Issuu on Google+

Rui Araújo, nº 22, 5ºH


Numa manhĂŁ de Natal, em 2020, lĂĄ estava o Pai Natal muito atarefado com as listas dos presentes.


NĂŁo pensem que eram cartas, agora nĂŁo, porque com o passar dos anos isto foi evoluindo e agora ĂŠ tudo por email.


O Pai Natal depois de ver todos os emails, pegou no Ferrari (tren贸) que era guiado por renas rob么s.


Com o passar dos anos já não era preciso aquele esforço enorme que o Pai Natal fazia ao descer a chaminé.


Agora era tudo feito por tecnologia o que facilitava muito as entregas do Pai Natal. Depois de tantas entregas, o Pai Natal, jรก muito cansado, voltou para a sua fรกbrica.


E lå estavam todos, o Pai Natal e os duendes, à espera de outro Natal. Depois de alguns minutos a lâmpada do Pai Natal acendeu-se e lembrou-se que se esquecera de um menino.


O Pai Natal, muito rápido, pegou no Ferrari e começou a voar. Quando chegou à casa do menino ele já dormia e notavam-se as lágrimas a caírem do seu rosto.


De repente o menino acordou e viu o Pai Natal, ficou muito feliz pois era o primeiro menino a vĂŞ-lo.


O Pai Natal, para remediar a falha, decidiu levá-lo à sua fábrica e com este gesto transformou o Natal do menino numa noite mágica e feliz!


Natal no futuro