Issuu on Google+

Correio do Contestado

Informação com credibilidade!

R$ 2,00 Papanduva, Monte Castelo, Major Vieira, Canoinhas, Três Barras, Timbó Grande, Santa Terezinha, Itaiópolis, Mafra, Campo Alegre, Rio Negrinho, São Bento do Sul, Florianópolis e Brasília

Papanduva, 22 de Março de 2014 - Ano XIII - Edição 497

Papanduvense perde a vida em grave acidente na BR 116

página 10

Sérgio de Souza, de 42 anos, colidiu com um caminhão, em cima da linha férrea e teve morte instantânea

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014

1


Artigos

Correio do Contestado

Senador

A descentralização da Justiça Em oito de dezembro de 1965, quando me formei em Direito, fui encarregado pelos meus colegas de participar da redação, diagramação e impressão de um jornal que registrasse, para sempre, a biografia de cada um dos colegas, exaltasse a qualidade dos professores, e lembrasse os fatos mais marcantes dos cinco anos de nossa vida acadêmica. Como manchete principal, escolhi uma lição de Aristóteles: “O homem é o primeiro dentre os animais; ou é o último, se vive sem lei e sem justiça”. Uma das condições para que o homem tenha acesso à justiça é a de encontrá-la próxima ao local onde vive. Se o aparelho judiciário estiver perto do cidadão, mais possibilidades este terá de obter uma justiça rápida e barata. Foi com esse pensamento que o nosso Tribunal de Justiça criou e instalou em Chapecó, a Câmara Regional Especial, a primeira e única do país, certamente inspirada nos êxitos da Secretaria do Oeste, do governador Celso Ramos, e nas secretarias e conselhos regionais com que operamos a descentralização do governo estadual. A câmara regional descentralizada é um êxito tal que o Tribunal de Justiça de São Paulo está na iminência de criar e disseminar três delas no território paulista. Em 2012 (último dado estatístico disponível), já chegou a 92 milhões o número de processos judiciais, em todo o país. Como os tribunais estão localizados nas capitais, longe da maior parte do território, é impossível que as decisões fluam com a rapidez ansiada pelas partes em conflito. A Câmara de Chapecó, instalada em 13 de dezembro de 2008, decidiu, por acórdão, 20.075 casos, nesses poucos cinco anos de existência, o que representa 4.000 por ano, 334 por mês e 14 por cada dia (já que a Câmara está instalada na capital do Agronegócio catarinense, posso escrever “por cada” mesmo)... 5.776 outros processos obtiveram, nesse mesmo período, sentenças ainda mais rápidas, por despacho judicial. O dado que demonstra que a descentralização da justiça catarinense deveria ser reproduzida em todo o país diz respeito ao volume de processos. Enquanto, em Chapecó, ingressam a cada mês, cerca de 480 processos, em nenhuma das câmaras centralizadas na capital deram entrada mais de 250, no mesmo período. Abordando o funcionamento dessa Câmara descentralizada de segunda instância, Luiz Gustavo Esse, da Fiaet, Faculdade de Presidente Prudente, exalta a câmara judiciária de Chapecó: “O poder judiciário brasileiro ainda apresenta uma deficiência quanto à sua adaptação ao Estado federativo, que visa ser descentralizado, para servir à população. A Justiça, no entanto, ainda permanece muito centralizadora, principalmente nas unidades federadas mais extensas e menos povoadas” (...) “Desta forma, a descentralização do judiciário possui um viés social muito importante, que pode ser comprovado nos levantamentos feitos, já nos primeiros meses de funcionamento da Câmara Regional de Justiça de Chapecó”. Chapecó, que é exemplo para o Brasil na agroindústria de fonte predominantemente microfundiária; na educação; na cultura; nos desportos, é pioneira e exemplar, em todo o país, também na descentralização da Justiça.

2

O Dia de Hoje na

istória Nasce Marcel Marceau

M

arcel Mangel, mais conhecido como Marcel Marceau, nasceu em Estrasburgo (leste da França) em 22 de março de 1923. Foi o mímico francês de fama mundial. Começou sua carreira como mímico na Alemanha, atuando para as tropas francesas de ocupação, depois da Segunda Guerra Mundial. Após essa incursão na arte dramática decidiu estudar esta disciplina no Teatro Sarah Bernhardt de Paris. Foi o criador do personagem "Bip" que tinha a cara pintada de branco e usava calças muito largas e uma camisa listrada, com uma cartola muito velha da qual saía uma flor vermelha. Foi considerado o melhor mímico do mundo. Faleceu no sábado, 22 de setembro de 2007, com 84 anos, por morte natural, em sua cama durante a noite.

