Issuu on Google+

R Aovrim

ia d a

m.aa l b h m a i n l r v t o g a i m r s b a .dteeentn.aidao g r i d a m s i v dedia a re ia d o

r a t. h.arra

d n ig

es n d e #1

pa n ig iano s e d tid m o c o mb oeo u e çã d p s e gra perc e r 15 rar a lho e m

. r a

e o ã ç p ce ian r e p id

5


É o que fazemos o tempo todo para encontrar a melhor solução aos problemas trazidos. É o que buscamos quando necessitamos de uma ideia nova, de uma inspiração e de informação. ampli.AR nos faz agregar novas possibilidades. A criação é a essência da vida, ela é continuidade e evolução. Dela nasce o novo e o diferente, ela dá forma àquilo que antes era só pensamento. Criar é transformar lugares e pessoas, é derrubar fronteiras, é ampli.AR o conhecimento. Com esta atmosfera criamos o conteúdo aqui presente, um projeto feito cuidadosamente por nós do Estudio Sintonia para passar adiante novas ideias, conceitos, paixões e descobertas. Este é o início de uma nova jornada aberta ao diálogo e à experimentação em conjunto, mostrando que muito além da comunicação gráfica, nossos interesses consistem em explorar, desenvolver e propagar ideias.

3 ção é Por que a imagina ão. aç cri da o ípi inc o pr


Sumário Sumário

DESIGN DO DIA A DIA 15 regras de um bom design para melhorar o cotidiano

12

06

MOVIMENT.AR A PRÁTICA DE ALGUMA ATIVIDADE FÍSIA

DEIXA TODO MUNDO MAIS FELIZ


TRABALH.AR empreendorismo: o comeรงo

ou fim DE UMA CARREIRA PESSOAL?

24

18 CRI.AR

eles chegaram lรก...


Design no dia a dia A criação envolve muito mais que apenas o estudo dos seus componentes, envolve técnica, aplicação, análise, compreensão e planejamento. Existe um processo técnico e criativo que é empregado à solução de um problema. No dia a dia, também necessitamos de conhecimento e uma pitadinha de criatividade para ultrapassar os obstáculos e conquistar nossos objetivos. No design, antes de tentar achar respostas para os problemas, precisamos definir as perguntas certas e ter sempre em mente que não existe apenas uma solução possível para um problema ou projeto. Se essa metodologia funciona para criar o novo e descobrir caminhos não trilhados, por que não aproveitar seus ensinamentos e trazer para o nosso dia a dia se não a solução, ao menos um bom divertimento?

6


15 regras de um

bom

design melhorar

para cotidiano

a percepção e o

7


1

Tenha um conceito. Na vida, como no design, precisamos ter um caminho preciso a seguir, uma ideia do que queremos conquistar, um objetivo que queremos alcançar. Assim como “Nenhuma ideia? Nenhum design.”, “Se você não sabe aonde ir, qualquer lugar serve”.

2

Comunique, não enfeite. Se no design cada ponto, linha, textura, forma, cor e imagem devem estar relacionados com o conceito, qualquer elemento que difere dele precisa ser excluído. A simplicidade atrai a atenção pelo seu caráter descomplicado. Simplificar a vida é excluir tudo o que não condiz com os seus princípios e enfeitar, muitas vezes, é criar problemas e obstáculos desnecessários.

3

Crie uma unidade visual. Todos os elementos

do projeto precisam ser trabalhados para transmitir uma mensagem única, fortalecendo a comunicação através da coerência. O design nos ensina que ser coerente é essencial para gerar um bom entendimento entre as partes.

Use no máximo duas tipografias.

4

Há algum tempo, esbanjar deixou de ser uma atitude apreciada. Não precisamos de muitas coisas para sermos felizes, precisamos apenas das coisas certas. No design, são raros os casos que se faz necessário o uso de mais de duas famílias tipográficas, principalmente porque a diferença não está na quantidade de tipos que utilizamos ou de coisas que possuímos, mas no valor que damos a cada uma delas.

5 8

Mostre uma coisa de cada vez. A hierarquia é um elemento chave no design, pois serve para direcionar o olhar e conseguir um bom


entendimento da mensagem que será transmitida. Estipular metas e prioridades visualizando-as como uma escadinha, onde um degrau te conduz a outro, faz com que não se atropele fases e experiências. Aprender a dar um passo de cada vez é aprender que tudo faz parte de um ciclo, no qual para que algo comece outro precisa terminar.

