Issuu on Google+

12

“Estou satisfeito? Não. Eu ainda quero mais. Isso me move.” Crescimento e aprendizado são duas palavras que não faltam no dicionário do Diretor de Produtos e Serviços, Aldo Garcia. Com 20 anos de história na Betha, comemorados em abril deste ano, ele garante “a Betha é minha segunda casa”. A trajetória começou em 1996 - quando Garcia foi entrevistado por um dos fundadores da empresa, Claudio Balsini – para ser motorista, ocupando o lugar do irmão, que havia sido promovido. A partir de então, a ascensão foi contínua e o profissional trabalhou em inúmeras áreas – Departamento de Suporte, TI, Comunicação, Comercial – até conquistar a vaga de Diretor de Produtos e Serviços. Nesses anos de empresa, Garcia enfrentou diferentes desafios, mas um em especial marcou o período. “Fui convidado a criar a filial Curitiba e essa foi a decisão mais difícil que tomei na minha carreira, pois além de um grande desafio profissional, me mudei para uma nova cidade com minha esposa e minha filha de três anos”, conta. Entre as conquistas na empresa, Garcia tem orgulho em frisar que teve importante contribuição na abertura da filial Curitiba; implantação de um processo comercial,

Aldo Garcia Balanço Social 2015

Diretor de Produtos e Serviços

que garantiu atingir as metas comerciais; foi responsável pelo primeiro centro de treinamento da empresa e esteve à frente das principais metas quando estabelecido o PPR. “Tem duas ações que considero mais essenciais: a negociação com parceiros atuais, que trouxe um saldo positivo à empresa, e o atual resultado na área de Desenvolvimento, que significou muito para mim como profissional e acredito que para a maioria dos colaboradores da área”, destaca. A Betha também proporcionou o encontro de Garcia com a esposa. Eles se conheceram enquanto os dois trabalhavam na empresa e hoje têm duas filhas. “A Betha proporcionou tudo o que sonhei. Sou muito grato aos sócios que sempre me deram bons conselhos e à empresa que possibilitou a realização dos meus sonhos. Além disso, agradeço ao tempo de trabalho na Betha, o que me deu a oportunidade de errar e aprender, me tornando o profissional e a pessoa que sou hoje”. Isso é muito? Não para Aldo Garcia. “Estou satisfeito? Não. Eu ainda quero mais. Isso me move.”


Balanço Social 2015 - Betha Sistemas