Page 1

PORT FOLIO

BIANKA PINHEIRO arquitetura e urbanismo


BIANKA PINHEIRO

arquitetura e urbanismo

CURRICULUM VITAE Bianka Gonçalves Pinheiro 22 anos João Pessoa, Paraíba Brasileira biankagoncalves@hotmail.com (83) 9 9951-0001

OBJETIVO PROFISSIONAL Candidatura à estágio em arquitetura e urbanismo - à partir de 09/2018

FORMAÇÃO 2014 - em curso Arquitetura e Urbanismo Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

2017 - 2018 (4º ano) Arquitetura Institut National de Sciences Appliquées (INSA) de Strasbourg, França

02/18 - 08/18 Estágio JOURDA/JAP Architectes, Paris, França

PROGRAMAS REVIT

SKETCHUP

AUTOCAD

PHOTOSHOP

ILLUSTRATOR

IDESIGN

LÍNGUAS PORTUGUÊS língua materna

FRANÇÊS nível B2

INGLÊS nível B2

Portfolio : https://issuu.com/biankagoncalves/docs/portfolio_bianka_pinheiro


PrOjetOs torre marselha 2017.2

EDIFÍCIO DE USO MISTO 2017.1

INTERVENÇÃO 2016.2

habitação coletiva 2016.1

habitação individual 2016.1 | 2016.2


PROJET D'ARCHITECTURE TOUR commerciale

Bianka PINHEIRO Isadora ROLIM


PROJETO DE EDIFICAÇÕES "uma torre em marselHA" Marselha, cidade litorânea e uma das metrópoles francesas, vive agora mom O projeto tem como sítio uma metrópole francesa em curso de grandes obras para maior desenvolvimento em busca de tornar-se uma metrópole de escala europeia. Ela faz parte do grande plano de desenvolvimento e renovação urbana “Euromediterrâneo”, que é uma operação de planejamento econômico, social e cultural nascido desde 1995 e com previsão de término da sua 3ª etapa em 2025. A operação é um acelerador de atratividade da metrópole entre a Europa e o Mediterrâneo. Entre um de seus programas, está a fachada litoral de Marselha (cerca de 3 km), justamente onde está localizado o presente projeto. É ela quem define a silhueta da cidade, que, por sua vez, está se transformando significativamente com a construção de arranha-céus importantes, como a torre CMA CGM de Zaha Hadid. Logo,a fim de trazer vida e atratividade para esta parte portuária e central da cidade, tem-se uma forte demanda por habitação; serviços; comércios; lazer; espaço público; programas estes que estão distribuídos neste complexo de 60 mil metros quadrados.


1. PROGRAMA

1

Hotel e habitação estão representados pelo cinza claro e serviço pelo cinza escuro. E em cores os espaços públicos: mercado (em laranja), mediateca (em azul), exposições de artes (em amarelo) e terraços/areas verdes (em verde). O programa mistura-se ao longo das torres a fim de manter sempre ativa a vida do complexo. Por exemplo, em um mesmo andar pode-se encontrar habitação/serviço, o qual estará ativo mesmo fora do horário comercial. 1. CIRCULAÇÃO As circulações verticais das torres são feitas por cores localizados ao centro, obtendo-se assim maior eficiência de luz e de ventilação, além de dar à todas as unidades aberturas para o exterior. 3. UNIÃO Ao trabalhar com espaço público em escalas diversas, obtém-se vários ângulos com vistas diferentes, logo, relações distintas com os contextos cidade, bairro e quarteirão.

2

4. VISTAS As torres são unidas fisicamente em escalas diferentes. No alto pela passarela, e embaixo pela mediateca, que compartilha seu programa com as duas torres.

3

4


PLANTA NÍVEL 0

0

5

10

PLANTA NÍVEL 2

0

5

10


PLANTA PAVIMENTO TIPO

0

5

10

PLANTA NÍVEL PASSARELA

0

5

10


PROJETo De edificações edifício uso misto

Projeto desenvolvido na disciplina de Projeto na UFPB, no 6º período letivo

equipe: Bianka PINHEIRO Isadora ROLIM


PROJETO DE EDIFICAÇÕES EDIFÍCIO DE USO MISTO O projeto é de um edifício de uso misto localizado na avenida principal da cidade de João Pessoa, aproveitando-se de seu grande potencial de comércio e de serviço. O edifício contém vinte e dois andares, onde estão distribuídos: shopping (nos dois primeiros pisos), academia, terraço-jardim, auditório, salas de reuniões, além de vinte pavimentos destinados a empresas corporativas, escritórios e negócios. O shopping conta com vinte e uma lojas comerciais, praça de alimentação com seis estabelecimentos alimentíceos, além de um café e áreas de lazer ao longo do grande hall, que é encontrado logo após um belo empraçamento no nível da calçada. O pavimento tipo é onde se localizam os escritórios divididos em salas de tamanhos diferentes (100 m2, 150 m2 e 150 m2), havendo também a possibilidade da ocupação de um andar inteiro por uma só empresa.

FORMA

ACESSOS

ÁREAS VERDES

Partindo inicialmente de um retângulo, foram feitos recortes na fachada norte para se ter um maior aproveitamento da vista e também para o bom aproveitamento da ventilação.

O acesso ao edifício se dá pelas três fachadas frontais no nível do térreo (acesso pedestre), e também pelo subsolo (acesso automotores).