Escolha as cores com um objetivo.

6

Nem sempre é fácil fazer uma escolha. Decidir que cor colocar num projeto requer conhecimento e sensibilidade, e optar por qual caminho seguir na vida requer coragem e disponibilidade para errar. Assumir as escolhas feitas, sejam elas conscientes ou não, é um exercício doloroso, mas traz junto consigo uma ótima lição: a de aprender a ter responsabilidade sobre si mesmo.

7

Se puder fazer com menos, melhor.

O “Less is more” do design é um conceito que pode ser aplicado na atualidade pelas pessoas que possuem a consciência de que o consumismo sem limites pode gerar consequências desastrosas para as gerações futuras. Da mesma forma que devemos ser econômicos ao projetar algo, devemos usufruir da natureza apenas o necessário.

O espaço negativo é mágico: crie-o, não o preencha. Os brancos em

8

torno das formas não são vazios, se olharmos com cuidado percebemos que aquele espaço é uma forma por si só. Assim funciona a criatividade. Deixar que a imaginação viaje livremente transforma o vazio em mundos fantásticos, recheados de surpresas e ideias. Quanto mais vivo e ativo for o espaço vazio, mais interessante e forte será sua composição.

9


9

Seja universal; não se trata só de você. Ao projetar temos sempre que ter em mente

o público ao qual se destina a mensagem. Deixar de pensar no eu e focar no outro, ou até mesmo no nós é um desafio que precisa ser superado na vida profissional e na pessoal. Ser capaz de ampliar a visão de mundo e enxergar as necessidades e dificuldades do outro traz muito mais benefícios para quem dá, do que para aquele que recebe.

Seja decidido: faça com um objetivo, ou simplesmente não faça. No design os elementos devem ser

10

orquestrados com clareza para que o sentido não se perca. A vida funciona da mesma forma. Ser objetivo e decidido não é ser teimoso ou arrogante. Saber o que se quer e as razões para isto é o primeiro passo para alcançar o sucesso.

11

Meça com os olhos. Para o designer, os olhos são os principais responsáveis por analisar a coerência e por avaliar a criação do todo. Na vida pessoal é o coração que deve ser consultado ao depararmos com a dificuldade e a dúvida. Só o coração é capaz de enxergar o que os olhos não veem.

Ignore modismos. O que está na moda

12

hoje vende, porém é rapidamente substituído pelo novo modismo de amanhã. Ter em mente a palavra atemporal e projetar com base em conceitos, significados e função é projetar além das tendências superficiais. Na vida a autenticidade surge quando aprendemos a seguir a nossa essência, excluindo tudo aquilo que não corresponde com as nossas necessidades e anseios.

10


13

Crie movimento. Estático é igual a monótono. O contraste gera tensão e a tensão cria o ritmo, tanto na vida quanto no design. O movimento faz parte da natureza do homem e do espaço. Tudo está em constante mudança e os altos e baixos trazem a descoberta do novo e a superação dos limites. Trabalhar o movimento no layout desperta o interesse e na vida promove a evolução. Preste atenção à História, mas não a repita. As pessoas se inspiram no

14

ontem para criar o amanhã. Os designers devem olhar para o que já foi feito e procurar dar um passo a frente ao invés de apenas imitar. Da mesma forma todos nós devemos nos inspirar nas coisa boas que vivenciamos e aprender a não cometer no futuro os mesmos erros do passado.

15

A simetria é o mal supremo. A

simetria é estática, repetitiva e não oferece o inusitado ao observador. A individualidade extrema também. Composições assimétricas criam um mosaico de interações e assim como a cocriação, a união de elementos e pessoas diferentes entre si é capaz de gerar infinitas combinações.

