Issuu on Google+

  "Práticas e Modelosde Avaliação..."

Guia: Ser formando na aprendizagem online Algumas considerações A aprendizagem online está mais adaptada aos ritmos e formas de aprendizagem de  cada um e é mais flexível em termos de gestão dos conteúdos e do tempo a despender  por parte do formando. O processo de formação centra­se muito no trabalho autónomo do formando, através do  contacto  com os  conteúdos  disponíveis, de forma flexível  e de acordo com as  suas  necessidades   de   aprendizagem.   O   processo   complementa­se   /   completa­se   pela  interacção e comunicação com os restantes formandos e com o formador. A motivação do formando e a sua capacidade para gerir de forma eficaz os fluxos de  informação  e  as  actividades   solicitadas   em  cada   momento  da  formação   é,   por  isso,  crucial. Tratando­se de uma modalidade muito baseada na auto­aprendizagem e na auto­ gestão,   encerra   benefícios   mas   também   exigências   de   que   o   formando   deve   estar  consciente. Vantagens •

Faz desaparecer custos e inconvenientes associados à deslocação ao centro de  formação,   viabilizando   a   formação   a   quem   não   tem   possibilidade   de   se  ausentar do local de trabalho; 

Permite   aprender   a   um   ritmo   próprio,   aprofundar   os   conteúdos,   associar   a  teoria a múltiplas actividades práticas; 

Percurso   de   aprendizagem   individual   ou   em   grupo.   O   formando   trabalha  autonomamente e interage de forma colaborativa com os restantes colegas do  grupo   e   com   o   formador.  Entre   formador   e   formando   e   entre   os   próprios  formandos ocorrem trocas que alicerçam uma aprendizagem activa; 

A existência de parâmetros e de um quadro de referência definido, bem como  a calendarização de actividades constituem um factor de motivação adicional.  O formando pode realizar uma gestão do tempo mais flexível.

Problemas

Necessidade da existência de pré­requisitos tecnológicos e de competências que  facultem o uso de ambientes online;


"Práticas e Modelosde Avaliação..." • •

Alguma desmotivação pelo facto de se tratar de uma situação de estudo mais  solitária; Apesar   de   o   formando   poder   seguir   o   seu   ritmo   de   trabalho,   tem   que  acompanhar   a   calendarização   das   tarefas   e   actividades,   não   podendo   deixar  acumular   trabalho   ou   o   que   deveria   estar   concluído   relativamente   a   cada  proposta.

  Gestão do tempo   Uma boa gestão do tempo, essencial à obtenção de bons resultados, implica:   ­    Aceder à plataforma de acordo com as exigências e acompanhar os calendários  previamente definidos para cada domínio de formação;   ­ Ler os materiais sugeridos e reflectir sobre eles; ­         Participar na área de discussão; ­         Participar nas actividades agendadas; ­         Pesquisar na WWW e outros locais; ­  Realizar atempadamente e com qualidade as tarefas solicitadas.   Uma   aprendizagem   bem   sucedida   está   dependente   de   procedimentos   de   trabalho  adequados, tendo em conta as exigências requeridas, as suas características pessoais e os  condicionalismos vários da vida pessoal e profissional que terá de gerir.   A gestão eficaz do tempo deve ser acompanhada de um conjunto de procedimentos que  conduzam   ao   sucesso  e   ao   aproveitamento   das   mais   valias   proporcionadas   por  este  ambiente de aprendizagem: • • • •

Organize um calendário em que elenque as actividades de estudo e os trabalhos  e participações pedidos para cada domínio de formação. Organize­os por prioridades; Não se isole. Interaja com os restantes formandos e com os formadores; Não hesite em solicitar a colaboração do formador ou a ajuda dos colegas para  resolver os problemas que forem surgindo.

Recursos   Explore   adequadamente   os   recursos   colocados   na   plataforma.   Investigue   sobre   as  matérias  em análise recorrendo a bibliotecas  ou à pesquisa na Internet,  aumentando  desta forma os conhecimentos e a qualidade da aprendizagem realizada.

Participação


"Práticas e Modelosde Avaliação..."

Convém que o formando siga a calendarização proposta em cada disciplina, dentro do  critério de flexibilidade que a caracteriza, o que permitirá maximizar o trabalho e as  oportunidades para a partilha de ideias.    A  colaboração e a discussão  com os restantes participantes no curso constituem um  elemento fundamental para a motivação e o sucesso nesta experiência educativa.    • • • • •

Siga a calendarização proposta para cada domínio de formação; Acompanhe e participe nas discussões em curso (visite esse espaço, no mínimo,  dia sim dia não).  Procure seguir o enquadramento e a área temática em discussão de modo a não  repetir informação ou sair do contexto da discussão em causa. Contribua com ideias que façam avançar a discussão e contribuam para o seu  enriquecimento  Prepare a sua participação offline, num processador de texto, e utilize a técnica  do copiar/colar para colocar a sua mensagem no fórum de discussão (caso o  texto seja extenso, poderá colocá­lo como ficheiro anexo). Coloque a sua mensagem no ponto correcto da discussão. Se estiver a prosseguir  a   discussão   de   um   determinado   assunto   deverá   colocar   a   mensagem   como  resposta à  mensagem  que  introduziu   esse  assunto ou à  mensagem   que está  a  comentar. Só deverá colocar uma mensagem na raiz quando estiver a iniciar um  novo assunto. Adopte   uma   atitude   construtiva   e   colaborativa,   mesmo   quando   discorda  totalmente do conteúdo de uma mensagem ou lhe parece que sabe muito mais  que os seus colegas sobre o assunto em discussão.

Contactos

Formador: Dina Mendes Contactos: e­mail – dinamendesum@gmail.com  Formador: Helena Duque Contactos: e­mail – duquehelena@gmail.com         


"Práticas e Modelosde Avaliação..."


Ser formando online