Issuu on Google+

a import창ncia do uso de tecnologias educativas na biblioteca


“… de quinze em quinze minutos, são apresentadas novas aplicações, outros equipamentos e sistemas de comunicação. Os novos modelos de aprendizagem, tal como os desenvolvimentos tecnológicos, têm um enorme impacto nos jovens e nos seus comportamentos.” Lourense H. Das •

In Bibliotecas Escolares no século XXI: à procura de um caminho


fará sentido a afirmação?

… já não é nem BIBLIO nem TECA e no entanto faz cada vez mais sentido falar-se de BIBLIOTECA!


A biblioteca tem de contribuir para democratizar o acesso à informação e, como tal, terá de disponibilizar mais e novas tecnologias.


A biblioteca deve ser capaz de Garantir acesso rápido, tecnologia para recuperação e a transferência da informação. Participar em redes de informação locais, regionais e nacionais.


Neste propósito, a Internet é o símbolo do que a tecnologia tem de mais avançado ao viabilizar acesso imediato a uma quantidade inimaginável de informação ao alcance de um simples clic.


E tão importante quanto a velocidade e ou a quantidade, os recursos disponíveis através da Internet adquirem a dimensão de ferramentas capazes de proporcionar novas faculdades cognitivas.


Com o advento da Internet impõem-se novas formas de gestão das bibliotecas, novos modos de organizar a informação. Blogues, bases de dados, bookmarks, redes sociais…, são algumas das ferramentas que suportam as mudanças.


E surge um novo desafio…

As bibliotecas [e as suas equipas] terão de adaptar-se aos novos suportes da informação gerados pelas tecnologias emergentes, pois só assim serão capazes de responder à vontade de criar conhecimento pelos seus públicos.


E o maior dos desafios passa pela emergência de um novo modelo para a biblioteca: alterar o seu modelo de organização e funcionamento, pensado como auxiliar, para participante ativo no processo pedagógico.


E daqui decorrente…

O professor bibliotecário terá de ser um mediador disponível para ajudar os outros professores e os alunos a utilizar as fontes de informação, rentabilizandoas.


… e terá que possuir competências para selecionar informação personalizada para os utilizadores da biblioteca nos múltiplos suportes informacionais e não apenas os bibliográficos.


Assim‌.

Pensar a biblioteca como centro de aprendizagem passa por preparar um conjunto de iniciativas que ajudem a comunidade escolar a utilizar os meios tecnolĂłgicos disponĂ­veis.


E não menos importante: Optar pelas tecnologias que irão permitir à biblioteca melhorar os serviços que presta!


Com o fim de transformar a biblioteca num centro de aprendizagem, isto Ê, num espaço educativo interdisciplinar adaptado à diversidade das aprendizagens.


Vejamos algumas das tecnologias disponíveis e a função que podem desempenhar numa sociedade da informação, do conhecimento!


Agora chegou o momento de ousar , desfrutar e ter a atitude certa quanto aos erros que v達o surgir: n達o desistir!


biblioteca e tecnologias