Texto desenvolvido a partir de: Samara, Timothy. Design elements – A graphic style manual. Rockport, NY, 2007. www.trendwatching.com.br http://vidaeestilo.terra.com.br/homem/interna/ 0,,OI4121371-EI14237,00.html (acesso 08/2011) http://www.chmkt.com.br/2010/04/ 10-tendencias-de-comportamento-dos.html (acesso 08/2011)

11


++++++++ +++++++ +++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + +++++++ ++++++ +++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + + +++++++ ++++++ +++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + + + + + ++++++++ + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + +++++ ++ ++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + +++++ +++++ +++++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ ++++++++++++ + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++ +++++ +++ ++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ +++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ +++ ++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ ++++++++++++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++ +++++ ++ ++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ ++++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ ++ ++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + +++++++ +++++++ ++++++++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ + + + + + + +++++++ +++++++ ++++++++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + ++++++ ++++++ ++++++++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + ++++++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + +++++ +++ ++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++ +++++ ++ ++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ ++++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ ++ ++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + ++++++++ ++++++++++++ +++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ +++ ++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ +++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ +++ ++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ ++++++++++++ +++++ +++++


+ + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++ +++++ +++ ++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + +++++++ ++++++ +++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + ++++++ ++++++ +++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + + + + ++++++ +++++ +++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++ +++++ ++ ++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ ++++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ ++ ++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + ++++++++ ++++++++++++ +++++++++++ + + +fĂ­sica + + + +de ++++++++ A prĂĄtica alguma ++ +++++ + + + +atividade + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + +mundo deixa+ todo feliz.+ + + + + + + + + + +++++ + + + +mais + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ ++++++++ + + ++++++++ +++++ +++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ ++++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ +++ ++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + ++++++++ ++++++++ ++++++++ + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++++ +++++++ ++++++++ + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + +++++++ ++++++++ ++++++ + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + +++++++ ++++++ +++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + ++++++ +++++ +++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + ++++++ +++++ +++++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++++++ ++++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ +++ ++ + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + + +++ + + ++++++++ ++++++++++++ +++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ ++ ++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + ++++++++ ++++++++++++ +++++++++++ ++++++++ ++++++++++++ ++++++++++++ ++++++++ ++++++++ +++++ ++ ++ + + + + + + ++ ++ + + + + + + + + + + ++++++ + + + + + + + + + + ++ ++ + + + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + ++++++++ ++++++++ +++++ +++ ++ + + + + + ++ + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + + +

moviment.ar


F

bilhões de adeptos enômeno mundial com a se tornou um dos em todo mundo, a corrid no planeta. Um esportes mais praticados e não exige materiais esporte de baixo custo, qu um bom tênis e roupas muito específicos (apenas próprios para a prática, confortáveis), nem locais dores em todas as tanto é que se veem corre es, na praia e dentro das partes: nas ruas, em parqu as. academias sobre as esteir dizem que não existe rad Os corredores invete os a química que acontece sensação melhor do que a do esporte. Cientistas no corpo durante a prátic da liberação, depois de um contam que é por causa rfina, substância química tempo correndo, da endo bem estar, mas alguns que nos dá sensação de os sensação de liberdade e praticantes falam que é a são e qu traz para o dia a dia benefícios que a corrida , a respiração mais tranquila os grandes aliados, como e co éti corpo mais atl um coracão saudável e um esteticamente bonito. s benefícios é facil, o Sejamos sinceros, falar do todas essas coisas aí! Como difícil é começar e sentir meçar é sempre a parte todo hábito saudável, co , praticamente uma mais difícil, é sofrido, doído ie ego não vem, o corpo dó autopunição diária. O fol No ? go mi ou fazendo isto co você pensa: “Por que est tão bom!”. Mas depois de sofá assistindo TV estava rna ficando confortável, a pe alguns meses a coisa vai o nd fica a respiração vai vai aprendendo a esticar, pneuzinho teimoso que le mais tranquila, até aque

14


repolho, do sangue, da lua não saiu com as dietas do olveu sair! E o sexo? Mais ou o mix de todas elas res is frequente (afinal agora tempo, mais animado, ma z! o, né!?) e o casal mais feli tem disposição para tud os fíci ne be Os ?” tes cei an “Nossa, por que não come m. ara eg finalmente ch

Começando Ok, vamos começar. > Primeiro passe em um médico de confiança para que ele se certifique que você está saudável o suficiente para praticar alguma atividade física. > Você, que está parado há um bom tempo pode começar a trocar atividades antes feitas com o carro ou transporte coletivo pelo trajeto a pé: ir à padaria, ao supermercado, ao restaurante ou levar os filhos à escola. > Depois pode começar a caminhar em um parque, medindo a distância e o tempo que percorreu. O ideal é sempre manter uma frequência semelhante das atividades para que o corpo se acostume com a ideia e comece a curtir a coisa também. Se você caminhar todos os dias de uma semana por uma longa distância e depois ficar no sofá outras duas semanas, seu organismo vai estranhar a situação e provavelmente, 15


