de Campinas, Campinas, 1998.


REFERENCIAS BARCELOS, M. F. P. Ensaio tecnológico, bioquímico e sensorial de soja e guandu enlatados no estádio verde e maturação de colheita. 1998. 160 f. Tese (Doutorado em Nutrição) - Tese (Doutorado em Nutrição) - Universidade de Campinas, Campinas, 1998. MACEDO, N. D.; MODESTO, F. Equivalências: do serviço de referência convencional a novos ambientes de redes digitais em bibliotecas. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 55-72, 1999. SANTOS, P. A. As letras no primeiro ano de vida. Rio de Janeiro, 2000. Disponível em: <http://www.igce.gov.br>. Acesso em: 15. abr. 2001.


Sumário Lista de símbolos Lista de tabelas

pa

das a s a t C o ng i n a d

ão s n a m

Folha de aprovação

Conclusão

Desenvolvimen to

Introduçã o

Índice


As dissertações, teses e TCC’s devem ser apresentados em papel branco ou reciclado, tamanho A-4 (21 cm x 29,7 cm), digitado na cor preta no anverso e verso das folhas. No verso da folha de rosto deve-se digitar a ficha catalográfica. O projeto gráfico é de responsabilidade do autor do trabalho.


Usar a fonte 12 para:  O texto  Referências Usar tamanho menor para:  Citações longas  Notas de rodapé  Paginação  Legendas das ilustrações e tabelas. Sugere-se que o tipo de letra utilizada seja Times New Roman ou Arial.


33

2cm

3

34

3cm

3cm

3cm

2cm

3cm

2cm

2cm


 No texto: deve-se usar o espaçamento 1,5  Nas citações longas: notas de rodapé, as referências, as legendas das ilustrações e tabelas, a ficha catalográfica, devem ser digitadas em espaço simples;  Na folha de rosto e folha de aprovação, a natureza do trabalho, o objetivo, o nome da instituição e a área de concentração, devem ser digitados, em espaço simples;  As referências, ao final do trabalho devem ser digitadas em espaço simples e separadas entre si por um espaços simples.


Todas as folhas a partir da folha de rosto devem ser contadas seqüencialmente, mas não numeradas. A numeração é colocada a partir da primeira folha da parte textual em algarismos arábicos. No anverso da folha fica no canto superior direito da folha a 2 cm da borda superior. E no verso da folha fica no canto superior esquerdo.


Quando o trabalho tiver muitas ilustrações, recomenda-se a elaboração de listas para cada tipo (desenho, mapa, quadros etc). E cada ilustração deve ser inserida o mais próximo possível do texto que a ela se refere. As listas de tabelas e ilustrações são opcionais.


Número As tabelas devem ter um numero em algarismo arábico, seqüencial, inscritos em seu topo a esquerda da página, precedida da palavra Tabela. Título TABELAS Devem conter um título por extenso, inscrito no topo da tabela, para indicar a natureza e abrangência do seu conteúdo. Exemplo: Tabela 5 – Distribuição da variável Z=2X.


Fonte A fonte deve ser colocada imediatamente abaixo da tabela em letra maiúscula/minúscula para indicar a autoridade dos dados e/ou informações da tabela, precedida da palavra Fonte: Notas Indica-se em notas, logo após a indicação da fonte, esclarecimentos a respeito do conteúdo das tabelas. 1 Notas Gerais: conteúdo geral 2 Notas específicas: conteúdo específico Nota: Nota: As As tabelas tabelas devem devem ser ser elaborada elaborada de de acordo acordo com com norma norma do do IBGE, IBGE, 1993 1993


O Resumo em português e em língua estrangeira é obrigatório no trabalho. Deve ser escrito num único parágrafo, apresentando informações da introdução, métodos utilizados e conclusões do trabalho. Após o resumo deve-se apresentar as palavras-chave, separadas entre si por ponto final. Exemplo: Palavras-chave: elétrica.

Indústria

sucroalcooleira.

Energia


Usa-se a numeração progressiva para as seções em que se divide o texto. Cada seção deve ter um destaque tipográfico específico, utilizando-se os recursos negrito, itálico, maiúsculo/minúsculo e sublinhado. Recomenda-se utilizar no máximo até a seção quinária. Os títulos das seções primárias devem começar em folha própria e ser colocado no alto da página. Os títulos das seções devem estar separadas do texto que os precede e os sucede por uma linha em branco de espaçamento 1,5 Os elementos pré-textuais e os pós-textuais não são numerados.


O Sumário apresenta as divisões, seções, partes do trabalho, na mesma ordem tipográfico do trabalho. Os elementos pré-textuais não devem sumário.

ou seja, as e destaque constar do

1

SEÇÃO PRIMÁRIA

15

1.1

SEÇÃO SECUNDÁRIA

17

1.1.1

Seção terciária

20

1.1.1.1

Seção quaternária

33

1.1.1.1.1 Seção quinária

38

Referências

50


Apêndices Glossário Referências Texto

s a d a gi n

Sumário Lista de Símbolos

Lista de Abreviaturas Lista de Tabelas Lista de Ilustrações Lista de Ilustrações Abstract

a p o ã n Resumo s a Epígrafe

t n Co

m s Agradecimentos a d a Dedicatória Folha de Aprovação

ERRATA Folha de Rosto CAPA


Referências ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 10520: informação e documentação: citação em documentos: apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. 7 p. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 6023: informação e documentação: referências: elaboração. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. 24 p. ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS – ABNT. NBR 14724: informação e documentação: trabalhos acadêmicos: apresentação. Rio de Janeiro: ABNT, 2002. 6 p. FRANÇA, J. L. et al. Manual para normalização. 4.ed. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 1999. 213 p. MACHADO, A. M. N. Informação e controle bibliográfico: um olhar sobre a cibernética. São Paulo: Ed. da Unesp, 2003. 159 p.


In


In


Treinamento de Normalização