Issuu on Google+

Intera

EDITORA

R$ 21,00

revista

FRENTE & VERSOS

MARKETING EDITORIAL DIGITAL

#FAIL as gafes dos editores

o que acontece por aí...

OS ANOS 60

LITERATURA DELÍRIO

fotonovela

MERCADO originais, as bombas e-books, como vender

REVISTA.indd 1

CURTIR

top 5: os mais lidos

DO FUNDO DO BAÚ evolução do produto impresso

14/06/2012 19:35:10


Dr House, personagem escolhido por Sheridan Johns, um artista australiano que produz pinturas digitais fotorealísticas desde 2005 usando somente o Photoshop. Sua arte é tão perfeita que nos deixa a sensação de foto ao invés de imagem digital, mas não, acreditem, Sheridan é como um “rei” do Photoshop.

REVISTA.indd 2

14/06/2012 19:35:11


EDITORIAL PASSADO, PRESENTE, FUTURO.....

C

Como muita coisa boa já ficou pra trás no tempo (porém não no esquecimento), nessa primeira edição da Revista Intera vamos relembrar as primeiras revistas que surgiram no mercado editorial e também alguns títulos de obras que fizeram história na nossa cultura e deixaram exemplo para novos autores. Para não desmerecer o presente que nos guia até o futuro próximo da “Era e-book”, preparamos matérias bem atuais que vão analisar tanto como o marketing editorial funciona nas redes sociais quanto o impacto dos e-books nesse mercado. Além de uma matéria imperdível de como os originais são selecionados e todo o processo até um livro chegar às mãos dos leitores. Para descontrair, vamos mostrar algumas gafes de editores e redatores que passaram desapercebidas pelos revisores de texto; além de dicas de exposições, feiras culturais, curtas, filmes e livros do momento, e uma fotonovela de época de autoria da nossa leitora Marcela Barbato, 20.

Boa leitura! Paula Cleveland - editora

texto BEATRIZ CAMARGO pesquisa LUÍSA ONOFRE diagramação/edição PAULA CLEVELAND

3 REVISTA.indd 3

14/06/2012 19:35:12


REVISTA.indd 4

14/06/2012 19:35:15


SUMÁRIO

14 6 10 12 14 REVISTA.indd 5

MERCADO EDITORIAL Selecionando originais. E-books; estratégia de vendas. DO FUNDO DO BAÚ Veja como o produto impresso mudou!

18

FOTONOVELA Uma história diferente à cada edição.

20 CURTIR O que acontece por aí...

LITERATURA DELÍRIO Se delicie com as nossas dicas de livros.

ESPECIAL I N TERA Mkt Digital

22

#FAIL Como ninguém viu? Gafes de editores.

14/06/2012 19:35:15


MERCADO EDITORIAL

O

SELECIONANDO ORIGINAIS...

O Processo de seleção de originais acontece no Editorial da empresa. Primeiramente o editor tem de adquirir o material desejado por meio de encomendas ou escolhas. Essa escolha tem de estar baseada na profunda análise dos méritos e condições de vendas, além de possuir fatores que agreguem o material que será publicado ao catálogo da empresa. Ao ser recebido, o original passará pelas mãos de um profissional que irá analisá-lo de acordo com uma série de requisitos, o que inclui o perfil da empresa, qualidade do conteúdo, entre outros itens. Em um segundo momento, o editor e escritor se reúnem para decidir a melhor maneira de apresentar a obra. Dentro de uma editora, existem diversos setores que, em conjunto, são importantíssimos para a seleção de um original:

COMERCIAL. Atende o cli-

ente interna e externamente. É o responsável por contatar as livrarias e vender lotes das obras.

MARKETING.

Responsável pelas campanhas publicitárias, promoções e pesquisa de mercado. Além disso, também cuida da marca da empresa junto aos veículos de comunicação em geral através de Assessoria de Imprensa.

ORIGINAIS SOLICITADOS

GESTÃO. É quem cuida da

editora quanto empresa, responsável por questões de ordem jurídica e financeira.

