Page 1

JAVIER VALADO / Aracaju

Ocupação Manuel Francisco Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco “Uma casa, né?”. Assim respondiam muitos dos moradores da Ocupação Manuel Francisco, em Aracaju, Sergipe, quando questionados sobre seu sonho mais urgente. O prédio de dez andares tornou-se uma comunidade com 225 famílias, um espaço de ocupação e lutas liderado pelo Movimento Sem Casa (MSC), desde 5 de maio de 2013. O Movimento existe há cinco anos e, antes de ocuparem o prédio, muitos haviam sido despejados de um conjunto de casas do bairro 17 de Março. Nós queríamos conhecer quem eram esses “invasores”, como são chamados pela mídia, e as histórias de vida que podiam nos contar. Nossa intenção foi entender como se deu a luta do MSC, e o que tinha nesse prédio, abandonado há 40 anos, situado no coração do centro da cidade. Depois de 18 meses de organização, o MSC conseguiu o benefício de auxílio-moradia no valor de R$ 300,00 mensais para cada família, as quais puderam então alugar uma casa ou um apartamento na cidade, deixando assim o prédio desabitado. Agora, lhes resta esperar que o Governo do Estado de Sergipe faça a entrega das casas prometidas, alcançando assim o sonho da moradia digna. Por isso, para o Movimento Sem Casa a luta continua. ¿Una casa, no?. Así respondían muchos de los habitantes de la Ocupação Manuel Francisco, en Aracaju, Sergipe, sobre cuál era su sueño más urgente. El edificio de diez pisos se tornó una comunidad de 225 familias, un espacio de ocupación y lucha liderado por el Movimiento Sin Casa (MSC) desde 5 de mayo de 2013. El MSC existe hace cinco años y, antes de ocupar el edificio, fueron desalojados de un complejo habitacional del barrio 17 de Marzo. Queríamos conocer quiénes eran esos “invasores”, como les llaman los medios, las historias de vida que nos podían contar. Nuestra intención fue entender como se daba la lucha del MSC, lo que pasaba en ese edificio abandonado hace 40 años, ubicado en el corazón del centro de la ciudad. Después de 18 meses de organización, el MSC logró el beneficio de auxilio a la vivienda por un valor de R$ 300,00 mensuales para cada familia, las cuales pudieron alquilar una casa o un departamento en la ciudad, dejando así el edificio desabitado. Ahora, les queda esperar a que el Gobierno de Estado de Sergipe haga entrega de las casas prometidas, alcanzando así el sueño de la vivienda digna. Por eso, para el Movimiento Sin Casa la lucha continúa.

Ocupação Manuel Francisco


Sou daqueles/as fotógrafos/as que iniciaram seu caminho a partir do “Argentinazo” de dezembro de 2001. As mídias alternativas de comunicação foram e ainda são minha escola, em especial os coletivos de fotógrafos/as. Acho que a fotografia é uma ferramenta de revelar historias esquecidas, ocultadas pelas grandes mídias (impressas) de comunicação, e também pelos governos que se alternam, sejam quais forem as cores de sua bandeira. Soy de aquellos/as fotógrafos/as que iniciaron su camino a partir del “Argentinazo” de diciembre de 2001. Los medios alternativos de comunicación fueron (y todavía son), mi escuela, en especial los colectivos de fotógrafos/as. Creo que la fotografía es una herramienta para revelar historias olvidadas, ocultas por los grandes medios (empresas) de comunicación, y también por los gobiernos de turno, sea cual sea el color de su bandera.

Javier Valado / Aracaju


Capítulo I O gigante invisível - El gigante invisible Quase ninguém vê ao gigante de pedra cegos caminham Casi nadie ve al gigante de piedra ciegos caminan

Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Capítulo II Tempos de mudança - Tiempos de cambios Tudo pode ser mudado transformado também nós mesmos Todo puede ser cambiado transformado también nosotros

Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Capítulo III A memória do cotidiano - La memória del cotidiano Sempre lembranças objetos e desenhos sempre passado Siempre recuerdos objetos e dibujos siempre pasado

Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Capítulo IV Retratos como espelhos - Retratos como espejos Esses olhares são reflexos da vida e cicatrizes Esas miradas son reflejos de vida y cicatrices

Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Ocupação Manuel Francisco


Javier Valado / Aracaju


Ocupação Manuel Francisco


Participarem do projeto “Ocupação Manuel Francisco”: Ed Soares - Texto original em português da página 2 e entrevistas. Felipe Federico - Tradução dos textos ao espanhol. Yann “huauque” Maury-Robin - Trabalho de post-produçao das fotografias do Capítulo I. Tiago de Oliveira - Retrato página 3. Jorge Piccini - Designer gráfico. Obrigado (gracias) ao Movimento Sem Casa (MSC), em espacial às famílias por me permitir comparti lhar seus cotidianos cheios de sonhos e dignidade. A luta continua.


javivaladofoto@gmail.com


Consulta y envíos de trabajos: bexbariloche@gmail.com - http://www.bexmagazine.com BARILOCHE / PATAGONIA / ARGENTINA Abriendo espacios a la fotografía latinoamericana

Ocupação Manuel Francisco  

Javier Valado, Aracaju

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you