Page 1

www.bbmag.co.uk


Lençóis Maranhenses National Park

With 156,584 hectares spread over three municipalities in Maranhão, the park was created to protect the local flora and fauna. With an ecosystem of mangroves, salt marshes and dunes, the park mesmerises visitors with its endless dunes and lagoons (formed by the combination of rainfall and rising water tables), and continues to attract tourists who want direct access to unspoilt nature throughout the year.

Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses

Com 156.584 hectares espalhados por três municípios no Maranhão, foi criado para proteger a flora e a fauna locais. Com um ecossistema de mangue, restinga e dunas, o parque encanta pela beleza das infinitas dunas e lagoas (formadas pela combinação da água das chuvas e da elevação dos lençóis freáticos), atraindo turistas que querem contato direto com uma natureza original durante o ano inteiro.


The National Flag of the Republic of Brazil

The Dia da Bandeira (Flag Day) is celebrated on 19 November. It was on this date, four days after the proclamation of the Republic of Brazil in 1889, that the official flag of Brazil was established. Its colours represent the country’s forests (green), its riches (yellow), its skies and rivers (blue) and its desire for peace (white). The 27 stars represent the 26 states and the Federal District. The only star above the white band carrying the words “Order and Progress” represents the state of Pará, which at the time was the largest territory near the equatorial axis.

Bandeira da República Federativa do Brasil

O Dia da Bandeira é comemorado em 19 de novembro. Foi nessa data, quatro dias após a Proclamação da República, em 1889, que aconteceu a instituição da bandeira oficial do Brasil. Suas cores simbolizam as matas (verde), as riquezas do País (amarelo), o céu e rios (azul) e o desejo pela paz (branco). As 27 estrelas representam os 26 estados e o Distrito Federal. A única estrela que está acima da faixa branca “Ordem e Progresso” representa o Estado do Pará que, na época, era o maior território próximo ao eixo equatorial.


bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

// EDITORIAL

8

W

elcome to the third edition of Bossa Brazil Magazine (BBMag)! Following the success of our first two editions, in April and July, it is great to be back promoting the very best of contemporary Brazil. Our latest installment is full of interesting information to help close out the year in the most authentic Brazilian style: in party mode! And Brazil deserves nothing less than a party after a busy year in which the country stole the limelight in spectacular fashion. Uniting millions of tourists and viewers from around the globe, the Rio 2016 Olympic and Paralympic Games were a unanimous success in the eyes of the international media and will go down in history as one of the most significant and memorable. The jubilance, the colour, the spirit, the drive to overcome obstacles and come out on top, the pride of the green and yellow, will all undoubtedly inspire future generations and help contribute to Brazil’s prosperous future.

E nada mais merecido do que festa após um ano em que o Brasil deu show e mostrou ao mundo que espetáculo é com ele mesmo. Trazendo milhares de turistas e espectadores do mundo inteiro para viverem com intensidade as suas belezas e emoções, os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016 foram um sucesso repercutido pela mídia internacional e entraram para a história como um dos eventos mais marcantes e inesquecíveis. A alegria, as cores, o astral, a garra de superar obstáculos e fazer bonito, mostrando seu orgulho verde-e-amarelo, sem dúvida inspirarão as futuras gerações e trarão bons ventos pela frente.

As well as a great round up of the Olympics and Paralympics, this edition also features a special report about the end-of-year party culture in Brazil with some of its curious customs, rituals and quirky traditions. There’s also a fascinating article written by an expert from the LGBT community, as well as pieces on tourism, music, gastronomy, Brazilian curiosities and much more!

Além de uma bela visão geral sobre o resultado das Olimpíadas e Paralimpíadas, esta edição destaca também uma matéria especial sobre a cultura das festas de fim de ano no Brasil, seus curiosos costumes, rituais e divertidas tradições; a interessante colaboração de um especialista no universo LGBT; e não é tudo: ainda tem turismo, música, gastronomia, curiosidades brasileiras e muito mais!

The big news we have is the launch of BBMag’s online Directory of Brazilian Products and Services in the UK at bbmag.co.uk. No matter what you’re looking for, from travel agencies to bars and restaurants, to immigration services, beauty salons, transport options, printers, photographers or courses, our list will help you in your time of need. We take care to constantly update and validate the information to provide you with a reliable source of suppliers. Don’t forget to follow BBMag on social media where we not only publish new editorial content, but also profile our advertisers, partners and supporters who provide Brazilian services in the United Kingdom or serve the Brazilian community and friends of Brazil.

A grande novidade que temos para contar é o lançamento do BBMag Diretório de Serviços e Produtos brasileiros no Reino Unido no nosso site (bbmag. co.uk). Se você está procurando desde agências de viagens, bares e restaurantes, até serviços de imigração, manicure, transportes, gráficas, fotógrafos ou cursos, a nossa listagem, definitivamente, será de grande ajuda a qualquer hora que você precisar. Temos o cuidado de atualizar e validar constantemente as informações para que você tenha uma fonte confiável de fornecedores dos serviços que deseja. Acompanhe também a BBMag nas mídias sociais onde promovemos não somente os nossos editoriais, mas também nossos anunciantes, parceiros e apoiadores que fornecem serviços brasileiros no Reino Unido ou atendem a comunidade brasileira e os amigos do Brasil.

It is with this spirit, this Brazilian-ness and our “bossa” that we thank you for your ongoing support during this first year together and wish you, our reader, a happy year’s end full of festive celebration.

É com esse astral, essa brasilidade e essa nossa “bossa” que agradecemos este primeiro ano que passamos juntos e desejamos a você, leitor, um bom último trimestre e boas festas de final de ano.

Best wishes. //

Um grande abraço! //

Glauco Chris Fuzinatto

Publisher / glauco@bbmag.co.uk

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

B

em-vindo à terceira edição da Bossa Brazil Magazine (BBMag)! Após o grande sucesso das duas primeiras edições, em abril e julho, estamos muito felizes em estar de volta, promovendo o melhor do Brasil contemporâneo, com uma terceira edição repleta de informações interessantes para fechar este primeiro ano no mais autêntico estilo brasileiro: em clima de festa!

Glauco Chris Fuzinatto

Publisher / glauco@bbmag.co.uk

But, wait, what does “bossa” actually mean?

Mas, afinal, o que significa “bossa”?

Bossa is a style. To do things with instinctual flair and natural talent. To mix craft with inclination. It is to get things done with passion, dedication, creativity, and innovation. That’s how we work at Bossa Brazil, we are Bossa!

“Bossa” é um estilo, é fazer as coisas com instinto, mostrar o charme e o talento natural. Une vocação com tendência. É realizar tudo com paixão, criatividade, dedicação e inovação. É desta forma que trabalhamos na Bossa Brazil, somos Bossa!


18

/ / Chit - Cha T PAPO DE BOTECO

30

// COVER STORY

// T R AV E L A N D TO U R I S M

reporta g e m de c apa

VIAGEM E TURISMO

/ / G A S T R O N O MY GASTRONOMIA

48 52

// SPORT ESPORTE

54

/

/ / s u m Mar y

/ / E D UC A T I O N E D UC A รง รƒ O

59

// PETS PETS

60

// GLBT L GB T

/ / CU L T U R E

CU L T U R A

62

/ / BBM A G Classi f ied C L A S S I F I C A D O S BBM A G

66

// ARTICLE ARTIGO

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

36

out 2016

MINHA LONDRES

//

/ / MY L O N D O N

bossa brazil magazine / oct 2016

24

10

S u m รก rio

9


my london S

ummer is a tough act to follow. Whilst spring is synonymous with growth and vitality, autumn is more immediately associated with the onset of cold and decay; we confront the chilly mornings with protest and procrastination as we pang for the balmy evenings of yesterday. Avocado “power” shakes are unceremoniously surpassed by full fat croissants; even a fry up seems plausible, now. The Pimms is stowed, relegated by the velvet embrace of chocolate and Merlot. Thermal underwear is a genuine possibility. And as hibernation beckons us forthwith we are sustained by a feast of “new season” television, Masterchef et al. dishing up their familiar recipe for couch confinement. Why would you even want to go outside? Answer; Christmas shopping. In between watching C-list celebs prance about on ice we are thrust into a war of attrition, a barrage of propaganda designed to loosen our grip on festive frugality. In no time at all we’ll be nibbling mince pies. Herein lies the magic of autumn, replete with seasonal distractions. Halloween, for example, gives us a chance to gut pumpkins and practice neighbourly extortion, shortly followed by Guy Fawkes Night, the annual celebration of medieval terrorism. What could be more distracting than a burning effigy and some mulled wine?

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Finally, a new sporting calendar is in full swing, renewing our love for all things athletic. Such is autumn, like the third leg of a sprint relay, a season that runs some hard yards with grace and modesty. Passing the baton is never easy, but medal contention in the Battle of the Seasons is all but guaranteed.


By • Por Edwin Freeman

É

difícil deixar para trás o verão. Enquanto a primavera é sinônimo de crescimento e vitalidade, o outono é imediatamente associado com a chegada do frio e da deterioração; enfrentamos as frias manhãs com protesto e querendo adiar a hora de levantar, enquanto sonhamos com as noites aprazíveis de ontem. Vitaminas de abacate são rapidamente trocadas por grandes e gordos croissants, e até uma fritura agora parece plausível. As batidas de frutas são guardadas, relegadas pelo sabor envolvente do chocolate e do vinho Merlot. Usar roupas de baixo térmicas agora passa a ser uma verdadeira possibilidade. E, como a hibernação toma conta de nós, passamos a ser sustentados por um banquete de novas temporadas de programas de televisão, como Master Chef e outros do tipo, servindo suas receitas familiares para ficarmos confinados e no aconchego do sofá. Por que você pensaria em sair? Resposta: para as compras de Natal. Enquanto assistimos celebridades de terceira linha brincando no gelo, somos empurrados para uma guerra de atrito, uma barreira de propaganda criada para nos fazer perder o controle sobre a nossa frugalidade festiva. Em um piscar de olhos já estaremos beliscando tortinhas.

/

/ / MY L O N D O N

OUTONO

out 2016

A batalha das estações

//

Autumn

bossa brazil magazine / oct 2016

Battle of the Seasons

MINHA LONDRES

10 11

Por último, um novo calendário esportivo está a todo o vapor, renovando o nosso amor por tudo que é atlético. Este é o outono: a terceira perna de uma corrida de revezamento, uma estação que percorre alguns metros difíceis com graça e modéstia. Passar o bastão nunca é fácil, mas a competição pela medalha na Batalha das Estações está praticamente garantida.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

É nisso que reside a mágica do outono, repleto de distrações sazonais. O Dia das Bruxas (Halloween), por exemplo, nos dá a chance de dilacerar abóboras e praticar extorsão na vizinhança, seguido da Noite de Guy Fawkes, uma celebração anual do terrorismo medieval. O que poderia servir mais para a nossa distração do que bonecos queimando e um pouco de vinho quente?


Brazilians

that rock!

B r a s i l e i r o s q u e dão s h ow ! Elza Soares

Known by many as “Queen”, Elza Soares has been a prominent Brazilian artist since the 1950s. With her husky and distinctive voice, the singer has always represented her true roots, giving a voice to oppressed women, the gay community and marginalised workers from Brazilian shanty towns. In her new album, A Mulher do Fim do Mundo (The Woman from the End of the World), the singer from Rio teamed up with various avant-garde musicians from São Paulo to create a new contemporary sound, a mix of samba and electric rock. Elsa performs in London this November in a show that will also feature some unnamed special guests. When: 13 November, 7.30pm Where: Barbican Centre - Silk Street, London EC2Y 8DS More information about the show and tickets on the Barbican website: www.barbican.org.uk

Elza Soares Chamada por muitos de rainha, Elza Soares tem presença ativa no cenário da música brasileira desde os anos 50. Com sua voz rouca e marcante, a cantora se tornou um símbolo de suas origens, dando voz para mulheres oprimidas, gays e trabalhadores marginalizados das favelas. Em seu novo álbum, A Mulher do Fim do Mundo, a cantora carioca se uniu a um time de músicos de vanguarda de São Paulo para uma mistura bem contemporânea de samba com sons experimentais de rock elétrico. Com muito balanço, Elza se apresentará em Londres no mês de novembro, em show que contará com a participação de músicos convidados ainda a serem anunciados. Quando: 13 de novembro, às 19h30 Onde: Barbican Centre – Silk Street, London EC2Y 8DS Mais informações sobre o show e ingressos no site www.barbican.org.uk

Bell Marques

Bell Marques is one of the biggest stars of the axé music scene. The singer from Salvador was the lead singer of the band Chiclete com Banana for more than 30 years, but now performs as a solo artist. Famous for creating some of the biggest hits from the Bahia carnival culture, he has already sold over 8 million records in Brazil. Known for his charisma, irreverence, and stage presence, Bell will play his latest album, Forró do Lago 2 in London. The album features classics from both the Forró and the national music scene, collaborations with his children and other classic bands like Limão com Mel and Calcinha Preta, and icons like Alceu Valenca and Gilberto Gil. An electrifying concert of axé to get you jumping out of you seat and singing along! When: 6 November, 4pm Where: O2 Forum Kentish Town - 9-17 Highgate Road, London More information on the site: www.academymusicgroup.com

Bell Marques Bell Marques é um dos grandes nomes do axé nacional. O cantor, nascido em Salvador, passou mais de 30 anos como vocalista da banda Chiclete com Banana e atualmente segue em carreira-solo. Detentor de diversos hits do carnaval baiano, já vendeu mais de 8 milhões de discos no Brasil. Conhecido pelo seu carisma, irreverência, e forte presença de palco, Bell apresenta em Londres os trabalhos de seu mais recente álbum, Forró do Lago 2. A obra traz clássicos do Forró e da música nacional, uma composição ao lado de seus filhos e outros clássicos de bandas como Limão com Mel e Calcinha Preta, e de ícones como Alceu Valença e Gilberto Gil. Um show de axé eletrizante para pular e cantar junto! Quando: 6 de novembro, às 16h Onde: O2 Forum Kentish Town – 9-17 Highgate Road, London Mais informações no site: www.academymusicgroup.com

ZECA PAGODINHO

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

The biggest name in contemporary Brazilian samba and winner of four Latin Grammys over a 30-year plus career, Zeca Pagodinho returns to London for his first show of the decade in the UK. A symbol of the free and informal spirit of Rio de Janeiro, the singer from the neighbourhood of Irajá in the outskirts of Rio, was one of the performing artists during the opening ceremony of the Olympic Games. Now he comes to London with an upbeat show – full of well-known classics – that promises to be the dose of Brazil that you are in need of! When: 29 November, 7.30pm Where: Eventim Apollo – 45 Queen Caroline Street, London W6 9QH More information online www.eventimapollo.com

Zeca Pagodinho Maior estrela do samba brasileiro contemporâneo e vencedor de 4 Grammys Latinos em mais de 30 anos de carreira, Zeca Pagodinho retorna a Londres para o seu primeiro show desta década no Reino Unido. Símbolo do espírito livre, leve e informal do Rio de Janeiro, o cantor, nascido no bairro do Irajá, no subúrbio do Rio, foi um dos grandes nomes da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos deste ano e vem com um show animado e repleto de letras famosas que prometem ser a dose de Brasil que você está precisando! Quando: 29 de novembro, às 19h30 Onde: Eventim Apollo – 45 Queen Caroline Street, London W6 9QH Mais informações no site www.eventimapollo.com

You can find a complete schedule of all the shows, events and exhibitions on our site.

Você encontra uma agenda completa de shows, eventos e exposições no nosso site www.bbmag.co.uk


ed mota O multi-instrumentista e cantor marcará presença em Londres para apresentar seu novo álbum intitulado Perpetual Gateways. O carioca Ed Motta possui uma musicalidade única, com influências que passeiam pela MPB, Jazz, Rock, Soul Music e Funk. O talento musical vem de família (seu tio era o famoso cantor brasileiro Tim Maia), e Ed tem canções como Vamos Dançar e Manuel, que se tornaram hits no Brasil. Com uma carreira internacional de grande prestígio, a Europa e os Estados Unidos sempre fizeram parte das suas turnês, e dessa vez não será diferente. Já anote a data na sua agenda.

Rodrigo Amarante

When: 27 October Where: Hoxton Hall Youth Arts Centre – 130 Hoxton Street, London N1 6SH For more information and tickets: www.songkick.com

MINHA LONDRES Source/Fonte: Flickr Author/Autor: Yann Caradec

Quando: 3 de novembro, às 19h Onde: Jazz Café – 5 Parkway, Camden, London NW1 7PG Mais informações: www.songkick.com

Rodrigo Amarante, one of the founding members of the Brazilian band Los Hermanos, has a date set with Londoners and Brazilians living in or passing through the British capital. With his solo album titled Cavalo (Horse), the singer-songwriter promises a special show. Rodrigo started his music career whilst studying journalism at university, where he met Marcelo Camelo and Rodrigo Barba, who were soon to be his future bandmates in the famous alternative rock group Los Hermanos. With the band currently taking some time out, Rodrigo has dedicated himself to other projects, working with the bands Orquestra Imperial and Little Joy as well as, of course, focusing on his solo career.

/ / MY L O N D O N

When: 3 November, 7pm Where: Jazz Café – 5 Parkway, Camden, London NW1 7PG More information: www.songkick.com

out 2016

ed motta

The multi-instrumentalist and singer will be in London to play his new album entitled Perpetual Gateways. Ed Motta, from Rio de Janeiro, has a unique musical repertoire, with strong influences from MPB, Jazz, Rock, Soul Music and Funk. He comes from a musical family (his uncle was the famous Brazilian singer Tim Maia), and Ed has had a number of hits in Brazil, like Vamos Dançar and Manuel. With an internationally acclaimed career, Europe and the United States have always been part of his touring schedule and this time is no different. Put the date in your diary.

/

dedicada às crianças, com temas como educação, recomendação de livros, receitas para os pequenos botarem a mão na massa, passeios, enfim, tudo que interessa às mamães brasileiro-londrinas, sob a batuta da fantástica Alexandra Ribeiro. Vai lá conferir!

//

Seis apresentações imperdíveis!

Bossinha No nosso site você encontrará uma seção

bossa brazil magazine / oct 2016

shows!

Little Bossa On our website you can find a section dedicated to children, covering topics such as education, book recommendations, recipes for young wannabe chefs, days out, and everything that could interest mums from Brazil or London, all under the fantastic guidance of Alexandra Ribeiro. Check out the site!

Photo/Foto: ASCOM Prefeitura de Votuporanga

six unmissable

12 13

Rodrigo Amarante Um dos principais fundadores da banda brasileira Los Hermanos, Rodrigo Amarante tem encontro marcado com os londrinos e os brasileiros que moram ou estão de passagem pela capital britânica. Com seu disco solo intitulado Cavalo, o cantor e compositor promete uma apresentação intimista. Rodrigo começou sua carreira na música quando cursava faculdade de Jornalismo, quando conheceu Marcelo Camelo e Rodrigo Barba, seus futuros parceiros da famosa banda de rock alternativo, Los Hermanos. Com o atual recesso da banda, Rodrigo tem se dedicado a outros projetos, com as bandas Orquestra Imperial e Little Joy, além, é claro, de maior foco em sua carreira-solo.

When: 18 and 19 November Where: Hideway, London – 225 Streatham High Road, London SW16 6 EN Ingressos e mais informações: www.hideawaylive.co.uk

Azymuth A banda brasileira Azymuth, em sua turnê pela Europa, tem duas datas reservadas para Londres. Seu novo álbum, Fênix, remete à ideia de ressurgir das cinzas, já que a mensagem principal é trazer a essência da Azymuth que jamais foi perdida, com a bagagem de toda a sua história, mas com diferentes criatividades e toques atuais, que compõem perfeitamente um novo capítulo para o grupo. Os shows estão imperdíveis! Quando: 18 e 19 de novembro Onde: Hideway, London – 225 Streatham High Road, London SW16 6 EN Ingressos e mais informações: www.hideawaylive.co.uk

You can find a complete schedule of all the shows, events and exhibitions on our site.

Você encontra uma agenda completa de shows, eventos e exposições no nosso site www.bbmag.co.uk

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Azymuth Brazilian band Azymuth have two dates scheduled for London as part of their European tour. Their latest album, Fênix (Phoenix), refers to the rising from the flames, the enduring image of Azymuth, with the band’s entire back catalogue but with some new creative tweaks and touches that perfectly define a new chapter for the group. The concerts are unmissable!

