Issuu on Google+

TOMB

RAIDER Desvendando uma her贸ina 1


2


“I make my own luck”

Tomb Raider The Last Revelations (1999)

3


Tomb raider - Guia Lara Croft muito sentido de qualquer forma. E “Laura” ganharia a mesma tônica que “Lara”. Assim, os desenvolvedores optaram por um nome um tanto mais nobre. Além do nome, a personagem já mudou um pouco de tudo: de roupas, de passado e até de volume - em especial o tamanho de seu busto – mas, diferente da geração silicone, Lara reduziu suas medidas. Porém, em meio a todos os altos, baixos e brigas com dinossauros, ela manteve-se sempre fiel ao seu princípio de origem: um tipo curvilíneo de Indiana Jones, com mais habilidade acrobática e um apreço pelo inusitado. Mais importante: Croft foi lavrada aos poucos, cada título adicionava não somente uma nova façanha, mas particularidades de personalidade e trechos de história pessoal. Lara é uma heroína praticamente perfeita: confiante e independente, raramente demonstra fraqueza ou medo, ainda mais em situações letais. Ela também é representada como uma moça que tem uma queda por armadilhas antigas e perigosas. E, apesar do físico invejável, Croft não é a típica loira de olhos azuis, mas morena, de olhos e cabelos castanhos (muitas vezes presos em um prático rabo-de-cavalo ou uma trança, demonstrando sua falta de preocupação com o visual, ainda que linda). Para ajudar a compor a personagem, um figurino acertado – a vestimenta de Lara é quase tão famosa quanto ela mesma: uma camisa regata feita de látex azul ou esverdeada, shortinho marrom ou cáqui, botas de escalada e meias brancas. Claro, isso sem contar as luvas sem dedos, um cinto, dois coldres nas coxas e uma mochila. Pode parecer um figurino extremamente simples, mas é isto que a fez despontar.

Conheça a história da personagem feminina mais famosa dos games Flávia Gasi - 25 de fevereiro de 2013

Sem receio da obviedade, é preciso

afirmar que Lara Croft é a heroína mais icônica da história dos jogos eletrônicos. Verdadeira realeza – Miss Croft é condessa – e musa, Lara é uma jovem arqueóloga, atlética, nobre e adoravelmente imponderada. Sua busca incansável por artefatos levam a aventureira a se em-

brenhar por terras enigmáticas e explorar cenários desafiadores, como tumbas e ruínas. Quem não gostaria de controlar um personagem assim? Mais do que isto, há poucas meninas que não deixariam um pouco as suas vidas de lado para encarnar Lara em alguma das suas aventuras. Lara Croft, por pouco, não se chamou Laura Cruise. Como a personagem é britânica, o “Cruise” do sobrenome não fazia 4


O grande objetivo era não pecar pelos excessos, para que Lara não pudesse ser categorizada em um arquétipo feminino ingênuo, nervoso ou sexy demais, logo de cara. Afinal, a heroína tem que ter espaço para as acrobacias, para diálogos mais interessantes e conforto para enfiar os pés na lama – literalmente. O que pode soar contrastante, e muito, com sua origem nobre – o que nos traz a um traço bem interessante do anti-herói: a possibilidade de “quebrar todas as regras”. Assim como Indiana Jones e seu chapéu Fedora e chicote, as roupas de Lara podem variar em algumas poucas fases, mas é a combinação de roupas de exploração, armas na mão e cabelos presos que a tornou um ídolo.

Ficha de Personagem

Nome: Lara Croft Título: Condessa de Abbingdon Nascimento: 14 de Fevereiro de 1968 Signo: Aquário Nacionalidade: Britânica Pais: Lorde Henshingly Croft; Amelia Croft, Condessa de Abbingdon Residência: Mansão Croft, Buckinghamshire Estado Civil: Solteira Educação: Colégio infantil (3 – 11 anos) Colégio WimbleTipo Sanguíneo: ABdon para garotas (11 – 16 anos) Internato de GordonsAltura: 1,75 toun (16 –18 anos) Faculdade na Suíça (18 – 21 anos). Cabelos: Castanhos Esportes: Tiro ao alvo, escalada Olhos: Castanhos Profissão: Escritora de livros de viagem (até Legend) ou arqueóloga (pós Legend) Filmes favoritos: Amargo Pesadelo; Aguire, A Cólera dos Deuses Música favorita: Clássica. Às vezes escuta U2 ou Nine Inch Nails Prato favorito: Feijões com torradas, culinária bem britânica. Medos: Talvez sua tia Corgi e seus cães dobbermann, e somente isto