ORIGINAIS NÃO SOLICITADOS

São minoria, entretanto as editoras recorrem à solicitação de originais quando almejam um tipo específico de material visando atender as necessidades da empresa. Uma das formas de solicitação é quando o editor dirige-se diretamente a um autor específico, geralmente conhecido e que já tenha publicado livros pela editora em questão, que escreva sobre determinado assunto. Nesse caso o gênero mais comum são os didáticos.

São os tipos mais comuns de originais nas editoras. Estes são enviados pelos próprios autores, novatos ou não. O envio não-solicitado de originais, manuscritos ou resumos é de inteira responsabilidade dos autores. Os originais e resumos recebidos não serão devolvidos e serão destruídos para segurança dos autores. As obras recusadas não são comentadas e não são dadas justificativas para essa recusa. Se a editora tiver interesse na proposta enviada, entrará em contato.

6 REVISTA.indd 6

14/06/2012 19:35:16


divulgação

COMPRA DE DIREITOS AUTORAIS DE AUTORES. Ocorre por intermédio de

agentes, que verificando o perfil das editoras em diversos países firmam um contrato cedendo os direitos de publicação do autor naquele país.

COMPRA DE DIREITOS AUTORAIS DE EDITORAS. Ocorre em feiras literárias e

O EDITOR. O editor é responsável por

grandes eventos, onde livros, cujo índice de vendas e aceitação do público são satisfatórios, são expostos. Atualmente, nesses eventos as editoras trocam contatos para, eventualmente, firmarem um acordo posterior. Mas nelas podem ocorrer também os leilões, onde títulos são vendidos às editoras que pagarem o maior preço por eles. Entretanto, essa não é a única forma. A cessão de direitos autorais pode ocorrer também entre editoras cujas outras vendas já foram efetuadas.

O AGENTE. Responsável por procurar e

LEILÃO. Menos comum, as editoras leiloam

pré-selecionar os originais que se encaixam no perfil da empresa e redigir um argumento com prós e contras sobre a obra em questão. Diante desses argumentos, analisa-se a possibilidade de publicação. encontrar novos talentos e levá-los a editora. Podem trabalhar para as editoras ou como autônomos.

suas produções, como livros de bolso, e a compradora tem o direito de reimprimir aquele título.

7 REVISTA.indd 7

14/06/2012 19:35:17


MERCADO EDITORIAL O QUE VOCÊ SABE SOBRE E-BOOKS?

A

Ao longo de sua existência, o livro sofreu diversas modificações no seu formato e em sua produção, as chamadas “evoluções do livro”. Atualmente, passa-se por um momento histórico que é considerado como a terceira evolução do livro: a chegada dos e-books. Este tende a modificar toda a estrutura do negócio de produção de mídia impressa, alterando as relações entre autor/ editor, livraria/editora e leitor/livro. A tecnologia desse suporte vem despontando promissoramente no mercado editorial contemporâneo. A facilidade da compra, a redução das prateleiras a um simples tablet ou e-reader, a resolução dos problemas de distribuição e de armazenamento são apenas alguns dos fatores que alegram aqueles envolvidos no ramo. Afinal, o que é um e-book? “Poderá dizer-se que um e-book consiste num conjunto que agrega um texto eletrônico codificado e publicado sob forma digital passível de ser descodificado através de um programa de leitura para livros eletrônicos; que deve poder ser adquirido seja através da Internet seja num suporte digital autônomo e que deve poder ser lido independentemente da conexão à Internet; e que necessita de ser integrável num dispositivo de leitura adequado para se tornar legível para um leitor”. - José Afonso Furtado, docente do curso de pós-graduação em Edição – Livros e Novos Suportes Digitais da Universidade Católica Portuguesa, em entrevista para o eBookPortugal.

No Brasil, os passos dessa nova tecnologia são mais lentos, o mercado é muito recente e ainda está em formação. Uma das grandes dificuldades é a digitalização do acervo. Outra, a inexistência de compras governamentais. Mas o futuro não é tão nebuloso assim. Recentemente, o Governo Federal comprou 900 mil tablets para serem usados em escolas – o que pode ser o início de uma etapa importante. Um ponto importante a se destacar é que as pessoas passam cada vez mais tempo on-line – e, consequentemente, leem cada vez mais textos on-line. É justamente a praticidade da internet somada ao papel crítico do leitor que garantem que os e-books serão uma ferramenta de incentivo à leitura.

