Issuu on Google+


Apresentação A Revista The walking Herman primeira edição, enfim está pronta! Com uma estrutura simples e objetiva que busca chegar ao leitor de forma fácil e incisiva, graças à dedicação e trabalho da equipe de edição, revisão e elaboração, que não pouparam esforço (e tempo) para fazer sua elaboração, The Walking Herman ganha, enfim, cara e cor, e concretiza um projeto elaborado pela escola ETEC Takashi Morita, e pela disciplina de educação física. A Revista surge, portanto, como fechamento de um ciclo que durante três anos foram construídos pelas aulas de educação física de forma a concluir, sintetizar e reunir todo o aprendizado em apenas um lugar. Com apoio decisivo do professor Herman Schnabel, a revista vem oferecer matérias que abordam desde curiosidades esportivas e olimpíadas, até o stress cotidiano, com todos os textos diagramados e produzidos por alunos do terceiro ano “A”. Fora um árduo trabalho, mais enfim todo o esforço está concretizado. Assim, esperamos mais que entreter também informar e compartilhar com cada leitor esse conhecimento. Que você possa ser um deles! São Paulo, Novembro de 2012. Daniela de Sousa

The Walking Herman | Novembro/2012 | 3


WALKING HERMAN THE

Índice Edição Nº 01 | Novembro/2012

Esportes

Saúde

Apenas água hidrata? pág.33

Educação Física 22 | Anabolizantes 24 | Sistema Articular 26 | Avaliação Postural 28 | Bem Estar 30 | Simples Medidas 32 | Mitos sobre Hidratação 34 | Alimentação Juvenil 42 | Stress

Jogos Olímpicos 06 | Surgimento 08 | Bandeira 10 | Curiosidades De onde surgiram os anéis olímpicos? pág.08

Exercícios que melhoram a vida. pág.31

Tecnologia

Copa e Benefícios 15 | Tecnologia 16 | Copa do Mundo 18 | Diversão ou Alienação? 19 | Lei do Incentivo 20 | Curiosidades

Destaque 35 | Vida Saúdavel e Games 36 | Coordenação Motora: Mito ou verdade?

Copa do mundo em 2014 pág.17

Michael Phelps, o

maior campeão olímpico de todos os tempos. 4 | Novembro/2012 | The Walking Herman

Video Game: atividade prazeirosa para toda família. pág.39

The Walking Herman | Novembro/2012 | 5


“Atualmente a Olimpíada tem grande destaque e é de grande repercussão mundial”

Como surgiram os

jogos Olímpicos? Os jogos Olímpicos são tidos com o intuito de “de promover a amizade e integração entre os povos”, ainda que os jogos tivessem caráter religioso.

T

iveram origem em Olímpia, na Grécia, em meados de 776 a.C., com o acordo de Licurgo (Rei de Esparta), Ífitos (Rei da Élida) e Clístenes (Rei da Pissa), formalizaram o tratado no templo de Hera. Este acordo previa que os jogos fossem realizados a cada quatro anos, nos meses de julho ou agosto com duração de cinco dias, e tinham a intenção de homenagear os deuses da época. O deus mais homenageado era Zeus por ser “o pai dos deuses e dos homens” e os jogos, naquele período, eram realizados no seu templo, não sendo permitida a entrada de mulheres. Os participantes do evento eram escolhidos após rígidas investigações para com a sua conduta e após qualquer violação das regras

6 | Novembro/2012 | The Walking Herman

eram severamente punidos. Por esse fato, todos chegavam antecipadamente na data prevista para que pudessem se preparar física e espiritualmente para a competição. Aos vencedores era entregue uma coroa de oliveira ganhavam o título de herói de sua cidade, além de vários outros benefícios como alimentação gratuita por toda a sua vida, garantia de seu lugar em teatros, etc. Ao todo foram tidas aproximadamente 293 competições olímpicas na Antiguidade. Com a invasão romana, os jogos foram perdendo sua força e identidade até serem proibidos permanentemente pelo imperados romano Theodosius I, por volta de 392 a. C., proibindo também todas as manifestações pagãs na Grécia. Posteriormente, um francês, o Barão de Coubertin, tentou reviver o espírito das primeiras competições, com pretensão de

apenas realizar um evento para algumas centenas de pessoas que praticavam os esportes por hobbie. Assim foram realizados os primeiros jogos Olímpicos da era Moderna, chamado de “L’Olympiade de la Republique” em 1796 (marca também introdução do sistema métrico no esporte), anualmente até 1798. Em Atenas, 1986 foram tidos os primeiros jogos sob a supervisão do COI (Comitê Olímpico Internacional), com participação de 14 nações, 241 atletas competindo em 43 eventos. O comitê olímpico previu que os jogos olímpicos modernos girassem internacionalmente, e como tal o segundo foi realizado em Paris, França. Atualmente a Olimpíada tem grande destaque e é de grande repercussão mundial, onde o mundo inteiro participa tanto de forma direta como indireta. Os jogos têm capacidade de propor-

cionar um significativo avanço social e principalmente econômico para a cidade e o país-sede do evento. Apesar de ser uma grande responsabilidade sediar esse megaevento (pois exige um grande investimento, principalmente em relação à infraestrutura), os benefícios econômicos gerados pelo mesmo são bem maiores do que os gastos para sua realização, principalmente por conta do turismo e as mudanças permanentes geradas, como o avanço no transporte e empregos novos gerados. Além disso tudo, os olhos do mundo se voltam para o país-sede, fazendo com que seja reconhecido mundialmente. Por Brenda Minani

The Walking Herman | Novembro/2012 | 7


A Bandeira

Olímpica D

“Estes anéis representam a chamada universalidade do Olimpísmo”

8 | Novembro/2012 | The Walking Herman

epois de um longíssimo período do inicio dos jogos, ainda existem muitas pessoas as quais desconhecem o significado da bandeira olímpica - que, entretanto veio a ser criada depois de longo prazo do inicio da competição- sendo que a mesma é o maior e mais potente símbolo dos jogos que atravessam gerações e gerações, e a cada edição emociona, agita, surpreende e evoca o sentimento de nacionalismo e, ao mesmo tempo, a união dos povos do mundo inteiro. A bandeira foi idealizada e criada em 1913 por Pierre de Coubertin - Barão de Coubertin-, também fundador dos jogos Olímpicos da era Moderna. Ela foi vista pela primeira vez em 1914, durante o Congresso Olímpico em Paris. O símbolo olímpico possui cinco anéis que são entrelaçados entre si, de cores azul, vermelho, verde, preto e amarelo que estão localizados no centro da bandeira com o fundo branco. Estes anéis representam a chamada universalidade do Olimpísmo, filosofia de vida criada pelo fundador da Olimpíada que prevê associar o esporte com a cultura e a educação. A pretensão é colocar sempre o esporte a serviço do desenvolvimento harmônico do homem, com fim de favorecer o estabelecimento de uma sociedade pacífica e comprometida com a manutenção da dignidade

humana. Além disso, representam os cinco continentes habitados no mundo, e suas cores aparecem em todas as bandeiras dos países. Na cerimônia de hasteamento que é realizada na abertura das Olimpíadas, o grande símbolo olímpico é hasteado em um mastro e é levado ao estádio olímpico, na horizontal, por atletas. Enquanto a chama olímpica queima, ela permanece hasteada. No encerramento a bandeira é recolhida e entregue ao prefeito da próxima cidade sede, para os jogos seguintes. Por Brenda Minani

“O mais importante nos Jogos Olímpicos não é vencer, mas participar; como a coisa mais importante na vida não é triunfar, mas lutar. O essencial não é conquistar, mas ter lutado bem”.