Extras

5


6


7


A HISTÓRIA DE TOMB RAIDER

gem para o Himalaia, o avião passa por problemas e Lara é a única sobrevivente do voo, cujo manifesto de passageiros incluía a sua mãe. O mais impressionante, no entanto, foi que a pequena Lady Croft sobreviveu sozinha em uma viagem de dez dias para escapar as formações rochosas do Himalaia, considerado um dos ambientes mais hostis do mundo. Lara chegou a um bar na cidade de Katmandu, onde conseguiu ligar para o pai. Por muitos anos, Lara não deixou mais a presença do pai, o que levava a garota a viajar para localidades arqueológicas em família. Por conta de todo o tempo passado entre uma viagem e outro, a menina acabou terminando sua formação por meio de tutores privados. Claro, além dos tópicos comuns de uma educação mais formal, Lara também se tornou um tipo de pupila de seu pai. Aos quinze, o pai de Lara sumiu durante um trabalho no Camboja. Ela, e as autoridades responsáveis, investigaram o caso, somente para descobrir restos mortais que não podiam ser legalmente identificados. Por consequência, o título de nobreza dos Croft passou para Lord Errol

Lara Croft já teve duas biografias: uma

até o lançamento de Legend, e outra, atualizada. Aqui, vamos com a mais recente: A família Croft sempre viveu em abonança em uma mansão nos arredores de Surrey, Inglaterra. Em 1547, os Croft ganharam um título de nobreza pelas mãos do rei Edward VI e Lady Lara é a única membro da décima primeira geração de condessas de sua família. A heroína nasceu no hospital de Surrey´s Parkside, filha de Lady Amelia Croft e do arqueólogo Lord Richard Croft. Quando pequena, recebeu a melhor educação possível – dos três aos seis anos, ela frequentou a escola Abbingdon Girls School, onde ficou claro que Lara tinha um pé na genialidade. Mas foi com tenros nove anos que sua vida tomou uma guinada de gosto trágico. Durante uma via8


Croft, o tio de Lara. A garota não descansou até conseguir que a justiça passasse o título novamente para as suas mãos, mas, claro, depois de uma custosa batalha que dividiu toda a família. Miss Croft, como era previsto, decide seguir os passos do pai em sua carreira, e começa com o pé direito. Ela descobre 15 sítios arqueológicos de grande importância, que nunca haviam aparecido em nenhum outro texto da área. Porém, ao contrário de outros profissionais notáveis, os métodos de Lara são questionados por oficiais do governo, que já a chamaram de irresponsável a arrogante. Outros estudiosos afirmam que os métodos brutos de Lara e sua falta de documentação faz mais mal ao sítios que percorre do que mostra um avanço da arqueologia. Os mais maldosos chegam a sustentar que Croft furta itens importantes dos locais antes que outros arqueólogos possam ter a chance de vê-los e que ela não passa de uma supervalorizada caçadora de tesouros. Os tabloides babam como cães raivosos a cada nova “testemunha” contra Lara, mas, a verdade, é que ela é uma mulher que

sabe manter sua privacidade. Ela nunca deu uma entrevista sequer ou comentou publicamente os rumores associados ao seu trabalho. Talvez esta falta de informação seja o que leva à existência de um sem números de bibliografias não autorizadas deLady Croft. Muitos deles corroboram que Lara fez feitos incríveis, como descobrir dinossauros vivos no Congo ou infiltrar-se na famosa base secreta do governo norte-americano, a Area 51. A resposta oficial de Lara é que “estes livros são uma desgraça e obras totalmente terríveis de ficção”. Claro...

9


O criador de Tomb Raider Toby Gard, o homem por trás de Lara Croft, pode parecer peculiar para uma fatia masculina da população que transborda testosterona; afinal, ele queria uma protagonista bela, claro, mas nunca apreciou a exploração em cima da figura de uma "sex symbol". Para ele, Lara é uma

ção para o WGA (o prestigioso Writers Guild of America), na categoria videogame. Basta notar que a diminuição dos “atributos físicos” da personagem acontece com a volta gradual de seu criador. Toby Ward citou em diversas entrevistas que criou Lara Croft "para ser um tipo de Indiana Jones mulher. Na época, todos os protagonistas eram homens de queijo quadrado e olhos azuis. E a maioria das mulheres era do tipo vadia ou dominadoras... Lara é forte e sexy por conta das suas habilidades e não do seu corpo. Ela é misteriosa, até perigosa".

