Page 1


Ficha técnica

Autores:

Turma do 4ºA da escola EB1 de Olhos de Água

Elaboração:

Equipa da BE/CRE:

Carla Ferreira e Paula Cunha

Capa:

Expressão Plástica: Célia Nobre

Data de edição: ano lectivo 2007/2008


INTRODUÇÃO

Na sequência do projecto “O Meu Diário é um Livro”, apresentado no início do ano lectivo a todas as turmas, os alunos começaram por entregar textos que descreviam um dia especial ou um acontecimento marcante. A adesão foi tão positiva que resolvemos envolver todos os alunos de todas as turmas e assim criar um Diário para cada uma delas. Este foi o resultado...


Uma ida ao circo No verão de 2007 eu fui ao circo. Primeiro comprei pipocas e algodão doce e depois fomo-nos sentar. Começou o circo e os cães foram jogar à bola, a equipa com colete vermelho ganhou 2-0. Veio o senhor dos crocodilos, colocou-os em fila e meteu a cara dentro da boca de um dos crocodilos. Depois apareceu um homem mascarado de chimpanzé para nos assustar. A seguir foi a parte que eu gostei menos, estava um urso polar a puxar uma carroça em pleno Agosto. Seguiu-se o domador de leões, primeiro mandou-os saltar de piso em piso, cada vez mais alto, depois saltaram por entre um aro de fogo que estava lá no alto pendurado, os leões não podiam cair se não queimavam-se. Eu gosto de ir ao circo. Alexandre Chaves


O meu baptizado Fui baptizada com 5 anos. No meu baptizado estiveram as pessoas que eu mais gosto. Nesse dia todos fomos vestidos a rigor, eu levava um vestido branco com umas flores brancas. A igreja ficava um pouco longe da minha casa por isso comecei a despachar-me e arranjar-me logo de manhã. A minha madrinha foi a minha tia paterna. Quando lá chegámos o padre já estava à nossa espera. De repente lembrámo-nos que nos tínhamos esquecido da vela, tinha ficado em casa. O meu pai foi buscá-la a casa enquanto nós ficámos à espera. No fim correu tudo bem e eu adorei o dia apesar deste pequeno incidente. Andreia Silva


As Minhas Férias de Natal Nos primeiros dias das minhas férias fiz os trabalhos de casa. Fui para Lisboa com a minha mãe, a minha irmã, o meu irmão, duas sobrinhas e a namorada do meu irmão passar o Natal. A minha prenda preferida em Lisboa foi a pista dos “Piratas das Caraíbas – Nos Confins do Mundo”. Depois regressámos a Albufeira. Quando vi o meu pai com dois presentes para mim, pensei, mais prendas. Nas férias de Natal eu faço anos por isso a minha mãe deu-me a Playstation 2 com dois jogos, o Buzz, o quiz de Hollywood, e o Eye Toy Play Sport. No dia do meu aniversário o pai do Luís Pedro ia trabalhar por isso o meu irmão Alexandre levou o Luís à festa. Fomos ao Algarve Shopping jogar Bowlling, eu fiquei em último porque fazia anos. O Carlos deu-me um boneco da TNA (Total Noster Action). Depois fomos ao Continente comprar o bolo de aniversário, os copos, os pratos, os garfos e os guardanapos e fomos para perto da Pizza Hut. Eramos 8 pessoas, o Alexandre (irmão), a Joana (irmã), a minha mãe Maria, a Susana (namorada do meu irmão Alexandre), Margarida (sobrinha), os amigos Luís Pedro, Carlos César e eu. A minha mãe foi comprar a pizza “Chesse e Bites” depois fomos para casa. Quando estávamos ao pé do carro o meu irmão deu-me um saco e disse que eram bifes para a minha mãe assar, quando fui ver era um boneco da WWE, o Triple H com a coroa do King of Kings. Ah! Quase me esquecia da passagem do ano, foi mesmo fixe, eram 11h56 eu abri a garrafa de Champomy, faltavam 4 minutos. Depois começou a contagem decrescente 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1...2008. Depois fui ver os foguetes. Benjamim Ferreira


