Page 1

ano 4 nº 36 fevereiro 2014

Uma publicação para os usuários da ECOVIA e da ECOCATARATAS

LAZER PARA TODOS OS GOSTOS Diversidade de atividades é marca registrada dos hotéis de Foz do Iguaçu. Pág. 4 Agilidade: Samu disponibiliza helicóptero para atendimento de emergência no Oeste paranaense. Pág. 7


sumário

editorial

3 4

aceleradas

7

saúde Reforço no serviço aeromédico no Oeste

10

fora de temporada Dicas para manter a casa segura

12

entrevista Previna-se contra a aranha-marrom

13 14

roteiro

Foz do Iguaçu para todos os gostos

capa A Terra das Cataratas

comer bem / guia de restaurantes Sanduíche natural light

4

14

utilidade pública Serviço Ecocataratas de atendimento Serviço Ecovia de atendimento

0800 450 277 0800 410 277

Polícia Rodoviária Federal Polícia Rodoviária Estadual Polícia Militar Corpo de Bombeiros SAMU / SIATE Denúncia contra abuso sexual infantil Narcodenúncia

191 198 190 193 192 100 181

Receita Federal Foz do Iguaçu Itaipu Binacional Cataratas do Iguaçu

(45) 3520-4300 (45) 3520-6676 (45) 3521-4400

Barco para Ilha do Mel Estação Náutica Travessia Guaratuba e Caiobá

(41) 3455-2616 (41) 3425-4542 (41) 3472-1024

Anuncie na Ecorodovias Paraná 25 mil exemplares imprensa@ecovia.com.br ecocataratas@ecocataratas.com.br

2

Quando tiramos aquelas sonhadas férias ou um período curto para desfrutar do lazer com amigos, família ou até mesmo sozinho, o que desejamos é ser muito bem atendidos nos locais que escolhemos para aproveitar o tempo livre. Neste mês de fevereiro, a equipe da Revista Ecorodovias PR visitou hotéis em Foz do Iguaçu, no Oeste paranaense, e traz dicas sobre a infraestrutura que a cidade oferece para quem deseja hospedar-se na Terra das Cataratas. Para quem pretende conhecer Foz do Iguaçu e outras cidades da região Oeste viajando pelas estradas do Estado, mais um serviço está sendo oferecido aos usuários. Desde a segunda quinzena de janeiro, um helicóptero disponibilizado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) reforça o atendimento médico de emergência. Neste fim de temporada, além da atenção redobrada nas estradas, vale também um cuidado especial dos proprietários ao fechar suas casas de praia. Na matéria da página 10, veja dicas de segurança que irão proteger a sua residência de veraneio ao subir a serra. Também nesta edição, na coluna Comer Bem, deliciosos sanduíches naturais estão na pauta. Conhecidos por serem uma refeição leve, são ideais para o consumo nos dias quentes. Boa leitura!

expediente EcoRodovias Paraná é uma publicação mensal do Grupo EcoRodovias, produzida pela Assessoria de Comunicação Empresarial. Ecovia: BR-277, km 60,5, cep 83075-000, caixa postal 1.505, São José dos Pinhais (PR), tel.: (41) 3381-6525. Ecocataratas: BR-277, km 581, caixa postal 585, cep 85818-560, Cascavel (PR), tel.: (45) 3218-2900. Editor e jornalista responsável: Maria Clara Cabral (MTB: 45173/SP). Produção e edição de conteúdo: Zigg Comunicação Corporativa. Projeto gráfico: Terra Design Gráfico. Diagramação: Celso Arimatéia. Foto da capa: Instalações do Rafain Hotel e Convention Center, Mabu Termas e Resort e Bourbon Hotéis e Resorts/Julio Cesar Souza. Revisão: Arquitexto. Tiragem: 25 mil exemplares. Distribuição gratuita. Filiada à Aberje. O conteúdo publicado na revista EcoRodovias PR pode ser reproduzido, desde que a fonte seja devidamente citada.

FEVEREIRO 2014


aceleradas Viaduto em morretes A concessionária Ecovia está investindo R$ 15 milhões

em uma obra que facilitará o acesso aos municípios históricos de Morretes e Antonina, no Litoral do Paraná. As obras de construção de um viaduto na altura do km 29 da BR 277 já começaram. No próximo mês, o tráfego na região será totalmente desviado para vias marginais que estão sendo construídas no local. A orientação da concessionária é que os motoristas redobrem a atenção ao dirigir pela região, obedecendo à sinalização extra nas vias. A previsão de conclusão das obras é até o mês de outubro.

Contrapartida A concessionária Ecocataratas iniciou, em janeiro, a retirada de árvores às margens da BR 277 entre os quilômetros 654 e 660, em Matelândia. É nesse ponto que passará o futuro trecho duplicado da rodovia em um total de cinco quilômetros. A contrapartida ambiental prevê o plantio de 20 mil mudas de árvores, pela concessionária, em locais a serem indicados pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP). Toda a madeira retirada será doada para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Matelândia. A instituição está habilitada pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER) do Estado do Paraná para receber o material e, posteriormente, comercializá-lo, com o objetivo de arrecadar fundos para sua manutenção.

