Issuu on Google+

Os três porquinhos

ESCOLOVAR http://web.rcts.pt/escolovar/lp.htm


Era uma vez trĂŞs porquinhos que viviam com a sua mĂŁe, numa casa perto da floresta.

Quando seguiam pelo caminho, encontraram um homem que transportava um molho de palha. O primeiro porquinho comprou a palha e fez uma casa muito depressa.

Os porquinhos decidiram que jĂĄ era tempo de serem independentes.


Os outros dois continuaram a viagem. Encontraram um homem que levava uns paus.

O segundo porquinho comprou os paus e fez uma casa, que n達o demorou muito a construir.


O último porquinho continuou a sua caminhada. Algum tempo depois, cruzou-se com um homem que carregava tijolos e pensou que, com eles, faria uma casa segura.

Comprou os tijolos e começou de imediato a construção, que iria demorar alguns dias.


Alguns dias mais tarde, um lobo esfomeado seguia pelo caminho da floresta e viu a casa de palha. Aproximou-se e disse: “Porquinho, porquinho Vais ser todo comidinho” O porquinho julgou que era uma brincadeira de algum irmão e respondeu:

“Vai-te embora, ó Lobão, senão levas um bofetão” O lobo ficou zangado com aquelas palavras e insistiu:

“Vou soprar, vou soprar, e a tua casa vai ao ar.”


O lobo tinha bons pulmões e a casa desfez-se num instante. O porquinho fugiu para casa de paus do irmão. O lobo dirigiu-se para lá, também.

Aproximou-se e disse: “Porquinho, porquinho Vais ser todo comidinho”

“Vai-te embora, ó Lobão, senão levas um bofetão” O lobo ficou zangado com aquelas palavras e respondeu:

“Vou soprar, vou soprar, e a tua casa vai ao ar.”


Os porquinhos correram para a casa do irmão.

“Porquinho, porquinho Vais ser todo comidinho” O porquinho, que era forte e trabalhador, respondeu: “Vai-te embora, ó Lobão, senão levas um bofetão.”

Finalmente, o lobo chegou à casa feita de tijolos e lançou a mesma ameaça:

O lobo ficou zangado com aquelas palavras e gritou: “Vou soprar, vou soprar, e a tua casa vai ao ar.”


Mas a casa era forte e o lobo não foi capaz de a deitar abaixo. O porquinho fora recompensado pelo esforço dispendido.

O lobo, no entanto, não estava nada satisfeito.

Através da janela, o porquinho fazia caretas ao lobo. “Nha, nha, nha, nha, nha”

Isso fez o lobo zangar-se a sério.


Mas os porquinhos estavam de prevenção e já tinham preparado uma fogueira, com agulhas de pinheiro, muito húmidas, que acenderam. Então, resolveu trepar até ao telhado e entrar de surpresa pela chaminé. “Os três porquinhos vão ser todos papadinhos”.

Com o calor a chegar-lhe à cauda e a enorme quantidade de fumo que impedia a visibilidade, o lobo foi obrigado a desistir dos seus intentos.


O lobo foi mesmo derrotado. Os porquinhos exultaram: “Vai-te embora, ó Lobão,

Não te esqueças da lição”

Para celebrar, os três irmãos vestiram as suas melhores roupas e foram visitar a mãe, de quem já tinham muitas saudades.


Fim ESCOLOVAR http://web.rcts.pt/escolovar/lp.htm

m

Images by Liz Pichon ŠLadybird books

Agora, vais conhecer um pouco sobre o lobo.



Os tres porquinhos