Kindle. e-book da Amazon.

8 REVISTA.indd 8

14/06/2012 19:35:17


O

ESTRATÉGIAS DE VENDA DOS LIVROS DIGITAIS

Os livros digitais, não necessariamente, precisam de uma livraria própria devido a seu suporte. A primeira grande livraria online foi criada em 1995 por Jeff Bezos. No começo, os livros eram vendidos por email e depois pelo site. Hoje é conhecida como Amazon. Várias empresas tentaram obter sucesso com os leitores de livros digitais a partir de 1998, como o Ebook Rocket e SoftBook, e surgiram os primeiros fornecedores de e-books em inglês, como eReader.com e eReads.com. A Microsoft tentou emplacar o Microsoft Reader, porém fracassou. O mesmo aconteceu com a Sony em 2004 e em 2006, ao lançar o seu leitor Libri e seu precursor Sony Reader. Entretanto em 2007 é lançado o Kindle pela Amazon, disponibilizando 90 mil títulos para compra. O sucesso deste possibilitou o lançamento do Kindle 2 em 2009 e o Kindle 3 em 2010. Uma inovação do Kindle foi a tinta eletrônica que não cansa os olhos e imita o papel.

Como, por exemplo, o uso de diferentes tipos de negociação e de estratégias de venda para negociarem com seus clientes, e a busca de uma nova visão de mercado para a expansão dos negócios, como a busca de parceria para a divulgação e venda dos aparelhos eletrônicos que dão suporte à leitura do e-book.

Para obterem sucesso nesta demanda, uma série de mudanças se faz necessária, pois precisarão desenvolver habilidades variadas em seu ofício para se destacarem nas vendas do livro digital. O livro, antes de chegar a suas mãos, passa por diversos setores de uma editora. Depois de analisar os originais – manuscritos ou editados em outras línguas – o editorial identifica os títulos que gostaria de editar de acordo com as diretrizes editoriais da empresa. Depois disso, o setor responsável pela parte burocrática da aquisição (por vezes o editorial, em outras o comercial) verifica o necessário para a compra dos direitos da obra. A obra volta para o editorial, onde o texto é preparado para o lançamento. Setores como a arte do livro (capa e diagramação) e o marketing, trabalham em paralelo a esse processo, em muitos casos em empresas terceirizadas. Quando o livro está pronto, é chegada a hora de o comercial distribuir o livro entre seus clientes, com o apoio operacional da logística. A gestão é o conjunto de práticas que liga todos esses processos e departamentos. POR Beatriz Camargo

9 REVISTA.indd 9

14/06/2012 19:35:19


DO FUNDO DO BAÚ Essa seção traz para os dias de hoje produtos editoriais do passado. Partilhamos com vocês revistas, reportagens e livros que se tornaram “relíquias” por serem tão diferente do que temos hoje em dia...

MANCHETE. A revista manchete é uma

revista brasileira publicada semanalmente, surgiu em abril de 1952 pela Bloch Editores. Criada por Adolpho Bloch, o nome da revista remetia à emissora de televisão, a extinta Rede Manchete. Foi a segunda maior revista brasileira da sua época, perdendo somente para a revista O cruzeiro. ano 1963 / preço CR$ 5

CARETA. A revista Careta foi uma revis-

ta humorística brasileira que circulou de 1908 a 1960. Fundado por Jorge Schmidt e teve entre seus colaborados alguns dos melhores chargistas do país: Raul e J.Carlos (diretos e ilustrador exclusivo da revista até 1921). Entre algumas edições (para não dizer todas) era possível encontrar sátiras quais criticavam tanto a política na época quanto a sociedade.

