Page 1

O Natal Encantado

Luís André Bastos, nº 16, 5ºE


Uma vez, na noite de natal, o meu irmão João estava a fazer a árvore de natal e eu disse: -Precisas de ajuda? -Sim, não consigo meter as bolas - respondeu o João. -Está bem, eu ajudo-te.


Depois da 叩rvore estar pronta, fui dormir e pensei: porque nos d達o presentes e aos Duendes, Renas, Pai Natal e M達e Natal n達o!?


-Eu vou começar a juntar dinheiro para dar presentes de natal aos Duendes, Renas, Pai Natal e Mãe Natal -disse o Luís (eu).


Comecei a juntar, passado um mês era o mês do Natal e não tinha conseguido o dinheiro necessário, só tinha 250 euros para dar os presentes todos que os Duendes, Renas, Pai Natal e Mãe Natal queriam e mereciam.


- Não sei o que fazer, não tenho dinheiro para todos os presentes... Já sei! Vamos dar a volta ao mundo e pedir um bocadinho de dinheiro a cada pessoa e vamos dar uma prenda aos Duendes, Renas, Pai Natal e Mãe Natal! – disse para o meu irmão.


-OK, boa ideia, vamos fazê-lo, começamos por aqui! Mas houve um problema, as pessoas não acreditavam no Pai Natal nem nos Duendes nem nas Renas nem nada que envolvesse o Natal e, a maioria, dizia que o Natal era só uma celebração patética.


-Ninguém acredita no Natal, vamos desistir?!? Estávamos quase a desistir até que, uma estrela do céu se dirigiu a nós e disse: -Olá, meninos, não tenham medo!


-Mmmmm, quem és tu? -Eu, eu sou a estrela do Pólo Norte e vim aqui dizer-vos para não desistirem. -Mas como, ninguém nos dá nada!? Ninguém acredita no Pai Natal!


-Venham, eu vou-vos mostrar uma coisa, venham. - E como sabemos que tu Ês de confiança? -Eu mostro-vos, olhem, olhem.


Os meninos olharam e viram que o Pai Natal, estava muito triste por s贸 estar a abrir cartas de listas de presentes e n茫o a mandar cartas dele (do Pai Natal) com listas de presentes.


-N達o acredito que o Pai Natal esteja assim t達o mal, mas acredito em ti, vamos ent達o!


No dia seguinte, estávamos a viajar pelos céus e, no bolso, tínhamos 500 euros, não sabíamos como, mas ficamos felizes.


Mesmo assim ainda nĂŁo tĂ­nhamos tudo, no total precisĂĄvamos de ter 1000 euros. Chegamos a uma terra diferente e fomos tentar pedir dinheiro.


Uma pessoa acreditava tanto que deu 250 euros. As pessoas restantes deram, todas juntas, 300 euros.


No total tínhamos 1100 euros e fomos às compras. Comprámos: uma torradeira para o Pai Natal comer torradas; uma máquina para fazer exercício físico; um brinquedo para cada um dos Duendes e a Mãe Natal recebeu uma cozinha requintada de doces, frutas e tartes.


E fomos todos para casa, felizes.

Natal encantado  

contos de natal

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you