Pierre de Coubertin

The Walking Herman | Novembro/2012 | 9


s e d a d i s o i r C uOl ímpicas U

m bispo da Pensilvânia (EUA) foi o autor da famosa frase “O importante não é ventcer, é participar”. Ele a pronunciou num discurso aos atletas, antes dos jogos de Londres, em 1908.

N

a primeira Olimpíada da era moderna(1896), o Brasil não foi um dos participantes.

Cerimonia de abertura Olimpica - Atenas 1896

Foi nessa mesma Olimpíada que o

A

Olimpiadas de Paris 1900

s Olimpíadas mais longas da história foi a de Londres, com início em 27 de Abril e terminaram em 31 de Outubro, em 1908.

A

s mulheres só puderam participar das Olimpíadas a partir de 1900.

atleta grego Spiridon Louis venceu a primeira maratona olímpica.

A

O primeiro atleta a ganhar uma medalha de

ouro foi o norte-americano James Connolly, que venceu o salto triplo masculino, em 1896. 10 | Novembro/2012 | The Walking Herman

primeira mulher a ganhar uma medalha de ouro foi a britânica Charlotte Cooper. Ela conquistou o torneio de tênis, nos Jogos em Paris, em 1900.

A

Desfile de Abertura dos Jogos Olimpicos de Londre em Julio de 1908

partir de 1908 os atletas passaram a desfilar de forma organizada, onde a delegação da Grécia é a primeira a desfilar, logo após vem os atletas do país sede e em sequência desfilam as delegações dos outros países em ordem alfabética.

U

m maratonista português desmaiou durante uma competição e morreu no dia seguinte no hospital. A causa de sua morte foi apontada como insolação. Na Suécia, em 1912.

The Walking Herman | Novembro/2012 | 11


Em 1916, deveria ocorrer as Olimpíadas na Ale-

manha, porém devido a 1ª Guerra Mundial, os jogos foram cancelados.

Um sueco chamado Oscar Swahn foi o atleta mais

velho a conquistar uma medalha nos Jogos Olímpicos. Tinha 72 anos, na competição de tiro ganhou a medalha de prata. Na Antuérpia, Bélgica, em 1920.

Em 2006 foi lan-

çado em cinema o filme “Munique”, com direção do cineasta Steven Spelberg. O filme relata o ataque a delegação de Israel em 72.

Ataque do

grupo Setembro negro a delegação de Israel, em 1972.

Também foram cancelados os Jogos Olímpi-

cos pela 2ª Guerra Mundial, em 1940 e 1944.

Vanderlei Lima em meio a maratona dos jogos de 2004 À esquerda, Oscar Swahn

com alto grau de espírito Olímpico são premiados com a Medalha Pierre de Coubertin. Até hoje apenas 11 atletas receberam essa medalha

U

m atleta norte-americano e uma atleta tcheca namoraram na Vila Olímpica. Na Guerra Fria esse namoro originou um incidente diplomático entre os países, nas Olimpíadas de Melbourne, Austrália em 1956.

Os Atletas

Somente a partir das Olimpíadas de Londres que as provas

de natação começaram a ser realizadas em piscinas, em 1948.

Vanderlei de Lima, atleta brasileiro recebeu

a medalha Pierre de Coubertin. Depois de ser atacado por um ex-sacerdote irlandês e mesmo assim continuar a corrida, se contentando com o 3° lugar, em 2004.

A mulher mais velha a participar dos Jogos

Olímpicos foi Lona Johnstone, com 69 anos participou do hipismo, em 1972.

A Olimpía-

da de Pequin (China), contou com a participação de 205 países, em 2008

Em 1964, os jogos de Tóquio foram os primeiros a 12 | Novembro/2012 | The Walking Herman

serem televisionados via satélite.

The Walking Herman | Novembro/2012 | 13


P

N

Tecnologia e esporte:

ara garantir a segurança durante as Olimpíadas de Londres, o governo instalou vários mísseis em prédios residenciais na área leste de Londres, em 2012.

as Olimpíadas de Londres, 2012, participaram cerca de 10.500 atletas de 191 países e 13 territórios.

uma união duradoura

A P

ara poder participar dos Jogos Olímpicos, os atletas devem ser aprovados pelo Comitê Olímpico do país e também pelo Comitê Olímpico Internacional. É preciso participar de competições oficiais classificatórias.

Apenas 5 países

conseguiram participar de todas as Olimpíadas da Era Moderna, Grécia, Grã-Bretanha, Suíça, França e Austrália.

A

s Olimpíadas de 2016 ocorrerão na cidade do Rio de Janeiro, Brasil.

o

atleta que mais ganhou medalhas olímpicas foi o nadador norte-americano Michael Phelps, nos jogos de Atenas e Pequim ganhou ao total 16 medalhas. Nos jogos de Londres conquistou mais 6 medalhas, totalizando as três Olimpíadas ganhou 22 medalhas Olímpicas. Michael, também é o primeiro tricampeão olímpico em uma mesma prova de natação, 200 metros medley. Por Brenda Minani 14 | Novembro/2012 | The Walking Herman

aplicação da tecnologia hoje é encontrada em todas as áreas da atividade humana, mas a cada dia os pesquisadores nos surpreendem com aprimoramentos em tudo que já nos parece funcionar satisfatoriamente bem, tudo com o intuito de maximizar ganhos nos mais variados ramos da aplicação. Vejamos o que vem ocorrendo no âmbito do esporte e lazer, desde as academias como atividade de negócios à vasta gama de práticas esportivas de competições diversas; cada vez mais a aplicação da tecnologia visa melhorar desempenhos e proporcionar tanto aos clubes como aos atletas individualmente melhores resultados. Haja vista, as recentes Olimpíadas ocorridas em Londres. Do ponto de vista mercadológico, isto abre um amplo campo de oportunidades à indústria esportiva proporcionando possibilidades de atuação a profissionais de variadas áreas de criação e aperfeiçoamento nesta atividade. Dentro desse raciocínio é pertinente observar as melhorias já alcançadas, desde a redução no peso das chuteiras que chegam a pesar hoje apenas 160 gramas com uma resistência e durabilidade fantástica; melhorias quanto aos uniformes que tem a propriedade de não absorver o suor do corpo do usuário mantendo-os mais leves, evitando desconforto e maximizando desempenho; tênis que causam menos atrito no contato com o solo proporcionando menor consumo de energia corporal e evitando dores; placares eletrônicos que facilitam a comunicação com o público e o trabalho dos árbitros, etc.