Um Diálogo Hoje, dia 27 de Fevereiro eu e a minha mãe fomos à praia passear vimos as ondas pequenas da praia dos Olhos de Água e eu até queria tomar banho. Começámos a falar, a falar e foi-se fazendo noite, quando a minha mãe olhou para o relógio eram 19h30, fomos andando para o carro. No carro começámos a ouvir música. A minha mãe disse: -Tenho de fazer o jantar. Eu disse à minha mãe: -Ainda não fizeste o jantar? O que vais fazer para o jantar? A minha mãe disse: -Ainda não sei o que vou fazer. Eu disse: -Podia ser costeletas com arroz. Nós gostamos muito dessa comida. E eu gostei muito de fazer esta história com a minha mãe. Catarina Guerreiro


As férias da Páscoa No dia 11 de Março de 2008, começaram as férias da Páscoa. Nas férias fiquei em casa com a minha mãe e com o meu pai. Fui à praia com os meus pais e encontrei o Gabriel. O meu pai e o meu tio foram comprar outro carro e depois eu fui com o meu pai. Fiz os trabalhos de casa, uma cópia com o título Primavera, o texto era muito grande. Fomos a casa dos meus tios, joguei Playstation com os meus primos Daniel e a Andreia. O Daniel tem muitos jogos para a Playstation. A minha tia chamou para dar um coelho de chocolate da Páscoa. Gostei muito das minhas férias. Cristina Borolei


Eu fui ao Jardim Zoológico de Lisboa. Vi macacos, leões, búfalos, cabras, bodes, elefantes, rinocerontes, panteras, papagaios, pinguins, lamas, fui ver o show das araras, estive com uma águia nos braços, fui ver o show das focas e dos golfinhos e uma das focas deu-me um beijinho na cara, fui também ver o show das cobras e mexi numa Anaconda, também fui ver o show dos macacos, um senhor atirou uma casca de banana ao macaco e o macaco pegou em cocó e atirou, só que foi parar às calças do meu tio, houve um homem que queimou um macaco com a ponta de um cigarro. Eu dei comida aos elefantes, às girafas e também a uma cabra, vi uma tartaruga com mais de 200 anos que vinha de África, vi também porcos-espinhos, toupeiras, porcos e cavalos, eu andei num cavalo. Pronto foi assim o meu dia no Jardim Zoológico e eu gostei muito. Filipa Santos


O Outono No Outono as folhas caem no chão. Eu gosto de ouvir as folhas secas a estalar nas minhas mãos. No Outono as árvores ficam despidas e os jardins ficam com muitas folhas caídas no chão. Eu gosto do Outono porque gosto de saltar por entre as folhas. No Outono os dias são mais pequenos e o tempo está mais frio, às vezes chove, faz vento e temos de estar agasalhados, usar roupas mais quentes como o casaco e o gorro. O Outono é divertido porque às vezes as folhas caem na minha cabeça. Gabriel Várzea


Um dia negro Um dia que começou igual a tantos outros, muito cedo se transformou num dia muito triste para mim. No jardim-de-infância que frequentava, logo de manhã quando brincava com os outros meninos, surgiu o inesperado. Alguns meninos mais violentos deitaram-me ao chão e deram-me tantos pontapés que me partiram a perna e quando me quis levantar, não consegui. Logo, a animadora Dora, de quem eu gostava muito, apercebeu-se do sucedido e foi ajudar-me. Telefonaram aos meus pais que de imediato chegaram e me levaram ao hospital. Fizeram-me uma radiografia à perna e depois fui na ambulância para o Hospital de Faro, os meus pais estiveram sempre comigo. Seguiram-se dias mais difíceis na minha vida, vim para casa com uma perna que pesava mais do que eu e não me podia movimentar. Nunca mais voltei ao jardim-de-infância e fiquei privado de brincar, saltar e correr, que eu tanto gostava. Por tudo isto e tanto sofrimento, este foi um episódio triste da minha vida. Gonçalo Costa


O Passeio à Isla Mágica Eu quando andava na escola António Aleixo em Quarteira fui à Isla Mágica numa visita de estudo com os meus colegas, os professores e os pais. Eu gostei muito. Vimos o barco dos piratas, eu fui com o meu pai num barco que andava muito rápido, também andei num barco que passava por esqueletos que falavam e tive medo. Andei com os meus colegas e com o meu pai na montanha russa de água, a minha mãe não foi porque tinha medo, mas eu gostei muito. Também fomos ao cinema virtual a minha mãe saiu a chorar com medo. Andei nos barris que rodavam e saia água e ficámos todos molhados. Eu gostava muito de lá voltar com os meus colegas e professora!!! Joana Fontoura