10 REVISTA.indd 10

ano 1926 / preço 600 réis

14/06/2012 19:35:22


POR Beatriz Camargo

O CRUZEIRO. A revista O Cruzeiro foi

a principal revista ilustrada brasileira do século XX. Fundada por Carlos Malheiro Dias, começou a ser publicada em 10 de novembro de 1928 pelos Diários Associados de Assis Chateaubriand. A revista é considerada importante na história pela sua introdução de novos meios gráficos e visuais na imprensa brasileira, citando entre suas inovações o fotojornalismo e a inauguração das duplas repórter-fotógrafo. Entre seus diversos assuntos, a revista O Cruzeiro contava fatos sobre a vida dos astros de Hollywood, cinema, esportes e saúde. Ainda contava com seções de charges, política, culinária e moda. ano 1952 / preço CR$ 5

José Carlos de Brito e Cunha, conhecido como J. Carlos, (Rio de Janeiro, 18 de junho de 1884 — Rio de Janeiro, 2 de outubro de 1950) foi um chargista, ilustrador e designer gráfico brasileiro. J. Carlos também fez esculturas, foi autor de teatro de revista e letrista de samba. Fez histórias em quadrinhos com a negrinha Lamparina (imagem 1) , mas seus desenhos mais conhecidos sãos as figuras típicas do Rio de Janeiro, os políticos da então capital federal, os sambistas, os foliões no carnaval e, principalmente, a melindrosa (imagem 2), uma mulher elegante e urbana que surgia com a modernidade do século XX. Juntamente com Raul Pederneiras e com Kalixto formou o triunvirato máximo da caricatura brasileira da Primeira República.

IMAGENS divulgação

REVISTA.indd 11

11

1.

2.

A Negrinha Lamparina

A Melindrosa

14/06/2012 19:35:22


LITERATURA DELÍRIO

TOP 5

JOGOS VORAZES, recorde de vendas neste mês, é o primeiro da trilogia da autora Suzanne Collins. Um romance narrado por Katniss Everdeen que é chamada para os Jogos Vorazes, que são jogos anualmente realizados por uma metrópole tecnologicamente avançada chamada Capital, onde dois tributos (um garoto e uma garota) entre doze e dezoito anos, de cada um dos doze distritos, são sorteados para participar dessa batalha televisionada em que só um participante pode ganhar. O romance tem muita ação e surpresas, quem estiver PARA SEMPRE Kim e Krickitt Carpenter interessado é só comprá-lo e acom- começam sua história se conhecendo panhar essa trilogia emocionante. pelo telefone,graças ao amor pelo esporte.Nessa época estavam nos anos 90,e como a tecnologia não era tão moderna,o casal se comunicava pelo telefone,gastavam horas conversando e trocavam cartas.É visível a química entre eles e consequentemente logo se casam.O casamento é perfeito,até que o casal sofre um acidente e Krickitt teve várias complicações e entra em coma,depois quando ela acorda descobrem que perdeu toda sua memória.Assim 'Para Sempre' mostra as dificuldades que o casal leva para continuar o casamento,mas o amor entre ambos é maior e para quem gosta de romance o fim da história é bem satisfatório.

12 REVISTA.indd 12

14/06/2012 19:35:22


OP 5

POR Luísa Onofre IMAGENS divulgação

A CABEÇA DE STEVE JOBS é um livro escrito por Leander Kahney, que retrata da vida e personalidade de Steve Jobs. Pode ser considerado um livro de empreendedorismo ou de marketing. É dividido em oito capítulos que são: foco, despotismo, perfeccionismo, elitismo, paixão, espírito inventivo, estudo de caso e controle total. Esses capítulos mostram as fases da Apple e juntamente com sua vida, do homem que revolucionou a informática, o cinema de animação e a música digital.

ÁGAPE A palavra 'Ágape' significa amor incondicional e foi muito bem explicada pelo Padre Marcelo Rossi. Em seu livro com 12 capítulos com passagens bíblicas do evangelho de João Batista, que é ponto de partida para falar sobre os ensinamentos de Jesus.. Seu objetivo é levar a mensagem de amor pra todas as pessoas do mundo. AGAPINHO é a adaptação de seu best-seller com assuntos que se inserem na personalidade de uma pessoa com uma boa formação cidadã: verdade, justiça, perdão, bondade, solidariedade e confiança. Além disso, Padre Marcelo fez uma oração para as crianças, no final de cada capítulo e uma oração para elas.