Como pudemos ver nas observações até aqui descritas, a tecnologia também vem sendo forte aliada às atividades esportivas, auxiliando inclusive juízes e árbitros principalmente quando as percepções humanas acabam falhando, proporcionando resultados mais justos por meio de recursos decomunicação auditiva e de imagens reduzindo os erros a níveis mínimos, com exceção do futebol, onde eles ainda ocorrem com certa frequência. Mas é importante ressaltar que por meio desses recursos, as marcas dos atletas são melhores registradas, e o resultado é cada vez mais preciso. Pensando nisso, obviamente podemos observar muito mais exemplos, entretanto, o mais importante é entender que a tecnologia e o esporte estão em conjunto, trabalhando com um objetivo em comum: fazer das atividades esportivas mais do que simples jogos, mas verdadeiros shows da habilidade edestreza humana, incentivando o ser humano a ultrapassar seus limites. Por Victor Hugo Cyrillo Rodrigues Souza

The Walking Herman | Novembro/2012 | 15


Vamos falar de

Copa do Mundo?

A

A eleição já acabou e Haddad foi eleito, Serra perde mais uma vez para o PT e a sensação Russomano foi o “Cavalo Paraguaio” da vez, mas, um tema esquecido pela grande mídia e ainda muito presente na vida dos brasileiros são os preparativos e investimentos para a realização da Copa do Mundo e da Olimpíada no Brasil. Só de pensar nesses nomes, me da vontade de gritá-los de boca cheia, com todas as sílabas bem ditas, em alto em bom tom, ainda mais agora que será no Brasil... Toda vez que vejo o pulinho de Lula quando o nome da “Cidade Maravilhosa” foi anunciado para sediar os Jogos, quase me cai uma lágrima. Bom, isso seria verdade se no Brasil tivéssemos um IDH equivalente à Noruega, Austrália, ou até ao do Chile para não ser exagerado. Seria verdade se ainda não vivêssemos com problemas

16 | Novembro/2012 | The Walking Herman

quase feudais, como os de oligarquias de terras, perpetuações de famílias no poder, e a presença da religião na política. Em Setembro, o Governo Federal divulgou em seu Site o orçamento previsto para ser gasto nos dois eventos, nesse ano, de 1,82 bilhão de reais. “Na verba destinada ao Ministério do Esporte, R$ 761,6 milhões vão para o apoio à realização das Olimpíadas, e R$ 230 milhões para o mundial. O Ministério do Turismo receberá R$ 116 milhões para investir em adequação da infraestrutura turística pública.” Não nos deixaremos levar pela frase que acho que alguns irão pensar logo após a leitura destes dados: “Ué, pelo menos o Governo vai investir em infraestrutura, melhorar as coisas e ainda os eventos vão gerar empregos” o que não deixa de ser verdade, mas ainda sim pela metade.

“A infraestrutura que receberemos não atenderá as necessidades da população”

E o dinheiro público? A infraestrutura que receberemos não atenderá as necessidades da população, não serão coisas essenciais a cidade, como escolas, transporte eficiente de massa, bons hospitais. As políticas públicas originárias a partir da Copa e da Olimpíada serão paliativas e maquiadoras de problemas sociais gravíssimos e atenderão apenas aos interesses desses eventos. Vale lembrar o Pan do Rio em 2007, onde muitas obras serviram para superfaturamento e não foram usadas pela população depois, enquanto aos empregos, em sua grande maioria serão temporários. Uma boa parte do dinheiro público será gasto em um evento de porte internacional, porém, não prioritário, tendo em vista nossas dívidas pública e externa, de 1,6 TRILHÃO e de 225 bilhões de dólares respectivamente.

Investimentos gigantescos estão sendo realizados em dois eventos que talvez não trarão o retorno desejado, enquanto sofremos dos problemas citados ao longo do texto, basta sabermos se isso será algo para despertar a consciência do povo brasileiro adormecida a tempos, ou apenas passará, como o mensalão, cachoeira e a ultima novela das 9. Por Pedro da Rocha

The Walking Herman | Novembro/2012 | 17


LEI DE INCENTIVO AO copa: diversão ou

alienação?

É

tempo de alegria, a copa do mundo de futebol vai ser no Brasil e estamos em um ótimo momento de nossa economia, tudo está às mil maravilhas. Isso é o que ouvimos a todo o momento nas ruas e noticiários do Brasil, mas será que a copa do mundo será proveitosa para a nossa população? Esse grande evento esportivo faz o mundo voltar as suas atenções aos seus jogos de grande diversão, mas o que não se atenta é aos gastos gerados para o país sede. No Brasil, onde obras são superfaturadas não é diferente, se gastam bilhões em estádios que não serviram de nada após a copa, apenas por pura diversão e alienação. Isso faz lembrar-me de uma política da antiga Roma onde se alienava pessoas por meio de seu labor, a política do pão e circo. A copa deveria ser encarada pelos nossos governantes como um investimento para a popula-

ção, mas o que mais será relevante para os brasileiros não está sendo cumprido, que é a melhoria da infraestrutura de nossas cidades, a exemplo do descarte feito pelo governo do estado de São Paulo com relação às expectativas de ligar o monotrilho (linha ouro do metrô) até o aeroporto de congonhas a tempo da copa do mundo. Um argumento clichê que se costuma usar com relação a esse assunto é o fato do Brasil gerar empregos e receber retornos financeiros na forma de impostos durante o evento, porém a grande verdade é que será temporário e não trará grandes mudanças para os mais necessitados, com toda certeza nosso sertão nordestino ainda sofrerá com a falta de emprego e acesso a necessidades básicas após a copa de 2014. Por Cléo Chinaia e Cleyton Rodrigues Obras inacabadas da linha ouro do metrô.

18 | Novembro/2012 | The Walking Herman

ESPORTE D

VOCÊ PODE MUDAR

esde 2006 existe uma lei de incentivo ao esporte, que estimula pessoas e empresas a patrocinar e fazer doações para projetos esportivos e paradesportivos, em troca de incentivos fiscais. Para pessoa física, o desconto pode chegar a 6% no valor do Imposto de Renda. As empresas que contribuem ativamente concorrem a premia-ções, tais como o “Melhor Amigo do Esporte Educacional”, que no ano passado foi entregue à Petrobras, graças ao investimento de R$ 30 milhões em projetos voltados ao desenvolvimento de crianças e adolescentes por meio do esporte, que busca a inclusão social, educação integral e a prática de cidadania. Saiba que se você também tem interesse em contribuir para o esporte no Brasil, não é necessário ter fundos. Há a possibilidade de enviar projetos de práticas esportivas e paradesportivas para a possível aprovação pelo comitê do Ministério do Esporte. Na lista divulgada sobre os projetos aprovados nos anos anteriores, constam investimentos que partem de R$40 mil até 15 milhões de reais. Porém, a maior parte deles foi proposta por secretários municipais, de grandes empresas e uni-versidades locais. Para contribuir ou apresentar projetos, é necessário encaminhar ao Ministério do Esporte uma solicitação detalhada do que se pretende fazer, por que motivo está interessado e quais benefícios isso trará à população. À primeira vista pode parecer difícil, mas além da cartilha disponibilizada, é possível

O CENÁRIO

adquirir manuais simplificados com dicas de como elaborar o relatório exigido.

