Issuu on Google+

Madalena e o Anjinho do Natal


Era uma vez uma menina chamada Madalena que, uma semana antes do Natal, viu um Anjinho a recolher a sua carta ao Pai Natal. A menina ficou boquiaberta porque nunca tinha visto tal coisa. -Como te chamas?- perguntou o Anjinho.


-Chamo-me Madalena. - respondeu a Madalena gaguejando de espanto. -Que bonito nome! - disse o Anjinho. -Eu sou o Anjinho do Natal! Não te preocupes que não te faço mal! -O que fazes por cá? - perguntou a Madalena. -Estou a recolher a tua carta para o Pai Natalretorquiu o Anjinho.


Isto é segredo, não podes contar a ninguém!! Queres vir comigo à fábrica do Pai Natal?perguntou o Anjinho. - Claro que sim, vai ser maravilhoso!- disse a menina. Passado algum tempo… - Chegámos! Chegámos à fábrica do Pai Natal! disse o Anjinho.


- Olá duendes! Estão todos muito atarefados? É que eu queria conhecer-vos a todos!- disse a menina. - Chiu! O Pai Natal não pode saber que estás aqui!- disse o Anjinho.


- Este é o meu amigo duende! Chama-se Miguel e é o responsável pela ementa do Pai Natal. apresentou o Anjinho. - E este é o Pedro, é o responsável por tratar das renas. - afirmou o duende Miguel.


-Ah! Está ali o meu amigo José que é o responsável pelas roupas do Pai Natal. - disse o duende Miguel. -Este é… O Pai Natal?! Ups… A culpa é toda minha Sr. Pai Natal, eu sei que não quer humanos na fábrica…- disse envergonhado o Anjinho.


-Não faz mal! Deixa lá… Eu sou o Pai Natal e tu és…? - perguntou o Pai Natal. -Madalena! Chamo-me Madalena. - respondeu a menina. -Já são horas de ires para casa! Os teus pais já devem estar preocupados! - afirmou o Pai Natal preocupado.


-Est谩 bem Sr. Pai Natal!- respondeu Madalena toda animada por ter conhecido o Pai Natal e os duendes. -E subiram para o tren贸.


A meio da viagem, começou a ficar muito frio, até que começou uma tempestade de neve. -Ó não, está a nevar!- disse o Pai Natal assustado. -Qual é o problema, eu até gosto de neve!retorquiu a Madalena.


-O problema é que as renas não conseguem ver nada com esta neve toda!-respondeu o Pai Natal cheio de frio. E, de repente, a Madalena diz: - Estou a sentir as minhas pernas e as minhas mãos todas geladas!- disse a Madalena a tiritar de frio. - O trenó está todo congelado!- gritou o Anjinho.


- O trenó e as renas têm um sistema que nos permite voar por pelo menos mais cinco minutos. A seguir a isso caímos de páraquedas!- afirmou o Pai Natal. - O problema é que se cairmos toda a gente vai ver o Pai Natal! E isso não é nada de bom!disse o Anjinho.


-Oh n茫o!- disse a Madalena. -Esperem, eu penso que tenho um p贸 m谩gico no bolso, que me foi dado por uma fadinha verde!disse o Anjinho. -Muito bem, atira-o rapidamente sobre o tren贸 e as renas.- disse o Pai Natal.


Assim fez o Anjinho e o trenรณ e as renas lรก conseguiram voar para fora da tempestade e fazer chegar com seguranรงa a Madalena a sua casa.


Quando chegou a casa, Madalena foi para o seu quarto. De forma repentina a sua mãe entra no quarto, com um ar apressado e preocupado, e pergunta-lhe onde é que ela tinha estado. - Fui à fábrica do Pai Natal! O Anjinho das cartas levou-me lá! - respondeu a Madalena.


Madalena e o anjinho