Issuu on Google+

Jornal Comunitário do Bairro Jardim Nicéia

Nicéia Bauru

Ano V

Edição nº17

Abril de 2013

Mariana Duré/Voz do Nicéia

Pág.5

Concluídas as obras de pavimentação do Nicéia

Bairro já registra cinco suspeitas de dengue Pág.4

www.vozdoniceia.wordpress.com

Caroline Braga, Lígia Morais e Marina Spada/Voz do Nicéia

Cuidado com a água parada! Pág.6

Mariana Durér/Voz do Nicéia

Projeto Bauru em Ação chega ao Jardim Nicéia Pág.3


2 Abril de 2013 Editorial

Voz do Nicéia Agora vamos às notícias boas! Esta é a primeira edição de 2013 do jornal Voz do Nicéia, e a equipe deste ano cresceu bastante, agora contamos com a colaboração de 28 estudantes da Unesp durante todas as fases de produção do jornal. Com esse grupo novo e cheio de ânimo, temos a intenção de estar cada vez mais presentes no bairro, ouvindo as sugestões de vocês, buscando explicações para os problemas, desenvolvendo atividades para as crianças do Nicéia. Então, desejamos um ótimo ano para toda a comunidade, e estaremos juntos trilhando esse caminho. Até mais! Equipe Voz do Nicéia

Horário de ônibus Unip / Makro Horário de saída do CENTRO - Dia útil 05:35 05:50 06:14 06:48 07:16 08:10 08:48 09:23 10:07 10:42 11:27 12:05 12:51 13:29 14:10 14:23 14:49 15:32 16:04 16:46 17:22 18:05 18:15 18:42 18:50 19:18 19:50 20:20 21:23 22:35 Sábado 05:45 06:10 08:38 09:13 12:19 12:49 16:31 17:45

06:28 09:46 13:29 19:00

06:59 10:22 14:03 20:11

07:33 10:57 14:20 21:21

08:05 11:38 15:17 22:30

Domingo/Feriado 06:20 07:24 08:32 09:40 10:48 11:56 13:04 14:12 15:20 16:28 17:36 18:44 19:52 21:00 22:08

EDNOR TELES Funilaria e Pintura 9184-0284 R. Francisco V. Dos Santos, 1-19

Câmpus /CTI: Horários saída do Campus - CTI - Dia útil 06:20 06:40 07:20 07:40 08:20 08:40 09:02 09:39 10:00 10:30 11:00 11:20 12:16 12:36 12:56 13:16 13:33 13:56 14:26 14:56 15:26 16:20 16:26 17:16 17:36 18:00 18:22 18:36 18:56 19:36 20:00 20:36 21:00 21:26 22:00 22:27 23:05 Sábado Horário saída: Câmpus - CTI 06:25 07:17 07:45 08:10 08:35 09:30 10:20 11:15 12:32 13:00 13:25 14:17 15:10 16:02 18:40 19:33 20:25 21:18 23:03

Jucelino carlos Pintor 9662-0383

Maria Cristina de Oliveira Compotas de doces 9737-3417

Nicéia

Jornal comunitário bimestral do bairro Jardim Nicéia, em Bauru-SP

Abril de 2013

Bairro recebe o projeto Bauru em Ação

3

Prefeitura Municipal leva ao Jardim Nicéia diversão, cultura e serviços M/Voz o Nicéia

O ano começou bem para o Jardim Nicéia. As obras de pavimentação do bairro e instalação das galerias pluviais foram concluídas, e o Centro Comunitário já tem um local para ser construído. Mas, algumas questões ainda preocupam os moradores: Poucas ruas foram asfaltadas, e os ônibus circulares pararam de entrar no bairro. Além disso, mesmo depois de terminadas, as obras não solucionaram o problema do acúmulo de água da chuva, tanto nas ruas quanto dentro das casas dos moradores. Por isso, a equipe do Voz do Nicéia foi buscar esclarecimento junto ao Poder Público sobre o fim das obras e a solução dos problemas ainda existentes, e as respostas estão nesta edição.