13 REVISTA.indd 13

14/06/2012 19:35:23


ESPECIAL INTERA

MARKETING EDITORIAL DIGITAL 14 REVISTA.indd 14

14/06/2012 19:35:23


Em pleno século XXI, é inviável tentar evitar a inovação. E o Marketing editorial nas Redes Sociais, é o futuro dessa nova geração.“ Prof. Roberto Fiori

Devido à conectividade de, em média, 75% da população, o mercado editorial progrediu seu marketing se adaptando aos “passos” que seu consumidor segue. Desse modo, se posiciona a frente de onde o consumidor está prestes a olhar. As vendas online ou as ações de marketing tem sido crescente no mercado, principalmente com o auxílio das redes sociais, que geram uma linha de comunidades comuns aos seus usuários, desenvolvendo uma divulgação online para atrair determinada estrutura social que estará em conjunto nas redes sociais por partilharem dos mesmos valores e objetivos. O leitor-consumidor procura sua mercadoria pela mídia mais acessada atualmente, ou seja, a internet. Ele vai procurar por promoções, sorteios ou materiais interativos que o estimule a consumir. E, portanto, o Marketing Editorial nas Redes Sociais têm sido essencial para as Editorias atualmente, pois além do resultado positivo, esse tipo de mídia traz um retorno acelerado para o nome daquela empresa.

POR Beatriz Camargo IMAGENS divulgação

15 REVISTA.indd 15

14/06/2012 19:35:23


ESPECIAL INTERA

A

As editoras se consolidaram em um grande mercado no Brasil e procuram atrair consumidores a cada dia. Para isso, as editoras estabelecem uma relação com o seu leitor – consumidor. Essa relação nada mais é do que uma pesquisa de mercado, que gerará um marketing editorial que auxiliará a pré-produção de um produto, assim como seu formato, sua dimensão, concorrência e tendências a serem seguidas. Além de gerar promoção, planejamento de vendas e pontos de distribuição à fim de detectar seu público alvo e atingir o mercado em assentimento com a política geral da empresa.

As redes sociais são uma ferramenta eficiente para quem deseja manter um relacionamento com outras pessoas que possuem os mesmos interesses e poder assim, trocar informações e construir conhecimento. É um mecanismo que além de gerar conteúdo, cria redes de relacionamento através da interação social proveniente do compartilhamento dessas informações, os chamados laços sociais. O tipo de comunicação que caracteriza as redes sócias é o Many-to-Many (do grosso, “de muitos para muitos”) no qual, todos podem ser emissores e receptores simultaneamente. Esse tipo de marketing social é funcional porque ele se baseia na construção de uma comunidade.

16 REVISTA.indd 16

14/06/2012 19:35:23


Muitos investidores e empresas utilizam dos recursos da internet por conta de ser um meio de comunicação bem sucedido, eficiente, lucrativo e que obtém resultados visíveis.

Por exemplo, em mídias sociais mais conhecidas, o leitor-consumidor vai buscar na página no Facebook de uma editora anúncios de um lançamento, ou no Twitter, procurando por promoções ou sorteios para ganhar tal livro. Entretanto, nesse mercado, o leitor pode até mesmo buscar na rede social Skoob uma indicação de um livro e, depois, ir buscar promoções ou materiais interativos do mesmo, para assim consolidar uma opnião sobre o livro e, futuramente, comprá-lo. Quando as ferramentas de Marketing são aplicadas à produção de conteúdo para os mais diversos veículos, temos em mão uma “arma” valiosa de criação de vantagem competitiva e uma análise online de “linha comum” dos consumidores.

O Marketing digital é resultado da explosão da bolha, a qual empresas com foco nesse tipo de marketing começaram a lucrar em ritmo acelerado, e pela desvalorização inesperada que quebrou o mercado por conta da má estruturação de algumas empresas.

Portanto, o mercado editorial nas redes sociais é o resultado mais coerente dado por uma pesquisa de marketing bem realizada, a qual transparece que o leitorconsumidor quer buscar nas redes sociais atrativos para consumir tal livro, independente de ser impresso ou digital.

17 REVISTA.indd 17

14/06/2012 19:35:23


FOTONOVELA

EU TE AMO QUERIDA!

EU TAMBÉM...

aH, IzABELLA ele é tão preguiçoso! Nunca quer sair, não se arruma e a cada dia está mais gordo. tenho vergonha de namorar um homem assim...

ROSALINA, SE VOCÊ NÃO ESTÁ FELIZ, NÃO ADIANTA CONTINUAR UM NAMORO NAS FARsAS SÓ PARA AGRADAR SEUS PAIS. SÓ SAIBA QUE ELE TE AMA.

oh, NÃO!