A primeira vez em Portugal Estava com a minha avó a ler um livro e tocou o telemóvel, era o meu pai, estiveram a falar muito tempo. Quando desligaram eu perguntei à minha avó o que é que o meu pai lhe tinha dito. Ela respondeu-me que tinha uma boa notícia e uma má, a má era que eu tinha de vir para Portugal, a boa era que eu podia ficar ainda uma semana. Quando cheguei reparei que a Roménia era muito diferente de Portugal. No dia que cheguei fui à piscina com o meu pai. Larisa Sas


Desde que eu mudei os meus comportamentos, a minha vida é diferente. O que a minha mãe fez , foi a coisa que eu mais gostava ,o que eu sempre pedi, ir para o judo. Foi a professora Carla que me ajudou a mudar , mas não só , a professora Teresa e a minha mãe nunca mais gritaram comigo , e a minha mãe nunca mais me bateu. Agora será a minha festa de anos, Deus queira que tenha muita prendas, pois tenho estudado mais um pouco. Luís Barranquinho


A Visita ao Parque Lúdico Quando chegámos ao parque lúdico eu e a minha turma vimos e fizemos ginástica. Fomos para os insufláveis, nos insufláveis fizemos corridas e subimos escadas. O Benjamim e o Rafael não se quiseram descalçar. Depois fomos para os escorregas e baloiços. A seguir fomos provar as sopas que as turmas fizeram. Depois fomo-nos pintar, eu escolhi um ananás na bochecha. Finalmente fomos ver uma exposição, havia uma mesa com vidro por cima, lá dentro estavam legumes e algumas páginas de livros “As Novas Sopas”. Depois eu o Pedro e o Gonçalo tirámos uns papéis que vimos e em seguida fomos para o autocarro e eu e os meus amigos gritámos um bocadinho dentro do autocarro. Luís Cavaco


Um dia na casa de um amigo Houve um dia que eu fui dormir a casa de um amigo. À noite fomos à Kadok buscar o seu irmão, estivemos a brincar com bombas de cheiro até o seu irmão chegar. Quando chegámos a casa, fomos jogar PS2 até às duas da manhã. No outro dia quando acordámos, fomos fazer sandes para ir para a praia dos Salgados. Quando chegámos à praia fomos logo para a água, ficámos a brincar até que veio uma onda grande que deu na cabeça do André e ele quase se afogou. Depois fomos lanchar, cada um comeu duas sandes de atum, estavam muito boas. Como não podíamos ir para a água, porque estávamos a fazer a digestão fomos jogar à bola. Mas o André não aguentava ficar muito tempo fora de água e foi para a água, por causa disso ficou com uma grande dor de barriga, ele ainda estava a fazer a digestão. Quando fizemos a digestão fomos ao bar comprar um gelado, o André que estava meio azarado caiu nas escadas, nós achámos muito piada, mas ele também se riu embora tenha caído. Quando fomos para casa, ele foi tomar banho e as miúdas fecharam o gás, ele apanhou um gelo. O André zangou-se com elas. Nessa noite nós ligámos a minha mãe e eu voltei a dormir lá. E no outro dia fomos outra vez à praia e comemos outra vez sandes de atum. Pedro Coelho


O dia em que fiz 9 anos Quando eu fiz 9 anos, todos os amigos que convidei foram à minha festa na piscina. Estávamos a brincar e a Filipa tirou as “cuecas” ao Carlos. Ganhei muitas prendas, mas a que mais gostei foi uma Playstation. No final do dia fiquei eu e o Rodrigo e jogámos muito futebol. Eu adorei a minha festa. Rafael Duarte


O dia em que fiz 10 anos Quando fiz 10 anos, foi numa quinta-feira, cheguei à escola e o primeiro a dar-me os parabéns foi o Luís Pedro. Nesse dia houve uma demonstração de judo, eu e alguns dos meus amigos fugimos e estivemos todos juntos a brincar e divertimo-nos muito. José Ricardo Marinho


Grandes Férias Nas minhas férias de Verão, primeiro fiquei em casa a ver televisão e a ajudar a minha mãe nas tarefas domésticas, também brincava com o meu irmão, à apanhada, às escondidas, mas o problema é que o meu irmão me estava sempre a bater. Em Junho tive mais um irmão que se chama Tiago. Eu ia sempre visitar a minha mãe e o meu irmão, o Hugo o meu outro irmão também ia e estamos os dois muito contentes com o nosso novo irmão. Ficámos muito contentes no dia em que vieram para casa. Fui à “10º Festa da sardinha” e encontrei a minha professora com os seus filhos e os meus colegas do futebol. Em Setembro foi o baptizado do meu irmão Tiago. Foi no Norte e encontrei um primo que já não via a um ano e meio, divertimonos muito, jogámos Playstation portátil e fizemos asneiras...