Voz do Nicéia

Projeto de Extensão Universitária Expediente Jornalista responsável Angelo Sottovia Aranha MTB-12870 Reportagem e Fotografia Amanda Moura Caroline Balduci de Mello Caroline Braga Elis Regina Campos Vasques Elisa Esposito Giovanna Hespanhol Letícia de Maceno Lígia Morais Marcos Cardinalli Maria Esther Mariana Caires Mariana Duré Marina Spada Moema Novais Rafael Ayala Edição Mariana Duré Diagramação e Edição de Arte Monique Nascimento Edição Geral Angelo Sottovia Aranha Coordenação do projeto Mariana Duré Equipe de audiovisual Beatriz Haga, Bibiana Garrido, Daniela Chiba, Giovani Vieira e Rodrigo Vieira Equipe de eventos Aline Pádua, Amanda Fonseca, Ana Navarrete, Catherine Paixão, Giovanna Falchetto, Lydia Souza, Tatiana Olivetto FAAC - Unesp Bauru Departamento de Comunicação Social Endereço: Av. Engenheiro Luiz Edmundo Carrijo Coube, 14-01 Vargem Limpa - Bauru/SP vozdoniceia.wordpress.com jornal.vozdoniceia@gmail.com Tiragem: 1000 exemplares Impresão: Fullgraphics Distribuição Gratuita

Moema Novais Mariana Caires Maria Esther

No dia 23 de março, os moradores do Jardim Nicéia tiveram um sábado agitado. A Prefeitura de Bauru, em parceria com as Secretarias Municipais das Administrações Regionais, Esporte, Lazer e Cultura, realizou o projeto Bauru em Ação. Essa foi a primeira vez que o bairro recebeu o evento, que tem o objetivo de promover atividades esportivas e culturais para os moradores. Entre as 9h00 e 17h00, todo mundo que compareceu participou de várias atividades gratuitas, desde cortes de cabelo a orientações com advogados da Ordem dos Advogados do Brasil. O dia foi cheio de atividades

para informar os adultos e divertir as crianças. A meninada participou de uma oficina de desenho oferecida pela EMDURB, recreações com o grupo de Educação Física da Faculdade Anhanguera e ainda aproveitou para brincar na cama elástica, no escorregador e no pula pula. Para os adultos, havia vários balcões de serviços como a troca e empréstimo de livros da Biblioteca Municipal, orientações do Conselho Tutelar, tira-dúvidas com a OAB e orientações para regularizar as moradias com a ajuda do Insituto Soma. A Secretaria Municipal de Saúde chamou a atenção para os cuidados bucal e nutricional. Pensando no bem-estar dos moradores, alunos dos cursos da área de saúde da Anhangue-

ra checaram a tipagem sanguínea, a pressão e o risco cardíaco. Quem esteve presente pode ainda cortar o cabelo com os alunos do Instituto Embelleze, conhecer os cursos do SENAC e PRONATEC e benefícios de transferência de Renda como o Bolsa Família. Já quem trabalha com comércio aprendeu como se regularizar, com a ajuda do Microempreendedor Individual, e como conseguir um empréstimo com o Banco do Povo. O morador Marcelo Batista vive há 27 anos no bairro e lembra que é a primeira vez que o evento ocorre. Já o secretário de Administrações Regionais, Levi Momesso, explica que "o projeto Ação Cidadania é uma união da prefeitura com as secretarias municipais e alguns outros par-

ceiros e pretende minimizar as diferenças entre as populações de diferentes bairros de Bauru". Ele confirma também a realização de outras quatro etapas do Ação neste ano, que vão acontecer em diferentes bairros. “Esse é um dia diferenciado em que a prefeitura vai ao encontro da periferia”, lembrou. E para alegrar ainda mais o sábado quente no Nicéia, o MC Thigor cantou músicas do seu primeiro cd, “A Caminhada Continua”. As letras dos raps já estavam na boca do pessoal e todos adoraram o som. Para ele, esse trabalho realizado nos bairros é muito importante, principalmente se o jovem é o enfoque, o que fica claro pelas mensagens de superação e dedicação de suas músicas.


4

Voz do Nicéia

Abril de 2013

Voz do Nicéia

Dengue, de novo

Menos da metade das ruas foi asfaltada, e ônibus não entra mais no bairro http://portaldoprofessor.mec.gov.br/

comunitários entrem em contato e ajudem a população, mas esse projeto leva muito tempo”. De acordo com o secretário, a dengue é um problema urbano agravado pelo lixo nas ruas, principalmente em época de chuvas quando a água se acumula em garrafas, pneus, recipientes etc. Assim, é importante evitar jogar