Source/Fonte: Far Out Reordings

Quando: 27 de outubro Onde: Hoxton Hall Youth Arts Centre – 130 Hoxton Street, London N1 6SH Para mais informações e ingressos: www.songkick.com


Maria Gadú

BBMag CHATS with

BBMag conversa com Maria Gadú

In this exclusive and informal interview, the talented singer – who will perform in London this October – told us about her passion for music, her creative process and much, much more...

Em um bate-papo descontraído, a talentosa cantora – que se apresenta em Londres neste mês de outubro – nos contou sobre sua paixão pela música, seu processo criativo e muito mais...

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

By • Por BBMag

BBMag – To begin with, tell us a little more about your connection with music, and how and why it all began. MG – I don’t think it is possible to pinpoint any particular reason for a passion. Especially when talking about a passion for something so plural, one that is associated with feelings, religion, your mind, body and soul. This is what music is for me. It always was. It gives me shivers, makes me cry, it moves me and enrages me. BBMag – You are a singer, but also a songwriter. Where do you get your inspiration to write music? Is your process more disciplinary or Euterpe (Greek Mythology; muse of music), by which your inspiration simply appears all of a sudden, out of the blue? MG – It depends on the day. Quite often the inspiration comes from something that motivates you at a particular moment and so instantly opens up the melodic gateway in your head. And so the composition needs to be written immediately. Other times it is more of an idea that has been developing over time, you go along putting the song together and so it comes into existence gradually. There is such a thing as a pre-theme. You decide what you want to talk about, you pick a subject, a muse, a situation and you write about it. Otherwise, a subject or muse chooses you and you just go crazy. Both are great, though. BBMag – Success is a mere consequence of your talent and has turned you into a reference for MPB (Popular Brazilian Music), not only in Brazil but around the world. How does that make you feel? MG – I don’t think about all this hype (laughs). Success to me comes from the satisfaction of doing something that you love doing. I’ve always been happy in my profession, learning and evolving as we all do, irrespective of function. I used to play in bars, pay my bills, and live happily. After a certain level of popularity, from my point of view, nothing has changed. I keep doing what I love with focus and commitment. I look back and I am able to say that from my very first performance to all the wonderful opportunities I have had to collaborate with idols like Tony Bennett, Caetano Veloso, Milton Nascimento and others, I have led a happy and honest career. That’s how I have felt for 26 years!

BBMag – MPB is much loved and listened to all around the globe, London being no exception. What do you think it is about MPB that captivates so many people? MG – In my opinion the Portuguese language has a unique magnetic quality. It has a range of diverse phonemes that enable a melodic composition that is at the same time both simple and complex. In addition, Brazil, anthropologically speaking, is home to some absurdly strong musical cultures-samba, maracatu, carimbó, bossa nova. This stimulates the ears of not only foreigners but of Brazilians, who feed off their own culture. BBMag – Which artists do you admire? Any Brits on your playlist? MG – Ah, I am a fan of so many people! From the melancholy of the 1950s with Maysa and Dolores Duran, to Paulinho da Viola, to the variety and range of Caetano Veloso, the pop of Chico Buarque, and the rock of Lenine and so many more. From the British crowd, I can’t resist The Beatles, The Who, Amy Winehouse, Daughter, The XX, Radiohead, amongst others. I like sounds from all around the world, such as the Franco-Cuban outfit, Ibeyi, the Cape Verdean, Mayra Andrade, and the Portuguese group António Zambujo. BBMag – And your most recent album Guelã, tell us more. MG – Guelã was born from my desire to calm down a little. After many years of nonstop running around, learning every day with a brilliant band, working with peers and touring the world, I needed to stop, breathe and take stock of where I was in this life I was leading. I needed to accept both my progress and my limitations as a musician, to go back to school, to read. Then, from all this a new sound was born, new discoveries, a new vocabulary. Silence is wonderful. You are both ugly and beautiful all of the time. This is Güela. BBMag – And now, with your mission accomplished what future goals would you set yourself... MG – Mission accomplished: impregnate, generate, born. Future goals: impregnate, generate, and give birth.


BBMag – Você é cantora e também compositora. Onde encontra inspiração para compor? Seu processo é mais disciplinar ou Euterpe (musa da inspiração musical) aparece de repente, sem hora nem lugar? MG – Depende do dia. Por muitas vezes a inspiração vem de algo que te estimulou ali, naquele segundo, e abriu um portal melódico na sua cabeça. Ai a composição necessita ser feita on time. Outras vezes uma ideia vem se desenvolvendo ao longo dos dias e você vai estruturando a canção conforme ela vai existindo. Existe o pré-tema. Você escolhe sobre o que vai falar. Elege um assunto, uma musa, uma situação e escreve sobre. Do contrário, o assunto te escolhe ou a musa te enlouquece. Os dois são ótimos. BBMag – Com tanto talento, o sucesso é mera consequência, e você se tornou uma referência da MPB, não só no Brasil, mas também internacionalmente. Como você se sente em relação a isso? MG – Não me sinto com toda essa pompa não, rs. Sucesso pra mim é satisfação de fazer o que gosta. Sempre fui feliz dentro da minha profissão, aprendendo e evoluindo, como todos os que se dispõem, independente da função. Tocava nos bares, pagava minhas contas, vivia feliz. Depois da popularidade, a meu ver, nada mudou. Continuo fazendo o que mais amo, com disciplina e muita entrega. Olho pra trás e vejo desde a minha primeira apresentação, até as lindas oportunidades de cantar com Tony Bennett, Caetano Veloso, Milton Nascimento e outros ídolos, uma trajetória honesta e feliz. É assim que me sinto há 26 anos! BBMag – A MPB é muito admirada e escutada ao

redor do mundo, e em Londres não é diferente. O que você acha que ela tem que conquista tanto as pessoas? MG – A língua portuguesa, a meu ver, tem um magnetismo diferente. Abriga fonemas diversos e possibilita um balé melódico simples e complexo ao mesmo tempo. Dentro disso, o Brasil, num passeio bem antropológico, é detentor de culturas absurdamente fortes musicalmente - o samba, o maracatu, o carimbó, a bossa nova. Isso instiga os ouvidos, não apenas dos estrangeiros, mas também do próprio brasileiro, que consome muito a própria cultura.

/

BBMag - Quais artistas você admira? Algum britânico na sua playlist? MG – Ah. Sou grande admiradora de muita gente! Desde a melancolia dos anos 50 com Maysa e Dolores Duran, até o samba de Paulinho da Viola, a pluralidade de Caetano Veloso, o populismo de Chico Buarque, o rock de Lenine e muito mais. Da safra britânica me rendo aos Beatles, The Who, Amy Winehouse, Daughter, The XX, Radiohead, entre outros. Gosto de sons do mundo como as francocubanas Ibeyi, a cabo-verdiana Mayra Andrade e o português António Zambujo. BBMag – A respeito do seu mais recente álbum Guelã, conte mais sobre ele. MG – Guelã nasceu no meu desejo de silenciar. Após muitos anos corridos sem pausa, aprendendo diariamente com uma banda brilhante, colaborando com ídolos e rodando o mundo, precisei parar, respirar e entender onde estava em mim aquilo tudo que vivi. Receber meus avanços e limitações como musicista, voltar a estudar, ler. Aí vem a nova sonoridade, as novas descobertas, o novo vocabulário. O silêncio é uma maravilha. Você fica feio e bonito o tempo todo. Guelã é isso. BBMag – Sua meta já alcançada e a meta ainda a alcançar seriam: MG – Meta alcançada: fecundar, gerar, nascer. A alcançar: fecundar, gerar, parir.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

BBMag – Para começar, gostaríamos de saber um pouco sobre sua ligação com a música, como e por que começou. MG – Não consigo identificar o porquê de uma paixão. Principalmente se tratando de uma paixão por algo tão múltiplo, ligado aos sentimentos, religião, cabeça e corpo. A música é isso pra mim. Sempre foi. Me arrepia, choro, vibro, enraiveço.

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

Onde: Barbican Centre Quando: 23 de outubro Horário: 20h Mais informações e ingressos: www. barbican.org.uk

/ / MY L O N D O N

Where: Barbican Centre When: 23 October Time: 8pm More information and tickets: www. barbican.org.uk

MINHA LONDRES

14 15


bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

/ / MY L O N D O N

/

MINHA LONDRES

16

Brazilian actor is a hit in London Ator brasileiro é sucesso em musical em Londres

The season runs to January 2017 Where: Lyceum Theatre - 21 Wellington Street, London WC2E 7RQ For more information, access www.thelionking.co.uk

A turnê vai até janeiro de 2017. Onde: Lyceum Theatre - 21 Wellington Street, London WC2E 7RQ Para mais informações, acesse www.thelionking.co.uk

Exhibition of Brazilian Artist

Lucia Nogueira

Brazilian Daniel Monteiro is part of the stage cast of the musical “The Lion King” and has already received critical acclaim for his performance. His gift for the arts began in his teens. He studied ballet and his career took off soon after his first stage role. After starring in the Brazilian version of “The Lion King” he was invited to participate in a minor adaptation of the play that was touring several cities in the UK where, on occasion, he stood in for the main actor of the role “Simba”. In February this year the young actor was chosen to be part of the fixed cast of the English production. He moved to London and today plays the role of the Rhino, a headline part, and stands in for the lead actor when needed. Daniel has many plans for the future and intends to continue on the English stage, setting his sights on the adaptation of “Aladdin”.

O brasileiro Daniel Monteiro faz parte do elenco fixo do musical “O Rei Leão” e vem chamando a atenção pelo seu talento. Seu dom para as artes surgiu em sua adolescência. Estudou balé e logo em sua primeira chance no teatro sua carreira deslanchou. Após participar da versão brasileira de “O Rei Leão”, foi convidado para uma adaptação menor da peça em uma turnê por várias cidades do Reino Unido onde, por diversas vezes, substituiu o ator principal do protagonista “Simba”. Em fevereiro deste ano, o jovem ator teve a oportunidade de fazer parte do elenco fixo da montagem inglesa. Ele se mudou para a capital londrina e hoje interpreta o Rinoceronte, papel de grande destaque, além de substituir o ator principal quando necessário. Daniel possui muitos planos para o futuro, como continuar nos palcos ingleses, mirando a adaptação de “Aladdin”.

Lucia Nogueira was an artist from Goiânia, but her work is better known in the UK than in her native Brazil. After graduating in Journalism in 1975 she moved to London, where she studied painting at both the Chelsea College of Arts and the Central School of Art and Design, creating an impressive body of work that included sculptures, videos and drawings, often inspired by the body and the relationships between objects and language. The legacy of the artist, who passed away prematurely in 1998 and was recognised by the Cartier Foundation in 1993 and the Paul Hamlyn Award for Visual Arts in 1996, will be the feature of a special exhibition this autumn in the nation’s capital. More information on the site www.anthonyreynolds.com. When: 22 September – 29 October, 2016 Where: Anthony Reynolds Gallery – 23 Dering Street, London W1S 1AW

Exposição da artista brasileira Lucia Nogueira

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Lucia Nogueira é uma artista goiana mais conhecida no Reino Unido do que no próprio Brasil. Após se formar em Jornalismo, se mudou para Londres em 1975, onde estudou pintura no Chelsea College of Arts e na Central School of Art and Design, estabelecendo um sólido trabalho com esculturas, instalações, vídeos e desenhos, frequentemente associados ao corpo a às relações entre objetos e a linguagem. O legado da artista, que faleceu prematuramente em 1998, recebeu reconhecimento da Fundação Cartier em 1993 e o Prêmio Paul Hamlyn de Artes Visuais em 1996, e pode ser conferido neste outono em uma exposição especial na capital britânica. Mais informações no site www.anthonyreynolds.com. Quando: 22 de setembro a 29 de outubro de 2016 Onde: Anthony Reynolds Gallery – 23 Dering Street, London W1S 1AW


P UB L IEDITORIA L

BBMAG launches its online “Business Directory” for Brazilian products and services in the UK The life of those seeking Brazilian products and services in London and other cities across the UK just got a whole lot easier with the latest release from BBMag – Bossa Brazil Magazine – the “BBMag Business Directory” BBMAG DIGITAL is an up to date and interactive website offering information and news about Brazilian lifestyle and culture and has gained considerable readership in the UK amongst Brazilians and Brits. Now BBMAG DIGITAL offers its readers one more useful tool: The “BBMag Business Directory” for Brazilian products and services in the UK. It is a practical online list of classifieds that provides useful information about products and services offered by Brazilians in London and the UK, offering users the opportunity to find Brazilian services and products. BBMag Business Directory covers a wide range of goods and services, from travel agencies to groceries, bars, and restaurants; professional services such as doctors and dentists; services in the beauty and well-being sector, such

as manicures, hair stylists and massage therapists; to more specialist services such as accountants, immigration consultants, freight, vans, computer specialists, construction, decoration, party organisers and more. With special visibility given to advertisers and partners of BBMag, the categorised sections of the directory and available advertising spots provide owners of Brazilian businesses in London and the UK an excellent opportunity to promote and drive awareness amongst a specific audience. For more information, contact BBMag. Visit BBMAG DIGITAL (www. bbmag.co.uk) to learn more about the BBMag Business Directory, and spread the word to your friends!

O site da BBMag, também conhecido como BBMAG

BBMAG lança Diretório de Serviços e Produtos no Reino Unido A vida de quem procura serviços e produtos em Londres e em outras cidades do Reino Unido acaba de ficar muito mais fácil com o mais novo lançamento da BBMag - Bossa Brazil Magazine, o “Diretório de Negócios”

DIGITAL, é um atual e inovador meio de informação e promoção do estilo de vida e da cultura brasileira que vem conquistando leitores consolidados entre brasileiros, britânicos e amigos do Brasil no Reino Unido, e agora oferece mais uma ferramenta: o “Diretório de Negócios”, promovendo serviços e produtos para a comunidade brasileira no Reino Unido. Trata-se de uma prática lista online de classificados com informações úteis sobre produtos e serviços ofertados para a comunidade brasileira no Reino Unido, que proporcionam aos usuários o acesso a fornecedores, alguns com a opção de atendimento em português. O Diretório de Negócios da BBMag abrange uma seleção variada, desde agências de viagens a supermercados, bares, restaurantes; profissionais como médicos

e dentistas; do setor de estética e bem-estar, como manicures, cabeleireiros e massagistas; até serviços mais específicos como contadores, serviços de imigração, transportadoras, vans, especialistas em informática, construção, decoração, reformas e muito mais. Com destaque e visibilidade especial para os anunciantes e parceiros da BBMag, o Diretório de Negócios, suas categorias e a página dos anunciantes proporciona para donos de estabelecimentos e serviços brasileiros em Londres e no Reino Unido uma excelente oportunidade de anunciar e aumentar a visibilidade do seu negócio. Para mais informações, entre em contato com a BBMag. Acesse BBMAG DIGITAL (www.bbmag.co.uk), conheça o Diretório de Negócios BBMag e divulgue para os seus amigos!


PA P O DE B OTECO

Did you know that the word Brazil comes from the name of a tree called Pau-Brazil? Pau-Brasil (Brazil wood), which according to etymology means “red-hot” owing to the reddish colour of its trunk, could be found in abundance along the Brazilian coast when the Portuguese arrived in the 16th Century. The tree, which can grow to a height 10-15 metres – and whose timber is considered to this day one to be of the most valuable in the world – is extremely strong, does not rot and is resistant to insects.

The only country named after a tree

O único país do mundo com nome de árvore Você sabia que a palavra Brasil tem origem no nome de uma árvore chamada pau-brasil? O pau-brasil, que de acordo com a etimologia significa “vermelho como a brasa”, devido ao tom avermelhado do seu tronco, foi encontrada em abundância na costa brasileira quando os portugueses chegaram, no século 16. A árvore, que pode ter uma altura entre 10 e 15 metros – e cuja madeira até hoje é considerada uma das mais valiosas do mundo – , é extremamente forte, não apodrece e é resistente a insetos.

Travel for free, pay with work Viaje de graça pagando com trabalho

A tribe of so-called “Digital Nomads”, a global movement amongst primarily young people, ranks Brazil as an important destination of the moment. Hostels are now offering a bed and meals in exchange for a few hours work a week – a great tip for those wanting to travel the country on a shoestring budget, don’t you think? There are plenty of options: from party promoter in São Paulo to gardener in Manaus, receptionist in Florianópolis to yoga teacher in Trancoso. Interested? Find out more at www.nomadesdigitais.com site.

Foto banco de imagens Pixabay

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

The Beatles Experience in São Paulo The largest and most comprehensive exhibition of Beatles memorabilia is replete with rare artefacts from the band, as well as featuring the recreation – using 3D technology – of iconic locations that have left their mark on the band’s history, offering visitors a totally immersive experience. The exhibition in São Paulo runs until 8 November. After Brazil the exhibition will go on to visit other countries. It is a unique opportunity to get to know a little more about the band that, even to this day, manages to attract loyal fans from the UK, Brazil and all over the world.

The Beatles Experience em São Paulo A maior e mais completa exposição do mundo em homenagem aos Beatles está repleta de objetos raros da banda, além da recriação dos locais que marcaram a trajetória do grupo por meio de tecnologia 3D, trazendo uma experiência de imersão total para o público. A mostra ficará em São Paulo até 8 de novembro. Após o Brasil, a exposição segue para outros países. É uma oportunidade especial para conhecer melhor a banda que, até hoje, fascina ingleses, brasileiros e admiradores do mundo inteiro.

A tribo dos chamados nômades digitais, tendência mundial principalmente entre os jovens, tem o Brasil como um importante destino no momento. A possibilidade oferecida pelos albergues permite que você tenha cama e refeições garantidas em troca de algumas horas semanais de trabalho – uma ótima dica para quem quer viajar pelo país e está com a grana curta, não é mesmo? As opções são inúmeras: desde promotor de festa em São Paulo a jardineiro em Manaus, de recepcionista em Florianópolis até professor de ioga em Trancoso. Interessou? Veja mais no site www.nomadesdigitais.com.


PAPO DE BOTECO

Um tesouro nacional brasileiro O Teatro Amazonas foi construído em 1896. Com sofisticados painéis europeus que foram trazidos em navios, sua bela estrutura conta com um grande quadro de ferro construído na Escócia, tijolos coloridos franceses e afrescos do renomado pintor italiano Domenico di Angelis. Nessa época – século 19 – a cidade de Manaus era uma das mais ricas e desenvolvidas de toda a América Latina. Uma prova de que a Amazônia não é só natureza, mas também história e cultura.

/

O Rio que não é rio Os portugueses chegaram ao Rio de Janeiro no dia 1º de janeiro de 1502, em uma viagem exploratória no país recém-descoberto (Brasil). Foi por causa dessa data que nomearam a baía onde eles desembarcaram como Rio de Janeiro, pois pensaram que se tratava de um rio. O local foi chamado de São Sebastião do Rio de Janeiro, pois a data coincidia com o dia do santo católico. Apesar de ser até hoje o santo padroeiro da Cidade Maravilhosa, o São Sebastião acabou sumindo do nome e o Rio ficou.

/ / C H I T - C H AT

A National Brazilian treasure The Teatro Amazonas was built in 1896. With sophisticated panels imported from Europe, its beautiful structure consists of a large iron frame built in Scotland, French coloured brickwork and fresco paintings by the renowned Italian painter Domenico di Angelis. At that time – the 19th Century – the city of Manaus was one of the wealthiest and most developed in Latin America, clear proof that the Amazônia region is not only rich in nature, but also in history and culture.

6

cafuné

XODÓ very calorento Brazilian farofa malandro words folgado

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

Rio that isn’t rio (A river) The Portuguese arrived in Rio de Janeiro on 1 January, 1502, on a voyage to explore the recently discovered country of Brazil. It was in commemoration of this date that they named the bay where they had landed as Rio de Janeiro, thinking it was a river (rio). The settlement was officially christened São Sebastião do Rio de Janeiro, as their arrival also coincided with the day of the Catholic saint. Although he remains the patron saint of the Marvellous City, São Sebastião’s name disappeared over time and Rio remained.

