Issuu on Google+

MANIFESTO SeDA ___

IOS DA

M

NI

FI

CA

R

FÍC EDI

VIAS

SISTEMA

OS V I T E L CO

I N A

S E F

R A T

S O H N I M CA

SEMANA DE DESIGN, ARQUITETURA E URBANISMO

M A C

IN

S O H

PR

O J E

AC

E

O S S

T O S A

L T E

R N A

OB

E

ÇO A P S

S

T I V A

S

JE T O S

INTERVIR

REFLETIR

ROMPER

QUESTIONAR

DEB

IR DUZ PRO CO

HA

PR

OC

ES

TR

R

UIR

S

OL

DA DE

LUG ARE S

R OCUPA

PLATAFORMA

PA RT I C I P A ÇÃ

PA Ç O S

HA

RE

CK

EA

R

S

L A R

ES

TI M U

CI

ES

SO

NS

ATE

O

O hacker consegue ter acesso a informações codificadas por redes de computadores, através de caminhos alternativos, de maneira não convencional, para não dizer ilegal. Estas informações buscadas são de acesso restrito a um determinado grupo ou a uma pessoa e tem por objetivo conhecer e modificar o funcionamento do sistema.

Os sistemas que compõem a cidade estão sobre inúmeros questionamentos de insatisfação de seu funcionamento: onde estão nossos espaços públicos? Porque todas as vozes não são ouvidas? Quem realmente desenha as ruas? Onde estão as informações? Que produtos são esses que consumimos? O que é público é meu, seu ou nosso?

Que curvas são essas construídas? Onde está o homem na mobilidade? Nossas relações são apenas virtuais? Só há um caminho? Os espaços públicos de nossas cidades devem estar serviço de todos, com seu acesso livre e sem barreiras. Se há uma limitação dos passos de vivenciar a cidade, os caminhos existentes já não mais levam a lugar algum.

Devemos recodificaras desse sistema.

redes

São esses caminhos de acesso aos espaços que queremos refletir, questionar, debater e, principalmente, ROMPER / CORTAR /ABRIR / DANIFICAR. Hackear a cidade e construir novos caminhos para se chegar a todos os lugares.


Manifesto SeDA