aventureira, antes de tudo. Tanto que, depois de criar o conceito do personagem e da série Tomb Raider, Gard não ficou nem um pouco feliz com o modo que Lara foi vendida em Tomb Raider II, a ponto de deixar o estúdio. A volta para o mundo de Miss Croft aconteceu lentamente para Gard. Apesar de ter dirigido Tomb Raider para Xbox, Toby foi contratado somente como um consultor para Tomb Raider: Legend. No próximo game da série, Anniversary, ele tomaria as rédeas novamente como designer do título. Mas somente em Underworld, seu talento como roteirista foi apreciado, quando recebeu uma indica10


11


A evo

12


olução

13


1996 - Tomb Raider

Tomb

Raider, disponível para PCs, Mac, Saturn, PlayStation, PDA e Nokia N-Gage. O primeiro game da franquia impressionou pelos gráficos e pela jogabilidade acrobática de Lara. A história narrava uma expedição em que a protagonista buscava um artefato misterioso a pedido de uma executiva, Jacqueline Natla. Lugares fantásticos The Lost Valley, no Peru; Tumba de Tihocan, na Grécia; Cidade de Khamoon, no Egito; Lendária cidade subaquática Atlântida Artefatos Atlantean Scion, Golden Idol, Eye of Horus, Seal of Anubis, Scarab, Ankh Vilão Jacqueline Natla, que contrata a heroína para encontrar um artefato, mas é, na verdade, uma das atlantes.

14


1997 - Tomb Raider II

Tomb Raider - Unfinished Business, expansão do primeiro jogo.

Tomb Raider II, disponível para PlayStation, PCs, Mac, PlayStation Network. A trama é envolvida por uma adaga poderosa, que poderia transformar seu usuário em um dragão, chamada Dagger of Xian. Lara não deve permitir que seu poder seja utilizado por pessoas menos merecedoras. Primeira aparição de Lara nos quadrinhos, que ocorreu na série Witchblade. A personagem seria vista em alguma edições até ganhar sua própria adaptação nas graphic novels. Lugares fantásticos As Grandes Muralhas da China; Opera House, em Veneza; Ice Palace, no Tibete; Temple of Xian, na China Artefatos Dagger of Xian, Seraph, Talion, Mask of Tornarsuk (na expansão) Vilão Marco Bartoli, líder do culto Fiamma Nera, que tenta localizar a Dagger of Xian para se tornar um dragão. Atriz A primeira atriz a dar voz e emprestar o corpo a Lara foi Shelley Blond. 15


1998 - Tomb Raider III

Tomb Raider III, disponível para PlayStation, PCs,

PlayStation Network. Quando o Dr. Mark Willard começa a escavar o local da queda de um meteoro milhões de anos atrás, estátuas Rapanui. Lara, claro, encontra-se em meio de um jogo de poderes. Lugares fantásticos Temple Ruins, na Índia; Crash Site, ao sul do Pacífico; Area 51, em Nevada; Lost City of Tinnos, na Antártica Artefatos Infada Stone, Eye of Isis, Ora Dagger, Element 115 Vilão Sophia Leigh, uma executiva que carrega o artefato Eye of Isis consigo,e é, aparentemente, imortal e imune a balas.

16


1999 - Tomb Raider: The Last Revelation

Tomb Raider: The Last Revelation, disponível para Dreamcast, PlayStation, PCs,

Mac, ePlayStation Network. O jogo mostra Lara jovem, com 16 anos, e apresenta seu professor de arqueologia, Von Croy, que comenta sobre o artefato de Íris. A protagonista, já adulta, deve desvendar uma guerra antiga entre os deuses egípcios. Tomb Raider: Toutes Les Musiques, CD com a trilha sonora da série. Série de quadrinhos de Tomb Raider e Lara Croft, roteirizada inicialmente por Dan Jurgens e com artes de Andy Park e Jon Sibal. Os acontecimentos das HQs não eram relacionados com os dos jogos, até a chegada de Angel of Darkness. Lugares fantásticos Temple Of Karnak, em Karnak; Pharos, Temple Of Isis, em Alexandria; City Of The Dead, no Cairo; As pirâmides de Gizé Artefatos Amulet of Horus, Armour of Horus, Iris, Ra Cartouche, Ba Cartouche, Golden Serpent, Golden Vraeus, Guardian Key, Hand of Orion, Canopic Jar, Scarab Talisman, Senet Rules, Sun Goddess, Timeless Sand, Pharos Pillar, Pharos Knot, Poseidon Tridents Vilão Werner Von Croy, ex-mentor de Lara, que busca vingança por ter sido abandonado no Cambodja, e está possuído por uma divindade. 17