18 19

Seis palavras bem brasileiraS

A cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio emocionou a todos quando foi feita no campo a projeção da palavra “saudades” – que significa o ato de sentir falta de alguém/alguma coisa, muito usado em poemas e letras de músicas brasileiras, mas que não possui equivalente direto em inglês. Listamos aqui outras palavras que muitas vezes complicam a compreensão dos estrangeiros: cafuné, o ato carinhoso de percorrer os dedos pelos cabelos de alguém; xodó, algo ou alguém a quem você tem muito apreço; calorento/friorento, adjetivo que se dá a alguém que é sensível a altas/baixas temperaturas; farofa, farinha de mandioca tostada, talvez o acompanhamento de pratos mais popular do Brasil; folgado, adjetivo que caracteriza aquela pessoa atrevida que abusa da boa vontade das outras; e malandro, nome que se dá àquele cara que sempre tenta levar vantagem em tudo, podendo ter uma conotação positiva ou negativa, dependendo do contexto.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

The closing ceremony of the Rio Olympic Games guaranteed an emotional farewell when the word “saudades” was projected onto the field – the word represents the act of missing someone/something. It is often used in poems and the lyrics of Brazilian songs, but the word has no direct translation in English. Here is a list of some other words that often confuse foreigners: cafuné, the loving act of stroking your fingers through someone’s hair; xodó, something/someone you really appreciate; calorento/ friorento, an adjective given to someone who is sensitive to high/low temperatures; farofa, toasted manioc flour, perhaps the most popular of accompaniments in Brazilian cuisine; folgado, an adjective characterising a person who abuses the good will of others: and malandro; the label given to that guy who always tries to take advantage of everything, and can actually have a positive or negative connotation depending on the context.


Dance Capital Capital da Dança

Every July the city of Joinville in the south of Brazil hosts an international dance festival. Created in 1983, it is currently considered to be the largest event of its kind in terms of participation by the Guinness Book of Records, with over 6,000 dancers from all corners of the world. Each edition lasts around two weeks and takes over the region with exhibitions, presentations and various other events. The city is also home to the only branch of the Bolshoi Ballet School outside Russia.

Todos os anos, no mês de julho, a cidade de Joinville, na região Sul, promove um festival internacional de dança. Criado em 1983, é atualmente considerado pelo Guinness como o maior evento do gênero em número de participantes – mais de 6 mil bailarinos de vários cantos do mundo. Cada edição dura em torno de duas semanas e agita a região com feiras, apresentações e diversos eventos paralelos. A cidade também abriga a única filial da escola do Balé Bolshoi fora da Rússia.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

/ / C H I T - C H AT

/

PAPO DE BOTECO

20

The Kooks faz shows no Brasil The Kooks, the English band formed in Brighton in 2004, will return to Brazil to perform two shows in October. Returning 18 months after the band’s last critically acclaimed visit to Brazil, at Lollapalooza in 2015, this time the concerts will take place in São Paulo, at Citibank Hall on the 26th, and in Rio de Janeiro, at the Metropolitan one day later. Some of the band’s classic hits like “Naive”, “Sway” and “She moves in her own way” will no doubt make up the playlist as will songs from the band’s latest album, Listen, released in 2014.

The Kooks faz shows no Brasil A banda inglesa The Kooks, formada em 2004 na cidade de Brighton, está voltando ao Brasil para dois shows. Após a elogiada passagem da banda pelo País no Lollapalooza 2015, desta vez as apresentações serão em São Paulo e no Rio de Janeiro nos dias 26 e 27 de outubro, respectivamente. Hits consagrados da banda, como “Naive”, “Sway” e “She moves in her own way” marcarão presença no repertório, assim como seu mais recente álbum, lançado em 2014 e entitulado “Listen”.

Have you ever heard of a river island? Você conhece uma ilha de rio?

Ilha do Bananal (Island of the Banana plantation) in the state of Tocantins, is the largest river island in the world. Submerged below the surface of the Araguaia River for most of the year, it boasts biodiversity in abundance given its location between the biomes of the Amazon and the Cerrado. It’s a natural wonder well worth experiencing.

A Ilha do Bananal, no Estado do Tocantins, é a maior ilha fluvial do mundo. Submersa no Rio Araguaia durante grande parte do ano, ela apresenta uma rica biodiversidade devido ao encontro entre os biomas da Floresta Amazônica e do Cerrado. Um espetáculo da natureza que vale a pena conhecer.


T

A

Certificate of Residency The certificate is intended to verify the length of overseas stay of Brazilians returning to Brazil indefinitely. The document needs to be presented to the IRS for customs duty exemption purposes when the holder finally returns to Brazil, after residence in the UK for a minimum continuous period of 12 months.

Atestado de residência Destina-se a comprovar o tempo de permanência no exterior de pessoas que estão retornando definitivamente ao Brasil. Sua apresentação à Receita Federal é requerida para fins de isenção de taxas alfandegárias quando do retorno definitivo ao Brasil, após residência no Reino Unido por um período ininterrupto mínimo igual ou superior a um ano.

Travel authorisation for a minor Authorisation is required for travel to and from Brazil even if a Brazilian minor has another nationality and is traveling on a foreign passport. This document is also required in the case of children born abroad with Brazilian parents, who have not yet been registered with the appropriate consular services.

Autorização de viagem de menor A autorização é obrigatória em viagem ao Brasil mesmo que o menor brasileiro tenha outra(s) nacionalidade(s) e esteja viajando com passaporte estrangeiro. Este documento também será exigido no caso de filhos de brasileiros nascidos no exterior que ainda não tenham sido registrados em Repartição Consular.

Electoral Regulation In accordance with Brazilian legislation voting is obligatory for Brazilians aged 18-70, even if they are residents overseas. For electoral purposes, a resident in the UK is someone who has been living in England, Wales, Scotland or Northern Ireland for at least 3 months.

Regularização eleitoral Pela legislação brasileira o voto é obrigatório para todos os brasileiros entre 18 e 70 anos, mesmo que residentes no exterior. Para efeitos eleitorais, considera-se residente no Reino Unido o cidadão que mora na Inglaterra, País de Gales, Escócia ou Irlanda do Norte há pelo menos 3 meses.

Passport It is necessary to complete a form found on the Consulate website in order to process a Brazilian passport application. In cases of renewal if the passport expired more than two years previous you should submit your documentation with a recent photo. Children under 12 do not need to appear in person to apply for a passport.

Passaporte O preenchimento de um formulário no site do consulado é obrigatório para o processamento de pedidos de passaporte brasileiro. Para renovação, caso o passaporte esteja vencido há mais de dois anos, deverá ser apresentado documento com foto recente. Menores de 12 anos não precisam comparecer ao Consulado para solicitar o passaporte.

Registering a birth With the consular registration of a birth, children of Brazilians officially obtain Brazilian nationality. Without the registration it is not possible to apply for any other Brazilian documents, such as a passport. If the parents have a scheduled marriage in the UK it is recommended that you first register the marriage and then the birth afterwards.

Registro de Nascimento Com o registro consular de nascimento, filhos de brasileiros obtém oficialmente a nacionalidade brasileira. Sem o registro não é possível obter outros documentos brasileiros, como, por exemplo, o passaporte. Se os pais tiverem contraído matrimônio no Reino Unido é recomendável que primeiro seja efetuado o registro consular do casamento e, depois, o registro consular de nascimento.

he good news for Brazilians is that from this year the consular processes are much easier, with Brazil’s adherence to the Convention Abolishing the Requirement of Legalisation for Foreign Public Documents, which eliminates the need for consular legalisation for the use of Brazilian public documents in the 108 countries party to the agreement – including the UK. Learn more about some of the services offered by the Brazilian Consulate in London:

boa notícia para os brasileiros é que os processos consulares ficaram muito mais fáceis a partir deste ano, com a adesão do Brasil à Convenção sobre a Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros, que elimina a necessidade da legalização consular para a utilização de documentos públicos brasileiros nos 108 países partes da convenção – entre eles o Reino Unido.

/ / A ss u ntos L e g ais

By • Por BBMag

out 2016

Documentos brasileiros importantes que devem estar em dia quando se mora fora do País

//

Important Brazilian documents that must be kept in order when living overseas

bossa brazil magazine / oct 2016

Assuntos legais

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Legal matters

/ L e g al Matters

21


/ / www . b b m a g . c o . u k / /

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

/ / A ss u ntos L e g ais

/ L e g al Matters

22 Registering a marriage The wedding of Brazilian citizens in the UK must be registered with the Consulate so that it can be validated in Brazil.

Registro de Casamento O casamento de cidadão brasileiro no Reino Unido deverá ser registrado junto ao Consulado para que possa ter validade no Brasil.

Registering a divorce A divorce can be carried out both in Brazil and in the UK. For divorces conducted in the UK to have the correct legal effects in Brazil you must follow the instructions of article 53 of the National Council of Justice (CNJ). The procedures vary according to the type of divorce.

Registro de Divórcio O divórcio pode ser realizado tanto no Brasil quanto no Reino Unido. Para que os divórcios realizados no Reino Unido tenham efeitos legais no Brasil, devem ser seguidas as instruções do provimento 53 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Os procedimentos variam de acordo com o tipo de divórcio.

Deaths Brazilian citizens who pass away in the UK should have the death registered by a Brazilian family member or a foreign citizen and must visit the Consulate. Requirements by the Sanitary Authority for the shipment of bodies should be checked on the Consulate’s website. Duplicate consular documents The Consulate is not able to issue duplicates of Brazilian documentation issued by Brazilian notaries in Brazil. In this case the applicant must contact the registry office where the document was issued. This service is available exclusively by postal request. The Consulate does not provide a regular telephone service for documentation services, only in the case of emergency – accident, death and imprisonment. The best way, even in cases of urgency, is to send your query via e-mail. For questions about these services and any other information, visit the official website of the Consulate General of Brazil in London: cglondres.itamaraty.gov.br.

Óbitos Cidadãos brasileiros falecidos no Reino Unido terão o óbito registrado mediante declaração de familiar brasileiro ou de cidadão estrangeiro, que deverá comparecer ao Consulado. Exigências da Autoridade Sanitária para o embarque dos corpos devem ser verificadas no site do Consulado. Segunda via de certidões consulares O Consulado não pode emitir segunda via de certidões brasileiras de registro civil emitida por cartório no Brasil. Para isso, o interessado deverá contatar o cartório onde o registro foi lavrado. Este serviço é disponível exclusivamente mediante solicitação postal. O Consulado não presta atendimento telefônico para serviços de documentação, apenas para casos de emergência – como acidente, morte e prisão. A melhor forma, mesmo em casos de urgência, é enviar sua consulta por e-mail. Em caso de dúvidas sobre esses serviços e informações completas, acesse o site oficial do ConsuladoGeral do Brasil em Londres: cglondres.itamaraty.gov.br.


parties End-of-year

in Brazil

The curious mix of festive traditions, rituals and games draw both comparison and contrast to celebrations in the UK As festas de fim de ano no Brasil

A curiosa mistura de tradições, rituais e divertidas simpatias marcam semelhanças e diferenças com as festividades do Reino Unido

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

By • Por Guilherme Schroeder


/ / www . b b m a g . c o . u k / /

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

/ / c over stor y

/

reporta g e m de c apa

24 25


I

n most countries around the world the much anticipated end-of-year celebrations usually take place on the same dates. However, as well as the obvious climatic contrasts, they are also defined by notable cultural differences, customs and traditions, as is the case with Brazil. Christmas in Brazil is the temporal opposite to the cold scenario in England and coincides with the peak of tropical summer. For this reason alone the air conditioning is just as important as the guests at a family reunion. However, the image of Santa Claus in Brazil is exactly the same as that of the northern hemisphere, with his heavy red clothes, his reindeers and his sleigh. Brazilians could, perhaps, adopt a tropical version of Santa Claus, sporting a bathing suit, riding a surfboard and rehydrating himself with coconut water, don’t you think? It might be more appropriate given the hot reality of the Brazilian Christmas.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

In general, despite the geographical distance, Brazilian Christmas traditions speak mostly to the country’s Portuguese heritage – imported at the time of colonisation – but also share similar elements to British yuletide festivities. Latin religious symbolism, such as any typical Nativity Scene, alongside Christmas trees decorated with lights, tinsel and ornaments are commonplace in Brazilian homes from the beginning of December. Games like Amigo Secreto (“Secret Friend”) as it is known in São Paulo or Amigo Oculto (“Hidden Friend”) in Rio de Janeiro are also very popular variants of Secret Santa in the UK. The ritual consists of drawing names from a hat, and buying a gift for that person without disclosing who your secret/ hidden friend is. On Christmas Day you get together and in turn give clues as to who you have bought the gift for, allowing the rest of the group to guess who the recipient is. It is a fun way of socialising and bringing people together – in the same way that Christmas crackers do in the UK.

One of the most significant differences in traditions is when families eat Christmas dinner and exchange gifts. While in the UK children usually hang up their stockings by the fireplace before going to bed on Christmas Eve in the hope that Santa will leave presents to be opened the following morning, children in Brazil are not usually required to be so patient. ‘O Bom Velhinho’ (The Good Old Man) – as he is also known locally – usually makes his stop before midnight on the 24th, when families gather at home to exchange gifts. On the same night, after all the unwrapping, the whole family sits at the table to celebrate with a hearty Christmas dinner. The preferred Christmas dishes in Brazil range from salted cod - another strong Portuguese influence - pork, turkey or roast chicken breast (also locally known as chester). The traditional accompaniments are often rice with raisins, salads, dried fruit and a good portion of farofa (stuffing). For dessert Brazilians usually eat pastries, tropical fruits and ice cream to refresh the palate and cool down from the heat – which is quite a significant departure from the delicious, flaming Christmas pudding in the UK! One week later and it is on to the New Year. The UK celebrates the turn of the year two hours before Brazil, the summer time difference reduced from four hours to two thanks to daylight savings. In Brazil, given the fact it is high summer, New Year’s Eve – or Réveillon, the French word widely used by Brazilians – is commonly celebrated on the beach and is synonymous with partying, happiness and high spirits. With concerts, shows and firework displays it is widely considered to be the second largest celebration in the country, after Carnival. Unlike in the UK, where revellers seek refuge from the intense cold soon once Big Ben’s chimes and subsequent fireworks are done with, the street parties and festivities on the sandy shores of Brazil carry on until sunrise.

Notoriously spiritual and superstitious, Brazilians like to dress in white for the evening to bring peace. As soon as the clock strikes midnight, partygoers run to the water’s edge, take off their sandals and jump seven waves in the sea with their right foot forward for good luck. Songs like “Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo” (Goodbye Old Year, Happy New Year) – a variation of the British “Auld Lang Syne” – are also common in Brazil, whilst friends and family embrace each other and make toasts with sparkling wine or champagne – more common than whiskey or gin in Brazil. The New Year superstitions of some Brazilians also include exotic and interesting influences of African origin, as is the custom of placing small boats or baskets in the sea, carrying flowers, perfumes, jewellery and other offerings to a sea goddess who, according to legend, is a fan of receiving such gifts. According to popular belief, the sign that the goddess has accepted the gifts is when the boat floats a short while before sinking. If in the morning the tide brings back the items it means the offerings were not accepted. This ritual is performed every year across the country with dedication and devotion. Of all the Brazilian rituals designed to conjure up good luck on New Year’s Eve, there are some that are really interesting and unusual. On 1 January, for example, you should never eat bird meat, such as turkey or chicken, as these animals popularly signify the retrogression of life. Instead, eat lentil soup to summon good luck, fortune and prosperity. Always remember to start the New Year with a full wallet in your pocket, so that it remains that way for the rest of the year – only, please be careful not to end up losing the wallet on the beach! To attract a new love in the year to come, legend says you should ensure that the first person you embrace after midnight is a person of the opposite sex – or the same sex, depending on your preference.


Climaticamente oposto ao Natal da Inglaterra – associado ao frio –, no Brasil ele acontece no auge do verão tropical. Por esse motivo, o ar condicionado costuma ser tão importante quanto os presentes nas reuniões das famílias. Todavia, a figura do Papai Noel no Brasil é exatamente a mesma importada do hemisfério Norte, com suas pesadas roupas vermelhas, as renas e o trenó. Bem que os brasileiros poderiam inovar e passar a usar uma versão tropical do Papai Noel, vestindo um calção de banho, montando uma prancha de surfe e se refrescando com água de coco, não é mesmo? Seria bem mais adequado à quente realidade do Natal local. No geral, apesar de se localizarem em outro continente, as tradições natalinas dos brasileiros remetem essencialmente à herança portuguesa – trazida na época da colonização – e partilham também de muitos elementos semelhantes aos do Natal britânico. Símbolos religiosos latinos, como o Presépio, se juntam a pinheirinhos com luzes e enfeites como guirlandas e bolas douradas que decoram as casas dos brasileiros desde o início do mês de dezembro. Jogos como o “Amigo Secreto” – como o chamam em São Paulo – ou “Amigo Oculto”, como é chamado no Rio de Janeiro, também são muito populares

Uma das diferenças mais significativas entre as tradições dos dois países está na data da entrega dos presentes e do jantar de Natal. Enquanto na Inglaterra as crianças colocam suas meias na lareira na noite do dia 24 e o Papai Noel faz a entrega dos presentes na madrugada para serem abertos pelas crianças apenas na manhã seguinte, no Brasil as crianças não precisam ter tanta paciência para esperar. ‘O Bom Velhinho’ – como também é chamado no País – costuma chegar antes da meia-noite do dia 24, quando as famílias se reúnem em casa com tios, primos, pais e avós para trocar presentes. Na mesma noite, depois de cada um desembalar os seus presentes e agradecer, a família inteira senta à mesa para selar a celebração com uma farta ceia de Natal. Os pratos natalinos preferidos dos brasileiros variam entre bacalhau – mais uma forte influência portuguesa – porco, peru ou peito de frango assado (também chamado de chester). Os acompanhamentos costumam ser o tradicional arroz-compassas, saladas, frutas secas e uma boa porção de farofa. Como sobremesa, após a ceia, os brasileiros geralmente comem tortas, frutas tropicais e muito sorvete para refrescar e aliviar o calor –

reporta g e m de c apa

Passado o Natal, uma semana depois acontecem as comemorações de Ano Novo, que os dois países celebram em horas diferentes. O Reino Unido comemora a virada 2 horas antes do Brasil, devido à diferença de fuso horário diminuída pelo horário de verão brasileiro.

/ / c over stor y

que grande diferença com o delicioso Christmas pudding inglês, que leva labaredas de fogo!

out 2016

no País. A brincadeira consiste em um sorteio, onde cada pessoa pega um papel com o nome de outra do grupo, devendo manter essa informação em sigilo, e comprar um presente para essa pessoa. No dia do Natal, elas se reúnem e cada uma dá dicas de quem foi o seu sorteado, até o grupo adivinhar quem foi o amigo secreto de cada um. Uma divertida confraternização que rende muitas risadas e acaba aproximando as pessoas – no mesmo sentido dos Christmas crackers britânicos.

/

Irrespective of commonalities and differences, the fact is that the UK and Brazil celebrate the end of the year in their own way. But ultimately the objective is the same: to commemorate the past year and look forward to what lies ahead. And with so many interesting customs, between old traditions, fun

//

A

s festas de final de ano, tão esperadas por todos em qualquer lugar do mundo, acontecem nas mesmas datas na maioria dos países. No entanto, além de fatores climáticos opostos, elas apresentam também notáveis diferenças culturais evidenciadas pela herança histórica, pelos costumes e por divertidas tradições, conforme nos mostra o exemplo do Brasil.

rituals and good food, one thing can be said for sure, the two countries know how to do it well.

No Brasil, por acontecer no ápice do verão, a virada do ano – ou Réveillon, palavra francesa largamente utilizada pelos brasileiros – é comumente celebrada na orla das praias e é sinônimo de muita festa, alegria e alto astral. Marcada por espetáculos e competições de fogos de artifício, é por muitos considerada a segunda maior comemoração no País, perdendo apenas para o Carnaval. Diferente da virada de ano inglesa, onde, após o Big Ben anunciar a meianoite, os espectadores admiram a queima dos fogos de artifício e as ruas logo ficam vazias devido ao frio intenso, no Brasil a festa na areia das praias e nas ruas vai até o sol nascer.

bossa brazil magazine / oct 2016

Finally, although some traditions like these are quite different and unique, there are also some similarities. The tradition of making New Year’s resolutions, for example, is as established

in Brazil as it is in the UK – as is the usual custom of breaking them. The habit of spending the evening next to the most cherished people in your life too is also common.