Revista online

Dicas salvam vidas Para incentivar a condução segura nas estradas, o Grupo Ecorodovias, do

Programação cultural, esporte, turismo e gastronomia. Acesse a revista online das concessionárias Ecovia e Ecocataratas e saiba o que acontece do leste ao oeste paranaense. Confira no site www.revistaecorodovias.com.br, siga no twitter @rev_ecorodovias e compartilhe no facebook/RevistaEcorodovias.

qual fazem parte as concessionárias Ecocataratas e Ecovia, lança a campanha de segurança “#Dicas Salvam Vidas”. Entre os materiais de divulgação está uma cartilha ilustrada composta por mais de 40 dicas de segurança no trânsito para os motoristas. Esse material será distribuído nas praças de pedágio da BR 277. O objetivo da campanha é fomentar informações úteis em relação à direção defensiva e ao trânsito mais seguro. Outras peças, como painéis ao longo das rodovias, também fazem parte da ação. Você pode compartilhar a ideia com sua rede de relacionamento. Basta curtir a página na rede social Facebook/ecorodoviassemacidentes.

FEVEREIRO 2014

3


capa

O encanto da hotelaria na Terra das Cataratas Infraestrutura Infraestrutura de de Foz Foz do do Iguaçu Iguaçu oferece oferece serviços serviços diferenciados diferenciados que agradam turistas turistas ee visitantes visitantes

Lazer na estrutura do Mabu Termas e Resor t

Família Seus trocou praias de Santa Catarina por confortáveis acomodações em Foz do Iguaçu

4

FEVEREIRO 2014


O

Everson Mizga

po ruim para quem se hospeda em nossa rede. Há atrações com sol, mas se chover há atividades da mesma forma. Nosso foco é que o hóspede fique satisfeito com todos os serviços. Assim, nossa missão de bem atender será cumprida”, explica Osvaldo Neto, gerentegeral do Bourbon Hotéis e Resorts. Diversidade de lazer Somente por conta das atividades ofertadas às crianças que o casal Luiz e Laira Seus, do município de Gravataí, no Rio Grande do Sul (RS), conseguiu relaxar. “Passamos cinco dias no hotel e nossos dois filhos fizeram mais de 70 horas de atividades de recreação cada um. São incansáveis”, ressalta Laira. “Tivemos muito tempo para relaxar na piscina e, claro, fazer alguns passeios no ‘exterior’”, acrescenta o empresário, referindo-se à proximidade de Foz do Iguaçu com a Argentina e o Paraguai. O mais empolgado da família Seus era o filho mais velho, Artur, de 11 anos. As muitas horas junto da equipe de recreação do Rafain permitiu ao garoto escalar uma parede de 7 metros de altura específica para o esporte em apenas 15 segundos. “Nossos pais estavam querendo ir para Camboriú (SC). Mas eu e minha irmã pedimos para voltarmos aqui para o hotel nestas férias”, relembra Artur. Fotos: Julio Cesar Souza

s 1,5 milhão de turistas que passaram pelo Parque Nacional do Iguaçu ao longo de 2013 colocaram Foz do Iguaçu entre as cidades que mais receberam visitantes no Brasil. O precioso pedaço de terra paranaense onde estão localizadas as famosas Cataratas do Iguaçu é considerado um território internacional por conta da grande demanda de estrangeiros e da diversidade das línguas, além, claro, de milhares de brasileiros. Para atender a este público exigente e disposto a investir em lazer e diversão, a rede hoteleira da cidade se reinventa a cada ano. Hoje, o setor conta com 27 mil leitos divididos em categorias que vão do econômico ao luxo. Até o final deste ano, o número saltará para 30 mil, com a construção de outros nove empreendimentos, de acordo com informações da Secretaria de Turismo da cidade. Quem ganha com isso é o visitante, que tem à disposição um variado cardápio de possibilidades conforme suas exigências e necessidades. “As belezas e atrações de Foz e região atraem público heterogêneo. Por conta disso, o foco é em boas hospedagens para todos”, explica o pre-

sidente do Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Foz, Carlos Antonio da Silva. “Muitas vezes, o público necessita de uma gama de atividades dentro do próprio hotel. Em outras, ele quer apenas um bom local para relaxar e dormir. Nossa busca constante é que o visitante seja bem atendido dentro da sua necessidade”, acrescenta. Diante de um público tão diversificado, os hotéis da região mimam seus clientes ao máximo, na tentativa de surpreendê-los com a personalização de alguns serviços. A queridinha dos hóspedes continua sendo a piscina. As razões são fáceis de entender, afinal, as temperaturas durante o verão ficam acima dos 40 graus. Além da piscina, muitos hotéis de Foz do Iguaçu oferecem quadras de tênis, voleibol e futebol, sala de jogos, toboáguas, campo de golfe, ofurôs, saunas, espaços voltados ao bem-estar que envolvem o equilíbrio físico e mental, academias de ginástica e muitas atrações para a garotada. “As crianças recebem um tratamento especial. Atividades diárias mantêm a garotada ocupada e, ao mesmo tempo, liberam os pais para curtirem a estrutura do hotel”, explica Cleusa Lopatiurk, assessora comercial do Rafain Hotel e Convention Center. “Não há tem-

