Issuu on Google+

Revista da

ASSOCIAÇÃO DOS SERVIDORES APOSENTADOS E PENSIONISTAS DOS MINISTÉRIOS DA PREVIDÊNCIA SOCIAL E DA SAÚDE EM PERNAMBUCO * FUNDADA EM 4 DE FEVEREIRO DE 1986

25 Anos 25 Anos de Satisfação da família ASAPIANA Perfis dos ex-presidentes

pág. 4 Asaps_jubileu_de_prata_8.indd 1

Homenagem ao corpo feminino

pág. 6

Fotos que ilustram a história da Associação

pág.pág. 7

6

Poesia em homenagem ao jubileu

pág. 8 2/2/2011 17:18:22


Revista da

2

O SURGIMENTO DA ASAPS – PE No ano de 1986, um grupo de funcionários aposentados teve a brilhante idéia de fundar uma entidade de Classe e no dia quatro de fevereiro daquele ano se reuniu no 5° andar do antigo INSTITUTO NACIONAL DE PREVIDÊNCIA SOCAL, INPS, no Edf. JK com o firme propósito de levar adiante suas idéias, no sentido de congregar os servidores aposentados e pensionistas do então Sistema Nacional de Previdência Social (SIMPAS), do qual faziam parte o INPS, IAPAS, INAMPS, DATAPREV, FUNABEM E LBA. Veja o que ocorreu naquela memorável reunião lendo a primeira ata da Associação.

ATA DA PRIMEIRA REUNIÃO DA ASSOCIAÇÃO “ Ata da primeira Reunião dos Servidores Aposentados do SINPAS. As 9 (nove) horas do dia quatro de fevereiro de mil novecentos e oitenta e seis, na sala destinada aos servdores inativos do Sistema Nacional de Previdênci Social em Pernambuco, situada no 3o andar do edifício sede do Instituto Nacional de Previdência Social, INPS, na Avenida Dantas Barreto, número trezentos e quinze, nesta Capital, realizou-se a primeira reunião dos servidores aposentados do Sistema Nacional de Previdênci Social - SINPAS. Inicialmente, foi posto em discussão o nome do local que tão oportuna e justamente cedido pela Superintendêndia Rigional. Por votação unânime dos participantes do encontro foi escolhida a denominação Eloy Chaves. Também por unanimidade de votos ficou deliberado a realização de reuniões quinzenais, sendo a primeira no dia dezoito do mês em curso. Em acolhimento a sugestão de um dos presentes sobre a conveniência de fornecimento do Boletim de Serviço da Direção Geral - B.S à sala Eloy Chaves, foi dada a Wanda Silveira e a Maria Neide Baracho a incubência de fazerem apelo em tal sentido a Coordenadoria Regional de Comunicação Social devendo, na oportunidade, ser também solicitado um fichário. Embora constasse da pauta do dia e houvesse consenso a respeito, ficou decidido que, só na próxima reunião, seria eleito um grupo de Trabalho para orientar as atividades da entidade em nascimento. Não sendo outro assunto levado a discussão, foram encerrados os trabalhos. E, para constar, eu maria Neide Nogueira Baracho, levarei a presente ata, que vai assinada por mim e por todos os demais presentes. Recife, 04 de fevereiro de 1986. Maria Neide Nogueira Baracho; Maria José Coelho Carneiro de Almeida; Vicente Sacramento Laís Reis e Silva Clenilda Queiroz de Oliveira Maria Rodrigues Regina Irene Pinto de Macedo” Na segunda reunião foram sugeridos dois nomes para a Associação. O primeiro “Quatro de Fevereiro” o segundo “Associação dos Servidores Aposentados da Previdência Social”. Só na terceira reunião é que foi escolhido o segundo nome proposto que permaneceu

Asaps_jubileu_de_prata_8.indd 2

até dezembro de 2002 quando passou a denominar – se Associação dos Servidores Aposentados e Pensionistas dos Ministérios da Previdência Social e da Saúde em Pernambuco, devido a reforma total do seu estatuto, permanecendo porém, com a mesma sigla (ASAPS – PE).