Mais acontecimentos no

Dia de Hoje na

istória 1945 Criada a Liga Árabe

1982 Irã lança ofensiva contra Iraque.

1965 Americanos manobram, pela primeira vez, astronave no espaço.

1988 China vende terras a estrangeiros pela primeira vez, desde 1949.

1965 EUA confirmam que estavam usando gases que inutilizavam temporariamente o adversário na guerra do Vietnam.

1990 Candidato às eleições presidenciais da Colômbial, Bernardo Jaramillo, morre assassinado.

1979 Embaixador inglês, Richard Sykes, é assassinado nos Países Baixos.

1999 O presidente Fernando Henrique Cardoso promete não privatizar nenhuma das universidades públicas do país.

1980 Americanos protestam contra o projeto do presidente Carter de tornar alistamento obrigatório.

2004 Israel mata o xeque Ahmed Iassim, fundador e líder do Hamas.

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado

Papanduva

Secretaria Municipal da Saúde promove atendimentos voltados a Saúde da Mulher Da Assessoria

Em comemoração ao Dia Internacional da Mulher, em parceria com o PRO-PET SAÚDE, profissionais da Unidade Central da Secretaria Municipal de Saúde realizaram diversos atendimentos para as mulheres que estavam com seus exames em atraso. Durante todo o sábado a Unidade disponibilizou serviços de vacinação, consulta de enfermagem com realização do Exame Clínico das Mamas, coleta do exame preventivo do câncer do colo uterino,

solicitação de mamografia e de exames para hepatite, HIV e sífilis e atualização do Cartão Nacional do SUS. Nesse período foram atendidas 40 mulheres, dentre elas, 77 e meio % realizaram o Exame Citopatológico Papanicolau (preventivo), 15% apresentam indicação para solicitação do exame de mamografia, 80% realizaram exames para hepatites virais, HIV e sífilis, 95% deixaram em dia o cartão vacinal e 75% atualizaram o Cartão Nacional

do SUS. Na ocasião, foram feitas apresentações enfatizando os fatores de risco para o Câncer de Mama e Câncer de Colo de Útero e a importância de realizar o preventivo regularmente. No andamento das atividades, foi aproveitado o momento para aplicar um questionário, que tinha como objetivo identificar o nível de escolaridade e questões relacionadas ao trabalho e a saúde da mulher que frequenta a unidade.

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014

3


Região

Correio do Contestado

Prefeito de Três Barras solicita construção de novas escolas Da Assessoria Na terça-feira, 18, o Prefeito de Três Barras, Elói José Quege, os secretários municipais Sidilon Pazda, Marcio Adélio Eble e os representantes do Poder Legislativo, Abrahão Mussi e Joel da Cruz, visitaram o Deputado Federal Pedro Uczai em Brasília, onde discutiram a liberação de recurso no valor aproximado de R$ 1,05 milhão, para construção da nova Escola Francisco Rocha, na localidade de São João dos Cavalheiros. O recurso já empenhado no Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) também já está apto para licitação. O Executivo ainda solicitou recursos à nova Escola Guita Federmann, em análise no FNDE, que conterá 12 salas de aula. Na ocasião, foi dialogado sobre a necessidade da implantação de

4

uma Universidade Federal no Planalto Norte, que possivelmente terá sede em Três Barras. A audiência pública para tratar do assunto foi marcada para o dia 14 de abril. Na reunião, o Pre-

feito Municipal de Três Barras citou a importância do apoio prestado pela Câmara dos Deputados e parabenizou o Deputado Federal Pedro Uczai, em nome dos vereadores, pelo seu aniversário.

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado

Planalto Norte poderá Universidade Federal Adriana Bonin

Prefeitos da AMPLANORTE tentam atrair Campus para a região

A região dos municípios que compõem a AMPLANORTE, Major Vieira, Mafra, Itaiópolis, Papanduva, Monte Castelo, Porto União, Irineópolis, Três Barras, Bela Vista do Toldo e Canoinhas está inserida no Território da Cidadania, Programa Federal. Caracteriza-se pelo baixo nível de investimentos federal e estadual, falta emprego, tem pouco dinamismo econômico. Além disso, há êxodo de jovens para grandes centros urbanos em busca de ensino superior gratuito, de qualidade e melhores condições de mercado de trabalho. Este foi um dos motivos que levou uma comitiva, liderada pelo presidente da AMPLANORTE e prefeito de Monte Castelo, Aldomir Roskamp, a Brasília buscar políticas públicas para a educação. Foi uma mobilização em prol da vinda de um ensino público gratuito para a região. Os prefeitos estão preocupados com o desenvolvimento econômico e qualificação, pois os jovens que saem não retornam, ficam nas grandes cidades. O intuito é criar atrativos para a permanência deste jovem aqui

5

na região. A comitiva foi ao Ministério da Educação, Secretaria de Educação Superior – SESU para construir a possibilidade da vinda de uma Universidade Fronteira Sul, que deve estimular o crescimento e o desenvolvimento, criar novas competências para recuperar a condição de força econômica existente nas décadas de 70 e 80. Além do Secretário do SESU, Paulo Speller, os prefeitos conversaram também com a Ministra Ideli Salvatti, da Secretaria de Relações Institucionais e com o deputado Pedro Uczai, o qual apoia e já está articulando para a expansão do campus. Ele ainda deu orientação para construir a ideia com a reitoria da Universidade, que fica em Chapecó. Este foi o pontapé inicial. O próximo passo é o agendamento de uma Audiência Pública em um dos municípios, a qual deve reunir sociedade, reitoria, entidades, entre outros, para discutir a viabilidade e demonstrar o interesse no campus.