QUANTO CUSTA? Geralmente os quartos para casais contemplam de um a dois leitos inclusos para crianças de até 11 anos. As categorias são dividas em: Luxo – a partir de R$ 371 a diária Superior – R$ 161 a R$ 370 Turístico – R$ 81 a R$ 160 Econômico – Diária até R$ 80 Fonte: Secretaria Municipal de Turismo

Espaço Turma da Mônica Bourbon Hotéis e Resorts

FEVEREIRO 2014

5


Fotos: Julio Cesar Souza

capa

A família do engenheiro de telecomunicações Leonardo Fernandes, do Rio de Janeiro, também optou por passar parte das férias de verão em um dos hotéis de Foz do Iguaçu. “Esta é a segunda vez que viemos à cidade. Agora foi com o intuito de desfrutar da infraestrutura hoteleira. Nossos filhos de 5 e 7 anos brincaram muito e eu e minha esposa aproveitamos a infraestrutura do espaço para esquecer

um pouco do corre-corre do lado de fora”, relata o engenheiro. Sítio do Picapau Amarelo Em visita a diferentes estruturas hoteleiras disponíveis em Foz do Iguaçu, a equipe de reportagem da Revista Ecorodovias PR encontrou uma animada galerinha ouvindo histórias do escritor Monteiro Lobato na figura da personagem de Dona Benta, do Sítio do Picapau Amarelo. Enquanto ela conversava com as crianças, Narizinho passava um café e Tia Anastácia fritava bolinhos de chuva, uma boa pedida para aquele dia de céu cinza que, de tempos em tempos, jorrava pancadas fortes de água. Da pequena vila cenográfica montada dentro do hotel Mabu Termas e Resort, as crianças entravam na magia do Sítio, de seus personagens e suas histórias.

SOB MEDIDA Visitar Foz do Iguaçu pela primeira vez pode ser sinônimo da expressão “quero mais”. Geralmente, quem conhece a cidade coloca o destino como opção na próxima viagem. Repetir a estada é aprender a desfrutar o que há de melhor na prestação de serviços. Por isso, ao fazer sua pesquisa nos hotéis, leve em consideração a programação. Se a opção for por infraestrutura completa de lazer, mas com a intenção de fazer visitas a pontos turísticos, reserve ao menos um dia em sua agenda para aproveitar da infraestrutura do hotel. Isso vai ajudá-lo no momento de relaxar da maratona de caminhadas. Se a proposta é ficar um fim de semana na cidade ou passar alguns dias das férias em um hotel com inúmeras atividades, opte por pacotes com todos os serviços inclusos. Além de ficar mais barato, pois as refeições fazem parte da diária, você tem à disposição uma variedade de atividades de lazer sem precisar sair do complexo. E, por último, se sua intenção for somente visitar os atrativos da cidade durante a estada, opte por hotéis apenas com café da manhã e com estrutura de transporte até os passeios. Independentemente da escolha, Foz do Iguaçu irá recebê-lo de braços abertos!

Serviço Acesse o site www.iguassu.tur.br e confira as inúmeras possibilidades de hospedar-se em Foz do Iguaçu. Escolha a sua. Em períodos de alto fluxo de visitantes, como feriados, alta temporada e eventos de grande porte na cidade, as reservas precisam ser feitas com antecedência. Mesmo assim, o valor pode ser não tão atrativo. Já em períodos de baixa temporada, como os meses de maio ou agosto, as redes costumam promover ofertas nas diárias que variam conforme a cultura do hotel. Elas contemplam desde jantares inclusos, diárias extras e até quartos extras para grupos de pessoas. Por isso, fique atento e aproveite esses períodos.

6

“As crianças ficam maravilhadas. Têm medo da história da Cuca, mas é a que mais gostam de ouvir. Do lado de fora, pais ficam ainda mais atentos, lembrando a infância da qual o Sítio do Picapau Amarelo fez parte. E têm os

avós, que também se deliciam lembrando o quanto seus filhos foram felizes com as inúmeras histórias”, explica a personagem Dona Benta, uma senhora de mais de 60 anos que não revela o nome de batismo. “Se eu disser o encanto pode acabar para uma criança”, argumenta. “A recreação é um diferencial da rede de hotéis da cidade. No nosso complexo, o Sítio do Picapau Amarelo divide a preferência junto das piscinas termais com águas a uma temperatura de 36 graus celsius e de atrações que vão da pescaria a espaços de relaxamento”, diz Zulmar Ferreira, gerente de contas especiais do Mabu Termas e Resort. Acesse, www.revistaecorodovias.com.br

e veja material complementar sobre a gastronomia nos hotéis de Foz do Iguaçu e fotos exclusivas dessa reportagem.