2000 - Tomb Raider Chronicles

Tomb Raider Chroni-

cles, disponível para Dreamcast, PlayStation, PCs e Mac. O jogo se passa dias após os eventos de The Last Revelation, e acredita-se que Lara está morta. Durante seu funeral e na mansão da família, amigos relembram antigas aventuras da personagem, e estas são as fases do game, divididas em Roma, uma base russa, a Black Isle, e VCI Headquarters, em Nova York

Tomb Raider, lançado para Game Boy Color, que conta com uma nova história para a musa, focada na lenda da Nightmare Stone. Lara passeia por locações na América do Sul, incluindo um templo na Amazônia. Lugares fantásticos Coliseu, em Roma, Sinking Submarine, na fase da Rússia; Labyrinth, em Black Isle; 13th Floor, em Nova York Artefatos Philosopher's Stone, Spear of Destiny, Bestiary, Iris, Garden Key, God Stones, 18

Gemstone, Golden Coin, Demon's Heart, Iron Clapper, Bone Dust, Silver Coin Vilão Como se tratam de várias memórias, o título não apresenta um único vilão, mas mostra personagens novos e outros já conhecidos do público. Entre os malfeitores estão Vladimir Kaleta, Pierre Dupont e Sergei Mikhailov.


2001 - Tomb Raider: Curse the Sword

Tomb

Raider: Curse of the Sword, game para o Game Boy Color, que contempla os temas de magia negra e sacrifícios humanos. O título apresenta Madame Paveau, uma maga de Nova Orleans, que quer transferir sua consciência para o corpo de Lara.

Lara Croft: Filmes

Filme protagonizado por Angelina Jolie, em que a protagonista deve buscar a relíquia Triângulo de Luz, que tem o poder de alterar espaço e tempo. Na trama, a sociedade secreta Iluminati tem suas próprias razões para encontrar o artefato.

Lara Croft: Tomb Raider - A Origem da Vida, segundo filme protagonizado por Jolie, onde bandidos e aliados devem buscar a mitológica Caixa de Pandora.

2002 - Tomb Raider: The Prophecy

Tomb Raider: The Prophecy, exclusivo

do Game Boy Advanced, tem narrativa focada em uma profecia escrita no Tome of Ezekiel, que comenta sobre três pedras mágicas. Lara deve encontrá-las antes do culto Teg-du-Bhorez.

19


2003 - Tomb Raider: The Angel of Darkness

Tomb Raider: The Angel of Darkness,

disponível para PS2, PCs e Mac. Por conta de uma série de assassinatos, Lara é colocada frente a frente com o Alchemist e sua aliança que querem redescobrir as obras de arte Obscura Paintings. A protagonista é acusada de assassinar seu mentor e deve escapar da polícia, enquanto busca vingança contra o verdadeiro vilão. A trilha sonora foi divulgada juntamente com uma edição de colecionador. Lugares fantásticos The Serpent Rouge Tomb Of Ancients; The Sanctuary Of Flame; Louvre Galleries, na França; The Sanitarium; The Vault of Trophies, em Praga Artefatos Obscura Paintings, The Sanglyph, Periapt Shards, Obscura Engravings, Jackal Walking Stick Vilão Pieter Van Eckhardt, um alquimista negro, contratado por Werner para descobrir as Obscura Paintings. Também vale listar outro membro do The Cabal: Joachim Karel.

20


2006 - Tomb Raider Legend

Tomb Raider: Legend, disponível para PCs, PlayStation 2, PlayStation 3, PlayStation Portable, GameCube, Game Boy Advance, Nintendo DS, Xbox, Xbox 360 e celulares. O jogo abre com Lara ainda criança e aprofunda o passado da heroína. Depois, Lara parte em busca de artefatos rela-

cionados com a lenda do rei Arthur. Tomb Raider: Puzzle Paradox, jogo para celulares que usa de quebra-cabe ças e mesmo universo de Legend para atrair novos tipos de jogadores. Lugares fantásticos Ruínas de Tiwanaku, Bolivia; Waseda University, em Tóquio; Laboratório soviético, no Cazaquistão;

21

Cornwall, Grã-Bretanha; Nepal Artefatos Excalibur, Ghalali Key, Lancelot's Shield Vilão Amanda Evert, que, cheia de ódio por conta da morte de seu amante, une-se a uma entidade desconhecida.