Federal da Fronteira Sul (UFFS) é uma instituição de ensino superior pública e popular. Abrange os 396 municípios da Mesorregião Fronteira Mercosul – Sudoeste do Paraná, Oeste de Santa Catarina e Noroeste do Rio Grande do Sul. Tem campus em Chapecó (SC) – sede da instituição -, Realeza e Laranjeiras do Sul (PR) e Cerro Largo e Erechim (RS). As graduações oferecidas privilegiam as vocações da economia regional

– visando o desenvolvimento regional integrado, pela valorização e superação da matriz produtiva - e estão em consonância com a Política Nacional de Formação de Professores do Ministério da Educação (MEC). Acompanharam o prefeito Aldomir Roskamp na chamada Agenda Federativa,

entre os dias 11 e 13 de março, Israel Kiem, prefeito de Major Vieira; Gilberto Damaso da Silveira, prefeito de Bela Vista do Toldo; Luiz Alberto Rincoski Faria, prefeito de Canoinhas; Gervasio Uhlmann, prefeito de Itaiópolis; Dario Schicovski, prefeito de Papanduva; Roberto Agenor Scholze, prefeito de Mafra e Aloi-

sio Francisco Salvatti, vice-prefeito de Porto União; Helio Daniel Costa, Secretário Executivo da AMPLANORTE; a assessoria de Projetos da entidade; a Secretária de Saúde de Itaiópolis, Jucemara Schmitz e o Secretário Executivo do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região do Contestado, Luiz Cesar Batista.

A Instituição A

Universidade

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Geral

Correio do Contestado

Notas Dresch critica movimento que pede

Expressou- se mal

volta dos militares

Da Assessoria O deputado estadual Dirceu Dresch (PT) ocupou a tribuna nesta quinta-feira,20, para defender a democracia e criticar as mobilizações que pregam a intervenção militar no país. "Dizer que na época da ditadura não houve corrupção é um absurdo, é renegar a história. Com certeza essas pessoas não sentiram a mão dura da ditadura e da tortura. Não tiveram a sua liberdade, o seu direito de opinar cerceado por um regime militar ditatorial. Conquis- democracia com muito muitas mortes. Pensar 50 anos depois, é um tamos a liberdade e a sacrifício, muita luta e no retorno da ditadura, grande absurdo.”

O Pároco da Igreja São Sebastião Pe. João Luiz Lemos postou uma declaração no mínimo infeliz. Na sua página pessoal do facebook, o Padre criticou a atriz Nicete de Bruno de ter comungado na Missa de Sétimo Dia do seu marido Paulo Goulart, celebrada pelo Fábio de Melo. A crítica do Padre se deu pelo fato da família seguir a Doutrina Espírita. Alguns usuários da rede social não gostaram nem um pouco da declaração, que trazia entre outras coisas, citações da Bíblia, querendo insinuar que a Doutrina Espírita não segue os preceitos cristãos e o Sagrado Livro. Para alguns, a declaração do Padre foi um desrespeito e preconceito aos seguidores da Doutrina Espírita. Algumas pessoas também questionaram ao Pároco se os Espíritas não seriam filhos de Deus. E a encrenca estava feita! Pegou mal... Merece no mínimo, um pedido de desculpas!

Aditivo do Koisa de Loko SC 477 FINALMENTE LICITADA Em visita a Papanduva para assinar a ordem de serviço para as reformas da Escola Manoel Furtado, no bairro São Cristóvão, o Secretário Regional Wellington Bielecki contou uma boa novidade que, aliás, o Prefeito Tuca já havia antecipado horas antes para o Correio do Contestado. No dia 28 de janeiro aconteceu a licitação para a conclusão da pavimentação asfáltica do trecho da SC 477 de Papanduva até a Moeminha, 26 km., iniciado e abandonado por uma empreiteira há alguns anos. Bom, isso eu já sabia. A novidade é que já foi escolhida a vencedora, assinada a ordem e, em alguns dias, “as máquinas vão roncar”. Na interminável novela dessa rodovia, muitas coisas aconteceram, como a questão das terras indígenas que tiveram que ser desviadas, a mudança de traçado contemplando o entroncamento com a estrada que vem de Volta Grande, em Rio Negrinho, cujas obras estão bem adiantadas, os problemas ambientais e, principalmente, os recursos jurídicos. Mas, “agora vai” (Ah! Há quantos anos sonho em colocar esta manchete nas capas dos nossos jornais...). Mas, segundo o secretário Wellington, “agora vai” se a empreiteira for boa, isto é, tiver credenciais $$$ suficientes para tocar a obra sem pedir aditivos e/ ou antecipações de repasses. Como se sabe, o governo paga em parcelas condicionadas à realização de etapas da obra, não vai antecipar nada. O importante para toda a comunidade é que, desta vez, não há embargos, recursos, pendengas judiciais ou outros entraves à execução da obra. E, cá entre nós, o grande motivo para acreditar é que estamos em ano eleitoral...

O Koisa 6

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado gatória publicidade dos seus atos administrativos. E jogando o dinheiro público pela janela, já que o preço do concorrente era mais do que o dobro do nosso. Felizmente, alertada pela assessoria jurídica, já que todos os jornais participantes, com exceção do vencedor, entraram com recurso, a administração municipal cancelou a presente licitação e, agora, aguarda-se o desenrolar dos acontecimentos.

Enquanto isso, em Papanduva

Imprensa Marrom & Administrações Tendenciosas? A máfia da imprensa em Itaiópolis O Jornal Correio do Contestado tem um pequeno haver do município de Itaiópolis desde o ano de 2008, último período do então prefeito Ivo Gelbcke. Essa dívida, irrisória para a Prefeitura, nem tanto para o Jornal, deveria ter sido quitada ainda no mandato de Gelbcke, pois, segundo a Lei de Responsabilidade Fiscal, nenhuma administração municipal pode deixar restos a pagar para o gestor seguinte, a não ser as dívidas originadas em convênios ou parcelas de financiamentos. Em 2009, Hélio Wendt assumiu o comando do município e também não honrou o compromisso, talvez achando que não teria obrigação, já que não foi ele que contraiu o débito. Engano seu, pois a nota fiscal foi emitida em nome da instituição e não do prefeito Ivo Gelbcke. Como se trata de um valor pequeno, que não iria mudar a vida do jornal, desistimos de cobrar, até para não tumultuar a administração de Hélio Wendt, sempre se queixando que tinha que pagar as dívidas da administração anterior e que não sobrava dinheiro para nos pagar. Deixa pra lá. Dá para alimentar uma família durante um mês o que deixamos de receber.