ROSALINA, ROSALINA! OLÁ!

Mas, rosalina, eu posso mudar, eu posso melhorar.

ARIOSTO, PRECISAMOS CONVERSAR...

Ariosto, eu não quero mais ficar junto a ti. Sei que este é o seu jeito, mas você não se arruma, nunca me dá presentes e, sabe, eu sou uma mulher, eu gosto dessas coisas, me desculpe.

será que é o meu peso?

você não sabe o que está....

chega! Eu já sou adulta. Eu não quero mais namorar um menino. Eu tenho vergonha de você!

Não acredito! Ela tem vergonha de mim! Depois de tudo o que eu fiz de bom...

DIAS DEPOIS...

Isso não ficará assim... Irei reverter a situação!

18 REVISTA.indd 18

14/06/2012 19:35:31


Um buquê de rosas colombianas, por favor. OBRIGADA!

Quero este maravilhoso chocolate belga. Embrulhe pra presente, por favor.

ótimo, deixarei aqui e é só tocar a campainha. OH MEU DEUS! QUEM SERÁ O CAVALHEIRO QUE DEIXOU-ME ESTAS COISAS TÃO BELAS?

Qu eu erida por mud Rosa Vo que v ei. Mlina, de cê sent ocê p udei e mim. Dia verg ediu. ag o choc eixo flonha qu radecer olate ores a e você m o e para vo vida. e deu stalo qu cê enconEspero para queemte mertre alguéque e ame eça e m eu, c o m Aroiosou. sto

Querida Rosalina, eu mudei. Mudei porque você pediu. Você sentia vergonha de mim. Deixo flores e o chocolate para agradecer o estalo que você me deu para a vida. Espero que você encontre alguém que te mereça e eu, que me ame como sou. Ariosto

“O tema desta fotonovela é inspirado na Commedia Dell’Arte e como dois bons enamorados, é bem açucarada mas também completamente inesperada... Ariosto sente um amor incondicional por Rosalina, mas algumas atitudes dele, acabam interferindo na relação dos dois. Apesar de Rosalina também amar seu par, se incomoda muito com o fato de ele estar sempre acomodado à uma vida desleixada. Criado pelo pai, Ariosto nunca foi muito cuidadoso com a aparência e nunca se preocupou com o rumo que sua vida tomava. Já Rosalina, era uma garota bem madura para sua idade, pois passou mais da metade de sua infância convivendo apenas com adultos.” MANDE SUA HISTÓRIA E POR Marcela Barbato, 20 ELA APARECERÁ AQUI NA NOSSA PRÓXIMA EDIÇÃO!

POR Paula Cleveland REVISTA.indd 19

19 14/06/2012 19:35:35


CURTIR LIVRO. Lançamento do livro “Por isso a gente acabou” da Companhia das Letras, pelo autor Daniel Handler. O autor foi até a estação Grand Central conversar e brincar com as pessoas que, naquela correria do dia-a-dia, contaram algumas histórias de desilusões amorosas. O vídeo faz o maior sucesso nos blogs literários e para os fãs, tanto do autor (mesmo autor das Desventuras em Série), quanto da própria Cia das Letras. E, consequentemente, deixou a maior ansiedade para o lançamento do livro. O livro conta a história de uma menina que está sofrendo com o fim do relacionamento e decide, então, devolver em uma caixa todos os objetos que lembram momentos que viveram juntos.

EXPOSIÇÕES. Andy Warhol – Superfície Polaroides A amostra que celebra os 25 anos da morte do artista da pop art ‘Andry Warhol’, apresenta ao público 300 imagens de glamour e pop que foram realizadas em seu estúdio e em noites que andava pelas ruas norte-americanas. As imagens variam desde composições até retratos de famosos. No Museu da Imagem e do Som Datas, horários e preços: de 4 de maio a 24 de junho / de terça à sexta, das 12h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h / R$4 (meia-entrada para estudantes e idosos).