FEVEREIRO 2014


saúde

Helicóptero reforça o serviço aeromédico no Oeste Samu da região já conta com 23 ambulâncias, sendo cinco UTIs móveis, distribuídas em 16 cidades

FEVEREIRO 2014

Fotos: Divulgação Ecocataratas

D

esde o último mês de janeiro, os motoristas que trafegam pelas rodovias estadual e federal na região Oeste do estado têm um novo serviço médico à disposição. Em caso de ocorrência grave, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) poderá acionar um helicóptero exclusivo para o transporte de pessoas em situação de urgência e emergência. O tempo de atendimento depende da localização do acidente. Porém, a aeronave, com base no aeroporto de Cascavel, leva cerca de 10 minutos até Santa Tereza e 25 minutos até Medianeira, por exemplo. A cidade também é a sede da Central de Regulação de Vítimas. “Trabalhamos sempre com 5 minutos para preparação e decolagem já inclusos no tempo previsto”, informa o coordenador médico do Samu Regional do Oeste do Paraná (Consamu) e cardiologista, Rodrigo Nicácio Santa Cruz.

Equipes de resgate da Ecocacataras par ticipam de treinamento do Samu Oeste

De acordo com o profissional, o helicóptero modelo Esquilo AS 350 tem capacidade para um piloto, um médico, um enfermeiro e um paciente. “É uma aeronave dentro dos melhores padrões, tanto em equipamento de bordo (UTI) como em recursos humanos”, ressalta. A área de abrangência do atendimento do helicóptero vai além dos 43 municípios da região de Cascavel e Toledo, que fazem parte do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste, órgão responsável por gerenciar o Samu. No total, 171 cidades entre Foz do Iguaçu, Umuarama, Guarapuava, Campo Mourão, Cianorte, Pato Branco e Francisco Beltrão serão atendidas pelo serviço aeromédico, alcançando um raio de 250 quilômetros. No período de novembro de 2013, quando o consórcio foi implantado, a janeiro deste ano, 9,5 mil atendimentos foram realizados. Atualmente, a infraestrutura do Samu Oeste conta também com 23 ambulâncias, sendo cinco UTIs móveis, distribuídas em 16 cidades da região.

NA ESTRADA A nova aeronave do Samu na região Oeste irá agilizar o atendimento a eventuais vítimas de acidentes graves na BR 277. A parceria entre o órgão e a concessionária Ecocataratas é bastante ampla, o que permite mais esse mecanismo no atendimento ao usuário da rodovia. “A notícia [em relação ao novo helicóptero] é muito boa para a região. A aeronave vai agregar muito na agilidade do deslocamento de vítimas em estado grave”, avalia o diretor superintendente da Ecocataratas, Jeancarlo Mezzomo.

EMERGÊNCIA Assim que a Ecocataratas é acionada sobre um acidente, equipes de resgate médico são enviadas ao local. Durante os primeiros socorros os profissionais avaliam a gravidade e informam diretamente ao Samu. O órgão, por sua vez, regula a vítima, ou seja, orienta para qual hospital deve ser encaminhada pela ambulância da empresa. Em casos de acidentes de múltiplas vítimas, a ambulância do Samu também é acionada para dar suporte. Nos mais de 387 quilômetros de estradas administradas entre Foz do Iguaçu e Guarapuava, são seis bases de atendimento médico equipadas com ambulâncias e assistidas por profissionais de saúde. Serviço: o Samu Oeste é acionado por meio da Central 192.

7


8

FEVEREIRO 2014


FEVEREIRO 2014

9


fora de temporada

Como manter a casa de praia mais segura Investir em tecnologia, hoje, é a melhor saída para quem quer zelar pelo patrimônio

C

om a aproximação do fim da temporada de verão, é hora de os proprietários de casas de veraneio começarem a organizar um sistema de segurança que garanta tranquilidade ao subir a serra. Muros altos, portas e janelas com cadeados e trancas auxiliares são apenas algumas das medidas básicas. Hoje, o ideal para quem quer zelar pelo patrimônio é investir em tecnologia – isso é o que aponta o consultor em segurança e coronel da reserva da Polícia Militar do Paraná Jorge Costa Filho. De acordo com ele, alarmes e câmeras fazem toda a diferença, ainda mais se a casa está localizada em balneários/bairros onde a vizinhança também é apenas de veranistas. “São medidas que irão diminuir a motivação e inibir o arrombamento de uma residência”, indica o consultor, que sugere a contratação de uma empresa local de segurança e vigilância privada para dar atendimento em caso de algum roubo. A família do jornalista Angelo Binder, proprietária de uma casa no centro de Matinhos, litoral paranaense, fez essa opção. “É um investimento que vale a pena. No caso de qualquer alteração, somos informados pelo monitoramento via telefone”, conta Binder. Mesmo assim, a família ainda instalou cerca elétrica e alarmes em portas e janelas. Custo-benefício O custo deve ser proporcional ao capital investido na propriedade. Mensalmente, o valor de um monitoramento residencial varia de R$ 90 a R$ 200. “É um serviço que ninguém deseja utilizar, porém, se faz necessário para manter a tranquilidade da família, mesmo estando longe do imóvel”, avalia o gerente técnico da empresa de vigilância Segline, Deivid Rodrigues Teixeira.