É visível a falta de participação da população nas decisões que afetam a sociedade. Porém, na maioria das vezes isso ocorre apenas porque são poucos os que sabem desta possibilidade, e a informação ainda não é muito bem divulgada nas comunidades, pois o que não falta são boas ideias de aplicações para as verbas destinadas ao esporte, que infelizmente não chegam aos ouvidos de quem as pode tornar realidade. Por Lucas Lima Alves e Erik Fernandes Pacheco


s e d a id s Cursio obre

Mas, e a nossa querida medalha de ouro, que estampa o peito dos atletas mais bem preparados e vencedores das olimpíadas, por exemplo? Sabe-se que a medalha de ouro de Londres 2012 contou com 92,5% de prata, 1,34% de ouro e o restante de cobre. A última medalha de ouro maciço foi fabricada para os Jogos de Estocolmo, em 1912, afinal, em tempos de crise, não se pode sair esbanjando ouro por aí, não é mesmo?

Esportes T

odos os dias, às vezes sem nos darmos conta, ficamos boa parte de nosso tempo assistindo TV. São programas de entretenimento, música, notícias e jogos... No último, que é paixão do brasileiro, acabamos ficando vidrados na telinha, e para não perdermos nenhum lance vamos à busca de noticias sobre o assunto, em sites e jornais ou até mesmo, com avançada tecnologia, em nosso celular. Mas, será que existem algumas historias engraçadas por de trás de cada esporte? Curiosidades? Claro que sim! É o caso, ao contrário do que se vê pela crença geral, do caratê. Essa não é uma arte marcial japonesa. Isso mesmo! De japonesa, o caratê não tem nada! A sua origem foi na Índia muitos séculos atrás, e os seus ensinamentos foram aos poucos se espalhando pela Ásia e chegaram ao Japão apenas muito tempo depois. Então, nada de sair por ai afirmando uma bobagem como essa. Nem tudo que vem do oriente é japonês!

Outra história interessante é a do gandula ou “Gandulla”. Este era o nome de um “Hermano” que fazia parte da equipe do Vasco da Gama a um bom tempo atrás, lá na década de 40. Ele era tão ruim, que nunca conseguia entrar nos jogos e assim ajudar sua equipe. Por isso, ele ficava com seu uniforme do time na beira do campo e sempre corria pra pegar a bola que saía na lateral ou na linha de fundo. Por isso a torcida carinhosamente se familiarizou com o “Gandulla” e, a partir daí, todos que repõem bolas no campo passaram a ser conhecidos como gandulas.

Essas são só algumas das engraçadas e curiosas histórias envolvendo os esportes. Procure mais curiosidades, e fique pronto para saber cada vez mais sobre o esporte que é sua paixão! Por Raíssa Medeiros e Thamirys Rodrigues.

The Walking Herman | Novembro/2012 | 21


Anabolizantes: o perigo da busca excessiva pela beleza

P

or todos os lados se encontram matérias e notícias sobre ‘a dieta milagrosa das famosas’ e milhões de modos de treino usados para ganho de músculos e da moldura corpórea perfeita, prometendo chegar aos padrões de Johnny Bravo e Miss Marvel. Claro, todos gostam de se sentir bonitos, e existem muitas formas saudáveis de se alcançar isso. O problema é quando algumas pessoas recorrem a um método mais rápido e...

Mas porque isso acontece? Sabe-se que ele age principalmente aumentando a quantidade de água na célula por meio da osmose, de modo que a célula inche. Com a dose extra de hormônio, o metabolismo celular é acelerado. Associando o inchaço aos exercícios intensos e aumento do metabolismo, os músculos crescem mais rápido causando hipertrofia muscular.

Supostamente efetivo: o uso de esteróides anabolizantes. O ganho de massa muscular pode ser facilitado pelo uso desse tipo de substancia. São drogas artificiais que utilizam derivados de testosterona (o tão famoso hormônio masculino). Essas substâncias aceleram o metabolismo, fazendo com que as células se hipertrofiem e fiquem maiores, aumentando o volume dos músculos.

a coisa não é muito boa, CERTO? O uso de anabolizantes traz muitas consequências negativas. Muitas células além das musculares são comprometidas, chegando a prejudicar o funcionamento de órgãos. É muito frequente em pessoas que usam esses esteróides, o rompimento da musculatura e de tendões, e mais pontualmente o aumento da agressividade, acne severa, problemas cardíacos, complicação no fígado, aumento do colesterol, desequilíbrio hormonal, depressão, estrias, crescimento exagerado de pelos (inclusive nas mulheres) e impotência sexual. Em alguns casos, o comprometimento de funções metabólicas é tão grande e as complicações tão duras que não há chances de cura, e em outros, ainda não se sabe até que ponto o problema causado pelos esteróides anabolizantes são reversíveis. Por isso, fique atento! O uso desses medicamentos pode causar consequências graves. Por Beatriz C. Rocha

22 | Novembro/2012 | The Walking Herman

The Walking Herman | Novembro/2012 | 23


Para se entender as articulações, também é interessante sabermos mais sobre os ligamentos que mantêm os ossos adjacentes estreitamente unidos quando a articulação está bloqueada ou no extremo de sua ampli¬tude de movimento. Os músculos em contração exercem extraor¬dinárias forças estabilizadoras.

Sistema Articular N

os noticiários, em programas de saúde na televisão, em documentários, em revistas, etc., ouvimos falar das articulações. Mas será que sabemos o que elas são, e para o que realmente servem?

Esportistas e praticantes de atividades físicas, por estarem sempre demandando o máximo de seus corpos, acabam estressando muito seus ligamentos e tendões, o que acaba causando dor e desconforto. Dores nos joelhos, ombros e cotovelos são muito comuns, especialmente em pessoas ativas. A idade e a nutrição inadequada são também fatores agravantes para os problemas, mas a postura correta, exercícios físicos acompanhados e bem realizados, e uma alimentação saudável podem evitar, na esmagadora maioria dos casos, as lesões.

Articulação nada mais é que a junção de dois ou mais ossos. Algumas articulações são muito limitadas, mas outras têm uma variedade nas amplitudes de movimento, são elas: as sinartroses (imóveis), as anfiartroses (levemente móveis) e as diartroses (livremente móveis). O tipo e a amplitude de movimentos são praticamente iguais em todos os humanos; entretanto a liberdade, amplitude e vigor dos movimentos são limitadas por ligamentos e músculos. As articulações diartrodiais, li¬vremente móveis ou sinoviais são as de maior interesse para os estudiosos do movimento humano. Quando os músculos que estão ligados a uma articulação sofrem de dores espasmódicas, a articulação pode não voltar à posição correta. O stress pode agravar ainda mais o problema, e em nossa sociedade, na qual ocorre o stress em níveis alarmantes nas pessoas e que vem se propagando cada vez mais devido à grande cobrança que o capitalismo impõe, não é difícil notar problemas no corpo devido a este mal. 24 | Novembro/2012 | The Walking Herman

The Walking Herman | Novembro/2012 | 25


Fazendo uma breve

Avaliação

Postural Mas o que vem a ser um desvio postural?