A pavimentação do Jardim Nicéia, concluída no início do ano de 2013, incluiu trechos das ruas Manoel Hermano, Lucília Albino Ferreira, avenida Antenor de Almeida, rua Dois, além da rua Valdemar Ferreira dos Santos, totalizando 13 quadras do bairro. Segundo matéria publicada no dia 7 de março no site da Prefeitura Municipal de Bauru, as obras já teriam sido concluídas, deixando de fora uma grande quantidade de ruas do bairro. O Voz do Nicéia procurou a prefeitura para obter mais informações a respeito das obras de asfaltamento e, segundo a

Secretaria de Obras, o asfalto teria sido providenciado apenas para as ruas por onde o ônibus passa, e que o restante de fato não será asfaltado. A Secretaria afirmou também que por conta da praça que será construída no centro do bairro, a prefeitura vai aterrar as duas quadras do local da construção e em seguida pavimentar o entorno da praça. Apesar de animador, o projeto não tem prazo para ser concluído. Os moradores do Jardim Nicéia aprovaram as obras de asfaltamento, mas informaram que, apesar de concluídas, o objetivo principal não foi alcançado: o ônibus circular não está descendo até o bairro, o

que dificulta a locomoção até a escola ou trabalho. Segundo a Emdurb, empresa responsável pelo transporte público da cidade de Bauru, os ônibus não estão descendo por conta de postes de luz instalados no meio da rua, que impedem a passagem dos veículos. No entanto, os moradores informaram que o ônibus escolar que leva as crianças para a creche passa pela mesma rua e consegue descer. Questionada sobre esse fato, a Secretaria de Obras respondeu que o dever de retirar os postes é da companhia de luz, mas que enquanto a prefeitura não pagar pelo serviço, a companhia não retira os pos-

tes, e assim não se soluciona o problema. Segundo a assessoria de imprensa da Emdurb, uma empresa foi contratada para executar a remodelagem do transporte coletivo de Bauru. “Toda a cidade está sendo mapeada pela empresa, bem como as linhas de ônibus, pontos, trajetos etc. Esse trabalho irá apontar as novas demandas do transporte público e qualquer alteração só será executada após a conclusão desse mapeamento, que deverá acontecer no início do segundo semestre. Com certeza , o Jardim Nicéia será contemplado com alterações para que o ônibus passe por dentro do bairro", adianta a assessoria.

lixo nas ruas, trocar a água dos pratos de flores por areia, não deixar água parada e ficar atento ao aparecimento de sintomas da dengue. A epidemia continua, e o melhor jeito de se prevenir é mudar o comportamento, continuando a cuidar do bairro e mantendo a limpeza das áreas públicas. Caroline Braga, Lígia Morais e Mariana Spada /Voz do Nicéia

Para denunciar focos de dengue: Poupatempo Disque Poupatempo: 0800 772 36 33 Av. Nações Unidas, 4 - 44, Centro (esquina com a Rua Inconfidência) Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8 às 17 horas, e sábado, das 8 às 13 horas.

Caroline Balduci de Mello

Carolina Balduci de Mello/Voz do Nicéia

A dengue não é uma doença nova. Assim como várias cidades da região, Bauru está passando por mais uma epidemia de dengue. O calor, a água parada e o lixo acumulado facilitam a reprodução do mosquito responsável pela transmissão da doença. Este ano, Bauru já registrou 1800 casos de dengue, principalmente na região oeste da cidade. Apesar da distância dessa área, o Jardim Nicéia não foge das estatísticas. Segundo dados da Secretaria de Saúde, até o dia 8 de março foram identificadas 5 suspeitas da doença no bairro, sendo que um caso foi confirmado e os outros quatro estão esperando o resultado dos exames. Apesar de não ser a área mais afetada da cidade, o bairro ainda não tem as condições necessárias para combater a doença. Em entrevista para o “Voz do Nicéia”,

o Secretário de Saúde de Bauru, José Fernando Monti, falou a respeito do desafio que a dengue representa para o governo: “A Secretaria se volta para os lugares focos da doença, já que não conseguimos fiscalizar todos os pontos da cidade. Por isso nos concentramos nos lugares de onde recebemos denúncias e reclamações da população”, explica Monti. A moradora Maria Cristina de Oliveira Souza está novamente com suspeita de dengue, e reclama da dificuldade de atendimento médico. “Ia ser muito bom ter um posto de saúde aqui no bairro. O único que a gente tem é o do Jardim Europa, que é longe. E como não tem ônibus pra lá, quem não tem carro tem que ir a pé”, disse Maria Cristina. José Fernando Monti confirmou a grande necessidade de se criar uma unidade de saúde no Nicéia: “Um posto de saúde personalizado permite que agentes

5

Obra de pavimentação concluída no Jardim Nicéia

Jardim Nicéia registra cinco suspeitas da doença Caroline Braga Lígia Morais Marina Spada

Abril de 2013

Vigilancia Sanitária 3235-1458 Rua Dr Lisboa Júnior, 2 66 – Centro Ou para mais informações: Secretaria da Saúde (14) 3232-8816 Rua José Aiello, 3-30 Qualquer tipo de lixo amontoado pode se tornar um foco do mosquito.