10

SEGURANÇA Antes de contratar um serviço de segurança, vale o alerta: Visite a sede da empresa. Faça uma avaliação da distância entre a empresa e a propriedade. Confira o número de motociclistas na temporada e fora dela. Verifique se há algum seguro incluso.

DIPLOMACIA Para proprietários que têm imóveis menores, segundo Costa Filho, a segurança pode começar a partir da política da boa vizinhança. Mantenha o contato com seu vizinho, passe o número de seu telefone.

FEVEREIRO 2014


FEVEREIRO 2014

11


saúde

Aranha-marrom pode estar com os dias contados Estudo da Universidade Federal do Paraná aponta controle do aracnídeo a partir da combinação de compostos de origem vegetal

U

ma pesquisa desenvolvida pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), que inicialmente tinha foco no controle de pragas urbanas diversas, acabou encontrando uma metodologia bastante promissora no combate à aranhamarrom. O estudo, que teve início no ano passado, é uma esperança para reduzir os casos envolvendo o aracnídeo. De acordo com números da Secretaria Estadual da Saúde, 3.809 casos foram registrados no ano passado, sendo a maior incidência em Curitiba e cidades da Região Metropolitana. O ano de 2014 começou com as primeiras vítimas sendo picadas pela aranha-marrom. Somente nos 15 primeiros dias de janeiro, 20 casos foram registrados. Em entrevista à revista Ecorodovias PR, o coordenador da pesquisa e professor de Química da UFPR Francisco de Assis Marques fala sobre o estudo e passa orientações sobre cuidados e prevenção. Ecorodovias PR: O que a pesquisa inicial revelou? Professor Francisco: Esta é a

combinação de substâncias de origem vegetal encontradas em plantas e na indústria (alimentícia e perfumaria). Isolados, esses elementos têm outros fins, mas juntos revelaram-se eficazes no controle da aranha. EP: A pesquisa está em qual fase? PF: Não queremos criar falsas ex-

pectativas, mas a fase inicial do projeto apontou perspectivas promissoras pelos estudos realizados com as aranhas. A partir deste mês vamos avançar nos testes com os compostos encapsulados (substâncias compactadas em uma cápsula), que até então foram aplicados diretamente no corpo da aranha. A ideia agora é analisar qual será a quantidade exata de cada composto em cápsula, qual é o tempo de ação, quanto tempo a aranha leva para morrer, entre outros aspectos que podem aparecer durante o estudo. EP: Até que a pesquisa seja concluída, quais os cuidados que a população deve ter?

PF: As aranhas-marrons não são boas escaladoras de superfícies lisas. Elas podem, no entanto, subir por locais mais rugosos ou em móveis encostados na parede. Assim, evite encostar camas e armários junto das paredes. Faça, periodicamente, uma vistoria atrás desses móveis para verificar a presença de teias. Não deixe as roupas de cama encostadas no chão. Entulhos ou materiais acumulados próximos à casa, ou pior, encostados na casa, também devem ser evitados. No período de calor, o cuidado deve ser ainda maior, porque elas ficam mais agitadas. EP: Em caso de picada por aranha-marrom, qual procedimento deve ser adotado? PF: Os primeiros socorros são la-

var o local com água e sabão abundantes, colocar um pano molhado com água fria no local da picada e ir imediatamente a alguma unidade de saúde, para evitar correr riscos mais graves. Geralmente, a medicação é um soro específico, que minimiza os efeitos e funciona muito bem no combate à picada.

primeira vez que um composto no combate à aranha-marrom apresentou baixa toxicidade ao ser humano, ao meio ambiente e a outros animais. O sucesso do estudo também está na

Mais informações sobre prevenção e cuidados no site www.aranhamarrom.net

12

Foto: UFPR

SERVIÇO

FEVEREIRO 2014


roteiro O Festival de Teatro de Curitiba chega à sua 23ª edição com mais de 400 espetáculos, sendo 39 montagens na Mostra e cerca de 390 no Fringe. O evento, entre os dias 25 de março e 13 de abril, abre a programação anual das artes cênicas nacionais. Na Mostra 2014 estão confirmadas nove estreias nacionais e seis atrações internacionais. O Guritiba volta a fazer a alegria cultural das crianças com uma programação recheada de musicais, enquanto o Gastronomix, sob o comando do chef de cozinha Celso Freire, leva a alta gastronomia para os jardins do Museu Oscar Niemeyer. O Risorama e o Mish Mash garantem o riso solto, a mágica e o ilusionismo no Park Cultural, do ParkShoppingBarigüi. Na foto, Àfricas, que fez parte da Mostra Baiana do Fringe em 2013, com curadoria de Wagner Moura.