“Jorge, Amado e Universal”. É comemorado este ano o centenário de Jorge Amado, portanto, a mostra abordará as fases da vida do autor, homenageando-as. Foi feita uma divisão em módulos temáticos que estará disposta da seguinte maneira: “Personagem”, “A Vida Política”, “A Miscigenação”, “A Sensualidade”, “A Bahia”, “A Fortuna Crítica”, “O Homem”, “As Festas Populares” e “A Cronologia e a Presença no Exterior”. No Museu da Língua Portuguesa Datas, horários e preços: de 17 de abril a 8 de julho (de terça a domingo) / das 10h às 17h / R$ 6 (inteira) - grátis aos sábados.

20 REVISTA.indd 20

14/06/2012 19:35:35


SHOWS. Cantor e compositor de várias vertentes da música popular brasileira, Thiago Varzé, apesar de ser um novo rosto, já vem fazendo história na música há anos. O intérprete fará três apresentações para divulgar seu álbum chamado “Outros Ares”, em três estados do Brasil no mês de Agosto. dia 03: Teatro de Manaus - AM dia 07: Solar Botafogo - RJ dia 30: Palácio das Artes - BH

Roberta Sá, cantora consagrada de MPB e ganhadora de vários prêmios no Brasil e afora, se apresentará com um repertório com músicas de Caetano Veloso e outros artistas do cenário brasileiro. No Sesc Pompéia Datas, horários e preços: dias 28, 29 e 30 de junho / quinta a sábado, às 21h30 / R$20,00(inteira),R$10,00(meia) e R$5,00 (associados ao Sesc Sp).

TEATRO. Comédia romântica adaptada do filme ‘Goodbye Girl’ por Edson Fieschi. É a primeira vez que o texto é encenado nos palcos com situações cômicas das relações humanas, por meio do envolvimento entre um homem e uma mulher com personalidades totalmente distintas. A Garota do Adeus promete divertir a noite paulistana. Com os atores Gabriela Duarte, Edson Fieschi, Júlia Gomes, Clara Garcia e Nilton Bicudo são dirigidos por Elias Andreato. No Teatro Renaissance Datas, horários e preços: 11 de maio a 05 de agosto de 2012 / sextas, às 21h30 (R$ 70,00), sábados, às 21h e domingos, às 18h. (80,00).

21 REVISTA.indd 21

POR Paula Cleveland IMAGENS divulgação

14/06/2012 19:35:37


#FAI L

“ERRAR É HUMANO” Não! Erros graves na mídia impressa são imperdoáveis, principalmente porque vários profissionais são responsáveis por revisar os textos uma, duas, três vezes e mesmo assim alguns destes “errinhos” passam desapercebidos. Nesta sessão temos a reunião de algumas pérolas que passaram despercebidas pelos olhos dos editores e revisores de texto. As chamadas gafes.

Segundo sites, em 2010, o livro “O Vencedor Só” de Paulo Coelho, foi lançado em sua versão em espanhol pela Editora Harpper Collings: “El vencedor está solo”; porém, na edição ocorreu uma gafe de trocas de letras no sobrenome do autor, e esta capa foi enviada para a impressão de uma quantidade x de impressões, que podem ser achadas com esse erro, em sites de compras, por exemplo.

Não se esqueça: quando for usar o photoshop, lembre-se de observar todos os outros lados da imagem e aplique photoshop neles também!

22 REVISTA.indd 22

14/06/2012 19:35:39


IMAGENS divulgação

Sensuais Censuais

x

Na nota de falecimento, podemos observar que “DELEGADO DA POLÍCIA CIVIL” está diagramado em caixa alta para remeter à um “3º título”. Essa foi exatamente a diagramação solicitada na nota, entretanto, esqueceram de apagá-la para a impressão do jornal. OPS!

Na edição do texto futebolístico acabou ocorrendo o improvável: o time perdeu dele mesmo.

Policiais

POR Luísa Onofre

Pulicais

x

23 REVISTA.indd 23

14/06/2012 19:35:40


Intercâmbio. A Universidade Anhembi Morumbi faz parte da maior Rede Internacional de Universidades, a Laureate. Sempre ampliando suas fronteiras para novas oportunidades em sua carreira profissional.

EDITORA

APOIO

Inscrições abertas vestibular 2º semestre 2012. Faça já a sua!

FRENTE & VERSOS

Uma universidade de fronteiras e mentes abertas.

REVISTA.indd 24

14/06/2012 19:35:45


Revista Intera