Ingratidão ou sabotagem?

Ali por meados do ano de 2005, primeiro de Ivo Gelbcke na administração do município, não existia nenhum jornal sediado em Itaiópolis, apenas o Gazeta de Mafra com um segmento chamado Gazeta de Itaiópolis, que mantinha um escritório na cidade. Era o periódico que se fazia presente no momento e “dava as cartas” na prefeitura. Através de um contrato, cobrava um valor altíssimo, abusivo, para “falar bem” da administração. Quando começamos a circular no município nos deparamos com essa cobrança despropositada e alertamos o prefeito, fazendo-o ver que poderia contratar um jornal, via licitação, por um preço cinco vezes menor do que estava pagando, ou seja, poderia economizar o dinheiro público na divulgação do seu trabalho e investir em obras o que sobrasse. Sugestão aceita, foi realizada a licitação. Nesse tempo, o Correio do Contestado divulgava a prefeitura de Papanduva, através de contrato licitado, praticando um preço equivalente a vinte por cento do valor gasto por Itaiópolis. De alguma forma, um Jornal de Mafra teve acesso às mesmas informações que tínhamos e apresentou no certame um preço ainda menor que o nosso e ganhou a competição. Ganhou, ganhou! Aceitamos a derrota sem questionar. Nos anos seguintes, o mesmo Gazeta de Itaiópolis voltou a apresentar uma proposta escandalosa, não aceita pelo prefeito Hélio Wendt. Optou, então, por trabalhar praticamente “de graça”, mas passou de aliado a inimigo da administração, tecendo críticas severas a todos os atos tomados pelo prefeito, participando e incentivando manifestações deflagradas pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais cujo presidente era e é nada menos que o ex-editor do jornal.

Puxada de tapete

Em maio de 2010 fundamos o Jornal O Tropeiro dentro do município, com o objetivo de aprofundar a identidade que já mantínhamos com a população de Itaiópolis e de ser o primeiro periódico legitimamente itaiopolense. Nosso primeiro trabalho foi uma entrevista com o prefeito Hélio Cezar Wendt, previamente agendada. Quando chegamos ao gabinete nos deparamos com o velho conselheiro Alceu Gaio e com o vice-prefeito Alfeu Schneider fazendo companhia ao prefeito Wendt. Dois componentes do “Conselho de Anciões”, para plagiar o “gazeteiro Simeão”. Apresentamos nosso projeto, conversamos, obtivemos promessas de apoio de todo o grupo e saímos de lá otimistas com relação ao novo jornal. Colocamos em prática o projeto e, no finalzinho do mês, circulava o primeiro exemplar de O Tropeiro. Entretanto, um dia antes, vindo do nada ou dos misteriosos labirintos sub tapetais, saiu a primeira edição do jornal “Folha de Itaiópolis”. Tapete puxado, procuramos saber as causas e descobrimos

7

rapidamente. Enquanto conversavam conosco, os “conselheiros” já tinham criado um jornal para “falar bem” da administração, para contratacar o Gazeta que só falava mal. O “Conselho de Anciões” simplesmente bancou financeiramente um semanário para ser o “braço direito” da administração municipal. Por baixo dos tapetes.

Outra rasteira na licitação

Mesmo assim, até porque não esperávamos um apoio direto da prefeitura, já que sempre nos colocamos à disposição para participar de licitações e/ou tomadas de preços, pois dinheiro público é coisa séria e tem que ser administrado honestamente, continuamos nossa jornada em Itaiópolis. No primeiro pregão presencial realizado após a criação de O Tropeiro, lá estávamos nós, com o novo jornal e com o Correio do Contestado, para “brigar” por um contrato. Documentação em ordem, chegamos ao local do certame no horário prescrito no edital, mas, como havia “gente na fila”, outros concorrentes, aguardamos educadamente os que chegaram primeiro serem atendidos. Para nossa surpresa, quando chegou a nossa vez, a funcionária do setor disse que o tempo estava esgotado e fomos impedidos de participar.

Enquanto isso em Papanduva, depois de quase doze anos mantendo vínculo com as administrações municipais através de contratos via licitação, tempo esse em que fomos parceiros de três prefeitos diferentes, de partidos diferentes, o que comprova nossa imparcialidade, eis que surge um novo semanário criado exclusivamente para defender um lado político. A história do tal “Folha de Itaiópolis” se repete aqui. Cá como lá, um jornal financiado por partido político. Lá, o PMDB, cá, o PP. Em princípio, somos parceiros de todas as administrações municipais da nossa área de circulação, independentemente da sigla partidária do Prefeito. Mas, só até que apareçam as irregularidades. Quando constatamos corrupção e malandragem, deixamos de ser parceiros, pois não compactuamos com nenhuma improbidade administrativa. E será assim sempre que puxarem o nosso tapete, pois, se agimos com honestidade e querem nos derrubar, certamente é porque não gostam de trabalho honesto. Preferem a malandragem e os conluios políticos. E a improbidade. É sempre a lesma lerda Se está passando mal, chama os bombeiros. Se foi assaltado, chama a polícia. Se está chovendo, compra um guarda chuva. Se querem te derrubar na política, chama o tucano de pé vermelho e rabo branco. Quem paga mais, fica em pé.