você não sentirá os benefícios de quem tem uma rotina, então mesmo que seu tempo lhe permita pouco agora, como uma vez por semana, mantenha uma rotina fixa e à medida que seu corpo peça e seu tempo permita, aumente esta frequência. Passou algum tempo, você está curtindo a coisa, andar está ficando meio monótono e você quer colocar velocidade na prática e a corrida, efetivamente, quer entrar na brincadeira. Agora é a hora que quase todo mundo se afoba, dá toda a velocidade de si no início e depois de cinco minutos está tropeçando na língua. O importante nesta fase é ir testando, dar um trotinho (aquela corridinha devagar) de um minutinho, descansar caminhando, dar outro trotinho e por aí vai, procurando manter o mesmo tempo que se utilizava caminhando sem paradas, já que agora o descanso será a caminhada. À medida que as corridinhas (ou os trotes) se tornam mais longas e as caminhadas mais curtas, você pode ir trocando a caminhada pelo trote e o trote por uma corrida mais veloz. Fique atento ao modo como as pernas se movimentam, a sua respiração e principalmente como seu coração se comporta nos momentos de maior esforço e nos momentos de recuperacão, ou seja, quando você está ofegante e reduz o ritmo, você volta ao normal mais rápido ou esta recuperação demora a acontecer? 16


Esquentando

Q

uando você percerber que a prática começou a ficar mais séria, procure um profissional de Educação Física para lhe orientar melhor e acompanhar seu treino. Com certeza junto de um professor seu progresso será bem mais rápido e seguro. Você pode procurar também os grupos de corrida que ao contrário do que a maioria pensa, há turmas de iniciantes como você para trocar experiências e dividir histórias e que se tornam amigos e companheiros de provas futuras. Na seção Mais há sites de grupos de corridas e professores especializados com quem você pode tirar dúvidas e iniciar sua jornada. Lembre-se: só a disciplina e uma rotina lhe trará benefícios reais e uma excelente saúde a médio e longo prazo.

MAIS • www.corpore.org.br • www.3wayfitness.com.br • www.ludias.com.br • www.revistao2.com.br • www.runnersworld.abril.com.br • www.ativo.com 17


trabalh.ar


empreendedorismo: o começo ou fim de uma carreira pessoal?

É muito comum para quem é empreendedor, por menor que seja o negócio, ouvir em rodas de amigos ou familiares a velha frase: “ah, agora você é empresário, tem a vida fácil, não tem chefe, trabalha a hora que quer.” Será esta uma realidade geral entre os empreendedores ou um mito sonhado por quem está do outro lado?


>

Comum também é o fato de muitos acharem que quando passarem da vida de assalariado para a de empresário não será mais necessário se dedicar à carreira pessoal e ao desenvolvimento profissional só porque agora tem uma empresa. Mais da metade das empresas brasileiras não sobrevivem depois do primeiro ano, conforme estatística dada pelo Sebrae e conhecida por muitos de nós. Talvez a falta de dedicação ao negócio próprio seja um dos motivos. Além disso, muitos “empreendedores” abrem seus próprios negócios sem um motivo claro ou uma razão coerente para dar início a uma ideia ou solução (para conhecer 7 motivos para não abrir uma empresa acesse http://migre.me/4AyRW.).

No Brasil, devido a desvalorização do profissional mais experiente, é comum termos empresários iniciantes na faixa acima dos 40 anos, momento em que o desemprego ou até mesmo 20


a aposentadoria força os profissionais a procurarem outro meio de sustento que não o emprego assalariado formal, aproximando-os da carreira empreendedora. Assim como há também jovens que desde o início buscam-se distanciar da forma tradicional de remuneração, seja pela busca da liberdade profissional ou por querer trazer ideias inovadoras ao mercado. Logo, diferente do que muitos pensam, a carreira pessoal do empreendedor deve ser tão bem investida quanto à daquele profissional que trabalha como funcionário, a única diferença é que o empreendedor não sobe de cargo, ao invés disso, o seu desenvolvimento profissional contribui diretamente com o crescimento da própria empresa. O investimento do empreendedor em cursos, aprendizado acadêmico ou até mesmo em outras áreas de interesse pessoal é tão importante para o sucesso do negócio quanto para seu processo de desenvolvimento pessoal, principalmente quando falamos sobre a atualização sobre o comportamento e práticas de mercado. Muitos empresários e empresas estagnam por não saberem o que acontece fora dos limites de sua empresa, com 21