Cabeça:

Ombros:

Coluna:

Q

uem nunca conheceu aquela pessoa meio torta, com a cabeça meio pra frente, ou com os ombros inclinados de forma desigual? Sabe quando bate aquela dor nas costas depois de muito tempo sentado ou carregando bolsa pesada? Graças ao nosso meio propício, muitos sofrem de um mal que vem sendo considerado um dos males do século, em conjunto com a depressão e a obesidade: os desvios posturais, que podem ser verificados na maior parte do tempo, em pé, sentado e andando, e que vem se tornando parte da rotina de milhares de pessoas ao redor do mundo, já que cada vez mais estamos sendo condicionados, no trabalho, em casa, na escola, etc. a passar horas a fio na mesma posição desconfortável e errada.Utilizando o modelo da próxima página, avalie sua postura. Por Danilo Y.

Joelhos:

Constatando algum dos seguintes desvios, fique esperto! Procure ajuda médica! 26 | Novembro/2012 | The Walking Herman

- Pode ser normal; - Pode ser inclinada para a direita ou esquerda.

Pés:

- Podem ser normais (mesma altura); - Podem ter o lado direito ou esquerdo mais alto.

- Pode ser normal; - Pode ter hiperlordose cervical (curvatura excessiva na região cervical); - Pode ter hipercifose dorsal (curvatura excessiva na região dorsal); - Pode ter hiperlordose lombar (curvatura excessiva na região lombar); - Pode ter diminuição de curvatura (curvaturas menores do que as normais).

- Podem ser normais; - Podem ser varos (projetados para fora); - Podem ser valgos (projetados para dentro); - Podem ser hiperestendidos (projetados para trás); - Podem ser flertidos (projetados para frente).

- Podem ser inclinados para dentro ou para fora; - Podem ser normais, planos ou cavos.

The Walking Herman | Novembro/2012 | 27


Práticas esportivas como injeção de

Bem estar

O

s esportes, radicais ou não, são grandes produtores de enzimas e de hormônios, agindo como neurotransmissores em nosso corpo. Em suma: andar de bicicleta, correr, jogar futebol com os amigos, praticar rapel, voar de asa delta ou surfar trazem, primeiramente, o êxtase e por fim o relaxamento. Um exemplo é quando o sujeito se prepara para decolar, liberando adrenalina, depois, em pleno vôo ou na descida da asa delta, o organismo libera endorfina, outro tipo de hormônio responsável pelo prazer ou pela sensação de bem estar e tranqüilidade. Os hormônios liberados durante esportes radicais são os mesmos, porém em níveis diferentes, dos liberados durante uma partida de vôlei, como o exemplo da serotonina, que age como um remédio antidepressivo por seu efeito calmante e de equilíbrio químico no cérebro. Quando seus níveis aumentam, durante uma corrida, por exemplo, quadros depressivos são bem atenuados. Há também a noradrenalina, que aumenta o estado de alerta e atenção durante o dia, e promove o bom humor. Atua também como mediadora dos batimentos cardíacos, na pressão sanguínea e na conversão de glicogênio em energia, além de favorecer a memória e a aprendizagem, etc. Este é um dos motivos de se existir aulas de educação física nas escolas, cujo principal motivo nunca foi formar jogadores ou jogadoras de futebol, 28 | Novembro/2012 | The Walking Herman

mas sim injetar um coquetel de bom humor, via os hormônios, nos alunos, proporcionando-os fontes de prazer, e principalmente descontração. Da mesma forma com que as empresas atuais estão promovendo exercícios com seus funcionários, tais como alongamentos e caminhadas, os alunos necessitam de doses destes hormônios, sendo importantíssimos nesta fase de aprendizagem por quase todos estarem relacionados às atividades cerebrais ou à memória. Portanto não importa a qual agentes estressores você esta exposto: possua sempre uma fonte de distração e prazer, pois existe muito mais coisas envolvidas no bem estar e consequentemente na sua saúde do que possa imaginar! Por Lucas Rodrigues De Oliveira

The Walking Herman | Novembro/2012 | 29


Saúde

Simples Medidas P que salvam vidas

ara a realização de qualquer atividade física hoje em dia, a monitoração por um especialista se tornou indispensável na vida de todas as pessoas e a partir do momento em que acorda, o individuo está apto a desenvolver exercícios que garantirão a ele uma melhor qualidade de vida. O estilo de vida mais acomodado (sedentarismo) traz riscos diretamente a saúde, e se vir acompanhado de uma má alimentação, a probabilidade de se desenvolver algum problema pode até triplicar. Quando não ocorre nem um esforço a pessoa acaba acumulando gorduras que não conseguem ser utilizadas pelo organismo, o que resulta no sobrepeso. Nestes casos, o acúmulo de gorduras se reflete no maior vilão da população contemporânea, a balança. Estudos desenvolvidos pela ABESO (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica) apontam que o nmero de indivíduos obesos quase dobrou de 1980 para 2008 em todo o mundo, cerca de aproximadamente meio bilhão de pessoas com idade acima de 20 anos. Isso poderia ser evitado, com atividades simples como caminhar da casa para o trabalho e aposentar o veiculo individual por cerca de 30 minutos. Estas simples atitudes são o necessário para um adulto em media gastar 185 kcal, o equivalente a uma fatia de pizza. Pequenas medidas adotadas diariamente reduzem significativamente o desenvolvimento de doenças como o enfarto (acumulo de gordura na artéria do coração), AVCs, dentre muitas outras, e por isso se da à necessidade da atividade física no cotidiano. Por Camilo Pedra e Erik Fernandes 30 | Novembro/2012 | The Walking Herman

Vantagens de uma boa alimentação e da prática de esportes

A prática regular de atividades físicas na medida certa é uma ótima maneira de queimar calorias e evitar o sedentarismo. No mínimo 30 minutos contínuos diários de qualquer atividade que exija um esforço físico moderado são ótimos para manter o organismo fortalecido, do sistema circulatório ao muscular.

Para manter-se em forma é necessário gastar 2.200 calorias por semana e seguir uma dieta balanceada com porções de cereais, frutas, leite e derivados, e em menos quantidade, açúcares e gorduras.Esses alimentos, como os grãos em geral e as vitaminas presentes nas frutas, respectivamente, proporcionam desde o fortalecimento estrutural para o organismo, até o auxílio em atividades metabólicas.Além disso, temos a água, o elemento essencial para a manutenção do funcionamento do organismo.

Tornando o organismo do praticante adaptado a controlar o gasto de energia, através do uso do gás oxigênio auxiliando o processo de queima de energia, temos como um bom exemplo de esporteo basquete, por ser predominantemente aeróbio, devido às arrancadas que exigem grandes potências. Conhecendo estes fatores, e buscando constantemente outras fontes de conhecimento com instruções confiáveis sobre o assunto,é possível ter uma vida saudável, com a prevenção de doenças, definição de musculatura, e uma sensação de bem-estar consigo mesmo, o que acaba tornando a pessoa mais alegre com a condição física que possui, evitando problemas como depressão, por exemplo.Entretanto, para isso tudo, é necessário sair do sofá, evitar frituras em troca de uma alimentação saudável e sair pra dançar, caminhar, correr, brincar... VIVER A VIDA! Você esta disposto? Por Chrystian Giovanni

The Walking Herman | Novembro/2012 | 31


Só a água hidrata?