"A situação está melhorando", é o que pontua Camila Barros, de 19 anos, que ampliou sua casa mês passado e se mostra ansiosa pela construção do Centro Comunitário


6

Voz do Nicéia

Abril de 2013

Voz do Nicéia

Abril de 2013

Páscoa com macarronada e chocolates

Elis Regina Campos Vasques Letícia De Maceno Rafael Ayala Mariana Duré

Criançada se diverte pintando a unha e pulando com o coelho

Mariana Duré

??

?? ?? Tira Dúvida Amanda Moura Giovanna Hespanhol

Com os dias de chuva, algumas áreas do bairro ficam alagadas e formam buracos de água parada nas ruas. Alguns são tão grandes que parecem pequenos lagos e atraem as crianças para brincar. O problema é que essas águas têm mais perigos do que aparentam. A bióloga e agente de saúde e zoonoses Thaís Andrade Lima alerta que os problemas mais frequentes

nesses locais são doenças transmitidas por ratos através de urina e fezes. Duas doenças desse tipo são a leptospirose e a hantavirose. “É sempre preocupante mergulhar na água da chuva, principalmente quando empoçada. A leptospirose é perigosa no caso de contato direto com a água, e a hantavirose também pode ser levada pelo ar”, orienta Thaís. Causadas por bactérias que passam de animais para seres humanos, essas infecções entram no corpo pela pele ou por machucados, e se

céia. Dos menores aos maiores, todo mundo agarrava os doces e já saía correndo para comer em casa ou num cantinho longe dali. Assim foram se dispersando e pondo fim à festa da Páscoa do Nicéia. Nos restou, então, comer um belo prato de macarronada para recuperar as energias.

Poças de água? Cuidado! espalham pelo sangue. No Brasil, os de outras doenças, como a dengue, a ratos são os principais transmissores gripe, e a malária. Por isso, procure dessas doenças. um médico e não fique na dúvida. Não se deixe enganar pela doença! Será que é leptospirose? Se você está com febre alta, mal-es- E agora? tar, olhos vermelhos e manchas no Para o tratamento da leptospirose, corpo, pode ser leptospirose! Outros tome bastante água fervida e utilize sinais da doença são: cansaço, tosse, apenas remédios indicados pelo mécalafrios, náuseas, diarreia, desidra- dico. Além de evitar o contato com tação, meningite e dores muscula- poças de água, lave bem os alimenres, principalmente na panturrilha, tos, embale o lixo e não compartina cabeça e no tórax. Os sintomas lhe recipientes de comida com seus da leptospirose são parecidos com os animais.

Este ano, a equipe do jornal Voz do Nicéia está com o projeto de realizar alguns eventos no bairro, oficinas, cursos, aulas, pensando tanto nos adultos quanto nas crianças. Por isso, fomos às ruas para descobrir o que os moradores gostariam que fosse realizado no Nicéia: “Eu gostaria de ver cursinhos de crochê e de costura no Nicéia. Também me interesso por culinária e acho que esses cursos ajudariam bastante no desenvolvimento da nossa comunidade.” Cleuza Ramos, 42 anos

“Eu acho que cursos de corte e costura ou culinária seriam bem interessantes, ajudariam o nosso pessoal a gerar alguma renda.” Daniele, 23 anos

"Meus filhos mais velhos foram criados num projeto antigo que tinha aqui, e agora meu filho de 14 anos não tem lugar pra ir. Podia ter aula de circo, de teatro. Além disso, ir pra roça, ensinar elas a plantar." Vilma Lopes, 47 anos

“Se fosse para escolher um evento, eu escolheria um curso de beleza. Quero aprender a mexer com cabelo e maquiagem. Se esse curso existisse por aqui, com certeza eu faria!” Jéssica, 18 anos

