Page 1

CONCURSO DE QUADRAS Tema: Vida e Obra da Prof.ª Diamantina Negrão PARTICIPANTES: TODOS OS ALUNOS DO 1.º, 2.º e 3.º ciclos ORGANIZAÇÃO: DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS BIBLIOTECAS ESCOLARES

QUADRAS PREMIADAS


Vencedores 1.º ciclo Jå vem a linda senhora Bonita e arranjada É a nossa patrona Da nossa escola adorada! Uma mulher corajosa Sempre alegre e determinada Venham ver a senhora Nesta foto emoldurada


Lutou na vida Com alguma amargura patrona da nossa escola Com alegria e frescura.

Pseud贸nimo: Charlie Laura, 4.潞ano EB1 de Brejos


Foi professora, foi freira Foi toureira, escultora Diamantina Barreto Negrão Foi uma grande senhora. Marta Caldeirinha 4.ºB

EB1 Olhos de Água


Vencedores 2.º ciclo Diamantina Negrão, Nasceu em grande hora. Ficou gravada no coração, De muitos alunos de outrora

Gonçalo Filipe Nobre Alexandre 5.ºB, n.º 8 EB2,3 Prof.ª Diamantina Negrão


Foi pintora e professora Fez desenhos sem parar Como uma grande decoradora A tela da sua vida foi ensinar

Pseudónimo: Boneca 6.º ano, Turma:D, nº4

EB2,3 Prof.ª Diamantina Negrão


Vencedores 3.º ciclo Diamantina Negrão, mulher das paixões Aqui nesta Albufeira relembrada Mulher dos grandes feitos e arpões Que será sempre homenageada Pseudónimo: Aschmedai Diogo Alexandre Simões Guerra 9.ºC, n.º 23 EB2,3 Prof.ª Diamantina Negrão


Minha patrona querida, Da minha escola amada, Na política, andaste metida Na cultura, foste prestigiada.

Fábio Coelho, 8.º nº4. EB2,3 Prof.ª Diamantina Negrão


Quadras de Honra Em tempos de antigamente, O ensino foi sua paixão. Deu escola a muita gente, A professora Diamantina Negrão

Gonçalo Filipe Nobre Alexandre 5.ºB, n.º 8 EB2,3 Prof.ª Diamantina Negrão


À irreverência, coragem e determinação Orgulhosamente deu abrigo no seu ser E todos os que lhe devem gratidão Assim a relembrarão até morrer.

Pseudónimo: Aschmedai Diogo Alexandre Simões Guerra 9.ºC, n.º 23 EB2,3 Prof.ª Diamantina Negrão


Diamantina Barreto Negrão Tinha um bom coração Aos cinco anos sabia escrever E livros escreveu até morrer

Adelina, 4.º B EB1 Olhos de Água


Na igreja, passaste e nem pestanejaste. Na escola, andaste e o teu nome deixaste. Morreste disso, para sempre serás amada.

Sara Batista 8.ºB n.º18 EB2,3 Prof.ª Diamantina Negrão


Foi artista de profissão Escritora, mas não artesã Fez muitas coisas bondosas Acolheu um cão com nome João Tantas freiras Por ali com coisas na mão Podem ser livros Ou um bocado de Pão Tem histórias a contar Livros para publicar Ajuda os outros Com divertimento e a cabeça no ar

Toureira eu não Pintora com coração Escritora com a mão Tudo além da imaginação A heroína das histórias Sem poderes mas coração Ajuda todos é a Profª Diamantina Negrão

Okinawa 6ºD nº1


A toureira a chamar o touro E o touro a dançar tango A escultora a construir Uma grande escola

A Diamantina tem pedacinhos de alma A ensinar pobres crianças Tem sombra de fogo nas mãos E tem uma paixão escondida no coração

Airam 6ºD nº13


Tentou ser, Professora, toureira, Escultora, escritora, Mas também foi, Boa Pintora. Tempestade; nº26 6ºano

Em 1998, em pleno Verão Nasceu mais uma escola À qual foi dado o seu nome Prof.ª Diamantina Negrão Sofia


Professora Diamantina Barreto Negrão Aos cinco anos escreveu uma carta à mão Quando cresceu foi freira e depois professora Em Espanha foi Toureira, em Portugal Escritora

Na sua vida escreveu muitos livros Recolheu cães e gatos que se tornaram amigos. Foi escultora à sua maneira. E é a Patrona da minha escola em Albufeira. Rafael 4ºB


Diamantina Negrão No liceu João de Deus estudou Teve tanto trabalho e força Até que numa professora se tornou

A senhora fez vários livros Alguns deles de poesia E quando as crianças os lêem Ficam cheios de alegria. Professora Diamantina Negrão És a nossa alegria E com grande simpatia Dedicamos-lhe esta poesia