Mitos e Verdades sobre

HIDRATAÇÃO Para que o ser humano possa viver bem algumas coisas são imprescindíveis, uma delas é a água

32 | Novembro/2012 | The Walking Herman

S

em ela não há possibilidade de vida. Enquanto podemos ficar dias e dias sem comer, trinta e seis horas sem água seriam suficiente para desestabilizar totalmente o nosso organismo. Assim como são difundidas informações sobre a necessidade da água, é comum encontrarmos também uma série de afirmações sobre ela que não são totalmente verdadeiras. Quem já ouviu falar, por exemplo, que água em jejum emagrece? Será isso verdade? Não é o que dizem os nutricionistas! Na verdade, quando tomamos água em jejum acontece uma distensão gástrica que gera uma sensação de saciedade. Com menos fome, a pessoa realmente come menos, mas seria incorreto afirmar que nesse caso a água provoca o emagrecimento. É comum também encontrar pessoas por aí que dizem que água com gás engorda tanto quanto o refrigerante. A verdade é que no caso dos refrigerantes o que engorda são as suas calorias e não o gás. A ingestão de água, guardados os limites da razão, só pode realmente fazer bem. Seus benefícios são incontáveis. Mas quando esses limites não são observados nasce a possibilidade de sofrer encefalopatia hiponatrêmica, uma doença na qual o sangue fica tão diluído que o nível de sal cai e o fluido invade o cérebro em grandes quantidades, impulsionado pela pressão osmótica. Essa doença foi constatada em pelo menos 250 pessoas, na maior parte atletas.

Enganam-se os que acreditam que existe uma única forma de hidratação. O consumo de alimentos que apresentam alto teor de água é fundamental. Alimentos como alface, chuchu, pepino, rabanete, nabo, tomate, couve-flor, entre outros, facilitam o trabalho dos rins que eliminam a retenção dos líquidos com eficiência.

Além de hidratar, estudos recentes afirmam que a ingestão desses alimentos é importantíssima no combate a celulite. O dermatologista americano Howard Murad, diz que a hidratação é fundamental e que mais proveitoso do que tomar litros de água, é alimentar-se de alimentos como os já citados. Como se já não bastassem os benefícios conhecidos e já citados, um estudo recentemente realizado comprova a eficácia da água no combate a diabetes. Pelos dados parciais apresentados, as pessoas que relataram beber mais de 1 litro de água por dia apresentaram risco 21% menor de desenvolver hiperglicemia quando comparados àqueles que disseram beber menos de meio litro em um dia. O fato é que o consumo de água frequente durante o dia deve estar presente na vida de todo aquele que deseja viver muito, e viver bem. São atitudes pequenas que estão ao nosso alcance e que devemos fazer sem protelações.

Por Valdinei Oliveira Santos

The Walking Herman | Novembro/2012 | 33


VideoGame:

forte aliado a luta para uma

Vida Saudável M

ALIMENTAÇÃO NA

JUVENTUDE

A

população jovem, constituída por pessoas entre os 15 e 24 anos de idade, forma um número bem expressivo no Brasil e no mundo. Esse período da vida é marcado por uma série de mudanças corporais, emocionais, e ainda o início da vida profissional, tanto na escolha de uma carreira a seguir quanto na busca por emprego. E mediante todas essas mudanças, uma boa alimentação se torna indispensável. Com as primeiras responsabilidades,vêm também osprimeiros descuidos com a saúde, devido à falta de tempo e a questões emocionais sofridas nessa época da vida.Alguns resultados de pesquisas alimentares realizadas com jovens mostram que eles excluem o café da manhã e trocam o jantar tradicional por lanches, consomem excessivamente refrigerantes, açúcares e lanches do tipo fast-food, somados ainda a uma baixa ingestão de frutas e verduras.

34 | Novembro/2012 | The Walking Herman

É interessante lembrar que as pessoas, independentemente da idade, devem ter uma alimentação saudável e equilibrada, porém não levam isso em conta na hora de escolher o que vão comer. Pesquisas realizadas com 1.584 adolescentes em São Paulo mostra que 97,1% deles têm uma dieta inadequada. A proporção de jovens paulistas com dieta saudável é menor do que a dos americanos, que têm 10% da população nesta faixa etária com alimentação equilibrada. O percentual de adolescentes chilenos com dieta considerada adequada é ainda menor que a dos brasileiros: apenas 1,5%. Os índices de alimentação inadequada só tendem a piorar se os jovens não forem incentivados a mudar.É papel dos pais e também das escolas incentivarem a boa alimentação para um bom futuro. Por Patrícia Oliveira de Aquino

Pesquisadores da Universidade de Ottawa, no Canadá, fizeram um teste com o vídeo game Wii em pacientes que sofriam com a doença de Parkinson. Depois uito se fala em nossa sociedade sobre de seis semanas de treinamento diário por 30 minutos o uso exagerado da tecnologia pelo homem, o qual vem com o Wii Fit, de exercícios físicos, e 15 minutos de Wii substituindo ações rotineiras e antes, de prática exclusiSports, com esportes, os participantes do estudo melhovamente humana, por máquinas de alto nível, as quais raram significativamente o equilíbrio. Os pesquisadores conseguem desempenhar as mais diversas atividades em pensam que treinamentos voltados para esse tipo de muito menos tempo, com muito mais precisão e qualiatividade ajudam a reduzir o declínio das funções cordade do que o homem. porais em pa Mas, a cientes que sotecnologia que frem com este vem pra substiproblema. tuir também sur É também ge para divertir, o caso dos jogos o que por muide ação que tos, também vem podem ajudar a sendo encarado aguçar a visão e de forma negativa até mesmo curar a como é o caso dos ambilopia - aconvídeos games, tece quando, por que já levaram a alguma razão, o culpa por vários olho não consegproblemas desde ue melhorar visão a obesidade até a mesmo usando a Demonstração do Nintendo Wii na New York Times agressividade. correção (óculos). Mas, apesar de todas as criticas que rondam o Nesta condição, a visão de um olho é pior que a do outro, mundo dos jogos, várias pesquisas relevam que alguns e o tratamento é muitas vezes feito com o uso de um tapapodem, na realidade, fazer bem à sua saúde. olho. Em um estudo, porém, pesquisadores da Universi Com o desenvolvimento e ampliação da rede de dade de Nottingham, fizeram uma descoberta animadora jogos eletrônicos e também de consoles, o estimulo ao e um tanto quanto surpreendente: uma hora de vídeo movimento de todo o corpo aumenta, e não apenas o dos game pode melhorar a visão no equivalente do uso de 400 dedos. O Nintendo Wii, em que o jogador simula os movhoras do uso de tapa-olhos. imentos com a ajuda de um pequeno bastão, e o EyeToy, É por essas e outras que talvez a tecnologia- se que utiliza uma espécie de webcam para reconhecer as bem empregada, assim como todas as outras coisas na ações dos usuários, vemos vídeo games se tornando fervida- não seja um mal necessário, mas sim um bem que ramentas da terapia ocupacional, ajudando muita gente veio a calhar. pelo mundo de uma forma divertida. Por Daniela de Sousa

The Walking Herman | Novembro/2012 | 35


Coordenação motora

é melhorada pelo

videogame Mito o

? e d a u verd

Resultado surpreendente da relação

pessoas e a sua prática de jogar videogames e tocar instrumentos musicais.