2/2/2011 17:18:37


Revista da

3

O OTIMISMO É O QUE ALIMENTA OS FORTES Estou assistindo a passagem do primeiro decênio do século vivido pela minha querida associação. Sei que não foram caminhos de flores. Também não foi uma caminhada de glórias. Alegrias e desencantos pontearam essa trajetória. Os associados que o digam. Sentiram na pele a dor da desilusão e na alma a iluminação de uma ideia que não vingou. É assim mesmo as quedas constituem combustível para quem se conduz à luz da verdade e da perfeição que são, sabemos todos, inatingíveis. Uma entidade de classe, como qualquer outra que congregue idealistas, se fundamenta em regras e se rege por estatutos básicos. Com a ASAPS não foi diferente. Nosso poder organizacional foi sem par. Passamos por todas as fases que dão inicio e vida a uma entidade classista. Essas providências, claro, foram animadas pelo espírito associativo dos que imaginavam criar um organismo de força e qualidade. Chegou o momento da escolha dos que iam presidir os trabalhos e lutas diárias. Tivemos a felicidade de ter como presidentes, associadas do sexo feminino. Foi como que o momento da gestação e depois, não sei se de nove meses, o nascimento feliz. Só as mu-

Asaps_jubileu_de_prata_8.indd 3

lheres têm esse privilégio da gestação e a qualidade de formatar o que é bom. E o fazem como criaturas humanas e agora o fizeram dando vida a uma entidade que se projeta para um futuro glorioso. Contamos com dois mandatos estatutários tendo como associadas nossas queridas representantes femininas. Neide Baracho e depois Irene Souto Maior, conduziram com acerto e entusiasmo a associação nascente. Em nenhum momento deixaram passar oportunidades que engrandeciam e elevavam a organização. Caminharam com dificuldade, é certo, mas levadas pela tenacidade de quem sabe o que quer. Foram anos bem vividos. Etapas superadas e proveitosas. A ASAPS nasceu forte e estava, com toda sua pujança, vencendo os caminhos tortuosos e obstáculos desestimuladores. Terminados aqueles mandatos do grupo feminino, exercidos com dignidade e honradez , seguiramse outros candidatos eleitos na forma usual. A escolha porém recaiu em associados da área masculina. Não tenho dúvidas, a herança deixada pela área feminina estava a altura da grandeza representativa da nossa associação. Havia interesse harmônico e coletivo para ver o ascendente futuro da ASAPS. Sebastião Araújo, João Torres, Manísio Resende e Gilvan Santos

com o mesmo empenho e filosofia defendidos pelas presidentes anteriores, tocaram pra frente a entidade querida e desejada de todos. Cada um a seu modo e aproveitando as chances que lhes chegavam às mãos, foi com carinho conduzindo e enriquecendo a ASAPS. Foram colhidos então novos frutos ao mesmo tempo em que sementes reprodutoras eram espalhadas. Providências e ações tomadas conduziram obter ao êxito esperado. Nova sede, novos equipamentos, biblioteca crescente, entusiasmo aumentado e metas alcançadas. Foi assim que se fez nascer e crescer uma entidade que saiu do otimismo e da força de vontade de um punhado de aposentados que não viu o tempo passar mas o preencheu de glórias e o valorizou com seu esforço e inteligência. Neste ano de 2011 assistimos a passagem do calendário, sim, mas também o virar de uma página da história de uma entidade de classe, otimista e valorosa aos olhos de quem a mantém e na perspectiva da colaboração dos aposentados que virão engrossar nossas fileiras.

João Vicente Torres

2/2/2011 17:18:38


Revista da

4

• Maria Neide Nogueira Baracho - Gestão l986 – 1987 Nasceu em 18/01/31, solteira, oriunda do Ex – IAPI. No INPS, exerceu a função de Técnica de Comunicação Foi Presidente do Grupo de Trabalho para formação da Associação. O que parecia impossível tornou – se realidade. As dificuldades foram inúmeras, mas, Neide, com sua equipe, trabalharam incansavelmente. Posteriormente foi eleita por aclamação para presidente executiva, renunciando ao cargo em 1987 por motivo de doença. Hoje se sente orgulhosa e feliz em ver junto com os demais colegas da Associação que ajudou a fundar completar 25 anos de existência