No ano seguinte, nova licitação e, desta vez, comparecemos ao local com bastante antecedência para não correr nenhum risco. Apresentamos o menor preço e ganhamos, finalmente, uma licitação em Itaiópolis. Bom para o município, que fez uma boa economia; bom para nós, que conquistamos mais espaço em Itaiópolis.

Mas o macaco tá certo, burro é quem lhe dá banana. O “home” já trouxe vários jornais para Papanduva, nenhum sobreviveu. Muitos assinantes e anunciantes foram lesados, pois pagaram por serviços não executados. O semanário faliu, sumiu, tomou doriu, e o home partiu. Deixando o povo a ver navio. Mas o home é esperto, um verdadeiro espinho nos delicados pés vermelhos e nos alvos rabos desprotegidos. “Esperteza” com “inteligência limitada”, diga-se, pois, sendo incapaz de produzir um texto decente, copia a matéria dos outros jornais. Para não ser taxado de clonador, muda uma frase e clona o clonado. Que passa de vítima à suspeito. E dá-lhe processo judicial, pois o clonado não vai deixar barato. Nem ele, nem o ex-administrador e parceiro, nem o Jornal Correio do Contestado que teve sua matéria clonada sem autorização e sem o devido crédito. Não por isso, e sim pelo fato de inverter a verdade e nos tornar também passíveis de processo judicial, vai responder nos Tribunais pela sua “esperteza”.

E nos dias atuais...

Acorda Papanduva

E o Município de Itaiópolis jogou dinheiro fora, pois o jornal licitado apresentou um preço bem mais alto que o nosso.

Em janeiro de 2013, Gervásio/Jucemara Uhlmann, com o vice Zezinho, assumiram a administração e, já de início, pudemos perceber o rigor com que tratam a coisa pública. Rigor até demais, pois não licitaram nenhum jornal, não gastaram nada com divulgação, nada mesmo. Mas, talvez por constatarem o erro de não divulgar as coisas boas que fazem, (as coisas ruins não precisam divulgar, o povo corre atrás e fica sabendo pelo vizinho), ou porque, agora, sobrou dinheiro em caixa, o Casal 20, Gervásio e Jucemara, resolveu realizar uma licitação, um pregão presencial, em fevereiro de 2014. E lá estávamos nós, O Tropeiro e o Correio do Contestado. Documentação em ordem, o melhor preço entre os competidores, o critério mais importante da licitação, ganhamos os dois itens licitados, o para atos oficiais e o para matérias institucionais. Dupla comemoração. E dupla decepção, mais uma vez. A comissão de pregoeiros resolveu exigir uma comprovação de que os jornais participantes garantem uma circulação de 800 exemplares semanais no município e região, conforme edital. Nossa tiragem é de 2.000 exemplares, de cada semanário, comprovada no expediente do jornal, em documento e nota fiscal da gráfica e no portal da Adjori – Associação dos Jornais do Interior de Santa Catarina. Quando nos questionaram a falta dessa comprovação, apresentamos na hora os documentos solicitados. – Ah! Mas tinha que estar dentro do envelope... Não é o que diz a Lei. Essa decisão do Município de Itaiópolis fere os princípios de Moralidade, Impessoalidade e Publicidade dos Atos Públicos. Entramos com Recurso Jurídico e perdemos. Não nos deram,também, os dois dias úteis para apresentar documentos que eventualmente pudessem estar faltando no momento do certame, conforme reza o edital. Assim, restou-nos levar o caso para o Ministério Público e para o Tribunal de Contas do Estado, pois o Município de Itaiópolis estava ferindo a lei da moralidade, da transparência e da impessoalidade para a obri-

A Câmara de Vereadores de Papanduva manteve contrato com o Jornal Correio do Contestado por vários anos, em várias administrações, sempre através de limpa e transparente licitação. Nesta atual legislatura, por ordem e graça da oposição, alegando orientação do Tribunal de Contas do Estado e da União, optou por dizer não. Como defensores da correta aplicação do dinheiro público e inimigos da corrupção, aceitamos a situação em questão. E a Câmara ficou sem divulgação. E ninguém fica sabendo o que acontece na Casa do Povo com exatidão, pois ninguém acompanha pela “interneti”, não está no jornal e ninguém comparece à sessão. Mas o “home” deu um jeito e conseguiu acesso à informação. E publica no seu jornal libertário o boletim informativo do casarão. Seria com o aval do Tribunal de Contas da União? Estaria sendo pago pela Instituição? Teria participado de alguma licitação? Ou publica de grátis, democraticamente, pra puxar saco da direção? Bem, o home faz até anúncio comercial “de grátis” pra loja do prefeito, sem autorização, com certeza contando com sua futura gratidão. Uma hora ou outra vai cobrar pelo “serviço”e vai sumir, então, deixando, mais uma vez, o pessoal na mão. Até que a morte separe o joio do trigo, a honestidade da corrupção, a malandragem da boa intenção, as cartas da mesa e as que ficaram em baixo do tapetão, teremos que conviver com esse lixão? O engraçado de tudo isso é que, até outro dia, o tal jornal libertário, trazido pela oposição, era unha e dedo do pessoal da outra administração, aquela que não pagou as contas e deixou muita gente passando fome, vivendo de água e pão; com certeza, não pagaram o “home” e ele virou a casaca, mais uma vez, como sempre faz nessa situação. Às vezes tenho vontade de parar com tudo, largar a imprensa, ir plantar bananas em Garuva ou vender pipoca na praia de Itapoá, mas vou ter que esperar o próximo verão.