2007 - Tomb Raider: Anniversary

Tomb Raider: Anniversary, disponí-

vel para PCs, PlayStation 2, PSP, Xbox 360, Wii, Mac OS X e PlayStation 3. O game conta os mesmos eventos do primeiro jogo da franquia, com poucas mudanças. Apesar de premissa e vilão continuarem os mesmos, há novos artefatos Tomb Raider: Anniversary ganhou um CD com a trilha sonora no título Re\Visioned: Tomb Raider Animated Series é uma coleção de dez curtas animados, lançados via website. Cos episódios contam com uma visão recriada de Lara e suas origens, e têm artistas de quadrinhos, animadores e escritores como Jim Lee, Warren Ellis, e Peter Chung como seus criadores. A atriz Minnie Driver empresa sua voz à musa durante os curtas. Artefatos Scion, Killer Whale Bottle, Kero Mug, Athenian Owl Figurine, Griffin-Head Protome, Mummified Cat, Horus Idol, Chalice of Torment, Torc of Embitterment

22


2008 - Tomb Raider: Underworld

Tomb Raider: Underworld, disponível Mac OS X, PCs, celulares, N-Gage, Nintendo

DS,PlayStation 3, PlayStation 2, Wii e Xbox 360. Sequência direta de Legend, o jogo mostra Lara em busca de sua mãe e da cidade mitológica de Avalon. Contudo, a protagonista encontra Niflheim, um dos mundos mundos da mitologia nórdica. A partir daí, o título foca-se em contos nórdicos. Lugares fantásticos Niflheim, The Ancient World, Tailândia; The Midgard Serpent e Land of the Dead, México; Valhalla; Helheim e Yggdrasil, no Oceano Ártico Artefatos Thor's Hammer, Thor's Belt, Thor's Gauntlets, Wraith Stone, Thrall artifact Vilão O título contém três grandes vilões, dois já conhecidos do público: Amanda Evert e Jacqueline Natla. Além de uma reconstrução de Lara, seu duplo, criado por Natla, e um oponente surpresa.

23


2010 - Lara Croft and the Guardian of Light

Lara Croft and the Guardian of Light, disponível para BlackBerry PlayBook Cloud, iOS,Android, Steam, PSN, XBLA. O game conta com Lara e Totec, o líder do Army of Light (exército da luz), contra um espírito antigo chamado Xolotl.

24


A RECONSTRUÇÃO DE UM MITO

25


Tomb Raider - Recomeço (2013)

Após 17 anos de sua criação, a série Tomb Raider parecia fadada ao gradual esquecimento, com suas instâncias cada vez atraindo menos jogadores. Ícone das heroínas nos videogames, Lara Croft originalmente conquistou seu espaço como aventureira em território ocupado quase que exclusivamente por homens, ganhou filme e status de sex symbol, mas envelheceu mal na mesma proporção em que seu número de polígonos aumentou. Visando reinventar a franquia, a Square-Enix e a Eidos tomaram a rota do "Begins",

criando um prelúdio que funciona ao mesmo tempo como um reinício para a combalida série. A mulher durona e curvilínea foi reinventada no jogo, intitulado simplesmente Tomb Raider, como uma jovem frágil, recém-saída da adolescência, ainda longe de adquirir as habilidades pelas quais ficou conhecida. A trama envolve uma expedição arqueológica em busca de ruínas de uma antiga civilização japonesa que, misteriosamente, naufraga depois de uma tempestade. Isolada de seus amigos, a jovem Lara vê-se lutando para sobreviver em minutos, fazendo valer cada lição que teve com seu mentor, Roth, também um integrante da expedição. Em um ambiente inóspito, lá vai a futura Tomb Raider aprender a caçar, enfrentar cultistas, escalar, melhorar nas armas e aperfeiçoar suas ferramentas.

26


A mecânica sem surpresas envolve elementos es-

tabelecidos tanto da franquia Tomb Raider como de outras séries de aventura e exploração. Em especial, a inevitável influência de Uncharted é sentida todo o tempo - uma recíproca honesta, já que Lara veio antes de Nathan (e Indiana antes de ambos, mas esse é outro caso). A trama é bastante linear, resolvida através de grandes áreas no estilo "sandbox". Há o que buscar pelos cantos - os clássicos artefatos de Tomb Raider - e alguns templos opcionais a serem resolvidos, mas o foco é mesmo na narrativa, que introduz aos poucos novas habilidades e ferramentas necessárias para abrir a próxima área.

27


Beatriz Mota Fonte de Pesquisa: Textos - Omelete Fotos - Google


Lara croft History