• Irene Souto Maior Cordeiro - Gestão 1987 – 1991 Nasceu em 25/12/30, viúva de Gentil Souto Maior Cordeiro. Oriunda do Ex – IAPI . No INPS, exerceu a função de Informante Habilitadora. É uma das pioneiras da associação e participou do Grupo de Trabalho que criou a ASAPS. Em junho de 1987, com a renuncia da Presidente titular, assumiu o cargo da Entidade até 1991. Foi na sua gestão que o Estatuto foi elaborado e aprovado. Promoveu varias excursões e palestras sobre temas diversos. No período de sua administração teve a grande colaboração entre outros a de seu marido Gentil Souto Maior Cordeiro, Admastor Primo de Oliveira e Rafael Falcão, este foi quem idealizou e mandou confeccionar as primeiras carteiras sociais da nossa Associação.

• Sebastião da Silva Araújo - Gestão 1991 - 1993 Nasceu em 07/12/18, casado com Maria do Carmo Sobral de Araújo, pai de uma filha: Maria Adelaide de Araújo Maliconico. deixou três netos e dois bisnetos. Faleceu em 100196. Oriundo do Ex – IAPI. No INPS, exerceu entre outros cargos o de Inspetor Regional. Foi o primeiro do sexo masculino a exercer o cargo de Presidente da ASAPS. Na sua administração tentou elevar o número de sócios. Todavia, não foi muito bem sucedido devido a grande recessão em que nos encontrávamos naquele momento. Sebastião Araújo sempre demonstrou o calor da amizade pela Associação e aos associados. Nas reuniões quinzenais, sempre que podia apresentava uma pessoa para palestra com temas variados como: saúde, situação da GEAP, etc.

Asaps_jubileu_de_prata_8.indd 4

2/2/2011 17:18:38


Revista da

5

• João Vicente Torres - Gestão 1995 - 1999 Nasceu em 22/01/25, casado com Nilda Lopes Torres, pai de quatro filhos: Pedro, Paulo, Fátima e Jorge, avô de 09 netos: Catarina, Maria Eduarda, Paulo Alexandre Sobrinho, Pedro Henrique, Ana Izabel, João Vicente Torres Neto, Eduardo, Juliana e Gabriela. Oriundo do Ex – IAPI. No INPS exerceu entre outras funções a de Inspetor de PB e Agente da Previdência Social. Eleito para o biênio 1995/1997, substituindo Manísio (que teve mandato de 1993/1995), foi reeleito em 1997. Torres, como é conhecido, com sua dedicação, conduziu a Associação para o caminho de lazer aos associados, proporcionando varias excursões, destacando – se as realizadas para Fortaleza/CE e Belo Horizonte/MG. Realizou em nosso Estado o III Encontro Nacional dos Servidores Aposentados da Previdência Social o qual foi realizado no Centro de Convenções em Olinda, com grande sucesso. Conseguiu que as mensalidades do associados vinculados ao Ex - INPS fossem descontadas em folha. Foi também na sua administração que a ASAPS desocupou a sala do edifício JK (antigo INPS) passando a funcionar provisóriamente no Edf. Evariste Galois na Rua Bulhões Marques.

• Manísio Lins Resende - Gestões 1993 – 1995 - 1999 – 2009 Nasceu em 05/04/37, casado com Romilda de Azevedo Resende, pai de quatro filhos: Cristiane, Roberta, Silvana e Luis Alexandre, avô de seis netos; Diogo, Lucas, Maria Luiza, Luis Alexandre Filho (Xandinho), Giovana e Ana Carolina. Iniciou sua carreia funcional com apenas 15 anos de idade no Hospital Getulio Vargas, Ex – IAPETC. No INPS, entre outras funções exerceu a de Coordenador Regional de Inscrição de Beneficiários e de Recursos de Benefícios. Exerceu quatro mandatos, o primeiro de 1993 a 1995 e de 1999 a 2009. Com sua experiência adquirida em outras entidades de classe, em seu primeiro mandato promoveu de imediato melhorar as finanças da Associação. Conseguiu junto ao Superintendente do Ex – INPS uma sala mais ampla para maior comodidade dos associados, adquirindo alguns bens moveis tais como: aparelho de ar condicionado, computador e frigobar. Criou o “BOLETIM INFORMATIVO”, hoje Jornal da Asaps. No ano de 1999 foi eleito mais uma vez e neste mandato conseguiu após muita luta o desconto em folha das mensalidades dos associados vinculados ao Ministério da Saúde (Ex – INAMPS) acabando com a inadimplência que era elevadíssima, aumentando substancialmente a arrecadação da Associação. Reformou o estatuto dando uma melhor dinâmica, fiscalização e abrangência à ASAPS. Participou com destacada atuação do terceiro ao décimo Encontro dos Servidores Aposentados da Previdência Social. Como Conselheiro da Geap, representando nossa Associação, participou de todos os encontros realizados nas regiões Norte/Nordeste e Nacional promovidos pela Fundação sempre atuante e defendendo os interesses dos assistidos daquela Entidade. Foi ainda na sua gestão que adquiriu, reformou e inaugurou a tão almejada sede própria, situada no 5° pavimento do Edf. Conde da Boa Vista na Av. Guararapes, 120 no centro da Cidade do Recife, o que considera uma de suas maiores realizações.