Notadamente espirituais e supersticiosos, os brasileiros gostam de vestir roupas brancas para trazer paz e, assim que a contagem regressiva termina e o relógio marca meia-noite, correm para a areia da praia, tiram as sandálias e pulam sete ondas no mar com o pé direito na frente para trazer boa sorte. Cantos como o “Adeus Ano Velho, Feliz Ano Novo” – uma variação do britânico “Auld Lang Syne” – enquanto abraçam amigos e familiares brindando taças de espumante gelado – muito mais consumido que whisky ou gin no Brasil – também costumam marcar presença na programação.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Some superstitions go even further: they say that on New Year’s Eve you should use red underwear to increase your chances in love and yellow to bring money. In addition, wearing green brings health and purple brings inspiration. Believe me; many adhere to this, including this author.

26 27


Os rituais de superstição de Ano Novo de alguns brasileiros incluem também exóticas e interessantes influências de origem africana, como o costume de colocar no mar pequenos barcos ou cestas com flores, perfumes, joias e outras oferendas para Iemanjá – a orixá e deusa das águas que, segundo a crença, vive no oceano e gosta de ser presenteada. De acordo com a sabedoria popular, o sinal de que a orixá aceitou os presentes é quando o barquinho navega um pouco e logo afunda. Se na manhã seguinte as ondas o trouxerem de volta intacto ou com grande parte do que se ofertou, é porque os presentes não foram aceitos. Esse ritual é executado todos os anos com dedicada devoção em diversos cantos do País.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Entre as simpatias brasileiras para trazer boa sorte na véspera do novo ano, existem as mais curiosas e divertidas. No dia 1° de janeiro você nunca deve

comer aves, como peru e frango, pois esses animais andam para trás e, popularmente, significam retrocesso na vida. Em vez disso, coma sopa de lentilha para trazer sorte, fortuna e prosperidade. Lembre-se sempre de passar a virada com a carteira cheia de dinheiro no bolso, para que ela continue assim para o resto do ano – só, por favor, cuide para não se distrair e acabar perdendo a carteira na areia da praia! Para atrair um novo amor no ano que está por vir, a simpatia diz que você deve garantir que a primeira pessoa que for cumprimentar após a meianoite seja uma pessoa do sexo oposto – ou do mesmo, dependendo da preferência de cada um. Alguns mais supersticiosos vão ainda além: dizem que, durante a virada, usar roupas de baixo na cor vermelha trará amor e na cor amarela trará dinheiro

no novo ano. Em complemento, vestir verde traz saúde e roxo traz inspiração. Acredite: muitos realmente fazem isso – até este autor já fez. Enfim, apesar de algumas tradições como essas, bastante distintas, existem também os pontos em comum. O costume de fazer novas promessas para o novo ano, por exemplo, assim como na Inglaterra, é um costume consagrado no Brasil – tanto quanto o costume de quebrá-las. O hábito de passar a data ao lado das pessoas mais queridas, também. Acima de tudo, entre semelhanças e diferenças, o fato é que Inglaterra e Brasil comemoram as festas de fim do ano cada um à sua maneira. Mas, no fundo, o objetivo é o mesmo: celebrar o ano que passou e o que está por vir. E, com tantos costumes interessantes entre velhas tradições, divertidos rituais e comidas boas, pode-se dizer que isso os dois países sabem fazer muito bem.


Florianópolis (Santa Catarina) A Ilha da Magia, como é conhecida a capital do Estado de Santa Catarina, oferece, além das mais de 100 praias de natureza paradisíaca, um incrível show de fogos à beira-mar. Os clubes noturnos da praia de Jurerê costumam oferecer as festas de réveillon mais caras e exclusivas com a presença de celebridades do Brasil e do mundo. Balneário Camboriú, a uma hora de distância dali, recebe milhares de turistas para o seu show de fogos que são lançados a partir da ilha e dos seus altos prédios.

Morro de São Paulo (Bahia)

Morro de São Paulo (Bahia)

Despite sharing the name of the São Paulo state capital, Morro de São Paulo actually is one of the biggest party islands of Northeast Brazil. Everything happens on the sea’s edge. The restaurants offer delicious and affordable banquets, allowing its customers to enjoy everything with their feet in the sand. In addition to the fireworks, there are many open and closed parties with ample to drink and various national and international attractions.

Apesar de carregar o nome da capital paulistana, o Morro de São Paulo fica em uma das ilhas mais baladas do Nordeste. Tudo acontece à beira mar: os restaurantes oferecem ceias deliciosas e acessíveis, permitindo que seus clientes aproveitem tudo com o pé na areia. Além da queima de fogos, o local oferece festas abertas e fechadas com muitos drinks e diversas atrações nacionais e internacionais.

Fortaleza (Ceará)

Todos os anos, a praia de Iracema, na capital cearense, abriga uma das maiores comemorações de Ano Novo do Brasil. Com muitos fogos de artifício e atrações de forró e sertanejo, a festa anima a multidão e vai até o amanhecer.

Every year the beach of Iracema in Fortaleza plays host to one of the biggest New Year’s celebrations in Brazil. With huge fireworks and music from forró and country music acts, the line-up gets the crowd going and continues through until dawn.

Ilhabela (São Paulo) Located on the northern coast of São Paulo, this island of natural beauty is a regular pit stop for yachts, ships and tourists in Brazil. Naturally there are fireworks, but visitors can sample a good range of quieter, more sophisticated options in terms of accommodation and dining.

/

Fortaleza (Ceará)

Ilhabela (São Paulo) Localizada no litoral norte do Estado de São Paulo, a ilha repleta de belezas naturais é ponto de parada para iates, navios e turistas do Brasil e do mundo, que acompanham o show de fogos e contam também com uma boa gama de opções mais tranquilas em suas sofisticadas pousadas e restaurantes.

Salvador (Bahia)

Salvador (Bahia)

The capital of Bahia stages one of the country’s biggest celebrations on the water’s edge. With acts ranging from axé to pop and from afro to rock, the crowd revels all night in front of dozens of stages and floats, which feels a little like an appetizer for the Carnival in February.

A capital baiana realiza em sua orla uma das mais animadas festas de Réveillon do País. Com atrações que vão do axé ao pop e do afro ao rock, a multidão pula a noite inteira em frente a dezenas de palcos e trios elétricos que dão um aperitivo para o Carnaval de fevereiro.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Florianópolis (Santa Catarina) Ilha da Magia (The Magic Island), the nickname for the capital city of Santa Catarina, offers, in addition to more than 100 paradise beaches, an incredible fireworks display at sea. The nightclubs of Jurerê Beach usually host the most exclusive and expensive of the New Year’s Eve parties, with the presence of the celebrity A-List from both Brazil and overseas. Balneário Camburiú, an hour away, receives thousands of tourists on account of its stunning fireworks display, which are lit from an island and its tall buildings.

/ / c over stor y

Copacabana (Rio de Janeiro) Considerada a maior festa de réveillon do mundo, reúne cerca de 2 milhões de pessoas na orla de Copacabana para um magnífico show de mais de 20 minutos de fogos de artifício seguido de shows musicais nas areias e muita festa. Dezenas de cruzeiros com turistas do mundo inteiro aportam na praia para assistir à queima de fogos e luxuosos hotéis de frente para o mar preparam jantares e festas com muita caipirinha, que começam à noite e vão até de manhã.

out 2016

Copacabana (Rio de Janeiro) Considered to be the biggest New Year’s Eve celebration in the world, the party unites about two million people on the Copacabana beach for a magnificent 20 minute fireworks display followed by a music concert and one big party. Dozens of international cruise ships drop anchor to watch the fireworks and luxurious beachfront hotels offer special dinners and parties with caipirinha from sun down to sunrise.

//

Conheça alguns dos destinos mais badalados para curtir a virada de ano no Brasil

bossa brazil magazine / oct 2016

Learn more about some of the more popular spots to celebrate the New Year in Brazil

reporta g e m de c apa

28 29


The Northeast L

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

ocated in the tropical zone, just below the equator, it is the third largest region of Brazil – to have an idea, the total area of the region is approximately six times that of the entire UK – and is split into the highest number of states for a Brazilian region, and includes Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte and Sergipe – each of which is so special that individually justify the price of an air ticket to Brazil. Given its countless cultural attractions, the Northeast is one of the Brazilian regions with the greatest potential for tourism, an industry that helps grow and stimulate the local economy. Altogether there are hundreds of tourist spots, with attractions that cater for all tastes. It was in the Northeast that colonisation in Brazil began, with the arrival of the Portuguese in 1500, which subsequently led to the development of the main economic activities of the colonial period, with visible architectural features preserved to this very day, especially in the ancient cities of Salvador, São Luís and Olinda – World Heritage Sites. Other historic towns in the region include Marechal Deodoro and Penedo, in Alagoas; São Luís and Alcântara, in Maranhão; João Pessoa, Paraíba and Olinda, in Pernambuco. For those who like the coast, the beaches of the Northeast are undoubtedly among the most beautiful in Brazil, if not the world. With a stretch

of over than 3,000 kilometres of sand and an average of 300 days sunshine a year, there is no shortage of options, ranging from the busiest and liveliest to the more remote and quiet. Think about natural pools with crystal clear green waters, palm trees, beach huts and seafood. What else could you want? The most popular beaches include: Maragogi and Barra de São Miguel, in Alagoas; Porto Seguro, Trancoso, Morro de São Paulo, Boipeba, Maraú, Caravelas and Sauípe, in Bahia; Canoa Quebrada, Porto das Dunas, Iracema and Jericoacoara, in Ceará; Porto de Galinhas, Praia dos Carneiros and Fernando de Noronha, in Pernambuco; Pipa and Genipabu, Rio Grande do Norte. For nature lovers and ecotourism there are some very privileged areas of natural beauty and biological diversity, as well as a growing infrastructure offered to tourists. The most recommended are: Chapada Diamantina, in Bahia; Cânions (Canyons) do Xingó, in Sergipe; Chapada do Araripe and Serra do Baturité, in Ceará; Delta do Rio Parnaíba, in Piauí; and Lençóis Maranhenses, in Maranhão. They offer breath-taking backdrops and scenery so don’t forget your camera! Despite its coastal appeal, it would be wrong to think of the Northeast as just beaches and fresh water. Something less commonly known is the option of venturing out to archaeological sites and remains of prehistoric human existence, dating back over 50,000 years, that have

been preserved at the Serra da Capivara National Park – a World Heritage Site – as well as at Serra das Confusões and in Sete Cidades, in rural Piauí. These are the sites of the oldest found ceramic art of the Americas, 10,000 year old paint, fossils of both humans and animals, cave paintings and other ancient artefacts. The discoveries are on show at Museu do Homem Americano in the city of São Raimundo Nonato, one of the most important sites for the historical study of the human species. In a land of so many contrasts, the climatic diversity (being tropical on the coast and semi-arid inland) also reflects the region’s cuisine. Along the coast from Pernambuco down to Bahia, the influence of African cuisine is stronger thanks to the legacy left by the slaves who populated this area during the period of mass sugarcane production. In Alagoas, on account of the area’s coastal lagoons, the specialty is seafood. In Maranhão, a Portuguese influence is more dominant. In the hinterland, the climate favours the consumption of meat, especially sun-dried beef and dishes made with roots. In the more rural reaches, it is the dishes more readily associated with the June celebrations that tend to stand out. As June coincides with the harvesting of corn, most of the sweets, cakes and pastries enjoyed during the festivities are corn based: pamonha (corn paste wrapped in corn tusks), curau (corn mousse), milho cozido (corn on the cob), canjica (sweet corn pudding), couscous, popcorn and corn cake.


VIAGEM E TURISMO

30 31

Em função dos incontáveis atrativos naturais e culturais, o Nordeste é uma das regiões brasileiras com maior potencial para o turismo, atividade que ajuda a movimentar e dinamizar a economia local. Ao todo, há centenas de pontos de rico potencial turístico, segmentados em categorias que agradam aos gostos mais variados. Foi no Nordeste que começou a colonização do Brasil, a partir da chegada dos portugueses, em 1500, e onde foram desenvolvidas as principais atividades econômicas do período colonial, com traços arquitetônicos visíveis e preservados até hoje, especialmente nas cidades antigas de Salvador, São Luís e Olinda – Patrimônios Culturais da Humanidade. Outras cidades históricas na região são Marechal Deodoro e Penedo, em Alagoas; São Luís e Alcântara, no Maranhão; João Pessoa, na Paraíba; e Olinda, em Pernambuco. Para os que gostam de uma boa praia, as praias nordestinas estão, sem

dúvidas, entre as mais belas do Brasil e do mundo. Com uma ampla extensão litorânea de mais de três mil km de praias e uma média de 300 dias de sol por ano, são diversas as opções, desde as mais movimentadas e badaladas, até as mais remotas e tranquilas. Imagine verdadeiras piscinas naturais com águas verdes cristalinas, coqueiros, barracas de bebidas e frutos do mar. Precisa de mais alguma coisa? Entre as praias mais conhecidas estão: Maragogi e Barra de São Miguel, em Alagoas; Porto Seguro, Trancoso, Morro de São Paulo, Boipeba, Maraú, Caravelas e Sauípe, na Bahia; Canoa Quebrada, Porto das Dunas, Iracema e Jericoacoara, no Ceará; Porto de Galinhas, Praia dos Carneiros e Fernando de Noronha, em Pernambuco; Pipa e Genipabu, no Rio Grande do Norte. Para os praticantes do turismo de natureza, existem áreas privilegiadas conhecidas por suas belezas, pela diversidade biológica e pela crescente infraestrutura para o turista. São elas: a Chapada Diamantina, na Bahia; os Cânions do Xingó, no Sergipe; a Chapada do Araripe e a Serra do Baturité, no Ceará; o Delta do Rio Parnaíba, no Piauí; e os Lençóis Maranhenses, no Maranhão. São cenários cinematográficos para tirar o fôlego – e tirar muitas fotos também! Apesar do destacado litoral, enganase quem acha que o Nordeste é só praia e água fresca. Algo que muitos desconhecem é a possibilidade de

se aventurar por sítios arqueológicos e vestígios de presença humana préhistórica, que datam de há até 50 mil anos, presentes no Parque Nacional da Serra da Capivara – Patrimônio da Humanidade –, na Serra das Confusões e em Sete Cidades, no interior do Estado do Piauí. No primeiro, foram encontradas a cerâmica mais velha da América, um bloco de tinta de 10 mil anos, fósseis humanos e animais, pinturas rupestres e outros artefatos antigos. Os achados estão no Museu do Homem Americano, na cidade de São Raimundo Nonato, um dos locais mais relevantes para o estudo da história da espécie humana. Em um território de tantos contrastes, a diversidade climática – tropical na costa e semiárido no interior – se reflete também na gastronomia. Do litoral de Pernambuco até o da Bahia, a presença da culinária africana se nota mais forte devido à herança deixada pelos escravos que viveram durante o ciclo da cana. Já em Alagoas, devido às diversas lagoas costeiras, o destaque são os frutos do mar. No Maranhão, a influência portuguesa é a que predomina. Já no sertão, o clima favorece o consumo de carnes, sobretudo a carne-de-sol e os pratos feitos com raízes. No interior nordestino, a culinária das comemorações juninas é a que se destaca. Como o mês de junho é a época da colheita do milho, grande parte dos doces, bolos e salgados, relacionados às festividades, são feitos a partir dele: pamonha, curau, milho cozido, canjica, cuscuz, pipoca e bolo de milho.

//

L

ocalizada na zona tropical, pouco abaixo da Linha do Equador, é a terceira maior região do Brasil – para ter uma ideia, sua área total é equivalente a seis vezes o tamanho do território do Reino Unido – e é dividida pelo maior número de Estados brasileiros: Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe – cada um deles tão especiais que, por si só, já valeriam a compra da passagem.

bossa brazil magazine / oct 2016

By • Por VBRATA

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

O Nordeste

Famoso por suas praias e belezas naturais paradisíacas, o Nordeste é também a região de história mais antiga do Brasil e detentor de algumas das tradições culturais mais fortes do País

out 2016

// T R AV E L A N D TO U R I S M

/

Famous for its beaches and stunning natural landscapes, the Northeast is also Brazil’s most historic region and home to some of the country’s strongest cultural traditions


Although celebrated in all four corners of Brazil, in the Northeast the ceremonies honouring the three Catholic saints – St. John, St. Peter and St. Anthony – are the most respected. The Northeast’s celebrations are considered among the liveliest in the country. It is a month full of presentations, local craft exhibitions and delicious stalls offering typical, local foods.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

// T R AV E L A N D TO U R I S M

/

VIAGEM E TURISMO

32

Another strong and picturesque cultural tradition of the region is literatura de cordel (“string” literature) – a form of popular poetry printed and distributed in the form of illustrated leaflets produced by xylographs. The tradition, inherited from Portugal during the 18th Century, earned its name as its booklets were exhibited to public but tied to cords that were extended from small shops, popular markets or even in the streets. Even today, they are available at a low price at popular fairs, composed in rhyme

Embora sejam comemoradas nos quatro cantos do Brasil, no Nordeste, as festas que homenageiam os três santos católicos – São João, São Pedro e Santo Antônio – ganham uma expressão maior. As comemorações da região são consideradas entre as mais animadas do País. É um mês inteiro repleto de apresentações de quadrilhas, exposições de artesanato local e deliciosas barraquinhas de comidas típicas. Outra forte e pitoresca tradição cultural da região é a literatura de cordel – uma modalidade de poesia popular impressa e divulgada em folhetos ilustrados pelo processo de xilogravura. A tradição, herdada de Portugal no século 18, ganhou este nome porque seus livretos eram expostos ao público amarrados em cordões, estendidos em pequenas lojas de mercados populares ou até mesmo nas ruas. Ainda hoje, vendidos com preço barato em feiras populares, são escritos em forma de rima e acompanhados do som típico de uma viola. Uma atração única e divertida que vale a pena conferir. Terra de muitas sensações, o Nordeste também é rico em festividades e manifestações folclóricas típicas. O Bumba-Meu-Boi, no Piauí; a festa de Bom Jesus dos Navegantes, em Alagoas; o São João da Paraíba; o carnaval de Olinda e Salvador – os maiores do mundo – e dezenas

and accompanied by the classic sound of a viola. It is a unique and fun tradition well worth checking out. Land of many experiences, the Northeast also has a wealth of local celebrations and folklore. Bumba-MeuBoi, in Piauí; the feast of Bom Jesus dos Navegantes, in Alagoas; São João, in Paraíba; the carnival of the cities of Olinda and Salvador – the largest in the world – and dozens of other festivals that provide true spectacles typified by exuberance, dancing and colour. The dances and rhythms of the Northeast are a completely separate chapter, unique for their frenetic energy and almost acrobatic dance of frevo, with its imposing maracatu drums, the slower, more romantic pace of the xote, accordion and triangle, the indigenous line dancing of xaxado and the “twoto-there-two-to-here” footsteps of the azabumba of forró. Interestingly, the origin of the latter has been attributed to the “Brazilianised”

de outros festejos proporcionam verdadeiros espetáculos de alegria, de danças e de cores. Os ritmos e danças nordestinos formam um capítulo à parte, com destaque para a energia frenética da quase acrobática dança do frevo, com os imponentes tambores do maracatu, a cadência mais lenta e romântica do xote, a sanfona e o triângulo do baião, o sapateado em fila indiana do xaxado e o dois-pra-lá-dois-pra-cá bem marcados pela azabumba do forró. Curiosamente, este último tem origem atribuída à pronúncia abrasileirada dos bailes “for all” (para todos), promovidos no começo do século passado pelos engenheiros ingleses da estrada de ferro Great Western para os operários em Pernambuco, na Paraíba e em Alagoas. Uma interessante história que une os dois países e faz os ingleses terem um motivo especial a mais para visitar a região. Por tudo isso, além de ser a terra do sol, da alegria, da hospitalidade e das maravilhas naturais, o Nordeste se destaca de maneira única pela riqueza da história visível nas suas preservadas tradições nascidas de uma peculiar mistura entre culturas europeias, africanas e indígenas, que faz com que seja certamente um dos mais especiais destinos turísticos do Brasil e do mundo. Ficou com vontade de planejar a viagem e ir conferir de perto tanta diversidade e

pronunciation of “dances for all”, events that were promoted in early 20th Century by British Great Western railroad engineers in an attempt to attract rail operators from Pernambuco, Paraíba and Alagoas. No doubt an interesting tale that unites the two countries and gives the British a special reason to visit the region. As a result, as well as being the land of sun, joy, hospitality and natural beauty, the Northeast stands out thanks to its rich and palatable history, preserved in the traditions born from a peculiar mix of European, African and indigenous cultures, making it not only one of the most special tourist destinations in Brazil, but the world. Feel like planning a trip and experiencing such diversity and beauty first hand? Get in touch with one of BBMag’s partner travel agencies (see our advertisers in this edition or visit the BBMag Directory at www. bbmag.co.uk).

beleza reunida? Entre em contato com umas das agências de viagens parceiras da BBMag (os contatos você encontra nos anúncios nesta edição ou através do nosso Diretório BBMag no site www.bbmag.co.uk).