O Koisa

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado

Cantinho da Encontrando Paz em meio à tempestade

V

elejar pelo mar, surfar nas ondas, pescar e se divertir são muito bons. As águas salgadas servem muito a humanidade de diferentes formas: através do entretenimento, pelo alimento (como os peixes e frutos do mar, como também o sal) e ele serve para purificar e cumprir o ciclo que a água doce necessita. Haviam certos homens acostumados a navegar pelos mares, encontrar o sol “beijando” as águas, sentir o balanço e o cheiro do mar lhes era encantador, e colocando ainda que retiravam peixes dele para sua própria sobrevivência. Porém, esses homens deixaram todo esse encanto ao passado, quando, de repente o mar bravio ficou, as ondas normais que antes afagavam o barco, agora o chicoteiam com a mais terrível força, o barco que até então parecia uma águia sobre os céus, desafiando tranquilamente os ventos contrários, agora se ouve estalos, o casco querendo partir e as velas querendo que-

8

brar, o conhecimento dos habilidosos marinheiros virou em pó perante o mar que antes era admirável, este mesmo golpeia o barco semelhante um gigante a uma formiga. As emoções e o medo se misturam, o drama aumenta junto às águas subindo barco adentro, as águas e o vento gelado sobre o corpo trazem anseios e calafrios da morte. O horror dos mares os atacou, a beleza sumiu e o pavor dominou. Quase se foram as esperanças, quando, de repente alguém se lembra de Jesus Cristo, com o ar ofegante e desesperador lhe perguntaram:Mestre, não se importa que pereçamos? O Mestre amado com os passos firmes levanta as mãos e diz: acalmem se vento, aquietem-se mar! E Tudo se fez bonança. Muitos que irão ler estas palavras estão nesta mesma situação, os céus se enegreceu e a alma ferida ficou. Os gigantes do desespero e da tristeza, depressão e opressão os sufocam clamando contra seus sonhos e seus objetivos. Quero te lembrar que se você clamar ao Senhor e Salvador Jesus Cristo, Ele repreenderá todo o mal de sua vida, e ela se fará em bonança. Tenha a certeza que tudo na vida existe um propósito eterno, e Deus traça caminhos de desertos e sofrimentos para nos mostrar quão grande é o Seu Poder. Baseado em Mateus: 8.23-27 Grande abraço, até a próxima edição.

Pastor Antoninho Silva de Freitas Presidente da IEADP Tiago Champoski Pensamento Cristão

P oesia

Há mais tempo Muito tempo Seria existe mais tempo Seria em outro tempo O que dirias tu Senhor de teu tempo Mentor do relógio de tua vida Manipulador dos momentos Criador de eventos E mesmo assim não podes dizer Se há tempo E que tempo falta ou virá.

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado Aos 12 anos de idade Alessandra Szableski pousou para as lentes do fotógrafo Joel Alves . A menina é filha de Alice e Adir Szableski. As fotos foram feitas na localidade de Rio da Estiva.

Fotos: Joel Alves Fone: (47)3653-1056 / (47)8913-9608

Jogo dos Sete Erros

9

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado

Motociclista fica ferido em colisão com veículo

Um motociclista menor de idade ficou ferido depois que sua moto colidiu com um veículo Parati de Santa Cruz do Sul, na Rua Jorge Lacerda, Centro. O jovem sofreu ferimentos abrasivos nas costas e joelhos e foi encaminhado ao Hospital São Sebastião. O motorista do outro veículo não se feriu.

Mais um motociclista ferido Papanduvense perde a vida em grave acidente na BR 116 Um acidente no último dia 15 de março tirou a vida do papanduvense Sérgio de Souza, de 42 anos, mais conhecido como Serginho da Lavação. O veículo em que estava Sérgio colidiu frontalmente com o caminhão Iveco, com placas de Lebon Régis. No caminhão estavam o motorista André Lucas, de 22 anos e a caroneira Mariane Farias, de 33 anos. Ambos sofreram ferimentos leves. A fatalidade aconteceu no quilômetro 47 da BR 116, em cima da ponte sobre a linha férrea. A morte de Sérgio deixou a população de Papanduva comovida, já que ele era muito conhecido na cidade.

O Corpo de Bombeiros de Papanduva atendeu a uma ocorrência envolvendo um motociclista de 50 anos. O mesmo caiu de sua moto em cima de uma ponte, na localidade de Nova Cultura. Ele sofreu fraturas nas costelas e face e escoriações generalizadas.

Carro bate em poste e deixa duas pessoas feridas

Nesta quarta-feira (19) um carro veio a colidir com um poste, no Bairro Industrial. No veículo Gol estavam duas pessoas. S.C.S de 79 anos e A.L de 52 sofreram ferimentos na região do crânio.