Foto: Susan Sampaio

Teatro na rua

Foto: Ricardo Almeida/ANPr

Paranaguá ganhou mais um atrativo turístico. Em um espaço de aproximadamente dois mil metros quadrados, o Aquário Marinho, inaugurado em janeiro, abriga cerca de 500 animais de diferentes espécies, a maioria encontrada na orla paranaense. Dividida em três pavimentos, a estrutura conta com 23 tanques, biblioteca, auditórios, mirante e jardim. Até o final da temporada de verão, o aquário abre todos os dias, entre 10h e 20h. Com o início do ano escolar, o horário de funcionamento passa a ser das 10h às 18h, fechando às segundas-feiras. Os ingressos custam R$ 20 para adultos, R$ 15 para crianças e R$ 10 para idosos e aposentados.

Foz do Iguaçu

Foto: Kraw Penas

Gincana de leitura

FEVEREIRO 2014

Paranaguá Diferente do ano passado, quando os desfiles dos blocos de carnaval de Paranaguá aconteceram após a Páscoa, a festa este ano está marcada entre os dias 28 de fevereiro e 4 de março. A programação de folia inclui desfile de blocos carnavalescos, desfile de blocos de sujos e foliões, tradicional baile do “Vermelho e Preto” e “Vermelho e Branco”, além de bailes públicos na Avenida Arthur de Abreu, no Centro. Informações: (41) 3420-2940.

Aquário Marinho

Com o objetivo de motivar a prática da leitura como forma de lazer, a Seção Infantil da Biblioteca Pública do Paraná promove uma gincana de leitura para crianças entre 5 e 12 anos, com direito a premiação e certificado, até o dia 28 de fevereiro. Cerca de dez livros infantis para cada faixa etária estarão disponíveis para empréstimo e/ou leitura na própria seção. Após a leitura das obras, cada participante deverá responder a um questionário de dez perguntas sobre os livros lidos e, se desejar, realizar trabalhos artísticos na seção para aumentar sua nota. A premiação da gincana acontece no dia 14 de março, na própria Seção Infantil, a partir das 15h. Os três primeiros colocados receberão brindes e troféus. Mais informações: (41) 3221-4980.

Carnaval 2014

Na Terra das Cataratas, o Carnafalls 2014 está previsto para acontecer de 1º a 4 de março. Neste ano, a festa contará com concursos de blocos carnavalescos, marchinhas de carnaval, fantasia infantil e infantojuvenil e a escolha da rainha e musa do Carnaval. A novidade será o 1º Concurso Municipal de Marchinhas Carnavalescas. Informações: (45) 3521-1511. 13


comer bem

Sanduíche natural light

A

s altas temperaturas das férias de verão, mesmo que estas estejam chegando ao fim, continuam sendo um convite a refeições leves e práticas. Nesse contexto, os sanduíches naturais são opções que saciam a fome e combinam com os dias quentes. As variedades de pães, recheios e complementos permitem os mais diversos formatos, atendendo a todos os gostos. Porém, se a preferência for por uma refeição realmente light, o ideal é escolher itens de origem vegetal, segundo indica a nutricionista Ana Daniela Lima, da rede de franquias paranaense Tropical Banana. No estado são 14 lojas espalhadas por Curitiba, São José dos Pinhais e Londrina. A primeira dica é optar por folhosos (rúcula e alface) ou ainda a cenoura e o tomate. Como opções de carnes menos calóricas estão o kanikama e o peito de peru. A sugestão de complemento é o iogurte natural. “Com essas escolhas, é possível montar um sanduíche saboroso e nutritivo”, garante a profissional. Na Rede Tropical, o diferencial está na personalização do sanduíche natural. Além da variedade de pães (centeio, integral e multigrãos), estão disponíveis quatro tipos de carnes (frango, atum, peito de peru e kani-kama), quatro complementos

guia de restaurantes

(iogurte natural, requeijão light, maionese light e azeite de oliva) e ainda 15 acompanhamentos (alface, cenoura, tomate seco, abacaxi, ricota, entre outros). O cliente pode optar por um tipo de pão e carne, quatro opções de acompanhamentos mais um complemento. “Os itens e o sabor vão depender do gosto de cada pessoa, mas em geral todos os ingredientes se combinam”, diz Ana. O sanduíche custa R$ 10,90.