seus fornecedores e parceiros, por falta de atualização perdem a experiência de vivenciar outras práticas de mercado e novas maneiras de pensar. Atualmente, há dezenas de grupos de empreendedores e profissionais que trocam informações ou colaboram entre si para o desenvolvimento pessoal e de suas empresas, como o site ResultsON, que divulga eventos, cursos e workshops para startups, como são chamadas as novas empresas e empreendedores do mercado. Há também diversos cursos do Sebrae e business schools, nas diferentes regiões do Brasil, direcionadas ao desenvolvimento dos proprietários de empresas, inclusive pós graduações e MBAs focadas diretamente no assunto. Outra forma também muito importante de contribuir para a empresa e com o crescimento profissional pessoal é se especializar no segmento em que a empresa atua, seja ele moda, design, engenharia ou bioquímica, já que geralmente sócios de uma mesma empresa atuam em focos diferentes, fazendo o que sabem melhor dentro de suas funções. Se cada sócio se aprofundar em sua área, teremos uma super equipe! 22


A questão também é válida para os profissionais que atuam como funcionários de pequenas empresas os quais pensam não existir mais cargos para conquistar, por isso não fazem mais que o necessário. Se a empresa cresce e o funcionário não se desenvolveu junto, um profissional melhor qualificado do mercado terá que ocupar esta lacuna entre o colaborador estagnado e a empresa que cresceu.

Independente do tipo da opção de carreira, empregada ou empreendedora, é importante nunca permitir que o tempo atropele seu desenvolvimento. Todo início de jornada é importante, mas o diferencial para o sucesso e para a futura satisfação está na forma como realizamos todo o percurso do caminho escolhido.

Para saber mais: »» www.resultson.com.br »» www.ideiasnalaje.com.br »» www.ptodecontato.com.br »» www.mashable.com »» www.startupdonut.co.uk »» www.vocesa.com.br 23


cri.ar

s Ele

24

che

lรก.. m a r ga

.

Histรณrias de pessoas que, mais cedo ou mais tarde, decidiram se dedicar com afinco ao que mais gostavam e em pouco tempo colheram os resultados de todo o esfoรงo.


25


s 20 anos, Henry Camargo, hoje ao20 05. Três

z em começou a estudar jaz Festival de Dança de anos depois, esteve no ado do país, onde fez Joinville, o mais renom rua. A partir de então um curso de dança de e a técnica na modalidad passou a aprimorar su Em . ília mia da fam e a dar aulas na acade al, conquistou o tiv Fes o 2009, no mesm egorias Conjunto primeiro lugar nas cat ae çado de Dança de Ru Avançado e Duo Avan de do ar no Solo Avança ficou em segundo lug fia “Desmembrando” Hip Hop. Sua coreogra s em 2010: o de lhe rendeu dois título e o Solo Masculino Coreógrafo Revelação a por um bailarino da su Avançado, executado l. ha Ka a de Danç companhia, o Grupo Cia ar as potencialidades str mo as “Queria apen desmembrando no do bailarino, que vai se com o prêmio, mas palco. Fico lisonjeado da sua proporção”, ainda não tenho ideia cita Camargo. Veja mais em: da nc a.c om .br /20 10 / ht tp ://w ww.fe sti va lde 107 p?n= imprensa-releases.ph

26


6 e meia Anderson Augusto, 27, conhecido como SÃO, e Leonardo Delafuente, 28, cresceram no bairro da Barra Funda, e se tornaram amigos depois de descobrir que tinham em comum o gosto pelo desenho. Inspirados pelo grafiteito Zelão, que deixou muitos muros marcados com o seu trabalho naquela região, decidiram se arriscar no grafite mas logo sentiram a necessidade de ousar um pouco mais. Foi assim que, em 2006 começaram a pintar bueiros, postes, tampa de esgoto com figuras como Carmen Miranda, Che Guevara, Batman e Robin Assim nasceu o duo 6emeia. O nome veio da posição em que os ponteiros do relógio ocupam nesse horário, ambos apontando para o chão – o suporte dos artistas. A proposta é colocar a arte, literalmente, na rua, ao alcance de todos; trazer uma nova forma de perceber os objetos do cenário urbano tão presentes no nosso cotidiano e quebrar a austeridade cinza da cidade com cor, humor e criatividade.