• Gilvan de Souza Santos - O atual presidente Nasceu em 04/06/37, casado com Geraldina de Holanda Santos, pai de 04 filhos: George, Gustavo, Giovani e Girlany, avô de 07 netos: Hugo, Emanuela, Giovana, Diego, Maria Eduarda, Gian Lucas e Maria Gabriela. Iniciou sua carreira funcional com apena 15 anos de idade no Serviço Imobiliário no Ex – IAPI. No INPS, entre outras funções exerceu a de Coordenador Regional de Recursos de Benefícios. Gilvan, procura sempre realizar entretimentos para os associados promovendo excursões, palestras sobre diversos assuntos, não deixando de lado a continuidade dos programas elaborados pelas administrações anteriores em prol do engrandecimento da ASAPS. Foi o responsável direto com a colaboração da diretoria pela organização e realização das comemorações do JUBILEU DE PRATA DA NOSSA ASSOCIAÇÃO.

Asaps_jubileu_de_prata_8.indd 5

2/2/2011 17:18:39


6

Revista da

Homenagem agem age ggem eem m ao a corpo corp orrpo orp orpo po fem ffeminino fe femin femi eem miiin m ini nniiin ino nnoo

No transcorrer desta etapa gloriosa da ASAPS, não se pode obscurecer a atuação das mulheres, amigas, colegas e batalhadoras. Cada uma a seu modo e com suas aptidões quer artesanais, quer intelectuais, emprestou sua colaboração e deu parte do seu esforço para o soerguimento e continuidade dos trabalhos desenvolvidos pela entidade. Não há dúvidas, a nossa Associação deve muito a essas colegas que, largando seus afazeres domésticos e se desdobrando de suas atividades do lar vieram até à sede da entidade trazer seu braço forte e sua coragem indomável. Não fora a atuação dessas guerreiras e não teríamos nós outros, vencido as etapas difícieis por que passamos. A mulher foi e é sempre uma entusiasta que sabe enfrentar problemas e apoiar nas horas amargas que a vida oferece. É assim no lar e também na entidade de classe que fizeram nascer e onde permanecem nas fileiras gloriosas. Não é sem razão que o Criador a colocou como braço forte e companheira inarredável do homem. A mulher cada vez mais se sobressai na sociedade justamente por ter sido assim forjada. Registramos os nomes dessas companheiras de lutas e ideal pedindo desculpas pela omissão de algumas, que por ventura tenhamos cometido: Maria Neide Baracho, Maria José Coelho Carneiro de Almeida, Lais Reis e Silva, Clenilda Queiroz de Oliveira, Maria Rodrigues Regina, Zenaide Cavalcanti de Lima, Irene de Morais Souto Maior, Hilda Marroquim de Queiroga, Dulce Marroquim de Queiroga, Berta Barroso Marques de Oliveira, Marinete Ratis, Célia Araújo Castelo Branco, Rosita Gomes da Silva, Maria Luiza Bezerra de Paiva, Glauce Maria de Albuquerque, Nizete Andrade de