Faixa de preço por pessoa Refeição com couvert, um prato de custo médio, sobremessa, água mineral e serviço. $ até R$ 30,00 $$ de R$ 31,00 a R$ 70,00 $$$ de R$ 71,00 a R$ 100,00 $$$$ acima de R$ 100,00

Tostadas No cardápio do Jungle Juice, em Curitiba, o sanduíche natural pode ser tostado. Nesse formato, o pão integral é prensado na chapa e tem duas opções de recheios: peito de peru e queijo minas (R$ 21,90) ou peito de frango, molho de tomate e queijo minas (R$ 19,90). Para quem optar pelo sanduíche natural tradicional, a dica da casa é experimentar a versão Itália, que leva pão baguete natural (fermento biológico e não químico), peito de frango grelhado, alface, queijo emental e cottage. O valor é de R$ 18,90.

Símbolos acesso para deficiente físico, área de recreação para crianças, wi-fi, estacionamento, delivery, manobrista, ar-condicionado

SERVIÇO

Cartões de crédito, débito e refeição cc: A American Express, D Diners M Mastercard, V Visa cd: M Maestro, R Rede Shop V Visa Electron cr: S Smart VR, SP Sodexho Pass TR Ticket Restaurante, VV Visa Vale

Antonina Brisa do Mar

Especialidade: frutos do mar Funcionamento: diariamente, das 9h às 24h Endereço: Rua Heitor Soares Gomes, 88 (Centro) Tel.: (41) 3432-0252 Pagamento: cd e cr – todos Sugestão da casa: linguado à Moda da Casa.

Serve duas pessoas. R$ 70. $$

Casa Verde

Tropical Banana

www.tropicalbanana.com.br Consulte a loja mais próxima.

Jungle Juice

www.junglejuice.com.br Rua Vicente Machado, 2.223, Curitiba Atendimento: aberto todos os dias, das 10h às 23h Tel.: (41) 3014-7561

Especialidade: massas e frutos do mar Funcionamento: de quinta a domingo, das 19h

às 23h, sábado e domingo, das 12h às 15h Endereço: Travessa Marinho Souza Pinto, 34 Foto: Divulgação Tropical Banana

(Centro) Tel.: (41) 3432-3612 Pagamento: cc e cd – todos Sugestão da casa: Sequência Ítalo Caiçara. Prato individual. R$ 42. $$

14

FEVEREIRO 2014


Guaratuba Casa Rosada

Especialidade: frutos do mar Funcionamento: diariamente, das

11h30 às 15h Endereço: Avenida 29 de abril, 397

(Centro) Tel.: (41) 3472-1644 Pagamento: cc e cd - todos Sugestão da casa: Prato Combinado

do Mar. Serve duas pessoas. R$ 106. $$

La Bodeguita

Endereço: Rua Visconde do Rio

domingo, das 11h30 às 15h

Especialidade: frutos do mar Funcionamento: de segunda a

Branco, 141 (Centro) Tel.: (41) 3462-1500 Pagamento: cc e cd – todos Sugestão da casa: Barreado. R$ 58, por pessoa. $$

Endereço: Praça Thomás Cheedan,

quarta, das 11h às 23h; de quinta a domingo, das 11h às 23h30 Endereço: Av. Paranaguá, 6.000 (Balneário de Betaras) Tel.: (41) 3452-6606 Pagamento: cc e cd - todos Sugestão da casa: Robalo na telha, com acompanhamentos. Serve duas pessoas. R$ 101. $$

Dom Carlos Especialidade: comida mineira e

frutos do mar

100, Rocio Tel.: (41) 3425-6422 Pagamento: cr e cd - todos Sugestão da casa: frutos do mar, acompanhado de maionese de camarão, arroz branco e molho de camarão ao palmito. Prato Individual. R$ 40. $$

Funcionamento: diariamente, das

11h às 16h Hotel Santa Paula Especialidade: frutos do mar Funcionamento: sexta, das 19h às 22h; sábado, das 12h às 15h e das 19h às 22h; domingo, das 12h às 15h Endereço: Av. Visconde do Rio Branco, 650, Brejatuba Tel.: (41) 3443-1299 Pagamento: cc e cd – todos Sugestão da Casa: Frutos do mar à Santa Paula. R$ 32 (individual). $$

Marina Morena Especialidade: frutos do mar Funcionamento: diariamente, das 11h30 às 24h Endereço: Av. Damião Botelho de Souza, 2.780, Piçarras Tel.: (41) 3472-3087 Pagamento: cheque e dinheiro Sugestão da Casa: Linguado à Romana. Serve 2 pessoas. R$ 96. $$

Porto Campelo Especialidade: massas, carnes e frutos do mar Funcionamento: diariamente, das 20h às 24h; e almoço quinta a domingo, das 12h às 16h Endereço: Rua Valdir Muller, 334 (Centro) Tel.: (41) 3473-3347 Pagamento: cd e cr - todos Sugestão da casa: Carpaccio de Salmão. Serve duas pessoas. R$ 38. $