Lady lace makers The art of lace making is one of the Brazilian cultural expressions that fascinates people given its intricacy and beauty Mulheres rendeiras A arte de fazer renda é uma das manifestações culturais brasileiras que encanta a todos pela sua complexidade e beleza By • Por BBMag

Y

ou must have seen it during the closing ceremony of the Rio Olympics: there centre stage, a circle of women dressed in gorgeous white dresses, weaving. Well, these were female lace makers. This craft arrived in Brazil in the 18th Century, thanks to Portuguese families. Found mainly in the Northeast, the lace makers live scattered across the states of Bahia, Alagoas, Pernambuco and Paraíba. Lace is a transparent, thin and delicate fabric that can take various forms, with interlaced designs made of flax, silk or cotton. The craft, which is extremely labour intensive, generates beautiful fabrics that adorn garments, curtains, towels and bedding. The art is one of great social importance because for the lace makers this is no hobby, but work. Carried out principally by women, the lace helps support the income of many families. Weaving on roadsides, under coconut trees, on the porches of their houses and even on the beaches, with patience and mastery they pass on their tricks of the trade to their daughters, just like the previous generations of women before them. Products made with lace, brilliantly crafted and proudly representative of a beautiful tradition are true works of art that fascinate both Brazilians and foreigners.

D

urante a cerimônia de encerramento das Olimpíadas do Rio, você deve ter visto esta cena: uma roda de mulheres com lindos vestidos brancos tecendo no centro do palco. Pois bem, essas eram mulheres rendeiras. Essa arte chegou ao Brasil no século 18, trazida pelas famílias portuguesas. Encontradas principalmente no Nordeste, as rendeiras vivem espalhadas por Estados como Bahia, Alagoas, Pernambuco e Paraíba.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

A renda é um tecido transparente de malha aberta, fina e delicada, que forma desenhos variados, com entrelaçamentos feitos de fios de linho, seda ou algodão. A arte, extremamente trabalhosa, gera tecidos belíssimos que enfeitam peças de vestuário, cortinas, toalhas e roupas de cama. O ofício tem uma grande importância social, pois para as rendeiras ele não é passatempo, mas sim trabalho. Praticado principalmente por mulheres, possibilita o sustento de muitas famílias. Tecendo nas calçadas, debaixo de coqueiros, nas varandas das casas e até nas praias, com paciência e maestria elas passam às filhas os segredos da técnica de fazer a renda, da mesma forma que as gerações anteriores de mulheres da sua família já faziam. Os produtos com renda, executados brilhantemente e representantes orgulhosos de uma linda tradição, são autênticas obras de arte que fascinam brasileiros e estrangeiros.

Editorial Credit/Crédito Editorial: Goran Bogicevic / Shutterstock.com

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

/ / T R A V E L - CU L T U R E

/

V I A G E M - CU L T U R A

34


Recipe for 12 people Turkey between 6-6.5kg Stuffing 500g of sausage meat 200g of sliced white bread soaked in milk 150g of chestnuts 4 sage leaves 150g of diced pineapple 200g of olives 1 onion 150g of butter Seasoning 12 cloves of garlic 1 table spoon of cumin 1 table spoon of black pepper 1 table spoon of paprika 1 tablespoon of cinnamon 1 tablespoon of fennel seeds 1 tablespoon of masala 5 anises 20 cloves 3 limes (juice of) Salt to taste Oil To marinate 3 litres of chicken stock 1 litre of white wine 5 bay leaves 2 red onions 2 celery stalks 1/2 a coriander stalk

W

ith the arrival of Christmas and all the end-of-year parties, the good old turkey is back on the table after a long absence. In Brazil, it is one of the stars of Christmas dinner, served alongside a number of typical accompaniments: stuffing, fruit in syrup, eggs, salads and rice with raisins. Various people have asked me how to cook the turkey without it drying out. The answer is simple: the turkey should be basted every 20 minutes with the meat’s juices that gather in the baking tray. I also recommend you use a cooking thermometer. You can use all the exotic seasoning you like and let the turkey marinade for several days, but if you overcook the turkey your work will have been in vain. I love cooking turkey with cinnamon, cloves, pepper, fennel and anise – those five oriental flavours that perfume houses in London during the festive period. Our recipe here features all five, plus 23 other ingredients and seasonings. This recipe guarantees a turkey with an intense flavour, almost Moroccan in fragrance and style.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Preparation Season the turkey with mashed garlic, lime juice, salt, cumin, black pepper, paprika, cinnamon, fennel, masala, anise and the cloves. Mix well and smother the turkey. Place in a plastic bag and leave for 6 hours. Prepare a “bath” for it to soak in for 24 hours, with the chicken stock, wine, bay leaves, onion and the coriander stalk. After the initial 6 hours place the turkey in the

“bath”, cover with cling film and place in the fridge. To make the stuffing, remove the skin from the sausages. Add a little oil and butter to a frying pan. Add a finely chopped onion. Add the sausage meat. Sauté very quickly (do not cook through as the mix will continue to cook inside the turkey). Remove from heat and place in a bowl. Cut the olives, pineapple, nuts and sage. Mix with the sausage. Squeeze the milk from the bread strips and add. Discard the milk. Mix well. Remove the turkey from the bowl and place the filling inside. Pack tightly so as not to let air in. Heat the oven to 220C. Place the turkey in a roasting pan and pour in a little of the marinated liquid until you reach the mid-way up the turkey’s thigh. Place in the hot oven and bake for 40 minutes. Every 20 minutes baste the turkey with the juices. Reduce the oven to 180C and cover the turkey with foil. Bake for 3 to 3.5 hours. With 20 minutes to go, remove the foil. This part is very important! Every oven is different, so place the thermometer in the thigh and push in as far as it will go. Wait 3 minutes and when the temperature hits 65C remove the turkey from the oven and wrap in foil. The ideal temperature to eat the turkey is 74C and the best place to read the thermometer is the thigh. It will reach 74C by just resting outside the oven for 15 minutes (covered with foil). This step is essential in ensuring that the turkey remains juicy. Now it is ready to be savoured! A very Merry Christmas to you all, filled with happiness, peace and love.


36 37 GASTRONOMIA

Succulent Turkey

Várias pessoas me perguntam como fazer para que o peru não fique seco. A resposta é simples: o peru deve ser regado a cada 20 minutos com o líquido da assadeira e também sugiro a compra de um termômetro culinário. Você pode colocar os temperos mais exóticos e deixar marinando por dias, mas se você assar demais todo seu trabalho será em vão. Eu adoro o peru com aqueles cinco temperos chineses (canela, cravo, pimenta, erva-doce e anis-estrelado), que tem aquele cheirinho das casas natalinas em Londres. A nossa receita aqui tem esses cinco e mais 23 ingredientes e temperos. Ele fica com um sabor bem intenso e meio ao estilo Marroquino, com muita fragrância. Preparo Tempere o peru com os alhos amassados, suco dos limões, sal, cominho, pimenta do reino, páprica, canela, erva doce, masala, anis e cravo. Misture bem e envolva o peru. Coloque em um saco plástico e deixe por 6 horas. Prepare uma “banheira” para ele ficar de molho por 24 horas, colocando o caldo de galinha com vinho, a folha de louro, a cebola e os talos de coentro cortados dentro de uma bacia. Depois do peru temperado por 6 horas, coloque-o na geladeira nessa bacia para marinar, coberto com

Retire o peru da bacia e coloque o recheio dentro dele. Soque bastante para não deixar ar dentro. Ligue o forno em 220ºC. Coloque o peru em uma assadeira e despeje um pouco do líquido do marinado dele até chegar à altura do meio das coxas. Coloque no forno quente e asse por 40 minutos. A cada 20 minutos regue o peru com o molho da assadeira. Reduza o forno para 180ºC e cubra com papel alumínio. Asse entre 3 horas e 3 horas e meia. Nos últimos 20 minutos, retire o papel alumínio. Essa parte é super importante! Cada forno é diferente, então coloque o termômetro na coxa e empurre até o fim. Espere 3 minutos e quando a temperatura chegar a 65ºC retire do forno e enrole em papel alumínio. A temperatura correta para comer o peru é de 74ºC e o melhor lugar para colocar o termômetro é na coxa. Ele chegará à 74ºC só descansando fora do forno por 15 minutos (coberto com o papel alumínio). Esse método é fundamental para que o peru mantenha o suco da carne e não escorra todo na tábua quando você for cortar. Agora ele já estará prontinho para ser saboreado! Um lindo Natal para vocês cheio de muita luz, paz, alegria e amor.

Recheio 500g de linguiça 200g de pão branco em fatias e mergulhado em leite 150g de castanha 4 folhas de sálvia 150g de abacaxi picadinho 200g de azeitona 1 cebola branca 150g de manteiga Para temperar 12 dentes de alho 1 colher de sopa de cominho 1 colher de sopa de pimenta do reino 1 colher de sopa de páprica 1 colher de sopa de canela 1 colher de sopa de semente de erva doce 1 colher de sopa de masala

out 2016

Receita para 12 pessoas Peru entre 6kg e 6.5 kg

//

papel filme. Para fazer o recheio, retire a pele que envolve a linguiça. Em uma frigideira coloque um pouco de óleo e manteiga. Corte a cebola picadinha e refogue. Adicione a carne da linguiça. Refogue bem rápido (não é pra cozinhar até o fim porque esse recheio vai terminar de cozinhar dentro do peru). Retire do fogo e coloque em uma vasilha. Corte as azeitonas, o abacaxi, as castanhas e a sálvia. Misture com a linguiça. Esprema o leite do pão e acrescente o pão. Descarte o leite. Misture bem.

(mistura de especiarias indianas)

5 anis 20 cravos 3 limões (suco) Sal a gosto Óleo Para deixar de molho (marinar) 3 litros de caldo de galinha 1 litro de vinho branco 5 folhas de louro 2 cebolas roxas 2 talos de salsão 1/2 coentro com talo

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

C

om a chegada do Natal e as festas de final de ano, o velho e bom peru retorna à mesa depois de um longo ano afastado. No Brasil, ele é umas das estrelas da ceia natalina, ao lado dos mais diversos acompanhamentos: farofa, frutas em calda, fios de ovos, saladas e arroz com passas.

bossa brazil magazine / oct 2016

By • Por Luciana Berry

/ / G A S T R O N O MY

/

Peru suculento


bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

/ / G A S T R O N O MY

/

GASTRONOMIA

38

rabanada

With December comes the smell of Christmas and the arrival of festive ingredients on our supermarket shelves Rabanada

Com a chegada de dezembro, o cheirinho natalino se aproxima e os ingredientes ficam espalhados nas prateleiras das feiras e supermercados By • Por Luciana Berry

P

utting it all together sometimes takes a bit of creativity in terms of finding out what goes well with what. Rabanada (a variant of “French Toast”) is a Brazilian Christmas tradition, but is sometimes put on the table as part of the Christmas spread with little appreciation. I decided to raise the bar when it comes to our Rabanada, using seasonal ingredients here in London. Figs, nuts, the five oriental spices and Stilton cheese are the secrets to a typical London Christmas. You can serve them on a cheese board with rabanada, in the place of the more traditional crème crackers. Tempered sugar with the five oriental spices (which you can find in specialised supermarkets) go very well with the Stilton – which is quite creamy – the crunchy nuts, and the fresh figs. Everything is a matter of balancing the flavours, textures and a pinch of creativity. Preparation Slice the baguette to produce small disks, as if you were making toast. Place the milk in one bowl and the mix of beaten eggs, five spices and cinnamon in another. Add oil to a pan and place on the heat. Soak the bread in the milk, being sure to wet each side. Leave for about 30 seconds, before dipping into the egg mix. Soak the bread in the beaten egg and fry when the oil is suitably hot. Once browned on both sides, drain and place in a bowl of sugar, covering both sides. Repeat with the remaining slices of bread. Cut the figs. Place the toast on a fancy dish or cheese board and decorate with figs, walnuts and Stilton cheese. If possible serve with Port and coffee. For me this is the best way to end a Christmas dinner: with sweet charm and love.

P

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

ara colocar tudo junto, às vezes, é preciso botar a criatividade para funcionar e saber o que vai bem com o quê. A rabanada é muito tradicional no Natal do Brasil, mas, muitas vezes, fica tão sem graça quando simplesmente é colocada em mais um prato na mesa Natalina, que passa despercebida e muita gente não dá tanta importância. Resolvi elevar o nível da nossa rabanada com ingredientes da estação daqui de Londres. Figo, nozes, os cinco temperos chineses e queijo Stilton são peças-chave em um típico Natal londrino. Você pode colocá-las em uma tábua de queijos e ao invés de creme cracker você faz a rabanada. O açúcar temperado com os cinco temperos chineses (que você encontra em mercados especializados) combina super bem com o Stilton – que é meio cremoso –, a nozes crocantes e o frescor do figo. Tudo é uma questão de balancear sabores, texturas e usar a criatividade. Segue a receitinha! Preparo Fatie a baguete em rodelas como se fosse fazer torradas. Coloque em uma vasilha o leite, em outra os ovos batidos e em outra o açúcar misturado com os cinco temperos e a canela. Coloque óleo na panela e aqueça. Mergulhe o pão no leite e molhe dos dois lados. Deixe uns 30 segundos ali e passe no ovo. Molhe bem o pão no ovo batido e frite quando o óleo estiver quente. Assim que dourar dos dois lados, escorra e coloque na vasilha do açúcar, volteando os dois lados. Repita com as outras fatias. Corte os figos. Coloque a rabanada em uma tábua bonita, decore com figos, com as nozes e o queijo Stilton por cima. Se tiver um vinho do Porto coloque ao lado da tábua com uns cálices e um cafezinho. Para mim, essa é a melhor maneira de encerrar uma ceia natalina: com muito charme doçura e amor.

Recipe 1 French baguette 300ml of milk 3 eggs 200g of brown sugar 2 tablespoons of the an equal mix of the 5 spices 1 tablespoon of cinnamon 200g of roasted nuts 4 fresh figs 150g of Stilton cheese 150ml of vegetable oil for frying

Ingredientes 1 baguete 300ml de leite 3 ovos 200g de açúcar demerara 2 colheres de sopa da mistura dos 5 temperos chineses 1 colher de sopa de canela 200g de nozes torradas 4 figos frescos 150g de Stilton 150ml de óleo vegetal para fritar


Brazilian Gastronomy What about a “tasty” regional tour of Brazil? Let us be your guide! Gastronomia Brasileira

Que tal um passeio “saboroso” pelas regiões brasileiras? Vem com a gente! By • Por Bossa Brazil Magazine

W

ith over 500 years of history, Brazilian cuisine is extremely diverse, the result of a great mix of ingredients, foods and traditions that date back to both to the indigenous native population and the migratory influences over the centuries. Even the “discovery” of Brazil relates to cooking given that the Portuguese caravels that landed in the country in 1500 were in fact in search of India and its spices. Today, every region of the country has its own gastronomic identity and each local cuisine has adapted to each region’s unique climate, geography and history.

C

om mais de 500 anos de história, a culinária brasileira é extremamente diversificada, resultado de uma grande mistura de ingredientes, alimentos e tradições que foram introduzidos tanto pela população nativa indígena quando pela sua interação com correntes de imigração que ocorreram ao longo dos séculos. O próprio “descobrimento” do Brasil remete à culinária, já que as caravelas portuguesas que desembarcaram no país em 1500 estavam em busca das Índias e suas especiarias. Hoje, cada região do País tem sua peculiaridade gastronômica e sua culinária adaptada ao clima, à geografia e à sua história.

The strong indigenous heritage in the North is represented by foods such as manioc, cupuaçu (similar to cacao), açaí (native berry), guaraná (native fruit) and arapaima (fish). The region’s most typical dishes are duck in tucupi (manioc sauce), caruru (condiment made with okra, onion, shrimp and palm oil), tacacá (shrimp soup) and maniçoba (meat stew).

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

A forte herança indígena na região Norte contribuiu com alimentos como mandioca, cupuaçu, açaí, guaraná e pirarucu. Seus pratos mais típicos são: Pato no Tucupi, Caruru, Tacacá e Maniçoba.

In the South, the German and Italian migrants have established their different customs and heritage. The main dishes of the region are churrasco (BBQ), barreado (slow cooked beef stew), polenta, stuffed duck, joelho de porco (pork) and, on the coast, the Azorean culture of seafood.

Na região Sul, as imigrações alemã e italiana trouxeram heranças e costumes distintos aos do resto do país. Os principais pratos da região são: Churrasco, Barreado, Polenta, Marreco Recheado, Joelho de Porco e, no litoral, a cultura açoriana de frutos do mar.


Na região Centro-Oeste, a influência da pecuária e a proximidade com a cultura latino-americana rendeu ingredientes como a carne seca, a erva-mate e deliciosos pratos como o Ensopado de Peixe. The cosmopolitan nature of the Southeast has mixed both Portuguese and indigenous traditions with those of the Japanese, Lebanese, Syrian, Spanish and Italian immigrants that came to the region, especially in São Paulo. The result is a strong culture of dishes like pasta and ingredients that go well with potatoes and meats, like picadinho (beef stew). The flavours of Minas Gerais are always singled out, with incomparable delicacies such as pão de queijo (cheese bread), tutu beans and other broths.

A característica cosmopolita do Sudeste misturou tradições portuguesas e indígenas com as de japoneses, libaneses, sírios, espanhóis e italianos que imigraram para a região, principalmente no Estado de São Paulo, trazendo uma forte cultura de pratos como massas e ingredientes que combinam o arroz com batatas e carnes, como o Picadinho. A culinária mineira é sempre citada à parte, com iguarias incomparáveis como o Pão de Queijo, o Tutu de Feijão e os caldos.

Por causa disso, devido às diferenças de clima, relevo, tipo de solo e de povos habitando uma mesma região, é muito difícil estabelecer um prato típico brasileiro. Pode-se dizer que a unanimidade nacional é, possivelmente, o arroz e o feijão, cujo preparo varia conforme a região. No entanto, a mistura de dois ingredientes tão comuns na mesa do brasileiro, apesar de característica, ainda não é suficiente para resumir toda a complexidade e a riqueza da gastronomia nacional. Saborear as diferentes culinárias do Brasil é, portanto, conhecer e entender a sua história.

// G A S T R O N O M I C M A P O F B R A Z I L out 2016 //

In the Midwest, the abundance of livestock and the proximity to the other Latin American cultures have yielded ingredients like dried meat, ervamate (tea) and delicious dishes such as ensopado de peixe (fish stew).

As a result of this mix of influences and the variations in climate, topography, soil type and people inhabiting any one particular region, it is actually very difficult to single out one truly typical Brazilian plate. Perhaps one dish that unites the nation is rice and beans, but preparation tends to vary by region. Irrespective, the mixing of these two common ingredients, despite being so characteristic, fails to capture the complexity and richness of the national cuisine. Sampling the various foods of Brazil is, therefore, to learn and understand about the country’s appetising history.

bossa brazil magazine / oct 2016

A herança africana na região Nordeste trouxe ingredientes típicos como o azeite de dendê e o leite de coco, combinados com frutas tropicais como a graviola e frutos do mar como o caranguejo. Os pratos nordestinos mais típicos são: Acarajé, Vatapá, Caranguejada, Buchada, Paçoca, Tapioca, Cuscuz e Cocada.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

The African influence in the Northeast is responsible for some of the more common ingredients such as palm oil and coconut milk, which are mixed with tropical fruits like graviola and seafood, such as crab. The most typical dishes from the region are acarajé (fried balls made from peeled beans), vatapá (shrimp stew with coconut milk), caranguejada (crab), buchada (stuffed lamb/goats stomach), paçoca (peanut candy), tapioca (starch extracted from cassava roots), couscous and cocada (coconut candy).

