Issuu on Google+

Vela

A Vela é um desporto náutico em que as embarcações se deslocam na água através da força do vento. É possível velejar a favor do vento, em que o barco segue a direção das rajadas com as velas colocadas a um ângulo de 90º em relação ao eixo do barco, mas também com ventos laterais. Para isso é necessário colocar as velas com uma inclinação de 45º. Cada barco tem também uma quilha ou patilhão para impedir que o barco se desvie do seu curso. Na vela há três tipos de competições: as junto à linha da costa, que também podem decorrer em lagos e rios, as mais ao largo da costa e as oceânicas. Estas competições podem ser em frota ou com os concorrentes a correr sozinhos, ganhando sempre quem somar o menor número de pontos. Por ser um desporto antigo, a vela faz parte do calendário dos Jogos Olímpicos desde o início da era moderna, ou seja, desde 1896, em Atenas.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


Kitesurf Kitesurf, Kiteboarding ou também denominado Flysurf foi inventado em 1985 por dois irmãos franceses, Bruno e Dominique Legaignoux, mas só atingiu alguma popularidade em meados da década de 1990. O nome resulta da junção de duas palavras inglesas: kite, que significa papagaio ou pipa (brinquedo que voa baseado entre a oposição da força do vento e a da corda segurada pelo operador) e surf, do verbo inglês to surf, que significa "navegar". É um desporto aquático que utiliza um papagaio e uma prancha com uma estrutura de suporte para os pés. A pessoa, com o papagaio preso à cintura, coloca-se em cima da prancha e, sobre a água, é impulsionada pelo vento que atinge o papagaio. Ao controlálo, através de uma barra, consegue escolher o trajeto e realizar saltos incríveis. O equipamento que é utilizado para prender o surfista na cintura é denominado de "trapézio". É como um cinturão que também é preso no chicken loop, o qual faz parte da barra que também é ligada ao kite (papagaio) por meio de linhas. Atualmente, este desporto tem grande popularidade e é uma prática crescente em todo o mundo, inclusive em Portugal.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


SURF

O Surf é um desporto aquático que consiste em deslizar sobre as ondas do mar com uma prancha, efetuando, simultaneamente, diversas manobras com diferentes graus de dificuldade. Este desporto, que é muito popular em todo o mundo, pratica-se em pranchas que, em média, pesam entre 3 a 7 kg e medem entre 1,6 a 3,7 metros. As pranchas são ligeiramente côncavas, dotadas de uma espécie de barbatana que funciona como estabilizador e podem atingir velocidades na ordem dos 55 quilómetros por hora. Os surfistas deitam-se na prancha e com os braços dão impulso para ganhar velocidade. A determinada altura, colocam-se em pé em cima da prancha e deslizam sobre o mar, na crista das ondas, enquanto efetuam manobras. É possível surfar com ondas de apenas trinta centímetros de altura, mas quanto maiores forem, mais velocidade se

ganha. O Surf teve origem na Oceânia e desenvolveu-se principalmente no Havai, onde os

nobres desta região se deslocavam em longas pranchas de madeira em algumas cerimónias religiosas. O primeiro campeonato mundial amador teve lugar em 1964 e o primeiro de nível profissional decorreu seis anos mais tarde, dando origem a um circuito mundial que tem lugar durante todo o ano em praias de diversos continentes. O Surf é um desporto muito popular nas costas do Havai e Califórnia (Estados Unidos da América), Nova Zelândia, Austrália, África do Sul, Brasil, Grã-Bretanha, assim como em Portugal, onde se desenvolveu a partir de meados da década de 80.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


Bodyboard O Bodyboard teve origem no Paipo-board, desporto conhecido no Havai. O Paipo é a prancha havaiana tida como a mais antiga prancha para apanhar ondas. Posteriormente ao aparecimento desta prancha, os reis havaianos construíram umas maiores, autênticos troncos para “andar de pé" nas ondas, com uma forma de se distanciarem da plebe. Os nativos em geral continuaram a usar o Paipo para se divertirem, algo que veio até aos nossos dias, até à invenção da prancha de surf. O Paipo foi pouco conhecido durante algumas décadas, até que o surfista americano Tom Morey criou o novo desporto. Aperfeiçoando a ideia dos nativos, Tom Morey, que morava no Havai, recriou um Paipo usando a primeira prancha de espuma de polietileno, tendo-lhe chamado Bodyboard. Ao mudar-se para a Califórnia, em 1974,Tom Money começou com uma pequena produção desta prancha no fundo do quintal da sua casa. No ano seguinte, uma multinacional americana comprou-lhe os direitos de produção e passou a fabricá-la em grande escala. A nível desportivo, a performance do Bodyboard atingiu a popularidade nunca imaginada por Tom Morey, que apenas tinha criado um desporto mais acessível a todos, em conformidade com o espírito Paipo. No entanto as possibilidades desta prancha revelaram-se imensas, chegando a ser o desporto número um no que toca a desempenhos nas ondas mais perigosas do planeta.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