Araújo, Dagmar Barbosa, Hilda Torres Montenegro, Iolanda Fragoso, entre outras. As mais recentes, se assim podemos classifica – las, pois há cerca de dez anos vêm participando e colaborando no dia a dia da nossa Associação, são: Maria Auxiliadora Menescal, Marta Maria Pinheiro Alves, Edna Correia de Mendonça, Wilma Ramos Carvalho e Irene da Conceição Pinto de Macedo. Resaltamos que esta última faz parte da diretoria desde sua fundação, até a presente data. Muitas dessas companheiras citadas exerceram funções nas diretorias que se formaram, mas a grande parte, na assembléia, aplaudia e estimulava as decisões tomadas. Seus votos e menções de apoio, foram valiosos e incentivadores, como que sangue valente num corpo austero e forte. Queremos igualmente homenagear algumas senhoras matronas, respeitadas que, como mãe de colegas nossas emprestaram seu apoio e sempre estiveram a frente das festas e comemorações realizadas pela ASAPS. São senhoras queridas: Escolhemos Dona Rosa, genitora da colega Irene Macedo, representando as demais, por ser a que quase se integra ao corpo feminino da entidade com suas qualidades de pianista e cantora. Acreditamos que é nosso dever prestar essa fraca homenagem a ala feminina da ASAPS por ser ela a estimuladora nas horas amargas e encantadora nos momentos de felicidade e êxito alcançados. Claro que elas, essas colegas indomadas, tinham parte na atuação da Associação, mas foi pela sua garra que conseguimos vencer batalhas e galgar degraus da glória. Nós, os demais associados, deixamos registrada nossa gratidão.

A MXM GRAFÍCA E EDITORA se congratula com a ASAPS – PE pela passagem do seu Jubileu de Prata. Temos a honra de contribuir e fazer parte de uma parceria que se iniciou no ano de 2002 com o Jornal da ASAPS-PE.

Parabenizamos a ASAPS-PE pela comemoração de seu Jubileu de Prata. Que através de sua diretoria, sempre buscou o melhor, no sentindo de qualidade de vida e bem estar dos seus associados. Orgulhamo-nos de fazer parte desta parceria. Viver Turismo

O Clube dos Previdenciários de Pernambuco, já quarentão, congratula-se com a sua co-irmã, a Associação dos Servidores Aposentados e Pencionistas dos Ministérios da Previdência Social e da Saúde em PE - ASAPS, pela passagem de seu aniversário de 25 anos — Bodas de Prtata, que ocorre no dia 4 de fevereiro de 2011. Assim de forma especialíssima manifesta a todos os dirigentes dessa ínclita entidade sinceros votos de continuidade de sucessos, pois em sentido amplo, tudo isso serve para engrandecer, e muito, a família previdenciária.

Asaps_jubileu_de_prata_8.indd 6

2/2/2011 17:18:40


Revista da

7

Nossa segunda sede no Edf. Evarist Galois Nossa primeira sede no Edf. JK

Reunião Solene do nosso 10o Ani

versário

sário

Reunião Solene do nosso 15 Aniver o

Nosso Auditório

Comemoração do nosso 20o Aniversário

Nossa sala de yoga

Nosso almoço de confraternização

Asaps_jubileu_de_prata_8.indd 7

Nosa sala de jogos

Nossa bibli oteca

nato

Nossa sala de artesa

2/2/2011 17:18:59


Revista dada Revista

8

POESIA

ASAPS – 25 AN0S Jubileu de Prata Poesia é um sentimento Que vem da alma sem maldade, Floresce num momento E desperta a felicidade... Hoje é um dia feliz Para todos nós presentes, Pelo acontecimento que condiz Comigo, com você, colega, Com a alma da gente. Quatro de fevereiro, dia de aniversário! O mundo está em festa Para todo Previdenciário Que tem uma Associação Envolvida em sua vida E sem querer, entregou seu coração... ASAPS – Associação dos Servidores Aposentados da Previdência Social! Simboliza: Companheirismo, dedicação, Amor não falta Para todos que conhecem a labuta Do dia-a-dia de 25 anos de luta, para festejar-nos este “Jubileu de Prata” (Colaboração da associada e poetisa Maria Luiza Bezerra de Paiva).

Asaps_jubileu_de_prata_8.indd 8

2/2/2011 17:21:25


Jornal Asaps - Jubileu de Prata