IMPORTANTE SABER:

10

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Oficiais

11

Correio do Contestado

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Marรงo de 2014


Correio do Contestado

Papanduva

Campeonato Municipal de Futebol de Campo Rodadas do último final de semana Jogos do dia 16/03: Pousada/Pratinha 05 x 02 Rodeiozinho Pega Fogo/P.Couro 03 x 01 Bola na Rede/ Romanio E Neste final de semana acontecem dois jogos: Domingo 23/03 as 14:00hs: GR A.Center/S. Cristóvão/Moreira x S.E.Pé de Cana As 16:00hs: D'Q.Chuto/ Avena/F.Sim x Tecnoart/Ello som

12

DOUGLAS - SILVIO - ORLI

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado

EVANDRO -TINA -REGINALDO -ROGÉRIO

FELIPE - EDIMAR FABRÍCIO

GALEGO - JOSÉ -PEDRO LUCAS - DAVI - MOISÉS-SENHO

LUCIANO - MANO -CLEOMIR JARDEL - RICARDO -DJONE

MILE -CLEVERTON - ELITON

NETO - PAULO - JOÃO

VILMAR - JACSON - EVERTON

13

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado

Piadas

Classificados

A loira e a morte da avó O executivo chega ao escritório e vê sua secretária (que é loira) chorando. - O que aconteceu dona Paula ? - Pergunta para ela. - Minha avó, que mora na Itália, morreu! - responde ela, entre soluços. - Oh, sinto muito... À tarde, o chefe pega a loira com nova crise de choro e pergunta: - Ainda está chorando pela morte da sua avó? - Não...telefonei pra minha irmã. Que coincidência: A avó dela também morreu!

O bêbado passando do lado de fora do cemitério Em uma cidadezinha bem do interior havia uma figueira carregada dentro do cemitério. Dois amigos decidiram entrar lá à noite (quando não havia vigilância) e pegar todos os figos. Eles pularam o muro, subiram a árvore com as sacolas penduradas no ombro e começaram a distribuir o prêmio - Um pra mim, um pra você. - Um pra mim, um pra você. - Pô, você deixou esses dois caírem do lado de fora do muro ! - Não faz mal, depois que a gente terminar aqui pega os outros. - Então tá bom, mais um pra mim, um pra você. Um bêbado, passando do lado de fora do cemitério, escutou esse negócio de 'um pra mim e um pra você' e saiu correndo para a delegacia. Chegando lá, virou para o policial : - Seu guarda, vem comigo! Deus e o diabo estão no cemitério dividindo as almas dos mortos!!! - Ah, cala a boca seu bêbado, vá dormir ! - Juro que é verdade !!! Vem comigo ! Os dois foram até o cemitério, chegaram perto do muro e começaram a escutar... - Um pra mim, um pra você. O guarda assustado: - É verdade ! É o dia do apocalipse ! Eles estão dividindo as almas dos mortos ! O que será que vem depois ? - Um pra mim, um pra você. Pronto, acabamos aqui. E agora ? - Agora a gente vai lá fora e pega os dois que estão do outro lado do muro... - CoooooRRRReeeee...Poooooorrrrrra !!!

VENDE-SE - Um terreno Urbano medindo 600,00m2, localizado na Rua. Rogério Marques, 11 VALOR : R$ 60.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um terreno Urbano medindo 920,00m2, localizado na Rua. Rogério Marques, 11 VALOR : R$ 70.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um Terreno Rural medindo 121.000,00m2, localidade de Rodeiozinho – Papanduva – SC Valor: R$ 200.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um Terreno Rural medindo 80.666,67m2, localidade de Rio do Engano – Papanduva – SC Frente com a Estrada Principal (Papanduva/Guarani) Valor: R$ 65.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um terreno Urbano 450,00 m2, nele edificado uma casa residencial em alvenaria, situado nesta cidade Papanduva. Valor: R$ 120.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um terreno Urbano medindo 488,00 m2., situado na Rua Leoberto Leal, (próximo ao Colégio Alinor Viera Corte) Valor: R$ 160.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254

Queimados – Palmito Valor R$ 60.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um Terreno Urbano medindo 554,62m2, nele edificados 1 casa em alvenaria medindo 34,00m2 e 1 casa de madeira medindo 72,00m2, situado na Rua Jorge Lacerda – Papanduva –SC Valor R$ 80.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um Terreno Rural com área de 100.000,00m2 , situado na localidade de Rio do Engano. Valor: Á Combinar Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um Terreno Urbano medindo 905,00m2, situado na Rua Nereu Ramos (Asfalto, próximo ao Condomínio Banco do Brasil) Valor: R$ 140.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um Terreno Urbano medindo 532,50m2, situado na Rua Agostinho Teixeira de Lima (próximo a delegacia) Valor: R$ 110.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254

- Um terreno Urbano medindo 318,26m2. situado na Rua Basilio Heuko (próximo a Loja Facritex) Valor: R$ 140.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254

- Um terreno Urbano medindo 793,00m2, nele edificado uma casa de madeira com 100,00m2 e um barracão com 130,00m2. Localizado na Rua Pedro Povaluck (atual Amarildo Estofados) Valor R$ 165.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254

- Um terreno Urbano medindo 780,00m2 com uma casa em alvenaria medindo 135,00m2., situado na rua José Zadorozne, esquina com a Manoel Estevão Furtado. Valor: R$ 195.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254

- Um Terreno Urbano medindo 288m2, com uma casa em alvenaria contendo 6 peças, situado na Rua Otávio Wunsche, (próximo a igreja Nossa Senhora de Fátima) Valor R$ 100.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254

- Um terreno Rural com área de 338.873,60m2 em comum na área total de 2.144.703,00m2 na localidade de Nova Cultura Valor: R$ 250.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254 - Um terreno Rural com área de 3.6Ha., localizado em

- Um Terreno Urbano medindo 800,00m2, com uma casa nova em alvenaria de aproximadamente 160,00m2., situado na Rua José Zadorosny, 256 (próximo ao salão Santo Antonio). Valor R$ 210.000,00 Tratar: 47 3653 – 2470 / Cel. 47 91558254

LAUDOS DE AVALIAÇÃO EM GERAL E TAMBÉM SIMULAÇÕES DE FINANCIAMENTOS JUNTO A CAIXA, BANCO DO BRASIL E OUTROS.