O projeto não restringe a área verde ao térreo, mas a leva-a também outros níveis do edifício, garantindo, assim, a agradável presença da vegetação em outras escalas.


TÉRREO_CENTRO COMERCIAL

FACHADA SUL

0 1 2 3

10 9 8 7 6 5 4 3 2 1

11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21

NÍVEL -1_ESTACIONAMENTO


PLANTA DE COBERTA

FACHADA OESTE

PLANTA PAVIMENTO TIPO


EVOLUÇÃO D

Desde o início, pens -se em uma estrut horizontal e abe onde nenhuma fach fosse totalmente fec da e as circulaç aconteceriam em t seu perímetro, todos os níveis.

PROJETo De edificações intervenção

Projeto desenvolvido no 5º semestre de Arq. e Urb. da UFPB

Bianka PINHEIRO


PROJETo de edificações

CENTRo PASTORAL NOssa senhora Do livramento A disciplina requeria um projeto de intervenção em um patrimônio histórico arquitetônico. E, o edifício escolhido foi o Sobrado Meninas da Estiva do século XIX, localizado em Bananeiras, na Paraíba. A partir de levantamentos, análises e estudos sobre o local, sua história e seu entorno, foi proposta, de acordo com as normas de tombamento, uma intervenção no edifício a fim de revitalizá-lo. Logo, visto que o sobrado se encontra no largo da igreja matriz Nossa Senhora do Livamento, a qual não tem pastorais ou programações de incentivo para a comunidade, foi proposto um centro pastoral.

NÍVEIS

AUDITÓRIO

SALAS PAROQUIAIS

CAFÉ

WC’S

CIRCULAÇÕES


TÉRREO

T+1

T+2

PLANTA DE COBERTA_anexo

0

2

perspectiva_CAFÉ

3

perspectiva_ORATÓIRO

T+3_anexo

T+2_anexo

1

0

0

1

1

2

2

3

3

perspectiva_CAFÉ


5

perspectiva_MEZANINO

perspectiva_SALA DE ESTUDOS

T+1_anexo

0

TÉRREO_anexo

CORTE LONGITUDINAL

0

0

1

1

1

2

2

2

3

3

3


PROJETo de edificações HABITAÇÃO COLETIVA

Projeto desenvolvido na disciplina de Projeto na UFPB, no 3º período letivo

Bianka PINHEIRO


PROJETO DE EDIFICAÇÕES

ORLA MARÍTIMA

AV. INDIO ARABUTAN

Trata-se de um projeto de 6 unidades habitacionais geminadas em um terreno na beira-mar, em João Pessoa, Brasil. O lote é de esquina e mede 60x30m, tendo fachada leste voltada para a Av. Cabo Branco. As residências estão divididas em três blocos, em que cada uma possui uma área construída de aproximadamente de 180m². Em seu programa, tem-se: 2 suítes, 1 quarto reversível e acessível, 1 wc social acessível, sala de jantar e estar, terraço, garagem coberta, cozinha e área de serviço e um ambiente multiuso.

AV. CABO BRANCO

AV. ANTONIO LIRA

HABITAÇÃO COLETIVA

INSOLAÇÃO E VENTILAÇÃO

CHEIOS E VAZIOS

ACESSOS E CIRCULAÇÃO

N voiture

piéton


TÉRREO

TÉRREO + 1

CORTE TRANSVERSAL

CORTE LONGITUDINAL

0

1

2

3

0

1

2

3

N 0

1

2

3

FACHADA SUL

0

1

2

3

FACHADA LESTE/OESTE


m .

1 a

e e r

PROJETo de edificações casa de praia

Bianka PINHEIRO Isadora ROLIM

+ paisagismo

jardim residencial Projeto desenvolvido nas disciplinas de Projeto e Paisagismo na UFPB, no 4º período letivo

Bianka PINHEIRO


+

PROJETo de edificações

PAisagismo

O projeto a seguir é composto por duas etapas, feitas em períodos diferentes: o projeto do edifício e seu paisagismo. O projeto de arquitetura se trata de uma casa de praia em João Pessoa, com fachada frontal voltada para a orla marítima. Esta, possui aproximadamente 150 m² de área construída, com: 3 quartos (sendo 1 suíte), wc social, terraço, salas de estar e jantar integradas com a cozinha, área de serviço e abrigo para 2 carros. Quanto ao projeto paisagístico, foi criado um jardim para um cliente hipotético. O jardim deveria atender à sua personalidade, hábitos e sensações que ele gostaria que fossem propocionadas. A partir de entrevistas, foram criados conceitos e diretrizes para gerar um paisagismo que se encaixasse no perfil do cliente. Psidium cattleyanum

Psidium cattleyanum

Eugenia involucrata

Citrus limon

Eugenia uniflora

Cocos nucifera

Spot de LED

Spot de LED

1

3

1

2

Spot de LED

2 Planta_residência

0

1

2

3

N

3

Planta_jardim

0

1

2

N

3

Elevation Norte

Elevation Sul Spondias purpurea

Ziziphus joazeiro

Acacia saligna

Punica granatum

Eugenia uniflora

Acacia saligna

Eugenia involucrata

Cocos nucifera


biankagoncalves@hotmail.com (83) 9 9951-0001

Portfolio Bianka PINHEIRO  
Portfolio Bianka PINHEIRO  
Advertisement