Pseudónimo: Os seis mini poetas Carolina Vitoriano; Sofia Vitoriano; Liliana Nunes; Leonor Chaves; Valéria Kosenko; e Dinis Capatinov


Poemas escrevia e toiros vencia Das suas mão saia arte Que grande valentia Ficou conhecida em toda a parte Bernardo Guerreiro, 5ºB

Para ti esta escola É uma homenagem Eu ouvi dizer que tinhas Uma grande coragem Pseudónimo: Noka.j.r, 6ºAno


A professora Diamantina Negrão Dá aulas com emoção Todos os alunos gostam dela Aprendem com satisfação. A professora Diamantina Negrão Muitas profissões exerceu Mas a da professora É que a enalteceu Pseudónimo: Rato Fábio Barreto, 6ºA, nº 9


Diamantina Negrão Mulher de muitas ambições Deu largas aos seus sonhos E viveu suas paixões Pseudónimo: Riki, 6º D, nº 23

Diamantina Negrão Tinha muita vocação Nos conventos rezou E nas arenas brilhou Daniela Rodrigues


Diamantina adorava escrever No mar, a sua inspiração … Agora tenho livros para ler Escritos pela sua mão.

Ruben Martins, 8ºB, nº16

Diamantina Negrão A escrita era a sua paixão «A harpa do anjo» escreveu E a sua fama cresceu. Beatriz Amaro, 9ºA, nº5


De freira a professora Diamantina se chamava Duma escola é fundadora E em muitas áreas trabalhava Carla Cordeiro, 9ºB, nº6

Professora, pintora, escultora Até toureira fora E o nome que lá encontrarão Será Diamantina Negrão

Marco Oliveira, 9ºD, nº25


Ajudar os outros foi a sua missão Que o fez com todo o coração Apesar de todas as dificuldades Nunca esqueceu as suas prioridades

Pseudónimo: Lionel Messi 1999 Guilherme Tshimpaka

Professora Diamantina Negrão Devido ao teu bom coração Sempre ajudaste os outros E nada foi em vão. Inês Alves


Perseguida, prisioneira te tornaste Por Albufeira, Beja e Funchal Aos pobres tua vida dedicaste Mesmo sem o agrado papal. Em solidão uma vida sonhadora Diamantina, cujo nome não se esquece Toureira, artista, escultora Nome de escola que não desaparece. Joana Ferreira, 9ºD, nº18

Dedicou a sua vida à escrita, Também à poesia Publicou dezenas de livros De ensaio e biografia Pseudónimo: Simão da Costa Pereira Alexandra Guerreiro, 7ºB, nº2


Em época de repressão Surge uma santa guerreira Diamantina Barreto Negrão Recorda-se em Albufeira.

Tornou-se inconformada O bem não podia prestar Prisioneira, excomungada O regime a fez parar.

Amante de vários talentos Muitos deles pôde mostrar Vítima de vários tormentos Nunca a Deus deixou de amar.

Nas artes e educação Várias obras podemos recordar Actos de amar e dedicação Desta mulher fora do vulgar.

Ruben Simão, 7ºA, nº23


Tentou ser, Professora, toureira, Escultora, escritora, Mas acabou por ser

Mas é preciso ter calma Uma das melhores obras foi: “ Uma flor escondida “, Prof. Diamantina Negrão

Uma grande professora A arte da senhora Tocáva-nos na alma Temos tanto para ver

Quero a sua opinião Eu costumo pensar… Como teria sido a sua vida, Naquela altura, Foi divertida? Vital nº 16


A professora Diamantina Negrão Senhora de sonho foi casada Seu sonho era ser professora Divorciada e perseguida, Para Espanha foi morar Como toureira foi ficar Aliu Baldé; nº1 T: A


Escritora, professora e Toureira, Fazia tudo com emoção, Era senhora verdadeira Diamantina Barreto Negrão

João Miguel Pereira

Diamantina Negrão, Poetisa, pintora e professora. Foi uma grande criadora, Morreu em solidão. Muita coisa ela foi, Muito ela criou. Tudo o que tocou, Muito as pessoas espantou. Márcia Beatriz Ferreira Bastos Gonçalves, turma B, 5º ano


Grande professora foi, Sempre ensinando com muito rigor Muitos lhes retribu铆ram Com grande amor. Poetisa foi, Gostava de fazer Poesia sempre a rimar a cada dia pintora foi,

grandes quadros pintou olhem bem como esta mulher se tornou Pseud贸nimo: Mini star


Diamantina Barreto Negr達o Diamantinateka, Diamantinateka O nome se ergueu ao Blog da nossa biblioteca Leonor


Música:

Wim Mertens “Zee versus zed”

Vida e Obra da Prof.ª Diamantina Negrão (quadras)  

Quadras sobre a vida e obra da Prof.ª Diamantina Negrão

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you