14

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado

Mulheres que marcaram a história!

Virginia Woolf, escritora:

Pela moradia londrina de Bloomsbury desta novelista (1882-1941) passaram autores como J. M. Keynes e E. M. Foster. Suicidou-se se afogando por medo de uma incipiente loucura.

Cora Coralina, poetisa:

Ana Lins dos Guimarães Peixoto Bretas (1889—1985) era uma mulher simples, doceira de profissão, tendo vivido longe dos grandes centros urbanos, alheia a modismos literários, produziu uma obra poética rica em motivos do cotidiano do interior brasileiro, em particular dos becos e ruas históricas de Goiás.

15

Cleópatra, Joana d’Arc, Madre Tereza de Calcutá...elas são apenas três das muitas mulheres que marcaram a história, cada uma na sua época.

Joana d'Arc, heroína:

A combatente francesa (1412-1431) assumiu o comando do exército real em várias batalhas durante o reinado de Carlos VII. O papa Bento XV nomeou-a santa em 1920. Morreu na fogueira por heresia.

Carlota Joaquina, rainha:

Carlota Joaquina Teresa Caetana de Bourbon e Bourbon (1775—1830) foi infanta de Espanha, princesa do Brasil e rainha de Portugal por seu casamento com D. João VI. Ficou conhecida como A Megera de Queluz, pela sua personalidade forte e porque escolheu viver no Palácio de Queluz, nos arredores de Lisboa.

Ana Bolena, rainha consorte:

A segunda esposa (1501-1536) do monarca inglês Enrique VIII morreu decapitada na Torre de Londres após que seu marido a acusasse de adultério. Seu próprio pai, sir Thomas Boleyn, condenou-a.

Edith Piaf, cantora:

Criada por sua avó, que dirigia uma casa de prostitutas, Edith (19151963) revelou seu talento e sua grande voz nas canções populares que cantava nas ruas junto com seu pai, Louis A. Gassion.

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014


Correio do Contestado

Maria Curie, cientista:

Maria Sklodowska (1867-1934) tomou o sobrenome de seu marido, Pierre Curie. Por sua nação de origem, Polônia, deu nome a um elemento químico. Pioneira no estudo da radioatividade, obteve dois prêmios Nobel.

Carmen Miranda, cantora e atriz: Maria do Carmo Miranda da Cunha(19091955) foi uma cantora e atriz luso-brasileira e precursora do tropicalismo. Carmem foi a maior celebridade em sua época, algo como Britney hoje. Encontraram na morta no quarto de sua casa em Beverly Hills após colapso cardíaco fulminante por causa da sua dependência de barbitúricos.

Irmã Dulce, religiosa:

Maria Rita de Sousa Brito Lopes Pontes (1914—1992), melhor conhecida como o Anjo bom da Bahia, foi uma religiosa católica brasileira que notabilizou-se por suas obras de caridade e de assistência aos pobres e aos necessitados.

Cleópatra VII, rainha:

Cleópatra Filopator Nea Thea (69-30 a.C.) herdou de seu pai o trono de Egito. Seus romances com Julio César e Marco Antonio converteram-na numa das soberanas com mais poder da antiguidade.

Teresa de Calcutá, missionária:

Gonxha Agnes (1910-1997) fundou a congregação Missionárias da Caridade para ajudar aos pobres. Dois anos após sua morte, João Paulo II abriu a causa de sua canonização. Recebeu o Nobel da Paz em 1979.

Evita Peron, política:

Marcada por uma infância no campo e filha não reconhecida, Eva (1919-1952) trabalhou como atriz, modelo e locutora e se casou com o presidente argentino Peron. Lutou pelos direitos dos trabalhadores e da mulher.

Correio do Contestado. Papanduva, 22 de Março de 2014

Maria Quitéria, militar:

Maria Quitéria de Jesus (1792-1853) foi uma militar brasileira, heroína da Guerra da Independência. Considerada a Joana D'Arc brasileira, é a patronesse do Quadro Complementar de Oficiais do Exército Brasileiro. Vestiu-se de homem para alistar-se no exército. Morreu aos 61 anos no anonimato nos arredores de Salvador.

Anita Garibaldi, revolucionária:

Ana Maria de Jesus Ribeiro (1821-1849), foi a companheira do revolucionário Giuseppe Garibaldi, sendo conhecida como a "Heroína dos Dois Mundos". Ela é considerada, até hoje, uma das mulheres mais fortes e corajosas da sua época.

Diana de Gales, princesa:

Conhecida como a princesa do povo (1961-1997) por sua atitude solidária com os mais desfavorecidos, esteve casada com o príncipe Charles, com quem teve os príncipes William e Harry. Morreu ao lado do namorado em um controvertido acidente de trânsito quando fugia da perseguição de paparazzis.

16


Edição 497