"Precisava de alguma coisa para a educação de jovens e adultos, cursos, algo pra gente que ainda quer estudar. Trazer livros, gibis pras crianças." Cristiana Macedo, 24 anos

"Podia ter gincana pra gente ganhar uns brinquedos, burca (bolinha de gude). Ensinar a gente a fazer carrinho também". Marcos Antônio G. Mariano, 11 anos

Elis Regina Camps Vasques, Letícia De Maceno, Rafael Ayala e Mariana Duré/Voz do Nicéia

A Páscoa começou cedo no Jardim Nicéia. Às 9h00 da manhã já era possível encontrar crianças em frente à casa da dona Joana, onde as voluntárias preparavam inúmeras panelas de macarrão e molho vermelho. Lá fora, a diversão era pintar as unhas, na expectativa do almoço e dos doces. Chegamos - eu e mais dois voluntários trajando orelhas de coelho e óculos coloridos - e já fomos recepcionados pela criançada curiosa, encantada com a câmera que eu levava no pescoço e com nossos óculos e antenas, que distribuímos também para eles, depois de encontrar uma sacola cheia que sobrou do carnaval passado. Perto do meio-dia organizamos uma fila para servir a macarronada e os refrigerantes. Os

pequenos se sentaram no quintal da casa e se lambuzaram com o delicioso almoço, enquanto a garotada lá fora mal terminava de comer e já estava correndo para lá e para cá. Pediam para nós pularmos que nem coelhos, perguntavam dos chocolates e queriam saber, curiosíssimos, quem de nós tinha namorado ou namorada. Terminado o almoço, organizamos uma nova fila para os chocolates, e dessa vez o número de crianças se multiplicou. No começo havia cerca de 50, mas ao mencionar a palavra "doces" surgiram quase 200. O momento que tanto esperavam tinha chegado. Entregamos para eles copinhos de bala de goma, ovinhos de Páscoa conseguidos pela Joana, e saquinhos de doces arrecadados junto à equipe do jornal Voz do Ni-

7


Elisa Esposito e Marcos Cardinalli/Voz do Nicéia

8

Voz do Nicéia

Abril de 2013

Perfil Elisa Esposito Marcos Cardinalli

Marcos Vinícios, mais conhecido como Mc Vini Max, tem 22 anos e mora no Jardim Nicéia desde que nasceu. Cantor e compositor da banda Funk de Elite, ele concilia o serviço de ajudante de pedreiro com o funk. A banda começou com um grupo de amigos que se reunia para cantar junto aos moradores do bairro, dentre eles um cabeleireiro que tocava violão como acompanhamento. Foi quando tomaram gosto pela música e criaram as primeiras composições. As músicas que eles tocam são de própria autoria, todas autenticadas em cartório. Há um ano, a banda começou a se apresentar sem cobrar nada, tornando-se conhecida.

Marcos conta que no começo eles enfrentaram várias dificuldades, como shows vazios, falta de infraestrutura e reclamações dos vizinhos. "Nem todos os vizinhos apoiavam a banda, mas hoje eles pedem até pra gente tocar para eles", diz o cantor. A agenda da banda é cheia aos finais de semana: sábado tocam em uma casa de shows na região e aos domingos em diversos locais. Reúnem-se às sextas-feiras para ensaios e planejamento, agendando os próximos eventos. Já realizaram shows no Nicéia, com a participação de moradores do bairro e de outros locais da cidade. "Toda a comunidade se envolve, ajudam na montagem de palco e até caminham com a banda para os lugares dos shows", afirma Marcos. O grupo Funk de Elite toca para todas as idades, e já chegou a se apresentar durante o dia para o público infantil e à noite para o público

Mural

adulto. Muitas crianças veem na banda uma inspiração para seu futuro, e desde cedo começam a se envolver com a música. Os integrantes contam que gostam de trabalhar com o público jovem para mostrar a eles que existem outras alternativas de sustento que não as drogas, e até cedem espaço para que eles possam cantar junto durante as apresentações. "Estamos aqui para o público, pois sem ele não somos nada. Tudo está dando certo graças a ele", diz Marcos. Para dar continuidade a esse trabalho, estão a procura de patrocinadores, pois os equipamentos usados atualmente são cedidos para a realização dos eventos. A banda também pretende gravar um CD, o que exige um investimento muito alto. Quem quiser conhecer mais sobre o grupo, pode procurar no Youtube "Funk de Elite Bauru".


Voz do Nicéia - Abril 2013