Page 1

Abdulum

Numa homenagem a M. A. Pina, um incentivo à escrita! http:oiebe.blogspot.com besantoantonio@gmail.com

O meu melhor texto do mês Novembro / Dezembro 2012 Publicação digital no blogue da Biblioteca Escolar Escola Básica do 1º Ciclo Santo António Agrupamento de escolas Eugénio dos Santos


Aos adultos Porque é que eles não me pedem para escrever? Se há interrogação que me persegue há anos, esta é uma que me leva permanentemente a questionar o meu trabalho na Escola. Diariamente, na observação dos alunos, os momentos de prazer por parte destes, no desenvolvimento do trabalho do processo ensino - aprendizagem, quais as razões para que aconteça: o prazer no desenhar; o prazer em ouvir histórias; o prazer em ler; o prazer… e o da escrita, a produção de textos, não entrar nesta lista de prazeres, porquê? Pelo menos para a grande maioria dos alunos. Esta interrogação, este desassossego, esta procura das razões desta constatação, que vai sofrendo mutações com o crescimento dos alunos, face às variáveis envolventes desse crescimento, tem-me levado a uma reflecção, e a lançar, sistematicamente, desafios aos alunos com que trabalhei diretamente, numa trajetória metamorfoseada do seu crescimento, no prazer da escrita. Nesse sentido, agora como professor bibliotecário, num trabalho indireto com os alunos, o desafio a estes para a participação no “O meu melhor texto do mês”, pretende o seu envolvimento, mas também dos agentes educativos diretos no processo de educação e ensino – aprendizagem, encarregados de educação e professores. Este desafio, principalmente a pais e encarregados de educação, no acompanhamento dos educandos, não exclui os professores, com os trabalhos desenvolvidos em área curriculares, em sede de sala de aula. Independentemente da muita, pouca ou nenhuma participação, o aparecimento desta separata digital, do blogue da Biblioteca Escolar (um suporte ainda pouco acessível a muita gente), entre defeitos e/ou virtudes, aí está. Sem pretensões de apresentar “produções literárias”, mas sim simples textos e textos simples, talvez rascunhos a desenvolver, sem esquecer o tempo passado na sua elaboração, a partilha na sua construção e agora na sua divulgação, ponto de partida para algum caminho. Novo para uns, diferente para outros, mas que chame a nossa atenção como fazedores, ou provocadores de… . Agradecido a todos os envolvidos, pela possibilidade de concretização de Adulum, um número dois começa desde já, agora, nesta interrupção letiva do primeiro período, em que muita coisa acontece e se vive. Promovam e incentivem a escrita, simplesmente pelo prazer de uma simples mente.

o pb


Não é aluna, mas com certeza fruto de um processo de aprendizagem, eis um texto de Florbela Espanca, quando tinha dez anos. NO DIA D’ANNOS Hoge é dia dos teus anos Não quero que te faltem meus parabens Que sejas muito felis E que todos te estimem bem. Só te pesso meu papa Que sejas muito meu amigo Egualmente de meu mano Por que em tu morrendo, Ficamos sem abrigo Amote estimote como Deus E como os anjos tambem E como a flor da vida Amote meu querido bem Tenho a minha mamã Que nos tem ao seu cuidado Mas se tu morreres Somos tres desgraçados Já não queres a (...)* O que havemos de fazer Pensa na batóta E não penses em morrer

Offereco estes versos o meu querido papá da minha alma 2-2-1904 Florbella Dalma da Conceição Espanca * Palavra inintelível

Florbela Espanca (1894-1930) In, Florbela Espanca, Poesia Completa, 7ª Edição, Bertrand Editora, 2005


O MEU MELHOR TEXTO DO MÊS

Os Presentes Presentes, presentes, presentes, Tão belos, são de encantar, Abri o primeiro deles Comecei logo a chorar!

Depois o segundo, Abri-o sem parar, Olhei para o chão e depois pr’o ar.

Tirei uma caixa, Castanha e muito feia, Saiu de lá de dentro, Uma colmeia!!!

Comecei a fugir Abri outro embrulho, Olhei de repente, Ouvi um barulho!

Saiu de lá de dentro Uma linda maga, Que me salvou dali Sem nenhuma baga!!! Fim! AUTORIA: Leonor Afonso, 4º Ano Feito sem qualquer ajuda, a mãe apenas ajudou a passar no computador.


A Princesa Mulan e a Fada Madrinha Era uma vez uma princesa chamada Mulan que vivia em terra do oriente. O seu castelo era muito grande e bonito. Ela era muito maria-rapaz e não gostava das coisas de que todas as princesas da sua idade gostavam. Um dia o reino vizinho anunciou um baile para festejar o aniversário da princesa Pocahontas sua amiga. A Mulan ficou preocupada porque não tinha par e começou a chorar. Então apareceu a sua fada madrinha e disse: - Um príncipe vais encontrar que será o teu par, com ele bailarás e mais tarde casarás com um vestido da cor do sol que eu própria hei-de fazer. Assim será! A profecia da fada cumpriu-se e esta história teve um final feliz. Ana Filipa Pereira 2ºA (com ajuda da mãe)

IDA Á PRAIA No fim-de-semana o João e a Joana combinaram ir á praia. A Joana tropeçou numa pedra e foi para o médico, e o médico receitou-lhe uma pomada e umas moletas para não fazer muitos esforços no pé. Passados alguns dias a Joana melhorou. O João quando viu a Joana melhor ficou muito contente e combinaram ir de novo á praia. Nesse dia divertiram-se muito e a Joana já não se magoou. FIM AUTORES: Beatriz Barroso Silva, e Tia Pipa. Beatriz Barroso Silva 2ºA


O gato Comilão e o rato Ratinhas

Era uma vez um gato e um rato que viviam num jipe. O rato Ratinhas não podia sair de casa com medo das ratoeiras. O gato Comilão estava a pensar como conseguir tirar o rato Ratinhas dali. O gato Comilão teve uma ideia. A ideia era: estragar as ratoeiras. O gato Comilão fez essa ideia. E o rato Ratinhas finalmente já podia sair de casa. João Sousa - 2º A

Os meninos na piscina

Um dia na piscina do Casal Vistoso havia muitos meninos. Esses meninos eram muito mal comportados e faziam tudo e faziam tudo errado. O professor ponha-os de castigo e os meninos gozavam com os outros meninos que estavam de castigo. Quando o professor lhes disse que podiam sair do castigo, eles nunca mais se portaram mal. Fim Carolina Bettencourt 2ºA (com a ajuda do pai)

Abdulum  

O meu melhor texto do mês

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you