Page 1


Expansão E mudança dos séculos XV e XVI

: o nt

A

e t r A

e m i c s a n e

u q r A

a r tu

c e it

R o n

Capela de Santa Maria das Flores, Florença


• Introdução • Principais características • Na Península Ibérica • Principais Arquitectos Filippo Brunelleschi Leon Battista Alberti Giuliano da Sangallo • Monumentos Renascentistas • Conclusão • Fontes


Neste trabalho vamos falar-vos um pouco sobre a arquitectura na época do Renascimento. Em primeiro lugar faremos uma pequena introdução a este estilo onde mencionamos as suas principais características e as suas diferenças relativamente ao gótico. De seguida, apresentar-vos-emos alguns arquitectos que se tornaram famosos pela sua inteligência e pelas magnificas obras que desenharam. Por último mostraremos alguns monumentos que datam desta época. Esperemos que gostem e aprendam tanto como nós aprendemos!


A arquitectura renascentista foi inspirada nos estilos clássicos e na arquitectura greco-romana e as suas principais características são: • Horizontalidade e simplicidade das linhas, que eram completadas com elementos geométricos e decorativos da antiguidade: Frontões triangulares nas fachadas; arcos de volta perfeita; colunas clássicas; balaustradas; cornijas; cúpulas e decoração com elementos da natureza e figuras mitológicas.

Capela dos Pazzi (corte lateral) Florença (1430 - 61 )


• A estrutura dos edifícios obedecia a um principio de organização geométrica, simetrias, harmonia de formas, simplicidade, equilíbrio, precisão, sentido das proporções e repetição regular dos mesmos elementos - janelas, colunas de várias ordens sobrepostas de modo a criar uma sensação de harmonia e equilíbrio. As colunas eram provenientes da várias ordens gregas (as principais ordens jónica, dórica e coríntia).

Dórica

Jónica

Coríntia


Fachada do Palácio Rucellai Florença 1446

Coluna Coríntia

Coluna Jónica

Coluna Dórica


Possui a planta em cruz latina com três naves. Geralmente uma delas (a que se encontra no meio) é maior e mais alta e o tecto é em Abóbada de berço (o que também prova a sua inspiração no estilo românico).

Planta em cruz latina


Criou-se assim um estilo arquitectónico diferente e criativo inspirado nos modelos clássicos e, em muitas situações, com técnicas totalmente novas.


Na Península Ibérica, uma mistura dos estilos gótico, renascentista e uma ligeira influência árabe originou o estilo Manuelino (ex.: Mosteiro dos Jerónimos em Lisboa e o Convento de Cristo em Tomar) que se desenvolveu no reinado de D. Manuel I.

D. Manuel I


Decoração típica do estilo Manuelino: • Motivos marítimos inspirados na época dos descobrimentos; Esfera armilar, escudo, cruzes, cordas e frutos. • As paredes interiores e exteriores são normalmente nuas e a decoração baseia-se em: • Janelas, arcos, portais, pilares, colunas, abóbadas, frisos, cornijas, contrafortes e fontes.


Portal da capela da Universidade de Coimbra


Cruz de Cristo Esfera armilar Escudo Cordas

Janela do Convento de Cristo em Tomar


Torre de Belém

Escudo com as armas reais – D. Manuel I

Janela de influência Italiana – Renascentista Guaritas com cúpula em forma de meia laranja – influência árabe

Escudo com a cruz de Cristo

Cordas, bóias e outros motivos marítimos


Filippo Brunelleschi Brunelleschi, nasceu em Florença, Itália no ano de 1377 falecendo no mesmo local em 1446. Brunelleschi foi ensinado com o objectivo de se tornar um ourives. Foi escultor e arquitecto, tendo mais destaque como arquitecto. Este foi o primeiro grande da sua época. A Catedral de Santa Maria das Flores foi uma das suas principais obras. Esta inspirou vários arquitectos entre eles, Bramante e Miguel Ângelo. Um grande marco também da sua vida foi o desenvolvimento da perspectiva linear, juntamente com Leon Battista Alberti e Piero della Francesca.


Perspectiva: Pontos de Distância  D ou D` Quadro  α Linha do Horizonte  LH

Ponto principal  P ou p Linha de Terra  LT

Plano geometral  β

Ponto de observação ou de vista  V


Catedral em Florenรงa Mapa >> Mapa >>


Leon Battista Alberti Alberti, nasceu em Génova a 18 de Fevereiro de 1404, falecendo em Roma a 20 de Abril de 1472. Dedicou a sua vida à Arquitectura e às outras artes. Filho de mercadores, frequentou a Universidade de Bolonha, Direito. Assim como Leonardo Da Vinci, este também se pode identificar como um homem do Renascentismo. Várias obras conhecidas dele são o Palácio Rucellai e a Igreja de São Sebastião.

