Page 69

PAPEL DO HVM Um pouco antes de anunciar a parceria com o Johns Hopkins Medicine International, o Hospital Moinhos de Vento apresentou um plano de expansão com investimentos de R$ 320 milhões até 2014. Além de aumentar de 354 para 507 o número total de leitos, o hospital gaúcho ainda pretende contratar 600 novos colaboradores. Até agora, R$ 100 milhões foram aplicados na maternidade, na UTI neonatal, unidades de internação e de endoscopia, centros de Ortopedia e Traumatologia, e Neurologia e Neurocirurgia. A instituição ampliou a área do Centro Cirúrgico de 900 para 1,7 mil m² e, ainda, prevê melhorias na unidade de diagnóstico por imagem, CTI Adulta e UTI Pediátrica. Também estão em obras as unidades de diálise e de endoscopia. A qualificação das equipes, captação e retenção de talentos também estão nos planos do hospital. “O bom da parceria é que nenhum dos lados começa do zero. A JHMI é um parceiro internacional que está preparado para fazer um trabalho de intercâmbio com outras instituições internacionais, ou seja, a JHMI já tem um sistema pensado para isso”, ressalta a executiva. Com o convênio, os profissionais do HMV visitarão ainda neste ano a instituição norte-americana para treinamento e intercâmbio de conhecimento. Além do desenvolvimento de especialidades médicas de interesse, a instituição busca a preparação para novas certificações internacionais, a ampliação das melhores práticas médicas, assistenciais e de segurança do paciente.

2

A

CEO da JHMI, Steven Thompson, durante a assinatura do acordo de afiliação

lém do Johns Hopkins Hospital (fundado em 1889 em Baltimore - EUA), a rede Johns Hopkins Medicine International também possui uma universidade. Passaram por lá 36 vencedores do Prêmio Nobel, sendo 19 da faculdade de medicina. Berço de especialidades como neurologia, urologia, endocrinologia e pediatria; a instituição recebe anualmente mais de 120 mil internações e realiza 350 mil atendimentos de emergência e 850 mil pacientes são atendidos por médicos comunitários.

Foto: Divulgação

PAPEL DO JHMI Embora a parceria seja inédita no Brasil, o JHMI mantém acordos desse tipo em outros países como Canadá, EUA, México, Colômbia, Chile, Peru, Trinidad & Tobago, Panamá, Índia, Singapura, Malásia, China, Japão, Emirados Árabes, Arábia Saudita, Líbano e Turquia. A escolha pelo HMV se deu pelo compartilhamento dos mesmos valores: compromisso com a melhoria da saúde oferecida à comunidade. Segundo a instituição norte-americana, enquanto o HMV tem se dedicado à prestação da medicina, a Johns Hopkins, desde o século XIX, se consagra pelo treinamento médico. Além de apoio e colaboração científica entre profissionais, o acordo visa melhorar os protocolos de controle à infecção hospitalar, trazer novos padrões de segurança e possibilitar o aperfeiçoamento dos médicos gaúchos. “Acreditamos que essa iniciativa terá um impacto de longo prazo significativo na atenção à saúde no Rio Grande do Sul e mais além”, afirma o CEO da JHMI, Steven J. Thompson, em comunicado. O convênio entre JHMI e HMV possibilitará ainda o acesso de pacientes brasileiros que demandam atenção médica de alta complexidade à rede e aos especialistas da instituição norte-americana. Em casos complicados ou raros, os especialistas do JHMI se colocarão à disposição no fornecimento de uma segunda opinião médica.

69

lay_entre elos_novo.indd 69

10/09/13 09:38

Fh 215  

revista Médica

Fh 215  

revista Médica

Advertisement