O

36 | Novembro/2012 | The Walking Herman

Os melhores resultados foram conquistados por 28% dos pesquisados. A maioria esmagadora deles começou a jogar videogames entre os 5 e 7 anos de idade, fase de alfabetização das crianças, em que elas são capazes de absorver uma quantidade muito grande de informações. Além disso, ⅔ deles também tocam um ou mais instrumentos musicais. Cada pessoa deste grupo, em média, joga de 3 a 5 gêneros de videogame diferentes, e com uma frequência alta: não menos que três vezes por semana. Pegando as características desses jovens na sala de aula, descobriu-se que 45% deles possuem facilidade em matérias exatas, onde, em geral a maioria das pessoas encontra problemas. Suas dificuldades são muito heterogêneas, mas metade deles apresentam dificuldade em apenas uma ou nenhuma matéria escolar.

entre a coordenação motora e o ritmo das

s aparelhos eletrônicos se popularizaram muito nas últimas décadas, além de ficarem muito mais sofisticados. Videogames de última geração já são capazes de tirar as pessoas do sofá para dançar ao ritmo do eterno Rei do Pop com movimentos reais, enquanto outros jogos colocam o jogador em um grande palco e o fazem se sentir um verdadeiro astro do rock.

Reis da coordenação motora

Com essa agitação toda, não poderiam deixar de questionar: quais os efeitos disso para os jogadores? Jogar videogames trás mesmo benefícios? Alunos da ETEC Takashi Morita realizaram testes de coordenação motora e ritmo entre jovens desde o ensino fundamental até o ensino médio e o resultado você confere agora:

Jogo de mãos aceitável O grupo de alunos que ficou “na média” nos testes corresponde a 42% dos pesquisados. Estes alegam ter começado a jogar videogame após os 7 anos de idade, e apenas 50% do grupo toca algum instrumento musical. A variedade de gêneros e a frequência com que são jogados também são inferiores ao o grupo anterior, correspondendo a cerca de 2 a 3 gêneros de jogos diferentes, apenas uma ou duas vezes por semana. Dentro da escola, este grupo se destaca em áreas humanas, como línguas ou história e geografia, sendo que 70% do grupo apresenta facilidade em alguma dessas. Em contrapartida, mais da metade possui dificuldade em no mínimo duas matérias escolares, com destaque para as exatas, onde 80% do grupo não se dá muito bem.

The Walking Herman | Novembro/2012 | 37


O grupo dos atrapalhados Os outros 30% tiveram resultados muito baixos nos testes. Deles, apenas ⅓ começou a jogar videogames antes dos 8 anos de idade, e mais de 80% nunca aprendeu a tocar um instrumento musical. Dentre os que jogam videogame, a variedade de gêneros é muito baixa, cerca de um ou dois gêneros, e as frequências variam, vão desde uma “jogadinha” casual de até gente que joga diariamente o mesmo estilo de jogo. Em sala de aula, eles apresentam duas características comuns: enquanto metade se destaca nas ciências naturais, como química e biologia, 70% apresenta dificuldade em física e matemática. Segundo um dos alunos responsáveis pelos testes, “eles procuravam avaliar a coordenação motora e o ritmo dos jovens. Em um deles, a pessoa deveria montar uma estrutura determinada por nós utilizando legos, enquanto eram feitas perguntas relacionadas à vida de jogador e músico dela.

Também foram realizados testes de ritmo, resposta corporais à comandos diversos e coordenação entre pés e mãos.” Para cada teste, foi atribuída uma pontuação de zero a cinco estrelas, e com base nelas, foi feita uma pontuação geral também de zero a cinco estrelas de acordo com um determinado algoritmo, que levava em consideração o fato da pessoa jogar videogame e/ou tocar instrumentos musicais, a frequência com que ela pratica estas atividades e até mesmo quando elas começaram com estas atividades. Não há como discutir com os números: jogar videogame pode realmente melhorar a sua coordenação motora. Os jogos podem estimular a atividade cerebral, melhorar a atenção e a resposta corporal aos estímulos externos e são uma ótima maneira de relaxar e se divertir, desde que não se tornem vícios.

Frequência com que joga videogames

Pontuação média

Alta Frequência

3,1

Média Frequência

2,65

Baixa Frequência

2,4

Só jogadores

Tirando o melhor dos games Sessões de relaxamento Após uma segunda-feira estressante, uma sexta-feira de horas e horas de congestionamento até voltar para casa, por que não ligar o videogame ou tocar sua música preferida? Tente tirar meia hora do seu tempo para estas atividades, nem que seja apenas algumas vezes por semana. Além de relaxar, sua coordenação motora será aprimorada e você também sentirá os efeitos em suas capacidades cognitivas.

Alô, player 2? Jogar videogame por si já é uma atividade prazerosa, então porque não melhorá-la ainda mais chamando alguém para jogar ou tocar música junto? São os mesmos benefícios destas atividades, porém multiplicados pelas pessoas que te fazem sentir bem. Ligue para os amigos para derrotar um chefão ou fazer um barulho na garagem que é diversão na certa!

Jogadores e Músicos

Pontuação Média

2,5

3,1

Resultados Positivos

1/3

2/3

Resultados Negativos

> 80%

< 20%

Sabendo que um bom jogo e uma boa música podem fazer bem à sua saúde, nós pensamos em algumas umas dicas de como aplicar isto ao seu dia-a-dia e fazer destas atividades algo saudável que promovera o seu desenvolvimento pessoal: 38 | Novembro/2012 | The Walking Herman

The Walking Herman | Novembro/2012 | 39


Nunca é tarde demais! Se sente velho demais para aprender um instrumento? Velho é esse teu pensamento! Sempre é tempo de se aprender alguma coisa nova. Tenha aulas do instrumento que passou a vida inteira querendo aprender, ou experimente alguns jogos de videogame, com o tempo você também sentirá os efeitos positivos destas atividades!

Cuide bem dos seus filhos Começar uma vida de jogador cedo trás ainda mais benefícios para o indivíduo. Uma criança em fase de alfabetização pode aprender muito mais com o videogame. Incentivando a prática de algum instrumento musical então, você terá um geniozinho talentoso em casa. Só não se esqueça de controlar bem a frequência com que ele joga, pois não é saudável para uma criança ficar 10 horas em frente a uma televisão. Se quiser fazer melhor ainda, jogue com ele!

Não leve os jogos tão a sério Como já foi dito, videogames podem relaxar o indivíduo. Mas não leve o videogame muito a sério, ou você poderá ter o inverso. Se após algumas tentativas você não conseguir passar aquela fase ou vencer aquela corrida, desligue o videogame, troque de jogo ou de atividade. Vá ler um livro ou praticar uns acordes e tente novamente mais tarde.