/ Mapa gastronômico do Brasil

40 41


BATIDAS

The cachaça-based drink, popular in Brazil up until the end of the 1970s, is making a comeback in bars, restaurants and parties: the batida

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

// CAIPIRINHA & CO

/

CAIPIRINHA & CIA

42

Uma bebida à base de cachaça que foi muito popular no Brasil até a década de 70 e que, ultimamente, tem voltado a fazer sucesso em bares, restaurantes e festas: a batida By • Por Lu Nassif

A

batida is a smooth, sweet tasting drink, which can make it quite dangerous given that you hardly realise that you’re drinking cachaça! It is very simple to make. You will need the following ingredients in equal measures: cachaça, condensed milk, fruit and ice. These ingredients are placed into a blender and mixed until the drink reaches a smooth consistency. The practical side of the drink is that you can make it in large quantities, for several people, or if you don’t feel like sharing you can leave it in the fridge for up to three days and appreciate it slowly. Batidas can be made using various flavours, but the most popular in Brazil is made with coconut. This version never lost popularity and is always welcome as an aperitif at family get-togethers and small parties. To try it you will need a can of condensed milk and equal measures of cachaça, coconut milk and ice. Throw everything into a blender, mix and voilà! Your delicious and cold batida is ready to sample. Decorate the glass with a touch of cinnamon powder to give it that special taste. Other flavours that can work well for batidas are strawberry, pineapple, mango (use real fruit, fresh or frozen), passion fruit (concentrated juice), peach (canned) or peanut butter (preferably unsweetened). You can also make the drink using a mixture of fruits, like coconut and pineapple (similar to a piña colada) or passion fruit and peach... or whatever your imagination allows. Cheers!

A / / www . b b m a g . c o . u k / /

batida é uma bebida de sabor suave e bastante doce, o que faz com que ela se torne perigosa, pois você não vai perceber que está bebendo toda aquela cachaça! Preparar uma batida é muito simples. Você vai precisar dos seguintes ingredientes, em quantidades iguais: cachaça, leite condensado, fruta e gelo. Esses ingredientes serão colocados em um liquidificador e batidos (daí o nome) até que a bebida fique homogênea. O lado prático da batida é que você normalmente pode preparar em grande quantidade, para várias pessoas ou pode deixála guardada na geladeira por até três dias e ir apreciando lentamente, caso não queira compartilhar... A batida pode ser feita em vários sabores e a mais popular no Brasil é a de coco. Esta nunca saiu de moda e é muito bem-vinda como aperitivo ou digestivo em almoços de família ou reuniões de amigos. Para fazê-la, você precisa de uma lata de leite condensado, a mesma medida de cachaça, a mesma medida de leite de coco e a mesma medida de gelo. Coloque tudo para ser misturado no liquidificador e pronto! Sua batida deliciosa e gelada está pronta para ser apreciada. Se gostar, decore o copo com canela em pó para dar um sabor diferente. Outros sabores que podem ser usados para batidas são morango, abacaxi, manga (use a própria fruta, fresca ou congelada), maracujá (suco concentrado), pêssego (em lata) ou manteiga de amendoim (de preferência não adoçada). Você também pode fazer misturas com as frutas, como coco com abacaxi (quase uma piña colada!), maracujá com pêssego ou o que a sua imaginação permitir. Bom proveito!


J

orge Lemann, Carlos Sicupira and Marcel Telles are the toast of Brazilian enterprise after the recent approval of one of the biggest corporate mergers in history, the union of beer giants Anheuser Busch Inbev and SABMiller. The emergent company will account for approximately 30% of the global beer market. *Forbes Magazine

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Their recipe for success dates back to the late 1980s when the group acquired Brazilian brewery Brahma and expanded across South America. A series of mouthwatering deals followed, including the 2008 acquisition of beer behemoth Annheurser-Busch (of Budweiser fame). The beer billionaires are amongst the richest people in Brazil, Lemann topping the pile. Not bad for what is essentially a fermented mix of grains, hops, water and yeast, but beer is surpassed only by tea and water as the most consumed beverage in the world. With global demand set to rise, beer is, suffice to say, big business. Such entrepreneurial role models have paved the way for a new generation of burgeoning brewers in Brazil, all looking to make their mark on a traditionally saturated market; Micro-brewing – the small scale production of craft or artisanal beer – is in the ascendency. The growth of the segment is perhaps best illustrated by this year’s record breaking Festival Brasileiro da Cerveja, in the state of Santa Catarina. Participation in 2016 was up by 18% with more than 41,000 thirsty beer aficionados descending on the city of Blumenau, a tourist hotspot for fans of the golden nectar. Brazil offers a wealth of opportunity in terms of micro-brewing thanks to some unique local ingredients, affirms Christian Matias, a local specialist brewer from São Paulo, beer is an important part of our culture so it’s only natural we should want to introduce a tropical twist. Matias represents a new wave

of brewers looking to drive creativity and innovation in Brazil. For many years it was either bland local larger or expensive imports, so I decided to start brewing at home. Christian took his passion even further, moving to the UK to complete a Diploma in British Brewing Technology, accredited by Brewlab Brewing Courses Training and Analysis UK. As a qualified beer sommelier (Instituto da Cerveja Brasil) he recognises that the philosophy of the craft beer movement is better understood today. Several supermarket chains already carry premium craft imports and established breweries are beginning to release their own series of artisanal brews in an attempt to tap into a more discerning market, he explains. Some recipes are surprising; How about a stout made with açaí, or perhaps an IPA with jabuticaba? Or even a pale ale made with manioc? The latter, Cauim, is an ale from local legend Marcelo Carneiro da Rocha, the founder of Cervejaria Colorado. Founded in 1996 in Riberão Preto, São Paulo, Rocha turned his hobby into his livelihood when he decided to open a brewpub. Less than two decades later, in 2015, he sold his brand to Lemann et al. Colorado is now distributed to the US and France and internationally renowned for its unique homebrew taste and flamboyant marketing. It is thanks to such pioneers that global beer tastes have diversified over recent years. The idea of brewing with chocolate or tropical fruits would have seemed unthinkable in the past, let alone commercially attractive; today it is a reality. So why not throw in a pinch of tapreba, bacuri, or even priprioca, just some of the unique Amazonian ingredients being used to capture a new fructiferous taste. The Brazilian craft movement is not without its challenges, but one thing is for sure; where there is a will to “Brazilianise” something, there is always a way.


J

orge Lemann, Carlos Sicupira e Marcel Telles, grandes símbolos do empresariado brasileiro, brindaram a recente aprovação de uma das maiores fusões da história: a união de duas gigantes da cerveja, a Anheuser Busch Inbev com a SABMiller. A empresa emergente passou a representar nada menos do que 30% do mercado de cerveja do mundo, de acordo com a revista Forbes. A receita de sucesso do grupo remonta ao final dos anos 80, quando adquiriu a cervejaria brasileira Brahma e se expandiu pela América do Sul. Uma série de acordos se seguiu, incluindo a aquisição, em 2008, da norteamericana Anheuser-Busch (famosa pela Budweiser). Os bilionários da cerveja estão entre os mais ricos do Brasil, com Lemann no topo da lista. Nada mal para um líquido que é, essencialmente, uma mistura fermentada de grãos maltados, adjuntos, lúpulo, água e levedura, mas que figura como uma das bebidas mais consumidas no mundo – ultrapassada apenas pelo chá e pela água. Com uma demanda global crescente, a cerveja é, de fato, um grande negócio. Tais exemplos de empreendedorismo acabaram pavimentando o caminho para o florescimento de uma nova geração de cervejarias no Brasil, que visam deixar a sua marca em um mercado tradicionalmente saturado. A microcervejaria – produção de cerveja artesanal em pequena escala – está em plena ascendência. O crescimento do segmento pode ser ilustrado pelos números recordes registrados em um evento em particular: o Festival Brasileiro da Cerveja, realizado no estado de Santa Catarina. Somente neste ano de 2016, a participação cresceu 18% com mais de 41 mil fãs de cerveja rumando para a cidade de Blumenau, conhecida pela sua colonização alemã e um forte destino turístico para os fãs do néctar dourado. “O Brasil oferece ricas oportunidades em termos de cerveja artesanal, graças a ingredientes locais únicos” - afirma Christian Matias, paulista, especialista em cerveja. “A cerveja é uma parte importante da nossa cultura, então é natural que demos a ela alguns toques tropicais.” Christian representa uma nova onda de cervejeiros brasileiros que

procuram aliar a criatividade à inovação. “Por muitos anos, só havia fracas opções locais ou tínhamos que apelar para as importações, que são muito caras. Por isso, decidi começar a produzir cerveja artesanal caseira”. Christian levou a sua paixão ainda mais adiante: resolveu mudar para o Reino Unido para estudar na Brewlab Brewing Courses Training and Analysis UK, onde recebeu o diploma em Tecnologia de Cerveja. Como um qualificado sommelier de cerveja pelo Instituto da Cerveja Brasil, ele reconhece que a filosofia do movimento está sendo mais compreendida hoje. “Diversas cadeias de supermercados já trabalham com cervejas artesanais importadas e estão começando a comercializar algumas cervejas artesanais nacionais na tentativa de adentrar um mercado mais exigente”, ele explica. Algumas receitas são surpreendentes: que tal uma stout feita com açaí, ou talvez uma IPA com jabuticaba? Ou até uma pale ale com mandioca? A pale ale com mandioca, a Cauim, é uma cerveja feita pelo lendário Marcelo Carneiro da Rocha, fundador da Cervejaria Colorado, surgida em 1996, em Ribeirão Preto, São Paulo. Ao decidir abrir a cervejaria, Marcelo transformou seu hobby em profissão. Menos de duas décadas depois, em 2015, ele vendeu a marca para o grupo do Lemann. A Colorado agora é comercializada nos Estados Unidos e na França, e é internacionalmente reconhecida pelo seu sabor único e por sua chamativa publicidade. É graças a esses pioneiros que o gosto da cerveja tem se diversificado nos últimos anos. A ideia de adicionar chocolate ou frutas tropicais, que seria impensável no passado, passou a se tornar comercialmente atrativa e hoje é uma realidade. Visto isso, então por que não adicionar um punhado de tapreba, bacuri ou até priprioca? São apenas alguns dos exóticos ingredientes amazônicos que têm sido usados para capturar um novo sabor frutífero. O movimento artesanal brasileiro também enfrenta desafios, mas uma coisa é certa: quando há uma vontade de “abrasileirar” algo com muita criatividade, sempre existe um jeito.

GASTRONOMIA /

/ / G A S T R O N O MY

By • Por Edwin Freeman

out 2016

A produção de cervejas artesanais está em plena ascendência no País

//

A cultura cervejeira no Brasil

bossa brazil magazine / oct 2016

Micro-brewing - the small scale production of craft or artisanal beer - is in the ascendency

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Beer in Brazil

44 45


Rio 2016: mission (very well) accomplished Rio 2016: missão (muito bem) cumprida With the resounding success of the Olympic and Paralympic Games, Rio 2016 showcased the best of what Brazil has to offer

Com espetacular sucesso na realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, a Rio 2016 mostrou ao mundo o que o Brasil tem de melhor By • Por BBMag

T

he closing ceremony of the 2016 Olympic Games, 21 September, brought to an end a golden two weeks that exceeded all expectations from start to finish, with impeccable organisation, the integration of people from all over the world and the excitement of the hosts.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

The magical and inspiring opening and closing ceremonies, full of colour, rhythm and careful choreography were designed to showcase “Brazilian-ness” in the monumental Maracanã stadium. The sense of pride was infectious and lifted the performance of the home-grown athletes, rewarding the home support with Brazil’s best performance at an Olympic Games. This positivity also motivated other delegations to leave Rio victorious, such as Team GB, which recorded Great Britain’s best ever Olympic campaign. Full of intensity, the Rio Olympics soon became centre stage for some of the most extreme emotions. From the crowning of Olympic idols like Michael Phelps, Usain Bolt and Brit Andy Murray, to the coronation of long-time deserving Brazilian volleyball and football teams, to the rise of young revelations like gymnast Simone Biles, Brazilian Flávia Saraiva – only 17 years old – and the Brazilian canoer Isaquias Queiroz – the first Brazilian to win three medals at one Games.

The party put on by the hosts at the end of the closing ceremony captured an image that will remain long after the Games: a cheerful and high-spirited nation, with a thirst to put their best foot forward. The Paralympics, which came to an end on 18 September, also played their glorious part, with more than 600 records broken, easily surpassing the number broken at London 2012 (about 450). Team GB excelled, finishing second in the medal table. The Brazilian delegation, with 287 athletes, ended up in the eighth place. After 11 days of competition, the closing ceremony was full of memorable moments, with the participation of several singers like Brazilian Ivete Sangalo (ambassador of the Brazilian Paralympic Committee) who sang alongside Brit Calum Scott, the duet alternating between English and Portuguese to deliver a beautiful message of courage, inspiration and strength. Much like an athlete competing in the hurdles, Brazil was able to overcome the obstacles and show to the world that last minute uncertainty can lead to surprise and success; with a good dose of enthusiasm and a genuine desire to make things happen – Brazilians have this in abundance, and of course they have bossa.


As belas e inspiradoras cerimônias de abertura e encerramento com cores, ritmos e movimentos, fizeram desfilar a brasilidade pelo monumental estádio do Maracanã. O orgulho contagiou os atletas, que se superaram em suas performances e presentearam a torcida dona da casa com o melhor desempenho da história do Brasil nos Jogos. As boas energias motivaram da mesma forma outras delegações, como a do Reino Unido, que também saiu do Rio vitoriosa, tendo feito a sua melhor campanha olímpica de todos os tempos.

ESPORTE /

// SPORT out 2016 //

bonito, com mais de 600 recordes quebrados, marca que ultrapassou a registrada em Londres 2012 (cerca de 450). O Team GB se destacou, ficando em segundo lugar no quadro de medalhas. A delegação brasileira, com 287 atletas, obteve o oitavo posto. Após 11 dias de competições, a festa de encerramento teve vários momentos de destaque, com a participação de diversos cantores, como a brasileira Ivete Sangalo (embaixadora do Comitê Paralímpico Brasileiro) em um dueto com o britânico Calum Scott, que cantaram alternando os dois idiomas, e com uma linda mensagem de coragem, inspiração e superação.

bossa brazil magazine / oct 2016

Editorial Credit/Crédito Editorial: A.RICARDO / Shutterstock.com

N

o dia 21 de agosto, o encerramento dos Jogos Olímpicos Rio 2016 fechou com chave – ou medalha – de ouro as duas semanas do evento em que o Brasil não decepcionou e acabou surpreendendo o mundo do início ao fim com o sucesso na organização de competições eletrizantes, embaladas pela interação entre os povos e pela alegria dos anfitriões.

48 49

Como em uma corrida de atletismo com barreiras, o Brasil soube superar os obstáculos e mostrou ao mundo que a incerteza de última hora pode surpreender e dar lugar ao sucesso; basta uma boa dose de alegria, de entusiasmo e vontade de fazer acontecer – e, convenhamos, isso os brasileiros têm de sobra, afinal, eles têm a bossa.

As cenas da grande festa que os cariocas protagonizaram ao final do show da cerimônia de encerramento selaram a imagem que ficou para o mundo após esses Jogos: a de uma nação leve, alegre e alto astral, com sede de mostrar o seu lado bom. As Paralimpíadas, que terminaram em 18 de setembro, não ficaram atrás e também fizeram

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Completa e intensa, a Olimpíada do Rio foi palco para as mais variadas emoções. Desde a consagração de já conhecidos ídolos olímpicos, como Michael Phelps, Usain Bolt e o britânico Andy Murray, a justa coroação inédita de merecedores de longa data, como o vôlei de quadra e o futebol brasileiro, até a ascendência de jovens revelações como a ginasta Simone Biles, a brasileira Flávia Saraiva – de apenas 17 anos – e o canoísta brasileiro Isaquias Queiroz – primeiro brasileiro a conquistar três medalhas em uma mesma edição olímpica.


bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

// SPORT

/

ESPORTE

50

olympic MEDAL TABLE

Quadro de Medalhas olímpicas

COUNTRY/país

total

1. United States/Estados Unidos

46

37

38

121

2. Great Britain/Grã-Bretanha

27

23

17

67

3. China/China

26

18

26

70

4. Russia/Rússia

19

18

19

56

5. Germany/Alemanha

17

10

15

42

13. Brazil/Brasil

7

6

6

19

paralympic MEDAL TABLE

Quadro de Medalhas paralímpicas

COUNTRY/país

total

1. China/China 107 81 51 239 2. Great Britain/Grã-Bretanha 64 39 44 147 / / www . b b m a g . c o . u k / /

3. Ukraine/Ucrânia 41 37 39 117 40 44 31 115 4. United States/Estados Unidos 5. Australia/Austrália 22 30 29 81 8. Brazil/Brasil 14 29 29 72


Learning English

Things are not always as they seem… and when it comes to finding the right words in a foreign language it is good to have as much information as possible to help avoid any miscommunication

Aprendendo inglês

Nem sempre as coisas são aquilo que parecem ser... E quando se trata de encontrar as palavras certas em outro idioma, é sempre bom estar informado para que a comunicação não seja mal interpretada By • Por BBMag

D

espite being markedly different, English and Portuguese strangely enough share some similar roots, the result of which is evident in some of the words that appear in both languages. These common words are known as cognates. Cognates are our friends. They are words that share similar spelling and have equivalent meanings in a second language, as is the case with comédia/ comedy, positivo/positive, música/music, ideia/idea and futuro/future. They are particularly handy when learning a new language. But, like everything in life, there are always two sides to a coin, and unfortunately it is not always as simple as that. There are in existence a few little monsters known as false cognates – or ‘false friends’ – misleading words that despite

A

pesar de notavelmente diferentes entre si, o inglês e o português, por incrível que pareça, compartilham de algumas raízes de origem semelhante, e o resultado disso pode ser observado em algumas palavras que aparecem em ambos os idiomas. Essas palavras em comum são chamadas de cognatos.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Os cognatos são nossos amigos. São palavras que possuem a mesma ortografia e têm significado semelhante no outro idioma, como é o caso de comédia/comedy, positivo/positive, música/music, ideia/idea e futuro/future. Elas costumam ser uma mão na roda para quem está aprendendo uma nova língua. Mas, como tudo na vida tem os dois lados, nem sempre esse assunto é fácil. Existem monstrinhos chamados falsos cognatos – também conhecidos como ‘falsos amigos’ – palavras enganosas que, apesar de aparentemente similares, não

being similar in appearance in fact carry different meanings. They are a real headache for learners and often lead to communication errors which, depending on the situation, can be difficult to undo. There are countless stories of funny situations – some quite embarrassing – such as the case of a Brazilian who shocked Londoners when he, wanting to say that he was doing various courses, said “I do some curses”. Or the Brazilian who was left feeling offended at being labelled “weird” by a man in a pub when in fact his drinking companion had told him “you look exquisite” (esquisito meaning odd or strange in Portuguese). With this in mind, BBMag has prepared a practical table with examples of some of the most treacherous “false friends” in the English language to help you avoid any error or confusion!

possuem significado equivalente. Elas criam uma confusão na cabeça de quem está aprendendo e, frequentemente, acarretam erros que, dependendo da situação, podem ser difíceis de desfazer. São muitos os relatos de situações engraçadas – quando não constrangedoras –, como o caso de um brasileiro que assustou muita gente em Londres quando quis dizer que fazia cursos, mas disse “I do some curses” (eu faço maldições). Ou o caso de uma brasileira que ficou extremamente ofendida quando estava em um pub e achou que estava sendo chamada de esquisita quando, na verdade, um homem havia lhe dito “You look exquisite” (achei você requintada, refinada). Pensando nisso, a BBMag preparou uma tabela prática com alguns exemplos dos “falsos amigos” mais traiçoeiros do inglês, para você não se deixar enganar e evitar confusões!