Hidrospeed O Hidrospeed é uma modalidade desportiva aquática que consiste em descer um rio com águas bravas, numa espécie de trenó flutuante que o nadador deve controlar com as pernas. O objetivo é seguir o curso do rio, desviando-se dos inúmeros obstáculos naturais. Para se praticar Hidrospeed é preciso saber nadar e ter alguns conhecimentos sobre as condições de navegabilidade do rio em causa. O Hidrospeed é visto como uma modalidade perigosa, mas o risco é controlado se se cumprirem as regras de segurança, nomeadamente não esquecer nenhuma peça do equipamento, não tentar passar por baixo de um tronco que se encontre caído no rio porque se pode ficar preso, não entrar em pânico quando o trenó se vira e, principalmente, nunca o largar. Para praticar esta modalidade é necessário um trenó flutuante, que tem uma dimensão semelhante à de uma prancha de Bodyboard, usar capacete, luvas, barbatanas (para ajudar a controlar e impulsionar o trenó), fato isotérmico de neoprene com proteções nas zonas dos joelhos e colete de salvação.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


Canoagem

A Canoagem é um desporto que se pratica remando uma embarcação, que pode ser uma canoa ou um caiaque. A diferença entre caiaque e canoa consiste na forma com a embarcação é remada. No caiaque, rema-se sentado com um remos de duas pás, enquanto na canoa pode remar-se sentado ou ajoelhado, dependendo do tipo da canoa. O remo da canoa tem apenas uma pá, então o atleta tem que dar um certo jeito à remada de maneira a embarcação andar em linha reta, já que se rema de um só lado, ao contrário do caiaque, onde se rema alternadamente dos dois lados. Atletas pouco experientes acabam remando a canoa trocando os lados da remada a poucas remadas a fim de corrigir a direção do movimento. Os atletas experientes fazem um movimento especial no fim da remada que corrige a direção da embarcação sem parar de remar e sem diminuir a velocidade.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


Funboard

O Funboard é uma modalidade desportiva que surgiu no Havai no início dos anos 80, resultante da evolução do Windsurf. Devido à altura das ondas, os praticantes de Windsurf sentiram necessidade de ficarem “presos” às pranchas para poderem tirar partido das ondas. Assim, ao colocarem alças na prancha para colocarem os pés, conseguiram um maior domínio da prancha e uma maior sintonia com o vento e com as ondas. Além de footstraps (alças para prenderem os pés), algumas pranchas de Funboard têm um patilhão (espécie de quilha que evita que a prancha derrape). As pranchas de Funboard são próprias para planar e permitem navegar de uma forma mais controlada relativamente aos ventos. As primeiras provas de Funboard em Portugal realizaram-se em 1983. O Campeonato Nacional de Funboard existe desde 1986.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


Canyoning

O Canyoning é um desporto que consiste na exploração progressiva de um rio, transpondo os obstáculos verticais e anfíbios, através de diversas técnicas e equipamentos. Este desporto surgiu no final da década de 1970 na Europa, mais precisamente em França e em Espanha. Em Portugal este desporto tem vindo a tornar-se cada vez mais popular, uma vez que o país tem diversos rios que proporcionam esta prática desportiva. A emoção e adrenalina são a maior atração para os praticantes que se apaixonam pela exploração de canyons, pois a cada avanço no rio, os praticantes conseguem ser surpreendidos por situações novas e inesperadas. Ao contrário do que se pensa, o Canyoning é um desporto extremamente seguro que utiliza equipamentos de alta tecnologia e desempenho. O facto de estar em contacto permanente com a natureza, este desporto consegue transmitir ao praticante uma sensação inexplicável de liberdade e harmonia.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


Rafting

O Rafting é a prática de descida em águas bravas (rios de águas agitadas) em equipa, utilizando botes insufláveis, e equipamentos de segurança. Antes de começar qualquer descida de Rafting, um condutor da atividade dá a todos os participantes instruções de conduta detalhadas, relativas à segurança. Estas Instruções são relembradas pelos demais condutores durante momentos estratégicos da descida, pois o seu cumprimento é fundamental para a segurança de todos. O Rafting comercial proporciona a experiência de descer o rio a pessoas de qualquer idade, na maioria pessoas que nunca tiveram uma experiência anterior, tornando o desporto acessível a todos. As primeiras práticas de Rafting tiveram lugar nos rios Colorado e Mississippi.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


Skimboard

O Skimboard é um desporto praticado principalmente em praias. Este desporto consiste em correr em direção de uma onda, atirar a prancha rapidamente e saltar para cima dela, para então surfar a onda. O skimboard contém uma mistura de outras modalidades como o Surf e o Skateboard, visto que é possível surfar a onda e fazer manobras. Os atletas que praticam este desporto denominam-se Skimboarders ou Skimmers.

|Dia Mundial do Ambiente 2012 – Natureza e Desportos Aquáticos|


Natureza e Desportos Aquáticos