“Uma obra está completa quando nada pode ser acrescentado, retirado ou alterado, a não ser para pior.” Mapa >> Mapa >>


Giuliano da Sangallo Nasceu em Florença em 1443 e faleceu na mesma cidade em 1516. Descendente de uma família de arquitectos notáveis, este dedicou a sua vida á escultura e arquitectura. Foi também engenheiro militar em Itália. Trabalhou para diversas pessoas importantes, entre elas o Rei e o papa Alexandre VI. Duas das suas obras mais conhecidas são a igreja de Santa Maria delle Carceri e o Palazzo della Rovere.


Basílica de S. Pedro, Itália

Este monumento Renascentista é marcado pela horizontalidade (porta debaixo de porta, janela debaixo de janela…), que predomina e destaca-se quando se observa de frente. Observamos que este monumento tem uma cúpula de grandiosas dimensões, assim como as colunas que são bastante grandes relativamente ao normal. Nota-se também que o seu capitel é bastante trabalhado. Nas laterais do monumento observamos arcos de volta perfeita que irão suceder a abóbadas de berço. Podemos também observar que este monumento tem uma beleza extraordinária. É um monumento bastante diferente dos da idade média (gótico). Estes novos aspectos aparecem com o novo espírito Renascentista.


Igreja Matriz de Atalaia, Portugal

Tal como no monumento anterior este monumento também possui uma horizontalidade notável. Nota-se que há a existência de arcos de volta perfeita, de um frontão trabalhado e de pináculos. Como em todos os monumento renascentistas podemos ver a ideia dos novos modos arquitectónicos.


Villa Capra ou Villa Rotonda, Itália

Neste monumento volta a dominar a horizontalidade. Podemos observar os vários elementos como as grandes colunas, o frontão um pouco trabalhado, e a cúpula que é bastante reduzida quando comparada com certos monumentos renascentistas, como a grande cúpula da basílica de S. Pedro. Observamos ainda as trabalhadas estátuas expostas em cima de todo o monumento. Vemos que ainda existem arcos de volta perfeita, e que todas as janelas da parte “média” do monumento tem um frontão.


Catedral de Florença, Itália

A Catedral de Florença começou a ser construída em 1294 pelo arquitecto Arnolfo di Cambio e, após um século e meio continuava sem cúpula principal. Presente no projecto original, a enorme cúpula de forma octogonal, não tinha maneira de ser contruida. Os suportes, normalmente utilizado para estes fins, tornaram-se bastante inseguros frente ao grande peso da cúpula que tinha aproximadamente 39.5 metros. Fillipo Brunelleschi sugeriu a utilização de uma série de autoportantes anéis em pedras (arenito) para reforçar a sua parte externa com correntes de ferro. Com os anéis a estrutura ficava protegida contra esforços laterais durante a fase de construção.


Resumindo, o estilo renascentista foi inspirado nos modelos clássicos e caracteriza-se pela sua simetria, organização geométrica, harmonia de formas, simplicidade, equilíbrio e precisão. Em Portugal, o Gótico foi ligeiramente modificado originado um estilo tão nosso conhecido: o Manuelino, que já apresenta algumas características do estilo Renascentista. De entre os principais arquitectos distinguimos três: Filippo Brunelleschi, Leon Battista Alberti e Giuliano da Sangallo. Analisámos vários monumentos que de certeza nos chamarão mais a atenção se os chegarmos a ver com os nossos próprios olhos. A nosso ver este foi um trabalho bastante produtivo onde aprendemos bastante.


http://nanamada.blogspot.com/2007/12/manual-bsico-do-curioso-em-artes.html http://www.slideshare.net/crie_historia/renascimento-arquitectura http://www.pegue.com/artes/berco.htm http://www.slideshare.net/manuelahistoria/a-arquitectura-do-renascimento http://www.slideshare.net/bravobastos/a-arte-manuelina http://www.google.pt/imgres?imgurl=http://www.baixaki.com.br/usuarios/imagens/wpa pers/1102619-52979-1280.jpg&imgrefurl=http://www.baixaki.com.br/papel-deparede/27250-torre-de-belem-portugal.htm&usg http://www.slideshare.net/ruinobre/estilo-manuelino-e-estilo-renascentista-em-portugal http://voltanahistoria.blogspot.com/2010/06/mosteiro-dos-jeronimos.html www.wikipedia.pt http://www.infopedia.pt/$filippo-brunelleschi http://www.vidaslusofonas.pt/filippo_brunelleschi.htm http://www.netsaber.com.br/biografias/ver_biografia_c_2580.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Filippo_Brunelleschi http://www.vidaslusofonas.pt/filippo_brunelleschi.htm http://www.infopedia.pt/$filippo-brunelleschi http://bhpbrasil.spaces.live.com/Blog/cns!CBF475499EC82673!13780.entry http://www1.ci.uc.pt/iej/alunos/1998-99/cbs/entrada1/conteudo.htm Livro de Hist贸ria


Trabalho realizado por: Bernardo Pires nº6 Diogo Ferreira nº7 Mª Inês Alves nº20 Miriam Ferreira nº26

Projecto de História  

Este trabalho é assim q se faz.