Word in English Palavra em inglês

Translation in Portuguese

False Equivalent

Translation in English

Tradução em português

Equivalência falsa

Tradução em inglês

actually beef cafeteria cigar collar college costume library grocery (grocery store) ingenuity mayor pasta realize record resumé sensible ultimately

de fato/realmente atualmente currently/presently carne bovina bife steak refeitório/cantina cafeteria/cafe coffee shop charuto cigarro cigarette gola colar necklace faculdade colégio school fantasia/traje costume hábito biblioteca livraria bookstore mercado/mercearia grosseria vulgarity/rudeness criatividade ingenuidade naivety prefeito maior bigger/larger/older massa pasta file/folder perceber/reconhecer realizar make gravar recordar remember currículo resumo summary sensato sensível sensitive por último/finalmente ultimamente lately

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

/ / E D UC A T I O N

/

E D UC A Ç Ã O

52 53


M USIC / / M ÚSICA

THE SOUND OF THE SUBURBS The new crop of rappers provoking a change in the industry O SOM DA PERIFERIA

A nova leva de artistas tem provocado atualizações na gestão da carreira dos seus próprios mentores By • Por David McLoughlin

I

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

ndependence has always been a reality for the Brazilian rap scene, which has managed to reach its public without the support of any mainstream media or recording industry. One of scene’s leading acts, Racionais MC’s, managed to sell over one million copies of his album Sobrevivendo no Inferno (Surviving in Hell) completely independently. The social changes of the last decade have affected almost all areas of Brazilian rap, from the shifts in marketing dynamics to the new forms of management and organisation. And just like the pioneers who influenced a generation, a new crop of rappers is provoking even further change in the industry. Influenced by the success of companies like Emicida’s Laboratório Fantasma, Cone Crew Diretoria’s Coffeshop ConeCrew, or the VVARorganization, old school rappers such as Racionais MC’s and Dexter (ex-509E) have established their own agencies to control their copyrights, sell merchandise and tickets, as well as taking on new artists in a management capacity. Increased access to technology and working capital in the suburbs, as well as the relative decline in the conventional model of music production that was previously dominated by the major labels, have all created favourable conditions for the genre, akin to that of the American rap scene in the 1990s, typified by the emergence of labels like Death Row, No Limit and Roc-A-Fella. In addition, the new MPB – Música Periférica Brasileira, as ex-SNJ member Sombra calls it – has carved open a new niche in the space

left open by the stagnation of other genres such as rock and traditional MPB, which remain dominated by aging artists who shot to fame between the 1970s and 1990’s. The hip hop movement, together with break dancing and graffiti, arrived in Brazil (principally in São Paulo) in the 1980s, just a few years after the craze gripped the US. It gained popularity thanks to local DJs and the record stores at the Rock Gallery in the city centre, an area that was initially shared with the existing punk movement of the day, before moving on to the São Bento metro station where break dancers and rappers could practice their skills. The first true recordings of Brazilian rap were released in 1988 on the compilation Hip Hop Cultura de Rua (1988, Eldorado). It featured tracks by Thaíde & DJ Hum (produced by Nasi and André Jung, of the rock group Ira!), MC Jack, Código 13, amongst others. It is worth noting that there had been some previous attempts to incorporate rap music in Brazil – such as the hit Kátia Flávia, recorded by Fausto Fawcett and Robôs Efêmeros. Scratching had also been used in 1987 by the São Paulo band Gueto on their album Estação Primeira. In 1988, the Zimbabwe label released a compilation entitled Consciência Black, which featured two tracks by Racionais MCs – Pânico na Zona Sul and Tempos Difíceis. By the beginning of the 1990s, Thaíde & DJ Hum and the Racionais were recognised as the most important and serious names of the São Paulo rap movement, regularly involved in social projects that helped promote

the hip hop culture in Brazil. At the same time in Rio de Janeiro, Gabriel Contino, known as Gabriel Pensador, released his 1992 hit song Tô Feliz, Matei o Presidente (I´m Happy, I Killed the President), written about Fernando Collor, who had just renounced his presidency in the face of imminent impeachment for corruption. This was followed by Lôraburra and Retrato de um Playboy, which, although with heavy pop leanings, featured strong lyrics that criticised certain aspects of local Rio culture. At the same time rap was spreading to the rest of Brazil with artists like Câmbio Negro and GOG (Brasília), Faces do Subúrbio, Chico Science and Sistema X (Recife), Da Guedz and Piá (Porto Alegre) and Black Soul (Belo Horizonte). By the end of the decade, rap was already being fused with rock music by acts like Planet Hemp (with Marcelo D2) and Pavilhão 9. The peak of the rap movement was the 1998 release of Sobrevivendo no Inferno by Racionais MCs, which features the classic track Diário de um Detento. The success of the album paved the way for the national rap movement, with the major record labels signing most of the established artists by the late 1990s. Marcelo D2 released his first solo album Eu Tiro É Onda (1998) followed by À Procura da Batida Pefeita which mixed rap with samba. In Recife, the band Faces do Subúrbio focused on embolada, a regional version of rap. São Paulo, however, continued to be the main hub for rap production, with the emergence of artists like DMN, De Menos Crime, Z’África Brasil, RZO,


Laboratório Fantasma, the agency headed by brothers Evandro and Emicida Fióti since 2008, is a fundamental example of how the distribution of wealth and power –

I

ndependência sempre foi um valor inerente à cena do rap brasileiro, que alcançou o seu público sem apoio da grande mídia ou da indústria fonográfica. Um dos maiores grupos, o Racionais MC’s, vendeu mais de um milhão de cópias do seu álbum Sobrevivendo no Inferno, produzido de maneira completamente independente. As mudanças sociais da última década impactaram positivamente todo o funcionamento do rap brasileiro, desde a dinâmica do mercado até as formas de administração e organização. Da mesma forma que os rappers pioneiros influenciaram toda uma geração posterior, a nova leva de artistas tem provocado atualizações na gestão da carreira dos seus próprios mentores. Influenciados pelo sucesso de empresas como o Laboratório Fantasma, de Emicida, o ConeCrew Diretoria ou a organização VVAR, rappers consolidados como o Racionais MC’s e Dexter (ex-509E) estabeleceram

For a country that regards its songwriters as poets and intellectuals, it remains a challenge – however liberating the change may be – for many to accept that a poor black kid from the periphery is the future

suas próprias agências para gerenciar os seus direitos, vender mercadorias e shows, e também para administrar as carreiras de outros artistas. O acesso à tecnologia, a melhoria da condição financeira nos subúrbios e o declínio dos modelos convencionais de produção musical dominado pelas grandes gravadoras criaram um cenário favorável para o gênero, semelhante ao que ocorreu com o rap norte-americano nos anos 1990 com a ascensão de gravadoras como Death Row, No Limit e Roc-A-Fella. Aliada a essa conjuntura, a nova MPB – Música Periférica Brasileira, conforme nomeia Sombra, ex-membro do grupo SNJ – encontrou um espaço aberto por fatores como a estagnação de outros gêneros como o rock e a MPB tradicional, ainda dominados por artistas mais velhos que alcançaram a fama entre os anos 1970 e 1990 e o momento atual do rádio, dominado pela música sertaneja. O movimento hip hop, junto com o break dancing e o graffiti, chegou

He is a product of São Paulo’s underground freestyling scene. Emicida made a living selling mixtapes on the street before he tastes fame and fortune. 2015 also saw the release of his second studio album, Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições De Casa.

CU L T U R A /

/ / CU L T U R E out 2016

No doubt, some young film director is already penning a script to bring Emicida’s rise to the big screen. In 2007 he was performing to 50 people in a local club in Santo André. By 2009 he had 3 indications for the VMB, the Brazilian Music Video Awards. Since 2011 he has been touring both the USA and Europe, headlining at Womex in 2015.

54 55

//

But the aesthetic appearance of Emicida has also been a parting of the waters as far as the contemporary music scene is concerned, a revitalizing force which is being embraced by a generation of artists who need to reinvent themselves In the November 2013 Brazilian edition of Rolling Stone Magazine, members of Racionais MCs’ were photographed in jackets and ties. The image sparked controversy amongst fans, as they began to question whether the group still represented them. Emicida repeated the gesture on his 2013 album cover O Glorioso Retorno de Quem Nunca Esteve Aqui, stating he was dressed for work. He was recently listed as one of the 30 most influential people in the country by Forbes Brasil.

bloodline to Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Chico Buarque and Caetano Veloso. Emicida has also revolutionised the professional production standards of local rap music (so many great tracks from the past were marred by poor recording techniques), as well as promoting a greater collaboration of performing musicians in production, rather than relying principally on samples. This, to a great extent, has been possible thanks to financial sponsorship from big companies who can use tax incentives to invest in a range of cultural activities. Since the offset Emicida has also prioritised the production of inspirational video clips.

bossa brazil magazine / oct 2016

In recent years, a new wave of rappers has emerged, from Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Paraná, Brasília, Bahia, Goiás, Pará, Rio Grande do Norte, Paraíba, all mixing hip hop with other rhythms, genres and sounds. Brazilian rap now embraces jazz, samba, funk, soul, forró, repente, reggae, bossa nova, brega and electronic music. The participation of women, such as Negra Li, Lurdez da Luz, Karol Conká, Lívia Cruz and Flora Matos has opened the door for new protagonists and new ideas. During the 1980s and 1990s, rap music focused on the deep national inequalities, the violence in the periphery communities and continued racism, but from the turn of the century attention turned to the economic rise of the lower classes, improved access to education and online information, giving rise to new themes and thinking, from artists such as Parteum, Criolo, Rael, Flávio Renegado, Rashid, Don L, Amiri, OQuadro, ConeCrew Diretoria, Rincon Sapiência, Síntese, B, Negão, Emicida.

concentrated towards the top of the pyramid (both in society and the local music industry) – can reach the periphery and also enable the rap movement to dominate new spaces, developing not only as a means of cultural expression, but as a business model that generates employment and income for young people from the margins of society.

ao Brasil principalmente por São Paulo, apenas alguns anos após ter começado nos Estados Unidos na década de 1980. A onda começou com DJs locais e lojas de discos da Galeria do Rock, no centro da cidade, na época dividindo a área com o movimento punk, mas logo se mudando para a estação São Bento do metrô, onde dançarinos de break e rappers praticavam suas habilidades. As primeiras gravações de rap brasileiro foram, em 1988, na compilação Hip Hop Cultura de Rua (Eldorado). A obra continha faixas de Thaíde e DJ Hum (produzidos por Nasi e André Jung, do grupo de rock Ira!), MC Jack, Código 13, entre outros. Houve algumas tentativas anteriores de incorporação do rap – como Kátia Flávia, gravada por Fausto Fawcett e Robôs Efêmeros. O scratch também havia sido usado em 1987 pela banda Gueto, de São Paulo, no seu álbum Estação Primavera.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Criminal D, Mzuri Sana, 509-E, Somos Nós A Justiça, Detentos do Rap, Pepeu and Sabotage.


M USIC / / M ÚSICA

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

/ / CU L T U R E

/

CU L T U R A

56

Em 1988, a gravadora Zimbabwe lançou a compilação Consciência Black, que apresentou duas faixas dos Racionais MCs – Pânico na Zona Sul e Tempos Difíceis. No início dos anos 90, Thaíde, DJ Hum e os Racionais foram reconhecidos como os mais importantes nomes na cena de São Paulo, regularmente envolvidos em projetos sociais de promoção do movimento hip hop no Brasil. Ao mesmo tempo, no Rio de Janeiro, Gabriel Contino, conhecido como Gabriel O Pensador, fez sucesso em 1992 com a música Tô Feliz, Matei o Presidente, escrita sobre Fernando Collor, que havia acabado de renunciar à Presidência em meio a um processo de impeachment por corrupção. O hit foi seguido por Lôraburra e Retrato de um Playboy, que, apesar da sonoridade pop, apresentou forte letra de crítica a aspectos da cultura local. Enquanto isso, o rap se espalhava pelo resto do Brasil com artistas como Câmbio Negro e GOG (de Brasília), Faces do Subúrbio, Chico Science e Sistema X (do Recife), Da Guedes e Piá (Porto Alegre) e Black Soul (Belo Horizonte). No fim da década, o rap fez as primeiras fusões com o rock através de grupos como o Planet Hemp (com Marcelo D2) e Pavilhão 9. O ponto alto do movimento foi o lançamento de Sobrevivendo no Inferno, dos Racionais MC’s, o grande clássico do rap brasileiro, que incluía a faixa Diário de um Detento. O sucesso do álbum abriu as portas para um movimento nacional do gênero, com grandes gravadoras contratando muitos dos nomes da cena local no final dos anos 90. Marcelo D2 lançou o seu primeiro álbum solo, Eu Tiro É Onda (1998), seguido de À Procura da Batida Perfeita, que mixou o rap com o samba. No Recife, a banda Faces do Subúrbio se concentrou na embolada, uma versão regional do rap. São Paulo, no entanto, continuou sendo o grande centro de produção de

rap. De lá vieram nomes como DMN, De Menos Crime, Z’África Brasil, RZO, Criminal D, Mzuri Sana, 509-E, Somos Nós A Justiça, Detentos do Rap, Pepeu e Sabotage. Mais recentemente, uma nova geração de rappers emergiu em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Ceará, Pernambuco, Paraná, Brasília, Bahia, Goiás, Pará, Rio Grande do Norte e Paraíba, mixando o hip hop com outros ritmos, gêneros e sons. O rap brasileiro agora abrange o jazz o samba, o funk, o soul, o forró, o repente, o reggae, a bossa nova, o brega e a música eletrônica. A participação de mulheres como Negra Li, Lurdez da Luz, Karol Conká, Lívia Cruz e Flora Matos abriu caminho para novas protagonistas e novas ideias. Se entre os anos 1980 e 1990 o rap focava nas profundas desigualdades nacionais, a violência nas comunidades da periferia e no persistente racismo, a partir dos anos 2000 a ascensão econômica das classes mais baixas aprimorou o acesso à educação e à informação através da internet, trazendo novos temas e ideias para artistas como Parteum, Criolo, Rael, Flávio Renegado, Rashid, Don L, Amiri, O Quadro, ConeCrew Diretoria, Rincon Sapiência, Síntese, B, Negão, Emicida e outros. A companhia dirigida pelos irmãos Evandro Fióti e Emicida desde 2008, Laboratório Fantasma, é um exemplo fundamental de como a distribuição de riqueza e poder – focada no topo da pirâmide (tanto na sociedade quanto na indústria de música local) – pode alcançar a periferia e possibilitar ao movimento rap ocupar novos espaços, se desenvolvendo não apenas como uma expressão cultural, mas como um modelo de negócio que gera emprego e renda para jovens das periferias. A aparição do Emicida também foi um divisor de águas refrescante no cenário da música contemporânea. O paulistano foi um dos primeiros rappers a se livrar do

peso estético e politico exercido pelos Racionais MC’s por mais de 20 anos. Seguindo a tendência, na edição de novembro de 2013 da revista Rolling Stone Brasil, os próprios Racionais apareceram vestindo modernas jaquetas e gravatas. Em um país que se refere aos seus letristas como poetas e intelectuais, mas por mais libertadora que a mudança seja, para muitos ainda é um desafio aceitar que uma pobre criança negra da periferia esteja continuando uma linha que previamente pertenceu a Tom Jobim, Vinicius de Moraes, Chico Buarque, Caetano Veloso etc. Além de tudo isso, Emicida tem protagonizado também a melhoria do padrão das produções profissionais para a indústria de rap local (muitas grandes faixas do passado foram realizadas com limitadas técnicas de gravação), assim como uma maior participação de músicos e performances, em vez de focar somente nos samples. O rapper tem se destacado ainda pela revolução na qualidade da produção de videoclipes. Tal fato tem sido facilitado, em grande medida, pelo patrocínio de grandes empresas, que têm aproveitado incentivos fiscais para investir em uma variedade de atividades culturais. Certamente algum jovem diretor já deve estar pensando em um roteiro para levar a trajetória de Emicida para o cinema. Em 2007, o paulistano estava se apresentando para 50 pessoas em um clube local em Santo André. Em 2009 ele já tinha três indicações para o VMB – Brazilian Music Video Awards e, desde 2011, tem feito turnês pelos Estados Unidos e Europa, tendo se apresentado na Womex, em 2015. Emicida emergiu da cena de rap de improviso do subúrbio de São Paulo e vendeu muitas fitas com suas próprias mãos antes de alcançar a fama. No ano passado, ele lançou o seu segundo álbum de estúdio: Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa.


B OO K

//

l i v RO

The Spy

Paulo Coelho’s 19th title, launched internationally in September, brings us the story of Mata Hari, who continues to capture our imagination A Espiã O 19º livro de Paulo Coelho, que teve seu lançamento mundial em setembro, traz todo o fascínio que Mata Hari, ainda hoje, exerce na nossa imaginação

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

/ / CU L T U R E

/

CU L T U R A

58

By • Por BBMag

W

e have no doubt about it, even if you have never read any of his books; you know who Paulo Coelho is. After all, the numbers do not lie: The Alchemist - the best-selling Brazilian book of all time - is revered as an important literary phenomenon of the 20th century. His books are in circulation in over 150 countries and have already been translated into 66 languages. He has worked as a director and playwright, journalist and composer. He writes for newspapers in Mexico, Argentina, Poland, Italy, Spain, Greece, Taiwan, Romania, Germany and 13 other countries. He was the world’s second best-selling writer in 1998 and number one in 18 countries. Still not enough? He is also a member of the Academia Brasileira de Letras (Brazilian Academy of Letters). With such impressive credentials, his new romantic novel is no exception and hooks the reader from page one. The Spy was inspired by the exchange of letters between the famous Dutch dancer Mata Hari and her lawyer, a few days before Hari was shot by firing squad on accusation of espionage during WW1, in 1917. Told in the first person, the story is set between the late 19th and early 20th century. Supported by the seductive qualities of this exotic dancer - one of the most fascinating women in history - we bet this will be another success for the author’s portfolio. Any doubts anyone?

A

firmamos sem medo de errar: você pode não ter lido nenhum dos seus livros, mas sabe quem é Paulo Coelho. Afinal, os números não mentem: O Alquimista – o livro brasileiro mais vendido de todos os tempos – é considerado um importante fenômeno literário do século 20. Suas obras estão presentes em mais de 150 países e foram traduzidas em 66 idiomas. Trabalhou como diretor e autor de teatro, jornalista e compositor. Escreve para jornais do México, Argentina, Polônia, Itália, Espanha, Grécia, Taiwan, România, Alemanha e mais 13 países. Foi o segundo escritor mais vendido do mundo em 1998 e primeiro lugar da lista dos mais vendidos em 18 países. Achou pouco? Ele também é membro da Academia Brasileira de Letras.

Com essas impressionantes credenciais, seu novo romance não foge à regra de fisgar o leitor desde a primeira página. A Espiã teve como inspiração a troca de cartas entre a famosa dançarina holandesa Mata Hari e seu advogado, poucos dias antes do seu fuzilamento, na França, em 1917, acusada de espionagem durante a Primeira Guerra. Com narrativa feita em primeira pessoa, a trama se desenvolve entre o final do século 19 e o início do século 20.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Apoiado na sedução dessa exótica dançarina – uma das mulheres mais fascinantes da história –, apostamos que será mais um sucesso para a lista do autor. Alguém duvida?

The Spy Coelho, Paulo 183 pages Ed. Paralela

A Espiã Coelho, Paulo 183 páginas Ed. Paralela

(Companhia das Letras)

(Companhia das Letras)


pet

friendly Universe Pet owners are used to a heavy heart when they see their pet’s look of realisation that you are going out and that they will be staying behind.