Rodrigo Cardoso


A mudança de escola Quando eu estava na escola da Quinta da Sombra, os meus pais quiseram mudar de casa e eu concordei. Viemos para o Algarve e eu gostei muito de conhecer novos amigos. O Pedro, o Rafael, o Carlos, o Ricardo, o Rodrigo, o Gonçalo, o Luís Pedro e o Benjamim, são os amigos com quem passo mais tempo. Ruben Loureiro


O meu nascimento A minha mãe ficou grávida de mim e quando eu já queria nascer a minha minha mãe tinha contracções de 5 em 5 minutos. Depois a minha mãe foi para a sala de partos e os médicos fizeram-me nascer, quando nasci viram que tinha o cordão umbilical enrolado ao pescoço, também estava engasgada porque tinha bebido muito líquido. Depois lavaram-me para tirar o sangue. Rute Guerreiro


A aula de natação Fomos às piscinas municipais de Albufeira ter uma aula de natação. Fomos no autocarro da Câmara Municipal de Albufeira, com a professora Teresa e a D. Helena. Na recepção das piscinas a professora entregou as declarações que os nossos pais assinaram para autorizar a natação. Os meninos foram para um balneário e as meninas para outro, vestimos os fatos-de-banho, colocamos a touca na cabeça e os chinelos nos pés. O Rafael, o Pedro, o Gonçalo e o Benjamim colocaram também os óculos de natação. O professor Álvaro explicou as regras das piscinas. Passámos por uns chuveiros de água morna para tirar cabelos ou pelos da roupa que estivessem no corpo. O professor mandou-nos saltar no bordo da piscina e bater os pés para aquecer os músculos das pernas. Depois entrámos na água e nadámos, mergulhámos, fizemos bolinhas, usámos as pranchas e no fim jogámos andebol aquático. Voltámos para os balneários, tomamos banho para tirar do corpo o cloro da água das piscinas. Vestimo-nos e voltámos para a escola. Gostámos muito da aula de natação e queremos lá voltar. Shalana West


O Corta-Mato No dia 7 de Dezembro de 2007 fomos às Fontainhas no autocarro da C.M.A para participar no corta-mato, quando lá chegámos ainda esperámos um pouco. O professor Álvaro era o juiz, dava as partidas. A prova das meninas nascidas em 1999 foi a primeira e correu mal porque havia uma corda rasgada e todas se enganaram no caminho, menos uma menina dos Olhos de Água, o professor Álvaro foi buscar as meninas e invalidou a prova, que ficou para o fim. Depois foi a prova dos meninos nascidos em 1999, os Olhos de Água ficaram com os três primeiros lugares, o 1º foi para o Pepe, o 2º foi para o Ricardo e o 3º para o Ruben. Depois foi a prova das meninas nascidas em 1998, não sei para quem foram os 1º e 3º lugares, o 2º lugar foi para a Melissa dos Olhos de Água. Depois foi a dos meninos nascidos em 1998, o 1º lugar foi para o Rodrigo dos Olhos de Água, o 2º não sei e o 3º foi par o Guilherme dos Olhos de Água. Finalmente repetiram a corrida das meninas que se tinham perdido e os três primeiros lugares também foram para os Olhos de Água, o 1º foi para a Ariana. No fim de cada prova os participantes iam buscar o lanche. O professor Álvaro no fim deu as medalhas do 1º ao 3º lugar e cada vez que chamavam um dos Olhos de Água era uma festa, para os outros Fontainhas e Brejos só se ouvia Buuuuuuuu. A taça de 1º lugar foi para os Olhos de Água, ficámos muito felizes, a nossa professora tirou fotografias. Foi muito fixe! Tiago Jesus


O meu Diário é um Livro - 4ºA  

Autores: Turma do 4ºA da escola Capa: Expressão Plástica: Célia Nobre Carla Ferreira e Paula Cunha EB1 de Olhos de Água Data de edição: ano...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you