Jogando em família Alguns videogames atuais já comportam tantos jogadores que a família inteira pode entrar em cena. Um punhado de instrumentos musicais ou meia dúzia de controles podem fazer a sua noite, a do papai, da mamãe, do irmãozinho e quem sabe até o cachorro se sinta feliz de ver todo mundo se divertindo. É uma ótima maneira de manter a família unida.

Videogame não é tudo! Talvez você tenha ficado surpreso, e até mesmo impressionado, com as informações a respeito de jogos e música deste artigo. Mas a vida vai além de um joystick e um violão: há um mundo lá fora que você deve viver. Saia com os amigos, pratique exercícios físicos, estude, leia, faça diversas atividades. Nada de ficar jogando por dias sem ver a luz do sol! 40 | Novembro/2012 | The Walking Herman

Cultivar jogos e instrumentos musicais como hobbies é uma atividade que só trará benefícios para o seu desenvolvimento corpóreo e intelectual. Sabendo disso, não fique aí parado, pegue um controle, acomode-se e boa diversão! Por Vinicius de C. , Alan Kenji e Vivian Julião

The Walking Herman | Novembro/2012 | 41


Stress A epidemia do mundo contemporâneo

E

m suma, estresse é a resposta fisiológica, psicológica e comportamental de um indivíduo que procura se adaptar e se ajustar às pressões internas e/ou externas. Essas pressões, capazes de levar ao estresse, são chamadas de “Fatores Estressantes” ou “Agentes Estressores”. Sendo assim, o fator estressor é um acontecimento, uma situação, uma pessoa ou um objeto capaz de proporcionar tensão emocional, ou seja, capaz de induzir à reação de estresse. Nos últimos tempos, “estresse” é um termo que vem se vulgarizando, e pode-se notar seu uso em varias situações cotidianas: queixa-se de estresse o homem que chega em casa depois de um dia de muito trabalho, de trânsito pesado e das filas do banco. Queixa-se a mulher que enfrentou uma maratona de atividades domésticas, profissionais e com os filhos, e em decorrência, à noite, terminado o jantar, com as crianças recolhidas, os dois mal têm forças para trocar de roupa e cair na cama, etc. Contudo, a palavra estresse não cabe nesse contexto, pois caracteriza-se como um mecanismo fisiológico do organismo sem o qual nós, nem os outros ani-

mais, teríamos sobrevivido. Se nossos antepassados das cavernas não reagissem imediatamente, ao se deparar com uma fera faminta, não teriam deixado descendentes. Nós existimos porque nossos ancestrais se estressavam, isto é, liberavam uma série de mediadores químicos, dentre estes a adrenalina (Hormônio produzido pelas glândulas supra-renais a qual prepara o organismo para realizar esforços físicos). Quando nosso cérebro, independentemente de nossa vontade, interpreta alguma situação como ameaçadora (Fator estressante), nosso organismo passa a desenvolver uma série de alterações denominadas, em seu conjunto, de Síndrome Geral da Adaptação ao Estresse. Na primeira etapa dessa situação ocorre uma Reação de Alarme, onde todas as respostas corporais entram em estado de prontidão geral, ou seja, todo organismo é mobilizado sem envolvimento específico ou exclusivo de algum órgão em particular. É um estado de alerta geral, tal como se fosse um susto.

Se esse estresse continua por um período mais longo sobrevém a Segunda fase, chamada de Fase de Resistência, a qual acontece quando a tensão se acumula. Nesta fase o corpo começa a acostumar-se aos estímulos causadores do estresse e entra num estado de Resistência ou de Adaptação. Durante este estágio, o organismo adapta suas reações e seu metabolismo para suportar o estresse por um período de tempo. Neste estado a reação de estresse pode ser canalizada para um órgão específico ou para um determinado sistema, seja o sistema cardiológico, por exemplo, ou a pele, sistema muscular, aparelho digestivo, etc. Pode se perceber então, que o estresse do mundo moderno é muito diferente do que existia no passado. Resulta do acúmulo de pequenos problemas que se repetem todos os dias. A conta a vencer no banco, o compromisso com hora marcada prejudicado pelo congestionamento inexplicável, filho dando trabalho aos professores no colégio, etc. Contra estes adventos, o corpo não consegue liberar mediadores

na quantidade necessária da mesma forma com que fazia contra o “animal ameaçador”, mas provocam um discreto e constante aumento da pressão arterial e do número dos batimentos cardíacos que, sem dúvida, trazem consequências nefastas para o organismo. O excesso de estresse pode causar, fisicamente, desde dores pelo corpo e queda de cabelo, tensão muscular, dores de cabeça, dores de estômago ou gastrite, pressão alta, taquicardia, problemas dermatológicos, aftas, retração das gengivas, tonturas, até sintomas sérios como hipertensão e problemas no coração; Psicologicamente, pode provocar: queda de produtividade, confusão mental, dificuldade de concentração; sensação de desgaste ao acordar, auto-estima baixa; dificuldade com a memória, depressão e irritabilidade acima do justificável. Dessa forma, evitar o stress, uma das chamadas “doenças do século” é uma das grandes tacadas para se viver bem e com qualidade. Por Lucas Rodrigues

The Walking Herman | Novembro/2012 | 43


THE WALKING

HERMAN

Revisoras chefe: Daniela de Souza e Jéssica Lucchesi Equipe de Revisão: Andressa Navarro; Beatriz Oliveira; Danilo Ikuta; Fabio Augusto; Gabriel Carvalho; Guilherme Magno; Igor Moraes; Lucas Rodrigues; Renato do Prado; Thamyris Rodrigues Pires Equipe de Imagens: Alan Kenji Yamasaki; Bruno Borba; Chrystian Giovanni; Guilherme Magno; Gustavo Lacerda; Igor Moraes; Jéssica Soares; Lucas Borges Marcos Henrique Monteiro; Thamyris Rodrigues Pires; Vivian Julião Editores: Beatriz Rocha e Diego Zanlorenzi Bibliografias:

[J. L. PosHetwait e J. L. Hopson. The nature of life. 3. Ed. New York, McGraw-Hill, 1995. p.643.] [http://www.suapesquisa.com/olimpiadas/] [http://www.suapesquisa.com/olimpiadas/olimpiadas_1972_munique.htm] [http:// www.suapesquisa.com/olimpiadas2012/] [http://www.suapesquisa. com/olimpiadas/curiosidades_olimpiadas.htm] [http://www. suapesquisa.com/olimpiadas/primeira_olimpiada.htm] [http:// en.wikipedia.org/wiki/Lorna_Johnstone] [http://www.abeso.org. br/lenoticia/650/numero-de-obesos-no-mundo-quase-dobroudesde-1980.shtml] [http://www.abeso.org.br/lenoticia/650/numero-de-obesos-no-mundo-quase-dobrou-desde-1980.shtml] [http:// www.abeso.org.br/lenoticia/650/numero-de-obesos-no-mundoquase-dobrou-desde-1980.shtml] [http://www.abeso.org.br/lenoticia/650/numero-de-obesos-no-mundo-quase-dobrou-desde-1980. shtml]

44 | Novembro/2012 | The Walking Herman


WALKING HERMAN THE


The Walking Herman