Expansão do universo ‘pet friendly’

Quem tem um animal de estimação, com certeza, já ficou com o coração apertado ao ver o olhar dele ao perceber que vamos sair e ele ficará em casa. By • Por Paolla Fuzinatto

H

aving an animal for companionship is a wonderful thing and those who have a loyal companion always try to keep them close. And many places are becoming, thankfully, ‘pet friendly’. The expression came to be as certain hotels and B&Bs needed to advertise that they accepted and offered amenities for domesticated animals. Over time, the concept has spread to other areas and hence the concept has evolved. Some examples of this are the restaurants that offer special menus and outdoor areas for pets. Even the traditional and elegant cruise ship, The Queen Mary 2, has expanded its space reserved for dogs and cats. There are now exclusive pet cabins, a dedicated play area and decks reserved for daily walks. More news from the ‘pet friendly’ world? An exhibition that was specifically designed for dogs recently took place in London, near Tower Bridge: the pictures comprised of colours identifiable by dogs and were positioned close to the ground, at the right height that they could appreciate them. There were other interactive attraction, such as a ball park – in the shape of a dog bowl – with giant balls and small water jets for them to enjoy, and even a fan in front of a car window, recreating that sensation of wind in the face whilst out for a drive, that feeling they love so much. The exhibition was named “Play More” and was the brainchild of artist Dominic Wilcox. Amazing, isn’t it? Here’s hoping that the idea spreads. There is no reason to leave your four-legged friend at home. With just a quick search on the internet you will find several options for you both to venture out together! So grab the leash and have fun, because the world is improving all the time for dogs (and cats!).

T

er a companhia de um animal em nossas vidas é algo maravilhoso e quem tem um companheiro fiel faz questão de tê-lo sempre por perto. E muitos lugares estão se tornando, para nossa alegria, ‘pet friendly’. A expressão significa, em tradução livre, “amistoso aos animais” e surgiu pela necessidade de hotéis e pousadas mostrarem ao público que aceitam e oferecem mimos para os bichinhos. Com o tempo, a ideia foi se espalhando para outras áreas e se aperfeiçoando.

Alguns exemplos disso são os restaurantes que oferecem cardápios especiais e área externa para os animais. Até o tradicional e elegante navio Queen Mary 2, aumentou seu espaço reservado para cães e gatos. Agora existem cabines só para eles, área para brincadeiras e um espaço específico para os passeios diários. Mais novidade do mundo ‘pet friendly’: uma exposição foi especialmente dedicada aos cachorros e aconteceu em Londres, próximo à Tower Bridge: os quadros possuíam cores identificadas por cachorros e ficavam posicionados próximos ao chão, na altura certa para que pudessem admirálos, além de artes interativas como uma piscina - em forma de pote de ração - de bolinhas gigantes, pequenas fontes de água com jatos para uma gostosa diversão e até um ventilador em frente às janelas de um carro, recriando aquela sensação de “ventinho na cara durante o passeio” que eles tanto adoram. A mostra recebeu o nome de Play More e foi criação do artista Dominic Wilcox. Incrível, não? Torcemos para que a ideia se espalhe. Não há razão para deixar seu amigo de quatro patas em casa. Com uma pesquisa rápida na internet você encontra várias opções para se aventurarem juntos por aí! Então pegue a coleira e divirtam-se, porque o mundo está ficando bom pra cachorro (e gatos!).

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

The Expanding

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

// PETS

/

PETS

59


The most LGBT Olympics of all time As Olimpíadas mais LGBT de todos os tempos By • Por David Michael Miranda

R

io 2016 has been dubbed as the most LGBT Olympics of all time. There are a number of facts and things that happened to help support this accolade. Right from the start of the Olympic torch relay the declarations of Brazilian LGBT pride were clear for all to see, a pride that grows stronger every day with courage and energy. We witnessed transgender people participate in both the torch procession and the opening ceremony. There was a gay kiss during the torch relay. There were countless thanks and messages of support from athletes to their same sex partners. And finally, there was the unprecedented marriage proposal from one of the Olympic volunteers to a member of the Brazilian rugby team.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

This presented a real contrast to the 2014 Winter Games that took place in Russia, marked by major controversies surrounding some of the absurd Russian laws that criminalise the LGBT community. In Russia, anyone (including visitors and athletes from other countries) can be arrested for expressing their sexual orientation or gender identity. Such acts are classified as “homosexual propaganda” crimes. Rio 2016 has helped Rio de Janeiro cement its status as a “gay friendly” city, a place where all men and women can democratically celebrate their diversity and plurality. Without doubt the “Olympic spirit” has helped tackle the task of promoting tolerance and respect for diversity. Rio is considered to be one of the top tourist destinations for the LGBT community. There is a mix of beaches, landscapes, businesses and parties that are all very welcoming in this respect. What’s more, every year we parade one of the most important stops for LGBTs in Latin America, as well as having an openly gay representative of Rio de Janeiro in Brazil’s federal parliament, which further

helps reinforce the LGBT identity of the city. There are many factors that motivate us to continue living and assuming our true identities here in our country and in Rio. Personally it was here on the beaches of Rio that I found the love of my life, and many other similar stories have played out on this same stage. It is here that I have lived with my partner for eleven years and where we try to show everyone what our love is both natural and wonderful and should be respected just like any other relationship. Be it slowly, society has learnt to respect us. We have increasingly found the strength in our friendship and companionship, in our solidarity the mutual support during tough times - and in the celebration of our emotional bonds. In Rio there are numerous meeting points, with new ones increasingly popping up and establishing themselves as places for us to affirm and celebrate our identities. Whether in the north or the south of the city, through to the western district, there are many events and parties where diversity and respect prevail, where we feel safe to be who we really are. There is much to do to ensure that our place is universally accepted. We still face many barriers to the job market, or to even walking in the street in peace or going to the movies without being disrespected. But I feel that more and more we are winning these spaces. Several courageous characters, like those who helped stage Rio 2016, have been able to use their opportunity in the media to represent the millions of LGBT people around the country that lead their lives so that one day we can simply love and be loved in this wonderful city. David Michael Miranda is a political activist for LGBT rights and from Rio de Janeiro


Isto significou um verdadeiro contrataste com os últimos Jogos de Inverno que ocorreram na Rússia, em 2014, marcados por grandes polêmicas em torno das absurdas leis russas que criminalizam LGBTs. Naquele país, qualquer pessoa (inclusive visitantes e atletas de outros países) pode ser presa por manifestar sua orientação sexual ou identidade de gênero. Elas são enquadradas no “crime de propaganda homossexual”. Definitivamente o Rio de Janeiro ganhou mais um fato para coroar seu status de cidade “gay friendly”. O lugar onde todos e todas podem celebrar de maneira democrática a diversidade e a pluralidade dos povos. Realmente o “espírito olímpico” cumpre essa tarefa de promover a tolerância e o respeito ao diferente. Em breve teremos também os Jogos Paraolímpicos, que certamente promoverá o mesmo sentimento vivido pelas pessoas que visitaram a cidade neste período.

/

// GLBT out 2016 //

nos nossos laços de amizade e companheirismo. Na solidariedade uns com os outros, na ajuda mútua quando estamos passando por momentos difíceis e nos espaços de celebração e comemoração dos nossos laços afetivos. No Rio temos inúmeros espaços de encontro e diversão para os nossos, e cada vez mais eles pipocam e se firmam como lugares de resistência e afirmação das nossas identidades. Na Zona Norte ou na Zona Sul, passando pela Zona Oeste da cidade, há muitos eventos e festas em que a diversidade e o respeito imperam, onde nos sentimos seguros para sermos quem nós realmente somos. Enfim, há muito a se fazer para que o nosso espaço seja conquistado em todos os cantos da cidade. Ainda temos que enfrentar inúmeras barreiras para conseguir um trabalho, ou para sair na rua em paz, para ir ao cinema ou ao mercado sem ser desrespeitado. Mas sinto que cada vez mais estes espaços estão sendo conquistados por nós. Alguns personagens corajosos, como os que protagonizaram as Olimpíadas, souberam utilizar seus espaços na mídia para representar os milhões de LGBTs espalhados pelo país, que fazem das suas vidas e do seu dia-a-dia a verdadeira resistência para que um dia possamos simplesmente amar e sermos amados nessa cidade que é maravilhosa, mas que ainda é para poucos.

bossa brazil magazine / oct 2016

A

Rio 2016 ficou mundialmente conhecida como as Olimpíadas mais LGBT de todos os tempos. O mundo presenciou inúmeros fatos que comprovam isso. Foi logo no percurso da tocha olímpica pelo país que surgiram as primeiras manifestações do orgulho LGBT brasileiro, que a cada dia se afirma com mais coragem e entusiasmo. Tivemos transgêneros no revezamento da tocha e na condução da delegação brasileira na cerimônia de abertura. Teve beijo gay também no revezamento da tocha. Inúmeros agradecimentos e declarações de atletas aos seus companheiros e companheiras de mesmo sexo. E, por fim, o histórico pedido de casamento de uma das voluntárias à jogadora da equipe brasileira de rúgbi.

L GB T

60 61

David Michael Miranda é carioca e militante político dos direitos LGBT.

Muitas coisas ainda motivam a seguir vivendo e assumindo nossas identidades e orientações aqui no nosso país e no Rio. Não posso deixar de mencionar que foi aqui, nas praias cariocas, que encontrei o grande amor da minha vida, e que muitas outras histórias parecidas foram protagonizadas neste palco. É aqui que vivo com ele há onze anos e tentamos mostrar para todo mundo que nosso amor é algo natural e maravilhoso e que devemos ter o respeito que merece qualquer outro relacionamento heteronormativo. Aos poucos e ainda muito timidamente, a sociedade vem aprendendo a nos respeitar. Temos encontrado cada vez mais forças

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

O Rio é considerado um dos melhores destinos turísticos no mundo para a população LGBT. Há uma combinação de praias, paisagens, rede de comércio e festas que são muito receptivas a nós. Somado a isso, todos os anos protagonizamos uma das mais importantes paradas LGBTs da América Latina, além de termos como representante do Rio de Janeiro o único parlamentar federal assumidamente gay, o que reforça a identidade LGBT da cidade.


Please do not forget to mention bossa brazil magazine when contacting an advertiser. Por favor, não esqueça de mencionar a bossa brazil magazine quando contatar um anunciante.

BBMag, its editors, contributors and representatives are in no way responsible for any complaints relating to the magazine’s advertisers, and are not liable for any errors in printed advertisements, be it resulting from the provision of inferior quality or low digital resolution, or resulting from inadequate instructions and/or texts and layouts. We also do not accept any responsibility for any losses or damages caused by errors, inaccuracies or non-publication of any advertising, although all are checked before insertion. In addition we will not be held responsible for more than one incorrect insertion and the magazine cannot be reproduced to accommodate for minor alterations that do not affect the content of the advertisement. No part or parts of this magazine may be reproduced without written permission of the editors.


Please do not forget to mention bossa brazil magazine when contacting an advertiser. Por favor, não esqueça de mencionar a bossa brazil magazine quando contatar um anunciante.

A BBMag, seus editores, colaboradores e representantes não se responsabilizam por reclamações sobre os anunciantes da revista, nem se responsabilizam por eventuais erros em anúncios publicados, quer sejam fornecidos com qualidade inferior, baixa resolução digital ou ainda por instruções e/ou textos e layouts inadequados. Também não aceitamos qualquer responsabilidade por quaisquer perdas, danos ou prejuízos causados por erros, imprecisão ou pela não publicação de quaisquer anúncios, apesar de todos serem verificados antes da inserção. Além disso, também não podemos nos responsabilizar por mais de uma inserção incorreta e nenhuma republicação será concedida em função de pequenas alterações que não afetem o teor do anúncio. Nenhum trecho ou parte desta revista pode ser reproduzido sem autorização por escrito dos editores.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

bossa brazil magazine / JULY 2016

//

JUL 2016

/ / BBMa g C L A S S I F I E D

/

Classi f i c ados BBMa g

62 63


Please do not forget to mention bossa brazil magazine when contacting an advertiser. Por favor, não esqueça de mencionar a bossa brazil magazine quando contatar um anunciante.

BBMag, its editors, contributors and representatives are in no way responsible for any complaints relating to the magazine’s advertisers, and are not liable for any errors in printed advertisements, be it resulting from the provision of inferior quality or low digital resolution, or resulting from inadequate instructions and/or texts and layouts. We also do not accept any responsibility for any losses or damages caused by errors, inaccuracies or non-publication of any advertising, although all are checked before insertion. In addition we will not be held responsible for more than one incorrect insertion and the magazine cannot be reproduced to accommodate for minor alterations that do not affect the content of the advertisement. No part or parts of this magazine may be reproduced without written permission of the editors.


Please do not forget to mention bossa brazil magazine when contacting an advertiser. Por favor, não esqueça de mencionar a bossa brazil magazine quando contatar um anunciante.

bossa brazil magazine / JULY 2016

//

JUL 2016

/ / BBMa g C L A S S I F I E D

/

Classi f i c ados BBMa g

64 65

ADVERTISE HERE By advertising with Bossa Brazil Magazine, you also benefit from exposure on all our social medias! Learn more about our options in terms of campaign planning and/or artwork creation.

Contact us – bbmag@bbmag.co.uk

Anunciando na Bossa Brazil Magazine, você também ganha visibilidade em todas as nossas redes sociais! Conheça nossas opções de planejamento de campanhas ou criação do seu anúncio.

Entre em contato – bbmag@bbmag.co.uk

A BBMag, seus editores, colaboradores e representantes não se responsabilizam por reclamações sobre os anunciantes da revista, nem se responsabilizam por eventuais erros em anúncios publicados, quer sejam fornecidos com qualidade inferior, baixa resolução digital ou ainda por instruções e/ou textos e layouts inadequados. Também não aceitamos qualquer responsabilidade por quaisquer perdas, danos ou prejuízos causados por erros, imprecisão ou pela não publicação de quaisquer anúncios, apesar de todos serem verificados antes da inserção. Além disso, também não podemos nos responsabilizar por mais de uma inserção incorreta e nenhuma republicação será concedida em função de pequenas alterações que não afetem o teor do anúncio. Nenhum trecho ou parte desta revista pode ser reproduzido sem autorização por escrito dos editores.

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

ANUNCIE AQUI


66

COME AND EXPERIENCE BRAZIL

VENHA VIVER O BRASIL

Vinícius Lummertz Embratur’s President

bossa brazil magazine / oct 2016

//

out 2016

// ARTICLE

/

ARTIGO

Presidente da Embratur

B

razil has just staged the biggest event on the planet: the Rio 2016 Olympic and Paralympic Games. This spectacular experience has consolidated Brazil’s ability to host major national and international events of varying sizes, thanks to the country’s modern infrastructure of hotels, restaurants, airports and tourist destinations. Initial data suggests that more than 500,000 foreigners visited Rio de Janeiro between 1 July and 15 August. The success of the Games reflects a shift in the international perception of Brazil, as tourists of various nationalities were met by a receptive, warm and beautiful country. We gave the world a fabulous party and the image we want to perpetuate is one of a modern Brazil, with potential for economic growth and business generation, product diversity and distinct tourism segments. A study conducted by the Brazilian Ministry of Tourism shows that the satisfaction index of foreigners visiting Rio in 2106 was 83%. According to the same survey, 87.7% of overseas guests intend to return to Brazil. The good humor, friendliness and hospitality of the people of Rio de Janeiro were all praised by 98.6% of the international visitors. The nightlife was also a high point: with Rio deemed as “very good” in this regard. It is clear, therefore, that Rio succeeded in hosting a memorable Olympics. Brazil and the UK England ranked 9th in terms of tourists visiting Brazil in 2015 and 4th amongst European countries. Brazil receives, on average, 190,000 British tourists a year, all attracted by the country’s cultural destinations, sun and beaches, and ecotourism. Currently there are 21 weekly flights to Brazil from the UK and we are working to increase this number in partnership with the airlines and the tourism industry in general. The Rio de Janeiro that billions of people saw on television was just an example of a unique and wonderful destination that deserves to be explored! Brazil is waiting with open arms to receive guests from the UK with the same vibrant spirit that has gripped the world in recent months. We are ready to welcome more and more international visitors and continually improve the way in which we serve them, sharing the true Brazilian experience, a friendly country with a smile and a warm embrace.

O

/ / www . b b m a g . c o . u k / /

Brasil acaba de sediar o maior evento do planeta: os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. Essa experiência espetacular consolidou a capacidade do Brasil de sediar grandes eventos nacionais e internacionais de diversos portes, com moderna estrutura de rede hoteleira, restaurantes, receptivo, aeroportos e destinos turísticos. Dados preliminares registram que circularam no Rio de Janeiro mais de 500 mil estrangeiros, entre 1º de julho e 15 de agosto. O sucesso alcançado reflete uma mudança de percepção do Brasil a nível internacional, pois os turistas de diversas nacionalidades conheceram um País receptivo, acolhedor e belo. Mostramos ao mundo uma belíssima festa e a imagem que queremos perpetuar é de um Brasil moderno, com potencial econômico e de geração de negócios, diversidade de produtos e segmentos turísticos. Um estudo realizado pelo Ministério do Turismo mostrou que o índice de satisfação do turista estrangeiro que veio ao Rio 2106 foi de 83%. De acordo com o mesmo levantamento, 87,7% dos turistas estrangeiros têm a intenção de voltar ao País. O bom humor, a simpatia e a hospitalidade do carioca foram elogiados por 98,6% dos estrangeiros. A diversão noturna também agradou: para 96,2% dos visitantes internacionais, o Rio é muito bom neste quesito. Fica claro, portanto, que realizamos uma Olimpíada memorável. Brasil e Reino Unido A Inglaterra foi o 9º país que mais enviou turistas para o Brasil em 2015, o 4º entre os europeus. Recebemos, em média, 190 mil turistas ingleses por ano no Brasil, atraídos por destinos culturais, de sol e praia e ecoturismo. Atualmente são ofertados 21 voos semanais do Reino Unido para o Brasil e estamos trabalhando para aumentar esse número, em parceria com as companhias aéreas e o trade em geral. O Rio de Janeiro que bilhões de pessoas assistiram pela TV foi apenas um exemplo de um destino único e maravilhoso, que merece ser conhecido! O Brasil está de braços abertos para receber os ingleses com o incrível astral que contagiou o mundo nos últimos meses. Estamos preparados para acolher cada vez mais visitantes internacionais e aprimorar a maneira de atendê-los, compartilhando a experiência de viver o Brasil, um País acolhedor e caloroso, com sorriso e abraço grátis.

PUBLISHER Glauco Chris Fuzinatto/glauco@bbmag.co.uk

EDITOR-IN-CHIEF Cristiane Thurm/cris@bbmag.co.uk

CONTENT WRITER Guilherme Schroeder/guilherme@bbmag.co.uk

CONTENT RESEARCHER Paolla Fuzinatto/paolla@bbmag.co.uk

BRANDS, MUSIC AND PARTNERSHIP MANAGER Archie Carmichael/archie@bbmag.co.uk

SALES & PROMOTION Fatma Cokgezici/fatma@bbmag.co.uk

DESIGNER Luciana D’Elboux/luciana@bbmag.co.uk

TRANSLATOR Edwin Freeman/edwin@bbmag.co.uk

CONTRIBUTORS TO THIS EDITION COLABORARAM NESTA EDIÇÃO David McLoughlin, Lu Nassif, Luciana Berry, David Michael Miranda

THANKS TO AGRADECIMENTOS VBRATA EUROPE, Liane Galina, Jon Neale, Teresa Noguerol

TO ADVERTISE Get in touch with our Commercial Department commercial@bbmag.co.uk

PARA ANUNCIAR Entre em contato com nosso Departamento Comercial comercial@bbmag.co.uk

PRESS RELEASES press@bbmag.co.uk/pautas@bbmag.co.uk 020 7617 7284 BOSSA BRAZIL MAGAZINE BBMAG

UNITED KINGDOM St Andrews Chambers, 25 Wells Street London W1T 3PJ/+ 44 (0)20 7617 7284

BRAZIL Rua Campo Alegre, 60 cj. 22/Pinheiros São Paulo 05424 090/+ 55 11 3230 7987

BBMag is published by Bossa Brazil and is distributed free of charge. Articles represent the views and opinions of their authors. It is forbidden to reproduce or part-reproduce the magazine without prior authorization. All rights reserved.

BBMag é uma publicação da Bossa Brazil distribuída gratuitamente. Os artigos assinados são de exclusiva responsabilidade de seus autores. Fica expressamente proibida a reprodução total ou parcial sem autorização prévia. Todos os direitos reservados.


BBMAG Bossa Brazil Magazine Oct 16 to Jan 17 Issue  

BBMAG Bossa Brazil Magazine is the only London-based lifestyle bilingual publication specialised in Brazil. We promote a positive Brazil as...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you