Ilha do Mel Pousada Orquídeas

Especialidade: barreado e frutos do

mar

13h às 16h e das 18h às 22h

Cantina do Nono Especialidade: massas Funcionamento: diariamente, das 18h às 24h Endereço: Rua Albano Muller, 194 (Centro) Tel.: (41) 3453-1606 Pagamento: cc e cd – todos Sugestão da casa: Filé de mignon, fettuccine e ervas finas. Serve duas pessoas. R$ 62,90. $

Endereço: Praia de Encantadas Tel.: (41) 3426-9014 Pagamento: cc e cd - todos Sugestão da casa: Camarão na

Moranga. Serve duas pessoas. R$ 80. $$

Mar e Sol Especialidade: moqueca Funcionamento: diariamente, das

11h às 22h Endereço: Praça Valentim, Praia do

Farol Florida Especialidade: frutos do mar e

comida japonesa Funcionamento: terça (somente

almoço); de quarta a domingo, das 10h às 16h e das 18h às 23h Endereço: Av. Paranaguá, 4.346 Tel.: (41) 3452-7180 Pagamento: cc e cd - todos Sugestão da casa: Hot Filadelfia (oito unidades). R$ 20. $

FEVEREIRO 2014

O Celeiro Ecogastronomia Especialidade: produtos orgânicos Funcionamento: Abre aos sábados, domingos e feriados, a partir das 12h Endereço: Estrada do Anhaia, Morretes, s/n Tel.: (41) 3462-4308 Pagamento: Cartões de crédito e dinheiro Sugestão da casa: Escondidinho de Barreado. Serve uma pessoa. R$ 39. $$

Madalozo

Especialidade: frutos do mar Funcionamento: diariamente, das

Matinhos

Endereço: Rua Conselheiro Sinimbu, 57 (Centro) Tel.: 41) 3462-2264 Pagamento: cc e cd - todos Sugestão da casa: Barreado completo com frutos do mar. R$ 27,50, por pessoa. $

Tel.: (41) 3426-8021 Pagamento: cd e cr - todos Sugestão da casa: linguado ao molho

de camarão. Serve duas pessoas. R$ 78. $$

Morretes

Funcionamento: de terça à sexta, das 11h às 15h; sábado e domingo, das 11h às 16h Endereço: Rua Almirante Frederico de Oliveira, 16, Centro Tel.: (41) 3462-1648 Pagamento: cheque, cc e cd – todos Sugestão da casa: barreado com frutos do mar. Por pessoa. R$ 44,90. $$

Paranaguá

Casa do Barreado Especialidade: barreado Funcionamento: sábado, domingo e feriado, das 12h30 às 15h; outros dias da semana, jantar, com reserva para no mínimo 25 pessoas Endereço: Travessa José Antônio Cruz, 78 (Ponta do Caju) Telefone: (41) 3423-1830 Pagamento: cc e cd – todos Sugestão da casa: Barreado. Por pessoa, incluso a sobremesa. R$ 35. $

Armazém Romanus Especialidade: culinária regional variada Funcionamento: diariamente, das Restaurante Zattar 11h às 17h; sexta e sábado, Especialidade: frutos do mar das 19h às 22h Funcionamento: Abre de terça a

Cascavel Lusitano

Especialidade: Peixes Funcionamento: segunda a sábado,

das 18h às 24h Endereço: Rua São Paulo, 1853 Tel.: 45) 3223-1322 Pagamento: cc e cd - todos Sugestão da casa: porção de filé de

tilápia a milanesa. Serve três pessoas. R$ 30. $

Guarapuava

Okami Sushi House Especialidade: culinária japonesa Funcionamento: de terça a sábado, das 19h às 24h Endereço: Rua Dezessete de Julho, 899 - Trianon Tel.: (42) 3035-7721 Pagamento: cc e cd – todos Sugestão da casa: Salada Okami Sashimi. Serve uma pessoa. R$ 78. $$$

Foz do Iguaçu

Aroma e Tempero Especialidade: comida caseira Funcionamento: diariamente, das 11h20 às 22h30 Endereço: Avenida República Argentina, 814, Centro Telefone: (45) 3028-0409 Pagamento: cc e cd – todos; cr - v Sugestão da casa: Cardápio variado. Buffet livre. R$ 17. $

Tempero da Bahia Especialidade: comida baiana Funcionamento: de segunda a sábado, das 18h às 23h Endereço: Rua Marechal Deodoro, 1.228 (Centro) Telefone: (45) 3025-1144 Pagamento: cd – V, M Sugestão da casa: Moqueca Sete Mares. Serve duas pessoas. R$ 58. $

15


16

FEVEREIRO 2014

Revista Ecorodovias nº 36  

Confira a 36ª edição da Revista Ecorodovias Paraná, uma publicação para os usuários da Ecovia e Ecocataratas.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you