Veja mais em: ✓ http://bravonline.abril.com.br/conteudo/artesplasticas/ sao-delafuente-nossa-aposta-594410.shtml ✓ http://www.6emeia.com 27


balhou por Tulipa Ruiz , 31, trama a começou a s aos poucos a músic quase dez anos como

jor-

a, nalista em uma agênci , resolveu largar o o seu tempo. Em 2008 is ma vez a cad ar tom adora autônoma e na profissão de ilustr emprego para investir ão, guitarrista, em as músicas com o irm cantora. Gravou algum muito usada por My Space – rede social casa e colocou no seu teve mais de 90 trabalho. Sua página músicos para expor seu mil acessos. Festival Travidada a participar do No ano seguinte, foi con no projeto Prata se apresentou também ma, no Teatro Oficina, oitos shows em peia. Ao todo foram dez da Casa, no SESC Pom trib con uiram para o a atenção da crítica e 2009 que chamaram iro álbum. -produção do seu prime amadurecimento da pré no Auditório 0, 201 de dia 30 de maio Efêmera foi lançado a e público, foi ente conquistou crític do Ibirapuera. Rapidam do ano, marmelhores lançamentos apontado como um dos a músic brasileira. O Tulipa no cenário da cando o território de s, Céu, Mariana s de Thalma de Freita álbum tem participaçõe istas. Aydar, entre outros art Veja mais em: spot.com/ ➜ http://tuliparuiz.blog -desabrocha.html m.br/entrevistas/tulipa l.co .uo tpm sta evi ://r ttp ➜ h -de-flores.html l.com.br/notas/jardim ➜ http://revistatpm.uo 2010/08/12/ ca/ m.br/ver/noticia/musi tar-fazer-show➜ http://virgula.uol.co ten aogarre sco iz-e -ru 256098-cantora-tulipa -disco -muito-parecido-com

28


Vera Egito,

27, se formou no Curso Superior Audiovisual da Escola de Comunicação e Artes da USP com o curta Espa lhadas pelo ar (2007). Nele, uma moradora de um prédio descobre que algumas meninas se encontravam na escadaria para fumarem escondid as, e para que o cheiro não ficasse impregnado em suas roupas, elas ficavam só de calcinha e sutiã. Depois disso, a moradora se junta às meninas para fumar escondida do seu marido. Em 2008, o curta ganhou o Prêm io Descoberta da Crítica do Festival Internacional das Escolas de Cinema, sediado em Poitiers, França. A premiaçã o deu o direito a sua exibição na Semana da Crítica de Cannes, mostra paralela ao festival. Os curadores assistiram também a outro curta da diretora, Elo (2008), e decidiram exib í-lo. Nessa segunda história, uma garota decide terminar o namoro na exata data em que morreu Elis Regina: 19 de jane iro de 1982. Elo abriu a edição de maio de 2009, e Espalhadas a encerrou. Assim, Vera foi a primeira cineasta a apresentar duas obras na história da Semana Críti ca, que existe desde 1961.

Veja mais em: • h ttp://bravonline.abril.com.br/conteudo/cinema/ nossa-aposta-vera-egito-480668.shtml • http://ultimosegundo.ig.com.br/cannes/2009/05/18/ vera+egito+participa+com+dois+curtas+metragens +da+semana+da+critica+em+cannes+6194907.html 29


Cólofon Equipe Sintonia: Bruno Fernandes Daniele Oliveira Maira Spilack Marília Castelli Raphael Aires Talita Lima

bruno@estudiosintonia.com daniele@estudiosintonia.com maira@estudiosintonia.com marilia@estudiosintonia.com raphael@estudiosintonia.com talita@estudiosintonia.com

Todos os textos contidos nesta publicação, assim como seu projeto gráfico e diagramação foram desenvolvidos por nossa equipe. Revisão de Camila Rosa Este material foi produzido em tecnologia Offset, em papel 90g/m2, 1x1 cor

Contato

site: www.estudiosintonia.com e-mail: contato@estudiosintonia.com blog: blog.estudiosintonia.com twitter: @estudiosintonia fb: on.fb.me/esintonia tel: +55 11 3258-6027 / 3207-3955


do ia

n d g a i a

e t . ngn r a

r s i d a et. do iãao e d a pç

e iano c r pe otid oc

a tr

v o


Ampli.ar